Vous êtes sur la page 1sur 160

SANTA CATARINA

EM DADOS 2010
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

UNIDADE DE POLÍTICA ECONÔMICA E INDUSTRIAL


DIRETORIA DE RELAÇÕES INDUSTRIAIS E INSTITUCIONAIS

SANTA CATARINA EM DADOS • FLORIANÓPOLIS • V.20 • p. 1 - 156 • 2010


Elaboração
Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina - FIESC
Diretoria de Relações Industriais e Institucionais
Unidade de Política Econômica e Industrial – PEI

Equipe Técnica
Márcia Camilli
Angelita V. Vieira Helayel
Ana Lúcia Teixeira
Pablo Setúbal
Thiago Augusto Braga
Rodrik José Schau M. A. de Sousa

Direção de arte / Produção gráfica


Luiz Acácio de Souza

Edição de arte
João Henrique Moço

Revisão
Sérgio Ribeiro

Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 5.988, de 14/12/73.

F 293 Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina.


Santa Catarina em Dados / Unidade de Política Econômica
e Industrial. -Florianópolis: FIESC, 2010.
136p. : il. ; 31 cm

Publicação anual.

1. Economia catarinense – Indicadores de desempenho.


2. Indústria catarinense - Indicadores de desempenho. I. Título.

CDU 33(816.4)”2010”

FIESC
Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina
Rodovia Admar Gonzaga, 2.765 - Itacorubi - Florianópolis/SC. CEP 88034-001
Fone: (48) 3231-4279 - Fax: (48) 32314196
e-mail: fiesc-pei@fiescnet.com.br
www.fiescnet.com.br/pei
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Apresentação

No ano em que completa 60 anos, a Federação das Indústrias do Estado de


Santa Catarina (FIESC) lança a 20ª edição do SC em Dados, o maior compêndio
estatístico sobre o estado.

Embora já consolidada como uma fonte indispensável de consulta, a obra traz


novidades neste ano, como a inclusão de estatísticas sobre o setor de turismo.
Também traz artigo produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
(IPEA), mostrando que Santa Catarina tem a segunda melhor distribuição de
renda do país. Em outro texto, produzido pelo Sistema Nacional de Emprego em
Santa Catarina (SINE/SC), fica evidenciado que o estado é destaque nacional
na geração de postos formais de trabalho.

Esta vigésima edição ainda prova a importância do setor secundário: Santa Ca-
tarina tem o segundo maior PIB industrial per capita do país. Esta e outras esta-
tísticas do SC em Dados deixam claro que o setor industrial contribui de forma
decisiva para o desenvolvimento do estado.

E a indústria pode fazer muito mais, desde que o Estado propicie um am-
biente favorável aos negócios. Isso é fundamental para que nas próximas
edições da publicação o setor possa seguir apresentando números que or-
gulham os catarinenses.

Boa leitura.

Alcantaro Corrêa
Presidente do Sistema FIESC

3
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Sumário

11 Localização Geográfica

12 Evolução dos Indicadores Sociais 1995 - 2008

14 Santa Catarina é Destaque em Emprego Formal

19 Santa Catarina Industrial

20 Diversidade Industrial

22 Dados Regionais

45 Perfil das Indústrias

66 População e Área
População estimada, área e densidade demográfica nos municípios catarinenses em 2009 . .............. 66

Área e população residente em Santa Catarina por situação do domicílio e sexo em 2008 . ................ 73

Participação da população economicamente ativa (PEA) na população residente de Santa Catarina,


com 10 anos ou mais, em 2008 ................................................................................. 73

Distribuição da população catarinense e brasileira com 10 anos ou mais de idade, por faixa de
rendimento médio mensal em salários mínimos, em 2008 ..................................................... 74

Estados com maiores expectativas de vida em 2001 e 2008 .................................................. 74

Estados com menores taxas de analfabetismo das pessoas de 15 anos ou mais de idade em 2001 e
2008 .............................................................................................................. 75

Distribuição dos domicílios catarinenses segundo algumas características em 2008 ....................... 75

4
Sumário

76 Carvão Mineral e Cimento


Produção de carvão mineral bruto (ROM) de 2007 a 2009 .................................................... 76

Produção de carvão mineral energético (vendável) de 2007 a 2009 .......................................... 76

Consumo de carvão em 2008 e 2009 ........................................................................... 77

Consumo de cimento portland em 2008 e 2009 ................................................................ 77

Produção de cimento portland em 2008 e 2009 ............................................................... 77

78 Produção Agrícola e Extração Vegetal


Produção agrícola catarinense, safras 2008/2009 e 2009/2010 ............................................... 78

Comparativo da safra 2009 catarinense com a nacional, segundo os principais produtos .................. 78

Produção das principais culturas de extração vegetal catarinenses em 2007 e 2008 (Alimentícios) ........ 79

Produção dos principais produtos da extração vegetal catarinense em 2007 e 2008 (Madeiras) ........... 79

Produção dos principais produtos da silvicultura catarinense em 2007 e 2008 (Madeiras) .................. 79

81 Produção Animal
Abate de aves, suínos e bovinos em Santa Catarina em 2008 e 2009 ........................................ 81

Efetivo animal de Santa Catarina em 2008 ..................................................................... 81

Maiores estados produtores de carne suína do Brasil em 2009 ............................................... 81

Maiores estados produtores de frango do Brasil em 2008 e 2009 ............................................. 82

Quantidade produzida dos derivados animais, em Santa Catarina, em 2008 ................................. 83

Produção de pescado nacional por estado, em 2008 e 2009 ................................................. 83

Produção comercializada de moluscos cultivados em Santa Catarina de 2000 a 2009 ...................... 85

Produção comercializada de camarões cultivados em Santa Catarina de 2001 a 2009 ...................... 85

Produção pesqueira industrial de SC em 2008 e 2009, por cidades .......................................... 85

86 Energia
Consumo (vendas) de combustível em SC nos anos 2007, 2008 e 2009 ..................................... 86

Consumo de Gás Natural em SC nos anos 2008 e 2009 ....................................................... 86

Número de clientes de Gás Natural em Santa Catarina em 2008 e 2009 ..................................... 86

5
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Consumo de energia elétrica por classe, na área de concessão da Celesc, em 2008 e 2009 (Cativo +
Livre) . ............................................................................................................ 87

Consumo de energia elétrica na área de concessão da Celesc, por gênero industrial, em 2008 e 2009
(Cativo + Livre) ................................................................................................... 88

Número de unidades consumidoras de energia elétrica, por classe, na área de concessão da Celesc,
em 2008 e 2009 (Cativo + Livre) ................................................................................ 88

Balanço anual de energia elétrica da Celesc em 2008 e 2009 ................................................ 89

Número de consumidores de energia elétrica em SC, por gênero industrial, em 2008 e 2009 (Cativo +
Livre) . ............................................................................................................ 90

91 Infraestrutura e Transporte
Rodovias federais existentes em 2009 .......................................................................... 92

Distribuição, em porcentagem, da frota de autoveículos por Unidades da Federação em 2009 ............ 93

Licenciamento de autoveículos novos nos estados da Região Sul em 2009 (unidades) ..................... 93

Vendas internas no atacado de máquinas agrícolas automotrizes nos estados da Região Sul em
2009 (unidades) .................................................................................................. 93

Rede de aeródromos públicos em 2009 ........................................................................ 94

Número de aeródromos em Santa Catarina em 2008 e 2009 .................................................. 94

Movimentação de cargas aéreas no aeroporto Hercílio Luz - Florianópolis de 1999 a 2009 ................. 95

Movimentação de cargas aéreas no aeroporto de Joinville de 2004 a 2009 .................................. 95

Movimentação de cargas no aeroporto de Navegantes de 2003 a 2009 ..................................... 95

Movimentação de aeronaves nos aeroportos operados pela Infraero em Santa Catarina, de 2004 a 2009 .... 96

Movimentação de passageiros nos aeroportos operados pela Infraero em Santa Catarina, de 2004 a
2009 .............................................................................................................. 96

Modais de transporte utilizados nas exportações de Santa Catarina em 2008 e 2009 ....................... 97

Modais de transporte utilizados nas importações de Santa Catarina em 2008 e 2009 ....................... 97

Movimentação de cargas nos portos de Santa Catarina, em 2009 ............................................ 97

Dados gerais dos portos de Santa Catarina - 2009 ............................................................ 98

99 Turismo
Movimento estimado de turistas em Santa Catarina de julho de 2008 a junho de 2009 ..................... 100

Estimativa da receita gerada pelo turismo em Santa Catarina, de julho de 2008 a junho de 2009 .......... 100

6
Sumário

Permanência média dos turistas em Santa Catarina e gasto médio diário estimado por turista, de julho
de 2008 a junho de 2009 ....................................................................................... 100

Principais mercados nacionais emissores de turistas para Santa Catarina de julho de 2008 a junho de
2009 ............................................................................................................. 100

Principais meios de hospedagem utilizados pelos turistas em Santa Catarina no período de julho de
2008 a junho de 2009 .......................................................................................... 101

Principais veículos de propaganda que influenciaram na escolha do destino de viagem de julho de


2008 a junho de 2009 ........................................................................................... 101

Motivo da viagem a Santa Catarina no período de julho de 2008 a junho de 2009 .......................... 101

Agências de turismo cadastradas no Ministério do Turismo, por estados, em 2008 ......................... 102

Meios de hospedagem cadastrados no Ministério do Turismo, por estados, em 2008 ...................... 102

Organizadoras de eventos (congressos, convenções e congêneres) cadastradas no Ministério do


Turismo, em 2008 ............................................................................................... 103

Organizadoras de feiras, exposições e congêneres cadastradas no Ministério do Turismo, em 2008 ..... 103

Prestadoras de serviços especializados para organização de eventos cadastradas no Ministério do


Turismo, em 2008 ............................................................................................... 104

Principais destinos turísticos escolhidos na última viagem nacional ......................................... 104

Principais destinos turísticos pretendidos para visitar nos próximos dois anos .............................. 104

Chegada de turistas internacionais ao Brasil por Unidades da Federação em 2008 e 2009 ................ 105

Chegada de turistas internacionais por Santa Catarina, segundo as vias de acesso, em 2008 e 2009 .... 105

Entradas de turistas internacionais por Santa Catarina, de acordo com os continentes de residência
permanente em 2008 e 2009 ................................................................................... 105

Chegada de turistas internacionais por Santa Catarina segundo alguns países de origem em 2008 e
2009 ............................................................................................................. 106

Capacidade de hospedagem* em Santa Catarina por categoria, em 2008 .................................. 106

Taxa de ocupação média dos hotéis associados à ABIH por região turística e segmentação, em 2009 ... 106

107 Comércio Exterior


Exportações catarinenses por capítulos da NCM em 2008 e 2009 ........................................... 107

Exportações catarinenses para o Mercosul por capítulos da NCM em 2008 e 2009 ........................ 108

Principais empresas exportadoras em 2009 ................................................................... 109

Principais municípios exportadores de SC em 2009 .......................................................... 110

7
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Exportações catarinenses para países do Mercosul em 2008 e 2009 ........................................ 111

Principais estados exportadores do Brasil em 2008 e 2009 .................................................. 111

Principais países compradores de produtos catarinenses em 2008 e 2009 ................................. 112

Exportações catarinenses e brasileiras de 1999 a 2009 ...................................................... 113

Exportações catarinenses para Blocos Econômicos em 2008 e 2009 ....................................... 113

Exportações catarinenses por fatores agregados de 1999 a 2009 (US$ FOB mil) ........................... 113

Exportações catarinenses por categorias de uso em 2008 e 2009 ........................................... 114

Número de empresas exportadoras por municípios catarinenses em 2008 e 2009 ......................... 114

Importações brasileiras por estados em 2008 e 2009 . ....................................................... 115

Importações catarinenses, segundo os principais países, em 2008 e 2009 ................................. 115

Importações catarinenses e brasileiras de 1999 a 2009 ...................................................... 116

Importações catarinenses dos Blocos Econômicos em 2008 e 2009 ........................................ 116

Importações catarinenses segundo os principais capítulos da NCM em 2008 e 2009 ...................... 116

Principais empresas importadoras em 2008 e 2009 .......................................................... 117

Principais municípios importadores de Santa Catarina em 2008 e 2009 ..................................... 118

Balança comercial catarinense de 1999 a 2009 ............................................................... 119

Intercâmbio comercial catarinense com o Mercosul de 1999 a 2009 ........................................ 120

Importações catarinenses por fatores agregados de 1999 a 2009 .......................................... 120

Importações catarinenses por categorias de uso em 2008 e 2009 ........................................... 120

121 Tributos
Arrecadação do ICMS em Santa Catarina por setor de atividade econômica em 2008 e 2009 ............. 121

Arrecadação do ICMS em Santa Catarina por subsetor de atividade em 2008 e 2009 ...................... 122

Arecadação de ICMS em Santa Catarina, em 2009, por mesorregiões . .................................... 122

Arrecadação do ICMS por estados e regiões em 2008 e 2009 ............................................... 122

Principais municípios catarinenses em arrecadação do ICMS em 2009 ..................................... 123

Arrecadação do ICMS, IPVA e Taxas, de 2000 a 2009, em Santa Catarina .................................. 124

Desempenho das receitas tributárias em Santa Catarina, em 2008 e 2009 .................................. 124

Repasse do ICMS aos municípios catarinenses em 2009 .................................................... 124

Arrecadação das receitas federais em Santa Catarina, em 2009 ............................................. 125

Arrecadação da Receita Federal por estados em 2008 e 2009 .............................................. 126

8
Sumário

127 Comércio
Constituição de empresas em Santa Catarina em 2008 e 2009 .............................................. 127

Extinção de empresas em Santa Catarina em 2008 e 2009 ................................................... 127

Comportamento do volume de vendas no comércio catarinense, por atividades, em 2009 . ............... 127

Comportamento do volume de vendas do comércio varejista ampliado, por estados, de 2007 a 2009 .... 128

Número de estabelecimentos e trabalhadores no comércio catarinense em 2009 .......................... 129

130 Número de Estabelecimentos e Trabalhadores


Número de estabelecimentos e trabalhadores, por atividade, em Santa Catarina, no ano 2009 ............ 130

Número de estabelecimentos, por atividade e tamanho, em Santa Catarina, no ano 2009 ................. 131

