Vous êtes sur la page 1sur 121

MANUAL TABLEAU CUSTOMER

Versão 9.2

2016
CONTROLE DO DOCUMENTO
DATA DESCRIÇÃO ELABORAÇÃO REVISÃO APROVAÇÃO
Camila Fazzani
Versão 1 –
Tibério Guimarães Cássio Leal
03/2016 Elaboração Karina Gonçalves
Caio Zambonini Camila Fazzani
do material
Gabriel Romero
SUMÁRIO

Analytics e Tableau............................................................................................................... 5
Workshop Tableau – Itaú ...................................................................................................... 9
1- TABLEAU CUSTOMER BÁSICO ............................................................................................. 10
1-1. Passo a Passo da Demo Tableau – CSC BRASIL........................................................... 11
1-1.1. Gráfico Análise do Produto ............................................................................... 12
1-1.2. Gráfico Análise por Cidade................................................................................ 18
1-1.3. Gráfico Análise no Tempo ................................................................................. 24
1-1.4. Painel .............................................................................................................. 30
1-2. Revisão e Prática – Tableau Customer Básico ........................................................... 35
1-2.1. Gráfico Análise do Produto: .............................................................................. 35
1-2.2. Gráfico Análise por Cidade:............................................................................... 35
1-2.3. Gráfico Análise no Tempo:................................................................................ 36
1-3. Tipos de arquivos tableau ........................................................................................ 37
2- TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO ........................................................................................ 39
2-1. Quando utilizar o Tableau? ...................................................................................... 40
2-2. Ambiente................................................................................................................ 41
2-3. Preparação dos Dados ............................................................................................. 43
2-3.1. Pergunta 1: Todos os dados estão em um único arquivo / fonte? ........................ 45
2-3.2. Pergunta 2: Os dados estão em estrutura horizontal? ........................................ 47
2-3.3. Pergunta 3: Existem dados na base que não serão utilizados?............................. 49
2-3.4. Pergunta 4: Existem cálculos a fazer com os dados? ........................................... 52
2-3.5. Pergunta 5: Há a possibilidade de agregar os registros de acordo com o objetivo do
painel?..... ...................................................................................................................... 53
2-4. Case 1..................................................................................................................... 54
2-5. Conexões................................................................................................................ 55
2-5.1. Excel................................................................................................................ 55
2-5.2. Access ............................................................................................................. 57
2-5.3. Arquivo Texto (.txt; .csv; .tab; .tsv) .................................................................... 58
2-5.4. Banco de Dados (oracle, teradata, SQL) ............................................................. 59
2-5.5. SAP Hana......................................................................................................... 66
2-5.6. Cubo – Microsoft Analysis services .................................................................... 71
2-6. Gráficos .................................................................................................................. 72
2-6.1. “Eixo Duplo” – três ou mais valores de medidas ................................................. 74
2-6.2. Rosca .............................................................................................................. 77
2-6.3. Semáforo em tabelas ....................................................................................... 82
2-6.4. Waterfall (Cachoeira) ....................................................................................... 86
2-6.5. Ajuste da unidade da métrica ........................................................................... 89
2-6.6. Gráfico Matriz.................................................................................................. 90
2-7. Case 2..................................................................................................................... 92
2-8. Painel ..................................................................................................................... 93
2-8.1. Tipos de Painéis ............................................................................................... 93
2-8.2. história do dado............................................................................................... 96
2-8.3. Filtros e Navegação ........................................................................................ 100
2-8.4. Botão ............................................................................................................ 103
2-8.5. Permissão de usuário/grupo no painel ............................................................ 107
2-9. Performance ......................................................................................................... 113
2-9.1. Gravador de Desempenho.............................................................................. 113
2-9.2. Dados e conexão............................................................................................ 116
2-9.3. Funções......................................................................................................... 118
2-10. Case 3 ............................................................................................................... 120
Glossário.......................................................................................................................... 121
ANALYTICS E TABLEAU

O que é Analytics? Para que serve?

Analytics é um termo que inclui aplicações, infraestrutura, ferramentas e melhores


práticas, a fim de viabilizar o acesso e a análise das informações para otimizar a tomada de
decisões e a performance.

 E se você conseguisse substituir tabelas de dados por gráficos objetivos?


 E se você conseguisse pegar dados de diferentes fontes e uni-los para mostrar algo
que hoje apenas sugere haver relação entre si? E se você conseguisse visualizar um
fato ou uma tendência com poucos cliques em um programa?
 E se você conseguisse desenvolver suas análises de forma rápida, sem linha de
programação avançada?
 E se você pudesse não somente analisar o que já aconteceu, mas também o que
está ocorrendo agora?
 E se você não precisasse mais de reuniões exaustivas para analisar tabelas e
gráficos que pouco dizem?
 E se os gestores tomassem decisões baseados em informações concretas, não em
“achismos”?

5|P ági n a
Transformar tabelas em gráficos é fácil! O difícil é transformar dados em informação!

O Tableau é uma ferramenta de Analytics na categoria de OLAP, ou seja,


apresentação dos dados. Permite de forma rápida e fácil construir visualizações que
respondam às questões da área de negócio e consequentemente auxiliem em uma tomada
de decisão mais segura. Por essas características, na avaliação do Gartner, o Tableau é o
líder de mercado pelo quarto ano consecutivo.

6|P ági n a
Visando o melhor desempenho e utilização da ferramenta, o Tableau possui uma
família de produtos que interagem entre si. Dessas ferramentas, o Tableau Desktop é a
principal solução de análise de dados. Foi desenvolvida com base em uma tecnologia
inovadora, que transforma imagens de dados em consultas de banco de dados otimizadas.
Sem necessidade de script ou assistentes, o Tableau permite visualizar padrões e identificar
tendências.

7|P ági n a
Para mais informações sobre os demais produtos Tableau, por favor, entre em
contato com a CSC BRASIL em http://www.cscbrasil.com.br.

8|P ági n a
WORKSHOP TABLEAU – ITAÚ

Este workshop tem o objetivo de capacitar os colaboradores na utilização da


ferramenta Tableau Desktop 9.2 focada nas necessidades do Itaú. O workshop é dividido
em três módulos:

 Básico Tableau Customer – workshop personalizado em sala de aula com noções


básicas da ferramenta. Duração de 4 horas.
 “Treinamento em Sala de Aula do Tableau Avançado” – treinamento oficial da
Tableau, nível avançado. Duração de 12 horas.
 Avançado Tableau Customer – workshop personalizado em sala de aula, nível
avançado, voltado às necessidades do Itaú. Duração de 8 horas.

Esta apostila abrange os módulos Tableau Customer Básico e Tableau Customer


Avançado. O primeiro módulo inclui os seguintes tópicos:

 O que acontece – sugestão de ação para que você faça e veja como o Tableau se
comporta.
 Dica – informação adicional sobre o recurso do passo a passo.

O segundo módulo da apostila (Tableau Customer Avançado) inclui os seguintes


tópicos:
 Informação Nível Top – informação de alto nível.
 Dica de Leitura – endereço da Tableau na Internet contendo informação adicional.

Os tópicos O que acontece, Dica, Informação Nível Top e Dica de Leitura estão
presentes apenas quando necessário.

9|P ági n a
TABLEAU CUSTOMER BÁSICO
1- TABLEAU CUSTOMER BÁSICO

10 | P á g i n a
1-1. PASSO A PASSO DA DEMO TABLEAU – CSC BRASIL

A demonstração Tableau envolve o desenvolvimento de um painel contendo três


planilhas (gráficos). A seguir temos o passo a passo para o desenvolvimento do painel
abaixo aplicando os principais recursos do Tableau Desktop.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


DICA:
As visualizações do Tableau são compostas por Planilhas, Painéis e Histórias:
 Planilhas: cada gráfico ou tabela;
 Painéis: conjunto de gráficos e tabelas;
 História: conjunto de painéis e planilhas.

Para criar Planilha (1), Painel (2) ou História (3), basta selecionar as opções no canto
inferior da tela:

11 | P á g i n a
1-1.1. GRÁFICO ANÁLISE DO PRODUTO

1- Abrir o Tableau Desktop 9.2.


