Vous êtes sur la page 1sur 14

COMPORTAMENTALISMO

• WATSON:1913 ATÉ 1930.


• LENTO.
• MOVIMENTOS CONTRÁRIOS AJUDARAM.
• O primeiro estágio da evolução do comportamentalismo, o watsoniano, durou de 1913 a mais ou
menos 1930.O segundo, o neocomportamentalismo, pode ser datado de 1930 a 1960; ele incluiu o
trabalho de Edward Tolman, Edwin Guthrie, Clark Huli e B. F. Skinner. Nesse período de trinta anos,
eles e muitos outros psicólogos experimentais americanos trabalharam para promover o progresso e
a consolidação da abordagem comportamentalista na psicologia.Um ponto de consenso foi o uso de
uma base de dados comum, derivada exclusivamente de estudos sobre a aprendizagem animal. Por
meio de um grande número de experimentos de aprendizagem por condicionamento e discriminação,
os comportamentalistas reuniram enormes quantidades de dados e, de modo geral, concordaram
sobre quais eram os dados ou fatos importantes para psicologia."
NEOCOMPORTAMENTALISMO
• EDWARD TOLMAN;
• EDWIN GUTHRIE;
• CLARK HULL;
• SKINNER.
• APRENDIZAGEM ANIMAL.
• "(1) o núcleo da psicologia é o estudo da aprendizagem; (2) a associação é o conceito chave da
aprendizagem; (3) por mais complexo, todo comportamento pode ser explicado pelas leis do
condicionamento; e (4) a psicologia deve adotar o princípio do operacionismo."
OPERACIONISMO
• "O operacionismo é uma atitude ou princípio geral que tem como propósito tornar a linguagem e a
terminologia da ciência mais objetivas e precisas, e libertar a ciência de problemas que não sejam
concretamente observáveis nem fisicamente demonstráveis.”

• E ESSA COISA CHAMADA ALMA?