Número de trabalhadores, por atividade e tamanho do estabelecimento, em Santa Catarina, no ano


de 2009 .......................................................................................................... 132

Número de estabelecimentos por atividade econômica, em alguns municípios catarinenses


selecionados, em 2009 ......................................................................................... 133

Número de trabalhadores, por atividade econômica, em alguns municípios catarinenses selecionados,


no ano 2009 ..................................................................................................... 134

Número de trabalhadores em Santa Catarina por atividade econômica e grau de instrução, no ano 2009 ... 135

Número de trabalhadores em Santa Catarina por atividade e sexo, no ano 2009 ........................... 135

Número de trabalhadores por atividades, nas microrregiões de Santa Catarina em 2009 .................. 136

Número de estabelecimentos por atividades, nas microrregiões de Santa Catarina em 2009 .............. 137

Número de estabelecimentos e empregados na indústria de transformação brasileira em 2009 ........... 138

Número de estabelecimentos e empregados na indústria da construção civil catarinense em 2009 ....... 139

140 Comportamento Industrial


Comportamento da produção física industrial catarinense em 2008 e 2009 ................................. 140

Comportamento da produção industrial por estados, de 2007 a 2009 ....................................... 140

Comportamento anual da Produção e Vendas Industriais em Santa Catarina de 2000 a 2009 ............. 141

Comportamento das vendas e utilização da capacidade instalada na indústria catarinense de


transformação em 2008 e 2009 ................................................................................ 141

Comportamento das vendas e da utilização da capacidade instalada na indústria de transformação


brasileira em 2008 e 2009 ...................................................................................... 142

9
SANTA CATARINA Sumário
EM DADOS 2010

Comportamento do emprego em Santa Catarina, por atividades, em 2009 .................................. 142

Evolução do emprego formal em alguns municípios catarinenses, em 2009 ................................ 143

Seguro Desemprego: número de segurados e valores emitidos em Santa Catarina nos anos de 2008 e
2009 ............................................................................................................. 144

PIB catarinense de 2002 a 2008 (valores correntes) .......................................................... 144

Participação dos setores no PIB catarinense de 2003 a 2007 ................................................ 145

PIB a preço de mercado corrente e PIB per capita por estados em 2007 ................................... 146

Municípios catarinenses com maiores valores de PIB total em 2006 e 2007 ................................. 147

PIB Industrial per capita por Unidades da Federação em 2007 .............................................. 148

Participação dos segmentos de atividade na indústria de transformação catarinense e sobre igual


setor nacional, levando em consideração o Valor da Transformação Industrial (VTI) em 2007 e 2008 ..... 150

Remuneração média mensal do trabalhador industrial de Santa Catarina em 2008 e 2009 . ............... 152

Faturamento médio mensal da indústria catarinense, por setor de atividade, em 2008 e 2009 ............. 153

Destino das vendas da indústria catarinense em 2008 e 2009 ............................................... 153

10
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Localização Geográfica

Caracas

VENEZUELA

BRASIL

DF

Brasília

SP
RJ
PARAGUAI
Rio de Janeiro
PR São Paulo
Assunção Curitiba

SC Florianópolis
Santa Catarina situa-se na América do Sul,
RS mais precisamente na região Sul do Brasil.
Porto Alegre Ao norte faz fronteira com o estado do Paraná,
ARGENTINA
ao sul com o estado do Rio Grande do Sul, a
URUGUAI
leste com o Oceano Atlântico e a oeste com a
Montevidéu
República Argentina.
Buenos Aires
Está localizada em uma posição estratégica no
Mercosul. A capital, Florianópolis, está a 1.850
km de Buenos Aires (Argentina), a 1.350 km de
Assunção (Paraguai), 1.360 km de Montevidéu
(Uruguai), a 705 km de São Paulo, a 1.144 km
do Rio de Janeiro e a 1.673 km de Brasília.
O território catarinense está entre os paralelos
25º 57’ 41” e 29º 23’ 55” de latitude Sul e en-
tre os meridianos 48º 19’ 37” e 53º 50’ 00” de
longitude Oeste.

11
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Evolução dos Indicadores Sociais


1995 - 2008

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, IPEA, realizou, em julho de 2010, um estudo sobre a temática da pobreza no
Brasil: “Dimensão, evolução e projeção da pobreza por região e por estado no Brasil”. Nele foi analisada a evolução dos indi-
cadores de 1995 a 2008 e os resultados para Santa Catarina foram bastante positivos. O estado apresentou a maior redução
acumulada na taxa de pobreza absoluta no período, sendo a diminuição de 61,4%. O indicador passou de 29,8% em 1995
para 11,5% em 2008. No Brasil o declínio foi de 33,6%, com a taxa passando de 43,4% para 28,8%. A pobreza absoluta é
medida pelo critério do rendimento médio domiciliar per capita de até meio salário mínimo mensal. A pobreza extrema, tam-
bém alvo do estudo, leva em consideração o critério do rendimento médio domiciliar per capita de até um quarto de salário
mínimo mensal. Nessa linha de pobreza, Santa Catarina se destaca com a menor taxa do país (2,8%).

Taxa de pobreza absoluta* em alguns estados selecionados, em 1995 e 2008


Unidades da Federação % Variação %
1995 2008 2008/1995

Santa Catarina 29,8 11,5 -61,41


São Paulo 20,7 12,8 -38,16
Rio de Janeiro 28,8 18,2 -36,81
Paraná 39,1 18,7 -52,17
Distrito Federal 23,6 19,3 -18,22
Rio Grande do Sul 31,5 19,5 -38,10
Goiás 47,4 25,0 -47,26
Minas Gerais 46,9 25,6 -45,42
Mato Grosso do Sul 43,9 26,6 -39,41
Mato Grosso 45,9 26,8 -41,61
Brasil 43,4 28,8 -33,64
Fonte: IBGE/PNAD. Comunicados do IPEA nº 58, julho de 2010.
*Rendimento médio domiciliar per capita de até meio salário mínimo.

Taxa de pobreza extrema* em alguns estados selecionados, em 1995 e 2008


Unidades da Federação % Variação %
1995 2008 2008/1995

Santa Catarina 10,7 2,8 -73,83


São Paulo 7,1 4,6 -35,21
Paraná 17,6 5,7 -67,61
Rio Grande do Sul 11,4 6,0 -47,37
Rio de Janeiro 9,9 6,1 -38,38
Distrito Federal 8,8 7,0 -20,45
Goiás 19,8 7,5 -62,12
Mato Grosso do Sul 16,1 8,7 -45,96
Mato Grosso 20,8 8,9 -57,21
Espírito Santo 20,6 9,1 -55,83
Brasil 20,9 10,5 -49,76
Fonte: IBGE/PNAD. Comunicados do IPEA nº 58, julho de 2010.
*Redimento médio domiciliar de até um quarto do salário mínimo

12
Evolução dos Indicadores Sociais – 1995 - 2008

Outro indicador importante analisado pelo IPEA no qual Santa Catarina se destaca, é a evolução do índice de desigualdade
de renda. Santa Catarina é o segundo estado com menor grau de desigualdade de renda do país, medido pelo índice de
Gini (quanto mais perto de 1, maior é a desigualdade de renda), registrando um valor de 0,46.

Taxa de desigualdade de renda em alguns estados selecionados, em 1995 e 2008 (Índice de Gini)*
Unidades da Federação Índice de Gini
1995 2008
Amapá 0,53 0,45
Santa Catarina 0,54 0,46
Rondônia 0,59 0,48
São Paulo 0,53 0,50
Pará 0,56 0,50
Rio Grande do Sul 0,56 0,50
Amazonas 0,58 0,50
Paraná 0,58 0,50
Goiás 0,55 0,51
Minas Gerais 0,59 0,51
Brasil 0,60 0,54
Fonte: IBGE/PNAD. Comunicados do IPEA nº 58, julho de 2010.
*Índice de Gini: varia de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, maior a desigualdade

13
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Santa Catarina é Destaque em


Emprego Formal

O estudo “Emprego com carteira assinada por habitante: um indicador para mensurar a formalização das relações de tra-
balho” realizado pelo SINE/SC em julho de 2010, revelou que Santa Catarina é a unidade da federação que tem o maior
número de empregos com carteira assinada por habitantes do país. Entre os catarinenses, 26% possuem emprego com
vínculo através do regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). A média nacional é de 16,6%. O estado que mais
se aproxima de Santa Catarina é São Paulo, com índice de 25,2%. Dentro de Santa Catarina a liderança é do Vale do Itajaí
com um índice de 29,9%.

Há dez anos atrás, o indicador para Santa Catarina era de 16,8% o que lhe conferia o terceiro lugar no ranking nacional. A
evolução para 26% está estreitamente relacionada ao bom desempenho do emprego formal nos últimos anos, associado
a um baixo crescimento populacional no período. Em dez anos a população catarinense cresceu em média 1,8% ao ano,
enquanto o emprego com carteira assinada cresceu 6,4% ao ano (essa variação positiva pode ter sido ocasionada por au-
mento de contratações ou pela maior cobertura estatística, ou seja, maior volume de estabelecimentos declarando).

A diversificação econômica, o pequeno porte dos estabelecimentos (37,3 % dos empregos formais privados de Santa Ca-
tarina estão nos micros estabelecimentos) e as distribuições agrária e populacional, estão entre os fatores que contribuem
de maneira significativa para que o estado se destaque no cenário nacional, de acordo com o estudo.

O ranking considera a relação entre os vínculos dos trabalhadores com carteira de trabalho assinada e o total da população
residente, independentemente da faixa etária ou condição de atividade.
Segundo o estudo, Santa Catarina também ocupa posição de destaque quando considerados os vínculos Celetistas mais
os Estatutários que são ocupados pelos Servidores Públicos Federais, Estaduais ou Municipais. Neste caso, o estado é o
segundo colocado com 29,9% de empregos formais (públicos e privados) no total da população, atrás apenas da Capital
Federal, que concentra o funcionalismo público federal com 39,1%. Segundo esse critério a média nacional é de 21,1%.

De acordo com o SINE, a utilização da População Economicamente Ativa (PEA) ou da População em Idade Ativa (PIA) seria
mais adequada ao cálculo por constituírem segmentos populacionais inseridos no mercado de trabalho. Porém, a falta de
dados atuais por meso e microrregiões impossibilitou seu uso. Neste nível de desagregação, a PEA e a PIA estão disponí-
veis apenas para os anos nos quais foram realizados Censos.

14
Santa Catarina é Destaque em Emprego Formal

Relação ente o número de emprego celetista e a estimativa populacional segundo as Unidades da


Federação
UF Emprego Estimativa Emprego CLT
CLT 2009(*) Populacional por habitante(%)
(IBGE/2009)
Santa Catarina 1.589.317 6.118.743 26,0
São Paulo 10.442.210 41.384.039 25,2
Distrito Federal 605.673 2.606.885 23,2
Paraná 2.137.041 10.686.247 20,0
Rio Grande do Sul 2.143.106 10.914.128 19,6
Rio de Janeiro 3.063.073 16.010.429 19,1
Espírito Santo 635.237 3.487.199 18,2
Minas Gerais 3.398.930 20.033.665 17,0
Mato Grosso do Sul 374.800 2.360.498 15,9
Mato Grosso 460.377 3.001.692 15,3
Goiás 852.112 5.926.300 14,4
Rondônia 187.951 1.503.928 12,5
Pernambuco 973.026 8.810.256 11,0
Sergipe 215.480 2.019.679 10,7
Rio Grande do Norte 333.914 3.137.541 10,6
Ceará 884.325 8.547.809 10,3
Amazonas 332.357 3.393.369 9,8
Bahia 1.357.529 14.637.364 9,3
Alagoas 288.585 3.156.108 9,1
Acre 57.182 691.132 8,3
Amapá 51.208 626.609 8,2
Tocantins 104.436 1.292.051 8,1
Paraíba 292.324 3.769.977 7,8
Roraima 31.212 421.499 7,4
Pará 534.849 7.431.020 7,2
Piauí 208.810 3.145.325 6,6
Maranhão 310.647 6.367.138 4,9
Total 31.865.711 191.480.630 16,6
(*) Considera os vínculos na RAIS 2008 acrescido do saldo do Caged em 2009
Fonte: MTE - RAIS/2008 - Relação Anual de Informações Sociais
Caged - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Número de emprego celetista por habitante segundo as mesorregiões de Santa Catarina


Mesorregiões Emprego Estimativa Emprego CLT
CLT 2009(*) populacional por habitante(%)
(IBGE/2009)
Vale do Itajaí 431.075 1.439.792 29,9
Grande Florianópolis 282.111 960.660 29,4
Norte catarinense 324.049 1.187.158 27,3
Oeste catarinense 278.781 1.198.990 23,5
Sul catarinense 205.178 910.933 22,5
Serrana 68.123 421.210 16,2
Total 1.589.317 6.118.743 26,0
(*) Considera os vínculos na RAIS 2008 acrescido do saldo do Caged em 2009
Fonte: MTE - RAIS/2008 - Relação Anual de Informações Sociais
Caged - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

15
SANTA CATARINA Santa Catarina é Destaque em Emprego Formal
EM DADOS 2010

Número de emprego celetista por habitante segundo as microrregiões de Santa Catarina


Microrregiões Emprego Estimativa Emprego CLT
CLT 2009(*) populacional por habitante(%)
(IBGE/2009)
Blumenau 238.832 654.453 36,5
Joinville 255.828 806.809 31,7
Florianópolis 258.543 848.224 30,5
Joaçaba 88.434 322.199 27,4
Criciúma 96.352 362.890 26,6
Rio do Sul 53.158 203.485 26,1
São Bento do Sul 34.180 132.860 25,7
Itajaí 130.746 526.375 24,8
Concórdia 35.551 145.067 24,5
Chapecó 98.475 402.987 24,4
Tijucas 21.455 88.225 24,3
Tubarão 80.434 372.145 21,6
Xanxerê 28.412 151.240 18,8
Campos de Lages 48.440 299.345 16,2
Curitibanos 19.683 121.865 16,2
Araranguá 28.392 175.898 16,1
São Miguel do Oeste 27.909 177.497 15,7
Ituporanga 8.339 55.479 15,0
Canoinhas 34.041 247.489 13,8
Tabuleiro 2.113 24.211 8,7
Total 1.589.317 6.118.743 26,0
(*) Considera os vínculos na RAIS 2008 acrescido do saldo do Caged em 2009
Fonte: MTE - RAIS/2008 - Relação Anual de Informações Sociais
Caged - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

16
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Santa Catarina Industrial

Santa Catarina possui um importante parque industrial, ocupando posição de destaque no Brasil. A indústria de transfor-
mação catarinense é a quarta do país em quantidade de empresas e a quinta em número de trabalhadores. O segmento
alimentar é o maior empregador, seguindo-se o de artigos do vestuário e o de produtos têxteis.