2- Na lateral esquerda do Tableau, na aba “Conectar a um arquivo”, escolher a
opção “Excel”.
Abrir o arquivo Exemplo – Superloja.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


3- Arrastar a tabela Compras para o campo e clicar em “Ir para Planilha”.

12 | P á g i n a
DICA:
Ao lado esquerdo da tela, ficam as dimensões e medidas utilizadas para construir os gráficos
e tabelas.
 Dimensões – campos categóricos utilizados para segmentar os dados numéricos.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


 Medidas – são dados numéricos que indicam quantidade de alguma dimensão.

4- Arrastar o campo ”Vendas” para linhas. E o campo “Categoria” para colunas.

O QUE ACONTECE: Alternativamente, em uma nova planilha, dê um duplo clique em


Vendas e veja o que acontece.

13 | P á g i n a
5- Criar hierarquia:
 Arraste o campo “Subcategoria” para cima do campo “Categoria”;
 Dê um nome à hierarquia;
 Arraste o campo “Nome do produto” para dentro da hierarquia criada.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO

14 | P á g i n a
DICA:
O Tableau permite trocar os eixos do gráfico (1), ordenar (2) e voltar (3) uma ação com
um simples clique:

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


6- Arrastar o campo “Lucro” para cor.

O QUE ACONTECE: dê clique duplo em “Lucro”.

15 | P á g i n a
DICA:
O Tableau permite configurar as cores do gráfico:

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


7- Arrastar o campo “Segmento” para linhas. E renomear a planilha com clique
duplo.

16 | P á g i n a
DICA:
Para visualizar esses dados em formato de relatório, clicar com o botão direito no
nome da planilha e “Duplicar como tabela de referência cruzada”.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO

17 | P á g i n a
1-1.2. GRÁFICO ANÁLISE POR CIDADE

1- Clicar com o botão direito do mouse nos campos de regiões (“Cidade”, “Estado”,
“País”) e adicionar “Função geográfica” adequada para cada campo.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO

18 | P á g i n a
19 | P á g i n a
TABLEAU CUSTOMER BÁSICO
2- Criar hierarquia:
 Arraste o campo “Estado” para cima do campo “País”;
 Dê um nome à hierarquia;
 Arraste o campo “Cidade” para dentro da hierarquia criada.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


3- Dar um duplo clique no campo “País” e aumentar a granularidade do gráfico até
cidade clicando no “+” ao lado do campo em marcas.

20 | P á g i n a
4- Arraste o campo “Vendas” para as marcas tamanho e cor.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


5- Melhorar a configuração das marcas cor e tamanho:
 Em cores, adicione uma borda e coloque transparência em 70%;
 Em tamanho, configure a melhor forma para visualização.

21 | P á g i n a
DICA: o Tableau permite fazer seleções (radial, retangular e laço) no mapa (1),
pesquisar por nome (2) e voltar a seleção original (3).

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


Para visualizar os dados que formam o conjunto selecionado, basta colocar o mouse
em cima da visualização e clicar em “Exibir dados”.

22 | P á g i n a
Por padrão Tableau, esse recurso é habilitado. Entretanto, há a possibilidade de
desabilitar indo na marca “Dica de Ferramenta” e desabilitando “Incluir botões de
comando”.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


6- Arrastar o campo “País” para a aba “Filtro”.
Selecione Brasil no filtro geral.

7- Nomear a planilha como Análise por Cidade.

23 | P á g i n a
1-1.3. GRÁFICO ANÁLISE NO TEMPO

1- Dar duplo clique no campo “Vendas”.


2- Arrastar o campo “Data da compra” para coluna.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO

24 | P á g i n a
DICA:
Por padrão Tableau, campos de data são automaticamente hierarquias (ano,
trimestre, mês, dia, minuto e segundo – se houver a informação na base de dados):

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


É possível criar campos de data personalizados, mas estes não farão parte da
hierarquia:
 Clicar na seta ao lado do campo;
 Ir em “Mais” e “Personalizar”.

25 | P á g i n a
3- Alterar a data de coluna para mês contínuo:
 Clicar na seta ao lado do campo na coluna e selecionar Mês onde o exemplo
consta data contínua.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO

26 | P á g i n a
DICA:
As datas no Tableau podem ser do tipo discretas (azul) ou contínuas (verde). Datas
discretas são consideradas o grão em si da data selecionada. Diferentemente, na data
contínua é levada em conta a linha do tempo.
Por exemplo, numa análise de vendas utilizando mês discreto, aparece a soma das
vendas de todos os meses de janeiro independentemente do ano.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


Já em uma análise de vendas utilizando mês contínuo, aparece a soma das vendas no
mês de janeiro de cada ano.

27 | P á g i n a
4- Arrastar o campo “Categoria” para cor.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


5- Arrastar o campo “Previsão” da aba “Análise” para o gráfico.

28 | P á g i n a
6- Formatar a previsão do gráfico:
 Clique com o botão direito no mouse em previsão. Vá em “Previsão”, “Opções
de Previsão”;
 Selecione “Modelo de Previsão Personalizado”;
 Selecione “Temporada Aditivo”.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


7- Arrastar o campo “Lucro” para linhas.

8- Nomear a planilha.

29 | P á g i n a
1-1.4. PAINEL

1- Primeiramente, ajuste o tamanho do painel para “Automático”.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


2- Para acrescentar as planilhas (gráficos) no painel, basta arrastar e soltar no local
que desejar. Não esqueça de verificar se os elementos estão como “Lado a lado”.

30 | P á g i n a
3- Para inserir filtro de categoria do produto:
 Clique na seta acima do gráfico “Análise do Produto”;
 Vá em “Filtros rápidos” e selecione “Categoria”.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


4- Aplicar o filtro a todas as planilhas:
 Clique na seta acima do filtro categoria;
 Vá em “Aplicar a planilhas” e selecione “Todas que usam esta fonte de dados”.

31 | P á g i n a
DICA:
O Tableau permite que seja alterado o tipo de filtro: basta clicar na seta acima do
filtro “Categoria” e escolher a opção de filtro desejada.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO

32 | P á g i n a
5- Arrastar para área superior do painel uma caixa de contêiner horizontal,
localizada do lado esquerdo da tela. Ajustar o tamanho do contêiner.

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


6- No lado esquerdo da tela, selecionar “Mostrar Título”, dar dois cliques na caixa
de Título que aparecer no painel e alterar.
7- Arrastar o Título para dentro do contêiner em branco.

8- Arrastar a caixa de “Imagem”, existente no lado esquerdo da tela, para o local


do painel onde se deseja colocar o logo da empresa. Na janela que abrir, escolher
a imagem.
9- Ajustar a imagem no painel:
 Na seta superior da imagem colocada, vá em “Ajustar imagem” e
“Centralizar imagem”

33 | P á g i n a
TABLEAU CUSTOMER BÁSICO
10- Na seta superior de cada planilha, selecionar a opção “Usar como filtro”.

O QUE ACONTECE: dê um clique em um dado de qualquer um dos gráficos e veja o que


acontece. Dê um segundo clique no mesmo local e observe.

11- Dar um nome ao painel.

34 | P á g i n a
1-2. REVISÃO E PRÁTICA – TABLEAU CUSTOMER BÁSICO

Observe as planilhas desenvolvidas e tente reproduzi-las sem o auxílio do Passo a Passo.

