Vous êtes sur la page 1sur 12

The Process of Analysis of Mapping of Science, with the bibliometrix

R-Studio tool, on the Application of Paraconsistent Logic in the


Study of the Models of Viability of Academic Entrepreneurship.

O Processo de Análise de Mapeamento da Ciência, com a ferramenta bibliometrix R-


Studio, sobre a Aplicação da Lógica Paraconsistente no Estudo dos Modelos de
Viabilidade do Empreendedorismo Acadêmico.

MSc. Marco Antônio Domingues


Professor do Instituto Federal de Sergipe (IFS)
Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Propriedade Intelectual
Universidade Federal de Sergipe (PPGPI-UFS).
E-mail: marco.domingues@ifs.edu.br

Dr. Daniel Pereira da Silva


Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Propriedade Intelectual
Universidade Federal de Sergipe (PPGPI-UFS).
E-mail: silvadp@hotmail.com

RESUMO INTRODUÇÃO

No desenvolvimento de uma pesquisa sobre O empreendedorismo acadêmico tem seu conceito


modelos de avaliação de viabilidade de novos ainda difuso, sem uma definição clara, o termo
empreendimentos acadêmicos, para apoiar o estudo universidade empreendedora cunhado por
de novos modelos, se faz necessário o Etzkowitz (1998) mostrou que a participação da
conhecimento do estado da arte, o presente trabalho universidade na economia tem mudado de mera
tem como objetivo apresentar analisar um processo fornecedora de conhecimento e capacitação para a
para realizar a análise sistemática de mapeamento fomentadora de negócios de forma crescente.
da ciência utilizando a bibliometria, com o pacote Segundo O’Shea o termo empreendedorismo
R Bibliometrix, na área de modelos de avaliação de acadêmico é abrangente e se refere aos esforços e
empreendedorismo acadêmico. O processo atividades realizados na intenção de comercializar
consistiu em selecionar artigos relevantes sobre o os resultados de pesquisa do corpo docente.
tema em questão, identificando os artigos de maior (O'Shea, Allen, O'Gorman, & Roche, 2004, in
significância, os autores e os periódicos com o Wood, 2011).
maior número de publicações sobre o tema
“modelos de avaliação de viabilidade de A importância do estudo do empreendedorismo
empreendedorismo acadêmico com o uso da acadêmico, suas características e comportamento
Lógica Paraconsistente”. A proposta é realizar uma desta atividade, é porque sugere-se que as
análise bibliométrica do portfólio e selecionar os inovações universitárias estimulam as economias
artigos que possibilitem uma análise bibliográfica com o desenvolvimento de produtos, criando novas
que identifique o estado da arte e quiçá a descoberta indústrias e contribuindo para criação de emprego
de um hiato tecnológico, ou seja campo para novas e da riqueza. Desta forma o potencial econômico
descobertas nesta seara do conhecimento. dos esforços de pesquisa das universidades passou
a ser altamente valorizadas de maneira coerente.
Palavras-chave: empreendedorismo acadêmico, (O’Shea, Chugh, Allen, 2008)
bibliometria, lógica paraconsistente.
A sobrevivência das pequenas empresas, no estado
Keywords: academic entrepreneurship, de São Paulo, segundo o SEBRAE (2017) é baixa
bibliometrics, paraconsistent logic. somente 20% delas sobrevivem mais que 5 anos,
“1 em cada 5 empresas registradas no CNPJ

Para submissão em:


ISSN: 1690-4524 SYSTEMICS, CYBERNETICS AND INFORMATICS VOLUME _ - NUMBER _ - YEAR ____ 1
fecham antes de completar 5 anos”, ou seja 80% sucesso ou não te tais empreendimentos,
das empresas não completam 5 anos de vida, principalmente porque os produtos são frutos de
melhorar as condições de sobrevivência das inovações tecnológicas desenvolvidas na
empresas é um ideal a ser perseguido. academia, sem precedentes no mercado.

Contribuir com estudos no mapeamento dos Uma questão que pode auxiliar este problema é
modelos de avaliação de negócios e melhorar as como a lógica paraconsistente e a bibliometria
condições de desenvolvimento de modelos podem participar de forma positiva deste processo?
avaliação é uma forma de contribuir para o
aumento da expectativa de vida das empresas A lógica paraconsistente é uma lógica não clássica
emergentes, particularmente das que nascem de capaz de fazer análises mais eficientes, em
inovações em ambiente universitário. situações de conflito, com capacidade de
considerar situações onde a Lógica Clássica por ter
O fenômeno e o processo de empreendedorismo rígidas leis binárias não atendem a casos reais
acadêmico, é relativamente novo, por isso não foi (Souza, 2014).
tão bem articulado como se poderia esperar, Wood
apresenta um modelo de processo multi-estágio de À medida que a pesquisa sobre empreendedorismo
empreendedorismo acadêmico, que se destina a se acumula, é importante conduzir periodicamente
orientar os potenciais interessados com objetivo em formas de revisão bibliográfica e estudos
melhorar as chances de sucesso. A vantagem dessa bibliométricos para compreender o conhecimento
abordagem é identificação das atividades, atores e (Busenitz et al. 2014; Ferreira et al. 2014).
principais fatores de sucesso associados a cada
etapa do processo de empreendedorismo O uso da bibliometria, segundo Leite Filho (2008),
acadêmico (Wood. 2011). faz análise quantitativa do comportamento dos
pesquisadores no mapeamento da estrutura de um
O processo de criação de empresa é complexo, campo científico. Esta análise mostra áreas de
condicionado a fatores sociais, culturais e concentração ou hiato na discussão de determinada
econômicos, envolvendo e provocando o área do conhecimento, facilitando a análise dos
crescimento econômico, o desenvolvimento de dados de forma a reduzir o tempo de trabalho do
novos atores, a complementação e diversificação pesquisador.
de cadeias produtivas e de sistemas locais de
produção. (Garcia, 2012). Este trabalho se justifica pela contribuição que o
mapeamento sistemático da área de conhecimento
Muscio, Quaglione e Ramaciotti (2016) que envolve uso da lógica paraconsistente e os
investigaram o impacto do conjunto de regras modelos para a avaliação de empreendimentos
universitárias que regem a criação de spin-offs acadêmicos possam dar ao desenvolvimento de
acadêmicas, e como elas podem ajudar ou novos modelos, na expectativa de colaborar com as
desestimular a criação de novos empreendimentos. alternativas de avaliação mais eficientes na
Identificou três classes de regras definidas que expectativa de contribuir com o aumento da
podem motivar os membros do corpo docente a sobrevivência destes novos negócios.
estabelecer uma empresa subsidiária: regras gerais
e procedimentos; regras que regulam os incentivos O Enunciado do Problema
monetários; regras relacionadas ao risco
empresarial. Apresenta que algumas regras
relativas a cada uma dessas três classes têm algum
A produção científica sobre empreendedorismo
efeito positivo e outras efeito negativo sobre a
acadêmico tem crescido substancialmente, uma
criação de spinoffs.
busca com a palavra “Academic Entrepreneurship”
Como o modelo de Wood (2001), o utilizado por em 25/07/2018, resultou em aproximadamente:
Garcia (2012), Muscio, Quaglione e Ramaciotti 1.130.000 resultados (0,03 s) no Portal do Google
(2016) ou de outros autores que propõem modelos Acadêmico; no Portal de Periódicos da
semelhantes de avaliação sobre a viabilidade do Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de
empreendedorismo acadêmico, todos eles Nível Superior (CAPES), com os Tópicos
dependem da opinião de especialistas sobre atender “Business, Spinoffs, Economics,
as condições de sucesso, surgindo assim, como é ENTREPRENEURSHIP, TECHNOLOGY
natural contradições que tornam difícil a análise do transfer, Spin-Off, TECHNOLOGICAL