O PIB catarinense é o sétimo do Brasil, registrando, em 2007, R$ 104,6 bilhões. As estimativas preliminares para 2008 são
de R$ 119 bilhões. O setor secundário participa com 35,7%, o setor terciário com 57,1% e o primário com 7,2%. Dentro do
setor secundário, a participação da indústria de transformação é de 24,2%, de acordo com a nova metadologia de cálculo
do IBGE.

A economia industrial de Santa Catarina é caracterizada pela concentração em diversos polos, o que confere ao estado
padrões de desenvolvimento equilibrado entre suas regiões: cerâmico, carvão, vestuário e descartáveis plásticos no Sul;
alimentar e móveis no Oeste; têxtil, vestuário e cristal no Vale do Itajaí; metalurgia, máquinas e equipamentos, material elé-
trico, autopeças, plástico, confecções e mobiliário no Norte; madeireiro na região Serrana e tecnológico na Capital. Embora
haja essa concentração por regiões, muitos municípios estão desenvolvendo vocações diferenciadas, fortalecendo vários
segmentos de atividade.

No estado estão situadas importantes indústrias, algumas com destaque na América Latina e outras no mundo. Santa Ca-
tarina é líder na América Latina em produção de cerâmica e porcelanas de mesa, copos e taças de cristais, elementos de
fixação (parafusos, porcas), blocos e cabeçotes para motor, máquinas para desdobramento de madeira; impulsores de par-
tida, mancais e polias para veículos; matrizes e pulsões para a indústria cerâmica, compressores de pistão, fitas elásticas e
fitas rígidas; motores, geradores e transformadores elétricos; portas de madeira e camisetas de malha.

Além da liderança no mercado nacional dos produtos citados no parágrafo anterior, Santa Catarina ocupa a primeira posi-
ção no Brasil na fabricação de cerâmica para revestimento; eletroferragens galvanizadas a fogo para distribuição de ener-
gia elétrica, telefonia e tv a cabo; centrais telefônicas e telefones (convencionais e sem fio); softwares para o segmento de
projetos prediais, gestão (ERP), soluções para o setor têxtil e soluções para gerenciamento de filas em bancos; embalagens
para adubo, fertilizante, cal/calcário e argamassa e chapéus femininos linha praia, dentre outros. É o maior produtor de su-
ínos, pescados e industrializados de carnes (derivados de frango, suínos e bovinos) do Brasil.

De janeiro a dezembro de 2009, as exportações catarinenses alcançaram o valor acumulado de US$ 6,4 bilhões, o que sig-
nifica um decréscimo de 22,66% em relação ao ano anterior. Os valores exportados por Santa Catarina corresponderam a
4,20% das exportações brasileiras. Ocupamos a décima colocação no ranking nacional. Os principais mercados de desti-
no dos produtos catarinenses em 2009 foram Estados Unidos (11,6%), Países Baixos-Holanda (8,19%), Argentina (6,37%)
e Japão (4,91%).

O estado possui uma forte estrutura portuária, por onde escoa grande parte da produção: portos de Itajaí, São Francisco do
Sul, Imbituba e Navegantes. O porto de Laguna atua voltado à pesca. Além desses, entrará em operação o porto de Itapoá,
agregando maior valor logístico à nossa região.

19
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Diversidade Industrial

Mobiliário1 Metalurgia e Produtos de Metal2 Máquinas, Aparelhos e Materiais Elétricos


»» 2.065 indústrias* (2009) »» 3.246 indústrias* (2009) »» 316 indústrias* (2009)
»» 26 mil trabalhadores (2009) »» 47,2 mil trabalhadores (2009) »» 25,7 mil trabalhadores (2009)
»» 9,3% do Valor da Transformação - Os valores acima estão diferentes dos divulgados para
»» 2,1% do Valor da Transformação
Industrial de SC (2008) 2008 por adoção de nova classificação de atividades.
Industrial de SC (2008)
»» 4,1% das exportações de SC, »» 2,3% das exportações de SC, »» 9,8% do Valor da Transformação Industrial de
US$ 260 milhões (2009) US$ 151 milhões (2009) SC (2008)
»» 9,1% das exportações de SC, US$ 587 milhões (2009)

Veículos automotores/autopeças4
Máquinas e Equipamentos
Alimentar e Bebidas3 »» 355 indústrias* (2009)
»» 1.342 indústrias* (2009)
»» 2.846 indústrias* (2009) »» 13,8 mil trabalhadores (2009)
»» 31,8 mil trabalhadores (2009)
»» 94,8 mil trabalhadores (2009) »» 4,9% do Valor da Transformação
»» 7,35% do Valor da Transformação Industrial de
- Os valores acima estão diferentes dos divulgados para 2008 por Industrial de SC (2008)
SC (2008)
adoção de nova classificação de atividades. »» 1,5% das exportações de SC,
»» 13,9% das exportações de SC, US$ 893 milhões
»» 19,2% do Valor da Transformação Industrial de SC (2008) US$ 94 milhões (2009)
(2009)
»» 39,4% das exportações de SC, US$ 2.532 milhões (2009)

NORTE
Indústria Naval5
NORDESTE
»» 53 indústrias* (2009)
»» 2,5 mil trabalhadores (2009)
OESTE »» 0,35% do Valor da Transformação Industrial de SC (2008)
VALE DO ITAJAÍ
»» 0,1% das exportações de SC, US$ 4 milhões (2009)

Têxtil e Vestuário6
SUDESTE »» 8.659 indústrias* (2009)
»» 162 mil trabalhadores (2009)
PLANALTO SERRANO
»» 16,2% do Valor da Transformação Industrial de SC (2008)
»» 2,7% das exportações de SC, US$ 176 milhões (2009)

SUL
Madeira
»» 2.887 indústrias * (2009) Tecnologia/Informática 
»» 36,9 mil trabalhadores (2009) »» Maior concentração: Florianópolis, São José, Blumenau,
»» 3,1% do Valor da Transformação Industrial de SC (2008) Chapecó, Criciúma e Joinville. Na Grande Florianópolis
»» 5,4% das exportações de SC, US$ 349 milhões (2009) estão instaladas cerca de 500 empresas de base
tecnológica, incluindo as do setor de Tecnologia da
Celulose e Papel Informação (TI), com faturamento de R$ 1,1 bilhão e
»» 394 indústrias* (2009) 6.500 empregos. Nesta região concentram-se 90%
»» 17,8 mil trabalhadores (2009) das indústrias catarinenses do setor de eletrônica e
»» 4,8% do Valor da Transformação Industrial de SC (2008) automação. Nas demais regiões as empresas de software
»» 2,4% das exportações de SC, US$ 157 milhões (2009) são maioria, embora também existam indústrias das áreas
de eletrônica e de automação.
»» Levando em consideração os cinco polos, estima-se um
1
Mobiliário também se destaca no Oeste total de 1.600 empresas, com um faturamento de R$ 2,5
2
Produtos de Metal também se destaca no Sul bilhões e 25 mil empregos.
3
A Pesca deve ser citada, localizando-se no Litoral.
4
Autopeças, além de outras regiões, também se destaca no Vale do Itajaí
5
A Indústria Naval desponta também no Sudeste
6
Presente também na região Nordeste e Sul Cerâmica7
7
Se destaca também na região Sudeste. »» 727 indústrias* (2009)
8 »» 16,3 mil trabalhadores (2009)
Produtos de Plástico também se destaca no Nordeste.
»» 2,8% do Valor da Transformação Industrial de SC (2008)
Importante: »» 1,8% das exportações de SC, US$ 118 milhões (2009)
1. Embora tenha sido especificado no mapa a região de maior concentração,
os dados referem-se ao total da atividade no estado. Produtos de Plástico8
2. Além dos especificados, Santa Catarina possui outros segmentos industriais »» 908 indústrias* (2009)
que também compõem sua economia. »» 32,6 mil trabalhadores (2009)
* Indústrias que realizaram movimentação de pessoal em algum mês do ano. »» 5,9% do Valor da Transformação Industrial de SC (2008)
Valor da Transformação Industrial (VTI): diferença entre o valor bruto da produ- »» 0,8% das exportações de SC, US$ 54 milhões (2009)
ção e o custo das operações industriais.

20
Diversidade Industrial

Alimentar e Bebidas exportador do Brasil. Nos municípios de São Bento do Sul e


Santa Catarina possui uma indústria alimentar bastante forte, Rio Negrinho concentram-se o maior volume de empresas,
sendo o maior produtor de carne suína do país e o segundo enquanto que no Oeste está o segundo maior polo fabricante
de frangos. O estado também se destaca na pesca, ocu- de móveis do estado.
pando nacionalmente liderança na produção de pescados.
Também deve ser citada a produção de vinho e cerveja com Madeira
presença marcante no segmento de bebidas do estado. A indústria madeireira do estado destaca-se em nível na-
cional tendo uma participação de 11,8% sobre igual setor
Máquinas e Equipamentos do Brasil. É a primeira do país e na América Latina na fa-
A indústria de máquinas e equipamentos de Santa Catarina bricação de portas de madeira. Santa Catarina é o maior
se destaca na fabricação de compressores e eletrodomésti- exportador de portas e respectivos caixilhos, alizares e
cos (linha branca). É líder no mercado nacional e na América soleiras do Brasil.
Latina no segmento de compressores de ar comprimido a
pistão e é o maior exportador do Brasil de motocompressores Produtos de Plástico
herméticos. As principais indústrias localizam-se na região Santa Catarina destaca-se na produção de tubos e conexões
Norte do estado, principalmente na cidade de Joinville. de PVC, embalagens, descartáveis plásticos (copos, pratos
etc.), utilidades domésticas, cordas e fios de PET reciclado
Têxtil e Vestuário e produtos de EPS (isopor). Este último ocupa liderança no
Santa Catarina é o segundo maior polo empregador têxtil mercado nacional e latino-americano.
e do vestuário do Brasil. No estado está localizada a maior
empresa brasileira e a segunda do mundo na fabricação de Máquinas, Aparelhos e Materiais Elétricos
camisas de malha. É líder na América Latina na produção O segmento de máquinas, aparelhos e materiais elétricos
de fitas elásticas e no comércio internacional é o maior ex- registrou uma participação de 16,12% no ano de 2008 so-
portador do país de roupas de toucador/cozinha, de tecidos bre igual setor nacional, segundo o IBGE. Santa Catarina
atoalhados de algodão e de camisetas T-Shirt de malha. destaca-se pelo grau de importância na fabricação de ge-
radores, transformadores e motores elétricos, com um peso
Metalurgia e Produtos de Metal nesse mesmo ano de 29,82%, sobre igual segmento brasi-
Em Santa Catarina encontra-se a maior fundição independen- leiro. O estado é o maior exportador de motores elétricos de
te do Brasil, da América Latina e a quinta em nível mundial, corrente alternada trifásicos 75 kW do Brasil.
especializada na fabricação de produtos fundidos para a
indústria automotiva. O estado também é líder nacional em Veículos automotores/autopeças
eletroferragens galvanizadas a fogo para distribuição de O estado de Santa Catarina se destaca na produção de au-
energia elétrica, telefonia e TV a cabo, além de elementos topeças, podendo-se citar impulsores de partida, mancais
de fixação (parafusos, porcas etc.). e polias para veículos automotores, escapamentos, carro-
cerias para caminhões e ônibus, blocos de cilindros e ca-
Tecnologia/Informática  beçotes para motores diesel, sendo o maior exportador do
Santa Catarina é líder nacional em softwares para o segmen- país nesse item.
to de projetos prediais, gestão (ERP), soluções para o setor
têxtil, soluções para gerenciamento de filas em bancos e Celulose e Papel
destaca-se na fabricação de telefones, centrais telefônicas, A indústria de celulose e papel de Santa Catarina obteve uma
aparelhos de segurança, conversores de energia, regulado- participação de 6,4% sobre igual setor nacional em 2008,
res de tensão e equipamentos de comunicação de dados. segundo o IBGE. O estado é o maior exportador de papel/
cartão Kraftliner para cobertura do Brasil. É líder nos mer-
Cerâmica cados de papéis e cartões para embalagens, embalagens
Santa Catarina possui um importante polo cerâmico, com de papelão ondulado e sacos industriais. Em Santa Catarina
destaque nacional. A maior concentração de indústrias está está situada a maior produtora, exportadora e recicladora de
na região Sul e em Tijucas, na Grande Florianópolis. É o se- papéis do Brasil.
gundo maior exportador do Brasil de cerâmica para revesti-
mento e líder na América Latina em produção de cerâmica de Indústria Naval
mesa. A indústria de cerâmica vermelha também se destaca A indústria naval catarinense é a segunda do país em nú-
dentro desse segmento de atividade. mero de trabalhadores e a previsão é de que esse número
aumente em curto prazo. É um segmento industrial com boas
Mobiliário perspectivas de crescimento, sendo que em Navegantes e
Santa Catarina destaca-se em nível nacional na produção Itajaí se concentra o maior número de empresas construto-
de móveis com predominância em madeira, sendo o maior ras de embarcações.

21
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Dados Regionais

VICE-PRESIDÊNCIAS REGIONAIS DO SISTEMA FIESC - 2009

A FIESC está presente em todo o território catarinense através de suas 14 vice-presidências regionais. É por meio dessa
estrutura que são implementadas suas ações e diretrizes estratégicas.

VALE DO ITAJAÍ

NORTE-NORDESTE

PLANALTO NORTE

CENTRO-NORTE ALTO VALE DO ITAJAÍ

EXTREMO-OESTE CENTRO-OESTE

São Bento
do Sul Joinville

Jaraguá do Sul

São Miguel do Oeste Caçador

Chapecó Blumenau
Concórdia
Joaçaba
Rio do Sul

Florianópolis

OESTE Lages

ALTO URUGUAI CATARINENSE

Tubarão

Criciúma

SERRA CATARINENSE

SUL SUDESTE

LITORAL SUL

22
Dados Regionais

Extremo Oeste

O Extremo Oeste possui 168,3 mil habitantes, ou seja, 2,8% da população de Santa Catarina. Sua maior cidade é São Miguel
do Oeste. A participação da região no PIB estadual é de 2,1%.

