Vous êtes sur la page 1sur 61

Treinamentos Técnicos

Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Página 2
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

RICOH Corporation

IMAGEM DA CAPA

Ano: 2005
Revisão 01

SIMPRESS Comércio de Sistemas de Impressão Ltda.


Rua Ricardo Cavatton, 227 – Lapa –
São Paulo – SP – Brasil
www.simpress.com.br

Marcelo Sanches Carvalho


Instrutor Técnico
marceloc@simpress.com.br

Página 3
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Módulo – I

Implementação e Gerenciamento
De Recursos Impressão.

Página 4
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

MÓDULO I

1. Teoria.................................................................................................... 7
1.1. Topologias de Impressão ...................................................................... 7
1.1.1. Topologia de Impressão Descentralizada ............................................. 7
1.1.2. Topologia de Impressão Centralizada.................................................. 7
1.1.3. Impressão Local ............................................................................... 8
1.1.3.1. Impressão por Porta Paralela.......................................................... 8
1.1.3.2. Impressão por Porta USB ............................................................... 8
1.1.4. Impressão de Rede........................................................................... 8
1.1.4.1. Tipos de Portas de Impressão de Rede ............................................ 8
1.1.4.1.1. Portas Standard TCP/IP .............................................................. 8
1.1.4.1.2. Portas LPR ................................................................................ 9
1.1.4.1.3. Servidor de Impressão ............................................................... 9
1.1.4.1.3.1. Conceito................................................................................ 9
1.1.4.1.3.2. Porta Mapeada ....................................................................... 9
1.1.4.1.3.3. Caminho de Rede ................................................................... 9
1.1.4.1.4. Porta Local “Local Port” .............................................................. 9
1.1.4.1.5. Porta de Impressão Baseada no Smart Device for Client ................. 9
1.2. Controle de Filas de Impressão pelo Smart Device for Client ..................... 9
1.2.1. Impressão de Recuperação................................................................ 9
1.2.2. Impressão Paralela ..........................................................................10
1.3. Tipos de Trabalhos de Impressão..........................................................10
1.3.1. Impressão Normal ...........................................................................10
1.3.2. Impressão de Teste .........................................................................10
1.3.3. Impressão Segura/Bloqueada ...........................................................10
1.3.4. Impressão para Servidor de Documentos ...........................................10
1.4. Gerenciamento e Monitorização de Sistemas de Impressão ......................10
1.4.1. Fundamentos de Gerenciamento de Dispositivos de Impressão e MFP ....10
1.4.2. Monitorização de Sistemas de Impressão Aficio...................................11
1.4.3. Gerenciamento de Contas de Usuário e Contabilização .........................11
1.4.3.1. Código de Utilizador .....................................................................11
1.4.3.2. Controle de Acesso.......................................................................11
1.4.3.3. Permissão de Acesso ....................................................................11
2. Processo de Instalação ...........................................................................12
2.1. Instalação de Impressão Local .............................................................12
2.1.1. Configuração e Ajustes em Drivers de Impressão ................................15
2.1.1.1. Drivers PCL .................................................................................15
2.1.1.2. Drivers RPCS ...............................................................................17
2.1.1.3. Drivers PostScript ........................................................................19
2.1.2. Configuração e Customização dos Sistemas Aficio para Impressão ........20
2.1.2.1. Configurações de Papel.................................................................20
2.1.2.2. Configuração do Sistema ..............................................................22
2.1.2.2.1. Continua Automático.................................................................22
2.1.2.2.2. Substituição Automática de Papel ...............................................23
2.1.3. Impressão pela Porta Paralela...........................................................24
2.1.4. Impressão pela Porta USB ................................................................25
2.2. Instalação de Impressão de Rede .........................................................26
2.2.1. Utilização da Porta Standard TCP/IP ..................................................26
2.2.2. Utilização da Porta LPR ....................................................................31

Página 5
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

2.2.3. Utilização de Servidor de Impressão ..................................................33


2.2.3.1. Mapeamento de Porta...................................................................34
2.2.3.2. Caminho de Rede.........................................................................35
2.2.4. Utilização da Porta Local ..................................................................36
2.2.5. Utilização de Porta com Suporte pelo Smart Device Monitor for Client ...37
2.3. Impressão de Recuperação ..................................................................38
2.4. Impressão Paralela .............................................................................39
2.5. Configuração de tipos de Trabalho ........................................................41
2.5.1. Impressão Normal ...........................................................................41
2.5.2. Impressão Teste .............................................................................41
2.5.3. Impressão de Segura/Bloqueada .......................................................41
2.5.4. Impressão para Servidor de Documentos. ..........................................42
2.6. Configuração do SmatDevice for Client para Monitorização ......................42
2.7. Implementação de Contabilização pelo Sistema Aficio. ............................48
2.7.1. Instalação e Configuração do SmartDevice for Adm .............................48
2.7.2. Configuração de Drivers de Impressão ...............................................53
2.7.3. Criação de Contas de Usuários e Aplicação de Políticas de Acesso..........56
2.7.4. Geração de Relatórios de Contabilização ............................................60

Página 6
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

1. Teoria

1.1. Topologias de Impressão

1.1.1. Topologia de Impressão Descentralizada

A topologia de impressão descentralizada trata-se da administração local do recurso


de impressão tem como principais características:
• Baixa disponibilidade do recurso para a rede.
• Performance do pool de impressão limitado pelo hardware local.
• Dificuldade no controle dos custos envolvendo o serviço de impressão
(Material de consumo, Manutenção e papel).

1.1.2. Topologia de Impressão Centralizada

A topologia de impressão Centralizada dos recursos de impressão tem como as


principais características:
• Alta disponibilidade dos recursos para a rede.
• Performance do pool de impressão limitado ao hardware do servidor de
impressão.
• Possibilidade de melhor controle dos custos envolvendo o serviço de
impressão (material de consumo, Manutenção e papel).

Página 7
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

1.1.3. Impressão Local

Utiliza a topologia de impressão do tipo descentralizada, pois as impressoras são


conectadas localmente nos microcomputadores.