• "Mas o operacionismo não alcançou aceitação universal na psicologia. Surgiu uma controvérsia
acerca da utilidade ou futilidade relativas de limitar o objeto de estudo da psicologia apenas ao que
tem referência empírica. "
TOLMAN
• NÃO ERA WATSONIANO.
• "À primeira vista, seu sistema pode parecer uma curiosa mistura de dois termos contraditórios:
intencional e comportamento. Atribuir intenção a um organismo parece implicar consciência, um
conceito mentalista que com certeza não tinha lugar numa psicologia comportamentalista. "
• DEIXOU BEM CLARO QUE ERA COMPORTAMENTALISTA QUANTO AO OBJETO E
MÉTODO DE ESTUDO. AÇÕES DE RESPOSTA TOTAL QUANTO AO ORGANISMO
INTEIRO.
• CONCEITOS TAMBÉM GESTALTISTAS.
• "A intenção no comportamento, dizia ele, pode ser definida em termos comportamentais
objetivos sem recorrer à introspecção nem a relatos de como o organismo poderia “sentir-
se” com relação a uma experiência. Parecia-lhe evidente que todo comportamento está
voltado para algum alvo.”
• REJEIÇÃO À INTROSPECÇÃO.
TOLMAN
• COMPORTAMENTO TEM INÍCIO COM CINCO VARIÁVEIS INDEPENDENTES
"estímulos ambientais (S), os impulsos fisiológicos (P), a hereditariedade (H), o treinamento prévio (T) e a
idade (A).”
• VARIÁVEL INTERVENIENTE É O QUE ESTÁ ACONTECENDO NO ORGANISMO(O)
QUE PROVOCA O COMPORTAMENTO DE ACORDO COM O ESTÍMULO.
• "Tolman propôs originalmente dois tipos de variáveis intervenientes: variáveis de demanda e
variáveis cognitivas. As variáveis de demanda são essencialmente motivos e incluem sexo, fome e
segurança diante do perigo. As variáveis cognitivas, ou know-how, são capacidades como aptidões
motoras e percepção de objetos. Mais tarde,propôs três categorias: sistemas de necessidades, a
privação ou impulso fisiológico num dado momento; motivos de crença-valor, a intensidade da
preferência por determinados objetos-alvo e a força relativa desses objetos na satisfação de
necessidades; e espaços de comportamento, a situação em que ocorre o comportamento do
organismo. No espaço de comportamento, alguns objetos atraem o indivíduo (têm uma valência
positiva) enquanto outros o repelem (têm uma valência negativa). "
EDWIN RAY GUTHRIE
• NÃO É WATSONIANO.
• APRENDIZAGEM POR UMA TENTATIVA.
• "Toda aprendizagem depende da contigüidade entre estÍmulo e resposta. Quando um estÍmulo evoca,
apenas uma vez, uma dada resposta, forma-se a associação E- R. Essa é, em essência, a
aprendizagem por uma tentativa. A repetição e o reforço não são necessários ao estabelecimento da
conexão entre estímulo e resposta. A formação de um par entre o estÍmulo e o movimento resultante
ou resposta serve para estabelecer a associação, e assim o comportamento é aprendido. ”
• OS MOVIMENTOS SÃO UMA ASSOCIAÇÃO SIMPLES ENTRE ESTÍMULO E A SUA
RESPOSTA: APRENDER.
HULL
• PAVLOV.MÉTODO DEDUTIVO.
• TODO COMPORTAMENTO HUMANO MECÂNICO E QUANTIFICÁVEL.
• COMPORTAMENTOS COMPLEXOS:CONDICIONAMENTO.
• IMPULSOS.
• "Entretanto, em vez de introduzir o conceito de necessidade biológica diretamente em seu
sistema , ele postulou a variável interveniente do impulso , um termo já empregado na
psicologia. O impulso era postulado como um estímulo advindo de um estado de
necessidade do tecido que desperta ou ativa o comportamento. A força do impulso pode ser
determinada empiricamente em termos da duração da privação ou da intensidade, força ou
gasto de energia do comportamento resultante.”
• "Ele admitiu que os seres humanos e animais são motivados por outras forças além dos
impulsos primários (fome,sede). Assim, Hull postulou os impulsos secundários ou
aprendidos, que se referem a situações ou estímulos ambientais associados com a redução
de impulsos primários, e que, por isso, podem se tomar eles mesmos impulsos. "
SKINNER
• CONSIDERADO POR MUITOS,O MELHOR PSICÓLOGO DO MUNDO.
• COMPORTAMENTO OPERANTE:SEM NENHUM ESTÍMULO EXTERNO OBSERVÁVEL.
• MÉTODO INDUTIVO : "Seu tipo exclusivamente descritivo de comportamentalismo radical se
dedica ao estudo das respostas; volta-se para descrever, e não para explicar, o comportamento. Ele só
se ocupava do comportamento observável e acreditava que a tarefa da investigação científica se
traduz em estabelecer relacionamentos funcionais entre as condições de estímulo controladas pelo
experimentador e a resposta subseqüente do organismo.
• WAIDEN TWO:CADA ASPECTO DA VIDA,É CONTROLADO POR UM REFORÇO
POSITIVO.
SKINNER
• OPERA NO AMBIENTE DO ORGANISMO.
• CAIXA DE SKINNER:"privado de comida era colocado no aparelho e deixado livre para explorar o
ambiente. No curso dessa exploração geral, o rato cedo ou tarde pressionava acidentalmente uma
alavanca que ativava um mecanismo que liberava uma pelota de alimento numa bandeja. Depois do
recebimento de algumas dessas pelotas, o reforço, o condicionamento costumava ser rápido. Observe
que o comportamento do rato (pressionar a barra ou alavanca) agia sobre o ambiente e era
instrumental na garantia do alimento. A variável dependente desse tipo de experiência é simples e
direta: a taxa de resposta. Um registrador cumulativo ligado à caixa de Skinner acompanha o
momento, na taxa de pressão da barra. "
SKINNER
• PROGRAMA DE REFORÇO:FIXO ,VARIÁVEL E MISTO.
• EXTINÇÃO.
• ÚNICA ÁREA QUE DIFERENCIA O RATO DO HOMEM É NO COMPORTAMENTO
VERBAL:"O comportamento verbal exige duas pessoas em interação — uma falando e outra
ouvindo.O falante dá uma resposta, isto é, emite um som. O ouvinte, através do seu comportamento
de reforçar, não reforçar ou punir o falante pelo que disse, pode controlar o comportamento
subseqüente deste último.”
• REFORÇO USADO EM VÁRIAS SITUAÇÕES NO MUNDO: "Não se usa a punição; ninguém é
punido por não exibir o comportamento desejado. Em vez disso, as pessoas são reforçadas ou
recompensadas quando seu comportamento sofre mudanças positivas."
• IMPACTO DE 3 DÉCADAS.
NEOCOMPORTAMENTALISMO
• "Apesar de toda a sua popularidade e influência, o comportamentalismo foi atacado por muitos
psicólogos, inclusive por alguns que se identificavam como comportamentalistas. Eles questionaram a
negação total dos processos mentais ou cognitivos e formaram um novo movimento, a abordagem da
aprendizagem social ou sócio-comportamentalista, que reflete a revolução cognitiva mais ampla na
psicologia. Esse movimento marca o terceiro estágio — o neo-neocomportamentalismo .”

