Vous êtes sur la page 1sur 82

I /i

ì I 1

I

\\

Ì-,---"

\.\''

ì, i

1i

:1-

::

.;;

t

.:.

,;

i

;jÌ

KIT'S ECONoMIC

FACEIS!DIVERTIDOS!DIDATICOS!

DADO

TecnologiaTTL, com2 integrados. Alimentado por 9V, Displaysemelhanteao dadoreal. Simplesdemontar. Totalmenteà provadefraudes (nãopodeserviciadol'

c,o@@+)

768o00

LOTERIAESPORTIVA

Infalível.com palpitestotalmentealeatórios, Dápalpitessimples,duplose triplos.

Funcionacom9V.

Totalmentetransistorizada (61.

crs@@+

B.6so,oo

CARA.OU-COROA

Jogosimplese emocionante.

Ultrasimplesdemontar,comapenas12componenles.

Funcionacom9V.

À prova de íraudes.

cr$F@"p

65ooo0

DECODIFICADORESTÉREO

TransformeseuRÁD|O FM em um

EXCELENTESINTONIZADORESTÉREO.

cr$13.i5000 + despesas postais

MINI EOUALIZADORATIVO _ UNIVERSAL

ReÍorçafrequência (graves e agudosl.

Podèserusadoemconjuntocomoskitsdeamplificadores monoe estéreo (2 equalizadores).

Cr$ 7.380,00+ despesas postais

TOK MUSIC MINI ÔRGÃODE BRINOUEDO

Um instrumento musical eletrônico simples de montar e tocar, sem necessidadede afinação. Não necessitade ajuste de frequênciasdas notas: já é mon- tado afinado; é só tocar. Toque por ponta de prova. Alimentado por bateria de 9V, de boa durabilidade.

Cr$15.10O,00 + despesas Èostais

coNTÉM TODASAS PEçASNECESSARIAS{EXCLUINDO AS CAIXAS}E MANUAL DE MONTAGEME USO.

Pedidos peloReembolsoPostalà SABERPublicidadee PromoçõesLtda. Preenchaa "Solicitaçãode Compra"da página79.

ETROilEN

EDITORA

SABER

LTDA

Hélio Fittipaldi e TherezaMozzzto CiampiFittipaldi

REVISTA

SABER

ELETRONICA

Hélio Fittipaldi

Newton

C, Brege

J. Luiz

Cezrrim

lV. Roth

& Cir. Ltde.

ABRIL.

Cultunl e

Industrirl

REDAçÃO

ADMINISTRAçÃO

E PUBLICIDADE:

Av. Dr. Cerlosde

Crmpos,ne275/9

0302t - S. Prulo - SP.

CORRESPONDÊNCIA:

EndereçrrÒ REVISTA SABER ELETRONICA Crixr'Postal, íXí) 0302t - S. Paulo - SP.

Os artigos assinados são de exclusiva responsabilidade de seus aütoÌes.

E totllmente vedadaa reprodução total ou parciat dos textos e ilustrações desta Revista, bem como a industria-

lização e/ou comercialização

legais, salvo mediante autorizsçãopoÍ

NUMEROS ATRASADOS:

mais despesasde postagem. Utilize a "solicitação

dos aparelhos ou idéias oriundas dos mencionados textos, sob pena de sanções

escrito da Editora.

Pedidosà Caixa Postal 50.4í)-São Paulo, ao pÌeço da última ediçãoem banca,

de Compra"

da págpnz 79.

RevistaSaberEletrônica

SIMPTES

ATARME

2

RUIBARBOSAJR. Taquara- RS

a

u0

,t

o0

,

AO

Y

\

Na proteção de objetosou residências

problemaimportanteque deve

ser semprepÍevisto:uma vez disparadoo alarme,existe sernprea possibilidadedo

mesmoser desatavadoantesde poderdes- pertara atençãodealguém.

existe um

6V

Estemesmocircuito podeacionardispo- sitivos de maior potência, se a tensãoda bateriapassarpara12Ve o relêtamtÉmfor de12V,comoo RU 101012. Vejaque o cgnsumodecorrentenacon- dição de espera, paraestealarme,é dado pelaresistênciada bobinado relê,peloque recomenda-se,nas aplicaçõesdomésticas, seo tempo de açãofor longo,o usode pi- lhasgrandes,bateriaou mesmofonte.

É claro que no casode fonte, estadeve ser colocadaem local à ptova de desliga- mento por partedo intrusogue,com isso, podedesativaro alarme. Paraevitaresteprobléma,damosum cir- cuito muito simplesque,umavezdispara- do, só podeserrearmadopor meiode um contacto externó que será localizadoem ponto que apenaso proprietárioda casa saberá.

O circuitocaracteriza-sepor suasimpli-

cidade, já quenenhumcomponenteeletrô-

nico propriamentedito é usado,conforme

mostraa figura.

I

O relêde 6V, conformea bateriaforma-

da por 4 pilhascomuns,é acionadopor um contacto trttrtnentâneoentre X e Y. Uma vez que este contacto sejafeito, os próprios contactosdo relêfechadopassam a auto-alimentá-lo. Entretanto,esta corrente que o auto-

-alimentapassapor um elo de proteção,um fio fino (Sx) por exemplo,que enlaçao objetoqueestásendoprotegido. Seesteelo for rompido,o relêimediata- rnenteabre seuscontactos,pois deixa de seralimentado.

O alarmeé ligadonoscontactosnormal-

mente fechados,de modo que a abertura doscontactosé queo dispara. Estealarmepodeseruma buzinade 6V ou um circuito osciladorpotente,de acor- do coma capacidadeda bateriausada.

FOTOCONTADOR

DIGIÏAL

ODAIRG.SOUZA Santos - SP

A partirdeumsinalluminosofraco,este

circuito acionaum relêe estecontrolaum contadordigital que, no exemplodado, tem apenasum dígito, masque podeser facilmenteaumentado paramaisdígitos. Umadasutilidadesdeum dispositivodes- te tipo serianacontagemdeobjetos,de im- pulsosluminosos,de pessoasou deveículos

quepassassempor determinadolocal.

O circuito completo é mostradona fi-

gura.

O circuito pode ser analisadomelhor

comsuadivisãoemtrêsetapas.

A primeiratem por baseo sensorde luz,

quepodeserum LDRcomum,doistransis- toresque amplificamo sinaldesteLDR e

um relêsensível.

O relê se mantémdesativadoquandoa

luz incidesobreo LDR,o quesignifica que nestasituaçãoele funcionacomo contador de interrupçõesda luz, ou aindade passa- gem de objetosna frente de umafonte lu- minosa.Coma ligaçãodo LDRentrea base

do transistore o positivodaalimentaçãode

6V, elepassariaa atuaraocontrário,ou se- ja, contandopulsosdeluz.

O controledo pontode funcionamento

ou sensibilidadeé feito no potenciômetro

P1de1M.

A sensibilidadedestaetapa,pelousode

dois transistoresna configuraçãoDarling- ton, é grande,acionandofacilmenteum

relêde6V comintensidadesmínimasdeluz ou sombra. Oscontactosdo relêcontrolama segun-

da etapado

que produz pulsosde duraçãofixa capa-

zesdeexcitaro contadordigital.

circuito que é um disparador

Sãousadosmaisdoistransistorescomuns

e um diodo 1N4001nestaetapa,comoele- mentosbásicos.

A etapa contadora já é conhecidada

maioria dos leitores,pois tem por baseo

contadorTTL 7490, o decodificador7446

e um displayde setesegmentoscomanodo comum,comoo FND507.

*o4

ól

6v

Ê

RA A R14

330R

1

,, ,.