1.1.3.1. Impressão por Porta Paralela

São impressões realizadas através de uma conexão por porta paralela entre o PC e
a impressora.
A Porta paralela é um tipo de conexão que transmite oito bits
simultaneamente em uma única direção. Atualmente, usam-se
portas paralelas bidirecionais, mas os dados seguem em uma única
direção por vez. Seu uso mais comum em Pcs é para conectar a
impressora e por isso, é configurada e conhecida como LPT1 (do
inglês Line Printer), mas também serve de entrada para Zip-drives, câmeras de
videoconferência, scanner, etc. Um PC pode ainda ter mais 2 portas paralelas (LPT2
e LPT3), mas apenas uma pode ser utilizada por vez.

1.1.3.2. Impressão por Porta USB

São impressões realizadas através da conexão de um cabo USB entre o PC e a


impressora.
USB é a sigla de (Universal Serial Bus), ou seja, Barramento
Serial Universal. No padrão para conectar externamente uma série
de periféricos ao micro, como mouse, modens, teclados, entre
outros. Essa tecnologia é suportada a partir do Windows 98. Uma
entrada USB aceita a conexão simultânea de até 127 periféricos.
Além disso, as conexões podem ser feitas a quente, ou seja, com o
micro ligado.
As impressões realizadas através de porta USB, são impressões do tipo local.

1.1.4. Impressão de Rede

Utiliza a topologia de impressão do tipo centralizada onde as impressoras são


disponibilizadas através de conexões de rede ou compartilhadas por algum
equipamento da rede, seja um Servidor de Impressão ou um PC qualquer.

1.1.4.1. Tipos de Portas de Impressão de Rede

Porta é o ponto de conexão no computador no qual se podem conectar dispositivos


que enviam dados de um computador ou para ele, como por exemplo.

1.1.4.1.1. Portas Standard TCP/IP

A maioria das impressoras de rede oferece suporte ao protocolo TCP/IP. A porta


TCP/IP padrão simplifica a conexão com impressoras remotas usando o protocolo
TCP/IP.

Página 8
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

1.1.4.1.2. Portas LPR

Normalmente utilizadas em servidores de impressão que precisa se comunicar com


computadores de outras plataformas (como computadores UNIX ou VAX). Esta
porta utiliza o serviço (LPD) Line Printer Daemon. Serviço no servidor de impressão
que recebe documentos (trabalhos de impressão) de impressora de linha (LPR) que
estejam sendo executados em sistemas clientes.

1.1.4.2. Servidor de Impressão

1.1.4.2.1. Conceito

Servidor de impressão é um computador dedicado ao gerenciamento de


impressoras em uma rede. O servidor de impressão pode ser qualquer computador
na rede.

1.1.4.2.2. Porta Mapeada

Direcionamento de uma porta para outro caminho para a utilização da impressora


ou outro recurso da rede que será acessado pelo sistema.

1.1.4.2.3. Caminho de Rede

Nome do servidor e compartilhamento de rede utilizado para a identificação da


impressora na rede..

1.1.4.3. Porta Local “Local Port”

A porta local é na maioria dos protocolos, uma porta acima de 1023, desde que não
esteja sendo usada.

1.1.4.4. Porta de Impressão Baseada no Smart Device for Client

Devido ao Windows 9x, não ter suporte a porta Standard TCP/IP, é possível criar
uma porta através do Smart Device for Cliente, onde através do protocolo SNMP há
comunicação do Computador com a impressora.

1.2. Controle de Filas de Impressão pelo Smart Device for Client

1.2.1. Impressão de Recuperação

A Impressão de Recuperação permite-lhe usar uma outra impressora com uma


operação simples. O SmartDeviceMonitor verifica se um utilizador possui direito de
acesso à impressora antes que o trabalho de impressão seja enviado. Se o
utilizador não possuir direito de acesso, o trabalho de impressão é enviado para
outra impressora (Impressão de Recuperação), a que o utilizador tenha direito de
acesso.
Existem dois tipos de Impressão de Recuperação:

Página 9
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

• Impressão de Recuperação Manual


Usa a impressora selecionada manualmente a partir do grupo da impressora,
• Impressão de Recuperação Automática
Usa uma impressora específica selecionada automaticamente. Ajuste as
definições de Impressão de Recuperação dependendo da situação.
OBS: A Impressão de Recuperação apenas fica disponível quando é utilizado o
protocolo TCP/IP.

1.2.2. Impressão Paralela

A Impressão Paralela permite-lhe atribuir o número de cópias a imprimir para


impressoras específicas no grupo da impressora. Como a impressão será efetuada
em simultâneo pelas impressoras, usar mais impressoras pode poupar tempo.
OBS: A Impressão Paralela apenas está disponível quando é utilizado o protocolo
TCP/IP.

1.3. Tipos de Trabalhos de Impressão

1.3.1. Impressão Normal

O trabalho de impressão começa imediatamente após ter sido enviado para a


impressora.

1.3.2. Impressão de Teste

Utilizado para imprimir apenas o primeiro conjunto de um trabalho de impressão


com vários conjuntos, de modo a que possa verificar o resultado final antes de
imprimir os restantes conjuntos. Os restantes conjuntos são guardados no disco
rígido da impressora e podem ser impressos ou cancelados a partir do painel de
controlo da impressora.

1.3.3. Impressão Segura/Bloqueada

O trabalho de impressão é enviado para a impressora e armazenado em disco


rígido. A impressora só imprime o trabalho guardado quando a palavra-passe for
introduzida a partir do painel de controle da impressora.

1.3.4. Impressão para Servidor de Documentos

O trabalho de impressão é enviado para o servidor de documentos. O arquivo é


armazenado para futura edição ou impressão.

1.4. Gerenciamento e Monitorização de Sistemas de Impressão

1.4.1. Fundamentos de Gerenciamento de Dispositivos de Impressão e MFP

O gerenciamento tem como objetivo tornar acessíveis grandes quantidades de


informações, permitirem a identificação e mapeamento dos equipamentos ligados a
rede, proporcionando um controle dos recursos remotamente.