Município Habitantes PIB total 2007 PIB per capita


em 2009 R$ mil 2007
R$
Anchieta 6.683 65.810 9.991
Bandeirante 3.095 23.455 7.746
Barra Bonita 2.120 19.201 9.303
Belmonte 2.790 23.247 8.671
Descanso 8.898 101.076 11.611
Dionísio Cerqueira 15.399 172.873 11.687
Flor do Sertão 1.700 14.002 8.538
Guaraciaba 10.857 111.420 10.507
Guarujá do Sul 4.870 64.599 13.680
Iporã do Oeste 8.405 90.184 11.146
Itapiranga 16.015 347.635 22.814
Mondaí 9.515 195.533 21.426
Palma Sola 8.145 94.717 11.926
Paraíso 4.200 34.290 8.174
Princesa 2.687 21.276 8.170
Santa Helena 2.484 26.231 10.764
São João do Oeste 6.269 85.059 14.129
São José do Cedro 14.155 203.434 14.850
São Miguel do Oeste 35.249 490.432 14.507
Tunápolis 4.775 52.816 11.358
TOTAL 168.311 2.237.290
Fonte: IBGE
* Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados do PIB de 2008 e 2009

23
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Comércio Internacional
O Extremo Oeste possui uma balança comercial superavitária, tendo apresentado em 2009 um saldo de US$ 84,6 milhões.
As exportações totalizaram US$ 127,5 milhões e as importações US$ 42,9 milhões.

Balança Comercial em 2009 (US$)


Município Exportação Importação Saldo
Anchieta 2.760.037 81.727 2.678.310
Dionísio Cerqueira 3.985.365 25.996.217 -22.010.852
Guaraciaba 0 288.088 -288.088
Guarujá do Sul 348.196 11.558.202 -11.210.006
Iporã do Oeste 0 98.550 -98.550
Itapiranga 110.497.316 2.891.638 107.605.678
Mondaí 1.288.976 18.629 1.270.347
Palma Sola 6.407.104 144.326 6.262.778
Princesa 95.293 114.299 -19.006
Santa Helena 212.111 0 212.111
São José do Cedro 262.165 1.347.500 -1.085.335
São Miguel do Oeste 1.667.669 347.671 1.319.998
TOTAL 127.524.232 42.886.847 84.637.385
Fonte: MDIC/SECEX
Obs: os municípios que não constam da tabela não tiveram movimentação no período.

Número de estabelecimentos e trabalhadores

Número de estabelecimentos e trabalhadores por atividade econômica em 2009


Atividade econômica Número de Número de
estabelecimentos* trabalhadores
Agropecuária, extrativismo vegetal e pesca 273 1.153
Indústria extrativa mineral 10 74
Indústria de transformação 607 11.680
Serviços industriais de utilidade pública 19 131
Construção civil 256 1.119
Comércio 1.950 6.913
Serviços 1.579 10.582
Total 4.694 31.652
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 – CNAE 2.0
*Apenas os estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram).

A atividade industrial que mais emprega na região é a Alimentar. Na sequência deve-se citar Madeira e Mobiliário.

24
Dados Regionais

Oeste

O Oeste possui 563,4 mil habitantes, sendo 9,2% da população de Santa Catarina. Sua maior cidade é Chapecó. O PIB da
região tem uma participação de 8,6% no PIB estadual.

Município Habitantes em 2009 PIB total 2007 PIB per capita


R$ mil 2007 R$
Abelardo Luz 16.899 264.747 16.169
Águas de Chapecó 6.354 66.246 10.885
Águas Frias 2.641 49.271 19.314
Bom Jesus 2.427 32.884 14.323
Bom Jesus do Oeste 2.065 19.598 9.673
Caibi 6.392 83.309 13.400
Campo Erê 9.737 154.847 16.147
Caxambu do Sul 4.963 49.353 10.103
Chapecó 174.187 3.524.610 21.387
Cordilheira Alta 3.531 117.747 35.033
Coronel Freitas 10.520 122.922 11.997
Coronel Martins 2.583 24.287 9.789
Cunha Porã 11.079 173.891 16.346
Cunhataí 1.948 18.207 9.715
Entre Rios 3.104 19.027 6.387
Faxinal dos Guedes 10.585 170.790 16.519
Formosa do Sul 2.683 25.810 9.851
Galvão 3.444 45.338 12.980
Guatambu 4.610 103.917 23.067
Ipuaçu 6.881 53.002 8.072
Iraceminha 4.328 38.785 9.102
Irati 2.033 22.337 11.031
Jardinópolis 1.881 16.677 9.010
Jupiá 2.185 23.268 10.904
Lajeado Grande 1.485 18.531 12.684
Maravilha 23.099 311.306 14.356
Marema 2.275 25.182 11.035
Modelo 3.862 38.889 10.310
Nova Erechim 4.381 48.936 11.883
Nova Itaberaba 4.222 43.629 10.597
Novo Horizonte 2.954 39.742 13.695
Ouro Verde 2.179 41.130 19.112
Palmitos 16.596 299.061 18.620
Passos Maia 4.555 40.216 8.993
Pinhalzinho 15.692 257.224 17.509
Planalto Alegre 2.767 23.779 9.011
Ponte Serrada 11.724 94.066 8.391
Quilombo 11.259 199.052 18.310
Riqueza 5.126 44.025 8.809
Romelândia 5.760 45.791 7.980
Saltinho 4.178 32.685 8.027
Santa Terezinha do Progresso 3.062 25.502 8.378
Santiago do Sul 1.443 18.004 12.417
São Bernardino 2.633 28.016 10.560
continua...

25
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

São Carlos 10.938 112.403 10.837


São Domingos 9.611 140.249 15.006
São Lourenço do Oeste 23.015 400.472 18.371
São Miguel da Boa Vista 2.026 14.886 7.549
Saudades 8.929 119.264 13.889
Serra Alta 3.277 29.692 9.279
Sul Brasil 3.150 21.996 7.186
Tigrinhos 1.768 14.326 8.229
União do Oeste 3.084 35.750 11.691
Vargeão 3.685 80.951 22.739
Xanxerê 42.174 700.574 17.415
Xaxim 25.444 471.170 19.375
TOTAL 563.413 9.037.369
Fonte: IBGE
* Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados do PIB de 2008 e 2009

Comércio Internacional
O Oeste apresentou um saldo positivo de US$ 146 milhões em sua balança comercial no ano de 2009, resultado de US$
245,3 milhões de exportação e US$ 99,3 milhões de importação.

Balança Comercial em 2009 (US$)


Município Exportação Importação Saldo
Abelardo Luz 2.644.166 0 2.644.166
Águas de Chapecó 0 106.894 -106.894
Águas Frias 611.797 0 611.797
Campo Erê 601.070 0 601.070
Chapecó 6.395.851 51.876.159 -45.480.308
Cordilheira Alta 155.783 58.968 96.815
Coronel Freitas 45.610 2.213.286 -2.167.676
Cunha Porã 74.998 1.447.349 -1.372.351
Faxinal dos Guedes 619.149 164.530 454.619
Galvão 12.050 0 12.050
Guatambu 19.203.822 1.179.712 18.024.110
Maravilha 1.643.273 5.065.729 -3.422.456
Modelo 44.120 0 44.120
Nova Erechim 1.183.412 0 1.183.412
Nova Itaberaba 704.779 1.380.560 -675.781
Palmitos 58.518.953 0 58.518.953
Passos Maia 1.966.689 0 1.966.689
Pinhalzinho 5.359.814 5.515.432 -155.618
Ponte Serrada 132.572 247.767 -115.195
Quilombo 41.602 0 41.602
Riqueza 0 24.504 -24.504
São Carlos 2.942.597 557 2.942.040
São Lourenço do Oeste 4.603.423 701.636 3.901.787
Saudades 12.134.651 6.156.613 5.978.038
Serra Alta 0 99.330 -99.330
Vargeão 1.601.111 0 1.601.111
Xanxerê 3.880.675 4.796.433 -915.758
Xaxim 120.179.124 18.244.834 101.934.290
TOTAL 245.301.091 99.280.293 146.020.798
Fonte: MDIC/SECEX
Obs: os municípios que não constam da tabela não tiveram movimentação no período.

26
Dados Regionais

Número de estabelecimentos e trabalhadores

Número de estabelecimentos e trabalhadores por atividade econômica em 2009


Atividade econômica Número de Número de
estabelecimentos* trabalhadores
Agropecuária, extrativismo vegetal e pesca 1.172 6.013
Indústria extrativa mineral 12 73
Indústria de transformação 2.105 47.059
Serviços industriais de utilidade pública 116 1.976
Construção civil 1.088 10.839
Comércio 7.004 32.151
Serviços 5.664 44.598
Total 17.161 142.709
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 – CNAE 2.0
*Apenas os estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram).

A atividade industrial que mais emprega na região é a Alimentar. Mobiliário aparece em segundo lugar.

Centro-Oeste

População 2009 e PIB 2007*


O Centro-Oeste possui 173,6 mil habitantes e PIB de R$ 3,4 bilhões, ou seja, 3,3% do PIB estadual. Destacam-se Joaçaba,
Capinzal e Campos Novos com maiores valores de PIB.

Município Habitantes em 2009 PIB total 2007 PIB per capita


R$ mil 2007 R$
Abdon Batista 2.805 24.249 8.896
Água Doce 6.959 120.227 17.796
Brunópolis 2.943 30.459 10.382
Campos Novos 29.133 525.044 18.457
Capinzal 18.996 510.613 27.653
Catanduvas 9.119 226.276 25.911
Erval Velho 4.195 44.555 10.872
Herval d’Oeste 19.323 274.354 14.484
Ibiam 2.060 20.852 10.494
Ibicaré 3.458 37.359 11.020
Joaçaba 25.322 724.719 29.659
Lacerdópolis 2.266 31.038 14.173
Luzerna 5.528 62.677 11.626
Monte Carlo 9.144 76.805 8.675
Ouro 7.231 65.410 9.219
Tangará 8.611 159.092 18.917
Treze Tílias 6.004 289.248 51.276
Vargem 3.187 35.797 11.510
Vargem Bonita 4.279 170.597 39.481
Zortéa 3.015 25.739 8.975
TOTAL 173.578 3.455.110
Fonte: IBGE
* Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados do PIB de 2008 e 2009

27
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Comércio Internacional
O Centro-Oeste exportou US$ 72,5 milhões em 2009 e importou US$ 53,4 milhões, resultando em um saldo positivo de US$
19 milhões em sua balança comercial.

Balança Comercial em 2009 (US$)


Município Exportação Importação Saldo
Campos Novos 24.125.683 6.308.126 17.817.557
Capinzal 521.408 8.289.303 -7.767.895
Catanduvas 0 3.073.047 -3.073.047
Herval d’Oeste 65.840 9.265.683 -9.199.843
Joaçaba 30.184.736 23.392.151 6.792.585
Lacerdópolis 0 22.500 -22.500
Luzerna 214.380 78.003 136.377
Tangará 230.717 322.747 -92.030
Treze Tílias 0 724.405 -724.405
Vargem 419.998 0 419.998
Vargem Bonita 16.731.893 1.945.101 14.786.792
TOTAL 72.494.655 53.421.066 19.073.589
Fonte: MDIC/SECEX
Obs: os municípios que não constam da tabela não tiveram movimentação no período.

Número de estabelecimentos e trabalhadores

Número de estabelecimentos e trabalhadores por atividade econômica em 2009


Atividade econômica Número de Número de
estabelecimentos* trabalhadores
Agropecuária, extrativismo vegetal e pesca 761 4.053
Indústria extrativa mineral 7 51
Indústria de transformação 648 16.459
Serviços industriais de utilidade pública 41 558
Construção civil 211 852
Comércio 2.153 9.584
Serviços 2.018 19.971
Total 5.839 51.528
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 – CNAE 2.0
*Apenas os estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram).


A atividade industrial que mais emprega na região é a Alimentar.

28
Dados Regionais

Alto Uruguai

População 2009 e PIB 2007*


O Alto Uruguai possui 149,2 mil habitantes e PIB de R$ 2,7 bilhões, sendo 2,6% do PIB estadual. Concórdia é a maior cida-
de em PIB e população.

Município Habitantes em 2009 PIB total 2007 PIB per capita


R$ mil 2007 R$
Alto Bela Vista 2.071 25.198 12.468
Arabutã 4.048 41.034 10.357
Arvoredo 2.241 22.462 10.243
Concórdia 70.393 1.390.478 20.677
Ipira 4.771 33.524 7.125
Ipumirim 7.400 131.689 18.501
Irani 9.754 84.069 9.027
Itá 6.552 139.377 21.720
Jaborá 4.129 51.122 12.679
Lindóia do Sul 4.662 57.855 12.688
Paial 1.830 17.977 9.872
Peritiba 2.977 42.617 14.476
Piratuba 4.446 68.346 14.955
Presidente Castello Branco 1.779 19.215 10.936
Seara 17.827 511.524 29.877
Xavantina 4.316 67.244 15.942
TOTAL 149.196 2.703.731
Fonte: IBGE
* Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados do PIB de 2008 e 2009

Comércio Internacional
O Alto Uruguai possui uma balança comercial superavitária, tendo apresentado em 2009 um saldo de US$ 254,2 milhões.
As exportações registraram US$ 267,7 milhões e as importações US$ 13,5 milhões.

Balança Comercial em 2009 (US$)


Município Exportação Importação Saldo
Alto Bela Vista 612.501 59.631 552.870
Concórdia 9.979.665 1.429.417 8.550.248
Ipumirim 63.242.513 4.463.050 58.779.463
Itá 29.831.988 121.822 29.710.166
Lindóia do Sul 12.704.424 0 12.704.424
Seara 151.351.057 7.420.351 143.930.706
Total 267.722.148 13.494.271 254.227.877
Fonte: MDIC/SECEX
Obs: os municípios que não constam da tabela não tiveram movimentação no período.