Para submissão em:


ISSN: 1690-4524 SYSTEMICS, CYBERNETICS AND INFORMATICS VOLUME _ - NUMBER _ - YEAR ____ 2
innovations, Academic Entrepreneurship, sobre empreendedorismo e inovação, indicando o
BUSINESS incubators, ACADEMIC spin-outs, caminho para o referencial teórico em estudo.
UNIVERSITIES & colleges, NEW business
enterprises”, resultou em 3.212 artigos. Tratar Para Schumpeter (1988) empreendedorismo é um
esses dados de forma sistemática é um problema. processo de ‘‘destruição criativa’’, onde acontece a
destruição ou substituição de produtos ou métodos
Wallin (2012) investigou a estrutura bibliométrica de produção existentes por novos, “o
da literatura sobre empresas spin-off e a empreendedor promove a inovação, sendo essa
bibliometria permitiu dentro de uma abordagem radical, pois destrói e substitui esquemas de
bastante objetiva a classificação de quantidades produção vigentes. Baseado nessa premissa nasce
significativas de dados para identificar os blocos de o conceito de destruição criativa”
construção dessa literatura emergente. (Schumpeter,1988, p. 48).

O presente trabalho tem como objetivo apresentar Segundo Wallin (2012) é o surgimento de uma
um processo para tratar de forma sistemática a nova empresa formada por pesquisadores da
produção cientifica, neste caso selecionar artigos universidade, mostra em seus estudos que vários
relevantes sobre a “Aplicação da Lógica autores (McQueen e Wallmark, 1982; Link e Scott,
Paraconsistente no Estudo dos Modelos de 2005; Lockett et al., 2005; Wright e cols. ., 2006)
Viabilidade do Empreendedorismo Acadêmico”, estabeleceram que uma distinção importante em
para isso utilizou a ferramenta bibliometrix R- relação à origem é aquela feita entre empresas
Studio. derivadas de universidades ou de firmas
estabelecidas, isto é, spin-offs universitários.
O objetivo é mostrar se o processo utilizando a
ferramenta bibliometrix R-Studio é sistemático, A busca pela inovação é uma característica que
suas facilidades e dificuldades e o quanto ele acompanha o empreendedor seja qual for a vertente
contribui para o ganho de tempo no processo de conceitual que está sendo seguida. Tanto os
mapeamento da ciência. empreendedores individuais quanto os
empreendedores sociais atuam na sociedade
Um dos resultados que a ferramenta possibilita é promovendo mudanças, desconstruindo e
apresentar os principais autores, suas publicações, reconstruindo os diversos espaços sociais onde
seus artigos mais citados, as fontes de suas atuam. Isto acontece quando um novo produto é
publicações, a evolução da discussão do tema e os lançado, quando um processo é redesenhado e
locais onde as pesquisas estão acontecendo. também quando uma prática social ganha uma
nova dimensão (Ávila, L. V., 2014).
Dentro deste contexto mostrar a se existem hiatos
de conhecimento ou nos estudos na área de Lógica Paraconsistente Anotada– Desenvolvida
avaliação de empreendimentos, onde possamos pelo filósofo paranaense Newton Carneiro Affonso
sugerir novos trabalhos na construção do da Costa a lógica paraconsistente é um tipo de
conhecimento sugerindo o preenchimento desses lógica diferente da clássica, e hoje é amplamente
hiatos, particularmente no desenvolvimento de estudada. A lógica paraconsistente põe em xeque o
novos modelos de avaliação de empreendimentos princípio da não contradição, nas palavras do
com o uso da Lógica Paraconsistente. filósofo “segundo o qual uma sentença qualquer e
sua negação não podem ser ambas verdadeiras”,
Referencial Teórico um dos pilares da lógica clássica. “Mostrou que é
possível construir sistemas lógicos que admitam
Empreendedorismo Acadêmico – Bagio e Bagio contradições sem por isso se tornarem triviais, isto
(2014) realizou uma discussão sobre o é, sem que a verdade e a falsidade se tornem
empreendedorismo, buscou os conceitos, indistinguíveis dentro deles”. Sua produção
definições, os tipos de empreendedores, as acadêmica tem mais de 250 trabalhos, que
características dos empreendedores (homens) e abrangem as mais diversas áreas do conhecimento
empreendedoras (mulheres), as diferenças entre ser além da filosofia da ciência, a filosofia da física, as
um inventor, um empreendedor, um gestor ou um teorias da verdade, os fundamentos da matemática,
líder e também sobre o processo de empreender, a economia, a teoria da computação e o direito,
através de uma pesquisa bibliográfica que entre outros campos. (Moraes, 2016).
contribuiu na construção de referencial teórico

Para submissão em:


