Vous êtes sur la page 1sur 2

Dicas de Português - Prof.

Paulo Hernandes

  Dica n.º 85 - Sexta, 24.05.2002 www.paulohernandes.pro.br  


     
Palavras e expressões latinas de uso corrente em português  

Além dos milhares de vocábulos portugueses de origem latina, são muitas vezes empregadas palavras e expressões na forma
original. Encontramo-las às centenas tanto na linguagem técnica como na que utilizamos no dia-a-dia. Vejamos algumas, seu
significado e exemplo de emprego:

Ad hoc (para isso, para determinado fim) – Diz-se de pessoa (ou grupo de pessoas) que, em certa situação, é designada para
exercer função que habitualmente não é a sua: “Na assembléia, José foi escolhido secretário ad hoc”. 
Ad infinitum (até o infinito) – Indefinidamente: “Na dízima periódica, um ou mais algarismos repetem-se ad infinitum”.
Ad referendum (para ser trazido de volta) – Para exame e aprovação posterior de outrem. Uma decisão “ad referendum” é tomada
por alguém e depois submetida à aprovação de outras pessoas a quem esse alguém deve satisfações: “O presidente nomeou o
embaixador ad referendum do Congresso”.
Alter ego (outro eu) – Pessoa em quem se pode confiar como em si mesmo; aquele que substitui perfeitamente o outro (Aurélio): “Por
suas ações, Valmir era o alter ego do subgerente”.
Caput (cabeça, extremidade) – Parte superior de um artigo ou parágrafo: “A convocação da assembléia está amparada pelo estatuto
social em seu artigo 12, caput”.
Corpus Christi (corpo de Cristo) – Tradicional festa móvel católica em honra do corpo de Deus: “As ruas de Matão enfeitam-se para a
procissão de Corpus Christi”.
Curriculum vitæ (carreira da vida) – Documento que contém dados pessoais e outras informações relacionadas à formação escolar e
profissional e às atividades já realizadas por alguém com vistas a candidatura a algum cargo ou emprego: “Os candidatos à vaga
devem apresentar o curriculum vitæ no departamento de Recursos Humanos da empresa”.
De cujus (aquele de cuja) – Palavras existentes na expressão jurídica de cujus successione agitur = aquele de cuja sucessão se
trata. Emprega-se com referência a alguém falecido que deixou bens de herança.
e. g. (abreviatura de exempli gratia) – Significa “por exemplo”: “O padre aparece ali só em festas religiosas e.g. no domingo de
Páscoa”.
Errata (plural de erratum = erro) – Erros, coisas erradas: “Errata – Na pág. 5, onde se lê ‘viraram’, leia-se ‘viraram-se’. Na pág. 17,
onde se lê ‘mandato’, leia-se ‘mandado’”. E assim por diante. 
Et alii (e outros) – Expressão usada em notações bibliográficas para indicar a existência de mais de um autor: “HERNANDES, Paulo
et alii.”.
Ex  voto [de (um) voto] – Empregada já na forma aportuguesada (ex-voto). Objeto – fotografia, quadro ou reprodução em cera ou
madeira de parte do corpo humano – deixado em igreja para pagamento de voto ou promessa em retribuição de graça recebida: “Na
sacristia, vêem-se centenas de ex-votos”.
Ex officio (de ofício, de obrigação) – Em função do cargo ou em virtude de obrigação do cargo: “O procurador representou ex officio
ao presidente do tribunal”.
Habeas corpus (tenhas teu corpo) – Garantia outorgada pela Constituição a alguém que está sofrendo ou pode sofrer restrições na
locomoção por parte de autoridade: “O defensor do acusado já requereu habeas corpus preventivo”.
Habeas data (tenhas os dados) – Dispositivo introduzido na constituição brasileira de 1988 pelo qual um cidadão pode requerer do
poder público informações sobre os dados que sobre ele existam em arquivos de órgãos governamentais e eventualmente as
retificar.
Honoris causa (para a honra) – Título conferido por universidades a pessoas, a título de homenagem, sem que o agraciado tenha
passado por qualquer exame: “O autor recebeu da Universidade de Brasília o título de doutor honoris causa”.
Ibidem (no mesmo lugar) – Vocábulo que também aparece na forma abreviada ibid. Em Bibliografia, termo que equivale a “no mesmo
lugar, mesmo capítulo ou mesma página”. Veja exemplo no verbete "Loc. cit.", adiante.
Idem (o mesmo) – A mesma coisa ou, em Bibliografia, o mesmo autor: “Ata da reunião de 10.09.98. Idem, de 12.08.99”.
In loco (no lugar) – No lugar, no próprio local: “O delegado verificou in loco a situação do prédio atingido”.
In fine (no fim) – É usada para indicar a localização de algo no final de um texto ou de parte dele: “Veja o parágrafo 11, alínea ‘a’, in
fine”.
  In natura (na Natureza) – Em estado natural, tal qual: “Em vez de comercializar o leite in natura, as empresas preferem transformá-lo
em laticínios”.
   
