Vous êtes sur la page 1sur 1

Universidade Federal do Piauí

Centro de Educação Aberta e a Distância (CEAD)


Disciplina de Banco de Dados
Prof. Francisco Airton
Descrição do Trabalho Final

(Projeto de Banco de Dados de uma PARÓQUIA)


Os alunos deverão desenvolver um Projeto de Banco de Dados Completo. O trabalho deverá ser feito com
a ferramenta SQLite (para os scripts SQL) e brModelo (para o DER). O projeto será realizado em duplas
(obs: os dois alunos devem postar o mesmo documento individualmente). A entrega do trabalho
corresponderá a um documento PDF dividido em 4 partes:

1. Um diagrama Entidade-Relacionamento
2. Um script SQL de criação das tabelas
3. Um script SQL de povoamento das tabelas (no mínimo 5 linhas para cada tabela). Aqui você irá
preencher as tabelas com dados fictícios, usando INSERT/UPDATE
4. Um script SQL com 5 consultas de busca que envolvem mais de uma tabela (operação de join)
A Descrição do minimundo segue abaixo:

1. Descrição do mundo real a ser modelado pela aplicação

Uma casa paroquial (secretaria de igreja) é definida por ser um local que tem como objetivo ajudar na
organização de uma igreja, marcando cerimônias (batizados, casamentos etc) e organizando contas e aspectos
organizacionais da paróquia.

Dentro deste ambiente há dois personagens principais: os fiéis e os funcionários. O fiel solicitará a marcação
de alguma cerimônia ou evento por funcionários, direta ou indiretamente, de acordo com a sua função (padre,
assessor ou auxiliar de padre). A partícula (i.e. depois de consagrada, a hóstia) é fornecida à casa paroquial por um
fornecedor. Também há o dízimo que é pago pelos fieis.

2. Descrição dos objetivos da aplicação

De acordo com o panorama das casas paroquiais, observamos que é possível melhorar a forma de gerenciar
as marcações de cerimônias, fiéis e funcionários da igreja de maneira fácil e intuitiva. De forma geral, a aplicação
registrará os fiéis e gerenciará as marcações de cerimônias, bem como o recebimento das partículas do(s)
fornecedore(s) e o pagamento do dízimo pelos fiéis.

3. Descrição informal dos dados (entidades, relacionamento, atributos, etc.) observados

Uma Casa Paroquial (Secretaria de Igreja) é composta por PESSOAS, que possuem: nome, CPF, sexo, data
de nascimento, telefone(s) e endereço (logradouro, cidade, estado e CEP). Uma PESSOA pode ser um FIEL ou um
FUNCIONÁRIO. FIÉIS possuem um diaIngresso, atributo que indica quando o FIEL se cadastrou na Casa Paroquial e
uma matrícula. FUNCIONÁRIOS possuem uma data de admissão, e uma matrícula. Dentro do quadro de funcionários
existem três especializações: ASSESSOR, que possui uma função e um salário, PADRE, que possui uma validadeServiço
e um AUXILIAR DE PADRE, que possui um padreResponsável. Uma CERIMÔNIA, que possui um celebrante, um id, um
acessor responsável e uma data/hora. Também existe um CERIMÔNIA_FIÉIS que relaciona os fiéis com a cerimônia.

Uma cerimônia pode ser agendada por um assessor para vários fiéis e vários fiéis podem agendar uma ou
mais cerimônias através de um assessor. Um assessor coordena vários assessores e os assessores são coordenados
por um assessor. Um padre convida um auxiliar de padre e um auxiliar de padre é convidado por um padre. Um padre
celebra várias cerimônias assistidas por vários fiéis e as cerimônias são celebradas por no máximo um padre. Um
auxiliar de padre pode auxiliar um padre em várias cerimônias e as cerimônias podem ser auxiliadas por vários
auxiliares de padre. Um fiel paga o dízimo e o dízimo é pago por um fiel.