ISSN: 1690-4524 SYSTEMICS, CYBERNETICS AND INFORMATICS VOLUME _ - NUMBER _ - YEAR ____ 3
Silva Filho (2006) apresenta a um método inovador de estudo: livros, documentos, revistas, artigos,
que permite uma aplicação prática para a Lógica autores, usuários; como variáveis: o número de
Paraconsistente permitindo-se possam efetuar empréstimos (circulação) e de citações, frequência
tratamento de situações não cobertas pela Lógica de extensão de frases; como métodos: ranking,
Clássica e dar tratamento à sinais contraditórios. O frequência , distribuição; como objetivos alocar
trabalho se baseia numa classe de lógica Não- recursos: pessoas, tempo, dinheiro, etc.. Tal
Clássica denominada de Lógica Paraconsistente comparação induz a utilização dos métodos da
Anotada de anotação com dois valores-LPA2v, bibliometria como mais adequados aos objetivos
utilizando a LPA2v mostra que problemas deste trabalho.
ocasionados por situações contraditórias e
paracompletas podem ser tratados de uma maneira Otlet (1934) usou o termo "bibliometrie" para
próxima da realidade, através da consideração de conceituar o método científico da ciência
evidências. Esses métodos da LPA2v apresentados Bibliologia, definida por ele como “uma ciência
podem ser aplicados por meio de Software ou geral que compreende o conjunto sistemático dos
Hardware em diversas áreas como: Sistemas dados relativos à produção, conservação,
Especialistas, Redes Neurais, Robótica e circulação e uso dos escritos e dos documentos de
Inteligência Artificial. toda espécie", estabeleceu dessa forma as bases
conceituais da Bibliologia, e o seu método
Bibliometria – científico: a Bibliometria como sendo "a parte
definida da Bibliologia que se ocupa da medida ou
Vanti (2002) faz uma análise das semelhanças e quantificação aplicada aos livros (Aritmética ou
diferenças entre a bibliometria, a cienciometria, a Matemática Bibliológica)"
informetria e a webometria, suas semelhanças e
diferenças sob o ponto de vista teórico conceitual Pritchard, A. (1969) sugere-se que um nome
com o objetivo de explorar e aprofundar o estudo melhor para STATISTICAL BIBLIOGRAPHY
destes conceitos desde uma ótica comparativa, (bibliografia estatística) é BIBLIOMETRICS
revisando e discutindo suas principais aplicações e (bibliometria) como sendo “a aplicação de
aportando desta forma um maior esclarecimento matemática e métodos estatísticos para livros e
sobre o tema. Esclarece em seus estudos que o outros meios de comunicação”, e conclui que que o
termo bibliometria foi utilizado pela primeira vez termo deva ser usado para quantificação da
este termo foi Paul Otlet em sua obra intitulada comunicação escrita.
Traité de documentatión, de 1934, que
posteriormente foi popularizada por Pritchard. “Em conclusão, é de se esperar que este termo
BIBLIOMETRICS seja usado explicitamente em
Apresenta as três Leis que se destacam como todos os estudos que buscam quantificar os processos
importantes na compreensão da bibliometria: de comunicação escrita e rapidamente ganhe aceitação
Lotka, Zipf e Bradford. no campo da ciência da informação.”(Pritchard, 1969,
p 349)
A Lei de Lotka, ou Lei do Quadrado Inverso,
aponta para a medição da produtividade dos Araujo (2006) analisa o campo de conhecimento
autores, mediante um modelo de distribuição bibliometria, através das três leis fundadoras do
tamanho-frequência dos diversos autores em campo, a lei de produtividade de autores de Lotka,
um conjunto de documentos. A Lei de Zipf, a lei de dispersão de periódicos de Bradford e a lei
também conhecida como Lei do Mínimo Esforço,
consiste em medir a frequência do aparecimento
de palavras de Zipf, vê a teoria epidêmica e a
das palavras em vários textos, gerando uma lista análise de citações. Para ele a bibliometria é uma
ordenada de termos de uma determinada técnica quantitativa e estatística de medição dos
disciplina ou assunto. Já a Lei de Bradford, ou Lei índices de produção e disseminação do
de Dispersão, permite, mediante a medição da conhecimento científico que surgiu no início do
produtividade das revistas, estabelecer o núcleo século para o estudo e da avaliação das atividades
e as áreas de dispersão sobre um determinado de produção e comunicação científica. A análise de
assunto em um mesmo conjunto de revistas citações apresenta: autores mais citados, autores
(Vanti, 2002, p.153).
mais produtivos, fator de impacto dos autores,
Na comparação das aplicações dos métodos procedência geográfica dos autores, procedência
quantitativos: bibliometria, cienciometria, institucional dos autores, autores mais influentes
informetria e Webometria (Vanti, 2002, tabela 1, em um determinado campo de pesquisa; tipo de
p.160) apresenta a bibliometria tendo como objeto documento mais utilizado, idade média da
literatura utilizada, obsolescência da literatura,
Para submissão em:
ISSN: 1690-4524 SYSTEMICS, CYBERNETICS AND INFORMATICS VOLUME _ - NUMBER _ - YEAR ____ 4
procedência geográfica da bibliografia, METODOLOGIA
procedência institucional da bibliografia,
periódicos mais citados, conjunto de periódicos de A proposta é realizar uma análise bibliométrica do
uma determinada área do conhecimento. portfólio e selecionar os artigos que possibilitem
uma análise bibliográfica que identifique o estado
Bibliometria, área de estudo da Ciência da da arte e quiçá a descoberta de um hiato
Informação, possui um importante papel na análise tecnológico, ou seja campo para novas descobertas
da produção científica de um país e os indicadores nesta seara do conhecimento.
gerados a partir deste estudo mostram o
desenvolvimento como também o comportamento Esta proposta se caracteriza por ser ter um caráter
de uma área de conhecimento. Estudos de natureza teórico-descritivo. O caráter teórico é representado
bibliométrica são fontes de grande proveito e pelo referencial exposto na seção anterior,
fecundidade para se conhecer e analisar um campo abordando o debate conceitual dos principais
científico (ARAÚJO; ALVARENGA, 2011). termos utilizados para caracterizar iniciativas no
campo em estudo. E descritivo, pois tem como
A bibliometria tem sido utilizada por vários autores objetivo descrever as características de uma
como forma de entendimento do fenômeno do determinada população, neste caso a dos autores
empreendedorismo, Ávila, Barros, Madruga, e através dos seus artigos e citações.
Schuch Júnior; sobre empreendedorismo social

Figura 1 - Enquadramento metodológico adotado pelo presente artigo adaptado de Lacerda (2012)