'r3

ì2

71264

11

129811

36710

10

9

15

14

c.r.-r

1446 rG

c.r.-2

7490

5

Reüsa SaberEletrônica

O sinalda etapaanterior,quecorrespon- trabalhode pelo menos,6V e o capacitor

de a um pulsoa cadainterrupção (ou exci-

taçãopor luz)do LDR, é aplicadoao con- tador 7490.O sinalBCDdestecontadoré levadoao decodificador7446 ondesecon-

verteem um sinalcapazdeexcitaro display desetesegmentos.

interruptor

(S2) que permiteo zeramentodo display parainíciodeumacontagem.

Encontramosno circuitoum

Paraseacresc€ntarmaisetapasdeconta-

gemdeve-serepetirestaetapacomum7446

e 7490 paracadadisplayque for acrescen-

tado.

A alimentaçãodo circuito é feita com

umatensãode 6V na etapasensora,qúese reduz para pouco maisde 5V no diodo

D2,alimentandoassimasetapasTTL.

A correntedestafonte devesercompa-

tível com o co{ìsumodo aparelho,o qual dependeda quantidade de displays,sendo

suçrido

para cada dígito algo como

350mA.

Todososresístoressãode 1/8W,oscapa- citores eletrolíticos devem ter tensãode

C1 é cerâmicocomum. O potenciômetro Pl de lM podesertanto lin com log,e o LDRé do tipo redondo. Parao relêsugerimoso RU 101006 de

6V e os transistoressâotanto 8C548como 8C238 paraos NPN e 8C558ou 8C557 para o PNP.

O usode circuitosintegradosTTL exige

o empregodeumaplacadecircuitoimpres-

so paraestamontageme eladevesertanto maisbemplanejadaquantomaiorfor o nú- merodedígitos. Osresistoresdo displaysãode 330 ohms

x 1/8W e sãoimportantes,pois limitama

correntefornecídapelointegrado,evitando

suasobrecarga.

O teste de funcionamentoparaa etapa

contadorapode serfeito coma ligaçãopro-

visóriade um interruptorentreo pontoA

e

interruptordevehavera mudançado dis-

play paraum númeroimediatamentesu- perior.

o negativoda fonte. A cadapulso deste

m@EQA0T@

MARcosANroNto "o *orr.j"Yrï;:

Estecircuitoproduz umsomagudoque, segundose afirma,repele,somenteo mos- quito fêmea,ou seja,a muriçoca,queé res- ponsávelpelaspicadastão desagradáveis.

O princípio de funcionamentodo apare-

lho estáno fato deque,segundocertospes- quisadores, a presençade umafêmeaé sufi- cientepara repeliroutras,pois elasnã,ose

Julho/84

suportam.lmitandoo ruídodeumafêmea,

esteaparelho,segundoseafirma,deverepe-

lir outras (a nãoserquesejamsurdas!).

A parteeletrônicatem um princípiode

funcionamentomuitosimples.

Trata-sede um osciladorde relaxação com transistorunijunção,alimentadopor

umatensãode9V.

Nestecircuito,a frequênciaé dadapelo capacitorC1,cerâmico,deO,O2pF ou 22nF e peloajustedo trim-potP1de50kou mes- mo 100k.

O transdutoré um fonedecristal,peque-

no e sóestetipo serve.

A montagemé bastantecompacta,pelo

número reduzidode componentes,poden- do ser realizadatanto em pontede termi- naiscomonumaplacadecircuitoimpresso.

Na montagemdeve-setomar cuidado com a disposiçãodosterminaisdo transis- tor unijunção.

ilUilIVIBRAIIOR

SEOUENCIAI

EXPANSIVTT

Estecircuito pode funcionarcomo sis- tema sequencialde 5 ou maiscanais,con. trolando lâmpadasou outrosaparelhosem velocidadeque dependedosvaloresdosca- pacitores usados.O ciclo completode fun- cionamentoé dadopelo númerode etapas

e pelosvaloresdoscapacitoresusados.

O circuitoé bastantesimplese podefun-

cionarcomtensõesde 6 ou 12V conforme

o relêescolhido.A tensão do relêdeveser

a mesmada fonte dealimentação. Os capacitoreseletrolíticos devem ter

MAURI PEREIRAORSINI

umatensâomínimade trabalhode 16V e seuvalor,47 pF,podesermodificadocon-

forme a velocidadedesejada.Valoresnafai- xa de22pFa 100pFpodemserexperimen- tados. Valores menoresfazem o sistema oscilarmaisrapidamente. Osresistoressâode 1/8W e oôtransisto-

ressãoNPNde'usogerãl Íoro

os 8C237,

8C238,8C547ou 8C548. Umasuçstão paraa montagdmdestesis- temaconsistenaelaboraçãode módulosem placade circuitoimpress-o.

PARA AUMENTAR O NUMERO OE CANAIS

BASTAII{TERROMPERT{OLUGAROO"Í" € s€curR o oEs€t{HoÍnacEJAoo.

O númerode canaisdo sistemadepende- uma tensãode

12V o relê RU 10Í 012.

rá da quantidadedestasplacasque forem usadas. ObservamostamHm quesetrata de um sistema "pseudo-sequencial",ou seja, as lâmpadaspiscamconjuntamenteem alter- nância, correndo eventualmentenão em sequênciaexata. Na montagemo leitor deveobservara polaridade dos capacitoreseletrolíticos,a posiçãodos transistorese a polaridadeda fonte. Parauma tensãode alimentaçãode 6V podeserusadoo relê RU 101006 e para

Estesdois tipos de relê tem umacorrente de contactoda ordemde6A, o quesignifi- ca que cada canalpode ter até 600W de, lâmpadasnaredede 110V. O interruptor52, do tipo nolmalmente aberto (botão decampainha),deveserpres- sionadoparadar lnício ao funcionamento do aparelho,enquantoSl serveparaligare desligaro sistema. Seo conjuntofor alimentadoporpilhas, estasdevemsermédiasou grandes,emvista do seuconsumo,masdá-sepreferênciaao usodeumafontedealimentação.

6

Reüsa Sab€rEletrônica

t

1

FONTEDE0'2/Àlxl0A

i'

Paraalimentarumamplificadorlinearde

faixa do eidadão (PX) é precisousaruma

fonte de qlta correilte,capazde suportaro cdnsumoexigidoportaisaparelhos.

O circuito apresentadpna figura é de

uma fonte que podeserajustadaparafor--

necertensõesentreOe 24Y comcbrrentes

deaté10A.

Evidenternente,parasuportartal corren-

MARINALDOBATISTADEOLIVEIRA PX11-0281-SãoGonçalo- RJ

te algunsrecursosespeciaisdevemserpre. vistose queanalisamosaseguir. O primeirodelesconsistena utilização

"de um transformadorde 24 + 24Y quete- nha realmenteuma correntemáximade

104.

Os diodossãodo tipo Sk3/12 retifica-

doresparacorrenteselevadas,conformese

pretende dispôrdestafonte.

O eletrolíticodeveter uma capacitância

, Sãoprevistosaindadoisledsindicadores.

de pelo menos5000pF com tensãodetra-

balhode35V.

O ledverdeé ligadoem paralelocomasaí-

da da fonte (led 2) indicandbqueelaestá em funcionamentonormal.Já o segundo led (led 1),vernplho,é ligadodetalmodo

a acendersomentese o fusível F2 abrir. Esteled indicaentão que a cargaapresenta excessodeconsumo. t OrresistorRl éde2W,enquantoqueR3

a ligaçãodootransistorese doscabosdesaí- da; que devemsergrossos,e com a polari- dadede componentescomo'os diodos,os ledse o capacitoreletrolítico. Um amperímetroe um vqlfmetro ser-

fonte.O voltímetroé de 0-30V e oampe-

rímetrode0-154.