29
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Número de estabelecimentos e trabalhadores

Número de estabelecimentos e trabalhadores por atividade econômica em 2009


Atividade econômica Número de Número de
estabelecimentos* trabalhadores
Agropecuária, extrativismo vegetal e pesca 299 1.149
Indústria extrativa mineral 4 66
Indústria de transformação 489 14.687
Serviços industriais de utilidade pública 23 381
Construção civil 317 2.392
Comércio 1.659 6.557
Serviços 1.789 14.713
Total 4.580 39.945
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 – CNAE 2.0
*Apenas os estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram).

A maior parcela da mão de obra industrial da região está na atividade Alimentar.

Centro-Norte

População 2009 e PIB 2007*


O Centro-Norte possui 399,8 mil habitantes, sendo 6,5% da população de Santa Catarina. A maior cidade em popula-
ção é Caçador e em PIB Videira, seguindo-se Caçador. O PIB da região é de R$ 5,7 bilhões, correspondendo a 5,5%
do PIB estadual.

Município Habitantes em 2009 PIB total 2007 PIB per capita


R$ mil 2007 R$
Arroio Trinta 3.638 36.500 10.381
Bela Vista do Toldo 6.145 69.478 11.758
Caçador 70.720 1.156.680 17.122
Calmon 4.265 37.528 9.354
Canoinhas 54.645 688.663 13.073
Curitibanos 39.045 431.535 11.510
Fraiburgo 36.469 462.247 13.249
Frei Rogério 2.673 27.718 10.440
Iomerê 2.643 32.728 12.794
Irineópolis 10.748 123.554 12.011
Lebon Régis 12.134 95.103 8.104
Macieira 1.787 18.978 10.783
Major Vieira 7.675 93.428 12.734
Matos Costa 2.826 18.692 6.633
Pinheiro Preto 3.048 50.233 17.250
Ponte Alta do Norte 3.677 48.467 13.848
Porto União 33.408 227.416 7.050
Rio das Antas 6.237 59.928 9.899
Salto Veloso 4.367 112.437 26.950
Santa Cecília 15.928 178.504 11.659
São Cristóvão do Sul 5.087 52.474 10.819
Timbó Grande 7.315 78.434 11.239
Três Barras 18.708 323.967 18.061
Videira 46.585 1.282.529 28.834
TOTAL 399.773 5.707.221
Fonte: IBGE
* Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados do PIB de 2008 e 2009

30
Dados Regionais

Comércio Internacional
O Centro-Norte apresentou em 2009 um saldo positivo de US$ 253,8 milhões em sua balança comercial. Suas exportações
foram de US$ 318 milhões e as importações de US$ 64,2 milhões.

Balança Comercial em 2009 (US$)


Município Exportação Importação Saldo
Caçador 106.220.783 6.811.636 99.409.147
Canoinhas 71.491.348 1.443.378 70.047.970
Curitibanos 21.628.865 792.970 20.835.895
Fraiburgo 23.517.866 18.939.805 4.578.061
Iomerê 0 82.627 -82.627
Pinheiro Preto 0 412.644 -412.644
Ponte Alta do Norte 433.299 36.596 396.703
Porto União 1.966.333 691.284 1.275.049
Salto Veloso 0 1.853.694 -1.853.694
Santa Cecília 37.161.694 681.795 36.479.899
São Cristóvão do Sul 680.163 114.791 565.372
Timbó Grande 204.558 0 204.558
Três Barras 28.467.854 1.765.663 26.702.191
Videira 26.292.452 30.630.684 -4.338.232
TOTAL 318.065.215 64.257.567 253.807.648
Fonte:MDIC/SECEX
Obs: os municípios que não constam da tabela não tiveram movimentação no período.

Número de estabelecimentos e trabalhadores

Número de estabelecimentos e trabalhadores por atividade econômica em 2009


Atividade econômica Número de Número de
estabelecimentos* trabalhadores
Agropecuária, extrativismo vegetal e pesca 1.595 11.740
Indústria extrativa mineral 24 241
Indústria de transformação 1.143 28.689
Serviços industriais de utilidade pública 62 672
Construção civil 346 2.691
Comércio 3.772 17.196
Serviços 3.050 30.883
Total 9.992 92.112
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 – CNAE 2.0
*Apenas os estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram).

Destaca-se na região a atividade Madeireira.

31
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Planalto Norte

População 2009 e PIB 2007*


No Planalto Norte está 3,8% da população de Santa Catarina. O PIB da região é de R$ 3,2 bilhões, ou seja, 3,1% do PIB
estadual. São Bento do Sul é a maior cidade em população e PIB.

Município Habitantes em 2009 PIB total 2007 PIB per capita


R$ mil 2007 R$
Campo Alegre 11.713 128.486 11.280
Itaiópolis 20.551 233.727 11.833
Mafra 52.933 703.786 13.796
Monte Castelo 8.328 79.147 9.756
Papanduva 17.670 198.720 11.651
Rio Negrinho 44.633 495.703 11.736
São Bento do Sul 76.514 1.355.570 18.685
TOTAL 232.342 3.195.139
Fonte: IBGE
*Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados do PIB de 2008 e 2009.

Comércio Internacional
O Planalto Norte possui uma balança comercial superavitária, registrando um saldo de US$ 166,4 milhões em 2009. As ex-
portações totalizaram US$ 263 milhões e as importações US$ 96,5 milhões.

Balança Comercial em 2009 (US$)


Município Exportações Importações Saldo
Campo Alegre 24.654.978 1.260.899 23.394.079
Itaiópolis 4.693.592 0 4.693.592
Mafra 36.924.058 43.607.356 -6.683.298
Papanduva 20.660.155 6.534 20.653.621
Rio Negrinho 42.537.926 2.773.175 39.764.751
São Bento do Sul 133.500.776 48.867.980 84.632.796
Total 262.971.485 96.515.944 166.455.541
Fonte: MDIC/SECEX
Obs: os municípios que não constam da tabela não tiveram movimentação no período.

Número de estabelecimentos e trabalhadores

Número de estabelecimentos e trabalhadores por atividade econômica em 2009


Atividade econômica Número de Número de
estabelecimentos* trabalhadores
Agropecuária, extrativismo vegetal e pesca 451 2.758
Indústria extrativa mineral 14 99
Indústria de transformação 1.103 25.804
Serviços industriais de utilidade pública 17 349
Construção civil 210 1.020
Comércio 2.230 9.597
Serviços 1.852 16.174
Total 5.877 55.801
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 – CNAE 2.0
*Apenas os estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram).


A maior parcela da mão de obra industrial da região está no segmento produtor de móveis. A segunda atividade que mais
emprega é a Madeireira.

32
Dados Regionais

Serra Catarinense

População 2009 e PIB 2007*


A região Serrana de Santa Catarina possui 304,6 mil habitantes e PIB de R$ 3,6 bilhões (3,4% do PIB estadual). Sua maior
cidade é Lages.

Município Habitantes em 2009 PIB total 2007 PIB per capita 2007
R$ mil R$
Anita Garibaldi 9.191 57.751 6.318
Bocaina do Sul 3.128 36.097 11.847
Bom Jardim da Serra 4.383 36.936 8.765
Bom Retiro 8.594 87.009 10.536
Campo Belo do Sul 8.212 77.050 9.670
Capão Alto 3.358 29.676 9.245
Celso Ramos 2.720 25.226 9.444
Cerro Negro 4.045 21.886 5.543
Correia Pinto 14.842 318.249 21.448
Lages 167.805 2.038.990 12.619
Otacílio Costa 16.587 305.016 19.436
Painel 2.357 22.541 9.813
Palmeira 2.456 35.783 15.331
Ponte Alta 5.228 51.844 10.206
Rio Rufino 2.518 18.757 7.709
São Joaquim 25.122 243.954 10.140
São José do Cerrito 10.624 61.449 5.964
Urubici 10.825 80.711 7.732
Urupema 2.578 21.363 8.542
TOTAL 304.573 3.570.288
Fonte: IBGE
* Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados do PIB de 2008 e 2009

Comércio Internacional
A Serra Catarinense apresentou em 2009 um saldo positivo de US$ 172,8 milhões em sua balança comercial. As exportações
foram de US$ 190,1 milhões e as importações de US$ 17,3 milhões. O maior saldo comercial foi registrado em Lages.

Balança Comercial em 2009 (US$)


Município Exportação Importação Saldo
Bom Retiro 1.602.758 279.479 1.323.279
Campo Belo do Sul 682.802 44.606 638.196
Capão Alto 3.910.166 0 3.910.166
Correia Pinto 21.125.491 808.924 20.316.567
Lages 95.333.947 12.030.970 83.302.977
Otacílio Costa 64.319.935 1.990.099 62.329.836
Palmeira 3.169.572 22.081 3.147.491
São Joaquim 0 2.181.622 -2.181.622
Urubici 0 0 0
Total 190.144.671 17.357.781 172.786.890
Fonte: MDIC/SECEX
Obs: os municípios que não constam da tabela não tiveram movimentação no período.

33
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Número de estabelecimentos e trabalhadores

Número de estabelecimentos e trabalhadores por atividade econômica em 2009


Atividade econômica Número de Número de
estabelecimentos* trabalhadores
Agropecuária, extrativismo vegetal e pesca 1.475 7.502
Indústria extrativa mineral 16 96
Indústria de transformação 702 11.496
Serviços industriais de utilidade pública 33 166
Construção civil 320 2.342
Comércio 2.644 12.592
Serviços 2.461 22.278
Total 7.651 56.472
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 – CNAE 2.0
*Apenas os estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram).

A indústria Madeireira é a maior empregadora da região.

Alto Vale do Itajaí

População 2009 e PIB 2007*


O Alto Vale do Itajaí possui 268,3 mil habitantes, ou seja, 4,4% da população de Santa Catarina. Sua maior cidade é Rio do
Sul. A participação da região no PIB estadual é de 3,6%.

Município Habitantes em 2009 PIB total 2007 PIB per capita
R$ mil 2007 R$
Agrolândia 9.661 113.724 12.525
Agronômica 4.925 53.868 11.518
Atalanta 3.402 38.967 11.748
Aurora 5.560 74.333 13.768
Braço do Trombudo 3.419 82.003 24.940
Chapadão do Lageado 2.882 34.977 12.724
Dona Emma 3.583 35.105 10.202
Ibirama 17.469 173.246 10.364
Imbuia 5.738 64.544 11.733
Ituporanga 21.496 323.228 15.708
José Boiteux 5.054 40.188 8.303
Laurentino 5.757 102.822 18.753
Lontras 9.660 82.063 8.939
Mirim Doce 2.583 24.883 9.777
Petrolândia 6.188 66.303 10.934
Pouso Redondo 14.510 178.416 13.002
Presidente Getúlio 14.392 216.107 15.831
Presidente Nereu 2.324 25.856 11.446
Rio do Campo 6.135 72.147 11.939
Rio do Oeste 7.033 92.209 13.570
Rio do Sul 59.962 1.126.783 19.796
Salete 7.737 77.493 10.427
Santa Terezinha 9.363 90.192 9.994
Taió 17.522 237.371 14.097
Trombudo Central 6.520 120.207 19.323
continua...

34
Dados Regionais

Vidal Ramos 6.112 78.060 13.051


Vitor Meireles 5.756 52.847 9.500
Witmarsum 3.584 42.458 12.375
TOTAL 268.327 3.720.400
Fonte: IBGE
* Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados do PIB de 2008 e 2009

Comércio Internacional
O Alto Vale do Itajaí exportou US$ 249,3 milhões e importou US$ 27,2 milhões em 2009, resultando em um saldo positivo de
US$ 222 milhões. Rio do Sul se destaca com o maior saldo no período.

Balança Comercial em 2009 (US$)


Município Exportação Importação Saldo
Agrolândia 2.125.681 543.562 1.582.119
Agronômica 1.713.553 19.968 1.693.585
Braço do Trombudo 1.574.669 5.929.937 -4.355.268
Dona Emma 110.432 0 110.432
Ibirama 5.192.003 0 5.192.003
Ituporanga 13.056.022 339.545 12.716.477
Laurentino 0 48.481 -48.481
Lontras 714.355 129.061 585.294
Mirim Doce 226.540 0 226.540
Pouso Redondo 6.960.879 323.859 6.637.020
Presidente Getúlio 38.965.617 47.679 38.917.938
Rio do Campo 0 86.430 -86.430
Rio do Sul 146.726.916 9.932.683 136.794.233
Salete 10.780.839 171.852 10.608.987
Taió 1.307.156 5.854.292 -4.547.136
Trombudo Central 19.710.048 3.343.481 16.366.567
Vidal Ramos 0 486.320 -486.320
Witmarsum 131.926 0 131.926
Total 249.296.636 27.257.150 222.039.486
Fonte: MDIC/SECEX
Obs: os municípios que não constam da tabela não tiveram movimentação no período.

Número de estabelecimentos e trabalhadores

Número de estabelecimentos e trabalhadores por atividade econômica em 2009


Atividade econômica Número de Número de
estabelecimentos* trabalhadores
Agropecuária, extrativismo vegetal e pesca 373 977
Indústria extrativa mineral 37 228
Indústria de transformação 1.957 30.406
Serviços industriais de utilidade pública 43 382
Construção civil 255 1.328
Comércio 3.224 12.903
Serviços 2.271 23.352
Total 8.160 69.576
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 – CNAE 2.0
*Apenas os estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram).

A atividade industrial que mais emprega na região é Vestuário. Na sequência vêm Madeira e Mobiliário.

35
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Norte-Nordeste

População 2009 e PIB 2007*


A região Norte-Nordeste de Santa Catarina possui 594 mil habitantes, sendo 9,7% da população de Santa Catarina. Seu PIB
é de R$ 15 bilhões, 14,4% do PIB estadual. Joinville é a maior cidade da região.

Município Habitantes em 2009 PIB total 2007 PIB per capita
R$ mil 2007 R$
Araquari 23.080 230.506 10.833
Balneário Barra do Sul 7.791 71.141 9.775
Garuva 14.281 212.887 15.895
Itapoá 11.489 107.874 10.064
Joinville 497.331 11.474.511 23.561
São Francisco do Sul 40.030 2.960.030 78.697
TOTAL 594.002 15.056.949
Fonte: IBGE
* Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados do PIB de 2008 e 2009.