R - Bibliometrix

O Projeto de Pesquisa procedência institucional da bibliografia,


periódicos mais citados, conjunto de periódicos
O projeto consistiu em aplicar os métodos da sobre o tema “modelos de avaliação de viabilidade
bibliometria, com a ferramenta bibliometrix da de empreendedorismo acadêmico com o uso da
plataforma RStudio, selecionar artigos relevantes Lógica Paraconsistente”.
sobre o tema em questão, analisando: autores mais
citados, autores mais produtivos, fator de impacto Ferramentas ou Medidas ou Instrumentos
dos autores, procedência geográfica dos autores,
procedência institucional dos autores, autores mais O pacote bibliometrix fornece um conjunto de
influentes em um determinado campo de pesquisa; ferramentas para pesquisa quantitativa em
tipo de documento mais utilizado, idade média da bibliometria e cienciometria. A bibliometria é a
literatura utilizada, obsolescência da literatura, aplicação de análises e estatísticas quantitativas a
procedência geográfica da bibliografia, publicações como artigos de periódicos e suas
Para submissão em:
ISSN: 1690-4524 SYSTEMICS, CYBERNETICS AND INFORMATICS VOLUME _ - NUMBER _ - YEAR ____ 5
respectivas contagens de citações. A avaliação Tratamento e Análise de Dados
quantitativa dos dados de publicação e citação é
agora usada em quase todos os campos científicos A pesquisa nas bases do Portal de Periódicos com
para avaliar o crescimento, a maturidade, os as seguintes palavras-chaves: model*,
principais autores, os mapas conceituais e entrepreneurship, "economic viability",
intelectuais, as tendências de uma comunidade "paraconsistent logic*", bibliometrics,
científica. (Aria, 2017). bibliometrix, (o uso do asterisco na busca, dá
amplitude pois inclui variações na palavra, como
Procedimentos models, modeling, ou qualquer outra variação
existente), a busca foi efetuada em periódicos
Como se trata de um estudo predominantemente revisados por pares e resultou nos dados expostos
quantitativo, onde o trabalho será conduzido com na tabela 1
base em um plano previamente estabelecido e
parâmetros de análise bem definidos e com o A análise da tabela 1 mostra o resultado da busca
objetivo de medir e quantificar os resultados com preliminar da busca, para mostrar a existência de
maior precisão, minimizando as possíveis hiatos na produção cientifica.
distorções na etapa de análise e interpretação dos
dados e permitindo mais segurança nas inferências Tabela 1 – Resultado da busca de artigos em
que serão realizadas, a opção pela bibliometria periódicos revisados por pares no Portal de
parece um caminho lógico e natural para os Periódicos da CAPES.
propósitos das pesquisas. BUSCA DE ARTIGOS EM PERIÓDICOS REVISADOS POR PARES
RESULTADOS EM 20/06/2018
PALAVRA CHAVE PALAVRA CHAVE PALAVRA CHAVE CAPES SCOPUS WoS
REF OP. OP.
Este artigo propõe-se a realizar um mapeamento da 1
2
model*
entrepreneurship
AND
AND
AND
AND
13.827.166 10.814.560 8.634.520
117.532 74.993 38.446

produção científica dos anos de 1980 a jul 2018, 3


4
"economic viability"
"paraconsistent logic*"
AND
AND
AND
AND
28.015
872
22.171
684
15.885
377
5 bibliometrics AND AND 16.267 12.293 6.921
utilizando as diferentes terminologias que podem 6
1 2
bibliometrix
model*
AND
AND
AND
entrepreneurship AND
5
60.761
5
45.369
3
24.938

estar diretamente vinculadas a este campo de 1


1
3
5
model*
model*
AND
AND
"economic viability" AND
"paraconsistent logic*" AND
17.535
548
14.554
464
10.410
284
1 4 model* AND bibliometrics AND 4.517 3.694 2.319
estudo, quais sejam: empreendedorismo, avaliação 1
1
6
2 3
model*
model*
AND
AND
bibliometrix AND
entrepreneurship AND "economic viability"
1
643
1
497
0
252

de empreendimentos, modelos de avaliação 1


1
2
2
5
4
model*
model*
AND
AND
entrepreneurship AND "paraconsistent logic*"
entrepreneurship AND bibliometrics
0
219
0
168
0
121
1 2 6 model* AND entrepreneurship AND bibliometrix 0 0 0
econômica, lógica paraconsistente nas suas
traduções para o inglês. A análise da tabela 1 mostra a identificação do
hiato na produção cientifica, nenhuma publicação
Para tanto, a pesquisa ocorrerá nas bases do Portal com as palavras chave: model*, entrepreneurship,
de Periódicos da CAPES e a partir dele a base paraconsistente logic*
Scopus, como mostrado a seguir.
Com a identificação do hiato na produção o
A bibliometria é usada na avaliação de desempenho próximo passo é analisar as publicações com a
de pesquisas, especialmente em laboratórios palavra "paraconsistent logic*“ para construção da
universitários e governamentais, e também por revisão na literatura.
formuladores de políticas, diretores e
administradores de pesquisas, especialistas em A ferramenta bibliometrix trabalha com as Bases
informação e bibliotecários, além de acadêmicos, SCOPUS e WoS.
ela apoia os estudos em três fases principais de
análise: A a base Scopus foi escolhida por ter o maior
número de publicações 684 contra 377 da WoS,
 Importação e conversão de dados para o sendo que 356 da WoS estão também na Base
formato R; Scopus.
 Análise bibliométrica de um conjunto de
dados de publicação; Aquisição e geração de dados - Consultando a
 Construindo matrizes para co-citação, partir da base Scopus para encontrar todos os
artigos cujo título inclua o termo "paraconsistent
acoplamento, colaboração e análise
logic*“. A ferramenta de exportação “BibliTeX
conjunta. Matrizes são os dados de entrada
export” na base SCOPUS cria um arquivo de
para executar análise de rede, análise de exportação com o nome padrão scopus.bib. os
correspondência múltipla e quaisquer próximos passos são a instalação do bibliometrix,
outras técnicas de redução de dados. o carregamento de dados do arquivo scopus.bib e

Para submissão em:


ISSN: 1690-4524 SYSTEMICS, CYBERNETICS AND INFORMATICS VOLUME _ - NUMBER _ - YEAR ____ 6
sua conversão, o software gera os dados para a Observa-se o início das publicações em 1980, se
análise bibliométrica. mantendo baixa até 1995, e a partir dai crescendo
até chegar ao seu máximo de 60 publicações em
RESULTADOS E DISCUSSÃO 2015, decrescendo até 2017, 2018 não entrou na
análise por não ter seu período concluído.
A Bibliometria é uma ferramenta estatística que
permite mapear e gerar diferentes indicadores de Figura 1 – Gráfico da Produção Cientifica Anual
tratamento e gestão da informação e do
conhecimento, especialmente em sistemas de
informação e de comunicação científicos e
tecnológicos, e de produtividade, necessários ao
planejamento, avaliação e gestão da ciência e da
tecnologia, de uma determinada comunidade
científica ou país (GUEDES; BORSCHIVER,
2005, p. 15).

