Vous êtes sur la page 1sur 35

ATRIBUIÇÕES DO ARQUITETO: COMPETÊNCIA E

ATIVIDADE PROFISSIONAL E MODALIDADES DE


ATUAÇÃO
ATRIBUIÇÕES DO ARQUITETO: COMPETÊNCIA E
ATIVIDADE PROFISSIONAL E MODALIDADES DE
ATUAÇÃO

designer de
interiores

Técnicos de nível
arquiteto
engenharias médio e 2º grau

agrônomo
[situação do arquiteto - antes]:

[marco regulatório das


profissões Tecnológicas]

DECRETO FEDERAL Nº 23.569/1933


Regula o exercício das profissões de engenheiro, de arquiteto e
de agrimensor (Revogado, em parte, pela Lei nº 5.194, de
24/12/1966)

- Atribuições e campos de atuação dos então chamados


arquitetos estiveram marcados por várias e amplas áreas de
“sombreamento” com os de outros profissionais, tais como
engenheiros civis e agrimensores.

LEI Nº 5.194/1966
Regula o exercício das profissões de Engenheiro, Arquiteto e Engenheiro-
Agrônomo, e dá outras providências.
- não altera o ‘sombreamento’;
- inclui a agronomia no marco regulatório;
- trata de forma genérica as atividades e atribuções e campos de
atuação de cada uma delas.

LEI Nº 6.496/ 1977


Institui a " Anotação de Responsabilidade Técnica " na prestação de serviços
de engenharia, de arquitetura e agronomia e dá outras providências.
Dezembro de 2011 - Saída dos profissionais da modalidade Arquitetura do
Sistema CONFEA/CREA – posse da presidência do CAU/ BR, criado
através da Lei 12.378, em dezembro de 2010.

Profissões de Arquiteto, Arquiteto e Urbanista e Engenheiro Arquiteto


são hoje ligadas ao Conselho de Arquitetura e Urbanismo - CAU

[legislação principal do CAU]:

LEI Nº 12.378, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2010


(Regulamenta o exercício da Arquitetura e Urbanismo)

[Definição dos campos de atuação para o exercício da


arquitetura e urbanismo]:

- a partir das diretrizes curriculares nacionais que dispõem sobre a


formação do profissional arquiteto e urbanista.

- Necessidade de dispor sobre as áreas de atuação privativas dos


arquitetos e urbanistas e as áreas de atuação compartilhadas com
outras profissões regulamentadas.

RESOLUÇÃO N° 51, DE 12 DE JULHO DE 2013

- Na hipótese de as normas do CAU/BR sobre o campo de atuação de


arquitetos e urbanistas contradizerem normas de outro Conselho
profissional, a controvérsia será resolvida por meio de resolução
conjunta de ambos os conselhos.
Lei nº 12.378/2010

[atividades e atribuições do arquiteto e urbanista

consistem em]:
I - supervisão, coordenação, gestão e orientação técnica;

II - coleta de dados, estudo, planejamento, projeto e

especificação;

III - estudo de viabilidade técnica e ambiental;

IV - assistência técnica, assessoria e consultoria;

V - direção de obras e de serviço técnico;

VI - vistoria, perícia, avaliação, monitoramento, laudo, parecer

técnico, auditoria e arbitragem;

VII - desempenho de cargo e função técnica;

VIII - treinamento, ensino, pesquisa e extensão universitária;

IX - desenvolvimento, análise, experimentação, ensaio,

padronização, mensuração e controle de qualidade;

X - elaboração de orçamento;

XI - produção e divulgação técnica especializada; e

XII - execução, fiscalização e condução de obra, instalação e

serviço técnico.
Lei nº 12.378/2010

[campos de atuação]:

I - da Arquitetura e Urbanismo;
Lei nº 12.378/2010

[campos de atuação]:

I - da Arquitetura e Urbanismo;

II - da Arquitetura de Interiores;
Lei nº 12.378/2010

[campos de atuação]:

I - da Arquitetura e Urbanismo;
II - da Arquitetura de Interiores;

III - da Arquitetura Paisagística;


Lei nº 12.378/2010

[campos de atuação]:

I - da Arquitetura e Urbanismo;
II - da Arquitetura de Interiores;
III - da Arquitetura Paisagística;

IV - do Patrimônio Histórico Cultural e


Artístico, arquitetônico, urbanístico,
paisagístico, monumentos (edificações ou
conjuntos e cidades);
Lei nº 12.378/2010

[campos de atuação]:

I - da Arquitetura e Urbanismo;
II - da Arquitetura de Interiores;
III - da Arquitetura Paisagística;
IV - do Patrimônio Histórico Cultural e Artístico, arquitetônico,
urbanístico, paisagístico, monumentos (edificações ou
conjuntos e cidades);

V - do Planejamento Urbano e Regional;


Lei nº 12.378/2010

[campos de atuação]:

I - da Arquitetura e Urbanismo;
II - da Arquitetura de Interiores;
III - da Arquitetura Paisagística;
IV - do Patrimônio Histórico Cultural e Artístico, arquitetônico,
urbanístico, paisagístico, monumentos (edificações ou
conjuntos e cidades);
V - do Planejamento Urbano e Regional;

VI - da Topografia;
Lei nº 12.378/2010

[campos de atuação]:

I - da Arquitetura e Urbanismo;
II - da Arquitetura de Interiores;
III - da Arquitetura Paisagística;
IV - do Patrimônio Histórico Cultural e Artístico, arquitetônico,
urbanístico, paisagístico, monumentos (edificações ou
conjuntos e cidades);
V - do Planejamento Urbano e Regional;
VI - da Topografia;

VII - da Tecnologia e resistência dos materiais;


Lei nº 12.378/2010

[campos de atuação]:

I - da Arquitetura e Urbanismo;
II - da Arquitetura de Interiores;
III - da Arquitetura Paisagística;
IV - do Patrimônio Histórico Cultural e Artístico, arquitetônico,
urbanístico, paisagístico, monumentos (edificações ou
conjuntos e cidades);
V - do Planejamento Urbano e Regional;
VI - da Topografia;
VII - da Tecnologia e resistência dos materiais;

VIII - dos sistemas construtivos e estruturais;


Lei nº 12.378/2010

[campos de atuação]:

I - da Arquitetura e Urbanismo;
II - da Arquitetura de Interiores;
III - da Arquitetura Paisagística;
IV - do Patrimônio Histórico Cultural e Artístico, arquitetônico,
urbanístico, paisagístico, monumentos (edificações ou
conjuntos e cidades);
V - do Planejamento Urbano e Regional;
VI - da Topografia;
VII - da Tecnologia e resistência dos materiais;
VIII - dos sistemas construtivos e estruturais;

IX - de instalações e equipamentos referentes


à arquitetura e urbanismo;
Lei nº 12.378/2010

[campos de atuação]:

I - da Arquitetura e Urbanismo;
II - da Arquitetura de Interiores;
III - da Arquitetura Paisagística;
IV - do Patrimônio Histórico Cultural e Artístico, arquitetônico,
urbanístico, paisagístico, monumentos (edificações ou
conjuntos e cidades);
V - do Planejamento Urbano e Regional;
VI - da Topografia;
VII - da Tecnologia e resistência dos materiais;
VIII - dos sistemas construtivos e estruturais;
IX - de instalações e equipamentos referentes à arquitetura e
urbanismo;

X - do Conforto Ambiental;
Lei nº 12.378/2010

[campos de atuação]:

I - da Arquitetura e Urbanismo;
II - da Arquitetura de Interiores;
III - da Arquitetura Paisagística;
IV - do Patrimônio Histórico Cultural e Artístico, arquitetônico,
urbanístico, paisagístico, monumentos (edificações ou
conjuntos e cidades);
V - do Planejamento Urbano e Regional;
VI - da Topografia;
VII - da Tecnologia e resistência dos materiais;
VIII - dos sistemas construtivos e estruturais;
IX - de instalações e equipamentos referentes à arquitetura e
urbanismo;
X - do Conforto Ambiental;

XI - do Meio Ambiente.
Lei nº 12.378/2010

[campos de atuação]:

I - da Arquitetura e Urbanismo;
II - da Arquitetura de Interiores;
III - da Arquitetura Paisagística;
IV - do Patrimônio Histórico Cultural e Artístico, arquitetônico,
urbanístico, paisagístico, monumentos (edificações ou
conjuntos e cidades);
V - do Planejamento Urbano e Regional;
VI - da Topografia;
VII - da Tecnologia e resistência dos materiais;
VIII - dos sistemas construtivos e estruturais;
IX - de instalações e equipamentos referentes à arquitetura e
urbanismo;
X - do Conforto Ambiental;
XI - do Meio Ambiente;

XII – Outros.
Resolução n° 51, de 12 de julho de 2013
[privativo de arquiteto]

Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação


GRUPOS DE
ITEM ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
SERVIÇOS
Levantamento Arquitetônico
Projeto de Arquitetura de
Reforma de edificações
cadastro do como construído (as
built) de obra
coordenação e compatibilização
de projeto arquitetônico com
projetos complementares
desempenho de cargo ou função
técnica concernente à
elaboração ou análise de projeto
arquitetônico;
ÂMBITO
DAS relatório técnico de arquitetura
I ARQUITETURA referente a memorial descritivo,
EDIFICA
ÇÕES caderno de especificações
e de encargos e avaliação pós-
ocupação;
Edifícios e Instalações
Efêmeras
projeto arquitetônico de
monumento
Desenho em Perspectiva
Imagens Virtuais
Recursos Audiovisuais (filmes,
animações e similares)
Maquetaria
Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação
ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
projeto urbanístico;
projeto urbanístico para fins de
regularização fundiária
(desmembramento ou
remenbramento)
projeto de parcelamento do solo
mediante loteamento
projeto de sistema viário
urbano;
coordenação e compatibilização
ÂMBITO
de projeto de urbanismo com
DO projetos complementares
I URBANISMO
URBANIS relatório técnico urbanístico
MO
referente a memorial descritivo
e caderno de especificações e de
encargos
desempenho de cargo ou função
técnica concernente à
elaboração ou análise de projeto
urbanístico
Projeto de sinalização
Tráfego e trânsito urbano e rural
Projeto Gráfico (imagens
vistuais)
Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação
GRUPOS DE
ITEM ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
SERVIÇOS
projeto de arquitetura de
interiores
coordenação e compatibilização
de projeto de arquitetura de
interiores com projetos
complementares
ÂMBITO
ARQUITETURA relatório técnico de arquitetura
DAS
II DE de interiores referente a
EDIFICA
INTERIORES
ÇÕES memorial descritivo, caderno de
especificações e de encargos e
avaliação pós-ocupação
desempenho de cargo ou função
técnica concernente à
elaboração ou análise de projeto
de arquitetura de interiores
Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação
ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
projeto de arquitetura
paisagística
projeto de recuperação
paisagística
coordenação e compatibilização
de projeto de arquitetura
ÂMBITO paisagística ou de recuperação
DAS paisagística com projetos
EDIFICA
ARQUITETURA complementares
III ÇÕES
PAISAGÍSTICA
E/OU cadastro do como construído (as
URBANIS built) serviço técnico resultante
MO
de projeto de
arquitetura paisagística
desempenho de cargo ou função
técnica concernente a
elaboração ou análise de projeto
de
arquitetura paisagística;
Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação
ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
projeto e execução de
intervenção no patrimônio
histórico cultural e artístico,
arquitetônico, urbanístico,
paisagístico, monumentos,
práticas de projeto e soluções
tecnológicas para reutilização,
reabilitação, reconstrução,
preservação, conservação,
restauro e valorização de
edificações, conjuntos e cidades
coordenação da compatibilização
de projeto de preservação do
patrimônio histórico
cultural e artístico com projetos
complementares
ÂMBITO DAS PATRIMÔNIO
EDIFICAÇÕE HISTÓRICO direção, condução,
IV
S E/OU CULTURAL E gerenciamento, supervisão e
URBANISMO ARTÍSTICO fiscalização de obra ou serviço
técnico
referente à preservação do
patrimônio histórico cultural e
artístico
inventário, vistoria, perícia,
avaliação, monitoramento, laudo
e parecer técnico, auditoria e
arbitragem em obra ou serviço
técnico referente à preservação
do patrimônio histórico
cultural e artístico
desempenho de cargo ou função
técnica referente à preservação
do patrimônio histórico
cultural e artístico
Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação
ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
coordenação de equipe
multidisciplinar de
planejamento concernente a
plano ou traçado
de cidade, plano diretor,
plano de requalificação
urbana, plano setorial urbano,
plano de intervenção local,
plano de habitação de
interesse social, plano de
regularização fundiária e de
elaboração de estudo de
impacto de vizinhança
Elaboração da Legislação
PLANEJAMENTO Urbana Municipal
ÂMBITO DO
V URBANO E
URBANISMO Plano Diretor de Mobilidade
REGIONAL
e Transporte
Plano de Saneamento Básico
Ambiental
Plano de Manejo Ambiental
Plano Diretor de Operação
Urbana Consorciada
Plano Local de Habitação de
Interesse Social
Seleção de Projetos
Estruturantes
Termo de Referência de
Projetos Estruturantes
Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação
ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
Levantamento Topográfico
Planialtimétrico
ÂMBITO DAS Georreferenciado
EDIFICAÇÕE TOPOGRAFI
VI
S E/OU A
Levantamento Topográfico
URBANISMO Aerofotogramétrico
Levantamento Cartográfico
Orbital
Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação
ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
Levantamento Topográfico
Planialtimétrico
ÂMBITO DAS Georreferenciado
EDIFICAÇÕE TOPOGRAFI
VI
S E/OU A
Levantamento Topográfico
URBANISMO Aerofotogramétrico
Levantamento Cartográfico
Orbital

Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação


ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
TECNOLOGIA E
ÂMBITOS Realização de ensaios e
VII RESISTÊNCIA
DIVERSOS pesquisas
DOS MATERIAS
Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação
ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
Levantamento Topográfico
Planialtimétrico
ÂMBITO DAS Georreferenciado
EDIFICAÇÕE TOPOGRAFI
VI
S E/OU A
Levantamento Topográfico
URBANISMO Aerofotogramétrico
Levantamento Cartográfico
Orbital

Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação


ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
TECNOLOGIA E
ÂMBITOS Realização de ensaios e
VII RESISTÊNCIA
DIVERSOS pesquisas
DOS MATERIAS

Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação


GRUPOS DE
ITEM ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
SERVIÇOS
ÂMBITO DA
ARQUITET SISTEMAS
VIII URA E/OU CONSTRUTIVOS Projetos de estruturas
URBANISM E ESTRUTURAIS
O
Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação
ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
Levantamento e/ou Sondagens
Geológicas
Projetos de Instalações
Hidráulicas
Projetos de Instalações Sanitárias
Projetos de Instalações de Águas
Pluviais
Projetos de Instalações de Gás
Canalizado
Projetos de Instalações de
Prevenção e Combate A Incêndio
Projetos de Instalações de
Proteção Contra Descargas
ÂMBITO INSTALAÇÕES E Atmosféricas (pára-raios)
DAS EQUIPAMENTOS Projetos de Gerenciamento de
IX
EDIFICAÇÕ REFERENTES À Resíduos Sólidos
ES ARQUITETURA
Projetos de Instalações Elétricas
De Baixa Tensão
Projetos de Instalações
Telefônicas
Projetos de Instalações de TV
Projetos de Instalações de Rede
Estruturada de Dados e Voz
Projetos de Instalações de Rede de
Segurança Eletrônica
Projetos Complementares de
Instalações Mecânicas:
Elevadores, Monto-Cargas,
Rampas, Escadas e Esteiras
Rolantes, Entre Outros.
[continuação]

Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação


ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
Projetos Complementares de
Instalações Especiais:
Equipamento, Água Gelada e
Outros
Projetos Especializados de
Estacionamento e Tráfego de
Veículos