Comércio Internacional
O Norte-Nordeste é grande exportador, possuindo uma balança comercial superavitária. Em 2009 o saldo foi de US$ 500,8
milhões. As exportações totalizaram US$ 1,5 bilhão e as importações US$ 985,8 milhões. Joinville se destaca, com um sal-
do positivo de US$ 577,9 milhões.

Balança Comercial em 2009 (US$)


Município Exportações Importações Saldo
Araquari 2.539.232 19.174.301 -16.635.069
Balneário Barra do Sul 996.129 0 996.129
Garuva 15.278.134 38.635.735 -23.357.601
Itapoá 0 12.781 -12.781
Joinville 1.317.567.401 739.677.510 577.889.891
São Francisco do Sul 150.280.579 188.339.521 -38.058.942
TOTAL 1.486.661.475 985.839.848 500.821.627
Fonte: MDIC/SECEX
Obs: os municípios que não constam da tabela não tiveram movimentação no período.

Número de estabelecimentos e trabalhadores

Número de estabelecimentos e trabalhadores por atividade econômica em 2009


Atividade econômica Número de Número de
estabelecimentos* trabalhadores
Agropecuária, extrativismo vegetal e pesca 189 1.031
Indústria extrativa mineral 22 503
Indústria de transformação 2.145 70.845
Serviços industriais de utilidade pública 54 1.625
Construção civil 785 7.332
Comércio 6.072 34.749
Serviços 5.544 74.228
Total 14.811 190.313
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 – CNAE 2.0
*Apenas os estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram).

As atividades industriais que mais empregam na região são Metalurgia e Mecânica. A indústria de plásticos e a têxtil tam-
bém possuem representatividade em termos de emprego industrial.

36
Dados Regionais

Vale do Itapocu

População 2009 e PIB 2007*


O Vale do Itapocu possui 236 mil habitantes, sendo 3,9% da população de Santa Catarina. O PIB da região é de R$ 5,9 bi-
lhões, sendo 5,7% do PIB estadual. Jaraguá do Sul é o maior município da região.

Município Habitantes em 2009 PIB total 2007 PIB per capita 2007
R$ mil R$
Barra Velha 19.861 256.349 13.801
Corupá 13.380 167.580 13.135
Guaramirim 31.910 937.414 31.318
Jaraguá do Sul 139.017 4.199.229 32.308
Massaranduba 14.500 200.372 14.544
São João do Itaperiú 3.426 43.745 13.300
Schroeder 14.000 149.888 11.732
TOTAL 236.094 5.954.577
Fonte: IBGE.
* Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2008 e 2009

Comércio Internacional
O Vale do Itapocu apresentou US$ 613,1 milhões de exportações em 2009 e US$ 260,3 milhões de importações, resultando
em um saldo positivo de US$ 352,8 milhões. Destaca-se Jaraguá do Sul, com um saldo de US$ 380 milhões.

Balança Comercial em 2009 (US$)


Município Exportações Importações Saldo
Barra Velha 2.477.826 10.386.831 -7.909.005
Corupá 1.035.574 355.225 680.349
Guaramirim 3.084.412 23.222.758 -20.138.346
Jaraguá do Sul 605.023.464 225.000.003 380.023.461
Massaranduba 509.565 231.729 277.836
São João do Itaperiú 0 89.107 -89.107
Schroeder 1.014.710 1.061.137 -46.427
TOTAL 613.145.551 260.346.790 352.798.761
Fonte: MDIC/SECEX
Obs: os municípios que não constam da tabela não tiveram movimentação no período.

Número de estabelecimentos e trabalhadores

Número de estabelecimentos e trabalhadores por atividade econômica em 2009


Atividade econômica Número de Número de
estabelecimentos* trabalhadores
Agropecuária, extrativismo vegetal e pesca 323 1.025
Indústria extrativa mineral 12 102
Indústria de transformação 1.521 50.177
Serviços industriais de utilidade pública 18 355
Construção civil 299 2.167
Comércio 2.550 13.350
Serviços 2.222 21.917
Total 6.945 89.093
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 – CNAE 2.0
*Apenas os estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram).

As atividades industriais que mais empregam na região são Vestuário e Material Elétrico e de Comunicação.

37
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Vale do Itajaí

População 2009 e PIB 2007*

O Vale do Itajaí possui 1,1 milhão de habitantes, ou seja, 18,9% da população de Santa Catarina. Suas maiores cidades são
Blumenau e Itajaí. A participação da região no PIB estadual é de 23,3%.

Município Habitantes em 2009 PIB total 2007 PIB per capita


R$ mil 2007 R$
Apiúna 10.996 178.669 17.397
Ascurra 6.945 75.074 11.104
Balneário Camboriú 102.081 1.256.476 13.318
Balneário de Piçarras 14.845 205.960 14.968
Benedito Novo 10.335 112.453 11.427
Blumenau 299.416 6.682.445 22.809
Bombinhas 13.695 145.083 11.648
Botuverá 4.345 56.048 13.581
Brusque 102.280 2.068.595 21.783
Camboriú 57.793 321.853 6.029
Doutor Pedrinho 3.432 26.069 7.914
Gaspar 55.489 1.001.200 19.097
Guabiruba 17.316 268.792 16.700
Ilhota 12.149 98.666 8.541
Indaial 50.917 912.580 19.137
Itajaí 172.081 7.982.841 48.909
Itapema 36.629 362.267 10.729
Luis Alves 9.506 162.457 18.079
Navegantes 57.324 595.132 11.306
Penha 22.263 197.640 9.471
Pomerode 26.788 597.437 23.651
Porto Belo 14.228 146.897 11.044
Rio dos Cedros 10.170 121.701 12.566
Rodeio 11.215 100.979 9.373
Timbó 35.303 714.326 21.435
TOTAL 1.157.541 24.391.640
Fonte: IBGE
* Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados do PIB de 2008 e 2009.

Comércio Internacional
O Vale do Itajaí possui uma balança comercial deficitária, tendo apresentado em 2009 um saldo negativo de US$ 786,5 mi-
lhões. As exportações totalizaram US$ 3,4 bilhões e as importações US$ 4,2 bilhões. O maior saldo positivo foi registrado
em Blumenau.

Balança Comercial em 2009 (US$)


Município Exportações Importações Saldo
Apiúna 3.919.844 1.166.184 2.753.660
Ascurra 124.802 1.339.208 -1.214.406
Balneário Camboriú 286.389 15.645.180 -15.358.791
Balneário de Piçarras 18.498.594 17.430.787 1.067.807
Benedito Novo 15.362.566 122.601 15.239.965

continua...

38
Dados Regionais

Blumenau 445.403.213 310.489.364 134.913.849


Bombinhas 0 924.770 -924.770
Botuverá 0 337.019 -337.019
Brusque 70.053.599 78.548.498 -8.494.899
Camboriú 38.205 5.468.050 -5.429.845
Doutor Pedrinho 254.975 0 254.975
Gaspar 32.195.600 46.724.751 -14.529.151
Guabiruba 485.912 46.051.102 -45.565.190
Ilhota 19.251 624.533 -605.282
Indaial 21.082.371 35.309.102 -14.226.731
Itajaí 2.625.910.598 3.275.574.908 -649.664.310
Itapema 1.154.292 409.799 744.493
Luis Alves 5.487.385 342.744 5.144.641
Navegantes 13.277.528 190.251.957 -176.974.429
Penha 5.200.674 728.380 4.472.294
Pomerode 59.115.177 99.415.379 -40.300.202
Porto Belo 3.304.472 13.588.133 -10.283.661
Rio dos Cedros 7.960.700 634.919 7.325.781
Rodeio 5.150.910 14.017.344 -8.866.434
Timbó 43.446.851 9.139.701 34.307.150
Total 3.377.733.908 4.164.284.413 -786.550.505
Fonte: MDIC/SECEX
Obs: os municípios que não constam da tabela não tiveram movimentação no período.

Número de estabelecimentos e trabalhadores

Número de estabelecimentos e trabalhadores por atividade econômica em 2009


Atividade econômica Número de Número de
estabelecimentos* trabalhadores
Agropecuária, extrativismo vegetal e pesca 751 3.825
Indústria extrativa mineral 57 770
Indústria de transformação 8.464 149.520
Serviços industriais de utilidade pública 158 3.238
Construção civil 2.052 18.644
Comércio 15.802 84.994
Serviços 14.623 140.733
Total 41.907 401.724
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 – CNAE 2.0
*Apenas os estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram).


As atividades industriais que mais empregam na região são Têxtil e Vestuário. Após, porém em menor proporção se compa-
radas com as duas primeiras, vêm os segmentos Alimentar, Cerâmico, Metalúrgico, Mecânico e Madeireiro.

39
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Sudeste

População 2009 e PIB 2007*


O Sudeste catarinense possui 977,4 mil habitantes, equivalendo a 16% da população de Santa Catarina. O PIB é de R$ 14,3
bilhões, ou seja, 13,7% do PIB estadual. Florianópolis é a maior cidade, sendo responsável pela metade do PIB da região.

Município Habitantes em 2009 PIB total 2007 PIB per capita 2007
R$ mil R$
Águas Mornas 4.503 40.026 9.076
Alfredo Wagner 10.274 95.932 9.835
Angelina 5.396 39.816 7.481
Anitápolis 3.267 28.527 8.985
Antônio Carlos 7.466 199.448 28.143
Biguaçu 56.395 1.036.252 19.389
Canelinha 10.168 76.238 7.863
Florianópolis 408.161 7.104.195 17.907
Garopaba 16.710 151.996 9.269
Governador Celso Ramos 12.704 92.775 7.620
Leoberto Leal 3.674 40.057 11.161
Major Gercino 2.869 24.473 8.611
Nova Trento 12.025 128.109 11.312
Palhoça 130.878 1.091.867 8.915
Paulo Lopes 7.255 60.918 8.919
Rancho Queimado 2.893 27.256 9.833
Santo Amaro da Imperatriz 18.436 162.790 9.248
São Bonifácio 3.274 25.144 7.912
São João Batista 24.419 281.855 12.760
São José 201.746 3.153.075 16.015
São Pedro de Alcântara 5.183 35.427 7.435
Tijucas 29.674 429.355 15.365
TOTAL 977.370 14.325.531
Fonte: IBGE.
* Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados do PIB de 2008 e 2009.

Comércio Internacional
O Sudeste registrou US$ 108,1 milhões em exportações no ano de 2009 e importou US$ 965,9 milhões. Florianópolis, São
José e Palhoça aparecem como maiores importadores.

Balança Comercial em 2009 (US$)


Município Exportações Importações Saldo
Águas Mornas 0 3.943.387 -3.943.387
Alfredo Wagner 340.892 0 340.892
Antônio Carlos 1.079 0 1.079
Biguaçu 4.678.610 3.993.909 684.701
Florianópolis 18.318.701 483.139.485 -464.820.784
Garopaba 1.225.814 3.900.920 -2.675.106
Governador Celso Ramos 43.106 0 43.106
Nova Trento 898.091 76.291 821.800
Palhoça 4.848.609 167.190.759 -162.342.150
Paulo Lopes 0 21.577 -21.577
Santo Amaro da Imperatriz 8.078 514.760 -506.682
São João Batista 8.150.607 2.969.579 5.181.028
São José 44.678.807 286.286.510 -241.607.703
Tijucas 24.986.504 13.825.760 11.160.744
TOTAL 108.178.898 965.862.937 -857.684.039
Fonte: IBGE
Obs: os municípios que não constam da tabela não tiveram movimentação no período.

40
Dados Regionais

Número de estabelecimentos e trabalhadores

Número de estabelecimentos e trabalhadores por atividade econômica em 2009


Atividade econômica Número de Número de
estabelecimentos* trabalhadores
Agropecuária, extrativismo vegetal e pesca 284 2.279
Indústria extrativa mineral 65 483
Indústria de transformação 2.907 34.347
Serviços industriais de utilidade pública 125 8.023
Construção civil 1.763 19.651
Comércio 12.020 75.935
Serviços 13.569 256.738
Total 30.733 397.456
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 – CNAE 2.0
*Apenas os estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram).

As atividades industriais que mais empregam na região são Alimentar, Móveis e Material Plástico.

Litoral Sul

População 2009 e PIB 2007*


O Litoral Sul possui 333,7 mil habitantes, ou seja, 5,5% da população de Santa Catarina. Sua maior cidade é Tubarão. A
participação da região no PIB estadual é de 3,8%.

Município Habitantes em 2009 PIB total 2007 PIB per capita 2007
R$ mil R$
Armazém 7.650 60.359 8.255
Braço do Norte 29.317 365.996 13.199
Capivari de Baixo 21.059 149.084 7.430
Grão Pará 6.278 93.448 15.443
Gravatal 10.793 70.570 6.715
Imaruí 11.677 97.866 8.383
Imbituba 38.882 731.810 20.198
Jaguaruna 16.418 134.573 8.589
Laguna 51.691 364.127 7.257
Pedras Grandes 4.515 49.376 10.250
Rio Fortuna 4.648 52.148 11.671
Sangão 11.121 95.818 9.303
Santa Rosa de Lima 2.103 23.606 11.623
São Ludgero 10.951 208.609 20.360
São Martinho 3.281 37.643 11.786
Treze de Maio 6.791 56.993 8.637
Tubarão 96.529 1.377.567 14.882
TOTAL 333.704 3.969.593
Fonte: IBGE
* Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados do PIB de 2008 e 2009

41
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Comércio Internacional
O Litoral Sul apresentou em 2009 US$ 40,6 milhões de exportações e US$ 344,3 milhões de importações. Tubarão e Braço
do Norte se destacam em exportações e Imbituba em importações.

Balança Comercial em 2009 (US$)


Município Exportações Importações Saldo
Braço do Norte 11.278.032 948.071 10.329.961
Capivari de Baixo 91.995 568.362 -476.367
Grão Pará 503.421 0 503.421
Imaruí 0 48.209 -48.209
Imbituba 3.892.794 315.838.406 -311.945.612
Jaguaruna 1.773.228 297.270 1.475.958
Pedras Grandes 0 2.808 -2.808
Sangão 627.795 99.246 528.549
São Ludgero 4.938.251 1.679.956 3.258.295
Treze de Maio 0 115.394 -115.394
Tubarão 17.527.894 24.678.961 -7.151.067
TOTAL 40.633.410 344.276.683 -303.643.273
Fonte: MDIC/SECEX
Obs: os municípios que não constam da tabela não tiveram movimentação no período.