Dois fusíveisde proteção são previstos.

O primeiro de 10A é ligadonaentradado

circuito e o segundode 8A na saída,para evitarqueelaatinjao máximo.

O ajusteda tensãode saídaé feito num

potenciômetrode fio de.1k2. Estepoten. ciômetrodeveserde fio irela correnterela- tivarnenteelevadaquenelevaicircular. Mas,o importantenestecircuito é a eta- pa reguladôfadealtacof,rente,formadapor três transistoresde potência lígadosem paralelo. Estestrêstransistoressãodotipo 2N3055

e devemsermonta{oserÍìbonsdissipadores vera para indicar a tensãodlorrente da

de calor,poispor,.elesúaipassartodaa cor- rentedafonte.

e R4são dp 1/2W. Namoifragemo cuidadoprincipalécom

Julho/84

TRANSMISSOF|

DE AT"T

ANTONIOLUIZGOMES RiodeJaneiro- RJ

O transmissor quedescrevemosoperana

faixade ondasmédias (AM) e seusinalpo- de sercaptadoem qualquerrádiocomum.

O alcancedependeda sensíbilidadedo re- ceptore do caprichocom queseiafeitaa suamontagem. São utilizadosapenasdois transistores.

Ql é o osciladorqueproduzo sinaldealta frequênciaqueé enviado paraa antena,do tipo telescópicode pelo menos40cm de comprimento. (figura1 ) 02 é o transistorusadona modulação que vem de um microfonede cristal,para maiorsensibilidade.

Mrc

XTAL

. 3J,'

L-lrl-

'''o/

A frequênciade operaçãodo aparelhoé

determinadapela bobinae pelo aiustede Cv. Esteé um capacitorvariávelminiatura quepermitea operaçãodo aparelhonafai- xade550a 1600 kHz.

A alimentaçãoé feita com tensõesentre

6 e 9V vindade4 ou 6 pilhaspequenas,ou

então de fonte que deveter boafiltragem paraquenãoapareçamzumbidos.

A bobinaLl deveserfeitaemcasa,con-

sistindoem 100voltasde fio esmaltadode

26 a 30 num bastãopequenode ferrite. A

tomadaé feita na metadedo enrolamento.

O transformadorde modulaçãoT1 é do

tipo de saída para transistores,comum, com impedânciade primáriode 200o a 1k e com \qcundário de baixaimpedância. Ostransiètoresusadosno proietooriginal foram os 8C549, masequivalentes,como os8C548ou 8C238,servem.

I

Osresistoressãotodosde 1/8 ou 1/4We os capacitores podem ser eletrolíticosde 12V ou cerâmicosconformeosvalores.

A montagempoderáser feita tanto em

pontede terminaiscomoem placade cir- cuitoimpresso.Parafacilitarosmontadores menosexperientesdamosna figura2aver- sãoempontedeterminais. Esta versãopoderáser instaladanuma pequenacaixade plásticoou madeira,for- mandoassimum aparelho portátil.Todos

os componentesno seuinterior devemser fixadosfirmemente.

Ao fazera montagemobserve:

a) As posiçõesdos transistores, que de-

vemserdadas pelasparteschatasdosinvó-

lucros. b)A polaridadedo capacitoreletrolítico.

c) A polaridadedafontedealimentação.

Rwistá SaberEletrõnica

Mrc

XÌAL

@

Figura2

Para provar o transmissorbastaligá-lo nasproximidadesdeum rádiodeAM sinto- nizadofora de estaçãoe ao mesmotempo falar diantedo microfone.Gradualmente,

vá girandoo variávelCv até que seusinal maisforte sejacaPtado. Depoisafaste-sedo rádio e vá fazendo um ajustefino ou então procure o sinal maisforte.

--{

GoNJUNTOSPARACIRCUITO IMPRE$SO

pãrã õu"

você

.-.-.---

Contémo materialn"""-rúiio

mesmoconfeccionesuasplacasde circuito impresso'

Perfuradorde placas (manual) Conjunto cortadorde Placas Caneta Suporte Para caneta Tinta paracaneta Percloretode ferro em Pó

Vasilhame paracorrosão Instruçõesde uso

CKI

Cr$ 33.950,00Maisdespesas postais

Contém o mesmo materialdo coniunto CK2,E MAIS:

Suporte paraplacasde circuito impresso Caixade madeira paravocê guardaro ma' terial

cK2 '

cr$25700,00

MaisdespesasPostais

ProdutosCETEISA J Pedidos pelo ReembolsoPostalà SABERPublicidadee PromoçõesLtda. Preenchaa "solicitação de Compra"da página79.

Julho/84

MINIDESPERÏADORSOTAR

Sevocêmoraemfazenda,podeseracor-

dadoaonascerdo solpelocantodo galoou

pelobarulhodospássaros e animais.Mas,se

você nãotem estapossibilidade, existeum meíoeletrônicode seacordarao nascerdo sol.Trata-sede um despertadorqueé acio- ,;adopelosprimeiros raiossolaresqueinci- cii"emnumelementosensível.(figura 1)

O circuitoconsistenumosciladorHartley

modificado,que tem por basequalquer

transistorNPNdeuso

8C238,B,C547ou BC548e poucos elemen-

tosadicionais.

çral comoos8C237,

O circuitocompletoé mostradonafigu-

ra 2 e,comopodemos ver,é muitosimples.

Ir

3A6V

Figura2

O transformadorusadoé de saídapara

transistores,com enrolamentoprimáriode 200fl a 1k de impedânQa,com tomada central.

O alto-falanteé de qualquer tamanho,

com I

poderá serfeita com tensõesentre3 e 6V.

Parao casode 3V serãousadasduaspilhas pequenas e para6V quatropilhastamtÉm

pequenas.

O volumedo somdependeda alimenta-

ção e a frequênciadependedo graude ilu-

ohmsdeimpedânciae

i

aalimentação

10

STDNEYDEOL|VEtRACONCETçÃO Jequié- BA

minaçãodo LDR,queseráo elementosen- sívelinstaladonum tubo de papelão opaco queficaráapontadoparao localem queo solnasce. Deve-setomarcuidadoparaquea luzde postes ou casaspróximasnão chegueao LDR de modoa provocar seudisparoinde- vido. Na figura3 damosa sugestãode monta- gemnumaponte determinais. O fio de ligaçãoao LDRpodeserlongo, de modo que estefique fora de casa,mas deveserbemisolado. Uma sugestãopara modíficaro desem- penho do circuitocom umajustedo ponto de funcionamento opcional,consisteemse ligarum potenciômetro de 100k em série como LDR.

energia

duranteà noiteé muito baixo,poiscomo LDRnasuamaisaltaresistência,noescuro, o transistornãoé praticamentepolarizado no sentidodeconduzir.

Observamosque o consumode

Modificaçõesno timbredo som podem

tambémserconseguidascoma

paralelo com o enrolamentoprimáriodo transformadorde um capacitorcerâmicode 47nF ou22nF.

ligaçãoem

RanistaSaberEletrônica

REEMBOLSO POSTALSABER

TV JOGO3

Três tipos de jogos: FUTEBOL - TÉNlS - PAREDÃo. Dois graus de diÍiculdade:TREINO - JOGO. Basta ligar na tomada e aos terminais da antena do TV (preto e branco ou em cores). Controle remoto (com fiol para os jogadores.

Êfeito de som na tela/isáo. Placareletrônico automático.

