Vous êtes sur la page 1sur 3

5 etapas para revitalizar a igreja

Conversando com pastores das mais diversas denominações é possível encontrar algo em
comum entre eles: como dinamizar a igreja, como levar a igreja a passar por um processo de
revitalização? 5 etapas para revitalizar a igreja não tem a pretensão de ser um guia definitivo e
nem quer dizer que se essas coisas forem realizadas isso irá acontecer. Veja essas ideias como
um começo de reflexão, um início para tirar a igreja da inercia.

Igrejas ideais
Todas as igrejas nascem com o ideal de ser uma igreja dinâmica, viva e operosa. As
pessoas querem participar de uma igreja que evangeliza, prega a palavra, envia missionários,
educa as crianças etc. Mas, o que se vê é uma apatia generalizada, poucas pessoas
comprometidas e/ou envolvidas com os trabalhos que a comunidade precisa realizar.
Jim Morgan sugere 5 passos para revitalizar uma igreja. Vou apenas mencionar cada um
deles com poucas palavras. Ao final do artigo tem o link para o artigo original caso você queira se
aprofundar no tema.

As etapas
As seguintes 5 etapas são as chaves para realinhar os líderes, estratégias, programas e
princípios de sua igreja em torno da realidade de que seus membros são sua igreja e a
comunidade é seu “cliente”. Tenha em mente que os 5 passos devem ser implementados
sequencialmente – uma vez que todos estejam totalmente realizados, as 5 etapas são executadas
em paralelo a partir desse ponto.

Etapa 1
CONVENCER: Líderes e membros que: 1) Eles são a Igreja – para servir, não para serem
servidos, e 2) Como a Igreja pode alcançar os perdidos e os pobres fora dos “4 muros” está em
sua descrição de trabalho, não apenas o pastor.

Etapa 2
EQUIPAR: Os membros para serem efetivos na sociedade por meio do discipulado que se
estende muito além dos pequenos grupos. Como os membros são a igreja, eles são “insiders”,
mais como funcionários do que “clientes”. Inverter o declínio rápido da Igreja depende de se os
pastores abraçam ou resistem a uma definição adequada do “cliente” de suas igrejas. A trajetória
da sua igreja depende também de se sua liderança opta por responder a este imperativo.
Nenhuma empresa enviaria funcionários despreparados para um trabalho tão grande quanto a
Grande Comissão.

* Não entender essa etapa de maneira errada é importante. O autor que fazer aqui uma
distinção entre as pessoas que são de dentro da igreja há muito tempo e por isso elas não podem
se sentir como clientes de uma loja, mas sim como pessoas responsáveis para fazer a igreja ser
vibrante.

Etapa 3
DESAFIAR: os membros para ser a igreja, investindo muito mais fortemente no
discipulado, levando outros a Cristo e servindo o verdadeiro “cliente” da igreja. Uma igreja que
tem medo de perder membros não ousaria desafiá-los a ser tudo o que o Senhor quer que eles
sejam. O crescimento, o impacto e a influência da sua igreja aumentarão dramaticamente à
medida que você implementa cada uma dessas 5 etapas, embora não aconteça da noite para o
dia.

Etapa 4
EMPODERAR: Nivele a hierarquia prevalecente nos respectivos papéis de pastores versus
membros. Como “iniciados”, os membros não devem deixar o trabalho pesado para os
“profissionais”. Eles devem receber maior autoridade e responsabilidade por ser a Igreja fora das
“4 paredes”.

Etapa 5
AVALIAR: Não o número de participantes ou dinheiro, mas vidas tocadas e alteradas,
independentemente de aparecer ou dar. Mantenha os membros em conformidade com as altas
expectativas de discípulos do Senhor.

Como eu disse acima, é uma começo. É melhor do ficar sentado esperando que a
revitalização aconteça. Pare para pensar em sua igreja, suas virtudes e defeitos. Pense no seu
povo, em seus pontos fortes e fracos. Comece a rascunhar que tipo de sermão você precisa
pregar para acontecer a etapa 1, que material vai usar na etapa 2 e assim por diante.

Acima de tudo, ore ao Senhor e peça que ele lhe renove e lhe dê um novo ânimo.

Antonio Carlos Barro


MEMBROS REVITALIZADOS,
IGREJA OPEROSA

...”Diga o fraco: Eu sou forte” Joel 3:10

...”e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes” 1 Coríntios 1:27

“Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por
todos os meios chegar a salvar alguns. 1 Coríntios 9:22

Damos, sempre, graças a Deus por todos vós, mencionando-vos em nossas orações e,
sem cessar, recordando-nos, diante do nosso Deus e Pai, da operosidade da vossa fé, da
abnegação do vosso amor e da firmeza da vossa esperança em nosso Senhor Jesus Cristo,
reconhecendo, irmãos, amados de Deus, a vossa eleição, porque o nosso evangelho não chegou
até vós tão somente em palavra, mas, sobretudo, em poder, no Espírito Santo e em plena
convicção, assim como sabeis ter sido o nosso procedimento entre vós e por amor de vós. 1
Tessalonicenses 1:2-5

Entretanto, devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados pelo Senhor,
porque Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e
fé na verdade, para o que também vos chamou mediante o nosso evangelho, para alcançardes
a glória de nosso Senhor Jesus Cristo. 2 Tessalonicenses 2:13,14

EQUIPANDO-SE:
DESAFIANDO-SE:
REVESTINDO-SE:
AVALIANDO-SE:

REVITALIZE-SE

https://slideplayer.com.br/slide/10190886/
https://slideplayer.com.br/slide/download/