Vous êtes sur la page 1sur 31

GUIA INFORMATIVO IESF

2008|2009
ÍNDICE

INTRODUÇÃO……………………………………………………………………………...…3
PRIMEIRA PARTE: INFORMAÇÃO DA INSTITUIÇÃO ..............................................6
A. NOME E MORADA ................................................................................................6
B. CALENDÁRIO ACADÉMICO .................................................................................6
C. AUTORIDADES ACADÉMICAS ............................................................................7
D. DESCRIÇÃO GERAL DA INSTITUIÇÃO...............................................................7
E.LISTA DE PROGRAMAS CONDUCENTES A GRAU ............................................8
F. PROCEDIMENTOS DE CANDIDATURA E INSCRIÇÃO ......................................9
G. REGULAMENTOS IMPORTANTES SOBRE A INSTITUIÇÃO ...........................12
H. COORDENADOR INSTITUCIONAL ECTS .........................................................12
SEGUNDA PARTE: CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ………………………..…… 13
A. GESTÃO E NEGÓCIOS ......................................................................................13
B. GESTÃO FINANCEIRA E FISCAL ......................................................................15
TERCEIRA PARTE: INFORMAÇÕES GERAIS ……..………………………………… 17
A. FORMALIDADES PARA A ENTRADA E PERMANÊNCIA EM PORTUGAL.......17
B. ACESSOS E LOCALIZAÇÃO DO IESF...............................................................18
C. ALOJAMENTO ....................................................................................................21
D. BANCOS .............................................................................................................22
E. FACILIDADES MÉDICAS ....................................................................................22
F. ALIMENTAÇÃO ...................................................................................................23
G. CUSTO DE VIDA.................................................................................................24
H. SEGURO ESCOLAR ...........................................................................................24
I. BOLSAS DE ESTUDO ..........................................................................................24
J. CURSOS DE LÍNGUAS .......................................................................................25
I. ASSOCIAÇÕES ....................................................................................................25
N. CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO, SALAS DE ESTUDO E INFORMÁTICA .......26
O. ACTIVIDADES EXTRA-CURRICULARES E DE LAZER ....................................26
ANEXOS………………………………………………………………………………….…. 28
A. HOTÉIS..…………………………………………………………………………….…. 29
B. RESIDENCIAIS..……………………………….………...…………………………… 30
C. BANCOS .............................................................................................................31

2
INTRODUCÃO

Em que consiste a ECTS (European Credits Transfer System)?


Com o objectivo de melhorar a qualidade de ensino, a Comissão Europeia incentiva a cooperação
inter-universitária, em prol dos estudantes e das Instituições de Ensino Superior. Ao abrigo do
Programa Sócrates/Erasmus, a Comissão Europeia desenvolveu um sistema de reconhecimento de
competências e habilitações que permite a transferência de créditos entre as Instituições de Ensino
denominada “European Credits Transfer System” (ECTS).
O ECTS foi adoptado no Acordo de Bolonha e permite o reconhecimento de estudos europeus e
diplomas entre as instituições de ensino de qualquer país da União Europeia, de uma forma
transparente e universalmente aceite.
Para garantir a efectiva mobilidade dos estudantes, a aplicação do Sistema de Transferência de
Créditos baseia-se em três elementos de base traduzidos em três documentos chave:

Créditos ECTS
O ECTS cria uma forma de avaliação relativa das disciplinas e dos diplomas, comum a todas as
Instituições de Ensino. Basicamente, os créditos ECTS quantificam, sob a forma de um valor numérico
(de 1 a 60), o volume de trabalho necessário para que um Aluno possa concluir com êxito uma
disciplina e, em consequência, o curso na sua globalidade. As disciplinas passam a estar quantificadas
em unidades de crédito.
Este sistema é diferente dos sistemas de crédito que muitas instituições usam que baseiam as
unidades de crédito apenas no número de aulas presenciais. Na quantificação das unidades de
crédito, é tida em conta não só com as aulas presenciais, mas também com as horas de estudo, de
preparação de trabalhos, as sessões tutoriais de apoio, seminários, etc.

Como se definem os créditos ECTS?


Sendo comum aceitar que um estudante médio trabalhe entre 40 a 42 horas por semana e que a um
ano escolar corresponda 37 a 42 semanas, poderemos concluir que um estudante médio trabalhe
entre 1.480 (37*40) e 1.764 (42*42) horas por ano. Ora, a Comissão Europeia definiu que um ano
escolar, a tempo inteiro, corresponderia a 60 créditos ECTS. Quer isto dizer que um crédito
corresponde a um valor entre 24, 7 (1.480/60) e 29,4 (1.764/60) horas.
No IESF, tendo em conta as características específicas do País e da Instituição, o Conselho Científico
do IESF decidiu que cada crédito ECTS corresponderia a 25 horas de trabalho de um estudante
normal.
Com este sistema, sendo todas as disciplinas definidas em termos de créditos ECTS, é possível saber
de uma forma transparente qual o volume de trabalho a que cada disciplina corresponde, seja qual for
o curso ou a Instituição onde seja leccionada.
O ECTS envolve também uma escala de classificação que deve ser usada pela Instituição
cumulativamente com a escala que normalmente usa para avaliar os estudantes.
Normalmente, as instituições utilizam escalas absolutas. No caso do IESF (e na maior parte das
instituições portuguesas), a escala atribuída é quantificada entre 0 a 20 valores. No entanto, torna-se
evidente que, sob esta forma de quantificação, o resultado da avaliação do estudante esteja
dependente do grau de exigência do processo de avaliação (por exemplo, um Aluno com uma

3
classificação de 15 valores a uma disciplina pode estar melhor preparado do que um Aluno com 18
valores na mesma disciplina noutra Instituição, ou até na mesma, porque o seu professor adoptou um
nível de exigência na avaliação muito superior).
Por essa razão, o acordo de Bolonha define também a seguinte escala relativa.

% de estudantes com
Notas
aproveitamento que Definição
ECTS
obtêm essa nota

EXCELENTE: desempenho excepcional, com apenas


A 10%
algumas insuficiências de carácter menor

MUITO BOM: resultados superiores à média, apesar


B 25%
de um certo número de insuficiências

BOM: trabalho em geral sólido, apesar de um certo


C 30%
número de insuficiências significativas

SATISFAZ: trabalho honesto, mas com lacunas


D 25%
importantes

SUFICIENTE: o desempenho satisfaz os critérios


E 10%
mínimos

INSUFICIENTE: é necessário trabalho suplementar


FX
para a atribuição de um crédito

INSUFICIENTE: é necessário um trabalho suplementar


F
considerável

Informação
A informação sobre cada Estabelecimento de Ensino e a informação sobre os resultados de um
estudante devem ser apresentados de uma forma clara, completa e transparente.
É necessário que todas as Instituições e os seus estudantes conheçam as características mais
importantes de cada Instituição. Para apoiar os estudantes nas suas decisões de escolha de
estabelecimentos, cada Instituição tem de elaborar um documento (Dossier de Informação). Este
documento deve incluir informações genéricas sobre a forma de vida de um estudante na comunidade
onde se insere a Instituição e informações concretas sobre o Estabelecimento de Ensino e sobre os
cursos e disciplinas que lecciona.
Cada Instituição deve apresentar também de uma forma clara e transparente os resultados
académicos de cada estudante. Para isso, cada estabelecimento deve emitir um documento (“Boletim
de Registo Académico”), sujeito a certas normas, onde os resultados de cada estudante estejam
claramente expressos.

4
Acordo Mútuo
Para que a transferência de estudantes entre diferentes estabelecimentos se efective, o
estabelecimento de origem, o estudante, e o estabelecimento de destino, devem acordar nos moldes
em que se efectua a transferência. Esse acordo consubstanciasse num documento, também tipificado,
denominado “Contrato de Estudos”. O “Contrato de Estudos” deve definir o programa de estudos que o
estudante irá seguir e os créditos ECTS que lhe são atribuídos se o conseguir efectuar com êxito.
No final do período, o estudante receberá uma transcrição das notas atribuídas a cada disciplina. A
Instituição de origem terá de reconhecer os créditos recebidos pelo estudante nos estabelecimentos de
acolhimento de modo a que estes créditos possam substituir os que seriam obtidos na Instituição de
origem durante o mesmo período.

