Vous êtes sur la page 1sur 8

PRODUÇÃO TEXTUAL

INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINARAdministração
EM GRUPO – PTG

ADQUIRA O SEU PORTFÓLIO GESTÃO NOS


NOVOS CONCEITOS CORPORATIVOS

WHATSAPP:
(86)98824-8994
EMAIL:
trabalhosacademicosunopar2020@gmail.com

Curso de Administração
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Administração
Curso: Administração Semestre: 8º
Disciplinas: • Comportamento Organizacional
• Comunicação e linguagem
• Homem, Cultura e Sociedade
• Fundamentos e Teoria Organizacional
Competências: • Conhecer as diversas correntes teóricas que explicam o
homem, a vida em sociedade e as diversas formas de
explicação da realidade social.
Habilidades: • Promover a aplicação prática dos principais temas estudados
nas disciplinas do semestre.
Objetivos da • Exercitar a aplicação prática dos conteúdos
Aprendizagem: interdisciplinares; integrar de forma clara e coesa os tópicos
do roteiro de conteúdos com a finalidade de esclarecer a
importância dos assuntos abordados nas disciplinas deste
semestre na prática profissional; elaborar produções
científicas aplicando normas da ABNT.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Administração
Prezados alunos,
Bem-vindos a este semestre!
A proposta da Produção Textual Interdisciplinar em Grupo (PTG) está fundamentada no
seguinte tema: “Gestão no novo contexto corporativo”. A seleção desse eixo temático está pautada
na possibilidade de essa proposta viabilizar a abordagem interdisciplinar dos conteúdos
desenvolvidos nas disciplinas deste semestre. A seguir, apresentamos as orientações gerais para
elaboração do trabalho.

ORIENTAÇÕES DA PRODUÇÃO TEXTUAL

1. Formação dos grupos

• O trabalho deverá ser realizado em GRUPO, composto por no mínimo 2 e no máximo 7


alunos.
• A formação dos grupos é de responsabilidade dos alunos, no entanto, solicitamos que sigam
as orientações passadas pelo tutor sobre a formação dos grupos, pois o tutor presencial será
responsável em cadastrar os grupos.
• O líder do grupo deverá postar o trabalho na pasta específica (na pasta atividades
interdisciplinares), obedecendo ao prazo limite de postagem, conforme disposto no cronograma
do curso. Não haverá prorrogação para a postagem da atividade.
*Importante: somente o líder do grupo conseguirá cadastrar o trabalho na área restrita.
• A produção textual é um trabalho original e, portanto, não poderá haver trabalhos idênticos
ao de outros grupos.
• É importante a leitura dos materiais das disciplinas do semestre.
• Além da pesquisa nos materiais das disciplinas, lembrem-se de que a Biblioteca Digital tem
excelentes obras que tratam dos temas propostos. (A pesquisa é fundamental para o bom
desenvolvimento do trabalho).
• A Produção Textual deverá ser desenvolvida inteiramente dentro das Normas da ABNT (Capa,
Folha de rosto, Sumário, Desenvolvimento, Conclusão, Referências etc).

2. Leitura e interpretação da Situação Geradora de Aprendizagem (SGA)

Desemprego longo reduz as chances de recolocação1


O número de pessoas desempregadas há mais de dois anos dobrou de 2015 para cá, com o
prolongamento da crise econômica. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística
(IBGE), esse grupo já soma quase 3 milhões de pessoas sem emprego fixo e com baixa perspectiva de
se recolocar no mercado de trabalho. Para esses trabalhadores, a busca pelo emprego virou uma
corrida contra o relógio, já que quanto mais tempo fora do mercado, maior a dificuldade para
retornar.