Principais informações sobre os dados

Tabela 2 – Principais Informações sobre os dados Autores mais produtivos

Main Information about data Tabela 2 – Autores mais produtivos


Documents 642 Most Productive Authors
Sources (Journals, Books, etc,) 198 Authors Articles Authors Articles Fractionalized
1 ABE JM 66 ABE JM 24.15
Keywords Plus (ID) 1704 2 NAKAMATSU K 41 KAMIDE N 22.00
3 KAMIDE N 25 NA 21.00
Author's Keywords (DE) 1141 4 AKAMA S 24 NAKAMATSU K 15.48
Period 1980 - 2018 5 AVRON A 24 AVRON A 14.33
6 NA 21 PRIEST G 11.59
Average citations per documents 6,22 7 DASILVAFILHO JI 20 AKAMA S 11.42
8 LAMBERT-TORRES G 19 HUNTER A 7.50
Authors 643 9 OSORIO M 15 CIUCIURA J 7.00

Author Appearances 1344 10 PRIEST G 14 ROBLES G 6.33

Authors of single authored documents 96


Authors of multi authored documents 547 O autor Jair Minoru Abe aparece como o autor mais
Documents per Author 0,998 produtivo
Authors per Document 1
Co-Authors per Documents 2,09 Figura 2 – Gráfico dos autores mais produtivos
Collaboration Index 1,48

Observa-se que o numero de documentos


importados 642 é inferior ao que a busca do Portal
da CAPES apresentou, uma das possíveis causas é
a duplicidade de artigos na base de dados SCOPUS
que são eliminados automaticamente pela
conversão dos dados.

Produção Cientifica Anual


Artigos mais citados
Tabela 1 – Produção Cientifica Anual
Annual Scientific Production
Tabela 3 - Artigos mais citados
Year Articles Year Articles Year Articles Year Articles
Top manuscripts per citations
1980 2 1990 3 2000 6 2010 39
Paper TC TCperYear
1981 0 1991 2 2001 6 2011 26 1 BLAIR HA;SUBRAHMANIAN VS,(1989),THEOR COMPUT SCI 200 6.90
1982 0 1992 3 2002 15 2012 33 2 ARIELI O;AVRON A,(1996),J. LOGIC LANG. INF. 133 6.05
1983 0 1993 3 2003 13 2013 39 3 GRANT J;HUNTER A,(2006),J INTELL INFORM SYST 98 8.17
4 HYDE D,(1997),MIND 87 4.14
1984 7 1994 4 2004 18 2014 39
5 PRIEST G,(1991),STUD LOGICA 82 3.04
1985 0 1995 11 2005 42 2015 60 6 HUNTER A;KONIECZNY S,(2004),LECT. NOTES COMPUT. SCI. 79 5.64
1986 2 1996 6 2006 30 2016 52 7 HUNTER A,(2002),PROC NATL CONF ARTIF INTELL 68 4.25
1987 2 1997 6 2007 31 2017 36 8 DACOSTA NCA;SUBRAHMANIAN VS;VAGO C,(1991),MATH. LOGIC Q. 68 2.52

1988 0 1998 8 2008 34 2018 13 9 CAMINADA MWA;CARNIELLI WA;DUNNE PE,(2012),J LOGIC COMPUT 65 10.83
10 BESNARD P;HUNTER A,(1995),LECT. NOTES COMPUT. SCI. 63 2.74
1989 7 1999 5 2009 39

Países mais produtivos

Para submissão em:


ISSN: 1690-4524 SYSTEMICS, CYBERNETICS AND INFORMATICS VOLUME _ - NUMBER _ - YEAR ____ 7
Most Relevant Sources Articles
Tabela 4 - Países mais produtivos LECTURE NOTES IN COMPUTER SCIENCE (INCLUDING SUBSERIES LECTURE NOTES
1 82
IN ARTIFICIAL INTELLIGENCE AND LECTURE NOTES IN BIOINFORMATICS)
2 STUDIA LOGICA 28
Most Productive Countries (of corresponding authors) 3 JOURNAL OF PHILOSOPHICAL LOGIC 21
Country Articles Freq SCP MCP 4 INTELLIGENT SYSTEMS REFERENCE LIBRARY 20
5 JOURNAL OF APPLIED NON-CLASSICAL LOGICS 19
1 BRAZIL 118 0.2652 86 32
6 NOTRE DAME JOURNAL OF FORMAL LOGIC 18
2 JAPAN 55 0.1236 37 18 7 CEUR WORKSHOP PROCEEDINGS 15
3 UNITED STATES 26 0.0584 21 5 8 FRONTIERS IN ARTIFICIAL INTELLIGENCE AND APPLICATIONS 15
9 JOURNAL OF APPLIED LOGIC 15
4 MEXICO 22 0.0494 20 2
10 LOGIC JOURNAL OF THE IGPL 14
5 CHINA 20 0.0449 19 1
6 AUSTRALIA 18 0.0404 16 2
7 ISRAEL 18 0.0404 14 4 Palavras chave mais relevantes
8 UNITED KINGDOM 16 0.0360 12 4
9 FRANCE 15 0.0337 10 5 Tabela 7 - Palavras chave mais relevantes
10 BELGIUM 14 0.0315 12 2
Most Relevant Keywords

Figura 3 – Gráfico dos Países mais produtivos 1


Author Keywords (DE)
PARACONSISTENT LOGIC
Articles Keywords-Plus (ID)
224 PARACONSISTENT LOGIC
Articles
180
2 PARACONSISTENT LOGICS 76 FORMAL LOGIC 65
3 PARACONSISTENCY 30 COMPUTER CIRCUITS 33
4 MODAL LOGIC 16 ARTIFICIAL INTELLIGENCE 32
5 PATTERN RECOGNITION 16 PARACONSISTENCY 29
6 ANNOTATED LOGICS 15 SEMANTICS 28
7 INCONSISTENCY 15 LOGIC PROGRAMMING 27
8 MANY-VALUED LOGICS 15 CLASSICAL LOGIC 21
9 MANY-VALUED LOGIC 13 RECONFIGURABLE HARDWARE 21
10 NEGATION 13 COMPUTATION THEORY 19