In totum (no todo) – Totalmente, integralmente: “Para a computação, os dados da pesquisa foram considerados in totum, em vez das
totalizações parciais”.
Ipsis litteris (com as mesmas letras) – Literalmente, textualmente, nos mesmos termos: “Transcrevi ipsis litteris o que ele escreveu”.
Ipso facto (mesmo fato) – Por esse mesmo fato, por isso mesmo: “O diretor da Receita é, ipso facto, a pessoa mais abalizada para
opinar a respeito de arrecadação”.

http://www.paulohernandes.pro.br/dicas/001/dica085.html[13/12/2010 00:50:01]
Dicas de Português - Prof. Paulo Hernandes

Lato sensu (em sentido amplo) – Em sentido amplo, geral; de forma geral: “O curso é de pós-graduação lato sensu em Língua
Portuguesa”. Os cursos “lato sensu” são geralmente os de especialização, feitos depois da graduação universitária.
Loc. cit (abreviatura de loco citato, lugar citado) – Expressão usada em Bibliografia com sentido de “no mesmo lugar, no mesmo
livro”. Entretanto, é mais empregada como equivalente a “na mesma página”, para não se repetir o número da tal página: “LUFT,
1979, p. 35.  Idem, ibidem, loc. cit.”. Aí, “idem” refere-se ao autor, “ibidem” à obra – identificada pelo ano da edição, certamente
constante da bibliografia – e “loc. cit.” indica que a página é a mesma já mencionada há pouco.
Mea culpa (minha culpa) – Reconhecimento do próprio erro ou falha: “Depois do que ocorreu, todos esperavam que ele fizesse o
mea culpa ali mesmo”.
Modus operandi (modo de operar) – Maneira de agir: “A polícia já tem as informações sobre o modus operandi da quadrilha que
agiu nas privatizações”.
Mutatis mutandis (mudado o que deve ser mudado) – Fazendo-se as alterações ou adaptações necessárias: “Empregados têm
deveres com os patrões; mutatis mutandis, têm os patrões deveres com os empregados”.
Nihil (nada) – Emprega-se para indicar ausência de dados ou informações: “Consultas realizadas – Janeiro: 10; fevereiro; 8; março:
nihil; abril: 2”.
Pro forma (pela forma, pela aparência) – Por mera formalidade: “Não há necessidade da assembléia, mas ela será realizada apenas
pro forma”.
Pro labore (pelo trabalho) – Expressão já aportuguesada como “pró-labore”. Remuneração paga pelo exercício de certo cargo ou
função ou pela execução de determinada tarefa: “Além do pró-labore, os diretores têm outras regalias”.
Pro rata (de pro rata parte  = para a parte fixada, calculada) – Em proporção, de forma proporcional (segundo a parte contada a cada
um): “A taxa foi calculada pro rata de acordo com a despesa mensal”.
Sine die (sem dia) – Sem data marcada: “O simpósio foi adiado sine die”.
Sine qua non (de conditio sine qua non = condição sem a qual não) – Indispensável: “A conclusão de curso superior é condição sine
qua non para a inscrição no concurso”.
Stricto sensu (em sentido estrito) – Em sentido restrito: “Estão abertas as matrículas dos cursos de pós-graduação stricto sensu”.
Tais cursos são geralmente os de mestrado e doutorado.
Status quo (de in statu quo = no estado que) – Situação em que algo se encontrava ou se encontra: “Nosso movimento político
contraria o status quo vigente”.
Sub judice (sob julgamento) – Sob apreciação judicial: “Não vou me manifestar, já que a questão ainda está sub judice”.
Sui generis (de seu próprio gênero) – Peculiar, original, diferente: “Trata-se de linha de investigação sui generis”.
v. g. (abreviatura de verbi gratia) – Significa “por exemplo”: “A Semiótica estuda  todos os sistemas de signos, v. g., a linguagem
gestual”.
vs. (abreviação de versus = contra) – “No dia 3 de junho, teremos o jogo Brasil vs. Turquia”.

Leia mais em:


Não perca o seu latim, de Paulo Rónai.
Dicionário latino-português, de Francisco Torrinha.
Dicionário de questões vernáculas, de Napoleão Mendes de Almeida.

Agora, verifique se você assimilou o conteúdo apresentado clicando aqui.

o0o

http://www.paulohernandes.pro.br/dicas/001/dica085.html[13/12/2010 00:50:01]