1-2.1. GRÁFICO ANÁLISE DO PRODUTO:

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


1-2.2. GRÁFICO ANÁLISE POR CIDADE:

35 | P á g i n a
1-2.3. GRÁFICO ANÁLISE NO TEMPO:

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


DICA:
O site da Tableau tem vídeos em português e em inglês ensinando a usar os recursos
do Tableau Desktop:
http://www.tableau.com/pt-br/learn/training

36 | P á g i n a
1-3. TIPOS DE ARQUIVOS TABLEAU

O Tableau Desktop permite que sejam salvos os dados, a conexão e os


metadados do que foi desenvolvido. Cada tipo de informação salva corresponde a uma
extensão diferente:

 .tde – Extração de dados: cópia local de um subconjunto ou da fonte de

TABLEAU CUSTOMER BÁSICO


dados inteira. Pode-se compartilhar este arquivo com outras pessoas
para que estas desenvolvam suas próprias análises e conexões. Portanto,
este tipo de arquivo permite o trabalho off-line.
 .tds – Fonte de dados: não armazena os dados, mas sim as informações
necessárias para a conexão com a fonte de dados.
 .twb – Pasta de trabalho: os metadados do que foi desenvolvido, ou seja,
as planilhas (gráficos/tabelas) e os painéis. Este arquivo não salva os
dados, portanto, um arquivo .twb necessita apontar para o arquivo de
dados do Tableau.
 .tdsx – Fonte de Dados em Pacote: arquivo zip que contém o arquivo da
fonte de dados (.tds) e os arquivos de extração (.tde). Este tipo de arquivo
é utilizado para compartilhar com pessoas que possam não ter acesso aos
dados originais.
 .twbx – Pasta de Trabalho em pacote: arquivo zip que contém uma pasta
de trabalho e todas as fontes de dados do arquivo local de suporte e
imagens de fundo. Este formato é a melhor forma de colocar seu trabalho
em pacotes para compartilhar com outros que não têm acesso aos dados.

37 | P á g i n a
38 | P á g i n a
TABLEAU CUSTOMER BÁSICO
2- TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

39 | P á g i n a
2-1. QUANDO UTILIZAR O TABLEAU?

O Tableau é uma ferramenta poderosa e com vários recursos, mas antes de


iniciar o desenvolvimento da apresentação de seus dados é importante entender que,
para alguns problemas, esta ferramenta não é a melhor solução. Por exemplo, para:

 Impressão de relatórios;
 Envio de relatórios personalizados;
 ETL;
 Tabelas extremamente complexas (como o Excel, quando referência
células específicas).

Por outro lado, o Tableau é uma excelente ferramenta para criar pastas de
trabalho que são:

 Visuais – Gráficos x Tabelas;

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


 Interativas – Interatividade x Impressão;
 Iterativas – Cíclico x Estático;
 Rápidas – Da instalação à análise de dados em pouco tempo;
 Simples – Negócios x Desenvolvedores;
 Bonitas – Práticas recomendadas com o “Mostre-me”;
 Mobilidade – Acesso aos painéis de onde o usuário estiver.

Como em qualquer análise a ser realizada, devem estar bem definidas as


questões a seguir:

 Quais as perguntas de negócio a responder?


 Quais serão os índices analisados?
 Como serão mostradas essas informações?

Uma vez que estas respostas estejam claras, e definido que o Tableau atende às
necessidades de análises do negócio, existem algumas etapas a serem realizadas antes
do desenvolvimento do painel em si. Tais etapas são abordadas nos tópicos seguintes:
Ambiente; Preparação dos dados e Conexões.

40 | P á g i n a
2-2. AMBIENTE

Este módulo do workshop indica como desenvolver rapidamente um painel claro


e eficaz. Para tal objetivo, é necessário conhecer o ambiente do dado e a forma como
será disponibilizado. Algumas perguntas simples ajudam a entender o ambiente:

 Onde estão os meus dados de origem? Eu tenho acesso a eles? Como


obter?
 A conexão será diretamente ao arquivo fonte? Ou será numa cópia dos
dados originais?
 Quem terá acesso ao painel? Como o usuário final irá acessá-lo? Como
irei disponibilizá-lo?

Diante das opções de fonte de arquivos e da forma como o arquivo Tableau será
disponibilizado, é possível desenhar o ambiente como um todo e assim definir o tipo de
conexão e de arquivos. Para essa definição, alguns pontos devem ser levados em

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


consideração:

 A conexão em tempo real é ideal para ambientes de dados robustos como


Teradata ou SAP HANA.
 As demais conexões, para se obter uma melhor performance, devem ser
realizadas via extração.
 A conexão a dados armazenados em cubos possui algumas limitações,
como permitir apenas conexão em tempo real. Este é o caso do Analysis
Services.
 A conexão a arquivos secundários da fonte original possui algumas
implicações:
o Existência de muitos arquivos secundários da mesma fonte de
dados;
o Ocupação de espaço na rede com dados redundantes;
o Arquivos secundários com dados diferentes;
o Identificação inadequada que possa levar a confusão sobre o
arquivo a utilizar;
o Informações diferentes em painéis de mesma fonte de dados mãe;
o Falta de confiabilidade nas análises e, consequentemente, na
ferramenta Tableau.

41 | P á g i n a
No ambiente Itaú, são muitas as fontes de dados. De forma simplificada, elas
estão divididas em três perfis: Teradata, Analysis Services e Demais.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


Em relação à disponibilidade da informação, recomenda-se que os relatórios
sejam publicados no Tableau Server. A publicação dependerá de pessoas que tenham o
perfil e, consequentemente, a permissão.

42 | P á g i n a
2-3. PREPARAÇÃO DOS DADOS

Após o entendimento e definição do ambiente, deve-se analisar os dados. O


Tableau não é uma ferramenta de ETL (extração, transformação e leitura), ou seja, não
é indicada para fazer grandes mudanças nos dados. O Tableau é uma ferramenta de
apresentação e visualização dos dados. Desta forma, caso você não avalie a necessidade
de uma preparação dos dados antes de carregá-los no Tableau, isto pode acarretar
diminuição da performance do painel.
A figura abaixo mostra um fluxograma orientando se é ou não necessária a
preparação de dados antes de conectá-los ao Tableau. Este fluxograma contém cinco
perguntas principais, e de acordo com as respostas chega-se aos resultados: “Prepare
os dados antes de conectar ao Tableau”, “Conecte no Tableau com atenção”, “Conecte
no Tableau”. Responda às cinco perguntas, sem exceção, e siga a orientação da resposta
que estiver mais próxima da cor vermelha (ou a própria cor vermelha).

 “Prepare os dados antes de conectar ao Tableau”: se pelo menos uma de suas


respostas resultar na cor vermelha, siga-a. É bem provável que caso você não

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


faça preparação dos dados antes de conectar ao Tableau, além de dificuldades
no desenvolvimento do painel, a performance seja baixa.
Obs: Fique atento ao tópico que resultou nesta resposta.
 “Conecte no Tableau com atenção”: se nenhuma de suas respostas resultar na
cor vermelha, mas ao menos uma na cor amarela, leve-a em consideração.
Provavelmente, o desenvolvimento do seu painel não será apenas do tipo
“arrastar e soltar” os campos. Deve haver algum cálculo simples, um blend ou
outro recurso que exija mais do Tableau. Caso o seu painel fique com
performance um pouco aquém da esperada, vale a pena revisar a preparação
dos dados.
 “Conecte no Tableau”: se todas as suas respostas resultarem na cor verde, basta
conectar sua base no Tableau e iniciar o desenvolvimento de suas análises. Caso
seu painel apresente baixa performance, dificilmente será devido à base de
dados.

Este fluxograma é uma primeira etapa de análise da necessidade de preparação


dos dados. Feita esta análise, deve-se preencher o check-list DataPrep do Itaú para que
o foco desta necessidade seja melhor entendido e solucionado.

43 | P á g i n a
44 | P á g i n a
TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO
2-3.1. PERGUNTA 1: TODOS OS DADOS ESTÃO EM UM ÚNICO ARQUIVO / FONTE?

É essencial saber onde estão todos os dados que responderão às suas perguntas.
Caso estejam em mais de um arquivo ou fonte de dados, identifique campos em comum
entre as bases. Após a identificação, selecione os campos que realmente tornarão os
dados consistentes.
No exemplo abaixo, temos duas fontes de dados, uma de vendas de produtos e
a outra de devoluções de produtos. Para se fazer uma análise correlacionando as vendas
com as devoluções, temos os campos “Data da Ordem” e “Nome do Produto” em
comum. Entretanto, podemos observar que dois dos produtos que foram devolvidos no
mesmo dia possuem dois registros de vendas cada, com números de pedido diferentes.

Como correlacionar as tabelas?


Como saber exatamente a qual venda se referem estas devoluções?

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

Da maneira como estas tabelas estão organizadas, não é possível correlacioná-


las de forma a analisar venda por venda. É necessário acrescentar o campo número do
pedido na fonte de dados 2 e utilizar os campos Nome do Produto e Número do Pedido
como campos em comum na correlação das fontes de dados.