Os manuscritos mais citados

Tabela 8 - Os manuscritos mais citados


Classificação THE MOST FREQUENT CITED MANUSCRIPTS Citações
DA COSTA, NCA, ON THE THEORY OF INCONSISTENT FORMAL SYSTEMS (1974) NOTRE DAME JOURNAL OF FORMAL LOGIC,
2 25
15, PP 497-510
DA COSTA, N, ON THE THEORY OF INCONSISTENT FORMAL SYSTEMS (1974) NOTRE DAME JOURNAL OF FORMAL LOGIC, 15,
10 12
PP 497-510
1 57
DA COSTA, NC, ON THE THEORY OF INCONSISTENT FORMAL SYSTEMS (1974) NOTRE DAME JOURNAL OF FORMAL LOGIC,
16 10
15, PP 497-510
DA COSTA, NCA, ON THE THEORY OF INCONSISTENT FORMAL SYSTEMS (1974) NOTRE DAME JOURNAL OF FORMAL LOGIC,
17 10
15 (4), PP 497-510

Total de Citações por pais 2


3
1
3
NELSON, D, CONSTRUCTIBLE FALSITY (1949) JOURNAL OF SYMBOLIC LOGIC, 14, PP 16-26
PRIEST, G, THE LOGIC OF PARADOX (1979) JOURNAL OF PHILOSOPHICAL LOGIC, 8, PP 219-241
26
21
26
21
4 4 ALMUKDAD, A, NELSON, D, CONSTRUCTIBLE FALSITY AND INEXACT PREDICATES (1984) JOURNAL OF SYMBOLIC LOGIC, 17 17
5 5 49, PP 231-233
GUREVICH, Y, INTUITIONISTIC LOGIC WITH STRONG NEGATION (1977) STUDIA LOGICA, 36, PP 49-59 17 17
6 6 ABE, JM, SOME ASPECTS OF PARACONSISTENT SYSTEMS AND APPLICATIONS (1997) LOGIQUE ET ANALYSE, 157, PP 83- 16 16
96
BATENS, D, PARACONSISTENT EXTENSIONAL PROPOSITIONAL LOGICS (1980) LOGIQUE ET ANALYSE, 90-91, PP 195-234

Tabela 5 - Total de Citações por pais 7


8
9
7
8
9
PRIEST, G, MINIMALLY INCONSISTENT LP (1991) STUDIA LOGICA, 50, PP 321-331
PRIEST, G, REASONING ABOUT TRUTH (1989) ARTIFICIAL INTELLIGENCE, 39, PP 231-244
13
13
13
13
13
13
10 11 RAUTENBERG, W, (1979) KLASSISCHE UND NICHT-KLASSISCHE AUSSAGENLOGIK, , VIEWEG, BRAUNSCHWEIG 12 12
11 12 ARIELI, O, AVRON, A, REASONING WITH LOGICAL BILATTICES (1996) JOURNAL OF LOGIC, LANGUAGE AND 11 11
INFORMATION, 5, PPA,
ARIELI, O, AVRON, 25-63
THE VALUE OF THE FOUR VALUES (1998) ARTIFICIAL INTELLIGENCE, 102 (1), PP 97-141
12 13 11 11
Total Citations per Country 13 14 ALMUKDAD, A, NELSON, D, CONSTRUCTIBLE FALSITY AND INEXACT PREDICATES (1984) JOURNAL OF SYMBOLIC LOGIC, 10 10
14 15 49 (1), PP 231-233
CARNIELLI, WA, MARCOS, J, DE AMO, S, FORMAL INCONSISTENCY AND EVOLUTIONARY DATABASES (2000) LOGIC AND 10 10
Country Total Citations Average Article Citations 15 18 LOGICAL PHILOSOPHY,
AVRON, A, 8, PP 115-152
ON AN IMPLICATION CONNECTIVE OF RM (1986) NOTRE DAME JOURNAL OF FORMAL LOGIC, 27, PP 201-209 9 9
16 19 BLAIR, HA, SUBRAHMANIAN, VS, PARACONSISTENT LOGIC PROGRAMMING (1989) THEORETICAL COMPUTER SCIENCE, 68, 9 9
1 BRAZIL 525 4.45 17 20 PP 135-154
SYLVAN, R, ABE, JM, ON GENERAL ANNOTATED LOGICS, WITH AN INTRODUCTION TO FULL ACCOUNTING LOGICS (1996)
BULLETIN OF SYMBOLIC LOGIC, 2, PP 118-119
9 9

2 UNITED KINGDOM 492 30.75


3 AUSTRALIA 397 22.06
4 UNITED STATES 372 14.31
Observa-se que o manuscrito mais citado aparece
5 ISRAEL 325 18.06 de três forma diferentes, diferenças encontradas no
6 JAPAN 246 4.47
7 FRANCE 186 12.40
forma de citar o autor e também na forma de citar
8 SPAIN 99 7.62 o artigo, provocando uma distorção na geração das
9 BELGIUM 87 6.21
10 CANADA 76 6.33
estatísticas, este problema a ser resolvido envolve
uma análise da base de dados que para gerar os
Média de Citações do Artigo por ano resultados corretamente devem recebe-los de forma
padronizada.
Figura 4 - Média de Citações do Artigo por ano
Os primeiros autores mais citados

Tabela 9 - Os primeiros autores mais citados

Fontes mais relevantes

Tabela 6 - Fontes mais relevantes

Para submissão em:


ISSN: 1690-4524 SYSTEMICS, CYBERNETICS AND INFORMATICS VOLUME _ - NUMBER _ - YEAR ____ 8
The most frequent cited first authors pesquisador, de tal forma que, dado um conjunto de
Author Freq.
ABE, JM 644 artigos classificados em ordem decrescente do
PRIEST, G 589 número de citações que receberam, o índice-g é o
DA COSTA, NCA 451
AVRON, A 351
maior número único de tal forma que o topo g
MARCOS, J 278 artigos recebidos juntos pelo menos g2 citações.
CARNIELLI, WA 242
BATENS, D 240
NAKAMATSU, K 238 Tabela 11 - Índices h, g e m dos autores mais
SUBRAHMANIAN, VS 219 produtivos
ROUTLEY, R 199
DA SILVA FILHO, JI 183 Author h_index g_index m_index T C NP
WANSING, H 1 ABE JM 8 12 0.4210526 191 65
167
2 NAKAMATSU K 8 12 0.4705882 166 41
BELNAP, ND 157 3 KAMIDE N 6 10 0.4285714 114 25
HUNTER, A 145 4 AKAMA S 4 5 0.2105263 35 24
5 AVRON A 10 18 0.4000000 343 25
ARIELI, O 135 6 NA 10 18 0.3125000 395 91
DUNN, JM 124 7 DASILVAFILHO JI 4 6 0.2500000 59 20
8 LAMBERT-TORRES G 3 4 0.2142857 35 19
CARNIELLI, W 117 9 OSORIO M 3 5 0.2307692 32 15
KAMIDE, N 113 10 PRIEST G 6 14 0.1714286 232 14

