Vous êtes sur la page 1sur 1

DIOCESE DE JOINVILLE

Comarca de Jaraguá do Sul


Paróquia Nossa Sra. Aparecida
Jaraguá do Sul, 16 de setembro de 2019

1. OBJETIVO tempo da Mistagogia. É um período de formação dou-


Oferecer um itinerário catequético de inspiração cate- trinal, crescimento espiritual e vivência comunitária. O
cumenal para adultos que leve ao discipulado. catequista orientará os catequizandos sobre a escolha
do padrinho até o 12º encontro.
2. METODOLOGIA
Para padrinhos, escolher alguém que seja próximo e
Segue as etapas do catecumenato. Num primeiro mo- resida de preferência na comunidade, para facilitar a
mento, os introdutores realizando com os iniciados en-
contros, preferencialmente e suas casas. No segundo participação das celebrações. É necessário, conforme
com previsão de duração de um (1) ano litúrgico, inici- orienta o Código de Direito Canônico: “dê-se, quanto
ando em Pentecostes os encontros na comunidade e possível, ao batizando um padrinho, cuja missão é assis-
finalizando no Tempo Pascal, que será no ano seguinte.
tir na iniciação cristã ao adulto batizado e esforçar-se
Os encontros são de ordem quinzenal.
para que o batizado viva uma vida cristã coerente com
3. DIMENSÃO DOS ENCONTROS o batismo e cumpra fielmente as obrigações que lhe
são inerentes ” (Código de Direito Canônico, Cân. 872).
1. Palavra (Leitura Orante)
2. Celebrações (c) Purificação e Iluminação – Tempo forte marcado pe-
3. Ação Comunitária de Evangelização.
lo Retiro e Celebrações. Acontecerá a eleição e Inscri-
As ações comunitárias evangelizadoras são exercícios ção do nome (padrinhos), além de três escrutínios – (III,
de prática cristã que buscam conduzir o grupo na vivên- IV e V Domingo da Quaresma). Para o Sábado Santo ce-
cia prática da sua fé. O envolvimento de conjunto entre lebrar os Sacramentos.
a catequese e as pastorais existentes na comunidade –
(d) Mistagogia – Encontros e Celebração de envio. São
Pastoral de Conjunto. Esta é uma forma de envolver o
três encontros e a Celebração de Envio. Tem por objeti-
catequizando com a ação evangelizadora da comunida-
vo conduzir o catequizando ao mistério da vida nova e a
de. Catequizar para o discipulado e não para o sacra-
partir da experiência espiritual do Batismo, da Confir-
mento.
mação e da Eucaristia. O que caracteriza esse tempo é a
4. ITINERÁRIO DA INICIAÇÃO CRISTÃ experiência dos sacramentos e vivência da comunidade.

(a) Pré Catecumenato – Três encontros realizados nas 5. ORGANIZAÇÃO DO LIVRO “NOS PASSOS DE
casas pelos Introdutores e mais um encontro na comu- JESUS”
nidade onde preparar-se-á a celebração de entrada ao  Orientações inicias;
Catecumenato. A figura do Introdutor é diferente do  Itinerário de encontros;
Catequista. É importante que o introdutor seja uma  Proposta para o retiro;
 Rituais da celebrações;
pessoa de fé, com participação na comunidade, na litur-
 Sugestões de ações comunitárias para evangelização;
gia e na vida eucarística. Assim poderá passar ao inici-  Material de aprofundamento teológico; bíblico; litúr-
ando sua experiência e testemunho. Tem um papel de gico e pastoral;
orientador espiritual e não doutrinal.  Roteiro para Leitura Orante da Palavra de Deus;
 Roteiro para exame de consciência;
(b) Catecumenato - “É um período em que os candida-  Orações do dia a dia.
tos recebem formação e exercitam-se praticamente na
vida cristã” (cf. RICA, n.19). Aqui entra a figura do cate-
quista que conduzirá as atividades do catecúmeno até o