5
PRIMEIRA PARTE: INFORMAÇÃO DA INSTITUIÇÃO

A. NOME E MORADA
Instituto de Estudos Superiores Financeiros e Fiscais – IESF
O Instituto de Estudos Superiores Financeiros e Fiscais situa-se no Edifício Heliântia, Avenida dos
Sanatórios - 4405-604 Vila Nova de Gaia.
Telefone: +351 227538888
Fax: + 351 227538855
e-mail: info@iesf.pt
Web site: www.iesf.pt

B. CALENDÁRIO ACADÉMICO
1. Licenciaturas
A actividade lectiva das licenciaturas obedece a um regime anual, sendo que cada ano lectivo é
composto por dois períodos escolares:
• Período Normal, dividido em dois semestres
• Summer Term
A cada semestre correspondem 15 semanas úteis de aulas. Por sua vez, o Summer Term destina-se à
realização de actividades facultativas de interesse dos Alunos, nomeadamente a frequência de cursos
livres de línguas e informática e actividades de carácter cultural e desportivo. O Summer Term
contempla também cursos de aprofundamento de matérias curriculares, sob a forma de aulas ou
explicações consoante o número de Alunos inscritos, que finalizam com a realização de um exame à
disciplina respectiva.

2. Mestrados / MBAS
Os Mestrados são constituídos por ciclos de estudo que contemplam duas componentes: a
componente Curso de Mestrado e a componente Trabalho de Projecto ou Estágio de Natureza
Profissional. O curso de mestrado tem a duração de quase um ano e o Trabalho de Projecto ou
Estágio de Natureza Profissional de cerca de um semestre.

3. MBA Executivo em Gestão


O curso de MBA Executivo corresponde ao Curso de Mestrado do ciclo de estudos MBA – Mestrado
em Gestão com algumas especificidades.
Desta forma, os alunos terão de realizar as disciplinas de base do curso e algumas disciplinas de
opção. Assim sendo, o MBA Executivo têm a duração de quase um ano.

4. Pós Graduações
Os Cursos de Pós-Graduação estão estruturados em 2 semestres. O 1º Semestre aborda temas
introdutórios da área do respectivo Curso, contextualizando temas mais específicos tratados durante o
2º Semestre. Com o objectivo de aprofundar conhecimentos em áreas mais específicas, os Cursos
integram um programa de seminários, onde reconhecidos especialistas abordam temas no âmbito da
gestão de empresas e das áreas de especialização de cada Curso.

6
5. Pós Graduações para Executivos
Destinado a profissionais com experiência nas mais diversas áreas, o programa das Pós Graduações
para Executivos tem como principal objectivo apresentar aos seus participantes conhecimentos e
técnicas de aplicação no trabalho diário, beneficiando a vertente prática em detrimento de uma
orientação mais académica. O plano de estudos da componente curricular da PGE está estruturado
num semestre, constituído por 6 disciplinas de 20 horas e 5 seminários obrigatórios, correspondendo a
uma carga horária de 140 horas.
Os calendários académicos para o presente ano lectivo ainda se encontram por definir.

C. AUTORIDADES ACADÉMICAS
De acordo com os estatutos do Instituto de Estudos Superiores Financeiros e Fiscais, fazem parte
integrante dos órgãos de gestão e de direcção científica e pedagógica, as seguintes autoridades
académicas:
- Presidente da Instituição;
- O Conselho de Direcção ou Direcção;
- O Conselho Científico;
- O Conselho Pedagógico;
- O Conselho Consultivo.

D. DESCRIÇÃO GERAL DA INSTITUIÇÃO


O IESF – Instituto de Estudos Superiores Financeiros e Fiscais é um estabelecimento de ensino
superior politécnico particular não integrado, instituído pela Espaço Atlântico – Formação Financeira,
SA e reconhecido pela Portaria nº 1126/90 do Ministério da Educação.
Fundado pelo Dr. Miguel Cadilhe em 24 de Abril de 1990, o IESF é uma Instituição de Ensino Superior
vocacionada para ministrar formação, tanto ao nível da licenciatura como ao nível da pós-graduação,
no domínio das Ciências Empresariais, nomeadamente em Finanças, Mercados Financeiros, Gestão
de Instituições Financeiras, Fiscalidade, Contabilidade e Auditoria, Marketing, Recursos Humanos,
Gestão Internacional, Sistemas de Informação, Qualidade, Ambiente, Higiene e Segurança no
Trabalho.
A actividade do IESF estende-se ainda à formação avançada de executivos de empresas em cada um
dos domínios atrás mencionados, à consultoria e à actividade editorial.

O objectivo desta Escola é, desde a sua fundação, constituir-se como a melhor Business School
nacional. Toda a actividade lectiva desenvolvida no IESF assenta na dupla preocupação de assegurar
um ensino teoricamente consistente e actualizado e, ao mesmo tempo, estabelecer uma íntima ligação
com a realidade dos mercados e das empresas. Esta orientação reflecte-se nos programas adoptados
pela Instituição, na composição do seu corpo docente - integrado tanto por académicos conceituados
como por executivos de reconhecida reputação profissional – e nos métodos pedagógicos praticados
(case studies, simulações, workshops,...).
Sendo a qualidade o critério principal a presidir à organização de todas as actividades do IESF, os
princípios orientadores adoptados no Instituto são os seguintes:

7
- oferecer cursos de elevada qualidade técnica e pedagógica
- apoiar o ensino num corpo docente altamente qualificado
- aplicar métodos de ensino inovadores, com recurso a modernos meios de comunicação
- cultivar um estreito interface com mercados, instituições e empresas

A qualidade dos cursos ministrados no IESF resulta, em primeiro lugar, de uma forte aposta na
utilização de métodos de ensino onde se privilegia a prática e a experimentação - de entre os quais se
destaca a inclusão de um estágio curricular obrigatório no plano de cursos – e que permite aos Alunos
virem a enquadrar-se com facilidade nas mais variadas funções da actividade profissional. A
conjugação deste factor com o estabelecimento de diversos protocolos com empresas, algumas delas
filiadas no Conselho Consultivo do IESF, é garantia de elevados níveis de empregabilidade dos nossos
finalistas.

Em segundo lugar, a forte preocupação existente na adaptação dos conteúdos programáticos às


necessidades demonstradas pelo mundo empresarial, de que são exemplo as reestruturações que têm
vindo a ser realizadas nos cursos ministrados.

Em terceiro lugar, a aposta num ensino personalizado e na manutenção de uma estreita relação entre
docentes e estudantes, que potencia um estilo de ensino mais acompanhado e proveitoso. A
manutenção de um número de vagas relativamente baixo estimula a indispensável personalização, e
um regime de tutoria Aluno-Professor permite o acompanhamento dos Alunos ao longo da sua vida
académica. No momento de finalizarem os seus cursos, o Gabinete de Gestão de Carreiras auxilia a
realização de estágios e a inserção dos Alunos no mercado de trabalho. Os Alunos que concluam a
sua licenciatura beneficiam ainda de condições privilegiadas de acesso aos programas de MBA e Pós-
Gradução ministrados na Instituição.

E.LISTA DE PROGRAMAS CONDUCENTES A GRAU


1. Licenciaturas
Actualmente, o IESF ministra 2 cursos de licenciatura em:
• Gestão e Negócios
• Gestão Financeira e Fiscal
Todas as licenciaturas incluem obrigatoriamente um estágio curricular, apoiado pela Instituição. Os
Alunos contam ainda com um regime de tutoria, no qual docentes do IESF prestam todo o
acompanhamento necessário ao longo da sua vida académica e inserção profissional.

Gestão Financeira e Fiscal


O Curso de Licenciatura em “Gestão Financeira e Fiscal” tem como objectivo formar profissionais de
Gestão, com profundos conhecimentos das áreas Financeira e Fiscal, dotados de sólida formação em
Economia, Direito, Contabilidade, Métodos Quantitativos, Sistemas de Informação e Gestão de
Empresas. Para além dessa formação base, constitui objectivo da Licenciatura a formação de Quadros
Profissionais qualificados para exercer funções relevantes e de responsabilidade ao nível da Auditoria,
da Gestão Financeira e da Gestão Fiscal das Empresas.

