Vous êtes sur la page 1sur 1

Louvai a Deus, com unção e ténica

A igreja evangélica, atualmente, tem sido espaço para o desenvolvimento


de talentos musicais em nossa sociedade. Muitos são os jovens que iniciam
seus ministérios de louvor muito cedo. Alguns, recebendo o reconhecimento
e muitos elogios, acabam abandonando seus ministérios para trabalhar
como cantores seculares.
Mas que tipo de louvor agrada a Deus? Antes de tudo, é preciso que exista
sinceridade no coração de quem louva, comunhão com Deus e unção, ou o
levita deixa de ser um adorador para ser um mero cantor, que pode agradar
aos ouvidos dos irmãos, mas que não alcança o trono de Deus.
Em 1 Samuel 16: 16-17 há um relato sobre o momento em que Davi é
chamado à presença do Rei Saul para livrá-lo de um espírito maligno.

16- Diga, pois, nosso senhor a seus servos, que estäo na tua presença, que
busquem um homem que saiba tocar harpa, e será que, quando o espírito
mau da parte de Deus vier sobre ti, entäo ele tocará com a sua mäo, e te
acharás melhor.
17 Entäo disse Saul aos seus servos: Buscai-me, pois, um homem que
toque bem, e trazei-mo.
18 Entäo respondeu um dos moços, e disse: Eis que tenho visto a um filho
de Jessé, o belemita, que sabe tocar e é valente e vigoroso, e homem de
guerra, e prudente em palavras, e de gentil presença; o SENHOR é com ele.

Este pequeno trecho da Bíblia já nos traz uma série de revelações sobre as
características de um verdadeiro adorador, mas para o momento, podemos
refletir sobre os dois aspectos citados no início, a unção e a técnica.
Davi reunia esses dois atributos. O Senhor era com ele, ou seja, ele era um
ungido de Deus que, ao tanger sua harpa, afastava os espíritos malignos.
Havia poder em seu louvor.
Há pessoas na igreja que gostam de louvar a Deus e o fazem de coração,
mas que muitas vezes, se descuidam da técnica, ou seja, nem sempre
tocam ou cantam bem e às vezes se justificam dizendo que estão louvando
a Deus e qu Deus recebe em espírito, esquecendo que a igreja tem ouvidos
que ouvem o som em seu aspecto físico (as ondas sonoras), que podem ser
agradáveis, contribuindo para a comunhão com Deus, ou irritantes ao ponto
de deixar o irmão "na carne". No excerto acima, há três menções à
habilidade de Davi como músico: "que saiba tocar harpa", "que toque bem"
e "que sabe tocar".
Este pequeno trecho bíblico já nos traz uma valiosa orientação. Quem
deseja louvar a Deus, oferecendo o melhor de si, deve procurar se
aperfeiçoar não só espiritualmente, mas também tecnicamente. A harmonia
é um atributo que deve permear o grupo de louvor em todos os aspectos.
Sendo assim, todo o levita que deseja realmente agradar a Deus, deve
buscar a perfeição técnica e a unção divina.

Do blog: www.espacolevita.blogspot.com
Por Deborah A. T. M. Cesar – 12/11/2010