Voltagem:'l1O|22OV,

Montado Cr$ 45,OOO,O0+ despesas postais

MINI MUSIC

integrado realmeóte progra-

mado com música, podendo ser usado como:

Caixinha de música; descanso para telefone; anunciador

de presençae muitas outras utilidades.

ficará

Íinal. Duas músicas: "For

Você

resultado

realmente entusiasmado com

O 19 Kit usando um circuito

o

Elise" e "A

Maiden's Player"; mais

dois sons: Dim-Dom e ruído de discagemde telefone'

Alimentação de somente uma pilha de 1,5V.

Kircr$

+ despesas postais

?2.10o,o0

RADIOKIT AM

Especialmente projetado para o montador que desejanão

só um excelente rádio, mas aprender tudo sobre sua mon' tagem e aiuste. Circuito didático de fácil montaçm e aiuste. Componentes comuns, Oito transistores. Grande seletividadee sensibilidade. Circuito super-heteródino (3 Fl). Excelente qualidade de som. Alimentação: 4 pilhas pequenas. Cr$32300,00 +,despesaspostais

ATENÇÃO:

desconto especial para escolas.

FONEDE OUVIDOAGENA

ModeloAFE - ÊstereoÍônico. Respostadefrequência:2Oa 180O0kHz.

Poténcia:30OmW.

lmpedância:8 ohms. Cordão:espiraladode2 metros. Cr$16.800,o0 + despesas postais

AMPLIFICADORESTÉREOIC.2O

Potência:20W{10+10W).

Controles: gravese agudos. Alimentação4 a2QY. Montaçm: compactae simples. Faixadefrequência:50Flza 30kHz,

Kit

Montado

cr$25000,00

Cr$29000,00

Maisdespesaspostais

Pedidos pelo Reembolso postalà SABER Publicidadee PromoçõesLtda' Preenchaa "solicitação de Compra"da página79.

luzesEstroboscópicase

Psicodélicascom

Fluorescente

Damosum interessanteprojeto de luzes estroboscópicase psicodélicas,que .utiliza lâmpadafluorescente.

operaçãodo circuito

pode ser modificadanumaamplafaixade

valoresque nospermite fazercom queele

funcioneinclusivecomoum pisca-písca de sinalização.

A frequênciade

IVO APARECIDODE OLTVEIRA Rolândia- PR

O diagramacompletodo aparelho,para análisee com os valoresdoscomponentes usados,é dadonafigura1. Temostrês controlesque correspondem ao aiustedesensibilidadeem P1,deAkT,e dois trim-potspara o,ajustedo ponto de funcionamento em funçãoda frequência.

scR

MCR106-4

tMcRì06-6I

fiï.a,ir

lilFLUoREscENrE

FiguraI

UmachaveHH permite atrocadeveloci- dades,ajustadanos dôis trim-pots, e um interruptorgeralservepara ligare desligar

o aparelho.

tensidadedaspulsaçõespelasuadescarga,

tendoseuvalorsituadona

aos 16pF com tensãode trabalhode pelo menos350V se a redefor de l lOV e de 450Vsea redeforde 220V. Os pulsos do osciladorsãoaplicadosao enrolamentoprimário deumtransformador

dealimentaçãode gV ligadoinvertido. Estetransformadortem umacorrentede secundáriode 500mA e duas tensõesde

primário 11O{22OV.Apenaso enrolamento

de aftatensão,220V,é

diretamentenalâmpadafluorescente.

faixa dos BpF

O coraçãodo circuitoé umSCR,do

tipo

MCR106-6sea tensãofor de1l0V ou 22OV

e MCR1064 sea

funcionacomo osciladorde

de a frequênciaé dadabasicamente'pelo

valor de Cl e pelo

ajustedo ponto dedisparofeito emum dos

doistrim-pots.

O capacitorCl tambérndeterminaa in-

tensãofor de ll0V, que

relaxação,on-

resistorRÍ, alémdo

usado,sendoligado

12

RevistaSaberEletrônica

Esta lâmpadafluorescentepode ser de até40W e não precisaestarnova.Comoos pulsosaplicadossãodetensâobastantealta, até mesmolâmpadasque nãoestejamem

boas condiçõespara uso em iluminação, funcionarãobemnesteaparelho.

A montagempoderáserfeita numabarra

determinais,comosugerea tigura2.

e

@ 6

&,& e

e

&F&&

Figura2

O diodo retificadoré 1N4004sea rede

for de 110Ve 1N4007searedeforde 22AV

e na suamontagemé importanteobservara polaridade.

O diodo D2 podeserqualquerum dasé-

rie 1N4002ou de maiortensãoe osresisto-

ressãode 1/8W,comexcessãode R1queé de 4k7 de fio com pelo menos10Wdedis-

sipação.Paraa redede 22OVesteresistor poderáter seuvaloraumentadopara10k, de modoa compensaravelocidadedaspul- sações.

O transformadorde entradaé de saída

paratransistores,dequalquertipo,sendoli-

gadonasaídade somde qualqueramplifi- cador.Sea potênciado amplificadorfor de mais de 5W, deveser ligadoem sérieum resistorcujaordemde valoréde 100ohms

paracada10Wadicionaisdepotência.

Na montagemobservecuidadosamentea polaridadedos diodos,a posiçãodo SCR, que nãoprecisadedissipadorde calor,e a polaridadedo capacitoreletrolítico. Umavez montadoo aparelho,ligue-oà tomadade alimentação.Depois,acioneo interruptor gerale aiuste os trim-pots de modoa havera pulsaçãodalâmpada. Numa próximaetapaligueno transfor- madorde entradaa saídade um amplifica- dor ou mesmorádiotransistorizado.Ajus- tando o potenciômetrodevehaveraltera-

ção

ritmodamúsicatocada. Paraanimaçãode grandesambienteso leitor pode montardiversasunidadessepa- radas, iá queem cadatransformadorsópo- demosligar,com bonsefeitos,apenasuma lâmpada.

da velocidadedaspiscadasconÍormeo

Julho/84

13

DETECToRDlGlrAtDE

COINCIDENCIA

-

JOSÉCARLOSDINIZJR.

Santos- SP

Nasaplicaçõeslógicas,emguea presença simultâneade dois pulsosprecisaseracusa- da,a soluçãoestána montagemde um de- tectorde coincidência.É claroqueexistem

outrasaplicações paraestetipo decircuito, que podemser imaginadaspelosleitores.

O circuitode um detectorde coincidên-

cia com integradoC-MOSé mostradona figura. Seu funcionamentoé o seguinte:o cir- cuitosóseráacionadoseaparecerempulsos de mesmascaracterísticasnospontosA e B. Porque?OspontosA e B correspondemàs entradasde umaportaAND e,segundosua característicade funcionamento,a saídasó seráHl se ao mesmotempo suasentradas foremHl, ou seja,tiveremsinal.

A funçãode C1no circuitoé determinar

a duraçãomínima queospulsosdaentrada

devemter paradispararo circuito.Comum capacitor grande,,somenteospulsosdegran-

de duração poderãofazercom que o tran- sistor01 conduzae leveo SCRaodisparo.

O SCR,do tipo MCRl06,controladire-

tamentea bobinadeum relê. Vejamos leitoresque,pelascaracterísti- casdo SCR,disparandoo circuitoe assimo mantendo,o nossodetectorsomenteacusa

a coincidênciade um parde pulsos.Osse-

guintes,mesmo que coincidam,não farão

maisefeitosobreo circuitoa nãoserque elesejarearmado.

A alimentaçãoé feita com uma tensão

de9V, sendoestaa tensãodo relê.

+9V

:

O transistorusadonestamontagemé um

8C238 ou equivalentes,como os 8C548,

8C549,etc.