OSORIO, M 113
AKAMA, S 110
Estimativa do coeficiente de lei de Lotka
Observa-se que aparece apenas uma forma de A função lotka estima os coeficientes da lei de
citação do autor Newton da Costa, neste caso o Lotka para a produtividade científica (Lotka AJ,
resultado da estatística gerada de mais frequência 1926). A lei de Lotka descreve a frequência de
também esta com seu resultado comprometido. publicação pelos autores em qualquer campo dado
como uma lei do inverso do quadrado, onde o
Ranking de domínio dos autores número de autores publicando um certo número de
artigos é uma razão fixa para o número de autores
Tabela 10 - Ranking de domínio dos autores
publicando um único artigo. Esta suposição implica
Author
OSORIO M
Dominance Factor Multi Authored First Authored Rank by Articles Rank by DF que o coeficiente beta teórico da lei de Lotka é igual
0.80000000 15 12 8 1
DASILVAFILHO JI 0.50000000 20 10 6 2 a 2. Usando a função lotka é possível estimar o
AVRON A 0.41666667 24 10 5 3
ABE JM 0.40909091 66 27 1 4 coeficiente Beta de nossa coleção bibliográfica e
NAKAMATSU K 0.34146341 41 14 2 5
AKAMA S 0.25000000 24 6 4 6 avaliar, através de um teste estatístico, a
KAMIDE N 0.20000000 25 5 3 7
LAMBERT-TORRES G 0.15789474 19 3 7 8 similaridade desta distribuição empírica com a
ZAMANSKY A 0.14285714 14 2 10 9
PRIEST G 0.07142857 14 1 9 10 teórica.

A dominância da função calcula a classificação de Produtividade Científica


dominância dos autores, conforme proposto por
Kumar & Kumar, 2008. A tabela L $ AuthorProd mostra a distribuição
observada da produtividade científica. O
Índice h e m dos autores coeficiente Beta estimado é de 1,54947 com uma
adequação igual a 0,834114. O teste de duas
O índice h é uma métrica de nível de autor que tenta amostras de Kolmogorov-Smirnoff fornece um
medir o impacto da produtividade e da citação das valor de p 0,03484457, o que significa que não há
publicações de um cientista ou estudioso, baseado uma diferença significativa entre as distribuições
no conjunto de artigos mais citados pelo cientista e de Lotka observadas e as teóricas.
no número de citações que receberam em outras
publicações. O m-índice é definido como h / n, A Tabela 12 - L $ AuthorProd
onde n é o número de anos desde o primeiro artigo
publicado do cientista; também chamado de m-
quociente.

Índice g dos autores

O índice g é um índice para quantificar a


produtividade na ciência, com base no registro de
publicação (uma métrica em nível de autor). Foi
sugerido em 2006 por Leo Egghe (2013). O índice
é calculado com base na distribuição das citações
recebidas pelas publicações de um determinado

Para submissão em:


ISSN: 1690-4524 SYSTEMICS, CYBERNETICS AND INFORMATICS VOLUME _ - NUMBER _ - YEAR ____ 9
L $ AuthorProd  Rede de palavras-chave autor
N.Articles N.Authors Freq
1 1 438 0.68118196
2 2 103 0.16018663
Rede Histórica de Citação Direta
3 3 45 0.06998445
4 4 16 0.02488336 CONCLUSÕES
5 5 5 0.00777605
6 6 7 0.01088647 Entre os objetivos propostos a apresentação um
7 7 7 0.01088647
processo com o uso da a bibliometria, com o pacote
8 8 4 0.00622084
9 9 3 0.00466563
R bibliometrix, para selecionar artigos relevantes
10 10 1 0.00155521 sobre o tema, mostrou que problemas na
11 11 3 0.00466563 padronização dos dados na forma como são
12 14 2 0.00311042 citados, autores e artigos, provocam uma distorção
13 15 1 0.00155521
14 19 1 0.00155521
no resultado impossibilitando a geração e análise
15 20 1 0.00155521 do trabalho, com fidedignidade.
16 21 1 0.00155521
17 24 2 0.00311042 O objetivo de apresentar o resultado da pesquisa e
18 25 1 0.00155521 a existência de um hiato no mapeamento da ciência
19 41 1 0.00155521
20 66 1 0.00155521
na área de estudo, nenhuma publicação com as
palavras chave: model*, entrepreneurship,
Figura 5 – Grafico da Produtividade Científica paraconsistente logic*, foi realizado com sucesso,
considerando o uso do Portal de Periódicos da
CAPES e da forma como as palavras foram
pesquisadas, a analise bibliométrica com o RStudio
apresentou um conjunto de palavras chave mais
relevantes (tabela 7) onde a busca poderia ser
ampliada.