ÂMBITO INSTALAÇÕES E
Projeto de comunicação visual
DAS EQUIPAMENTOS para edificações
IX
EDIFICAÇÕ REFERENTES À
ARQUITETURA
Caderno de Especificações/
ES
Memorial Descritivo
Orçamento Sintético
Orçamento Analítico
Cronograma de Obra
Estudos de Viabilidade
Econômica e Financeira de
Projeto de Edificações
Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação
ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
Projeto de movimentação de
terra, drenagem e
pavimentação
Projeto de rede de tratamento
e abastecimento d´água
Projeto de rede de coleta e
tratamento de esgoto
Projeto de tratamento e
destinação dos resíduos
sólidos
Projeto de comunicação visual
urbanístico
INSTALAÇÕES
E Projeto de rede de iluminação
X
ÂMBITO DO EQUIPAMENTO pública
URBANISMO S REFERENTES
AO Projeto de rede de energia
URBANISMO elétrica
Projeto de rede de
comunicações (telefone,
internet, tv)
Caderno de Especificações ou
Memorial Descritivo
Orçamento Sintético
Orçamento Analítico
Cronograma de Obra
Estudos de Viabilidade
Econômica e Financeira de
Projeto de Urbanismo
Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação
ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
projeto de luminotécnica do
edifício e do espaço urbano
projeto de acessibilidade e
ergonomia da edificação
projeto de acessibilidade e
ÂMBITO DAS CONFORTO
XI
EDIFICAÇÕES AMBIENTAL
ergonomia do espaço urbano
Projetos de Instalações de
Sonorização e Acústica
Projetos de Instalações de Ar
Condicionado, Ventilação e
Exaustão Mecânica.
Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação
ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
projeto de luminotécnica do
edifício e do espaço urbano
projeto de acessibilidade e
ergonomia da edificação
projeto de acessibilidade e
ÂMBITO DAS CONFORTO
XI
EDIFICAÇÕES AMBIENTAL
ergonomia do espaço urbano
Projetos de Instalações de
Sonorização e Acústica
Projetos de Instalações de Ar
Condicionado, Ventilação e
Exaustão Mecânica.

Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação


ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
Zoneamento Geombiental
Diagnóstico Ambiental
Relatório Ambiental Simplificado-
RAS
Estudo de Viabilidade Ambiental -
EVA
ÂMBITO DO MEIO
XII
URBANISMO AMBIENTE Estudo de Impacto Ambiental-
Relatório de Impacto de Meio
Ambiente- EIA- RIMA
Plano de Monitoramento
Ambiental
Plano de Recuperação de Áreas
Degradada- PRAD
Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação
IT
E ÂMBITO GRUPOS DE SERVIÇOS SERVIÇO/ PROJETO
M
Treinamento, Ensino, Pesquisa e
Extensão Universitária,
Desenvolvimento, Análise,
Experimentação, Ensaio,
Padronização, Mensuração e
Controle de Qualidade

TREINAMENTO,
Ensino de teoria, história e projeto
ENSINO, PESQUISA E de arquitetura em cursos de
EXTENSÃO graduação, coordenação de curso
UNIVERSITÁRIA, de graduação em Arquitetura e
DESENVOLVIMENTO, Urbanismo
ANÁLISE,
EXPERIMENTAÇÃO, ensino de teoria, história e projeto
ENSAIO, de urbanismo em cursos de
PADRONIZAÇÃO, graduação
MENSURAÇÃO E
CONTROLE DE ensino de projeto de arquitetura de
QUALIDADE. interiores
XI ÂMBITOS ensino de teoria e de projeto de
II DIVERSOS arquitetura paisagística
ensino de teoria, técnica e projeto
de preservação do patrimônio
histórico cultural e
artístico
TECNOLOGIA E
RESISTÊNCIA DOS Realização de ensaios e pesquisas
MATERIAS
ASSISTÊNCIA
TÉCNICA,
ASSESSORIA,
CONSULTORIA, Assistência Técnica, Assessoria,
VISTORIA, PERÍCIA, Consultoria, Vistoria,
AVALIAÇÃO, Monitoramento, Laudo, Parecer
MONITORAMENTO, Técnico, Auditoria e
LAUDO, Arbitragem;
PARECER TÉCNICO,
AUDITORIA E
ARBITRAGEM;
Competência e Atividade profissional e modalidades de atuação
ITE GRUPOS DE
ÂMBITO SERVIÇO/ PROJETO
M SERVIÇOS
Execução de Obras por
EXECUÇÃO, Empreitada
ÂMBITO DA FISCALIZAÇ
XIV EXECUÇÃO ÃO E Execução de Obras por
DE OBRAS CONDUÇÃO Administração
DE OBRAS
Fiscalização de Obras