Página 10
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

1.4.2. Monitorização de Sistemas de Impressão Aficio

O usuário ou o administrador monitorar os equipamentos na rede através de


interface amigável, assim todos os equipamentos podem ser visualizados na tela de
um microcomputador para checar status de funcionamento em rede tais como:
níveis de toner, posição dos papéis na gaveta, armazenamento de documentos,
histórico das impressões e etc.

1.4.3. Gerenciamento de Contas de Usuário e Contabilização

O Administrador possui capacidade de monitoramento e recursos avançados de


gerenciamento e controles tais como: exportar relatórios de impressão, cópia e fax
por usuário, fazer alterações na placa de rede remotamente, apagar trabalhos da
fila de impressão, controlar restrições de acesso aos equipamentos por usuário e
etc.

1.4.3.1. Código de Utilizador

É a permissão associada ao código de utilizador para que seja feito à autenticação


no equipamento e liberado os acessos aos recursos conforme o perfil.

1.4.3.2. Controle de Acesso

É o controle de acesso é baseado nas funções do equipamento e usuários. Os


usuários são definidos por seus códigos de utilizador com combinações diferentes.

1.4.3.3. Permissão de Acesso


É controle sobre as funções na qual o utilizador terá acesso, sendo possível criar
permissões diferentes para cada utilizador.

Página 11
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

2. Processo de Instalação

2.1. Instalação de Impressão Local

Para instalar uma impressora local, basta clicar em Iniciar, em seguida, clique em
configurações e selecione Impressoras e aparelhos de fax, conforme ilustração da
figura abaixo.

Em seguida clique em adicionar uma impressora, conforme ilustra a figura abaixo.


OBS: Dependendo do Sistema Operacional que você esteja usando, pode haver
alterações na interface, como por exemplo, para o Windows 9x.

Aparecerá a tela de assistente para adicionar impressora conforme abaixo, neste


contem as informações sobre as possíveis conexões que podem ser utilizadas para
a configuração de impressora, clique em avançar.

Página 12
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Na seqüência aparecerá uma nova tela onde você pode selecionar a opção de
impressora de rede ou local, neste caso estaremos selecionando a impressora local
conforme ilustra a figura abaixo.

Clique novamente em avançar e aparecerá uma nova tela, conforme ilustra a


próxima figura, onde é possível especificar o tipo de porta que você estará
utilizando, estaremos instalando utilizando a porta de impressão paralela, também
conhecida como LPT1.

Clique novamente em avançar e aparecerá uma nova tela para que seja
selecionado o fabricante e a impressora, conforme ilustra a figura acima, e clique
em avançar.
OBS: Caso não tenha o equipamento na lista de equipamentos, clique no botão
, na seqüência aparecerá a “Instalar de disco”, clique em procurar,
aparecerá uma nova tela “Localizar arquivo”, especifique o local onde está o driver
da impressora que estará instalando, conforme ilustração nas próximas figuras.

OBS: O arquivo solicitado pelo instalador do sistema é um arquivo do tipo “.INF”,


neste arquivo contém as instruções necessárias para que seja realizada a instalação
da impressora.

Página 13
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Encontrando o arquivo, clique em abrir, na seqüência aparecera na tela de


“Assistente para adicionar impressora” o nome da impressora, selecione-a e clique
em avançar.

Na seqüência especifique o nome para a identificação do equipamento e se utilizará


a impressora como padrão e clique em avançar novamente.

Página 14
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Clique novamente em avançar, selecione se deseja imprimir uma folha de teste e


clique novamente em Avançar.

Aparecerá uma nova tela com as informações da instalação, clique em concluir e


aguarde a evolução da instalação e pronto, a impressora foi instalada.

2.1.1. Configuração e Ajustes em Drivers de Impressão

2.1.1.1. Drivers PCL

Para realizar as configurações e ajustes necessários, clique com o botão direito do


mouse e selecione a opção propriedades, conforme ilustração abaixo.

OBS: As configurações realizadas neste modo servirão para todos os programas ou


aplicativos que utilizam o driver para a impressão dos documentos.

Aparecera uma nova tela com todas as propriedades do equipamento, clique na aba
“Acessórios” e habilite os acessórios do equipamento, conforme exemplo na
próxima figura.

Página 15
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Clique em aplicar, em seguida selecione a aba “Geral”, e clique no botão


Preferências de Impressão.

Aparecerá uma nova tela, clique na aba “Papel”, selecione o tamanho do papel que
será utilizado no equipamento, em seguida selecione a aba “Qualidade de
Impressão”,

Caso haja necessidades configure a qualidade de impressão, se irá utilizar o


melhoramento de contornos ou se vai utilizar a poupança de toner.

Clique em aplicar e em seguida OK.

OBS: É possível também configurar Marcas de água nas impressões, para isto
selecione a opção e faça as configurações quando necessárias.

Página 16
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

2.1.1.2. Drivers RPCS

Para realizar as configurações e ajustes necessários, clique com o botão direito do


mouse e selecione a opção propriedades, conforme ilustração abaixo.

OBS: As configurações realizadas neste modo servirão para todos os programas ou


aplicativos que utilizam o driver para a impressão dos documentos.

Aparecera uma nova tela com todas as propriedades do equipamento, clique na aba
“Alterar Acessórios” e habilite os acessórios do equipamento, conforme exemplo na
próxima figura.

Clique em aplicar, em seguida selecione a aba “Geral”, e clique no botão


Preferências de Impressão.

Página 17
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Aparecerá uma nova tela, selecione o tamanho do papel que será utilizado no
equipamento, em seguida selecione a aba “Qualidade de impressão”, selecione o
tipo de documento, selecione a prioridade de impressão e caso há necessidade
habilite o modo de Poupança de toner.

Clique em aplicar e em seguida OK.

OBS: É possível também fazer configurações personalizadas para cada usuário,


para isto, habilite a opção “Definições do utilizador” e clique em alterar as
definições do utilizador, aparecerá uma nova tela conforme abaixo, onde existem
04 abas, para a personalização da impressão, configure caso haja necessidades, e
clique em OK.