Número de estabelecimentos e trabalhadores

Número de estabelecimentos e trabalhadores por atividade econômica em 2009


Atividade econômica Número de Número de
estabelecimentos* trabalhadores
Agropecuária, extrativismo vegetal e pesca 355 1.331
Indústria extrativa mineral 35 358
Indústria de transformação 1.670 22.567
Serviços industriais de utilidade pública 60 1.042
Construção civil 347 3.310
Comércio 4.241 20.108
Serviços 2.851 29.310
Total 9.559 78.026
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 – CNAE 2.0
*Apenas os estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram).


As atividades industriais que mais empregam na região são Madeira, Vestuário, Minerais não Metálicos (cerâmica) e Plástico.

42
Dados Regionais

Sul

O Sul possui 560,5 mil habitantes, ou seja, 9,2% da população de Santa Catarina. Sua maior cidade é Criciúma. A partici-
pação da região no PIB estadual é de 7,0%.

Município Habitantes em 2009 PIB total 2007 PIB per capita 2007
R$ mil R$
Araranguá 59.537 596.850 10.449
Balneário Arroio do Silva 8.808 54.017 6.678
Balneário Gaivota 7.959 47.519 6.503
Cocal do Sul 15.229 238.737 16.393
Criciúma 188.557 2.543.711 13.712
Ermo 1.857 43.124 23.399
Forquilhinha 21.928 406.907 19.639
Içara 57.103 679.525 12.559
Jacinto Machado 11.051 125.275 11.666
Lauro Müller 14.173 157.175 11.473
Maracajá 6.185 91.082 15.414
Meleiro 7.063 102.301 14.869
Morro da Fumaça 16.128 256.705 16.641
Morro Grande 2.775 24.666 9.045
Nova Veneza 13.177 352.677 28.133
Orleans 21.731 336.018 16.109
Passo de Torres 5.690 49.104 9.242
Praia Grande 7.318 51.139 7.182
Santa Rosa do Sul 8.241 60.346 7.592
São João do Sul 7.174 43.686 6.317
Siderópolis 12.967 176.796 14.178
Sombrio 25.553 215.132 8.808
Timbé do Sul 5.260 40.960 7.980
Treviso 3.692 77.127 22.049
Turvo 11.427 205.958 18.671
Urussanga 19.936 321.573 17.300
TOTAL 560.519 7.298.110
Fonte: IBGE
* Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados do PIB de 2008 e 2009

43
SANTA
SANTACATARINA
CATARINA Dados Regionais
EM
EMDADOS
DADOS 2010
2010

Comércio Internacional
O Sul possui uma balança comercial superavitária, tendo apresentado em 2009 um saldo de US$ 285,1 milhões. As expor-
tações foram de US$ 380,7 milhões e as importações de US$ 95,6 milhões. Araranguá é o município com maior saldo co-
mercial, seguindo-se Forquilhinha e Nova Veneza.

Balança Comercial em 2009 (US$)


Município Exportações Importações Saldo
Araranguá 80.437.463 3.541.876 76.895.587
Cocal do Sul 31.477.644 137.643 31.340.001
Criciúma 48.051.154 28.006.635 20.044.519
Forquilhinha 74.466.878 3.475.104 70.991.774
Içara 17.896.099 43.374.005 -25.477.906
Jacinto Machado 0 1.170.166 -1.170.166
Lauro Müller 6.436 0 6.436
Maracajá 24.285 0 24.285
Meleiro 248.140 565.865 -317.725
Morro da Fumaça 6.572.383 6.438.952 133.431
Morro Grande 18.852.201 0 18.852.201
Nova Veneza 69.671.559 3.354.069 66.317.490
Orleans 1.520.272 226.247 1.294.025
Passo de Torres 515.919 0 515.919
Santa Rosa do Sul 11.403 0 11.403
Siderópolis 1.663.497 593.308 1.070.189
Sombrio 20.480.588 237.302 20.243.286
Turvo 3.493.006 621.542 2.871.464
Urussanga 5.360.665 3.890.108 1.470.557
Total 380.749.592 95.632.822 285.116.770
Fonte: MDIC/SECEX
Obs: os municípios que não constam da tabela não tiveram movimentação no período.

Número de estabelecimentos e trabalhadores

Número de estabelecimentos e trabalhadores por atividade econômica em 2009


Atividade econômica Número de Número de
estabelecimentos* trabalhadores
Agropecuária, extrativismo vegetal e pesca 193 1.051
Indústria extrativa mineral 83 3.927
Indústria de transformação 3.163 52.794
Serviços industriais de utilidade pública 78 1.251
Construção civil 791 6.150
Comércio 6.753 31.733
Serviços 4.993 45.021
Total 16.054 141.927
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 – CNAE 2.0
*Apenas os estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram).

As atividades industriais que mais empregam na região são Vestuário, Minerais não Metálicos (cerâmica), Alimentar e Plástico.

44
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Perfil das Indústrias

Para ter uma noção do potencial das indústrias catarinenses, Itagres Revestimentos Cerâmicos S/A – Situa-se no muni-
a FIESC encaminhou questionários para empresas de diver- cípio de Tubarão, onde conta com 395 colaboradores. Sua
sos segmentos de atividade. As informações das indústrias produção em 2009 foi de 6,6 milhões de m2 e seu faturamento
que responderam estão descritas a seguir, sendo elas refe- no mesmo ano foi de R$ 130,2 milhões. Produz revestimen-
rentes ao ano de 2009. tos cerâmicos.

Ceusa – Cerâmica Urussanga S/A – Situada na cidade de


Minerais não Metálicos Urussanga, onde emprega 168 trabalhadores. No ano de
2009, obteve um faturamento de R$ 41 milhões e um volume
Cecrisa Revestimentos Cerâmicos S/A – Concentra su- de produção de 728,5 mil m2. É fabricante de revestimentos
as atividades no município de Criciúma, onde possui 1.359 cerâmicos.
trabalhadores. Os principais produtos que fabrica são: por-
celanatos (esmaltados e massa plena), azulejos, pisos, re- Carbonífera Criciúma S/A – Situa-se na cidade de Criciúma,
vestimentos de fachadas e peças especiais (todos em ce- onde emprega 967 trabalhadores. É fabricante de carvão mi-
râmica). Em 2009 seu volume de produção foi de 27.839 neral. Em 2009 obteve um faturamento de R$ 127,6 milhões
mil m² e seu faturamento R$ 607,9 milhões. A empresa se e um volume de produção de 641,5 mil toneladas.
destaca por ocupar a primeira posição em nível nacional
dentro de seu setor de atuação. Participou, em 2009, como Moliza Revestimentos Cerâmicos Ltda. – Empresa fabri-
expositora nas feiras internacionais Cersaie (Bolonha-Itália) cante de pisos cerâmicos situada no município de Morro da
e Covering´s (EUA). Participou também da Revestir – Feira Fumaça, onde conta com 158 colaboradores. Produziu em
Internacional da Indústria da Construção (São Paulo). Possui 2009 3,5 milhões de m2 de pisos e obteve um faturamento
publicidade em revistas especializadas como Vogue, Arquite- de R$ 19,5 milhões.
tura e Construção, Casa Vogue, Kasa e Casa Cláudia. Apoia
e patrocina diversos eventos nas áreas social, educacional, Casagrande Revestimentos Cerâmicos S/A – Empresa
cultural e esportiva, além de ser patrocionadora nacional da localizada nos municípios de Mafra e Rio Negrinho, onde
Mostra Artefacto. emprega 237 trabalhadores. Principais produtos fabricados:
revestimentos cerâmicos e telhas cerâmicas. No ano de 2009
Eliane S/A – Revestimentos Cerâmicos – Situada no muni- obteve um faturamento de R$ 58 milhões e um volume de
cípio de Cocal do Sul, onde emprega 2.051 funcionários. Prin- produção de 5,1 milhões de m2 de revestimentos e 3,4 mi-
cipais produtos fabricados: pisos, azulejos e porcelanatos. lhões de peças (telhas).
No ano de 2009 obteve um faturamento de R$ 470,8 milhões
e um volume de produção de 26,2 milhões de m2. Porcelanas Industriais Germer S/A – Situa-se no município
de Timbó, onde conta com 420 funcionários. É fabricante de
Portobello S/A – Empresa localizada na cidade de Tijucas, isoladores de porcelana para distribuição de energia elétrica.
onde conta com 1.883 trabalhadores. É fabricante de reves- No ano de 2009 obteve um faturamento de R$ 24,1 milhões
timentos de paredes internas (azulejos), fachadas externas, e um volume de produção de 6.000 toneladas. A empresa
pisos, porcelanatos esmaltados e não esmaltados, peças destaca-se por ocupar o terceiro lugar no ranking nacional e
decoradas e peças especiais. No ano de 2009 obteve um vo- o sexto na América Latina dentro do setor de atuação.
lume de produção de 19 milhões de m2 e 5 milhões de peças
especiais, atingindo um faturamento de R$ 465 milhões. Ceramarte Ltda. – Empresa situada na cidade de Rio Ne-

45
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

grinho, onde emprega 448 colaboradores. No ano de 2009 ta posição em nível mundial. É reconhecida por ser líder
seu volume de produção foi de mil toneladas, atingindo um na tecnologia vermicular e maior produtora para carros de
faturamento de R$ 10,8 milhões. Os principais produtos fa- passeio e veículos comerciais, bem como de blocos e ca-
bricados são canecos de chope em cerâmica, panelas, ca- beçotes de motor.
çarolas, frigideiras, assadeiras, chaleiras, leiteiras, bules (li-
nha ceraflame), decalcomanias e bebidas alcoólicas. Única Metisa – Metalúrgica Timboense S/A – Situada em Timbó,
empresa do mundio fabricante da linha Ceraflame (panelas, onde emprega 932 trabalhadores. No ano de 2009 obteve um
caçarolas e refratários), produtos atóxicos aprovados pela volume de produção de 41.903 toneladas e faturou R$ 228,5
medicina ortomolecular. milhões. Seus principais produtos são peças para tratores,
máquinas e implementos agrícolas, ferramentas manuais, lâ-
Rohden Vidros Ltda. – Localizada no município de Taió, on- minas para corte de pedras ornamentais, acessórios ferrovi-
de conta com 86 colaboradores. Dentre os principais produ- ários e peças para implementos rodoviários, entre outros.
tos fabricados destacam-se: vidros incolores 4 mm, 6 mm e 8
mm. No ano de 2009 a empresa registrou um faturamento de Docol Metais Sanitários Ltda. – Localizada na cidade de
R$ 5,7 milhões e um volume de produção de 130.378 m . 2
Joinville, conta com 1.137 colaboradores. Os produtos fabri-
cados pela Docol são organizados em 10 famílias: DocolSys-
Unicerâmica Ind. e Com. de Prod. Cerâmicos Ltda – Con- tem (sistemas e válvulas de descarga), DocolMatic (metais
centra suas atividades no município de Rio do Sul, onde sanitários economizadores de água), DocolBásicos (tornei-
possui 245 trabalhadores. Os principais produtos que fa- ras e componentes hidráulicos, como registros de gaveta,
brica são telhas portuguesas, brasileira e acessórios como registros de pressão, válvulas de sucção), DocolChuveiros
cumeeiras, terminais, goiva, cunha e tampão. Em 2009 seu (chuveiros e duchas), DocolAcessórios (acessórios como
volume de produção foi de 15,7 milhões de peças e um fa- porta-toalhas, papeleiras, saboneteiras, cabides etc.), Do-
turamento de R$ 19,6 milhões. É uma das maiores empre- colMetais (DocolArte, DocolLuxo e DocolEspecial, composta
sas do segmento no Brasil. Seus produtos se destacam por por torneiras para lavatórios, misturadores para lavatórios e
sua qualidade e beleza, pois são esmaltados (vitrificados). bidês, bicas de banheira, duchas higiênicas e acabamen-
A comercialização é feita 70% no mercado de Santa Catari- tos), DocolMonocomando (produtos acionados por um só co-
na, 25% nos demais estados e por volta de 5% para expor- mando), DocolCozinha (metais para cozinha), DocolMódulos
tação, atendendo os mercados dos EUA, Angola, Costa do (produtos para instalação hidráulica em sistema Dry-Wall) e
Marfim e outros. Docol peças para reposição. Em 2009 a empresa registrou
um volume de produção de 3.330 toneladas, atingindo um
Outras – Oxford S/A Indústria e Comércio, Cristallerie Strauss faturamento de R$ 230,1 milhões. A empresa destaca-se
S/A, Cerâmica Bosse Ltda., Cassol Pré-Fabricados Ltda., por ocupar a segunda colocação em nível nacional dentro
Cristal Blumenau S/A, Imbralit Indústria e Comércio de Ar- do setor de atuação.
tefatos de Fibrocimento, Indústria Cerâmica Imbituba S/A,
Schimidt Indústria e Comércio, Imp. e Exp. Ltda., Votorantim Tuper S/A – Há quase 40 anos no mercado, a empresa con-
Cimentos Brasil Ltda. centra suas atividades no município de São Bento do Sul
e possui unidades industriais em Xanxerê e Curitiba. São
oferecidas soluções competitivas em aço para diversos
Metalurgia Básica e Produtos de Metal segmentos de mercado, como automotivo, construção civil,
petroquímico, sucroenergético, implementos agrícolas e
Tupy S/A – Localizada no município de Joinville, onde conta rodoviários. Em 2009 a Tuper alcançou um faturamento de
com 5.883 colaboradores. Dentre os principais produtos que R$ 647,9 milhões. Foram produzidas quase 140 mil toneladas
fabrica pode-se citar blocos e cabeçotes de motor, peças de aço e mais de 3 milhões de peças de sistemas de exaus-
de engenharia, conexões de ferro fundido, perfis fundidos e tão. Os mais de 1.600 funcionários contam com ampla e mo-
granalha para corte e jateamento. No ano de 2009 seu vo- derna estrutura industrial e uma política social que valoriza o
lume de produção foi de 278.233 toneladas, atingindo um desenvolvimento. Sua linha de produtos contempla tubos de
faturamento de R$ 1,4 bilhão. A empresa é líder na indústria aço-carbono com costura, industriais e estruturais, tubos de
de usinagem e destaca-se também por ocupar a primeira condução pretos ou galvanizados, eletrodutos, tubos espe-
posição no ranking nacional e na América Latina e a quin- ciais e componentes, sistemas de exaustão automotivos para