8
De acordo com as disciplinas de opção escolhidas, os Alunos poderão ainda optar por reforçar as
competências genéricas ao nível das Ciências Empresariais, ou especializar-se em Finanças ou
Fiscalidade.

Gestão e Negócios
O Curso de Licenciatura em “Gestão e Negócios” tem como objectivo formar profissionais de Gestão,
capazes de abranger todas as vertentes na área da Gestão Empresarial, dotados de sólida formação
em Economia, Direito, Contabilidade, Métodos Quantitativos, Sistemas de Informação, Marketing e
Gestão de Empresas, sendo que a sua formação confere uma sensibilidade que ultrapassa as
fronteiras da área das Ciências Empresariais em que venham a inserir-se.
Para além dessa formação base, constitui objectivo da Licenciatura a formação de Quadros
Profissionais qualificados para exercer funções relevantes e de responsabilidade ao nível da Gestão
do Marketing e da Gestão Comercial, da Gestão de Recursos Humanos, da Gestão Financeira e da
Gestão Fiscal das Empresas. De acordo com as disciplinas de opção escolhidas, os Alunos poderão
ainda optar por reforçar as competências genéricas ao nível das Ciências Empresariais, ou
especializar-se em Gestão Comercial, Comércio Internacional, Finanças, Fiscalidade e em Economia
Digital.

2. Mestrados
Os Mestrados têm como objectivo promover a especialização profissional dos Alunos, assegurando
uma contínua e estreita preocupação pelo desenvolvimento e crescimento económico, no contexto das
Empresas e da Sociedade, integrando nas suas investigações, análises e reflexões as
responsabilidades éticas próprias dos protagonistas e dos líderes conscientes, ainda relevados pela
natureza e envolvimento na natureza da actividade profissional de todas as pessoas.
Os programas académicos das licenciaturas e mestrados poderão ser consultados junto dos serviços
administrativos.

F. PROCEDIMENTOS DE CANDIDATURA E INSCRIÇÃO


1. Licenciaturas
1.1 Tipos de Ingresso ao Ensino Superior
Actualmente, existem três tipos de regime para acesso ao Ensino Superior
- Regime Geral
- Regime de Reingresso, Mudança de curso e Transferência
- Concursos Especiais de Acesso e Ingresso

Regime Geral
Considerando o disposto no Decreto Lei n.º 296 – A/98, de 25 Setembro, tem acesso ao Ensino
Superior todos os estudantes habilitados com um curso secundário que façam prova de capacidade
para a sua frequência. A avaliação da capacidade para a frequência é feita através de provas de
ingresso que são fixadas pela Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior sob proposta das
instituições de Ensino Superior. Assim sendo, podem candidatar-se às Licenciaturas do IESF todos os
Alunos que tenham completado o ensino secundário ou habilitação legalmente equivalente até ao ano

9
lectivo de 2007/2008 e que façam prova de capacidade para a frequência do Ensino Superior. Cada
estabelecimento, pode ainda, determinar que estudantes titulares de determinados cursos não
portugueses legalmente equivalentes ao ensino secundário português possam apresentar, em lugar
das provas escolhidas, exames finais de determinadas disciplinas desses cursos.
O IESF exige que os candidatos ao curso de Gestão Financeira e Fiscal realizem a prova de ingresso
de Matemática (18) ou de Economia (05) ou Português (19). No caso de Gestão e Negócios o
candidato terá que realizar obrigatoriamente uma das seguintes provas: Economia (05), Português (19)
ou História (13). A classificação mínima exigida é de 95 pontos na escala de 0 a 200, sendo a nota de
candidatura calculada através da seguinte fórmula: 50% média final do ensino secundário + 50%
classificação da prova de ingresso.

Regime de Reingresso, Mudança de curso e Transferência


Reingresso
Enquadram-se neste regime antigos Alunos do IESF que pretendam ingressar novamente nesta
Instituição. Os interessados deverão efectuar as suas candidaturas na secretaria do IESF, dentro dos
prazos divulgados.

Mudança de Curso
Enquadram-se neste regime todos os estudantes que pretendam inscrever-se num curso superior
diferente daquele em que praticou a última inscrição, no mesmo ou noutro estabelecimento de ensino,
tendo ou não havido caducidade da matrícula.
Nestes casos, os alunos interessados deverão fazer um pedido de equivalências aquando da matrícula
no IESF. Do processo tem de constar o certificado de habilitações com discriminação de disciplinas,
respectivo programa e carga horária bem como o plano de estudos do curso de origem. Os pedidos de
equivalência serão analisados pelo Conselho Científico da escola de forma casuística.

Concursos Especiais de Acesso e Ingresso


Os Concursos Especiais destinam-se a candidatos com situações habilitacionais específicas,
nomeadamente:
• Titulares do Exame Extraordinário de Avaliação de Capacidade para Acesso ao Ensino Superior de
maiores de 23 anos;
• Titulares de cursos superiores, pós-secundários e médios;
• Titulares de matrícula e inscrição em Estabelecimento de Ensino Superior Estrangeiro.

Para mais informações deverá consultar o site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
www.mctes.pt

1.2. Documentos Necessários nas Matrículas e Inscrições


Os documentos necessários à instrução do processo de matrícula e inscrição, qualquer que seja o tipo
de ingresso, são os seguintes:
- Boletim de matrícula fornecido pelo IESF;
- Fotocópia do Bilhete de Identidade e do Cartão de Contribuinte;

10
- Documento comprovativo da titularidade da habilitação com que o estudante se candidata, da
respectiva classificação e da classificação obtida na prova de ingresso, se aplicável.

No caso de mudança de curso é ainda necessário apresentar:


- Certificado de habilitações, com programas e cargas horárias das disciplinas do Curso de origem (no
caso do candidato solicitar pedido de equivalências).

A documentação deve ser entregue em mão na Secretaria ou remetida por correio registado com aviso
de recepção dentro dos prazos divulgados.
Os candidatos que não tenham completado o processo de candidatura dentro dos prazos previstos ou
não tenham atingido a classificação mínima de candidatura, poderão candidatar-se numa 2ª e numa 3ª
fase do processo de admissão, a decorrer durante os meses de Agosto a Outubro, onde serão
colocadas novamente a concurso as vagas sobrantes.

1.3. Prazos e Preços das Matrículas e Inscrições


Os prazos e preços de matrículas e Inscrições são afixados anualmente pelos serviços administrativos
do IESF.

1.4. Vagas
As vagas para os concursos de Ensino Superior são afixadas anualmente nos termos da alínea b) do
nº 1 do artigo 5. do Decreto –Lei nº 296-A/98.

No ano lectivo 2007/2008 o número de vagas foi o seguinte:

Regime GFF GN

Normal 50 45

Concursos Especiais de acesso 3 2

Mudança de Curso 8 7

2. Mestrados / MBAS

2.1 Condições de Ingresso


Os candidatos aos Cursos de Mestrado ou MBA deverão possuir uma licenciatura ou apresentar
currículo com experiência profissional relevante.

2.2. Documentos Necessários nas Matrículas e Inscrições


Os documentos necessários à instrução do processo de matrícula e inscrição são os seguintes:
- Boletim de matrícula fornecido pelo IESF;
- Fotocópia do Bilhete de Identidade e do Cartão de Contribuinte;
- Documento comprovativo da titularidade das habilitações com que o estudante se candidata.

11
2.3. Prazos e Preços das Matrículas e Inscrições
Os prazos e preços de matrículas e Inscrições são afixados anualmente pelos serviços administrativos
do IESF.

G. REGULAMENTOS IMPORTANTES SOBRE A INSTITUIÇÃO


Existem diversos regulamentos importantes sobre as mais diversas temáticas. No entanto, são de
salientar:
- Regulamento Geral dos Cursos;
- Estatutos;
- Regulamento de Avaliação;
- Regulamento do Sistema Europeu da Transferência de Créditos - ECTS.

H. COORDENADOR INSTITUCIONAL ECTS


O Coordenador Institucional ECTS do IESF é representado pelo Mestre João Paulo Peixoto que
simultaneamente é o Presidente da Instituição.