Página 18
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

2.1.1.3. Drivers PostScript

Para realizar as configurações e ajustes necessários, clique com o botão direito do


mouse e selecione a opção propriedades, conforme ilustração abaixo.

OBS: As configurações realizadas neste modo servirão para todos os programas ou


aplicativos que utilizam o driver para a impressão dos documentos.

Aparecera uma nova tela com todas as propriedades do equipamento, clique na aba
“Configurações de dispositivos” e habilite os acessórios do equipamento, conforme
exemplo na próxima figura.

Clique em aplicar, em seguida selecione a aba “Geral”, e clique no botão


Preferências de Impressão.

Página 19
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Aparecerá uma nova tela, clique na aba “Papel/Qualidade”, em seguida clique em


avançado, selecione o tamanho do papel que será utilizado no equipamento, em
seguida selecione Qualidade de Impressão que estará utilizando dentre outras
configurações.

Clique em OK e novamente em OK.

2.1.2. Configuração e Customização dos Sistemas Aficio para Impressão

2.1.2.1. Configurações de Papel

É possível fazer muitas configurações do equipamento através do acesso


administrador do equipamento, para isto, basta acessar o equipamento pelo
Browser conforme figura abaixo.

Página 20
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Para acessar as opções de alterações, clique em Modo administrador e aparecerá


uma tela para que seja feito à autenticação do usuário, Digite a senha e clique em
OK.

Clique em Configuração e em seguida na opção papel, certifica-se que o papel esta


configurado corretamente.

OBS: Na maioria dos equipamentos existe um seletor de papel na própria bandeja,


caso seja necessária outra configuração pode ser feito via Menu do equipamento
também.

Página 21
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

2.1.2.2. Configuração do Sistema

2.1.2.2.1. Continua Automático

Para que o equipamento alterne automaticamente a bandeja de papel habilite esta


função deixando ligado a opção “Aplicar Selec. Auto papel” conforme figura abaixo,
e em seguida clique em aplicar.

Em seguida aparecerá uma nova mensagem de confirmação da alteração, clique em


OK.

Página 22
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

2.1.2.2.2. Substituição Automática de Papel

Para evitar problemas de incompatibilidade de papel, é possível efetuar a


configuração no equipamento de tal forma que caso não tenha o papel disponível
no equipamento, o equipamento automaticamente força a impressão em outro
formato de papel, onde é possível também especificar o tempo em que o
equipamento fará essa alteração, sendo imediatamente e até 15 minutos, conforme
ilustra na figura abaixo.

Para efetuar esta alteração, selecione o em Continuar auto o tempo desejado,


clique em Aplicar, aparecerá uma tela de confirmação e em seguida clique em OK

Página 23
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

2.1.3. Impressão pela Porta Paralela

Para configurar a porta de uma impressora, basta clicar em Iniciar, em seguida,


clique em configurações e selecione “Impressoras e aparelhos de fax”, conforme
ilustração da figura abaixo.

Em seguida aparecera a tela com os drivers das impressoras instaladas, clique com
o botão direito do mouse e selecione a opção propriedades, conforme ilustração
abaixo.

Na seqüência selecione a opção de Portas, conforme ilustra a próxima figura,


selecione a porta de impressora do tipo LPT1, também conhecida como porta
paralela.

Página 24
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Em seguida clique em OK.

Pronto, agora todas as impressões realizadas por este driver serão enviadas para a
porta LPT1.

2.1.4. Impressão pela Porta USB

Quando utilizamos a impressão pela porta USB, temos que levar em consideração
algumas informações.
- O Windows 95 e Windows NT 4.0 não suportam conexão USB. Nesse caso,
conecte sua impressora em uma rede.
- A conexão USB é suportada a partir do Windows 98/Me/2000/XP e Windows
Server 2003.
- A velocidade da conexão USB sob Windows 98/Me é equivalente a USB 1.1.
Existe uma característica básica para as impressoras quando estamos utilizando a
porta USB.
Devido à porta USB ser utilizada para qualquer tipo de dispositivo, tem como um
padrão um termo muito conhecido como “Plug and Play”, cujo conceito é plugar e
utilizar, que acontece quando utilizamos um Pen-Drive, ou uma câmera digital,
normalmente o Windows reconhece o dispositivo automaticamente. No entanto
para a instalação de impressoras, este conceito acaba se tornando um transtorno,
pois o Windows tenta identificar a impressora, muitas vezes não consegue
desativando a porta, não havendo a comunicação entre os equipamentos. Isso
normalmente acontece quando conectamos o cabo entre a impressora e
computador, e ligamos à impressora antes que o instalador solicite.
Quando instalada através da porta USB, ao acessarmos as propriedades da
impressora, na aba “portas”, observe conforme a próxima figura que a porta
utilizada é a USB001.

Página 25
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

2.2. Instalação de Impressão de Rede

2.2.1. Utilização da Porta Standard TCP/IP

Para instalar uma impressora de rede, basta clicar em Iniciar, em seguida, clique
em configurações e selecione Impressoras e aparelhos de fax, conforme ilustração
da figura abaixo.

Em seguida clique em adicionar uma impressora, conforme ilustra a figura abaixo.

OBS: No Windows 9X não possui a porta Standard TCP/IP,


Dependendo do Sistema Operacional que você esteja usando, pode haver
alterações na interface.

Página 26
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Aparecerá a tela de assistente para adicionar impressora conforme abaixo, neste


contem as informações sobre as possíveis conexões que podem ser utilizadas para
a configuração de impressora, clique em avançar.

Na seqüência aparecerá uma nova tela onde você pode selecionar a opção de
impressora de rede ou local, neste caso estaremos selecionando a impressora local
conforme ilustra a figura abaixo.

Clique novamente em avançar e aparecerá uma nova tela, conforme ilustra a


próxima figura, onde é possível especificar o tipo de porta que você estará
utilizando, clique em criar uma nova porta e selecione STANDARD TCP/IP.

Página 27
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Certifique-se que o equipamento esta ligado e que a rede está conectada e


funcionando, conforme solicita na figura anterior pressione avançar, aparecerá uma
nova tela com as informações da porta, clique em concluir e em seguida aparecera
uma nova tela para que seja selecionado o fabricante e a impressora, conforme
ilustra a figura abaixo, e clique em avançar.

