Vous êtes sur la page 1sur 21

Método dos Deslocamentos

Método dos Deslocamentos

1° Condições de compatibilidade;
2° Leis constitutivas dos materiais;
3° Condições de equilíbrio.

“Somar uma série de soluções básicas (chamadas de casos básicos) que


satisfazem as condições de compatibilidade, mas que não satisfazem as
condições de equilíbrio da estrutura original, para na superposição
restabelecer as condições de equilíbrio.”

Esse procedimento é o inverso do que é feito na solução pelo Método dos


Esforços
Deslocabilidades
são as componentes de deslocamentos e rotações nodais que
estão livres, isto é, que devem ser conhecidas para determinar a configuração
deformada de uma estrutura.
Em estruturas que trabalham principalmente por flexão, geralmente
podemos desprezar as deformações por força normal e cortante.
Deslocamentos livres que não provocam esforços na estrutura podem ser
desprezados.
Grau de hipergeometria(G.H.): somatória das deslocabilidades.
𝜃1 𝜃1 𝜃2

𝐺. 𝐻. = 1
𝐺. 𝐻. = 2
𝜃1 𝜃2 𝜃1 𝜃2
𝛿3

𝐺. 𝐻. = 2 𝐺. 𝐻. = 3
𝜃5 𝜃6
Deslocabilidades
𝛿4
𝜃1 𝜃2 𝜃3

𝛿1

𝛿2
𝐺. 𝐻. = 2 𝐺. 𝐻. = 6

𝜃4 𝜃5
𝛿3
𝜃2

𝛿1 𝜃1

𝐺. 𝐻. = 5 𝐺. 𝐻. = 1
Sistema Hipergeométrico (SH)

estrutura cinematicamente determinada: uma estrutura que tem todas as suas


deslocabilidades definidas (com valores conhecidos)

Sistema Hipergeométrico (SH): O modelo estrutural utilizado nos casos básicos


é o de uma estrutura cinematicamente determinada obtida a partir da
estrutura original pela adição de vínculos na forma de apoios fictícios
Sistema Hipergeométrico (SH)
Fatores de carga

São os esforços (momentos e forças) que surgem nas extremidades das barras
provocadas pelas cargas, também chamadas de momento de engastamento
perfeito.
𝑞 𝑀𝑒𝑡𝑜𝑑𝑜 𝑑𝑜𝑠 𝑒𝑠𝑓𝑜𝑟ç𝑜𝑠
𝑞
𝐸𝐼 𝐵
𝐴
𝑀𝐴𝐵 𝐿 𝑞𝐿2
𝑋1 = 1 8
𝐹𝐴𝐵 𝐹𝐵𝐴

𝑞𝐿2 1 𝐿 𝑞𝐿2 𝑞𝐿3


𝑀𝐴𝐵 = 𝛿10 = − 1=−
8 3 𝐸𝐼 8 24𝐸𝐼
1 𝐿. 1.1 𝐿
𝛿11 = =
3 𝐸𝐼 3𝐸𝐼
𝛿10 + 𝛿11 𝑋1 = 0
𝑞𝐿3 𝐿 𝑞𝐿2
− + 𝑋 =0 𝑋1 =
24𝐸𝐼 3𝐸𝐼 1 8
Fatores de carga
Fatores de carga
Fator de carga do nó

Soma dos fatores de carga das barras ligadas ao nó

𝐸𝐼 𝐸𝐼
(1)
𝐿 𝐿
𝐴 𝑀𝐵𝐴 𝐵 𝑀𝐵𝐶 𝐶

𝑆𝑖𝑗
𝑆11 = 𝑀𝐵𝐴 + 𝑀𝐵𝐶 𝑖 → 𝑑𝑒𝑠𝑙𝑜𝑐𝑎𝑏𝑖𝑙𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒
𝑗 → 𝑐𝑎𝑠𝑜 𝑏𝑎𝑠𝑒
Rigidez de barra

Esforço ou força que surge na barra quando impomos um deslocamento


(translação ou rotação) unitário em uma de suas direções.