Contactos:
Edifício Heliântia, Avenida dos Sanatórios - 4405-604 Vila Nova de Gaia.
Telefone: +351 227538888
Fax: + 351 227538855
e-mail: jpp@iesf.pt

12
SEGUNDA PARTE: CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

A. GESTÃO E NEGÓCIOS

O Curso de Licenciatura em “Gestão e Negócios” tem como objectivo formar profissionais de Gestão,
capazes de abranger todas as vertentes na área da Gestão Empresarial, dotados de sólida formação
em Economia, Direito, Contabilidade, Métodos Quantitativos, Sistemas de Informação, Marketing e
Gestão de Empresas, sendo que a sua formação confere uma sensibilidade que ultrapassa as
fronteiras da área das Ciências Empresariais em que venham a inserir-se.

Para além dessa formação base, constitui objectivo da Licenciatura a formação de Quadros
Profissionais qualificados para exercer funções relevantes e de responsabilidade ao nível da Gestão
do Marketing e Comercial, da Gestão de Recursos Humanos, da Gestão Financeira e da Gestão Fiscal
das Empresas. A partir da formação obtida no ensino secundário, o Aluno irá, progressivamente,
explorá-la, adquirindo conhecimentos e técnicas cada vez mais avançados, tendo a possibilidade de,
em componentes seleccionadas na área de especialização escolhida, atingir níveis de conhecimento
de ponta.

Terminada a sua formação, o Licenciado estará preparado para gerir empresas ou criar e desenvolver
negócios, saberá analisar problemas concretos na vida empresarial, com conhecimentos muito
específicos ao nível financeiro e fiscal, será competente para investigar, seleccionar e tratar
informação relevante, quer no ambiente externo, quer no interior da organização em que exerce as
suas funções, estará habilitado para fundamentar as suas decisões e pareceres publicamente,
comunicando com grandes públicos e com audiências restritas, de especialistas ou não, mantendo a
vontade e disponibilidade para continuar a aprendizagem ao longo da sua vida.

Constitui ainda objectivo do Curso de Licenciatura em “Gestão e Negócios” que os seus graduados
possam ter acesso à certificação das suas qualificações e competências, em domínios relevantes para
a sua actividade. Cumprindo esse objectivo, o Curso de Licenciatura em “Gestão e Negócios” está
homologado pela Câmara de Técnicos Oficiais de Contas (CTOC) para o acesso à qualificação de
Técnico Oficial de Contas (TOC), bastando para isso realizar as provas de admissão. Para além disso,
os alunos que efectuem a disciplina “Ética dos Negócios” ficam dispensados do 4º Exame, sobre
“Estatuto da CTOC e Código Deontológico dos TOCs”. Finalmente, o “Estágio Curricular” de 600
horas, cumpre também o requisito para efeitos de estágio em processos de admissão na CTOC.

As disciplinas constantes do Curso de Licenciatura no âmbito da Informática estão também


estruturadas de forma a que os seus conteúdos preparem para a certificação de competências no
âmbito das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), pelo Sistema Nacional de Certificação
em Tecnologias de Informação, pela União Europeia e pela Fundação ECDL (European Computer
Driving License), e ainda pela Microsoft Corporation.
Os alunos que tenham completado com sucesso todas as Disciplinas, no final do 4º semestre, podem
obter um Diploma de Estudos Superiores (DIPLOMA SUPERIOR EM NEGÓCIOS DE EMPRESAS)
reconhecido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Este Diplomas de Estudos
Superiores deve ser considerados como uma mais-valia determinante no curriculum académico dos
alunos do IESF, numa altura em que a dupla certificação e a certificação de competências estão na
ordem do dia.

13
ESTRUTURA CURRICULAR

DISCIPLINAS DOCENTES ECTS


Prof. Doutor Pedro Arroja
1º Sem. Economia da Empresa 6
Dra. Ana Canavarro
Métodos e Técnicas em Economia e Finanças Prof. Doutor Paulo Teles 6
Ateliers de Comunicação Dra. Fátima Araújo 6
Gestão Emocional e Dinâmica de Grupo Prof. Doutor Jorge Sequeira 6
Contabilidade I Dra. Paula Nunes 6
Prof. Doutor Pedro Arroja
2º Sem. Mercados Financeiros 6
Dr. Manuel Leite
Análise da Informação e Controlo de Riscos Prof. Doutor Paulo Teles 6
Gestão de Empresas Prof. Doutor Henrique Diz 6
Direito dos Negócios Mestre Francisco Reis Lima 6
Contabilidade II Dra. Paula Nunes 6

DISCIPLINAS DOCENTES ECTS


3º Sem. Contabilidade de Gestão Dra. Graça Maciel 6
Finanças da Empresa Prof. Doutora Cláudia Ribeiro 6
Marketing Mestre Teresa Fernandes 6
Inovação e Empreendedorismo Prof. Doutor Henrique Diz 6
Opção 6
4º Sem. Políticas Macroeconómicas Prof. Doutor Álvaro Almeida 6
Gestão de Recursos Humanos Prof. Doutor Jorge Sequeira 6
Marketing de Serviços Mestre Teresa Fernandes 6
Sistemas de Informação de Gestão Mestre Elizabete Maciel 6
Opção 6

DISCIPLINAS DOCENTES ECTS


5º Sem. Gestão Comercial e Técnicas de Negociação Dr. Paulo Ferreira do Amaral 6
Ética dos Negócios Dr. José Lemos 6
Opção 6
Opção 6
Opção 6
6º Sem. Estágio 30

DISCIPLINAS DE OPÇÃO DOCENTES ECTS


3º Sem. Gestão Fiscal (IRS) Dr. Luís Bandeira 6
Comunicação e Imagem Dr. Carlos Magno 6
4º Sem. Gestão Fiscal (IRC) Dr. Silva Dias 6
Gestão Financeira Prof. Doutora Cláudia Ribeiro 6
Direito das Empresas Dr. Luís Bandeira 6
5º Sem. Finanças Internacionais Prof. Doutor Álvaro Almeida 6
Gestão Fiscal (IVA) Dr. Emanuel Lima 6
Gestão Fiscal (Tributação do Património) Dr. Silva Dias 6
Comércio Internacional Prof. Doutor José Azeredo 6
Seminários Mestre João Paulo Peixoto 6

14
B. GESTÃO FINANCEIRA E FISCAL

O Curso de Licenciatura em “Gestão Financeira e Fiscal” tem como objectivo formar profissionais de
Gestão, com profundos conhecimentos das áreas Financeira e Fiscal, dotados de sólida formação em
Economia, Direito, Contabilidade, Métodos Quantitativos, Sistemas de Informação e Gestão de
Empresas.

Para além dessa formação base, constitui objectivo da Licenciatura a formação de Quadros
Profissionais qualificados para exercer funções relevantes e de responsabilidade ao nível da Auditoria,
da Gestão Financeira e da Gestão Fiscal das Empresas.

A partir da formação obtida no ensino secundário, o Aluno irá, progressivamente, explorá-la, adquirindo
conhecimentos e técnicas cada vez mais avançados, tendo a possibilidade de, em componentes
seleccionadas na área de especialização escolhida, atingir níveis de conhecimento de ponta.
Finalmente, através da imersão em estágio profissional curricular numa Empresa, o Licenciado teve a
oportunidade de exercer funções contendo actividades concretas ligadas ao exercício da profissão de
Gestor de Empresas.

Terminada a sua formação, o Licenciado saberá analisar problemas concretos na vida empresarial,
com conhecimentos muito específicos ao nível financeiro e fiscal, será competente para investigar,
seleccionar e tratar informação relevante, quer no ambiente externo, quer no interior da organização
em que exerce as suas funções, estará habilitado para fundamentar as suas decisões e pareceres
publicamente, comunicando com grandes públicos e com audiências restritas, de especialistas ou não,
mantendo a vontade e disponibilidade para continuar a aprendizagem ao longo da sua vida.

Constitui ainda objectivo do Curso de Licenciatura em “Gestão Financeira e Fiscal” que os seus
graduados possam ter acesso à certificação das suas qualificações e competências, em domínios
relevantes para a sua actividade.

O Curso de Licenciatura em “Gestão Financeira e Fiscal” está homologado pela Câmara de Técnicos
Oficiais de Contas (CTOC) para o acesso à qualificação de Técnico Oficial de Contas (TOC), bastando
para isso realizar as provas de admissão. Para além disso, os alunos que efectuem a disciplina “Ética
dos Negócios” ficam dispensados do 4º Exame, sobre “Estatuto da CTOC e Código Deontológico dos
TOCs”. Finalmente, o “Estágio Curricular” de 600 horas, cumpre também o requisito para efeitos de
estágio em processos de admissão na CTOC.