OBS: Caso não tenha o equipamento na lista de equipamentos, clique no botão


, na seqüência aparecerá a “Instalar de disco”, clique em procurar,
aparecerá uma nova tela “Localizar arquivo”, especifique o local onde está o driver
da impressora que estará instalando, conforme ilustração nas próximas figuras.

OBS: O arquivo solicitado pelo instalador do sistema é um arquivo do tipo “.INF”,


neste arquivo contém as instruções necessárias para que seja realizada a instalação
da impressora.

Página 28
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Encontrando o arquivo, clique em abrir, na seqüência aparecera na tela de


“Assistente para adicionar Impressora”, o nome da impressora, selecione-a e clique
em avançar.

Na seqüência especifique o nome para a identificação do equipamento e se utilizará


a impressora como padrão e clique em avançar novamente.

Página 29
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Caso queira compartilhar o equipamento na rede, selecione a opção “Nome do


compartilhamento” especifique um nome para a impressora e clique em avançar,
especifique o local e o comentário caso haja necessidade, clique em avançar, em
seguida aparecera uma nova tela, selecione se deseja imprimir uma folha de teste
e clique novamente em Avançar.

Aparecerá uma nova tela com as informações da instalação, clique em concluir e


aguarde a evolução da instalação e pronto, a impressora foi instalada.
Após a instalação, acesse as propriedades da impressora clique em Portas e em
seguida configurar porta, conforme ilustrações abaixo:

Página 30
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Para melhor performance dos equipamentos Afício, selecione o Tipo de Protocolo


LPR, em seguida digite “LP” Na opção de configurações LPR, e habilite a contagem
de bytes.
OBS: Utilizando o protocolo do tipo RAW, poderá haver percas de comunicação e
travamento de impressões.

2.2.2. Utilização da Porta LPR

Normalmente o serviço de impressão do tipo LPR, não é instalado com o sistema


operacional, para isto devemos seguir os seguintes passos para executar a
instalação desse serviço.

É Necessário estar logado como administrador do equipamento, clique em Iniciar,


clique em Configurações e, em seguida, em Painel de controle, conforme figura
abaixo.

Clique duas vezes em Adicionar ou remover programas e, em seguida, clique em


Adicionar ou remover componentes do Windows.

Na lista Componentes, clique em Outros serviços de arquivos e impressão de rede


(mas não selecione ou desmarque a caixa de seleção) e, em seguida, clique em
Detalhes.

Página 31
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Na caixa de diálogo Outros serviços de arquivos e impressão de rede, clique em


uma ou mais das seguintes opções:
• Serviços de impressão para Macintosh: Permite que usuários de Macintosh
enviem trabalhos a um spooler de impressão no servidor que está executando o
Microsoft Windows 2000.

Se você ainda não instalou o protocolo AppleTalk, ele é instalado automaticamente


durante a instalação do servidor de impressão para Macintosh.

• Serviços de impressão para UNIX: Permite que clientes UNIX imprimam em


qualquer impressora disponível para o computador.

Instalar os Serviços de impressão para UNIX instala automaticamente a porta LPR e


o serviço Servidor de impressão TCP/IP.

Clique em OK, em seguida clique em avançar. O Assistente de componentes do


Windows exibe a tela Configurando componentes com uma barra de status para
mostrar o progresso da configuração conforme abaixo.

Insira o CD-ROM do Windows 2000 Server ou do Windows 2000 Advanced Server


na unidade de CD-ROM ou DVD-ROM, se for solicitado.

Quando o Programa de Instalação estiver concluído, a tela Concluindo o assistente


de componentes do Windows será exibida. Clique em Concluir.

Página 32
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Observações sobre serviços de impressão para UNIX da Microsoft

Em UNIX, um programa em um computador pode usar serviço de impressora de


linha remota (LPR) para enviar um documento para um serviço de spooler de
impressão em outro computador. O serviço receptor é geralmente chamado
daemon de impressora de linha (LPD).

Os serviços de impressão para UNIX oferecem ambos os serviços LPR e LPD, que
atuam independentemente em um servidor de impressão com Windows 2000.
• O LPDSVC no servidor de impressão recebe documentos de utilitários LPR nativos
em execução nos computadores clientes com UNIX.

• O LPRMON no servidor de impressão envia trabalhos de impressão para processos


LPD nativos em computadores com UNIX aos quais as impressoras estão
conectadas. Por padrão, o serviço LPD é definido para iniciar manualmente. Para
que ele inicie automaticamente, altere a opção de inicialização do serviço Servidor
de impressão em Serviços. Para instalar o serviço LPR, é necessário o CD-ROM do
Windows 2000 Server.

2.2.3. Utilização de Servidor de Impressão

Siga os mesmos passos que a instalação do equipamento utilizando a porta


STANDARD TCP/IP, compartilhando-a na rede.
Caso possua outros sistemas operacionais que utilizarão as impressoras da rede,
após a instalação, acesse as propriedades da impressora, clique na aba
“Compartilhamento”, em seguida clique em “Drivers adicionais”, apara incluir os
Drivers, selecione os sistemas conforme figura abaixo:

Clique em OK, aparecera uma nova tela para que você especifique o local onde esta
os arquivos de instalação, conforme figura seguinte.

Página 33
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Encontre o arquivo de driver dos outros sistemas e clique em avançar, aguarde a


evolução do instalador, e pronto, a fila de impressão esta apto a ser um servidor de
impressão.

2.2.3.1. Mapeamento de Porta

Normalmente nos deparamos com alguns problemas de impressão oriundas do


MS-DOS, ou de sistemas antigos que funcionam através do Shell do Windows.
Estes programas normalmente ao interpretarem um comando de impressão,
disponibilizam o JOB diretamente para a porta LPT1, por não possuir o suporte
nativo a impressão de rede, com isso se estamos utilizando uma porta diferente o
JOB não é impresso, para que seja impresso é necessário utilizarmos uma fila ou
um caminho para conseguir imprimir, damos o nome de mapeamento de porta,
neste caso estaremos mapeando a porta LPT1 para a porta do servidor chamado
simp0893 onde se encontra uma impressora compartilhada com o nome de AF1045,

Para isto devemos acessar o modo Shell do Windows, clique em iniciar em seguida
programas, selecione acessórios e clique em Prompt de comando.
Se preferir pode clicar em iniciar, em seguida executar e digite cmd para Win2K e
XP, ou command para WIN9X. conforme ilustrações abaixo.

