Vous êtes sur la page 1sur 2

Projeto de Ação da Escola

Título do projeto: Privatização da água , mais um crime contra o brasileiro.

Problema priorizado (justificativa) A privatização da agua:

A água é um direito humano básico e fundamental segundo as Nações Unidas, um direito de todos.

Existe por parte do “neoliberalismo” e suas grandes empresas, um projeto de apropriação da água e de outros recursos naturais dos países periféricos.
É o caso do Brasil e outros países da América Latina.

A ideia é transformar um direito público em mercadoria posto no mercado e na bolsa de valores - as famosas commodities.

Portanto, é importante que os trabalhadores brasileiros se conscientizem do processo de privatização que está em curso e respondam com resistência.
Somente a conscientização e organização evitará mais um ataque aos direitos dos trabalhadores.

A escola pública tem um compromisso com a educação do povo trabalhador e, tem o dever de desenvolver “conhecimento crítico” a serviços das
demandas da classe trabalhadora.

O quê (atividades planejadas)

Propomos uma campanha publicitária para conscientizar os trabalhadores que vivem nos bairros de Santa Cruz do Sul, já que os meios de
comunicação hegemônicos não o fazem, pois possuem interesses vinculados as empresas que pretendem a privatização.

Esse trabalho publicitário será feito a partir de oficinas nas escolas e de panfletagem nos bairros. Também vamos fazer um vídeo institucional com
informações sobre a privatização e seu significado e um spot para a rádio Comunitária.

Para quê (objetivo)

Objetivo geral:

Conscientizar as pessoas do perigo e das consequências da privatização da água através de uma campanha publicitária.

Objetivos Específicos:

Produzir um vídeo institucional, uma cartilha contra a privatização e um spot de rádio, para ser divulgado no facebook e na rádio Comunitária;

Identificar os prejuízos e impactos da privatização na vida dos trabalhadores;

Contribuir para a resistência dos trabalhadores para a não privatização;


Como (como vai acontecer)

Oficina de Criação e de planejamento com o professor da UNISC e jornalista do CPERS;

Espaço de produção: elaboração do plano de ação e dos materiais da campanha.

Logo da campanha; Cartaz; Panfleto; Vídeo institucional; Spot rádio comunitária; Facebook

Preparação de uma oficina sobre o tema nas escolas estaduais da cidade.

Quem (responsáveis)

Alunos do ensino fundamental da Escola Bruno Agnes (8 e 9 ano)

Professor Elbe, responsável da turma e coordenador do projeto.

Com quem (parcerias)

CPERS, FAMA, Curso de Comunicação da Unisc e SINDAGUA

Quando? (período de realização)

Abril , Maio e Junho de 2018.