1*Adaptado de: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2017/07/16/internas_economia,610056/ficar-


no-desemprego-por-periodo-longo-reduz-chance-de-contratacao.shtml Acesso em 29/01/2020
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Administração
A situação é mais complicada entre os profissionais com idade entre 18 e 24 anos e 30 e 39
anos. Só nessas duas faixas, o número de pessoas sem emprego há mais de dois anos soma 1,5
milhão. "Em geral, essas pessoas têm menos qualificação. Com o passar do tempo, não conseguem
mais entrar no mercado de trabalho", afirma o economista Fernando de Holanda Barbosa Filho,
pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV).
Além de enfrentar o preconceito das empresas em relação ao tempo sem um emprego fixo,
esses profissionais também podem sofrer com as mudanças tecnológicas. Para Barbosa, esse grupo
vai merecer atenção especial, caso contrário a crise atual terá efeitos permanentes em sua
empregabilidade.
Embora não represente o maior número de pessoas sem trabalho há mais de dois anos, a
faixa etária que teve o maior avanço no índice de desemprego desde 2015 foi aquela entre 50 e 59
anos. Esse grupo cresceu 140% e passou a somar 248 mil pessoas.
Segundo os economistas, alguns fatores explicam a dificuldade para se recolocar depois de
um tempo longo sem emprego fixo. Uma delas é a rapidez das mudanças tecnológicas na economia.
"Se um profissional que está na ativa já sente a mudança de tecnologia, imagine uma pessoa que fica
dois, três ou quatro anos desempregado", alerta Barbosa. Isso sem contar que, nesse meio tempo, a
própria função do trabalhador pode desaparecer. Em algumas áreas, como o setor bancário, por
exemplo, a automatização está alterando muito a dinâmica do mercado de trabalho.
De Pieri, do Insper, diz que há preconceito por parte das empresas em relação aos
trabalhadores que ficam muito tempo sem emprego fixo. "A justificativa é que esse profissional perde
habilidade técnica e de liderança." Por isso, completa o professor, é importante manter contato com
pessoas do mercado para não se distanciar muito da realidade.
Isabela, fez parte dessas estatísticas. Ela trabalhou durante 15 anos no controle de estoque
em uma rede de supermercados, ficou desempregada e teve muita dificuldade em conseguir se
recolocar. Percebeu o preconceito que existe tanto em relação a idade, pois estava com 50 anos,
quanto no que diz respeito ao tempo fora do mercado. Depois de 3 anos desempregada, após muitas
entrevistas negativas, recebeu uma oportunidade para voltar a trabalhar em uma outra rede de
supermercados, porém na mesma função que exercia anteriormente.
Ao dar início aos treinamentos, percebeu que sua função era completamente diferente e não
estava habituada e nem preparada para lidar com as novas tecnologias que existiam para controlar
o estoque.
Isabela chegou a pensar em pedir ajuda extra para equipe de treinamento ou para algum
colega, porém logo desistiu por ter medo de sofrer preconceito, mais uma vez, já que além de ter
estado afastada por um tempo, tinha 53 anos e muitas empresas não querem contratar pessoas
nessa idade. Com receito de perder o emprego, que custou tanto conseguir, Isabela ficou sem saber
o que fazer.

Situação-problema:
Para realizar essa Produção Textual Interdisciplinar em Grupo (PTG), vocês devem se colocar na
situação de Isabela e elaborar um texto dissertativo argumentativo sobre a temática da “Gestão no
novo contexto corporativo”.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Administração
ORIENTAÇÕES PARA A EXECUÇÃO DO TRABALHO

Para o desenvolvimento deste trabalho, vocês devem se colocar na situação-problema que


envolve a atuação de Isabela e elaborar um texto dissertativo argumentativo sobre a temática
discutida.
Para auxiliá-los na elaboração do trabalho, vocês devem realizar os seguintes passos,
identificar as orientações contidas em cada um deles e levá-los para o seu texto, ou seja, as discussões
de cada disciplina deverão servir de argumentos para o texto.