As disciplinas constantes do Curso de Licenciatura no âmbito da Informática estão também


estruturadas de forma a que os seus conteúdos preparem para a certificação de competências no
âmbito das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), pelo Sistema Nacional de Certificação
em Tecnologias de Informação, pela União Europeia e pela Fundação ECDL (European Computer
Driving License), e ainda pela Microsoft Corporation.

Os alunos que tenham completado com sucesso todas as Disciplinas, no final do 4º semestre, podem
obter um Diploma de Estudos Superiores (DIPLOMA SUPERIOR EM GESTÃO DE EMPRESAS)
reconhecido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Este Diplomas de Estudos
Superiores deve ser considerados como uma mais-valia determinante no curriculum académico dos
alunos do IESF, numa altura em que a dupla certificação e a certificação de competências estão na
ordem do dia.

15
ESTRUTURA CURRICULAR

DISCIPLINAS DOCENTES ECTS


Prof. Doutor Pedro Arroja
1º Sem. Economia da Empresa 6
Dra. Ana Canavarro
Métodos e Técnicas em Economia e Finanças Prof. Doutor Paulo Teles 6
Ateliers de Comunicação Dra. Fátima Araújo 6
Gestão Emocional e Dinâmica de Grupo Prof. Doutor Jorge Sequeira 6
Contabilidade I Dra. Paula Nunes 6
Prof. Doutor Pedro Arroja
2º Sem. Mercados Financeiros 6
Dr. Manuel Leite
Análise da Informação e Controlo de Riscos Prof. Doutor Paulo Teles 6
Gestão de Empresas Prof. Doutor Henrique Diz 6
Direito dos Negócios Mestre Francisco Reis Lima 6
Contabilidade II Dra. Paula Nunes 6

DISCIPLINAS DOCENTES ECTS


3º Sem. Contabilidade de Gestão Dra. Graça Maciel 6
Finanças da Empresa Prof. Doutora Cláudia Ribeiro 6
Marketing Mestre Teresa Fernandes 6
Gestão Fiscal (IRS) Dr. Luís Bandeira 6
Opção 6
4º Sem. Políticas Macroeconómicas Prof. Doutor Álvaro Almeida 6
Gestão Financeira Prof. Doutora Cláudia Ribeiro 6
Sistemas de Informação de Gestão Mestre Elizabete Maciel 6
Gestão Fiscal (IRC) Dr. Silva Dias 6
Opção 6

DISCIPLINAS DOCENTES ECTS


5º Sem. Finanças Internacionais Prof. Doutor Álvaro Almeida 6
Gestão Fiscal (IVA) Dr. Emanuel Lima 6
Opção 6
Opção 6
Opção 6
6º Sem. Estágio 30

DISCIPLINAS DE OPÇÃO DOCENTES ECTS


3º Sem. Comunicação e Imagem Dr. Carlos Magno 6
Inovação e Empreendedorismo Prof. Doutor Henrique Diz 6
4º Sem. Gestão de Recursos Humanos Prof. Doutor Jorge Sequeira 6
Marketing de Serviços Mestre Teresa Fernandes 6
Direito das Empresas Dr. Luís Bandeira 6
5º Sem. Ética dos Negócios Dr. José Lemos 6
Gestão Comercial e Técnicas de Negociação Dr. Paulo Ferreira do Amaral 6
Gestão Fiscal (Tributação do Património) Dr. Silva Dias 6
Seminários Mestre João Paulo Peixoto 6
Comércio Internacional Prof. Doutor José Azeredo 6
Gestão de Empresas II Dr. Paulo Ferreira do Amaral 6

16
TERCEIRA PARTE: INFORMAÇÕES GERAIS

A. FORMALIDADES PARA A ENTRADA E PERMANÊNCIA EM PORTUGAL


Para entrar em território português, todos os estudantes deverão ser portadores de um documento de
viagem válido, ou seja Passaporte.
Todos os estudantes nacionalizados por um dos estados membros da União Europeia e os nacionais
de outros países signatários da Convenção Schengen poderão apresentar o seu Bilhete de Identidade
Nacional.
A lei portuguesa acolhe a livre circulação de estudantes entre os Estados Membros da União Europeia
e do espaço Schengen, bem como a admissão de estudantes de outros países para efectuar períodos
de estudos ou investigação científica.
São sujeitos a controlo nos postos de fronteira os indivíduos que entrem em território nacional sempre
que provenham de países não signatários da Convenção Schengen. Os portadores do visto de
estudos vindos de outro país signatário da Convenção são obrigados a declarar a sua entrada no
prazo de três dias úteis a contar da data de entrada (a declaração pode ser feita junto dos Serviços de
Estrangeiros e Fronteiros).
Para mais informações poderá consultar o site dos Serviços de Estrangeiros e Fronteiras www.sef.pt.

Visto de Estudos
Os alunos nacionais de países fora do âmbito da União Europeia e do espaço Schengen necessitam
do Visto de Estudos. O Visto de Estudos pode ser obtido junto da representação diplomática no seu
país (isto é, junto da Embaixada ou Consulado Português) e é válido para múltiplas entradas em
território português podendo ser concedido para permanência até um ano (prorrogável).
Se for acompanhado por familiares, estes deverão solicitar um Visto de Estadia Temporária junto da
mesma representação diplomática portuguesa no estrangeiro.

Autorização de Residência
Todos os alunos oriundos de países da União Europeia e de outros países signatários da Convenção
Schengen deverão solicitar a autorização de residência dentro do prazo de 90 dias a contar da data de
entrada em território nacional.

17
Resumo

Quem precisa?

Todos. No entanto, os nacionais de um estado membro da União Europeia e os


Passaporte nacionais de outros países signatários da Convenção Schengen podem utilizar o
Bilhete de Identidade nacional.

Todos os estudantes e investigadores oriundos de países fora da União Europeia


Visto de Estudos
ou de países signatários da Convenção Schengen.

Todos os estudantes e investigadores oriundos de países da União Europeia ou


Certificado de
de países signatários da Convenção Schengen devem solicitar o cartão de
Residência
residência dentro do prazo de 90 dias a partir da data de entrada em Portugal.

Visto de Estadia
Membros da família de estudantes portadores do visto de estudos.
Temporária

Para mais informações deverá consultar o site do Ministério dos Negócios Estrangeiros: www.min-
estrangeiros.pt/mne/estrangeiro/

B. ACESSOS E LOCALIZAÇÃO DO IESF


O Instituto de Estudos Superiores Financeiros e Fiscais situa-se no Edifício Heliântia, Avenida dos
Sanatórios - 4405-604 Vila Nova de Gaia.
Para se deslocar até às nossas instalações, identificamos algumas possibilidades que consideramos
facilitar o acesso.

1. Viatura Própria

Do norte (Braga):
Deverá entrar na auto-estrada A3 no sentido Braga / Porto.
Seguidamente deverá dirigir-se para a IC23 em direcção ao sul (Gaia / Ponte da Arrábida), onde
encontrará a IC1 que deve abandonar na saída para Espinho. Uma vez na N109 deverá seguir em
direcção a Francelos. Na saída para Francelos, encontrará uma rotunda onde deverá virar na primeira
à direita. Siga em direcção às praias e entrará na Avenida de Francelos. No fim da Avenida deverá
virar novamente à direita entrando na Avenida dos Sanatórios. O Edifício Heliântia encontra-se ao fim
desta Avenida à esquerda, antes de uma rotunda.
A distância Braga / IESF é de aproximadamente 65 Km e a duração da viagem é de cerca de 1 hora.

Do norte (Porto):
Deverá dirigir-se para IC1 (mais conhecida por Via de Cintura Interna) em direcção ao sul (Gaia /
Ponte da Arrábida), que deverá abandonar na saída para Espinho. Uma vez na N109 deverá seguir
em direcção a Francelos. Na saída para Francelos, encontrará uma rotunda onde deverá virar na
primeira à direita. Siga em direcção às praias e entrará na Avenida de Francelos.