O integradousadoé o 4081,queé for-

madode 4 portasAND de duasentradas. Nesteprojeto, entretanto,apenasumadas

4 portasé usada, podendoentão as três

outrasseremaproveitadasêm outra finali- dade, sem problemas,pois funcionam de

modoindependente. Lembramosqueno SCRexisteuma que- da de tensãoda ordemde2V, quedeveser previstaparao disparodo relê.

A cargacontrolada por estecircuito de-

14

pendeda capacidadedoscontactosdo relê. Do mesmomodo,os tiposdesinaisapli-

cadosnasentradasdependemdascaracte-

rísticasde entradado integrado,sendofor-

madospor pulsosretangularescujaamplitu- de não ultrapassea tensãode alimentação.

Suaduração,conformecitamos,depen-

derádo valordo capacitorCl, originalmen- te de 100pF, masque perfeitamentepode

ficarnafaixade 1a 1000rrF.

O usode um integradoexige quea mon-

tagemdestedetector,mesmoque indepen- dente,sejafeita numaplacade circuitoim- presso.

RirvistaSaber Eletrônica

MICROTEMPORIZ,ADOR

-stoNeY DEoLtvEtRAcoNcEtçÃo

Jequié- BA

Temosaqui um circuito temporizador muito simplese quepodeserinclusiveme-

lhoradocom o acréscimode componentes 6A. que permitama regulagemdo tempo.Se- gundo afirma seu autor, com capacitores de 47OpFo tempoconseguidoé daordem de 1 minuto. (figura 1)

O tipo de aparelhocontroladodepende da capacidadede correntedo relêqueé de

OTSpARO-

I

O relêusadodevesersensívelde6V, co-

rno por exemploo RU 101006, já que a alimentaçãoé feitacomestatensão.Ouatro pilhaspodemserusadascomofonte.

A montagemem uma pequenaponte de

terminaisé mostradana figura2, ondese observaa posiçãodo transistorQl e a pola-

ridadedo diodo.

O interruptorS de pressãoserveparadar

partidaaotemporizador.

Julho/84

(-,

(+r

ÍIgura Z

Figura 2

O capacitor eletrolítico deve ter uma

tensãode trabalhode pelo menos6V e o transistorpode ser qualquer NPN de uso geral,comoo 8C548.

15

CHA/EDIGITALDE

Estecircuito permite tazera seleçãode

sinaisde áudiode quatro entradasdiferen- tes a partir de simplestoque num sensor, em sequência.Em suma,pode-setrocara entradaauxiliarA paraa entradaauxiliar B com um simplestoquee destaparao FM ou Phonocom outro toque.A utilização desteaparelhonum conjuntode som,sem

dúvida,proporcionaráumgraudesofistica-

ção

bastanteelevado.

O

funcionamentodesta chave digital

podeseranalisadodoseguintemodo:

Osquatroflip-flopsestãoligadosdemo-

do a formar um ring-countere astrês por- tas AND, com as três entradasligadasàs saídasO dos respectivosflip-flops,formam

I

16

LUCIANODE CASTROLAMEGO Sabará- MG

um circuitoque permiteobter o nívelló- gico 1 no ponto A soúente quandoâsÍres:

massaídasO estiveremem nívellógico1, ou seja,Q em0.

O nível1éentãoaplicadoàentradaJ do

primeiro flip-flop que, após o pulso do

clock,levaa saídaO do mesmoa 0, zeran- do tambémo ponto A. lsto faz com que somente um flip-flop de cadavez possa assumiro estado1.

O clock é formadopor um 555 na clás-

sicaconfiguraçãode multivibradorastável.

Osseuspulsossãolevadosàentradadeuma porta.AND, quesó teráo nível1 nasaída quandotocarmoso sensor, queformacom um resistorde4M7 um controlede clock.

t I

lOrF",r

-F

RevistaSaberEletrônica

LigadasàssaídasO dosflip-flopstemos quatro chavesanalógicasque, recebendoo nível1 nasuaentradadecontrole,liberam o potencialde suaentradaparasuasaída, ou seja,o sinalde áudioquesedesejasele- cionar. A frequênciado clockpode serdetermi- nadapelaseguinteequação:

'

1

0,69xCx(RI

+2R2l.

A alimentaçãodo circuitopodeserfeita com umatensãode 9V, masvalorespróxi- mospodemserexperimentados,desdeque

sejamrespeitadasas limitaçõesdos integra- dosempregadosno projeto. Lembramosque os sinaisde áudioque sãocontroladosestãosujeitosà captaçãode zumbidos,devendoo montadorpreverisso

coma utilizaçãodefiosblindados. Na montagemseráprecisoempregaruma placade circuitoimpressobemplanejadae

Utilizando-seumafrequênciade 1Hzte-

Rl=R2=47k

todososcomponentescuidadosamenteche-

remos:

cadosquanto à suaposição.Osintegrados têm posiçõesdadasemfunçãodosseuster-

C = 10pF

minais,oseletrolíticossãopolarizados

e os

C1 = 470nF

ledstambém.

O CIRCUITOINTEGRADO

usodono MicroReceptor encontrq-se q vendqnos

de FM (rev.134) distribuidores

Philips^brap€detodoo Brosil

ou no

SaberPublicidadee PromoÇõesLtda. VIAREEMBOTSOPOSÏAL

pOr apenas

Gf$ 7.500100

Maisdespesaspostais

Preenchaa "Solicitaçãode Compra"da página 79.

Julho/84

17

PffiGA&EDBIGOEOR

SILVIOJOSÉSANCHESDESÁ Maceió- AL

O multivibrador astável que mostramos

ledbico-

Para facilitar os montadores menos ex-

perientes damos o desenho em ponte de

no circuitoda figura1,acionaum

lor, produzindoúm efeitode luz

teressante. Osleitoresinteressados num pe-

ql.no

painéis,ou aindacomo alertade alarmes, poderãousarestecircuito com vantagens'

muitoin- terminaisna figura2. \

sistemade sinalização, decoração de

or

02

A alimentação do circuito é feita com

apenas3V, provenientede

uma tensão'de

duas pilhaspequenas,masmodificações no

circuito permitema alimentação com

sõesmaiores. Por exemplo,trocando-se o

resistorde 12 ohms porumde47 ohmsou

ten-

5,6ohms, poderemosalimentaro

com 6V e alterando este

circuito

Ínesmorcsistor

para390ohms, poderemosalimentá-lo com

9V. A frequênciado multivibrador e,portan-

to, dm picadasalternantesdo led é dada

iãnto p"io. valoresdoscapacitoreseletrolí-

ticos ò1 e

C2 comotambém pelosresisto-

resR2e R3.

Originalmente o autor do proieto usou de 100pF,masvaloresnafaixa

".p."úot=s de 47pF até 22OPF Podem Tr

dos,

e R3 não devemser alterados numa

faixade valoresmaiordo que50%do indi-

cado.

emprega-

conforme a frequência'

Osresistores

R2

Os transistores sãoPNPde uso geralco- muns, 8C558, masequivalentes, como o

8C307,

8C308, 8C557, também servem'

A monugem Poderá ser feita numa Pe-

impreso ou ponte

quenaplacade circuito

determinais.

-

-

-

-

Namontagemo leitordeveobservar:

As posiçõesdos transistoresdadas pelas

partesachatadas quedevemÍicar confor- me mostraa figura.Seiarápidoaosoldar os transistores, poiselessãosensíveisao calor.