Página 34
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Na seqüência aparecerá uma tela para que possamos executar o os comandos.


Para mapear a porta lpt1, estaremos utilizando o comando NET USE, neste caso foi
dado o seguinte comando:
NET USE LPT1 \\SIMP0893\AF1045 (Pressione enter e deverá aparecer a
confirmação do comando, em seguida digite NET USE e veja se a porta LPT1 esta
direcionada para o caminho \\simp0893\af1045.

Observações:
- Caso a porta LPT1 já esteja mapeada, é possível “desmapeá-la” para que
possamos utilizar o mapeamento correto, para isto, devemos digitar:
NET USE LPT1 /DELETE.
- Caso necessite que em toda reinicialização do sistema a porta LPT1 seja mapeada,
ao final do comando de mapeamento acrescente o comando /PERSISTENT:YES,
conforme exemplo abaixo.
NET USE LPT1 \\SIMP0893\AF1045 /PERSISTENT:YES

2.2.3.2. Caminho de Rede

Existem praticamente duas formas de utilizar o caminho da rede, uma delas é


acessar o servidor em questão através do executar ou até mesmo através do IE
(Internet Explorer), digite “\\”+ o nome do servidor, conforme ilustração abaixo,
em seguida, clique com o botão direito do mouse no equipamento que deseja se
conectar e selecione a opção Conectar, automaticamente será gerado um ícone em
sua estação de trabalho com o caminho da rede com as seguintes informações:
(nome do compartilhamento da rede + em + nome do servidor), conforme
apresentado no exemplo abaixo ficaria (AF1045 em simp0893), a outra forma de
estar utilizando o caminho da rede seria criando uma porta do tipo local, conforme
item 2.2.4 a seguir.

Observações
O procedimento utilizado para criação de filas conectando através do servidor é
muito utilizado quando temos sistemas de impressão centralizados. Por isso é
importante ressalvar que nos Windows 9X, ao se conectar com um servidor, é feita

Página 35
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

a instalação local do driver, onde o spool é realizado na estação e no servidor,


diferente do Windows 2K,2K3 e XP, que apenas instalam algumas ”dlls”, e o spool é
feito através do servidor.
No caso do driver RPCS, o mesmo é baixado para o equipamento instalando
localmente indiferente do Sistema Operacional, com isso todo o controle passa a
ser local.
Utilizando os drivers PCL ou PostScript, toda a administração é realizada através do
administrador via servidor devido aos mesmo criarem apenas uma conexão com o
servidor.

2.2.4. Utilização da Porta Local

Para a utilização da porta local, pode-se instalar a impressora normalmente como


se fosse utilizá-la como impressão em paralelo, em seguida acesse as propriedades
da impressora e clique na opção de portas, clique em adicionar uma nova porta,
selecione Local Port e clique em Nova porta, conforme ilustração abaixo.

Digite o caminho do servidor e do compartilhamento conforme ilustração abaixo e


clique em OK, na seqüência certifique-se de que a porta que o driver esta utilizando
é caminho especificado quando foi criada a nova porta, clique em aplicar e em
seguida clique em OK.

Página 36
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

2.2.5. Utilização de Porta com Suporte pelo Smart Device Monitor for
Client

Para a utilização de porta com suporte pelo SmartDeviceMonitor for cliente,


pode-se instalar a impressora normalmente como se fosse utilizá-la como
impressão em paralela, em seguida acesse as propriedades da impressora e clique
na opção de portas.

Clique na opção adicionar porta, em seguida selecione a opção SmartDeviceMonitor


e clique em nova porta, aparecera uma nova tela, deixe a opção TCP/IP, habilitada
e clique em Procurar, o smart fará a comunicação com a rede encontrando todas as
impressoras que se comunicam via SMNP, selecione a impressora cujo esta fazendo
a instalação e clique em OK, conforme ilustrações abaixo.

Página 37
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Em seguida clique em OK, voltara para a tela anterior, clique em fechar e na


seqüência certifique-se de que a porta foi criada, o padrão de porta utilizada pelo
Smart é o número do IP seguido de “@” e mais algumas informações como por
exemplo 10.1.4.158@Aficio_1045_@ SmartDeviceMonitor, conforme ilustração
abaixo.

clique em aplicar e em seguida OK, e seu driver estará utilizando a porta de


comunicação do SMARTDEVICEMONITOR.

2.3. Impressão de Recuperação

Clique com o botão direito do mouse, em seguida selecione a opção Definições de


Funções Avançadas, conforme figura abaixo.

Em seguida, habilite a função de impressão de recuperação e clique em Definições


Detalhadas, aparecerá uma nova tela com as opções de Definições de Impressão de
Recuperação, conforme figuras abaixo:

Página 38
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Habilite se deseja a recuperação manual ou automática e se quer que inicie a


impressão quando a impressora especificada esta ocupada, juntamente ao erro da
impressora, em seguida clique em OK.
Em seguida, clique na opção Definições de Grupo, clique em procurar e em seguida
selecione as impressoras para serem adicionadas ao seu grupo, levando em
considerações a prioridade entre elas, conforme ilustra as figuras abaixo:

Clique em OK para confirmar as impressoras do seu grupo e em seguida habilite a


função “Definir Impressão de Recuperação / Paralela para cada porta, em seguida
clique em OK novamente para confirmar a configuração.

2.4. Impressão Paralela

Clique com o botão direito do mouse, em seguida selecione a opção Definições de


Funções Avançadas, conforme figura abaixo.

Página 39
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Habilite a função de impressão de conduzir impressão Paralela e selecione o mínimo


de JOB que utilizará a função de impressão em paralelo.