• NÃO DEIXARAM DE SER COMPORTAMENTALISTAS.


BANDURA
• 1.ABORDAGEM SÓCIO-COMPORTAMENTALISTA.
• 2.TEORIA COGNITIVO-SOCIAL.
• INTERESSE RENOVADO PELOS FATORES COGNITIVOS:"A abordagem de Bandura
permanece, mesmo assim, comportamentalista; sua pesquisa se concentra na observação do
comportamento de sujeitos humanos em interação.Ele não usa a introspecção e enfatiza o papel do
reforço na aquisição e modificação dos comportamentos."
• COGNITIVO: "Quando um reforço exterior altera o comportamento, ele o faz porque o indivíduo
tem percepção consciente do que está sendo reforçado e antecipa o mesmo reforço por comportar-se
outra vez da mesma maneira. ”
• AUTOEFICÁCIA:AUTOESTIMA:SENTIDO DE ADEQUAÇÃO E TRATAR OS PROBLEMAS
DA VIDA.
BANDURA
• MUDANÇA DE COMPORTAMENTOS ANORMAIS.
• "Para modificar o comportamento levando os sujeitos a observarem um modelo numa situação que
consideram assustadora ou causadora de ansiedade.Afagar o cachorro através das barras de um
cercado e depois entrar no cercado para brincar alegremente com o cão. Como resultado dessa
aprendizagem observacional, o medo da criança se reduz pronunciadamente."
• "A abordagem de Bandura obteve em termos gerais um alto grau de aceitação na psicologia como
forma efetiva de estudar o comportamento no laboratório e de modificá-lo na clínica. "
JULIAN ROTTER
• TEORIA DA APRENDIZAGEM SOCIAL.
• "1) Possuímos uma expectativa subjetiva acerca do desfecho ou resultado do nosso comportamento
em termos da quantidade e do tipo de reforço que tem probabilidade de vir;
• (2) Formamos estimativas da probabilidade de que um comportamento particular leve a um certo
reforço, e regulamos ou ajustamos nosso comportamento de acordo com isso;
• (3) Atribuímos diferentes valores ou graus de importância a diferentes reforços, e julgamos ou
avaliamos seu valor relativo em diferentes situações;
• (4) Como funcionamos em diferentes ambientes psicológicos peculiares a nós como indivíduos, o
mesmo reforço pode ter diferentes valores para diferentes pessoas."