PASSO 1: Comportamento organizacional


Diante de um cenário de crises e intensas transformações, como o que estamos enfrentando com o
drama do desemprego, as pessoas, mesmo que estejam inseridas no mercado, ficam mais fragilizadas
e vulneráveis ao sofrimento no trabalho. É o que parece estar acontecendo com Isabela.
Nessa perspectiva, há um tema que precisa ser foco de atenção das organizações: a Qualidade de
Vida no Trabalho (QVT), tendo em vista que, para produzirem e darem resultados, as pessoas
precisam sentir que suas necessidades físicas, psíquicas e sociais estão sendo minimamente
consideradas.
Sendo assim, ajude a rede de supermercados, onde Isabela está trabalhando, a se conscientizar para
a importância desse tema. Para isso, primeiro descreva o que é Qualidade de Vida no Trabalho (QVT)
e quais os benefícios e vantagens, tanto para as pessoas quanto para a organização, de práticas
voltadas à qualidade de vida dos trabalhadores.
Depois, considerando as dificuldades de Isabela, não só técnicas como não saber lidar com as novas
tecnologias, mas também dificuldades de ordem psicológica e comportamental ao sentir medo em
sofrer novamente preconceito e ter consequências negativas no trabalho, faça uma proposta de
implantação de uma ou mais ações práticas de Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) à gestão de
pessoas da rede de supermercados, que possa atender às necessidades apresentadas por Isabela e
que, certamente, também contemplará outros trabalhadores da empresa.

Referências:
CINTRA & DALBEM. Comportamento organizacional. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional
S.A., 2016.
LIMONGE-FRANÇA. Qualidade de Vida no Trabalho – QVT: conceitos e práticas nas empresas da
sociedade pós-industrial. Editora: Atlas, 2004 (MINHA BIBLIOTECA).

PASSO 2: Relação homem e trabalho


Analisando sociologicamente a situação problema, podemos perceber que a relação de Isabela com
o trabalho, se dá pelo processo da coisificação do mundo que é promovida pela relação entre capital,
trabalho e alienação. Na unidade 2 do livro didático, da disciplina de Homem, Cultura e Sociedade,
Karl Marx, aponta em suas teses que a relação da sociedade capitalista com a força de trabalho é a
única forma de criar valor, assim, a força de trabalho é vista como mercadoria, tudo que é criado pelo
homem contém um trabalho passado e, por isso, “morto”, e só pode ser reanimado por outro
trabalho. Contudo, tem-se observado atualmente que o trabalhador passa por novas formas de
exploração e preconceitos, no caso em tela, Isabela, busca se inserir novamente no mercado de
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Administração
trabalho e provavelmente terá que se ajustar ao processo de precarização. Nesse sentido, discorra
sobre a coisificação do mundo e como a precarização e o precariado fazem parte da vida dos
trabalhadores atualmente.

Referência:
CIZOTO, Sonelise Auxiliadora; DIÉGUES, Carla Regina Mota Afonso; PINTO, Rosângela de Oliveira.
Homem, cultura e sociedade. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional S.A., 2016, p. 175-176.

PASSO 3: Fundamentos e Teoria Organizacional


É importante que os gestores identificarem que os recursos físicos já não são os mais importantes,
pois eles são incapazes de criar e inovar. Assim, as pessoas assumem a primeira posição, em termos
de elemento organizacional, capaz de efetivamente criar valor organizacional. Aqui, estamos no
campo do capital intelectual (RODRIGUES; CRUZ, 2009).
Atualmente, discutimos muito a respeito da importância da inclusão e diversidade no mercado de
trabalho. Empresas socialmente responsáveis tem uma boa imagem no mercado. Por isso, a
diversidade e a inclusão são valores que podem ser incorporados na cultura da empresa, trazendo
ganhos não só em relação a imagem perante os consumidores, mas também a diversidade de culturas
melhora a convivência e permite a troca de aprendizagem, os diferentes pontos de vista tornam a
equipe mais criativa e trazem excelentes resultados para empresa.
Diante desse contexto e analisando a situação de Isabela, explique como a empresa deveria agir
nesse cenário utilizando o conceito de capital intelectual e organizações que aprendem.