Em seguida, clique na opção Definições de Grupo, clique em procurar e em seguida


selecione as impressoras para serem adicionadas ao seu grupo, levando em
considerações a prioridade entre elas, conforme ilustra as figuras abaixo:

Clique em OK para confirmar as impressoras do seu grupo e em seguida habilite a


função “Definir Impressão de Recuperação / Paralela para cada porta”, em seguida
clique em OK novamente para confirmar a configuração.

Página 40
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

2.5. Configuração de tipos de Trabalho

2.5.1. Impressão Normal

2.5.2. Impressão Teste

2.5.3. Impressão de Segura/Bloqueada

Página 41
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

2.5.4. Impressão para Servidor de Documentos.

2.6. Configuração do SmatDevice for Client para Monitorização

Faça o Download do Software no site http://www.ricoh-usa.com ou instale o


software a partir do Cd de Instalação.
Caso seja executado o Download, será necessário descompactar o arquivo antes de
efetuar a instalação.

Execute o arquivo Setup.exe e teremos a seguinte tela:

Na seqüência aparecera a seguinte tela:

Página 42
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Pressione Seguinte até que a instalação seja processada. Ao final da instalação o


computador será reiniciado.

Execute o programa principal. Note que será aberto um ícone do


SmartDeviceMonitor ao lado do relógio.

Página 43
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Para executar a configuração das impressoras dê um clique com o botão Direito


sobre o ícone do SmartDeviceMonitor, será aberto um menu suspenso, então dê
um clique com o botão Esquerdo sobre Opções.

Será aberta a seguinte janela:

Na pasta impressoras, aparecerão todos os dispositivos instalados na máquina do


usuário, dentro da pasta de Impressoras do Windows.

Selecionando a caixa “Para ser Monitorado” o equipamento passará a ser


monitorado pelo SmartDeviceMonitor.
Selecionando a caixa “Mostrado na Barra de Tarefas”, o equipamento será
monitorado diretamente na barra de ferramentas, junto ao relógio do Windows.

* OBS: Apenas um equipamento pode ser monitorado na Barra de Tarefas.

Página 44
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Monitorando os equipamentos

Clique com o botão direito sobre o ícone do SmartDeviceMonitor. Repare que o


ícone está alterado da sua configuração original, pois o mesmo já está monitorando
um equipamento.

Com o clique sobre o ícone, abre-se um menu suspenso que contém informações
sobre todos os dispositivos monitorados.

Para uma monitoração mais específica, clique sobre a impressora desejada e


teremos a seguinte janela:

Página 45
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

No campo Estado temos informações sobre o estado operacional de todos os


recursos do Sistema de Impressão.

No campo Configuração, tem-se o estado de todas as funcionalidades do


equipamento. Pode-se saber a quantidade, tamanho, e orientação dos papéis nas
gavetas de alimentação, estado das bandejas de saída, quantidade de toner,
interfaces de impressão disponíveis, etc.

OBS: Algumas máquinas não suportam todas as funcionalidades.

Em Histor. Da Tarefa, há um relatório com os últimos documentos processados pelo


equipamento.

Página 46
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Clicando novamente com o botão direito sobre o ícone do SmartDeviceMonitor for


Client e acessando a opção SmartDeviceMonitor for Client – Lista de Estado, temos
a seguinte janela:

Nessa janela, são listados, todos os equipamentos monitorados e os seus estados


operacionais atuais.
Clicando com o botão direito sobre o ícone do SmartDeviceMonitor for Client e
acessando a opção M/Lista Trab. Abre-se uma nova janela com todos os
documentos impressos pelo usuário, independente dos equipamentos utilizados.

Página 47
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

2.7. Implementação de Contabilização pelo Sistema Aficio.

2.7.1. Instalação e Configuração do SmartDevice for Adm

Da mesma maneira que o SmartDeviceMonitor for Client, o software


SmartDeviceMonitor for Admin pode ser baixado da internet ou instalado
diretamente do cd. Para instalar, basta executar o arquivo Setup.exe.

Pressione Seguinte até que a instalação seja processada. Ao final da instalação o


computador será reiniciado.

Execute o programa principal através de o menu iniciar.

Página 48
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

O SmartDeviceMonitor for Admin abrirá desta maneira.

Monitoração dos equipamentos:

No menu Grupo/Procurar Dispositivo/TCP/IP, todos os equipamentos Ricoh serão


localizados e adicionados automaticamente ao SmartDeviceMonitor for Admin. Há a
possibilidade de algumas impressoras não Ricoh serem adicionadas
automaticamente, por exemplo, impressoras Hp LaserJet.
Após a procura na rede TCP/IP, temos a seguinte tela:

Página 49
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Todos os equipamentos são adicionados automaticamente e há-se a possibilidade


de visualizar problemas que ocorram no equipamento. Ex: Troca de Material de
Consumo, equipamento offline, SC (Service Call), etc.

Caso haja a necessidade de monitorar apenas alguns equipamentos, podemos criar


um grupo com características semelhantes e adicionarmos os equipamentos
manualmente.

Selecione um nome e o grupo é criado!

Para adicionar novos dispositivos:

Na janela que se abrirá, deve-se inserir o endereço IP do equipamento na rede


além do nome do dispositivo. Se for necessário, pode-se colocar alguma informação
no campo comentário, como por exemplo a localização do equipamento (andar,
setor, etc).

Página 50
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Então a máquina é adicionada:

Através do menu ver, opção “Sel Col na Lista Disposit”, conforme ilustrações abaixo,
é possível manipular as colunas personalizando o modo de visualização do SDM
Admin.

Para personalizar o modo de visualização selecione as opções e suas posições


conforme ilustra figura abaixo.

Página 51
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Para abrir as configurações do equipamento, basta dar um duplo clique sobre o


mesmo ou abrir o menu Dispositivo e selecionar a opção Abrir.

Teremos a mesma janela de propriedades parecida ao SmartDeviceMonitor for


Client, porém com algumas funções a mais, tais como “Apagar Trab Actual”,
“Apagar Todos os Trab” e “Reinic.Disp”.

