Vous êtes sur la page 1sur 3

Cadernos 2, 2001 (GT-PA) - Documento elaborado por Flávia Vieira, em colaboração com alunos do Mestrado em Educação –

Supervisão Pedagógica em Ensino do Inglês, Universidade do Minho, 1999-2000 (versão traduzida e adaptada)

PLANIFICAR E AVALIAR ACTIVIDADES CENTRADAS NA


COMPETÊNCIA DE APRENDIZAGEM (CA) DOS ALUNOS

A. TRANSPARÊNCIA/ EXPLICITAÇÃO

 O QUÊ Que aspectos da CA estão envolvidos na actividade?


 PARA QUÊ Quais as suas finalidades?
 PORQUÊ Quais os seus pressupostos?
 COMO Como se realiza a actividade?

 As respostas estão explícitas no material didáctico? Que estratégias são


usadas para compensar a falta de explicitação?

B. INTEGRAÇÃO

 A actividade integra as competências académica e de aprendizagem?

 No caso de integrar apenas a competência de aprendizagem, que


estratégias são usadas para elevar a percepção dos alunos quanto à sua
relevância na aprendizagem dos conteúdos?

C. ADEQUAÇÃO AO CONTEXTO

A actividade…
 requer um diagnóstico da sua adequação aos alunos?
Responde às características, interesses e necessidades dos alunos?
Apoia-se em conhecimento ou experiências anteriores?
 proporciona experiências autênticas e úteis?
 envolve competências transferíveis para outras situações de
aprendizagem?
 promove o progresso na competência de aprendizagem dos alunos?
D. PAPÉIS DO ALUNO

1. REFLEXÃO
 A actividade promove a consciencialização do saber? Em que dimensões
(especificar de acordo com a área de saber)?
 A actividade promove a consciencialização do processo de aprender?
Em que dimensões?
 Sentido de auto-controlo
 Atitudes, representações, crenças
 Preferências e estilos
 Finalidades e prioridades
 Estratégias (cognitivas, metacognitivas, sócio-afectivas)
 Tarefas (enfoque, finalidade, pressupostos, requisitos)
 Processo didáctico (objectivos, actividades, materiais, avaliação,
papéis,…)

2. EXPERIMENTAÇÃO
 A actividade promove a experimentação de estratégias de
aprendizagem?
 Descobrir e experimentar estratégias na aula

 Usar estratégias fora da aula

 Explorar recursos/ situações (pedagógicos / não-pedagógicos)

3. REGULAÇÃO
 A actividade promove a regulação de experiências de aprendizagem?
 Regular/ avaliar atitudes, representações, crenças
 Regular/ avaliar conhecimento e capacidade estratégicos
 Avaliar resultados e progressos da aprendizagem
 Identificar problemas e necessidades de aprendizagem
 Definir objectivos de aprendizagem
 Fazer planos de aprendizagem
 Avaliar o processo didáctico

4. NEGOCIAÇÃO
 A actividade promove a co-construção de experiências de
aprendizagem?
 Trabalhar em colaboração com os pares

 Trabalhar em colaboração com o professor

 Tomar iniciativas, realizar escolhas, tomar decisões


E. PAPÉIS DO PROFESSOR

ESTOU PREDISPOSTO/A A…? SOU CAPAZ DE…?

1. Compreender o saber disciplinar e o seu papel no currículo


2. Compreender a teoria e a prática de uma pedagogia para a autonomia
3. Conceber o ensino como uma actividade indagatória e exploratória
4. Desafiar rotinas, convenções, tradições (ser subversivo/a se necessário)
5. Partilhar teorias e práticas subjectivas com os meus pares
6. Encorajar os alunos a assumir posições críticas face a valores e práticas
sociais e educativos, envolvendo-os na procura de soluções adequadas
(embora não necessariamente ideais)
7. Partilhar teorias pedagógicas, responsabilidades e decisões com os alunos
8. Reconhecer e aceitar que os alunos podem não pensar como eu e que nem
sempre é fácil, ou até desejável, chegar a uma única conclusão ou ponto
de vista
9. Articular a dimensão pessoal da aprendizagem com a natureza social e
interactiva da cultura da sala de aula
10. Promover a comunicação, onde todos têm o direito de se expressar e de
contribuir para a co-construção de sentidos
11. Recolher informação dos/sobre os alunos de modo a compreender os seus
processos de aprendizagem e a sua evolução (por ex., através do diálogo,
da observação, de questionários, entrevistas, listas de verificação, etc.)
12. Analisar a informação recolhida com o objectivo de melhorar as práticas
de ensino e de aprendizagem
13. Encontrar formas de integrar a competência de aprendizagem dos alunos
na sua avaliação global (por ex., através da auto-avaliação)