Referências
RODRIGUES, Edna de A.; CRUZ, Claudia Andressa. Aprendizagem organizacional: capital intelectual e
gestão do conhecimento. In: FRANCO, Décio Henrique; RODRIGUES, Edna de A.; CAZELA, Moisés
Miguel (Orgs). Tecnologias e ferramentas de gestão. 1. ed. Campinas: Átomo & Alínea, 2009.
RODRIGUES, Edna de A.; CRUZ, Claudia Andressa. Reengenharia. In: FRANCO, Décio Henrique;
RODRIGUES, Edna de A.; CAZELA, Moisés Miguel (Orgs). Tecnologias e ferramentas de gestão. 1. ed.
Campinas: Átomo & Alínea, 2009.
RODRIGUES, Edna de A.; CRUZ, Claudia Andressa. Teorias da Administração. Editora e Distribuidora
Educacional SA, 2016.

PASSO 4: O trabalho com o texto na comunicação corporativa


O uso adequado do texto é essencial em todas as esferas de comunicação, assim, ao ler a situação-
problema e todas as discussões em torno do tema é preciso que vocês elaborem um texto
dissertativo argumentativo. Esse tipo de texto prevê uma introdução da temática com o
posicionamento dos autores sobre o assunto, seguido de argumentos que firmem o posicionamento
e uma conclusão com retomada e uma possível solução ao tema.
Como trata-se de um trabalho acadêmico atentem-se para a linguagem do texto, seguindo a norma-
padrão da língua portuguesa.

Referência:
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Administração
COROA, Maria Luiza. O texto dissertativo argumentativo. Disponível em: https://bit.ly/2uQ4fYf.
Acesso em: 01 fev. 2020.

Além desses textos sugeridos, vocês podem também reler os materiais das disciplinas para a
elaboração da proposta.
Após o processo de reflexão, deem início à elaboração da proposta de ensino, organizando-a
com base nos seguintes critérios:

Capa e Folha de Rosto: Utilizar capa e folha de rosto padronizadas da instituição.

Introdução: Apresentar o tema do texto, a justificativa, os objetivos gerais e específicos, os


conteúdos a serem tratados no PTG. (Ao menos 1 lauda.)

Desenvolvimento: Para o desenvolvimento do trabalho, vocês devem realizar:


a. Uma breve fundamentação teórica sobre o assunto.
b. Apresentação de argumentos condizentes à resolução da situação-problema.

Considerações finais: Para a finalização do texto, vocês devem realizar uma retomada do tema-base,
com a síntese de seus posicionamentos em relação ao caso discutido e à proposta elaborada. (Ao
menos 1 lauda.)

Anexos e/ou apêndices: Apresentar, caso sejam utilizados, materiais, imagens, fotografias ou
registros.

Referências: Apresentar todas as fontes utilizadas para a consulta na elaboração das propostas.

A seguir, apresentamos a vocês alguns dos critérios avaliativos que nortearão a análise para
o conceito a ser atribuído pelo Tutor a Distância à produção textual:

• Normalização correta do trabalho, em respeito às normas da ABNT.


• Respeito ao número de páginas solicitadas.
• Apresentação de uma estrutura condizente com a proposta apresentada (com introdução,
desenvolvimento e conclusão).
• Uso de linguagem acadêmica adequada, com clareza e correção, atendendo à norma padrão.
• Abordagem de todos os itens propostos para reflexão, considerando os seguintes aspectos:
clareza de ideias, objetividade, criatividade, originalidade e autenticidade.
• Fundamentação teórica do trabalho, com as devidas referências dos autores eventualmente
citados.

Lembrem-se de que seu Tutor a Distância está à disposição na Sala do Tutor para lhes atender
em suas dúvidas e, também, para repassar orientações sempre que vocês precisarem. Aproveitem
esta oportunidade para realizar um trabalho com a qualidade exigida por um trabalho acadêmico de
nível universitário.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Administração

Bom trabalho a todos!


Equipe de professores