45 | P á g i n a
Após a identificação dos campos em comum, deve-se analisar se os campos de
interesse da base de dados secundária são métricas ou dimensões. O Tableau trabalha
bem quando são métricas, já quando se quer utilizar campos dimensionais o
desenvolvimento é mais trabalhoso e limitado.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


No exemplo, a base primária é Vendas e a base secundária é Devoluções. O único
campo de interesse da base secundária é o Status de devolução do produto. O campo
Status é uma dimensão, então é bom avaliar se vale a pena preparar os dados e criar
uma fonte de dados/arquivo para o Tableau que contenha o campo de interesse e evitar
o Blend, ou se é melhor conectar com os dados na estrutura atual. Caso opte por
conectar no Tableau, desenvolva suas análises com mais atenção.

46 | P á g i n a
2-3.2. PERGUNTA 2: OS DADOS ESTÃO EM ESTRUTURA HORIZONTAL?

Para o Tableau, é importante que os dados estejam em estrutura horizontal.


Uma tabela horizontal consiste em registros linha a linha com os campos nas colunas.
No exemplo a seguir, a primeira imagem mostra uma tabela com dimensões nas colunas
e nas linhas. A segunda imagem mostra uma tabela com dimensões somente nas
colunas.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


Deve-se analisar também se as estruturas dos seus dados respondem à sua
questão de negócios de forma simples no Tableau. Veja o exemplo a seguir. Na primeira
tabela, é simples para o Tableau calcular a porcentagem real dia do gerente Joaõzinho.
Entretanto, na segunda tabela, o resultado exige mais da ferramenta, sendo necessários
campos calculados e cálculos de tabela (fato que envolve a pergunta 5 do fluxogra ma).

47 | P á g i n a
48 | P á g i n a
TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO
2-3.3. PERGUNTA 3: EXISTEM DADOS NA BASE QUE NÃO SERÃO UTILIZADOS?

Analisar os dados de sua base e verificar se você realmente precisa de todas as


colunas e linhas para responder às suas perguntas é outro ponto crucial. Caso sua base
contenha muitos registros e você não precise de todas as linhas, pode aplicar filtro na
conexão do dado. Caso haja colunas em sua base que não são necessárias, você pode
ocultá-las no momento da conexão do dado.
No exemplo abaixo, temos uma tabela com vários tipos de bloco. O objeto de
interesse do painel é somente os blocos de receitas. Carregar todos os blocos é colocar
no Tableau dados desnecessários, ocupando espaço. Portanto, é recomendado fazer um
filtro dos dados no momento da conexão.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

49 | P á g i n a
Para inserir o filtro no momento da conexão:
 Selecione “Adicionar” na aba Filtros da tela de conexão de dados;
 Selecione “Adicionar” na janela “Editar Filtros da Fonte de Dados”;
 Escolha a coluna que quer filtrar;
 Escolha os nomes dos campos a irem para o Tableau.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

50 | P á g i n a
Para não carregar colunas no Tableau:
 Selecione a seta ao lado do nome da coluna;
 Escolha a opção “Ocultar”.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

51 | P á g i n a
2-3.4. PERGUNTA 4: EXISTEM CÁLCULOS A FAZER COM OS DADOS?

É importante identificar se todos os índices necessários para análise em painel


estão prontos na fonte de dados. Existe algum índice que será calculado a partir de um
ou mais campos da fonte de dados? Se houver, avalie qual tipo de cálculo deve ser feito.
Cálculos simples como razão de um campo pelo outro ou porcentagem podem
ser realizados no Tableau. Entretanto, vale ressaltar que caso ocorra lentidão na
performance do painel é boa prática rever estes cálculos e analisar a possibilidade de
prepará-los numa camada anterior ao Tableau.
Cálculos críticos, como cálculos de tabela, campo calculado com condições
complexas e aninhadas ou com mais de uma função em um campo calculado, não são
indicados para o Tableau. Esta ferramenta é de apresentação dos dados, portanto, esses
tipos de cálculos exigem mais performance, tornando o painel lento dependendo da
quantidade de registros (número de colunas e de linhas). Nesses casos, é indicada a
preparação dos dados antes de conectá-los ao Tableau.
A seguir, uma imagem de um caso real encontrado pelos consultores da CSC
BRASIL no Itaú: um campo calculado não muito complexo que, entretanto, pela
quantidade de funções, acarretou diminuição de performance.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

52 | P á g i n a
2-3.5. PERGUNTA 5: HÁ A POSSIBILIDADE DE AGREGAR OS REGISTROS DE ACORDO
COM O OBJETIVO DO PAINEL?

Em alguns casos, os registros de sua fonte de dados estão bem detalhados,


entretanto, toda sua análise será num grão menor. Fazer a agregação no Tableau pode
causar diminuição de performance. Portanto, uma preparação agregando esses dados
pode ser útil.
No exemplo a seguir, temos registro por registro dos gerentes de faturamento.
O objetivo do painel é analisar em termos gerais cada gerente de faturamento. Carregar
todos os registros é colocar no Tableau dados desnecessários, ocupando espaço. Uma
boa prática é preparar os dados agregando os valores por gerente.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

53 | P á g i n a
2-4. CASE 1

Agora que você já conhece as boas práticas de estruturas dos dados para o
Tableau, resolva o case a seguir:

Acesse a pasta CASE 1 e abra o arquivo “dados extraídos”. Analise este arquivo e
responda:

 Será necessário preparar os dados antes de conectar ao Tableau?


 Se sim, descreva quais alterações serão necessárias.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

54 | P á g i n a
2-5. CONEXÕES

Para se conectar aos bancos de dados é necessário instalar o driver do BD com o


Tableau. A Tableau disponibiliza estes drivers em 32 e 64 bits, eles estão disponíveis na
página abaixo:

http://www.tableau.com/pt-br/support/drivers

A seguir, o passo a passo das principais fontes de dados utilizadas no Itaú.

2-5.1. EXCEL

1- Abrir o Tableau Desktop 9.2.


2- Na lateral esquerda do Tableau, na aba “Conectar a um arquivo”, escolher a
opção “Excel”.
Selecionar o arquivo.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

3- Selecionar o check “Extração”.

55 | P á g i n a
JUNÇÃO DE BASES
No Tableau, é possível juntar duas bases Excel que possuam exatamente as
mesmas colunas. Um exemplo clássico para a utilização deste recurso é quando os dados
estão separados por meses em arquivos diferentes. Entre as vantagens, estão evitar o
uso de uma ferramenta de ETL quando o Excel se torna limitado, evitar blend no Tableau
e prevenir limitações no desenvolvimento do painel.

1- Selecionar uma fonte de dados como extração.

2- Adicionar uma nova fonte de dados utilizando o menu Dados, conexão,


extração, “adicionar dados do arquivo”.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

3- Repita o passo #2 para cada uma das fontes de dados adicionais .

56 | P á g i n a
2-5.2. ACCESS

1- Abrir o Tableau Desktop 9.2.


2- Na lateral esquerda do Tableau, na aba “Conectar a um arquivo”, escolher a
opção “Access”.
 Selecione o arquivo;
 Insira as informações de segurança do arquivo, quando necessário.

3- Selecionar o check “Extração”. TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

57 | P á g i n a
2-5.3. ARQUIVO TEXTO (.TXT; .CSV; .TAB; .TSV)

1- Abrir o Tableau Desktop 9.2.


2- Na lateral esquerda do Tableau, na aba “Conectar a um arquivo”, escolher a
opção “Arquivo de texto”.
Selecione o arquivo.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


3- Selecionar o check “Extração”.

58 | P á g i n a
INFORMAÇÃO TOP....
..... Limitações dos arquivos texto

Conexão a arquivos baseados em dados Microsoft Jet, como Excel, Access


ou .csv, podem apresentar problemas devido a limitações no mecanismo de
dados. Caso esse problema aconteça, é indicado preparar a base antes de sua
conexão. As características dos arquivos que causam este problema são:
 csv maiores que 4 GB;
 tabelas maiores que 255 colunas;
 campos maiores que 255 caracteres;
 nome do arquivo limitado a 64 caracteres;
 nomes dos campos maiores que 255 caracteres.

