Vous êtes sur la page 1sur 4

PLANEJAMENTO DE AULA – 10.07.

2019

Disciplina: Tecnologia da Informação e Comunicação

Professor: RAFAEL DA SILVA DOS SANTOS

Tema: As relações culturais e o cinema.

Série: 2º Ano do Ensino Médio

Escola: Escola Estadual Paulo Freire

CONTEÚDO:

A relações do homem no tempo e no espaço, produzem instrumentos e


possibilidades que readéquam e transformam as suas formas de pensar e formular sua
vida. Estas relações, enquanto, produção humana é resultante de disputas, de contatos,
criações, interpretações e conflitos, que se confluem na construção da realidade e em sua
expressão múltipla, desabrochada em cultura (SANTOS,1987). A cultura em ação, em
criação, em extensão, em inventabilidade que postula as necessidades do vivido, é
também uma tecnologia (VERASZTO; SILVA; MIRANDA; SIMON,2009) que se
manifesta nas roupas, na invenção de dispositivos, na homogeneização das relações, nas
novas formas de condutas e serviços, entre outras ações que se desenvolvem em modelos
diversos de estar e fazer dos sujeitos.

Discutir as relações humanas é mirar o rizoma complexo do real, que perpassa os


seres e suas existências em um fluir cotidiano. Que marca os corpos e singulariza-os em
um passado social que se reconfigura no presente atualizando-se initerruptamente.
Centrar o papel das tecnologias nesta reconfiguração, é caminhar sobre as mudanças que
geraram e geram os sujeitos em seus diversos discursos, para consolidar no hoje uma
criticidade dinâmica, dotada de perspectiva de mudanças, de desconstrução e cortes que
agenciam os sujeitos na descoberta e produção de si, um si que não é absolutista, mas que
se monta e remonta no tempo e no espaço.

Assim a reflexão sobre a temática proposta, possibilitará aos alunos uma


elucubração profunda, que implique na desmitificação do universal, para ascender em um
olhar pluriversal experiencial e analítico que cria sua própria bagagem cultural, enquanto
a percebe no mundo e as relações tecnológicas como forma de comunicação, interação e
intenção.

OBJETIVO:

Geral:

Refletir com os alunos a função das tecnologias e as ações de transformação social


que as mesmas produzem. Mirando as relações culturais e as mídias, como parte de um
processo histórico que facilita e reinventa as relações humanas, corporificando os meios
de comunicações e suas produções, permeando a consolidação de uma memória que
identifique, separe, integre e convoque os sujeitos ao mundo.

Específicos:

 Analisar o conceito de tecnologia e relacioná-lo com os aspectos do cotidiano


humano, por meio da cultura.
 Conceber um espaço de reconhecimento, pertença e produção social, que leve aos
alunos a tecer por meio da cultura e das questões singulares de sua existência.
 Interpretar os acontecimentos artísticos, suas modalidades, seus tempos e espaços
como extensão dos sujeitos e suas potencialidades.

DESENVOLVIMETO:

Os alunos serão divididos em grupos e cada grupo deverá escolher uma forma de
expressão cultural, e pesquisa-la com auxílio da internet. Avaliando e tecendo suas
modificações históricas através do tempo e espaço para compreender as relações humanas
e suas adaptações culturais. Em um segundo momento as expressões culturais escolhidas,
serão relacionadas pelo grupo, com suas comunidades sociais, família, amigos e outros
para estabelecer inter-relações de mudanças ou as não mudanças, que estas expressões
produzem ou produziram na forma como estes conhecem o mundo.

Após as pesquisas e comparações elaborada pelos grupos, realizaremos uma aula


expositiva apresentando os conceitos de tecnologia e o conceito de cultura e os
agenciamentos sua emanação dos corpos como constituição de liberdade dos desejos
humanos.
Em um terceiro momento por meio de uma roda de conversar os alunos vão
problematizar o tema da tecnologia, da cultura e a complexidade das relações humanas
que se figuram neste contexto. Finalizando o processo, os alunos serão convidados a
elaborarem um pequeno filme (documentário) de no máximo 10 minutos, sobre a
expressão cultural que escolheram e as reflexões que construíram. Os filmes serão
gravados pelos alunos, em seus próprios aparelhos celulares, para posteriormente serem
reproduzidos em um evento de curtas metragens que serão projetados para toda a escola,
como culminância dos trabalhos empreendidos.

Atividades de forma cronológica:

Etapa 1: Pesquisa

1- A partir dos grupos formados pelos alunos realizar uma pesquisa sobre uma
expressão cultural e como ela se manifesta nas realidades dos alunos.
2- Contextualizar um esquema que permita estabelecer relações e correlações entre
comunicação, e cultura.

Etapa 2: Aula expositiva

1- Apresentar aos alunos o que epistemologicamente se entende como cultura e


tecnologia.

Etapa 3: Roda de conversa

1- Relacionar os conteúdos teóricos e as pesquisas elaboradas pelos alunos para


problematiza-las. Refletir sobre o alcance social de ambos os conceitos e como os
mesmos transformados em comunicação podem produzir discursos diversos.

Etapa 4: Produção do Curta

1- A produção do curta, será aventada a partir das percepções dos alunos daquilo que
foi estudado, descrevendo de maneira singular os atravessamentos que
territorializam os homens, suas obras e suas relações.

DURAÇÃO DA ATIVIDADE:

A atividade pode durar de duas a três aulas que tem em média 50 minutos, por se
tratar de uma.

EQUIPAMENTOS;
 Mesas e Cadeiras
 Computadores
 Quadro e Pilot

Não será utilizado a princípio nenhum material extra, que esteja fora do espaço escolar.

AVALIAÇÃO:

A avaliação se dará em duas etapas: A primeira será construída levando em conta


a participação de cada aluno nas atividades, a capacidade argumentativa, o
desenvolvimento teórico dos assuntos e etc. A segunda etapa avaliativa será constituída
com os alunos e pelos próprios alunos, onde os mesmos serão convidados a avaliarem em
grupo, o próprio trabalho que eles produzirão.

BIBLIOGRAFIA:

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. São Paulo: Cortez Editora, 2006

VERASZTO, Estéfano Vizconde et al. Tecnologia: buscando uma definição para


o conceito. Prisma. com, n. 8, p. 19-46, 2009.

SANTOS, José Luiz. O que é Cultura. São Paulo: Editora Brasiliense, 1987.
(Coleção Primeiros Passos, 110)

BRASIL, Ministério da Educação, Secretaria da Educação Média e Tecnológica.


Parâmetros Curriculares Nacionais: ensino médio. Brasília: Ministério da
Educação, 2000.