- A Lei 12. 378/ 2010 assegura aos técnicos de nível médio ou


de 2° grau as prerrogativas conferidas pelo Decreto n°
90.922/1985:
Os técnicos de 2º grau das áreas de Arquitetura e de Engenharia
Civil, na modalidade Edificações, poderão projetar e dirigir
edificações de até 80m² de área construída, que não constituam
conjuntos residenciais, bem como realizar reformas, desde que
não impliquem em estruturas de concreto armado ou metálica, e
exercer a atividade de desenhista de sua especialidade.

- Lei 13.369/2016, que reconhece a profissão de designer de


interiores. Não se trata de regulamentação da profissão, uma vez
que a Lei não cria um órgão, como um conselho, para promover o
registro e a fiscalização dos profissionais. O texto apenas
“assegura” o exercício da profissão, como já determinado pelo
artigo 5º, inciso XIII, da Constituição Federal (“é livre o exercício de
qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações
profissionais que a lei estabelecer”). A Lei 13.369/2016 destaca
ainda que “atividades que visem a alterações nos elementos
estruturais devem ser aprovadas e executadas por profissionais
capacitados e autorizados na forma da lei”.
Lei 13.369/2016, que reconhece a profissão
de designer de interiores

Art. 2o Designer de interiores e ambientes é o profissional que


planeja e projeta espaços internos, visando ao conforto, à estética,
à saúde e à segurança dos usuários, respeitadas as atribuições
privativas de outras profissões regulamentadas em lei.

Art. 4o Compete ao designer de interiores e ambientes:


I - estudar, planejar e projetar ambientes internos existentes ou pré-
configurados conforme os objetivos e as necessidades do cliente ou
usuário, planejando e projetando o uso e a ocupação dos espaços
de modo a otimizar o conforto, a estética, a saúde e a segurança de
acordo com as normas técnicas de acessibilidade, de ergonomia e
de conforto luminoso, térmico e acústico devidamente homologadas
pelos órgãos competentes;
II - elaborar plantas, cortes, elevações, perspectivas e detalhamento
de elementos não estruturais de espaços ou ambientes internos e
ambientes externos contíguos aos interiores, desde que na
especificidade do projeto de interiores;
III - planejar ambientes internos, permanentes ou não, inclusive
especificando equipamento mobiliário, acessórios e materiais e
providenciando orçamentos e instruções de instalação, respeitados
os projetos elaborados e o direito autoral dos responsáveis técnicos
habilitados;
IV - compatibilizar os seus projetos com as exigências legais e
regulamentares relacionadas a segurança contra incêndio, saúde e
meio ambiente;
V - selecionar e especificar cores, revestimentos e acabamentos;
VI - criar, desenhar e detalhar móveis e outros elementos de
decoração e ambientação;
VII - assessorar nas compras e na contratação de pessoal, podendo
responsabilizar-se diretamente por tais funções, inclusive no
gerenciamento das obras afetas ao projeto de interiores e na
fiscalização de cronogramas e fluxos de caixa, mediante prévio
ajuste com o usuário dos serviços, assegurado a este o pleno
direito à prestação de contas e a intervir para garantir a sua
vontade;
Lei 13.369/2016, que reconhece a profissão
de designer de interiores

VIII - propor interferências em espaços existentes ou pré-


configurados, internos e externos contíguos aos interiores, desde
que na especificidade do projeto de interiores, mediante aprovação
e execução por profissional habilitado na forma da lei;
IX - prestar consultoria técnica em design de interiores;
X - desempenhar cargos e funções em entidades públicas e
privadas relacionadas ao design de interiores;
XI - exercer o ensino e desenvolver pesquisas, experimentações e
ensaios relativamente ao design de interiores;
XII - observar e estudar permanentemente o comportamento
humano quanto ao uso dos espaços internos e preservar os
aspectos sociais, culturais, estéticos e artísticos.
Parágrafo único. Atividades que visem a alterações nos elementos
estruturais devem ser aprovadas e executadas por profissionais
capacitados e autorizados na forma da lei.