2-5.4. BANCO DE DADOS (ORACLE, TERADATA, SQL)

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


ORACLE:
1- Abrir o Tableau Desktop 9.2.
2- Na lateral esquerda do Tableau, na aba “Conectar a um servidor”, escolher a
opção “Oracle”.
3- Inserir as informações de acesso do BD.

59 | P á g i n a
4- Selecionar o check “Extração”.

INFORMAÇÃO TOP....
..... TNSNames.ora

Os ambientes Oracle oferecem uma grande variedade de métodos de


conexão e convenções de nomenclatura. É comum ocorrer erros quando os
drivers Oracle não têm a rota necessária ou a sintaxe de nomenclatura. Para
corrigir/evitar estes erros, configure uma conexão TNSNames.ora.

Os erros que podem aparecer referentes a esta questão são:


 ORA-12154: TNS: não foi possível resolver o identificador de
conexão especificado
 ORA-12514: O ouvinte TNS desconhece o serviço solicitado no

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


momento no descritor de conexão
 ORA-12541: TNS: sem ouvinte
 ORA-12170: TNS: tempo limite de conexão ocorrido
 ORA-12504: O ouvinte TNS não teve SERVICE_NAME em
CONNECT_DATA

Mais informações sobre estes erros você encontra no endereço:


http://kb.tableau.com/articles/knowledgebase/oracle-connection-
errors?lang=pt-br

60 | P á g i n a
SQL:

1- Abrir o Tableau Desktop 9.2.


2- Na lateral esquerda do Tableau, na aba “Conectar a um servidor”, escolher a
opção “Microsoft SQL Server”.
3- Inserir as informações de acesso do BD.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


4- Selecionar o check “Extração”.

61 | P á g i n a
TERADATA:

1- Abrir o Tableau Desktop 9.2.


2- Na lateral esquerda do Tableau, na aba “Conectar a um servidor”, escolher a
opção “Mais servidores...” e, em seguida, “Teradata”.
3- Inserir as informações de acesso do BD.
 Servidor: nome do servidor que hospeda o BD ou a url da Unidade
Teradata.
 Autenticação: a Tableau tem suporte ao método de autenticação interna
do Teradata ou do LDAP.

4- Selecionar o check “Em tempo real”. TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

62 | P á g i n a
INFORMAÇÃO TOP....
..... Faixas de consulta

Para aumentar o desempenho e utilizar a regra de segurança do banco de dados,


é possível configurar instruções de faixas de consulta ao se conectar ao Teradata.
As faixas de consulta permitem que você passe parâmetros para o ambiente
Teradata, como, por exemplo, o nome do usuário do Tableau Server.

Para isto, na janela da fonte de dados, selecione “Dados” e em seguida “Faixa de


consulta e SQL inicial”. Na caixa “Faixa de Consulta”, devem ser inseridos pares
de nome/valor. Segue abaixo tabela dos valores do Tableau:

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

63 | P á g i n a
64 | P á g i n a
TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO
65 | P á g i n a
TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO
2-5.5. SAP HANA

Quando o SAP HANA estiver configurado para dar suporte a login único (SSO),
depois que você entrar no servidor do SAP HANA, poderá acessar os dados e publicar as
fontes de dados e as pastas de trabalho no Tableau Server, sem ter de reinserir seu nome
de usuário e senha. Para utilizar este recurso, s eu ambiente deve estar configurado
corretamente para dar suporte ao login único para SAP HANA:
 O Tableau Desktop exige a versão 1.00.85 e posterior do driver do SAP HANA
para dar suporte a SSO para SAP HANA.
 O Tableau Server deve estar configurado para oferecer suporte ao login único
para o SAP HANA.

CONECTAR USANDO SSO:


1- Na página inicial do Tableau Desktop, em “Conectar”, selecionar “Mais
servidores..” e, em seguida, “SAP HANA”.
2- Especificar o nome e porta do servidor.
Selecione “Usar autenticação do Windows” e, em seguida, clique em “OK”.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

66 | P á g i n a
HABILITAR USUÁRIO SSO PARA PUBLICAÇÃO DE DADOS:

1- Na janela “Dados” do Tableau Desktop, selecionar o nome da conexão e, em


seguida, selecionar a opção “Publicar no Servidor”.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


2- Definir as propriedades da publicação e selecionar “Autenticação para
Credenciais do visualizador” antes de publicar.

67 | P á g i n a
HABILITAR USUÁRIO SSO PARA PUBLICAÇÃO DE PASTA DE TRABALHO:

1- Na Janela “Servidor”, selecionar a opção “Publicar pasta de trabalho”.


2- Já janela “Autenticação”, definir “Autenticação para Credenciais do
visualizador”.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

68 | P á g i n a
INFORMAÇÃO TOP....
..... Configuração do Tableau Server para SAP HANA

1- Coloque os arquivos de certificado em uma pasta chamada SAML, dentro


da pasta 9.2 do Tableau Server. Por exemplo:

C:\Program Files\Tableau\Tableau Server\SAML

Você deve usar esse local porque a conta de usuário que está executando o
Tableau Server tem as permissões necessárias para acessar essa pasta.

2- Após instalar o Tableau Server, execute o utilitário de Configuração:

Iniciar > Todos os programas > Tableau Server 9.2 > Configurar o Tableau
Server

3- Selecione “SAP HANA”.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


4- Selecione “Usar SAML” para habilitar logon único para SAP HANA e
forneça o local para cada um dos seguintes itens:
 Arquivo de certificado SAML — um certificado x509 com codificação
PEM e a extensão de arquivo .crt ou .cert. Este arquivo é usado pelo
Tableau Server e também deve ser instalado no HANA.
 Arquivo de chave privada SAML — Um arquivo de chave privada
codificado por DER não protegido por senha e com a extensão de
arquivo.der. Este arquivo é usado somente pelo Tableau Server, e não
pelo IdP.
5- Selecione o formato do nome de usuário.
6- Selecione o caso para o nome de usuário. Isto determina o caso do nome
quando ele é encaminhado para o provedor de identidade (IdP) do
SAP HANA.

69 | P á g i n a
TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO
DICA DE LEITURA:

http://kb.tableau.com/articles/knowledgebase/saml-sap-hana?lang=pt-br

70 | P á g i n a
2-5.6. CUBO – MICROSOFT ANALYSIS SERVICES

1- Abrir o Tableau Desktop 9.2.


2- Na lateral esquerda do Tableau, na aba “Conectar a um servidor”, escolher a
opção “Mais servidores...” e, em seguida, “Microsoft Analysis Services”.
3- Inserir as informações de acesso do cubo:
 Cubo: no servidor ou local.
 Login: nome de usuário e senha.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


4- Selecionar o Banco de Dados e o Cubo.

5- Selecionar o check “Em tempo real”.

71 | P á g i n a
2-6. GRÁFICOS

A escolha do tipo de gráfico é essencial no entendimento de seus dados. Análises


de dados realizadas em gráficos aleatórios tornam a visão confusa, fazendo com que seu
painel seja pouco informativo. A imagem a seguir indica os tipos de gráficos adequados
para cada análise:

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

BARRAS: comparação de categorias. Vendas de produtos diferentes, custo por


departamentos, porcentagem de um total.

LINHAS: visualização ao longo do tempo. Crescimento por mês, variação anual,


performance diária.

PIZZA: proporções. Respostas de uma pesquisa, distribuição de investimentos,


porcentagens em geral.

72 | P á g i n a
MAPA: localizações. Armazéns próximos à fábrica, área de atuação, regiões para
campanhas.

DISPERSÃO: relacionamento entre valores. Idade das pessoas que gastam x em compras,
relacionamento entre educação e cidadania, horas de estudo e notas atingidas .

GANTT: progressão de um valor. Quanto da meta foi cumprido, quantidade de recursos


utilizados, quantidade de produtos pedidos e entregues.

BOLHAS: concentração de dados. Quantidade de agrupamentos em dois eixos, volume


de dados num ponto de mapa.

HISTOGRAMA: distribuição entre grupos. Quantidade de alunos em cada nível escolar,


contagem de eventos por categoria.

MARCADOR : comparação de valores. Atingimento de meta, gerenciar limites.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


MAPA DE VARIAÇÕES: relação entre dois fatos. Vendas feitas por período e segmento,
recebimento de matéria-prima por fornecedor e região.