Os capacitores eletrolíticos Cl e C2 são

polariiados,o de (+) e (-)

deveserresPeitada.

quesignifica que-a posição marcadanosseusinvólucros

seusvaloresdados pelas

Osregistorestêm

faixas coloridas. Para39k as faixassão

larania,e para12ohms

larania,brancae

asfaíxassãomarrom,vermelhae preta'

O led tamtÉm tem polaridadecerta para

ligação quedeveserobservada'

áfitei'ttação deve ter sua

d

segu'ida. Paiaos suportescomuns, o fio

veimelhocorresponde ao pólo

o Preto

polaridade

positivoe

-

ao negativo.

Seo leitortiverdificuldade emobterum

a partirde

outro verde,li-

led bicolor, podeimprovisarum

um led comum vermelhoe

g@ndooscatodosemcomum'

RevistôSaberEletÍônicá

MINI-PRO\ADOR

JOSÉOSVALDOCELINORIBEIRO SantoAmaro - BA

Existem muitos tipos de provadoresà disposiçãodos leitoresque gostamde ele- trônica.O que temosaqui,semdúvida,é diferente, tanto pela configuraçãocomo pela finalidade.Ele serveparaverificara presençade tensãonumaredeelétrica por proximidadee tambémpor contacto.

Nafiguratemoso circuito,quefunciona daseguintemaneira:

Com a chave51 na posição C, aproxi-

mando-sea antenade umatomadaou cabo de alimentaçãoo ruídode60Hzé captado por induçãoe acionao circuito,fazendoo

led 1 acender.lssoindicaa presençadeten-

são. Esta antenaé

fio. Com a chavena posiçãoT, o led2 entra

no circuito,que passaa operarcomo um simplesprovadorde continuidade.O resis-

tor

um simplespedaçode

Rl funcionacomo limitadorde cor-

rente.

Dl R2

ÌN4007

22K

r

I

I

I

I

I

U<

ôo

!.,

'6=

3

5

I

I

I

I

I

l+

Bt-

Finalmente,coma ligaçãodosterminais A e B a umaredede110Vou22OV,pode- moster a indicaçãodiretada existênciade tensão pelo acendimentodos leds. Estes brilharãocom intensidadequedependeda tensâo,a qualpoderáseridentificada.

Julho/84

Os resistoressâotodos de 1/8W,os leds comLrnse o diodo Di do tipo 1N4007ou equivafente,corno o 8Y127. O integrado é o 4001,queseráalimentadopor4 pilhas pequenas.

SistemaDuplode Falantesparao Carro

O sistemaquedescrevemospermiteutili-

zarum só iogo dealto-falantesno carrotan-

to parao

toca-fitase FM estéreo.Trata-sede uma configuraçãoque se adaptaao sistemade gavetas,pois com a retiradado toca-fitas do carro, os rÌesmosalto-falantesperma-

rádio monofônicocomo parao

BENEDITOFELISBINODASILVA

Campinas-SP

normal para o carro, com impedânciade acordocom os aparelhos,normalmentede 8 ohms. Veja que a chaveusadaé de 4 pólosx

x 2 posições.

A impedânciade saídado rádio é de

2 ohms.

necemligadosaorádiofixo.

As

demaisindicaçõesno diagramasão:

N

é a saída negativa do toca-fitas

O circuitocompletodo sistemaé mostra-

do nafigura.

A chaveusadapodesertanto rotativaco-

mo de pressãocom trava.No circuitoasle- trasT indicamo toca-fitase asletrasR in- dicamo rádio. Sãousados4 alto-falantesnadistribuição

FÏE

8fr

Lembramosaosleitoresquetodasasliga-

ções devemserfeitascom fios muito bem

20

e NR a saídanegativado rádio.F é asaída

do alto-falantedo rádio.D é asaídado ca- nal direito do toca-fitase Eé a saídado ca-

nalesquerdodo toca-fitas. A chavepermiteo controledaalimenu- ção de ambosos aparelhosatravésdo + B do carro,de 12V.

------'Ì

FTE 3

ao

isolados,com elpessurade acordo com a potênciado equipamentodesom.

RaniraSaberElstrônaca

Agui está a grande chance para você aprender todos os segredos do fascinante mundo da eletrônica!

Solicite maiores informaÇões, sem comprimìsso, do curso de:

1 -

Eletrônica

2 -

EletrônicaDigital

3 - Audio/Rádio

4 - TelevisãoP&8,/Cores

mantemos, também, cursos de:

5 Eletrotécnica

6 InstalaçõesElétricas

7 - Refrigeração e Ar dicionado

-

-

Con-

OccidentalSchools

cuÍsos técnicos especializados

Al Rrberroda S lva,7O0

CÈP01 217

São Paulo Sp

Telefone:(01 1 ) 826-2700

À Occidental Schools Caixa Postal 30.663

CEP 01O51

São Paulo

Desejo receber GRATUITAMENÍE

RSE141

SP

o catálogo

. rlustrado do cuÍso de:

Indicar o curso desejado

Bairro

CEP -

Cidade

Estado -

-ltlx

ANTONIOCARLOSRODRIGUESDE FREITAS SantaMaria- RS

Efeitosluminososatraemmuitoosleito-

resquegostamdesom,poissãoumcomple-

mento natural paraestesequipamentos.O efeito que descrevemosé, ao mesmotem- po, interessantee simples,podendocontro- lar 3 conjuntosde lâmpadascoloridascom grandepotência. Ostrêsconjuntospiscarãode modoalea- tório, em frequênciasque podemsercon- troladasdemodoindependente. Ocircuitocompletodo sistemaé mostra- do nafigura.

Conforme podemosver, cada uma das etàpasdo aparelholevaporbaseumoscila- dor de relaxaçãocomtransistorunijunção, que produzimpulsoscujasfrequênciasde- pendemdos capacitoresC2 e dos poten- ciômetrosPl decadaetapa. Os pulsosdestecircuitoacionamdireta- mente as etapasde potência,qüetêm por elementosprincipaisos SCRsdo tipo 106, como os MCR106,C106, TlC106, etc. Parao TIC1OOseráprecisoligarum resis- tor de 1kentreo catodoe a comporta.

lìo/220v

scR

MCRÌO6

EstesSCRspermitem o controlede boa potênciade lâmpadas,da ordemde 400VV em 110Ve o dobro em22OY.Noentanto,

devemser montadosem bonsdissipadores inversão'ele:nãs'acenderá.

de calor, se a

dos40Wpor canaÍ.

Na ligaçãodo led indicadordefunciona- mento deveserobservadaa disposiçãodos. seusterminais,derligação,pois se houver

As trilhas'decobreda placaquevãoao anododo SCR (A) e quevãodo catodoà tomada (C), devemserbemlargas,pelome- nos3 mm, poisdevemconduzirtodaacor- renteque alimentaaslâmpadas.Trilhasfi- nasnesteponto podemcolocarem riscoa integridadedo aparelho,poiselaspoderiam romper-secom qualquer excessode cor- rente. Naentradado circuitoexisteumfusível de proteçãode 10A que evita problemas mais gravesno casode um curto-circuito acidental. Os dissipadoresde calor dos SCRspo- dem ser feitos com chapinhasde metalde

2x4cm,

fusadasfirmemente no invólucro destes

componentes.

dobradasem.formade U e para.

potência. controlada passar

A alimentaçãodas etapasosciladorasé

feita com baixatensão,que vemdo trans- formadorT1, de 12 + 12V com 250mA

decorrenteou mais.

A retificaçãoé feita por Dl, do tipo

1N4002ou equivalente,e a filtragempor Cl, deno mínimo22OpFx 25V.

A placaé relativamentesimplesde ser

feita,porqueostrêscanaissãoiguais,tendo apenasafonteemcomum. Nacolocaçãodoscornponentesna placa observecom cuidadoa posição do transis- tor unijunçãoedo SCR.Osdiodostambém sãocomponentespolarizados, assimcomo o capacitoreletrolítico.