Apesar das distorções na padronização dos dados


analisados, com a análise dos dados foi possível
uma apresentação preliminar dos principais autores
e seus artigos para seleção direcionada, leitura e
refinamento, possibilitando desta forma a analise
bibliográfica, a construção da revisão bibliográfica.
Matrizes de rede bibliográfica
Podemos então concluir que a utilização do
Os atributos do manuscrito estão ligados entre si
software RStudio com a ferramenta bibliometrix,
através do próprio manuscrito: autor (es) para
facilita a análise dos dados bibliométricos, e se
registrar, palavras-chave para a data de publicação,
tratando da base de Dados SCOPUS o resultado
etc. Essas conexões de diferentes atributos geram
obtido não agrega valor, pois ela dispõe de
redes bipartidas que podem ser representadas como
ferramentas bibliográficas que suprem esta
matrizes retangulares (Manuscritos x Atributos).
necessidade, incluindo a possibilidade de se
Além disso, publicações científicas contêm
pesquisar com as variações de formas de citação de
regularmente referências a outros trabalhos
um mesmo autor dando maior credibilidade ao
científicos. Isto gera uma rede adicional,
resultado.
nomeadamente, rede de co-citação ou
acoplamento. Essas redes são analisadas para Sobre a possibilidade da condução de novos
captar propriedades significativas do sistema de estudos na construção do conhecimento que
pesquisa subjacente e, em particular, para possam preencher este hiato, particularmente na
determinar a influência de unidades bibliométricas, Aplicação da Logica Paraconsistente em Modelos
como acadêmicos e periódicos. de Avaliação da Viabilidade de Empreendimentos
Acadêmicos possa ser feita uma vez que até este
Redes bipartidas
momento não foram encontradas evidencia da
 Principais Fonte de Publicação existência de tais estusos.
 Rede de citação Referencias
 Rede de autor
 Rede de países
Para submissão em:
ISSN: 1690-4524 SYSTEMICS, CYBERNETICS AND INFORMATICS VOLUME _ - NUMBER _ - YEAR ____ 10
Araújo, Carlos Alberto. Bibliometria: evolução Muscio, Alessandro; Quaglione, Davide;
histórica e questões atuais. Em Questão, vol. 12, Ramaciotti, Laura (2016). The effects of university
núm. 1, jan-jun 2006, pp. 11-32. Universidade rules on spinoff creation: The case ofacademia in
Federal do Rio Grande do Sul Porto Alegre, Brasil. Italy. Research Policy, September 2016,
Disponível em Vol.45(7), pp.1386-1396
<http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=46564595
4002> . Acesso em 29 abr 2018. O’Shea, R., Allen, T., O’Gorman, C., & Roche, F.
(2004). Universities and technology transfer: A
Aria, M. & Cuccurullo, C. (2017) bibliometrix: An review of academic entrepreneurship literature.
R-tool for comprehensive science mapping Irish Journal of Management, 25(2), 11—29.
analysis, Journal of Informetrics, 11(4), pp 959-
975, Elsevier. O’Shea, Rory P.; Chugh, Harveen; Allen, Thomas
J. (2008) Determinants and consequences of
Ávila, L. V.; Barros, I. C. F.; Madruga, L. R. R. G.; university spinoff activity: a conceptual
Schuch Júnior; V. F. (2014) Características das framework. J Technol Transfer 33:653–666. DOI
publicações sobre Empreendedorismo (Social) no 10.1007/s10961-007-9060-0
Web of Science no período 2002-2011.
Administração Pública e Gestão Social, v. 6, n. Otlet, Paul. (1934). Traité de documentatión: Le
2, p 88-100, abr-jun, 2014. Livre Sur Le Livre – Théorie et Pratique. Éditeurs-
Imprimeurs D. Van Keerberghen & Fils, Editones
Bagio, Adelar Francisco; Baggio, Daniel Knebel Mundaneum – Palais Mondial. Bruxelles.1934.
(2014) Empreendedorismo: Conceitos e Disponível em
Definições. Rev. de Empreendedorismo, <https://lib.ugent.be/fulltxt/handle/1854/5612/Trai
Inovação e Tecnologia, 1(1): 25-38 - ISSN 2359- te_de_documentation_ocr.pdf> Acesso em 27 jul
3539. Disponível em < 2018.
https://seer.imed.edu.br/index.php/revistasi/article
/viewFile/612/522> . Acesso em 26 jun 2018. Pritchard, A. (1969) Statistical bibliography or
bibliometrics? Journal of Documentation, v. 24,
Etzkowitz, H. (1998) - The norms of n. 4, p. 348-349, 1969. Disponível em <
entrepreneurial science: Cognitive effects of the https://www.researchgate.net/publication/2360317
new university-industry linkage. Research Policy, 87_Statistical_Bibliography_or_Bibliometrics>
27(8), 823—833. Acesso em 27 jul 2018.

Garcia, et al. (2012) Empreendedorismo acadêmico Schumpeter, J. A. (1988). A teoria do


no Brasil: uma avaliação á criação de empresas por desenvolvimento econômico. São Paulo, Nova
alunos universitários. Revista de Cultura.
Empreendedorismo e Gestão de Pequenas
Empresas, v.1, n.3. Disponível em < SEBRAE (2017) - Panorama dos Pequenos
regepe.org.br/regepe/article/download/39/31>. Negócios 2017. Disponível em <
Acesso em 19 jul 2018. https://m.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/
UFs/SP/Pesquisas/Panorama%20dos%20Pequeno
Leite Filho, G. A. (2008) Padrões de produtividade s%20Negocios%202017.pdf> . Acesso em 16 jun
de autores em periódicos e congressos na área de 2018.
contabilidade no Brasil: um estudo bibliométrico.
Revista de Administração Contemporânea, v. Silva Filho, João Inácio da (2006) Métodos de
12, n. 2, art. 10, p. 533-554. Aplicações da Lógica Paraconsistente Anotada de
anotação com dois valores-LPA2v. Revista
Moraes, Fernando Tadeu. (2016) - Newton da Seleção Documental. Artigos Técnicos e
Costa, um lógico em busca da quase-verdade - Científicos da área de Inteligência Artificial, N.1,
25/12/2016 - Ilustríssima - Folha de S. Paulo. Ano 1, ISSN 1809-0648, Ed. Paralogike – Santos –
Disponível em < SP, Brasil (03/2006). Disponível em <
http://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2016/1 https://pt.scribd.com/document/370989650/Joao-
2/1843543-newton-da-costa-um-logico-em-busca- Inacio-Da-Silva-Filho-Logica-Paraconsistente-
da-quase-verdade.shtml>. Acesso em 29 out 2017. Anotada-Com-Anotacao-de-Dois-Valores-
LPA2v> Acesso em 29 out 2017.

Para submissão em:


ISSN: 1690-4524 SYSTEMICS, CYBERNETICS AND INFORMATICS VOLUME _ - NUMBER _ - YEAR ____ 11
Sousa, Demesio Carvalho et al. (2014). Análise do mecanismos utilizados para medir o registro da
impacto das patentes no índice global de inovação informação e a difusão do conhecimento. Ciência
com aplicação de lógica paraconsistente anotada. da Informação, Brasília, v. 31, n. 2, p. 152-162,
Exacta, 01 January 2014, Vol.12(2), pp.13-22. maio/ago. Disponível em <
Disponível em http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/970/1007>
<https://doaj.org/article/7edacf77fbd543708d9d09 . Acesso em 18 mai 2018.
abb991dde1?gathStatIcon=true> . Acesso em 12 de
jul 2018 Wood , Matthew S. (2011). A process model of
academic entrepreneurship. Business Horizons,
Vanti, N. A. P. (2002). Da bibliometria à 2011, Vol.54(2), pp.153-161.
webometria: uma exploração conceitual dos

Para submissão em:


ISSN: 1690-4524 SYSTEMICS, CYBERNETICS AND INFORMATICS VOLUME _ - NUMBER _ - YEAR ____ 12