MAPA DE ÁRVORE: visualização de proporção no todo. Produtos mais vendidos, tipos de


veículos mais utilizados, itens que mais ocupam estoque.

CAIXAS E TRAÇOS: distribuição de dados. Enxergar fatos inesperados, visualizar


abrangência numérica de uma métrica.

DICA DE LEITURA:
http://www.tableau.com/sites/default/files/media/
Whitepapers/which_chart_v6_ptb.pdf

http://www.tableau.com/sites/default/files/media/
Whitepapers/visualanalysisbestpractices_ptb.pdf

73 | P á g i n a
2-6.1. “EIXO DUPLO” – TRÊS OU MAIS VALORES DE MEDIDAS

O Tableau trabalha apenas com eixo duplo de métricas, por padrão, uma métrica
em cada eixo. Entretanto, há uma alternativa para colocar três ou mais métricas em um
único gráfico, utilizando o recurso do eixo duplo. No exemplo abaixo, as barras
representam as vendas classificadas por categoria; a linha lilás representa a quantidade
que foi vendida; e a linha vermelha, o desconto.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

74 | P á g i n a
Veja no passo a passo a seguir como construir este gráfico:

1- Primeiro eixo:
 Arraste Data da compra para coluna;
 Arraste Vendas para linha;
 Arraste Categoria para cor;
 Altere o tipo de marca para Barra.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

2- Segundo eixo:
 Arraste Valores de medida para linha;
 Arraste Nomes de medida para cor;
 Altere o tipo de marca para linha;
 Deixe na caixa Valores de medida somente as medidas de interesse, no
caso, Desconto e Quantidade.

75 | P á g i n a
TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO
3- Criar o eixo duplo.
4- Ocultar cabeçalho.

76 | P á g i n a
2-6.2. ROSCA

O gráfico de rosca consiste em dois gráficos de pizza em eixo duplo: o primeiro


gráfico de pizza possui os dados que se deseja, o segundo gráfico de pizza possui
somente uma dimensão 100% (este em menor tamanho e em branco).

1- Criar um campo calculado chamado “Zero” e nele colocar o valor 0.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


2- Arrastar esse campo para coluna, duas vezes.

3- Na primeira aba SOMA(Zero) da aba Marcas:


 Altere o tipo de gráfico para pizza;
 Arraste a dimensão de interesse para cores;
 Arraste Número de registros para Ângulo.

77 | P á g i n a
4- Na segunda aba SOMA(Zero) da aba Marcas:

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


 Altere o tipo de gráfico para pizza;
 Altere a cor para branco;
 Diminua o tamanho.

78 | P á g i n a
5- Clicar com o lado direito do mouse no eixo do segundo gráfico e selecionar: Eixo
Duplo.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


6- Clicar com o lado direito do mouse no eixo do segundo gráfico:
 Selecione “Sincronizar eixo”;
 Desmarque a opção “Mostrar cabeçalho”.

79 | P á g i n a
7- Clicar no Abc da barra de ferramentas para mostrar os rótulos.

8- Na primeira aba SOMA(Zero) da aba Marcas, clicar com o botão direito no


campo que está em ângulo. Selecionar Cálculo de tabela rápido e, em seguida,
Percentual do total.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

80 | P á g i n a
9- Na segunda aba SOMA(Zero) da aba Marcas:
 Arraste Número de registros para Rótulo;
 Clique na marca rótulo para editá-la.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


10- Com o botão direito do mouse, clicar na área branca do gráfico para abrir a tela
Formatar Linhas.
 Vá na aba Planilha e deixe como “Nenhum” o item Linhas zero.

81 | P á g i n a
2-6.3. SEMÁFORO EM TABELAS

O semáforo em tabelas é bastante utilizado no Itaú. Consiste em uma tabela com


uma coluna de semáforo, conforme imagem a seguir:

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


Para fazer este gráfico, siga o passo a passo:
1- Arrastar o campo Número de registros para colunas.
Alterar o campo para Mínimo.
2- Na aba marcas, alterar para texto.
3- Copiar o mesmo campo em colunas, conforme número de colunas que desejar
na tabela.

82 | P á g i n a
4- Arrastar, para a marca texto de cada coluna, a métrica desejada.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

83 | P á g i n a
5- Criar um campo calculado que componha a lógica do semáforo de acordo com a
métrica de interesse.

6- Na coluna onde deseja um semáforo:


 Troque o tipo de marca para Círculo;
 Arraste o campo calculado criado para cor;
 Altere o campo semáforo para “Discreto”;
 Configure as cores do semáforo.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

84 | P á g i n a
7- Arrastar a dimensão de interesse para linhas.
8- Clicar com o botão direito no eixo e desmarcar “Mostrar cabeçalho”.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

85 | P á g i n a
2-6.4. WATERFALL (CACHOEIRA)

O gráfico waterfall tem por objetivo mostrar o quanto uma dimensão contribui
para o total. No caso do gráfico abaixo, temos quanto cada mês contribuiu para as
vendas dentro do total de vendas. Diferentemente do segundo gráfico, onde se pode
observar apenas quanto foi a venda a cada mês.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

86 | P á g i n a
Para criar este gráfico, temos o passo a passo a seguir:

1- Arrastar a dimensão desejada para Colunas, no caso, o mês contínuo.


2- Arrastar a métrica para Linhas, no caso, Vendas.
Neste exemplo foi colocado o filtro da data para uma melhor visualização.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


3- Alterar o cálculo do campo Venda para “Total operacional”.

87 | P á g i n a
4- Criar um campo calculado que seja - [métrica].

5- Na aba marcas:
 Altere o tipo para Barra de Gantt;

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


 Arraste o campo calculado criado para tamanho;
 Arraste o campo vendas para cor.

88 | P á g i n a
2-6.5. AJUSTE DA UNIDADE DA MÉTRICA

O ajuste de unidades das métricas na formatação do número é aplicado a todos


os valores da métrica. Entretanto, quando o intervalo dos valores é grande, pode-se ter
num gráfico valores na casa dos milhares e dos bilhares, por exemplo. Neste caso, uma
alternativa é criar um campo calculado que faça o ajuste dos rótulos, melhorando assim
a visualização. A figura a seguir mostra um gráfico de painel em que este recurso foi
aplicado.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


A fórmula utilizada no gráfico mostrado faz um ajuste dos números 0 de acordo
com a unidade K, M, B. O campo [PROJECAO] é a métrica utilizada. Para aplicar este
recurso, basta criar um campo calculado com a fórmula da imagem e arrastar o campo
para a marca Rótulo.

89 | P á g i n a
2-6.6. GRÁFICO MATRIZ

O gráfico matriz consiste num gráfico de dispersão no qual as linhas de referência


criam os quadrantes e um campo calculado aplicado à cor.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


1- Montar o gráfico de dispersão com os campos de sua necessidade. No exemplo,
foram utilizados vendas e lucro.
2- Adicionar linhas de referência para o eixo x e o eixo y. No exemplo, foram
colocadas linhas de referência por parâmetro.

90 | P á g i n a
TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO
3- Criar um campo calculado que aplique a regra de cores no gráfico:

4- Arrastar o campo para a marca cores.

91 | P á g i n a
2-7. CASE 2

Agora que você sabe construir planilhas e painéis no Tableau, desenvolva um


painel segundo o case abaixo.

CENÁRIO:
Para criar produtos mais atraentes para seus grandes clientes, o Itaú decidiu
ajudá-los na identificação de novas oportunidades com base nas informações gerenciais
que eles próprios fornecem.
Para o primeiro cliente a participar desta nova modalidade, o Itaú irá demonstrar
sua capacidade de compreensão de negócios a partir de uma pequena base de dados.

DESAFIOS:
Neste momento, você possui dois desafios:
1. Exibir as fraquezas, forças e possíveis oportunidades do cliente.
2. Criar um questionário/processo padrão para projetos futuros do Itaú.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


AÇÃO:

Acessar a pasta CASE 2 e abrir o arquivo “dados finalizados”.

OBJETIVOS:
 Escolher os gráficos apropriados para cada necessidade.
 Utilizar espaçamento, fonte e outras formatações adequadamente.
 Destacar informações relevantes.