G€RFIDORC-fiIOSD€

ONDFIAUâDRFìDFI

BERNARDOCOSTANETO SãoPaulo - SP

Seo leitor precisa,para o seuprojetodi- gital,de um sinalquadrado cujafrequência estejaentre1Hz e 1MHz,eisaquio circui-

to ideal,pelasuasimplicidadee pelafaixa de valoresde frequênôiaque podecobrir.

A baseé um integrado4011quepossui

quatro portasNAND,dasquaistrêssãouti-

lizadas.

A frequênciaé determinadatanto pelo

variaráentre l Hz e 1.10H2;paraCl de 100nF, a frequênciavariaráde20Hza 2k; paraCl de 1nF, afrequênciavariaráde1k a 100kq finalmente,paraCl de 10pF,a

valorde C1 comopelaresistênciaapresen- frequênciairáde300ka 1M.

tadaconjuntamentepor R1e por R2.Sen- do R2 variável,ele permitejustamente al- terar a frequênciado sinale conseguiro pontoidealdefuncionamento.

A alimentaçãodo circuitoseráfeitacom tensõesentre5 e 15V e na suautilização devemser respeitadasas característicasde saídadestecircuito e de entradadaquele quefor excitado.

Assim,para Cl

de SpF, a frequência

Julho/84

SIMPLES SIRENEELETRô NICA

MARCOSANTONIO DO NASCIMENTO Recife- PE

Paraosquegostamdeefeitossonoros,os

circuitosdesirenesempreoferecema possi- bilidadede seobtersonsdiferentes.O cir- cuito que apresentamosaqui levaapenas doistransistorese é bastantesimples,exci- tando diretamenteum alto-falantepeque- no. É claroque,umavezqueo som produ- zido por estecircuito sejaaprovado,nada impedequesuasaídasejaligadaa um am- plificadordemaiorpotência.

O circuitocompletoda sireneé mostra-

do nafigura1.

AOFTE

OU AMPLIF.

ligar em sériecom R1 um interruptorde pressãoparaestafinalidade.

A alimentaçãodo circuito é feita com

umatensãode 6 ou 9V, que podevir de fonteou depilhascomuns.

O alto-falantepequenode 8 ohmsé o

transdutorfinal. Uma montagemexperimentalem ponte

determinaisésugeridanafigura2.

AO FÌE

OU AMPLIF

FíguraI

Sãousadosdoistransistorescomplemen-

tares,sendoum BC328e outro8C338,que formam um osciladorcuja frequênciaé dadatanto pelovalordeC2como pelosre-

sistoresR2e R3.

O capacitorpodesermodificado parase

obtervariaçõesem torno deoutrafrequên'

cia.

O

efeito de sireneé dado pelaredefor-

madapelocapacitorC1, por Rl e tambem por R2. R1 determinao tempodecargado capa- citor e, portanto,o tempo de subidado som,enquantoque R2 determinao tempo de descargae, portanto,dadescidado som.

No circuitooriginal,o tempode subida obtém-seautomaticamente quandoo apare- lho é ligadoe o de descidaquandoele é desligado.Paramelhoraro efeito pode-se

24

Figura2

Vejaqueostransistoressãodetiposdife-

rentese, portanto,têm posiçõescertaspara

colocação. Os dois capacitoreseletrolíticossãoele- mentospolarizados.Suatensãodetrabalho deveser de pelo menos12V. O capacitor C3 podeseralterado,conformeo caso,pa- ra modificaçãono tom do som obtido e, emalgunscasos,atéeliminado. Osresistoressãotodosde 1/8Wou 1/4W e experiênciascom valoresdiferentesno casode Rl, R2e R3 podemlevaraefeitos nãoprevistosno projetooriginal. Para alimentaro circuito com tensão maisalta,como porexemplo12V,podeser usadoo transistor8D135ou TlP31emlu- gar de 02. Os demaiscomponentessão mantidosnosvaloresoriginais.

RevistaSaberEletrônica

I

/\

tlvf,

\!/ ã

Alarme

Sensível

A Luz

CRISTINOALVESSANTOS Jequié- BA

Esteaparelhoproduzum sinalem fun- da luz queincidenum elementosensí-

O circuitocompletoé mostradonafigu-

sehouverdificuldadeemconsegui-lono co- mérciolocal. OstransistoresBDtêm disposiçãodeter- minaisdiferentedosBC.

A nossasugestãoem pontede terminais

ção

vel,no casoum LDR.

ra 1. Os transistoresoriginalmenteusados

sãoosBDl35e 8D136,masequivalentesde é mostradanafigura2. menorpotência,comoos 8C547e 8C557, podemserusados.

FiguraI

A tensãode alimentaçãoé de6V e pode

vir de 4 pilhasmédias, iá queo consumoé

daordemde 100mA.

O seufuncionamentoé simples:o LDR

controla os dois transistores que operam

numaconfiguraçãoosciladoracujo sinalé aplicadodíretamentenum alto-falantede 8 ohms.

O diodoé de usogeralde germânio,co-

mo o 1N34ou 1N60,e osresistoressãoto- dosde 1/8W. C1é um capacitorde poliéstermetaliza-

modificadoconformea alturado somdese- jado, ou seja,maisgraveou maisagudo. Os valoressugeridos podemficar entre 22nFe 47nF.

quertamanho,sebem queos maiorespro-

duzamsonsdemelhor qualidade.

A frequênciaé dadatantopelocapacítor

de 22nF como também pela resistência do ouentãocerâmicoe o seuvalor podeser

apresentadapelo LDR. O autorafirma que o aparelhotambém podefuncionarcomo

umasirenecontrolada pelaluz.Alterando- -sea intensidadeda luz no LDR pode-se modificara frequênciado somproduzido.

O alto-falantede I ohmspodeter qual-

O LDR usadoé comum,redondo, que

podeseraproveitadodeumvelhotelevisor,

Julho/84

VUBARGRAPHDELEDS

Esta configuraçãodiferente,utilizando um integrado4017,permite obterumefei-

to interessantepara o aendimento

dosleds,

simulandoum VU-Bargraph. Semdúvida,

o efeito final como indicadorde nível so- noro paraseuaparelhode somserámuito atraente.

JOSÉANGELO MOLINA Mirassol - SP

De fato, a sensibilidadedo circuito é

muito grande,podendo seralimentadocom

sinaisda ordemde 300mV para

total, comoos obtidosde pré-amplificado-

excitação

resdeáudioou toca-fitas. O circuito completodo aparelhoé mos-

tradonafigura1.

Fipra

I

Observeque o pino lb

estáligadoà en-

trada de sinal, obtendo-seassimo efeito

é diferentedesequencialsimples;como

que

já muitasvezesexplorado,massemelhante

aosBargraphs.

A grande vantagemdestecircuito é sua

simplicidade,já que nâoseprecisa de mais

nada.Apenasdoiscapacitores,um diodo e o conjuntode!eds.

O valorde Cl e deC2devemserobtidos

experimentalmente de acordocom

de sinalobtido no aparelhode somcom o

o tipo

qual ele val funcionar.Indicamosque di- minuindoo valorde Gl a entradatornase maissensível.

Lembramosqueesteaparelhopodeope-

rar diretamentecoÍn pequenaspotências e que, no casodesinaisdeintensidadesmaio- res,devemserprevistos os elementosredu- tores,tais como um resistore um trim-pot paraaiustenaentrada.

Na figura 2 damosumavariaçãopara o mesmocircuito,em que o VU setornaum conjuntode ledsrítmicos.