18
No fim da Avenida deverá virar novamente à direita entrando na Avenida dos Sanatórios. O Edifício
Heliântia encontra-se ao fim desta Avenida à esquerda, antes de uma rotunda.
A distância Porto / IESF é de 15 Km e a viagem dura cerca de 20 minutos.

Do Sul (Lisboa):
Deverá entrar na auto-estrada A1 em direcção ao norte. Deverá sair na saída dos Carvalhos, entrar na
A29 seguindo a direcção de Espinho e entrar na IC1 (Gaia / Ponte da Arrábida). Uma vez na N109
deverá seguir em direcção a Francelos. Na saída para Francelos, encontrará uma rotunda que deverá
virar na primeira à direita. Segue em direcção às praias e entrará na Avenida de Francelos. No fim da
Avenida deverá virar novamente à direita entrando na Avenida dos Sanatórios. O Edifício Heliântia
encontra-se ao fim desta Avenida à esquerda, antes de uma rotunda.
A distância Lisboa / IESF é de aproximadamente 300 km e a viagem dura cerca de 3 horas.

Se pretender saber informações relativas ao custo de portagens deverá consultar o site da Brisa:
www.brisa.pt.

2. Comboio
Vila Nova de Gaia está integrada na linha Porto-Aveiro dos Comboios de Portugal (CP). A CP
disponibiliza um conjunto de serviços aos seus clientes nomeadamente: serviço Urbano Porto e
Lisboa; serviço Alfa-Pendular; serviço Regional e o serviço Intercidades. Se decidir deslocar-se até às
nossas instalações por Comboio, a saída mais próxima é o Apeadeiro de Francelos, no entanto, só o
serviço urbano do Porto da CP contempla este Apeadeiro.

A partir de Braga:
Os serviços da CP são disponibilizados entre as 5 e as 22 horas.
A duração da viagem varia entre 1 e 2 horas; os custos variam conforme o tipo de serviço.

A partir do Porto:
Os horários dos comboios urbanos com destino a Valadares compreendem-se entre as 5 e as 23h. A
duração varia entre 10 a 12 minutos e o preço é de 1€.

A partir de Lisboa:
Neste caso, o serviço mais aconselhado é o Alfa Pendular e está disponível entre as 7 e as 21 horas.
A duração varia entre 2 horas e 45 minutos a 3 horas consoante o tipo de serviços.

19
Notas:
Nos casos de Braga e Lisboa terá que apanhar dois comboios: um em direcção ao Porto ou Gaia
(Estação das Devesas) e outro em direcção a Francelos. Contudo, poderá sempre optar por serviços
de táxi ou de autocarro a partir das estações principais.
Para mais informações relativas a comboios, horários e preços de bilhetes deverá consultar o site da
Comboios de Portugal www.cp.pt.

3. Avião
O Aeroporto Francisco Sá Carneiro está situado numa importante zona industrial e comercial do país,
localizando-se a 11 Km da cidade do Porto.
Os horários dos voos nacionais compreendem-se entre as 7 horas e 30 minutos e as 21 horas e 50
minutos, e a duração do voo é de cerca de 40 minutos entre Lisboa e o Aeroporto Francisco Sá
Carneiro. Os preços variam conforme as tarifas em vigor rondando os 86€.
A partir do aeroporto pode optar por vários transportes para deslocação sendo os mais aconselhados o
aluguer de viaturas ou os serviços de táxis.

Rent-a-car
O preço semanal de aluguer dum automóvel do tipo B (automóveis ligeiros) ronda os 225€.
Para se deslocar do Aeroporto até ao IESF terá que apanhar a IC1 em direcção ao Porto/ Matosinhos,
seguidamente sair em direcção à Ponte da Arrábida que deverá abandonar na saída para Espinho.
Uma vez na N109 deverá seguir em direcção a Francelos. Na saída para Francelos, encontrará uma
rotunda onde deverá virar na primeira à direita. Siga em direcção às praias e entrará na Avenida de
Francelos. No fim da Avenida deverá virar novamente à direita entrando na Avenida dos Sanatórios. O
Edifício Heliântia encontra-se ao fim desta Avenida à esquerda, antes de uma rotunda.

Táxi
À saída do aeroporto estão sempre disponíveis táxis para deslocação. Os preços variam conforme os
km realizados e os horários praticados, sendo o preço médio de 0,11€ por km.

Autocarro/metro/comboio:
Via autocarro e metro (mais rápido):
Entre no autocarro nº 87 com destino à Cordoaria (tempo de espera médio de 15 minutos), saia na
paragem Pedras Rubras (estação) e vá a pé (5 minutos) até à estação de metro. Entre no metro na
linha B, sentido Estádio do Dragão e saia na Trindade; entre no metro linha D, sentido Câmara de Gaia
universitário e saia na paragem de General Torres. Seguidamente vá a pé até à estação de comboio
General Torres (5 minutos), apanhe um comboio suburbano e saia no apeadeiro de Francelos. O IESF
fica a cerca de 5 minutos a pé.
A viagem tem duração média de 1 hora e 40 minutos (inclui tempo de espera e de viagem) e tem o
custo de 3,07€.

20
Via autocarro (menos transbordos):
Vá a pé até à paragem Pedras Rubras (6 minutos), entre no autocarro nº 601 com destino à Cordoaria.
Saia na paragem Pr. da Galiza (tempo de percurso – 51 minutos), aí entre no autocarro nº 96 com
destino a Francelos – Praias (tempo de percurso - 50 minutos) e saia na paragem Francelos – Praias.
O IESF fica a cerca de 50 metros da praia.
A viagem tem duração de 2 horas e 5 minutos (inclui tempo de espera e de viagem) e tem o custo de
2,25€.

Para mais informações relativas a horários e preços de bilhetes deverá consultar o site da Ana
Aeoroportos www.ana-aeroportos.pt.

4. Expresso

A partir de Lisboa
Os horários compreendem-se entre as 7 e as 21 horas (ao fim de semana podem sofrer alterações).
A duração varia entre as 3 horas e 30 minutos e as 4 horas;
O preço da viagem é de 14€.
A distância é cerca de 315 km.

A partir de Braga
Os horários compreendem-se entre as 6 e as 23 horas (ao fim de semana podem sofrer alterações).
A duração é cerca de 1 h e 15 m.
O preço da viagem varia entre 3,60€ e 4.80€.
A distância é cerca de 55 km.

Nota: As viagens oferecidas por este serviço só contemplam até ao destino do Porto, pelo que para se
deslocar até Francelos deverá escolher outro meio de transporte.

C. ALOJAMENTO
Em Vila Nova de Gaia poderá encontrar uma vasta lista de hotéis, alojamentos turísticos e
residenciais. No entanto, os mais próximos do IESF são o Hotel Casa Branca (4 estrelas) e o Park
Hotel (1 estrela), situados a 5 kms de distância.

Casa Branca Beach & Golf Hotel


Localizado na Praia de Lavadores, junto à foz do Rio Douro e a escassos minutos do centro Histórico
do Porto, o Casa Branca dispõe de 56 quartos e 4 suites de luxo.
Contactos:
Rua da Bélgica, 96 – 4400-044 Vila Nova de Gaia
Telefone: + 351 227727418; Fax: +351 227813691
Para mais informações consulte o site www.casabranca.com.

21
Park Hotel
Aberto todo o ano e a escassos minutos do IESF, o Park Hotel dispõe de 112 quartos.
Contactos:
Rua da Bélgica, 3172 – 4400-049 Vila Nova de Gaia.
Telefone: +351 220425100; Fax: +351 220125199
Para mais informações consulte o site www.parkhotel.pt.

No anexo I, poderá consultar mais informações sobre hotéis e residênciais próximas do Instituto.

Nota: Poderá também optar pelo aluguer de quartos a particulares através de anúncios no IESF ou na
Internet. Os preços rondam os 250€ por mês (despesas incluídas).

D. BANCOS
No anexo II, poderá consultar uma lista de agências, próximas do IESF, das mais diversas instituições
financeiras.