92 | P á g i n a
2-8. PAINEL

O painel é onde você agrupa diversas planilhas ao mesmo tempo a fim de


mostrar seus dados. Ele tem o objetivo de ajudar as pessoas a verem e entenderem
esses dados. O ideal é construir um painel disponibilizando os gráficos de tal forma que,
ao olhar para ele, as pessoas entendam imediatamente o que está acontecendo. É o
cenário ideal.

2-8.1. TIPOS DE PAINÉIS

Preferencialmente, os painéis devem atender a apenas uma das seguintes


demandas:

 Painel Visão Geral – para visualização de diversos assuntos/métricas e

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


interação com as planilhas sem alterar o nível da agregação.
 Painel Visão Detalhada – para visualização de um assunto (ou KPI).

Um painel que abranja ambas as visões não atinge bons resultados.. Uma vez
bem definidos o negócio a ser abordado e o público-alvo do que você quer mostrar, não
é difícil escolher um dos dois tipos de painel a construir.

PAINEL VISÃO GERAL:

Tem o foco em um determinado nível da organização e abrange índices de


diversos departamentos.

Exemplos:
 Painel operacional: performance de cada funcionário;
 Painel para departamento: métricas e performance de todos os
funcionários de um departamento, sem individualizar;
 Painel para loja/filial/agência: mostra a saúde de uma unidade de
trabalho e, desta forma, mensura se ela atende às expectativas
gerenciais;
 Painel para cidade: agrupamento do nível anterior. Nesta visão, é possível
identificar eventos externos como trânsito, clima, governo e até mesmo
a cultura de uma região;

93 | P á g i n a
 Painel para estado: agrupamento de cidades. Neste nível, as metas
dividem importância com a manutenção das marcas e produtos. Valores
positivos e negativos não indicam fatos bons ou insatisfatórios, mas
dependem da estratégia e ponto de vista.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


PAINEL VISÃO DETALHADA

Tem o foco em um único assunto (ou KPI) e permite explorá-lo a partir do nível
gerencial até o nível operacional.
Exemplo: Visão de Vendas, painel com 3 planilhas
 Vendas por país
 Vendas por estado
 Vendas por cidade

94 | P á g i n a
95 | P á g i n a
TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO
2-8.2. HISTÓRIA DO DADO

Um painel ideal conta uma história do dado. Quando o dado é colocado no painel
sem um contexto, torna-se apenas um dado numa tela. Quando o dado possui uma
história, ele se transforma numa informação. Por exemplo, para saber qual produto dá
a você prejuízo num determinado cliente, o painel abaixo responde à sua pergunta,
mas nele constam apenas dados.

Se ao invés de uma tabela com filtros você mostrar no painel perguntas macro e TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO
descer o nível de detalhe até o produto, transformará o dado em informação. Observe
o painel abaixo. Quantas informações você vê nele? É fácil a visualização des sas
informações?

96 | P á g i n a
TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO
Para criar um painel assim, basta contar a história do dado, ou seja, responder a
perguntas macros que induzam outras perguntas em níveis menores, até chegar à
resposta desejada. Neste caso, o painel mostra a informação de quanto foi vendido, para
quem foi vendido e, finalmente, qual produto foi vendido.

Qual história do dado você quer contar? Conte-a no painel!

97 | P á g i n a
A forma como você vai dispor essas informações no painel também é
importante. Contar que você vendeu um determinado produto para a loja X, e depois
dizer que na região você vendeu um total de Y em todos os produtos, não faz muito
sentido, faz? Para sua história ter começo, meio e fim, é importante criar um painel o
mais simples e orientado possível.
Abaixo seguem dois modelos para ajudar na criação da história do seu painel.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

98 | P á g i n a
Algumas dicas para contar sua história:
 Procure utilizar recursos de ações ao invés de filtros rápidos;
 Insira legendas, explicações e anotações onde julgar necessário;
 Utilize no máximo cinco gráficos em um painel. Painéis com mais de cinco
gráficos podem ficar confusos, e aqueles com mais de seis gráficos podem
ter o desempenho prejudicado;
 Utilize menos de cinco cores diferentes no painel. Um painel com cinco a
sete cores pode deixar o público perdido.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


Não é possível manter a visualização dentro desses limites?
É hora de repensar o painel!

99 | P á g i n a
2-8.3. FILTROS E NAVEGAÇÃO

FILTRO APLICADO ÀS PLANILHAS:

Descrição:
 Utilizar o filtro rápido na planilha 1;
 Selecionar um botão para navegar à planilha 2;
 Na planilha 2, exibir apenas os dados referentes ao filtro aplicado.

Como fazer:

1- Aplicar o filtro rápido a “Todas que usam esta fonte de dados”.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

2- Colocar botão para ir à próxima planilha (ver “Botão para painel seguinte” no
capítulo 2-8.4);

AÇÃO DE FILTRO:

Descrição:

100 | P á g i n a
 Selecionar um dado na planilha 1;
 Automaticamente navegar para a planilha 2, exibindo somente os dados
selecionados na planilha anterior.

Como fazer:
1- Na planilha 1, inserir uma ação de filtro que:
 Seleciona uma planilha do painel 1;
 Abre o painel dois, com a opção “Mostrar todos os valores”;
 Filtra os campos de interesse que forem selecionados no painel 1.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

USAR COMO FILTRO:

101 | P á g i n a
Descrição:
 Selecionar um dado na planilha 1;
 Filtrar os demais gráficos para o dado selecionado na mesma planilha.

Como fazer:
1- Na planilha que você quer utilizar como filtro, selecionar a opção “Usar como
filtro”

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

102 | P á g i n a
2-8.4. BOTÃO

O botão no painel consiste em uma planilha com o tipo de marca em forma e


uma imagem de sua escolha no tipo de forma. A ação é acrescentada a essa imagem,
quando colocada no painel. A diferença entre os tipos de botões é a configuração da
ação. A seguir, imagens da configuração da ação para botões bastante utilizados.

BOTÃO RESET:

Descrição: para zerar os filtros utilizados no painel.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

103 | P á g i n a
BOTÃO PARA PAINEL SEGUINTE:

Descrição: para ir ao painel seguinte.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

104 | P á g i n a
BOTÃO PARA PAINEL SEGUINTE, COM FILTROS SELECIONADOS:

Descrição: ir ao painel seguinte, filtrando o que foi selecionado.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

105 | P á g i n a
BOTÃO PARA PAINEL SEGUINTE, LIMPANDO FILTROS:

Descrição: ir ao painel seguinte, limpando os filtros que foram selecionados.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

106 | P á g i n a
2-8.5. PERMISSÃO DE USUÁRIO/GRUPO NO PAINEL

É possível configurar a permissão para usuários ou grupo de usuários


visualizarem uma pasta de trabalho. Por exemplo, você possui um gráfico que mostra
vendas por categoria e subcategoria e quer permitir que o usuário veja somente as
vendas de sua área de negócio.
Isto é possível somente quando o usuário acessa o painel via Tableau Server,
porém, a configuração é realizada inicialmente no Tableau Desktop. Existem duas
formas de fazer esta configuração, explicadas a seguir.

FORMA MANUAL:

1- Selecionar o campo no qual pretende aplicar o filtro de usuário, indo em


“Servidor/ Criar filtro de usuário”.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

107 | P á g i n a
2- Ao fazer o login no Tableau Server, irá aparecer uma tela onde se deve criar regra
por regra, para um usuário ou um grupo de usuários já cadastrados no Tableau
Server.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


3- Após a criação do filtro de usuário, a regra ficará na aba “Conjuntos”, na área de
metadados do Tableau Desktop. Arraste esta regra para “Filtros”.

108 | P á g i n a
4- Fazer o teste de validação no Tableau Desktop, simulando um possível acesso
pelo usuário.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


5- Ao publicar no Tableau Server, é necessário gerar uma miniatura de algum
usuário (ou de todos os usuários) para que o filtro seja ativado.

109 | P á g i n a
FORMA AUTOMÁTICA:

Diferentemente da forma manual, a forma automática necessita de uma base de


dados (de qualquer origem) com as regras de acesso a serem aplicadas no painel.