𝜃=1 𝑀𝑒𝑡𝑜𝑑𝑜 𝑑𝑜𝑠 𝑒𝑠𝑓𝑜𝑟ç𝑜𝑠

𝐸𝐼 𝐵 𝑋1 = 1
𝐴
𝑀𝐴𝐵 𝐿

𝐹𝐴𝐵 𝐹𝐵𝐴
𝛿10 = − 𝑅𝜌 = −1.1 = −1
3𝐸𝐼
𝑀𝐴𝐵 =
𝐿 1 𝐿. 1.1 𝐿
𝛿11 = =
3 𝐸𝐼 3𝐸𝐼

𝛿10 + 𝛿11 𝑋1 = 0
𝐿 3𝐸𝐼
−1 + 𝑋 =0 𝑋1 =
3𝐸𝐼 1 𝐿
Rigidez de barra

𝜃=1 𝜃=1

𝐸𝐼 𝐸𝐼
𝐿 𝐿
3𝐸𝐼 4𝐸𝐼 2𝐸𝐼
𝐿 𝐿 𝐿

6𝐸𝐼
𝐸𝐼
𝐸𝐼 𝐿2
𝐿
𝐿
3𝐸𝐼
𝜌=1 6𝐸𝐼
𝐿2 𝜌=1
𝐿2
Rigidez do nó

Soma das rigidezes das barras ligadas ao nó

𝐸𝐼 𝐸𝐼
(1)
𝐿 𝐿
𝐴 𝑀𝐵𝐴 𝐵 𝑀𝐵𝐶 𝐶)

4𝐸𝐼 3𝐸𝐼
𝑀𝐵𝐴 = 𝑀𝐵𝐶 =
𝐿 𝐿

𝐾11 = 𝑀𝐵𝐴 + 𝑀𝐵𝐶 𝐾𝑖𝑗


𝑖 → 𝑑𝑒𝑠𝑙𝑜𝑐𝑎𝑏𝑖𝑙𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒
𝑗 → 𝑐𝑎𝑠𝑜 𝑏𝑎𝑠𝑒
4𝐸𝐼 3𝐸𝐼
𝐾11 = +
𝐿 𝐿
Metodologia

1) Identificar as deslocabilidades;

2) Definir o sistema hipergeométrico (bloqueando as deslocabilidades);

3) Calcular os fatores de carga dos nós;

4) Calcular as rigidezes dos nós;

5) Aplicar a condição de equilíbrio dos nós;

6) Superposição de efeitos para o cálculo dos esforços.


Exemplo

𝐵 𝑑1 𝑑2 𝐶 S. 𝐻. 𝐵 𝐶
𝑑3 (1) (2)(3)

𝐺. 𝐻. = 3

𝐴 𝐷 𝐴 𝐷

𝒄𝒂𝒔𝒐 𝒃𝒂𝒔𝒆 𝟎: 𝐹𝑎𝑡𝑜𝑟𝑒𝑠 𝑑𝑒 𝑐𝑎𝑟𝑔𝑎:


0 0
𝐵 𝑀𝐵𝐶 𝑀𝐶𝐵 𝐶
0 0
𝐹𝐵𝐴 𝐹𝐶𝐷 0 0
(1) (2)(3) 𝑆10 = 𝑀𝐵𝐴 + 𝑀𝐵𝐶
0 0 0 0
𝑀𝐵𝐴 𝑀𝐶𝐷 𝑆20 = 𝑀𝐶𝐵 + 𝑀𝐶𝐷
0 0
0 𝑆30 = 𝐹𝐵𝐴 + 𝐹𝐶𝐷
𝑀𝐴𝐵 0
𝑀𝐷𝐶
𝐴 𝐷
𝑪𝒂𝒔𝒐 𝒃𝒂𝒔𝒆 𝟏: 𝑅𝑖𝑔𝑖𝑑𝑒𝑧 para o giro em 1 𝑪𝒂𝒔𝒐 𝒃𝒂𝒔𝒆 𝟑: 𝑅𝑖𝑔𝑖𝑑𝑒𝑧
para a translação em 3
1 1
𝑀𝐵𝐶 𝑀𝐶𝐵
𝑑1 = 1 𝐵 𝐶 1
𝐹𝐷𝐶 3
𝑀𝐵𝐶 3
𝑀𝐶𝐵
3
𝐵 𝐶 3
1
𝐹𝐵𝐴 (1) (2)(3) 𝐹𝐵𝐴 𝐹𝐷𝐶
1
𝑀𝐵𝐴 1 1 (1) (2)(3)
1
𝑀𝐶𝐷 𝐾11 = 𝑀𝐵𝐴 + 𝑀𝐵𝑐 3
𝑀𝐵𝐴 3
𝑑3 = 1
1 1 𝑀𝐶𝐷
1 𝐾21 = 𝑀𝐶𝐵 + 𝑀𝐶𝐷
𝑀𝐴𝐵 1
𝑀𝐷𝐶 1 1 3
𝐾31 = 𝐹𝐵𝐴 + 𝐹𝐶𝐷 𝑀𝐴𝐵 3
𝑀𝐷𝐶
𝐴 𝐷
𝐴 𝐷
𝑪𝒂𝒔𝒐 𝒃𝒂𝒔𝒆 𝟐: 𝑅𝑖𝑔𝑖𝑑𝑒𝑧 para o giro em 2
3 3
𝐾13 = 𝑀𝐵𝐴 + 𝑀𝐵𝑐
𝑑2 = 1 3
𝐾23 = 𝑀𝐶𝐵 3
+ 𝑀𝐶𝐷
2 2
𝐵 𝑀𝐵𝐶 𝑀𝐶𝐵 𝐶
2 2 3 3
𝐹𝐵𝐴 𝐹𝐷𝐶 𝐾33 = 𝐹𝐵𝐴 + 𝐹𝐶𝐷
(1) (2)(3)
2
𝑀𝐵𝐴 2
𝑀𝐶𝐷
2
𝑀𝐴𝐵 2
𝑀𝐷𝐶 2
𝐾12 = 𝑀𝐵𝐴 2
+ 𝑀𝐵𝑐
2 2
𝐴 𝐷 𝐾22 = 𝑀𝐶𝐵 + 𝑀𝐶𝐷
2 2
𝐾32 = 𝐹𝐵𝐴 + 𝐹𝐶𝐷
𝐶𝑜𝑛𝑑𝑖çõ𝑒𝑠 𝑑𝑒 𝑒𝑞𝑢𝑖𝑙í𝑏𝑟𝑖𝑜

𝑆10 + 𝐾11 𝑑1 + 𝐾12 𝑑2 + 𝐾13 𝑑3 = 0 𝑆10 𝐾11 𝐾12 𝐾13 𝑑1


𝑆20 + 𝐾21 𝑑1 + 𝐾22 𝑑2 + 𝐾23 𝑑3 = 0 𝑆20 + 𝐾21 𝐾22 𝐾23 . 𝑑2 = 0
𝑆30 𝐾31 𝐾32 𝐾33 𝑑3
𝑆30 + 𝐾31 𝑑1 + 𝐾32 𝑑2 + 𝐾33 𝑑3 = 0
𝑆 + 𝐾 . 𝑑 =0
−1
𝑑 =−𝑆 𝐾

𝑆𝑢𝑝𝑒𝑟𝑝𝑜𝑠𝑖çã𝑜 𝑑𝑒 𝑒𝑓𝑒𝑖𝑡𝑜𝑠
𝐸 = 𝐸0 + 𝐸1 𝑑1 + 𝐸2 𝑑2 +𝐸3 𝑑3
0 1 2 3
𝑀𝐴𝐵 = 𝑀𝐴𝐵 + 𝑀𝐴𝐵 𝑑1 + 𝑀𝐴𝐵 𝑑2 +𝑀𝐴𝐵 𝑑3 𝐵 𝑀𝐵𝐶 𝑀𝐶𝐵 𝐶
0 1 2 3
𝑀𝐵𝐴 = 𝑀𝐵𝐴 + 𝑀𝐵𝐴 𝑑1 + 𝑀𝐵𝐴 𝑑2 +𝑀𝐵𝐴 𝑑3
(1) (2)(3)
0 1 2 3
𝑀𝐵𝐴
𝑀𝐵𝐶 = 𝑀𝐵𝐶 + 𝑀𝐵𝐶 𝑑1 + 𝑀𝐵𝐶 𝑑2 +𝑀𝐵𝐶 𝑑3 𝑀𝐶𝐷
0 1 2 3
𝑀𝐶𝐵 = 𝑀𝐶𝐵 + 𝑀𝐶𝐵 𝑑1 + 𝑀𝐶𝐵 𝑑2+𝑀𝐶𝐵 𝑑3 𝑀𝐴𝐵 𝑀𝐷𝐶
0 1 2 3
𝑀𝐶𝐷 = 𝑀𝐶𝐷 + 𝑀𝐶𝐷 𝑑1 + 𝑀𝐶𝐷 𝑑2 +𝑀𝐶𝐷 𝑑3 𝐴 𝐷
0 1 2 3
𝑀𝐷𝐶 = 𝑀𝐷𝐶 + 𝑀𝐷𝐶 𝑑1 + 𝑀𝐷𝐶 𝑑2 +𝑀𝐷𝐶 𝑑3
Exemplo
𝐸𝐼 → 𝑐𝑡𝑒
20 𝐾𝑁/𝑚 30 𝐾𝑁
𝑑1