E. FACILIDADES MÉDICAS
Se necessitar de algum serviço de saúde, poderá recorrer aos seguintes centros e hospitais mais
próximos:

1. Centros de Saúde
O centro de saúde mais próximo do IESF é o de Valadares e dista a 4 km do Edifício Heliântia.
O centro situa-se na Rua da Boa Nova – 325, 4405-535 Valadares.
Poderá entrar em contacto com o centro através dos números: +351 227125042 ou +351 227124983.
2. Hospitais
Hospital da Arrábida - O Hospital Privado da Arrábida situa-se junto à ligação da auto-estrada Porto -
Lisboa, perto da Ponte da Arrábida, na zona alta de Vila Nova de Gaia, no Complexo do Arrábida
Shopping. A entrada faz-se ou pela Praceta Henrique Moreira n.º 150 ou por um dos dois parques de
estacionamento subterrâneos da Arrábida Shopping.

Hospital Público de Vila Nova de Gaia - O Centro Hospitalar Público de Vila Nova de Gaia é
constituído pelo Hospital Eduardo dos Santos Silva (Unidade I) e pelo Hospital Distrital de Vila Nova de
Gaia (Unidade II). O Hospital Eduardo Santos Silva situa-se na Rua Conceição Fernandes, 4430 Vila
Nova de Gaia e o telefone é o +351 227865100. O Hospital Distrital de Vila Nova de Gaia situa-se na
Rua Doutor Francisco Sá Carneiro, 4400-189 Vila Nova de Gaia e o Contacto é o +351 223778100.
Linha Azul: 800 205 687.

3. Farmácias:
A farmácia mais próxima do Edifício Heliântia é a Farmácia de Francelos que se situa na Avenida de
Francelos, nº 611, 4405-693 Vila Nova de Gaia.
Contacto:+351 227623645

22
Outras Farmácias de Vila Nova de Gaia:
Farmácia Macedo
Rua Doutor Cândido dos Reis nº 163
4400 Vila Nova de Gaia.

Farmácia da Madalena
Rua Tapada da Marinha, nº 348
4405 Madalena.

Farmácia Castelo Branco


Rua Castelo Branco, nº 135
4400 Vila Nova de Gaia.

Farmácia S. Félix da Marinha


Rua de São Félix nº 940
4400 Vila Nova de Gaia.

Farmácia Central (Valadares)


Rua Professor Amadeu Santos
4405-594 Valadares.

Farmácia Moura
Rua do Jardim, nº 1758
4405 Vilar do Paraíso.

Farmácia Pestana
Rua Salvador Brandão, nº 585
4405 Gulpilhares.
Para mais informações e para aferir quais as farmácias de serviço consulte o site da Associação
Nacional das Farmácias: www.anf.pt.

F. ALIMENTAÇÃO
1. Cantina / Snack Bar
O IESF dispõe de uma cantina e bar para alunos, professores e funcionários. O bar está aberto de
segunda a sexta-feira das 8h30 às 22h e aos Sábados das 9h às 13h. Semanalmente, são
seleccionadas refeições diárias a serem servidas na semana seguinte que vão desde o famoso arroz
de pato, francesinhas, macarrão gratinado no forno ou bacalhau com natas.
O preço do menu económico (inclui prato, café, sopa, água) ronda os 4€ e o preço do café ronda os
0.50€.

23
2. Restaurantes
Se preferir almoçar ou jantar fora, existem alguns restaurantes nas redondezas, nomeadamente:
• A Cozinha do Português: Rua José Monteiro Castro Portugal, nº 12, Valadares;
• Agudamar – Avenida Jorge Correia, nº 641,Arcozelo;
• Dom Marisco – Avenida Gago Coutinho,nº 792, Gulpilhares;
• Assador típico – Avenida da República, 872, r/c traz, Mafamude;
• Dorna velha – Rua das Oliveiras, 340 - Madalena.
Pode sempre consultar, para mais informações, o site do Netmenu: www.netmenu.pt.

G. CUSTO DE VIDA
Apresentamos de seguida, os preços aproximados de alguns bens básicos:

Bem Custo Aproximado

Leite 0,80€/litro

Manteiga 6,€/kg

Arroz 2,30€/kg

Óleo 1,2€/litro

Azeite 7€/l

Fiambre 4€/kg

Queijo 7€/kg

Cigarros 2,90€/pacote

H. SEGURO ESCOLAR
Todos os alunos beneficiam de um seguro escolar, tipo acidentes pessoais.
Coberturas:
Despesas Tratamento 3.500,00€
Invalidez Permanente 15.000,00€
Morte 7 500,00€
Responsabilidade Civil 2 500,00€

I. BOLSAS DE ESTUDO
Existem dois tipos de bolsas atribuídas aos alunos do IESF. Uma bolsa promovida pelo próprio
Instituto e outra promovida pelo Ministério da Educação.

Bolsa Concurso Alunos Distintos


Escolher o IESF é uma opção correcta para quem pretende formação em Gestão numa escola
superior direccionada para o estudo prático de áreas específicas da Gestão como a financeira, fiscal,
comercial ou do marketing. Para ajudar os candidatos aos nossos cursos no início dos seus estudos
superiores, o IESF lançou o concurso "Alunos Distintos", que premeia com a frequência gratuita do 1º
semestre do 1º ano os alunos com melhor média de entrada.

24
Bolsas do Ministério da Educação
A Direcção de Serviços de Acção Social integrada desde 2003 na Direcção Geral de Ensino Superior
do Ministério da Ciência, Inovação e Ensino Superior criou um programa próprio de atribuição de
bolsas para estudantes do ensino superior não público. Os alunos interessados em candidatar-se a
esta bolsa de estudos, afectas ao Fundo de Acção Social – FAS, devem realizar candidatura, em
formulário próprio que pode ser adquirido junto de cada estabelecimento de ensino, nos prazos
anualmente fixados em Edital próprio.
Para mais informações deverá consultar o site da Direcção de Acção Social
www.asocialensinosuperior.pt.

J. CURSOS DE LÍNGUAS
Acreditando que os alunos devem aperfeiçoar e melhorar as suas competências, todos os anos, são
desenvolvidos cursos de línguas e de informática a que os alunos do IESF se podem inscrever.
Algumas edições promovidas no passado: Inglês para Gestores; Inglês Comercial; Espanhol para
Gestores; Espanhol Comercial; Curso de Certificação de Microsoft Office; Curso Prático de
Especialista em Word, Curso Prático de Especialista em Excel, entre outros.

I. ASSOCIAÇÕES
Associação de Estudantes
Os alunos têm assumido, desde a criação do IESF, um papel activo na orientação dos destinos da
escola, através da Associação de Estudantes.
A Semana Académica do IESF é uma das mais importantes iniciativas da Associação de Estudantes e
das Comissões de Finalistas. Acontece normalmente na primeira quinzena de Maio e inclui actividades
recreativas, culturais e desportivas.

Iniciativas promovidas pela Associação de Estudantes:


- Festas temáticas: por exemplo a Beer Parties ou as HipHop& Cia;
- “Jantarada do aluno” – encontro mensal;
- Campeonato de Futsal – Local, Regional e Académico;
- Fim de Semana Radical “Gerês 2006”(caça ao tesouro, paintball, escalada, rapell, pontes flutuantes,
via ferrata, etc);
- Cerimónia Queima das Fitas;
- Participação Queima das Fitas do Porto (primeira semana de Maio situado no parque da cidade do
Porto);
- Participação Semana Académica do IESF;
- Participação Maio Florido (mês de Maio, na Freguesia de Valadares: Palco, “barraquinha”; cortejo
florido; etc).

25
AIESEC – Associação Internacional de Estudantes de Ciências Económicas e Empresariais
A AIESEC é uma Associação de carácter internacional que tem já largos anos de experiência, muitos
contactos e notoriedade no estrangeiro, ao nível de instituições de ensino superior e entidades
empregadoras e outros organismos de interesse. Assim, esta entidade promove diversas actividades
extra-curriculares dirigidas a alunos do ensino superior das áreas da Gestão e da Economia,
desenvolvendo programas no âmbito da mobilidade de estudantes, estágios no estrangeiro, acesso a
jogos de simulação, projectos de investigação, entre outras. Mantendo uma colaboração regular com o
Núcleo da AIESEC-Porto-FEP, na Faculdade de Economia do Porto, o IESF tem-se afirmado como um
novo pólo desta organização, nomeadamente através da sua participação no Programa Internacional
de Intercâmbio de Estágios, que permitiu a vários alunos do Instituto enriquecerem a sua experiência
profissional através da realização de estágios em empresas estrangeiras.

N. CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO, SALAS DE ESTUDO E INFORMÁTICA


Centro de Documentação
O Centro de Documentação do IESF é uma estrutura constituída para criar condições e promover a
actividade de investigação. O Centro de Documentação consta de 2 pisos e tem uma área total de 110
m2, proporcionando 50 lugares de leitura. Das características gerais salientam-se a mobilidade, a
ligação à sala de computadores/multimédia e à sala de estudo e a vertente de especialização nas
áreas financeira, fiscal e de gestão. Actualmente estão disponíveis cerca de 3000 títulos e 200
publicações periódicas.
Horário: 2ª a 6ª feira das 9h00 – 20h00

Sala de Estudo e Salas de Informática


Os alunos do IESF têm à sua disposição uma Sala de Estudo, junto à Biblioteca (sala 2.7), de livre
acesso em qualquer horário, e quatro Salas de Informática, nos pisos 0 (sala 2.6), -1 (sala 1.6) e 1
(salas 3.5 e 3.6). O IESF reserva-se o direito de as encerrar, excepcionalmente, sempre que aí decorra
uma aula ou outro tipo de actividade. Os alunos podem ainda utilizar qualquer sala de aula que se
encontre livre.
Nas Salas de Informática, todas as estações de trabalho têm acesso gratuito à Internet. O IESF está
integrado na iniciativa e-U disponibilizando em todo o edifício o acesso à Internet através de uma rede
sem fios.
Horário: 2ª a 6ª feira das 9h00 – 22h00.

O. ACTIVIDADES EXTRA-CURRICULARES E DE LAZER


Existem muitos lugares de interesse que poderá desfrutar em Vila Nova de Gaia que vão desde
Parques Biológicos, Museus, praias ou campos de Golfe. Registamos alguns contactos que talvez
possam interessar:

Parque Biológico de Gaia (Parque Municipal)


Parque Biológico de Gaia, 4430-757 Avintes
Telefone: + 351 227878120
Site: www.parquebiologico.pt

26
Quinta de Santo Inácio (Parque, Solar, Restaurante e Zoo)
Rua 5 de Outubro nº 4503, 4430-809 Avintes
Telefone: +351 227878500
Site: www.quintasi.pt

Mosteiro da Serra do Pilar


Largo de Aviz, 4430-329 Vila Nova de Gaia

Mosteiro de Pedroso
Largo da Igreja, 4415 Pedroso
Telefone: +351 227842042

Clube de Golfe Quinta do Fojo


Rua Quinta do Fojo, 4400 Vila Nova de Gaia
Telefone: +351 227727070

Clube de Golf de Miramar


Avenida Sacadura Cabral, 4405-013 Arcozelo
Telefone: +351 227622067
Site: www.clubdegolfdemiramar
Para mais informações pode sempre consultar o site www.gaiaglobal.pt

27
ANEXOS

28
Hotel Hotel Novotel Hotel Íbis
Hotel Meliá ParK Hotel
Holiday Inn Mercure Porto Porto
Gaia Porto**** *
**** **** Gaia *** Gaia **
Categoria 4 estrelas 4 estrelas 4 estrelas 3 estrelas 2 estrelas 1 estrela

Rua Manuel Rua Mártires de


Rua Diogo de Av. República, Lugar das Chãs - Rua da Bélgica,
Endereço Macedo, 220 2038
Moreira Barros,
Afurada
S. Sebastião,
3172
618 D 243 - Afurada

Código Postal 4400-107 4430 - 195 4400 4400 - 499 4400 - 499 4400-049

Vila Nova de Vila Nova de Vila Nova de Vila Nova de


Localidade Vila Nova de Gaia Vila Nova de Gaia
Gaia Gaia Gaia Gaia

+351 +351 +351 +351 +351 +351


Telefone
2237475 00 223742600 2237408 00 227728700 227720772 220125100
+351 +351 +351 +351 +351 +351
Fax
223747576 223742620 223740801 227728701 227720788 220125199
www.hotelmeliagaiap www.holiday- www.accor- www.novotel.co www.accorhotels www.parkhotel.p
Site orto.com inn.com hotels.com m .com t

melia.gaia.porto@sol holiday.inn.prt@ma h3747@accor- h1050@accor- h1274@accor- geral@parkhotel.


e-mail melia.com il.telepac.pt hotels.com hotels.com hotels.com pt
1 de Janeiro
Período de 1 de Janeiro 1 de Janeiro 1 de Janeiro 1 de Janeiro 1 de Janeiro
31 de
funcionamento 31 de Dezembro 31 de Dezembro 31 de Dezembro 31 de Dezembro
Dezembro
31 de Dezembro

Capacidade 338 Camas 184 Camas 104 Quartos 216 Camas 143 Camas

Preço médio 88€ / noite 50€ / noite 50€ / noite 45€ / noite 45€ / noite 37€ / noite

4 salas de
Espaços p/ Espaços p/ Espaços
Espaços p/ reuniões e pequena e
Outras reuniões e reuniões e p/reuniões e
congressos de 20 a média dimensão
informações 400 pax
congressos de 35 a
para reuniões e
congressos de 50 congressos de
200 pax a 200 pax 12 a 80 pax
congressos

29
Pe n s ã o Pe n s ã o Pe n s ã o Pe n s ã o Apartamentos
Albergaria
Davilina Residêncial Residencial S. Residencial Turísticos
Cervantes
Residencial Requinte Luís Orla Marítima Céu Azul

Categoria 2 estrelas 2 estrelas 3 estrelas 4 estrelas 3 estrelas 3 estrelas

Rua de Av. da
Av. da Rua do Bairro Rua dos Av. Gago
Endereço Gulpilharinhos, República,
República, 1571 Japonês, 2 Combatentes Coutinho, 1223
478 1559

Código Postal 4430 - 195 4405-026 4405-648 4430 - 230 4405-738 4405-710

Vila Nova de Vila Nova de Vila Nova de Vila Nova de


Localidade Vila Nova de Gaia Vila Nova de Gaia
Gaia Gaia Gaia Gaia
+351 +351 +351 +351 +351 +351
Telefone
223757521 227624076 227623683 22 3745910 227626080 227625400
+351 +351 +351 +351 --------------------- +351
Fax
223757571 227626136 227623749 22374 5911 - 22 7627548
www.apartame www.apartame
www.albergariac
Site ----------------------- ------------------------- -------------------------- ntosceuazul.co ntosceuazul.co
ervantes.com
m m
www.davilina@n residencialrequinte Cervantes1559 geral@apartam geral@apartam
e-mail --------------------------
etc.pt @mail.telepac.pt @iol.pt entos entos
1 de Janeiro 1 de Janeiro 1 de Janeiro
Período de 1 de Janeiro a 1 de Janeiro 1 de Janeiro
31 de 31 de 31 de
funcionamento 31 de Dezembro 31 de Dezembro 31 de Dezembro
Dezembro Dezembro Dezembro
7
Capacidade 36 Camas 25 Camas 35 Camas 96 Camas 9 Camas apartamentos
T1 e 3 T2
20 a 30€ / 50 a 105€ /
Preço médio 30€ / noite 25€ / noite 25€ / noite 41€ / noite
noite noite
Espaços
Sala para Sala para
Outras --------------------- p/reuniões e
----------------------- Reuniões até 20 -------------------------- Reuniões até
informações - congressos até
pax 15 pax
52 pax

30
Entidade Endereço Localidade Contacto
Banco Internacional do Rua Boavista Estrada BI F-408-r/c Arcozelo +351 227536510
Funchal

Rua Bélgica nº 3361 Canidelo +351 223706136


Banco Espírito Santo

Banco Português do Rua do Corvo, nº 692 Arcozelo +351 22730080


Investimento

Avenida da República nº 1174 Vila Nova de Gaia +351 223705172


Milennium BCP

Rua Doutor Milheiro nº 38 Arcozelo +351 227300920


Banco Santander Totta

Rua do Corvo, nº 726 Arcozelo +351 227533291


Caixa Geral de Depósitos

Avenida da República nº 1342 Vila Nova de Gaia +351 223745970


Caixa de Crédito Agrícola

Avenida da República nº 2025 Vila Nova de Gaia +351 223700494


Caixa de Ahorros de Galicia

Avenida Doutor Moreira Sousa nº 3495 Pedroso +351 227470660


Finibanco

31