1- Seguindo o exemplo, utilize uma base de dados em xls que contenha o nome do
usuário do Tableau Server (o nome deve ser exatamente igual ao que está no
Tableau Server) e o que ele pode visualizar, neste caso, as Categorias.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


Caso deseje que o painel possua uma hierarquia de acessos em que “Gerente”
pode enxergar apenas os funcionários abaixo dele, construa uma base da seguinte
maneira:

2- Faça um join desta base de Excel com a base principal.

110 | P á g i n a
3- Criar um campo calculado na base de dados que contenha as regras, usando o
seguinte cálculo:

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


4- Arrastar o campo calculado para o filtro, retornando apenas valores verdadeiros.

111 | P á g i n a
5- Ao publicar no Tableau Server, é necessário gerar uma miniatura de algum
usuário (ou todos os usuários) para que o filtro seja ativado.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

INFORMAÇÃO TOP....
..... Blending de bases na permissão

Caso o relacionamento usado nas bases (a de regras e a de informações)


seja o Data Blending, é necessário que a base de regras seja a base primária.
Entretanto, é recomendado que esse relacionamento seja feito por Join,
onde assim teremos as duas tabelas em um mesmo banco de dados.

112 | P á g i n a
2-9. PERFORMANCE

Um painel com boa performance depende principalmente de três pontos: fonte


de dados, conexão e painel. Baseado nesta tríade, todo o conteúdo do Workshop
Tableau Customer Avançado apresenta orientações fundamentais. Em sua maioria, os
problemas de performance são ocasionados por mau planejamento de preparação e de
conexão dos dados. A correção desses pontos após a finalização do painel demanda mão
de obra e tempo, uma vez que interfere em toda a forma como o mesmo foi
desenvolvido. Portanto, se você seguiu as orientações dos capítulos 2-1. Ambiente e 2-
2. Preparação dos Dados, dificilmente terá problemas nos pontos Fonte de dados e
Conexão da tríade de performance do Tableau, assim como em suas arestas.

A abordagem de boa performance de Planilha e Painel envolve o modo como


você irá apresentar as respostas às suas questões de negócio. Ou seja, se você fizer um
painel que não contemple as orientações que serão dadas a seguir, mas ele estiver com
alta performance, não há problema algum. Entretanto, se o painel apresentar baixa
performance, siga as instruções deste capítulo.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


2-9.1. GRAVADOR DE DESEMPENHO

Uma forma de avaliar todos os pontos da tríade de performance do Tableau é


criar um gravador de desempenho. Este recurso permite registrar informações de
performance à medida que você interage com as pastas de trabalho. Uma vez habilitado,
o Tableau cria automaticamente pastas com os índices de desempenho, que incluem
execução de consultas, codificação geográfica, conexão com fonte de dados, cálculos de
layout, geração de extrações, junção de dados, etc.
Para iniciar a gravação, basta ir na janela de Ajuda do Tableau, em Configurações
e desempenho, e selecionar a opção “Iniciar Gravação de desempenho”. Para parar a
gravação, no mesmo caminho, selecione a opção “Parar gravação de desempenho”.

113 | P á g i n a
TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

As análises dos índices de desempenho podem ser feitas através da linha do


tempo, dos eventos e de consulta. Todas ficam armazenadas na nova pasta de trabalho
do Tableau que foi criada.
 Linha do Tempo (1): identifica o contexto, a natureza e a duração dos
eventos que ocorreram;
 Eventos (2): mostra os eventos classificados por duração, de acordo com
a sua variedade;

114 | P á g i n a
 Consulta (3): mostra a query de consulta que é realizada no banco para
determinado evento.

Este relatório de desempenho do Tableau permite a você observar onde está seu
problema de performance para que possa atuar.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

115 | P á g i n a
2-9.2. DADOS E CONEXÃO

São diversos os tipos de problemas de dados e conexão que podem ocorrer no


painel. Veja como proceder no caso dos principais tipos:

 Consulta: quando o acesso ao banco de dados estiver lento, consulte a


documentação do banco de dados.
 Extração: para melhorar a performance de uma extração, selecione
apenas os dados necessários.
 Junção de dados: a junção de dados soma os dados de diversas bases,
portanto, utilize os filtros para acelerar a junção.
 Renderização: é possível distribuir os processos do VizQL no Tableau
Server.
 Query: apenas nos logs do Tableau é possível visualizar as queries por
completo. Os logs locais possuem limite de caracteres.
 Atualização automática: a partir do menu Planilha, é possível desativar
as atualizações automáticas. Desta forma, o Tableau deixará de reagir às

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


mudanças feitas na visualização. Lembre-se de reativar esta opção antes
de salvar/compartilhar o arquivo.
 Filtros de contexto: para criar filtros de contexto, clique com o botão
direito num filtro e selecione "adicionar ao contexto". Este tipo de filtro
é aplicado na fonte de dados, portanto, faz com que todos os outros
filtros/componentes da planilha ou painel leiam menos informações,
melhorando a performance.
 Agregação de medidas: ao criar planilhas, certifique-se de que as
medidas estão agregadas no menu Análise. Para visualizar informações
detalhadas, é recomendado criar navegação de hierarquia em painéis.
 Arquivos de texto e Excel grandes: trabalhar com arquivos grandes pode
gerar lentidão e erros. Quanto à lentidão, deve-se criar um arquivo de
extração Tableau sempre que possível. Quanto às mensagens de erro,
geralmente são temporárias devido à abertura do arquivo em outra
aplicação ao mesmo tempo.
 Servidos de BD: para utilizar um grande volume de dados, é
recomendável a utilização de servidores de bancos de dados. Desta
forma, o Tableau terá melhor performance, segurança e, principalmente,
escalabilidade.

116 | P á g i n a
DICA DE LEITURA:
Para mais informações sobre extração de dados:

https://www.tableau.com/about/blog/2014/7/
understanding-tableau-data-extracts-part1

https://www.tableau.com/tableau-data-extracts-part3

http://onlinehelp.tableau.com/current/pro/online/en-
us/extracting_optimize.html

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

117 | P á g i n a
2-9.3. FUNÇÕES

Existem diferentes formas de se obter um mesmo resultado através de funções


no campo calculado. A função pode ter uma performance melhor ou pior
comparativamente a outra função. Este capítulo orienta como utilizar algumas funções
que resultam em melhor performance.

LÓGICA BÁSICA:

Procure usar boolianos se o resultado do cálculo for binário (V/F; S/N;


Acima/Abaixo; Homem/Mulher). No exemplo, temos um campo calculado que
geralmente é utilizado, e a sua alternativa de melhor performance:

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


INSTRUÇÕES LÓGICAS:

 ELSEIF é mais eficiente que ELSE IF: o ELSEIF não calcula uma segunda
instrução IF, ele já faz parte do primeiro. No exemplo, temos duas versões
de melhor performance, em que a segunda não faz verificações
redundantes:

 Evite grandes instruções com o CASE.

118 | P á g i n a
CÁLCULOS DE TABELA:

Prefira WINDOW_SUM() ao invés de TOTAL().

AGREGAÇÃO:

Use MIN() ao invés de ATTR() ao agregar uma dimensão.

DATA:
 Conversão de data:

DATEPARSE(“yyyyMMdd”, [YYYYMMDD])

Esta função possui suporte apenas para as fontes de dados MySQL, Oracle,
PostgreSQL e extração de dados do Tableau. Se a sua fonte de dados não tiver suporte
para o DATEPARSE, use conversão com o DATEADD() ao invés do DATE().

 Função de data:

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO


Use NOW() apenas se precisar de data e hora. Use TODAY() para os demais
cálculos de data.

DICA DE LEITURA:
Para mais informações sobre performance:

http://www.tableau.com/sites/default/files/media/
designing_efficient_workbooks_9.0.1.pdf

119 | P á g i n a
2-10. CASE 3

Reavalie seus painéis no case 2 levando em conta a melhoria de performance.

TABLEAU CUSTOMER AVANÇADO

120 | P á g i n a
GLOSSÁRIO

Botão, 101

Cubo, 70

DataPrep, 42

Driver, 54

Eixo Duplo, 73
ETL, 42

Gráficos, 71

Gravador de Desempenho, 111

Junção de Bases, 55

Painel, 92

Performance, 111

Permissão, 105

Rosca, 76

SSO, 65

Waterfall, 84

121 | P á g i n a