𝐴 𝑑𝑒𝑠𝑙𝑜𝑐𝑎𝑏𝑖𝑙𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒𝑠: 𝐺𝐻 = 1
𝐵 𝐶

4𝑚 2𝑚 3𝑚

𝑆. 𝐻.

(1)
𝐴
𝐵 𝐶
Exemplo
CB0= Cálculo dos fatores de carga dos nós
20 𝐾𝑁/𝑚 30 𝐾𝑁

𝑀𝐴𝐵 𝑀𝐵𝐴 𝑀𝐵𝐶


(1)
𝐴
𝐵 𝐶

4𝑚 2𝑚 3𝑚

𝑞𝐿2 20. 42
𝑀𝐴𝐵 = = = 26,67𝐾𝑁𝑚
12 12
𝑞𝐿2 20. 42
𝑀𝐵𝐴 = − =− = −26,67𝐾𝑁𝑚
12 12
𝑃𝑎𝑏 30.2.3
𝑀𝐵𝐶 = 2 𝐿 + 𝑏 = 5 + 3 = 28,80𝐾𝑁𝑚
2𝐿 2. 52

𝑆10 = 28,80 − 26,67 = 2,13 𝐾𝑁𝑚


Exemplo 𝜃=1

CB1: Cálculo da rigidez 𝐸𝐼 (2)


(1)
𝐾𝐵𝐶 𝐿
𝐾𝐴𝐵 𝐾𝐵𝐴
4𝐸𝐼 2𝐸𝐼
(1)
𝐴 𝐿 𝐿
𝐵 𝐶 𝜃=1

𝐸𝐼 (2)
4𝑚 2𝑚 3𝑚 (1)
𝐿
3𝐸𝐼
2𝐸𝐼 𝐸𝐼
𝐾𝐴𝐵 = = 𝐿
𝐿 2
4𝐸𝐼
𝐾𝐵𝐴 = = 𝐸𝐼
𝐿
3𝐸𝐼 3
𝐾𝐵𝐶 = = 𝐸𝐼
𝐿 5
3 8
𝐾11 = 𝐸𝐼 + 𝐸𝐼 = 𝐸𝐼
5 5
Exemplo

Aplicação da condição de equilíbrio


𝑆10 + 𝐾11 𝑑1 = 0
(1) 8
𝐴 2,13 + 𝐸𝐼𝑑1 = 0
5
𝐵 𝐶 1,33
𝑑1 = −
𝐸𝐼
4𝑚 2𝑚 3𝑚

Superposição de efeitos
𝐸 = 𝐸0 + 𝐾1 𝑑1
𝐸𝐼 (−1,33)
𝑀𝐴𝐵 = −26,67 + . = 26,00𝐾𝑁𝑚
2 𝐸𝐼 26 28
−1,33
𝑀𝐵𝐴 = −26,67 + 𝐸𝐼. = −28,00𝐾𝑁𝑚
𝐸𝐼 40
3 −1,33 36
𝑀𝐵𝐶 = 28,80 + 𝐸𝐼. = 28,00𝐾𝑁𝑚 𝐴
5 𝐸𝐼 𝐵 𝐶