Vous êtes sur la page 1sur 2

Geografia – Prof.

Adaã o Marcos 69-984141042/999601042

01. “A América Central é a parte mais estreita,


mais afunilada do continente americano, 04. Leia o texto abaixo:
localizada entre a América do Norte e a
América do Sul. O trecho que une essas duas “ Parte das cadeias de ilhas das Grandes Antilhas,
Américas é a parte continental. A parte insular no Caribe, é formada por picos emersos de uma
é o conjunto de ilhas localizado entre elas”. cadeia de montanhas submarina. O país tem
abundância de frutas tropicais como melão, banana
Cite três países da América Central continental e três
da insular: e goiaba. Os principais produtos são cana-de-
açúcar, banana e café. É rica em bauxita, que
proporciona mais da metade das receitas de divisas
estrangeiras. As principais indústrias
2º Assinale C nas alternativas que contêm manufatureiras são de alimentos, têxteis, de
informações corretas sobre a América Central e E máquinas agrícolas e de cimento”.
nas erradas:
Identifique o país de que se fala:
( ) é formada por um istmo e por um arquipélago.
( ) apresenta relevo montanhoso na sua parte
a) Colômbia
continental.
b) Venezuela
( ) é uma área geográfica menor do que a América c) Jamaica
do Sul. d) Equador
e) Peru
( ) localiza-se entre o trópico de Câncer e a linha do
equador.
05. “O canal representado abaixo foi construído
03. Observe a charge: nas primeiras décadas do século XX pelos EUA.
Estando ainda hoje sob domínio deste país, sua
posse será transferida, no final deste milênio,
para o país em que se localiza. Trata-se do
Canal:

"Você está sozinho como eu? Quer alguém para


conversar? Ligue 1 - 800 - CAMARADINHAS!
As telefonistas o esperam. Ligue já!".
"USA Today".
a) de Suez, que permite aos EUA melhor acesso aos
recursos petrolíferos do Oriente Médio.
Cuba passa atualmente por sérios problemas b) de Gibraltar, que torna a África mais acessível aos
econômicos que estão quase paralisando as interesses estratégicos dos EUA neste continente.
atividades produtivas do país. c) de Bhering, entre a Ásia e a América, cuja
a) Quais as principais causas desses problemas? construção permitiu aos EUA maior controle sobre a
b) Quais os setores mais afetados? URSS durante a Guerra Fria.

Comentário:

1
Geografia – Prof. Adaã o Marcos 69-984141042/999601042

d) do Panamá, que visava reduzir as distâncias entre a) Quais seriam as possíveis conseqüências
o Atlântico e o Pacífico, barateando os custos de econômicas para a Venezuela se fosse efetivado
transporte para os EUA. um rompimento com os EUA? Justifique sua
e) do Golfo, cuja construção visava bloquear a resposta.
expansão árabe no Oriente Médio.

06. A colonização das Américas Espanhola e


Portuguesa caracterizou-se por um processo que b) Por que o Brasil é prioridade na diplomacia
pode ser denominado COLONIZAÇÃO DE venezuelana?
EXPLORAÇÃO. Indique as características desse
tipo de colonização.

07. Na tabela a seguir, relativa às exportações dos 09. Mencione as principais atividades
países andinos, Venezuela e Bolívia econômicas desenvolvidas nas seguintes regiões
correspondem respectivamente à: do Equador:

Litoral Leste Centro

10. Leia as alternativas e complete o quadro com


as características específicas de cada país:

a. È o segundo maior produtor e exportador de


café do mundo.
a) A e B. b. A principal cidade do país é guayaquil.
b) C e D. c. É o maior exportador de petróleo da América.
c) A e C. d. Em seu território, as guerrilhas e os
d) B e D. narcotraficantes constituem um verdadeiro
e) A e D. poder paralelo.
e. Grande parte da produção de petróleo é
obtida no porto de Maracaibo.
08. Leia o texto e responda: f. É conhecido como país do meio do mundo.
g. É o maior exportador mundial de bananas.
“A Venezuela tem sido presença constante na
imprensa nos últimos meses. O Governo Hugo Colômbia Equador Venezuela
Chavés, eleito por uma frente de coalizão de
esquerda, tem encontrado grandes dificuldades
para executar o seu programa de governo baseado,
segundo ele, nos ideais de Simon Bolívar. Chavés é
crítico ao chamado neoliberalismo selvagem que vê
disseminado por toda a América Latina, numa
guinada anti-EUA e pró América Latina, sendo que
o Brasil é prioridade na diplomacia venezuelana”.