Página 52
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

2.7.2. Configuração de Drivers de Impressão

Para realizar a contabilização, devemos adicionar o código de usuário no driver de


impressão.
Para que o código permaneça fixo no Driver devemos adicioná-lo através do painel
de controle seguindo o seguinte passo: clique em Iniciar, em seguida, clique em
configurações e selecione Impressoras e aparelhos de fax, conforme ilustração da
figura abaixo.

Em seguida clique com o botão direito do mouse na impressora que deseja


configurar e selecione “Preferências de Impressão...”, conforme ilustra a figura
abaixo.

Página 53
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Exemplo de configuração do código utilizador no driver PCL:

No driver PCL, basta selecionar a aba “Estatísticas”, aparecerá à opção “Código de


Utilizador”, então é só digitar o código na caixa e clicar em aplicar.

Exemplo de configuração do código utilizador no driver RPCS:

Para realizar a configuração no driver RPCS, clique em configurações da Impressora


aparecerá uma nova tela, clique em código de utilizador e aparecerá uma nova tela
para que seja digitado o código em questão, conforme figuras abaixo:

Página 54
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

OBS: No driver RPCS, após feita a configuração do código de usuário, não há como
alterar como nos outros drivers, portanto caso seja necessário à alteração, o driver
deve ser reinstalado, conforme ilustrações abaixo.

Clique em sim, em seguida clique em OK e na seqüência aplicar para que as


alterações sejam configuradas.

Exemplo de configuração do código utilizador no driver PS:

No driver PostScript, basta selecionar a aba “Job Log”, aparecerá à opção “User”,
então é só digitar o código na caixa e clicar em OK, conforme ilustra a figura abaixo.

Com os códigos devidamente inseridos em todos os drivers, devemos adicioná-los a


NVRAM do equipamento onde a contabilização será efetuada, para isso, utilizamos
o SmartDeviceMonitor for Admin para a criação dos Usuários e aplicar as políticas
de acesso.

Página 55
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

2.7.3. Criação de Contas de Usuários e Aplicação de Políticas de Acesso

Abra o console do SmartDevice for Admin, conforme ilustração abaixo.

Selecione o equipamento e clique com o botão direito do mouse e selecione a opção


User Management Tool, caso prefira, pode encontrá-la dentro do menu
Ferramentas.

O Software solicitará uma senha, a mesma pode ser “Password” ou “Sysadm”.

Página 56
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Após isso, teremos a seguinte tela:

OBS: Se o equipamento não estiver com as restrições ativas (ver na seqüência


como restringir os acessos), as impressões efetuadas sem código, ou com um
código não cadastrado, serão contabilizadas como “Other”.

Restringindo o acesso ao dispositivo.

No menu Editar, selecione a seguinte opção: Restringir Acesso A Disp. Conforme


ilustra as figuras abaixo. Esta opção limita o equipamento à necessidade da
inserção de um código nos recursos desejados para que o usuário consiga utilizar a
função.

Basta selecionar os recursos que se deseja restringir “travar”, e o equipamento


funcionará somente através da inserção do código.
Se “Adicionar automaticamente códigos do utilizador” estiver selecionado, o driver
que possuir código configurado, adicionara automaticamente seu código após sua
primeira impressão.

Página 57
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Adição de usuários.

Para adicionar novos usuários, selecione a Aba “Lista de Controle de Acesso”, com
ela selecionada, acesse o menu Editar e entre na opção Adicionar Novo Utilizad., ou
se preferir, pressione o botão “Insert” do teclado ou clique no ícone abaixo do menu
Ficheiro, ambas as opções são para o cadastro de novos utilizadores.

Digite o código de utilizador

Digite o nome de utilizador

Habilite aqui as funções que


o utilizador terá acesso.

Clique em OK, e o usuário será incluído na lista de utilizadores indicado com uma
seta vermelha, conforme figura abaixo, basta apenas aplicar as definições através
do menu editar.

Página 58
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

Exportando utilizadores

Para exportar a lista de utilizadores, ainda com a “Lista de controle de acesso”


selecionada, clique em Ficheiro e em seguida selecione “Exportar Info do
Utiliz“ conforme ilustra a figura abaixo.

Determine o local e o nome do arquivo que deseja gerar e clique em salvar, pronto,
os dados de utilizador foram gerados.

Importando utilizadores

Para importar os utilizadores de uma lista, acesse a “lista de controle de acesso”,


clique em ficheiro e em seguida “Importar Info do Utiliz.”, selecione a lista
conforme figuras ilustrativas abaixo e clique em abrir, aparecerá todos os contatos
na lista de controle de acesso, clique em Editar e na seqüência clique em Aplicar
definições para que os usuários sejam efetivamente armazenado na NVRAM.

Página 59
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

2.7.4. Geração de Relatórios de Contabilização

Basicamente existem 02 (dois) tipos de relatórios para a contabilização.

Um deles é o relatório geral onde contem o contador total de cada equipamento,


para este basta clicar em grupo, e em seguida exportar contadores de total,
conforme ilustração da figura abaixo.

Selecione o local onde deseja gravar o arquivo e especifique o nome, clique em


salvar, pronto, agora o arquivo com as informações dos contadores geral de todos
os equipamentos que estavam na sua lista de monitoração já foi gerado.

Para gerar a lista de contadores por usuário, acesse o equipamento através do


USER MANAGMENT TOOL, com a aba “Contador de Pág. Por Utilizador” selecionada,
acesse o menu Ficheiro e clique na opção Exportar a LISTA DE ESTATÍSTICA DO
UTILIZADOR, especifique o nome e o local onde deseja salvar a lista e clique em
salvar.

O arquivo gerado pelo SmartDevice for Admin, é do tipo CSV, ou seja, dados
separados por vírgula.
Este poderá ser importado no Excel para um melhor tratamento dos dados.

Página 60
Treinamento técnico – Prática de Conectividade – Módulo I

No Excel, basta importar o documento como um dado Externo, conforme ilustração


abaixo.

As colunas do documento estarão separadas através de vírgulas. Basta alterar a


configuração, Importe as informações para o Excel...

O documento está pronto para ser trabalhado!

Página 61