.JUMPER oPçÃo

r-----ì

|

'

ol

I r{o.or

47^F A 47OnF

14

 

c.r.- l

40ì7

15

32

26

Figura 2

ELIMINÂRt,II LED

Rsìri3taSaborEletrônica

w

Figura 3

NÃo PERCA TEM. PO! SOLICITE

AINDA

I

Nestaconfiguração,segundoasvariações de intensidadeda música,todosledspiscam e nosintervalosem quea músicacaidein- tensidade,apenasum led permaneceac€so, nãosepodendodizerqualdelesserá. Nestecaso,tambémo valor de Cl deve

serencontradoexperimentalmentedeacor-

do como tipo desinaldeoperação. Nossasugestãoparao circuito é a mon- tagemem uma placade circuitoimpresso queé mostradanafigura3. Estaplacapode servirparaasduasver' sões, já que parase obter a segundabasta interrompera ligaçãodo pino 15 e retirar

c2.

A alimentaçãopodeserfeita com uma

tensãode 9V, obtidaa partirde umafonte. Na verdade, pode-seligar em sériecom cadafed um resistorde 47 a 100 ohms, aproximadamente,e alimentaro circuito com 12Vdiretamente. Na montagemobserveas posiçõesdos ledse do circuitointegrado,alémdapolari- dadedo diodo e da fonte de alimentação. Para uma versãoestereofônicamonte doisaparelhosiguaise disponhaosledsem linhasparalelasnoscanais.

conjugada

entrevizinhos

AGOSTINHOSENRA

Rio deJaneiro - RJ

A proteção conjugadade diversascasas

modo que, se houverum assaltoem urna delas,o acionarnentodo circuitopermite avisarimediatamentedo sucedidoàsoutras duas.Os vizinhosque receberemo pedido

O sistemadescritoprotege simultanea- de socorropodem entãotomar facilmente

em casode assaltopode ser uma solução interessantepara permitir o acionamento

rápidodapolícia.

mentetrêscasas,quesãointerligadasdetal

asprovidências.

R7

680R

O circuito completo deste sistemade

proteção é mostradonafigura. Seufuncionamentoé o seguinte:

As chavesHH devemestarsemprepara

28

c2

ÌOrF A

47'yF

'oì

1N4007

AOSÌERMINAIS5

DASCHAVËSHH

cima,poisassimosreceptoresficamligados

(em

Ex.:a casa1é assaltada,quandoentãoo moradormovea chavepara baixo,de modo

espera)aocircuitodealarme.

RevisaSaberEletrônica

que seureceptorsejadesligadodo circuito, porém esta chaveliga automaticamentea alimentação,fazendoacionaros alarmes dascasas2 e 3 e acenderosleds,indicando

a origemdo pedidodesocorro.

O alarmesó vai parar quandoa chave

que foi movida voltar para cima, masos

moradorcsdas outras casaspoderãotam-

bémdesligarseusalarmesacionandoacha- ve parabaixo,o que Íarâo leddo receptor

(alarrne) da casa que estásendoassaltada

ac€nder,assimosmoradoresficamsabendo

que o socorroestá sendo providenciado.

Neste casoo led acende,maso alarmenão

no quese refereàsuaalimentação,é a cha- ve geral,pois assimevitase que o sistema sejadesativadono casodos assaltantesdes- ligaremo fornecimentode energiaantesde entrarem. Os alto-falantesusadossão todos de

8 ohmscom 10cm de diâmetro, pelome- nos,paramaiorvolume.O transistorPNPé um TlP42ou equivalente,e o NPNé um 8C549 ou equivalente,como o BC548, 8C547. A frequênciado som do alarme podesermodificada pelatrocade valordo capacitorde 100nF. O aiustedestafre- quênciade modo fino é feito no trim-pot

soa,paranãodespertarsuspeitasnosassal- de470k.

tantes.

Na montagemobservea posiçãode liga-

A fonte estarásempreligadaà rede,sen-

do o consumomuitobaixo.Somente quan- do o alarme é acionadoque a corrente aurÍìentaum pouco. Sualocalizaçãoé muitoimportante,pois

a chavedeveficar em local que somenteo proprietárioe moradoresconheçam,e os ledstambémvisíveisapenaspor estas pes- soas.Um localparainstalaçãodo aparelho,

dosledse dosdiodos,alémdapolarida-

de do capacitoreletrolítico.Muitaatenção

nasligaçõesdaschaves, Osresistoressãotodosde 1/4Wou maio- res.

ção

O controledevolumedosalarmesé feito

por meio de potenciômetrosde fio de 47

ou 100 ohrns,sendoentretantooptativos estescomponentes.

FfTOde I'UZ poro RffiPLFfCRDOR€S

Mostramosnestecircuito um simplessis- tema de efeitosluminososparaamplifica- dores, que substitui os chamadosVU-de- -leds,por sermuito maiseconômico.

468ì0119

5

cr-l

LH339

O circuito tem por baseum integrado

LM339e é mostradonafigura.

Julho/84

ANA.LET.cARLosF?3,ï'3jX;

,

O aparelhoé ligadonasaídadequalquer

amplificadore, conforme as variaçõesda intensidadesono!'a,os ledspiscam. Para potênciaselevadasé conveniente usarum resistorlimitadornaentrada,cujo valor podeficar entre10ke 100k.Sugeri- mosutilizarum trim-pote arustá-loparao

ponto em que os efeitossãomaisvisíveis.

O potenciômetroPl servetamtÉm para

um ajustecomplementardo ponto de fun- cionamento. São usados4 ledscomuns,que podem ser de qualquercor e que têm resistores

limitadoresde 1k ligadosemsérie. Os demais resistorestamtÉm

1kx 1/8W e a alimentação. podeserfeita comtensõesde9 ou 12V. Na montagemobservea disposiçãodos terminaisdo integradoe a polaridadedos

leds,assimcomo a polaridadeda fonte de alimentação.

são de

ÚWAN@TURNA

AUTOMATIGA

OcircuitoqueapÍesentamosdesligaauto-

maticamentea luzdesuavarandaou vitrine quandoamanhece,evitandoassimo gasto desnecessáriode energia.O aparelhoé to- talmenteautomático, poisfuncionacom a próprialuzdo dia que,incidindonumele-

mentosensível,fazo seucontrole. Na figura 1 mostramoso circuito, bas- tante simples,que usa um triac TlC216 como elementobásicoe um LDR como sensor.

R1

loK

Pl

47OK

Fígum1

Tl

Ttc2ì6

O triac permiteo controledeondacom-

pleta do circuito de carga,o quesignifica

que a lâmpadaacenderácomseubrilho má-

ximo

triac não precisaserdotadode dissipador,

de maisde 60ìff será

convenienteusarum pequenoradiadorde calornestecomponente. No potenciômetrode 47k faz-seo aiuste do pontodefuncionamentodo circuito,ou

marise a lâmpadafor

normaÍ. Parapequenaspotêneiaso

seja,determina-seo nível mínimo de luz ambiente quejá taza luzapagarouacender.

O capacitorde 10nF deveserde poliés-

ter ou cerámica,com tensãode trabalhoa

partirde25V.

O diodo ligadono elementode disparo do triac é deusogeralou retificador,como o 1N4148ou1N4002. Na montagemé importantea localização do LDR, quedevereceberapenasa luzam- biente e nunca a luz da própria lâmpada que controla, pois se issoacontecer pode

30

ARTURFREDERlCOM.OLIVEIRA

SãoPaulo-SP

haver uma realimentaçãoque fará o cir- cuito instabilizar-se,oscilando. Dainosna figura 2 nossasugestão para umamontagemempontedeterminais.

Na montagemem ponteobservea posi-

ção

O fio de conexãodo LDR deveter no máximouns3 metrosdecomprimentopara que não @orramproblemasde instabili-