46
Perfil das Indústrias

o mercado original de montadoras, catalisadores, silenciosos são porcas, parafusos, pinos de centro, grampos e barras
e escapamentos automotivos para o mercado de reposição, rosqueadas. A empresa está entre as 10 maiores no merca-
sistemas de coberturas metálicas em aço como telhas tradi- do nacional em seu segmento de atuação.
cionais, decorativas, termoacústicas, perfis estruturais me-
tálicos, peças especiais e complementares (rufos, cantos, Cia. Industrial H. Carlos Schneider – Situada na cidade de
arremates e lanternins), além de chapas e blanks. A empresa Joinville, conta com 1.081 colaboradores. No ano de 2009
atua também com injeção plástica fabricando produtos para a empresa acumulou um faturamento de R$ 247,2 milhões
utilidades domésticas. Toda a gama de produtos Tuper marca (bruto sem IPI) e um volume de produção de 26.748 tonela-
forte presença no mercado nacional com a Tuper Comercial, das. Dentre os principais produtos fabricados destacam-se
um novo conceito em Centros de Distribuição. Localizados parafusos, porcas, barras e peças metálicas conformadas a
em diversas regiões brasileiras, além dos produtos da pró- frio. A empresa ocupa a primeira posição em nível nacional
pria empresa disponibilizam uma ampla linha de produtos e na América Latina dentro do setor de atuação.
siderúrgicos. A Tuper é a maior fabricante de tubos de aço
com costura de até 7” do Brasil, possui 38% de participação Metalúrgica Riosulense S/A – ver Veículos Automotores/
com escapamentos para o mercado de reposição e 43% de Autopeças.
participação de mercado em sistemas de exaustão para ve-
ículos comerciais no Brasil. Também é uma das líderes em Francisco Lindner S/A Indústria e Comércio – Instalada
sistemas para coberturas metálicas do país. no município de Joaçaba, emprega 170 trabalhadores. Sua
produção se concentra em peças fundidas sob encomenda
Electro Aço Altona S/A – Localizada na cidade de Blume- e materiais para saneamento (válvulas, registros e hidran-
nau, onde conta com 719 funcionários. Seus principais pro- tes). Em 2009 seu volume de produção foi de 930 toneladas
dutos são partes e peças para montadoras de autopropul- e obteve um faturamento de R$ 15 milhões.
sados, geração de energia e extração de minérios. No ano
de 2009 seu volume de produção foi de 6,6 mil toneladas, Milano Estruturas Metálicas Ltda. – Situada no município
atingindo um faturamento de R$ 144 milhões. de Criciúma, onde conta com 425 colaboradores. No ano
de 2009 seu volume de produção foi de 16.182 toneladas,
Indústria Metalúrgica Santa Líbera Ltda. – Instalada na obtendo um faturamento de R$ 97,3 milhões. Principais pro-
cidade de Forquilhinha, onde conta com 274 funcionários. dutos fabricados: eletroferragens galvanizadas e estruturas
Em 2009 seu volume de produção foi 10.984 toneladas e metálicas. A empresa se destaca por ocupar o primeiro lu-
seu faturamento R$ 66,4 milhões. Seus principais produtos gar no ranking nacional e na Ámerica Latina dentro de seu
são: eletroferragens galvanizadas a fogo para distribuição segmento de atuação.
de energia elétrica, telefonia e TV a cabo. A empresa se des-
taca por ser líder em nível nacional dentro de seu setor de Açopeças Indústria de Peças de Aço Ltda. – Localiza-se no
atuação. Por 16 anos consecutivos a revista do ramo elétri- município de Guabiruba, onde conta com 200 funcionários.
co Eletricidade Moderna, pesquisou e publicou a empresa No ano de 2009 obteve um faturamento de R$ 41 milhões e
como líder de mercado. um volume de 11 milhões de peças. Os principais produtos
que fabrica são peças automotivas: pistão, cruzetas, tripe-
ArcelorMittal Brasil S/A – Instalada na cidade de São Fran- ças, hastes, rotores e homocinéticas.
cisco do Sul, onde emprega 412 colaboradores. Seus princi-
pais produtos são: bobina laminada e galvanizada. Em 2009 Industrial Rex Ltda. – Empresa localizada no município de
seu volume de produção foi de 854 mil toneladas. A empresa Braço do Trombudo, onde conta com 469 trabalhadores.
se destaca por ser a número um no Brasil e sua matriz está Em 2009 sua produção foi de 12.100 toneladas e registrou
localizada no exterior. A ArcelorMittal é a maior produtora de um faturamento de R$ 105 milhões. Os principais produtos
aços do mundo. que fabrica são parafusos, porcas, rebites, arruelas, pinos,
braçadeiras e peças especiais.
Metalúrgica Fey S/A – Empresa localizada no município de
Indaial, onde emprega 424 trabalhadores. No ano de 2009 Acearia Frederico Missner S/A – Empresa localizada na
obteve um faturamento de R$ 103,9 milhões e um volume cidade de Luiz Alves, onde emprega 150 funcionários. No
de produção de 10.809 toneladas. Seus principais produtos ano de 2009 sua produção foi de mil toneladas e registrou

47
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

um faturamento de R$ 14 milhões. Seus principais produ- rodas-guia, rodas motrizes, elos, pinos, buchas, sapatas,
tos são peças em aço e ferro nodular. Exporta seus produ- aros, segmentos, cubos, colares e garras de sapatas. Con-
tos para Europa, Mercosul e Estados Unidos. É certificada tabilizou em 2009 uma produção de 2.939 toneladas e um
pela ISO 9001. faturamento de R$ 28 milhões. A empresa ocupa a primeira
posição no ranking nacional e na América Latina na fabri-
Blufix Indústria e Comércio Ltda. – Situada na cidade de cação de material rodante para tratores e o quinto lugar em
Blumenau, onde conta com 76 colaboradores. A empresa nível mundial.
destaca-se por possuir unidades produzindo em outros pa-
íses. Produz peças e elementos de fixação conformados a Irmãos Fischer S/A Indústria e Comércio – Localiza-se no
frio, “standard” e especiais para os segmentos automoti- município de Brusque, onde emprega 709 trabalhadores.
vo, motos, bicicletas, reposição, agrícola, rodoviário, linha Os principais produtos que fabrica são fornos elétricos, fo-
branca, moveleiro, construção civil etc. gões de embutir, bicicletas, churrasqueiras elétricas e a gás,
carrinho de mão para construção civil, betoneiras, piso de
Outras – Wetzel S/A, Metalúrgica Denk Ltda., Meister borracha, secadora de roupa e revende coifas, depurado-
S/A, Alcoa Alumínio S/A, Franke Sistemas de Cozinhas res e micro-ondas. No ano de 2009 obteve um faturamento
do Brasil Ltda. bruto com IPI de R$ 269,6 milhões e um volume de produ-
ção de 1,5 milhão de unidades. A empresa se destaca em
nível nacional por ocupar a primeira posição nas linhas de
Máquinas e Equipamentos fornos elétricos, fogões de embutir e carrinhos de mão para
construção civil.
Schulz S/A – Localizada em Joinville, conta com 2.077 co-
laboradores e possui duas divisões de negócios. A Divisão Metalúrgica Trapp Ltda. – Situada na cidade de Jara-
Automotiva fabrica componentes automotivos para o seg- guá do Sul, onde conta com 305 colaboradores. Em 2009
mento de transporte pesado e implementos agrícolas, com produziu um total de 1 milhão de peças e obteve um fa-
peças fundidas (nodular e cinzento), usinadas e pintadas. A turamento de R$ 85,6 milhões. Entre os principais produ-
Divisão de Compressores fabrica compressores de ar com- tos fabricados destacam-se cortadores e aparadores de
primido a pistão e parafuso para os mais variados segmen- grama, trituradores e picadores de ração e trituradores de
tos industriais e serviços. Em 2009 faturou R$ 478 milhões resíduos orgânicos.
para o mercado interno e externo, através da sua força de
vendas diretas, por representantes e assistentes técnicos, Automatisa Sistemas Ltda. – Equipamentos inteligentes
com duas plantas industriais em Joinville e filiais de vendas para corte e gravação a laser – ver Automação e Infor-
em São Paulo e Frankfurt (Alemanha), centros de distribuição mática.
em João Pessoa (PB) e Jundiaí (SP) e com seus depósitos
alfandegados nos Estados Unidos e na Europa. A empresa Fezer S/A Indústrias Mecânicas – Localizada em Caçador,
se destaca por ocupar o primeiro lugar no ranking nacional conta com 135 funcionários. Faturou R$ 15,6 milhões em
e na América Latina no segmento de compressores de ar 2009 com uma produção de 431 toneladas. É fabricante de
comprimido a pistão, além de possuir as certificações ISO uma linha completa de equipamentos para a produçâo de
9001, ISO 14001 e QS/TS. lâminas de madeira faqueada e lâminas de madeira torne-
ada, desde o recebimento das toras, produção e secagem
Hergen S/A Máquinas e Equipamentos – Situada no muni- das lâminas, além de picadores para madeira, afiadora de
cípio de Rio do Sul, onde emprega 195 colaboradores. No facas, retíficas planas e mandrilhadoras. Ocupa o primeiro
ano de 2009 obteve um faturamento de R$ 17,9 milhões. Os lugar no ranking nacional e na América Latina e está entre
principais produtos fabricados pela empresa são máquinas os três principais fornecedores mundiais. Possui clientes em
e equipamentos para a indústria de papel. todos os continentes, em mais de 50 países.

Minusa S/A Indústria e Comércio de Peças para Tratores Icon Máquinas e Equipamentos S/A – Situa-se na cidade
– Concentra suas atividades no município de Lages, onde de Criciúma, onde emprega 70 colaboradores. É fabricante
emprega 267 colaboradores. Principais produtos que fabri- de equipamentos para mineração, indústria cerâmica e ener-
ca: esteiras, roletes inferiores, roletes superiores, mancais, gia alternativa. No ano de 2009 obteve um faturamento de

48
Perfil das Indústrias

R$ 10 milhões. A empresa se destaca por produzir bens sob nas. A empresa se destaca por ocupar o primeiro lugar no
encomenda também em áreas ambientais, tranformações ranking nacional e latino-americano.
industriais, nacionalização de equipamentos etc.
Industrial Pagé Ltda. – Situa-se no município de Araranguá,
Indústria de Motores e Máquinas Ltda. – Localizada no onde emprega 614 colaboradores. Em 2009 registrou um fa-
município de Xanxerê, onde emprega 110 trabalhadores. turamento de R$ 118,2 milhões, com uma produção de 17,1
No ano de 2009 obteve um faturamento de R$ 20 milhões. mil toneladas. Dentre seus principais produtos destacam-
Os principais produtos que fabrica são máquinas e equipa- se silos armazenadores e secadores para cereais. Ocupa a
mentos para a agricultura e pecuária; peças e acessórios, segunda posição no ranking nacional, dentro de sua linha
exceto para irrigação; equipamentos para irrigação agrícola; de produção. Foi premiada em 2007 e 2008 pela Revista A
peças e acessórios; instalação de máquinas e equipamentos Granja com o prêmio Destaque em Silos Armazenadores.
industriais. São quatro décadas de inovação e investimentos
contínuos, tanto em tecnologia quanto em capacitação pro- Somar S/A Indústrias Mecânicas – Localizada na cidade
fissional, que garantem à empresa expertise, credibilidade, de Jonville, onde conta com 67 colaboradores. Dentre seus
agilidade e segurança. A empresa iniciou suas atividades principais produtos pode-se destacar tornos de bancada,
fabricando motores a gasolina, de dois tempos. Com a ex- motobombas e hidrolavadoras. No ano de 2009 obteve um
pansão e o crescimento da suinocultura nacional e a con- faturamento de R$ 31 milhões e um volume de produção de
solidação da região Oeste catarinense como líder nacional 243,4 mil unidades. A empresa se destaca por ser a mais
no segmento de frigoríficos, novas oportunidades surgiram. tradicional fabricante de tornos de bancada no Brasil.
Assim, a Imoto ampliou sua atuação para os segmentos de
fábricas e equipamentos de ração – como silos graneleiros Outras – Netzsch do Brasil Ind. e Com. Ltda., Benecke Ir-
para transporte de grãos e rações – deixando, definitivamen- mãos & Cia. Ltda., Bosch Rexroth Ltda., Hidráulica Industrial
te, o segmento de motores a combustão. Com um parque S/A, Metalúrgica Duque, Menegotti Indústrias Metalúrgicas
industrial bem estruturado e um excelente capital humano, Ltda., Icon S/A Estampos & Moldes, Mueller Eletrodomésticos
a Imoto desenvolve seus produtos e projetos através de pro- S/A, Mueller Fogões Ltda., H. Bremer & Filhos Ltda.
cessos contínuos de pesquisa, em parceria com fornecedo-
res e clientes. A empresa atua em todo o território nacional,
além de exportar para países da América Latina. Materiais Elétricos, Eletrônicos
e de Comunicação
Whirlpool S/A – Empresa do Grupo Whirlpool Corporation
(EUA). Concentra suas atividades em Joinville, onde em- WEG Equipamentos Elétricos S/A – Situa-se nos municí-
prega 11.947 trabalhadores. Os principais produtos que pios de Jaraguá do Sul e Blumenau, onde conta com 14.997
fabrica são compressores e refrigeradores. Possui unidades trabalhadores. No ano de 2009 as unidades registraram um
produtoras na China, na Eslováquia e na Itália. No merca- faturamento de R$ 3,6 bilhões e um volume de produção de
do nacional ocupa o primeiro lugar dentro do seu setor de 21,6 milhões de peças. É fabricante de máquinas e equipa-
atuação e está entre as 40 maiores empresas exportado- mentos elétricos. A empresa se destaca por ocupar a primeira
ras do Brasil. posição no ranking nacional dentro do seu setor de atuação.
Possui unidades na Argentina, China, México e Portugal.
Máquinas Omil Ltda. – Situada no município de Ibirama, on-
de conta com 202 colaboradores. Dentre os principais produ- Intelbras S/A – Indústria de Telecomunicação Eletrônica
tos fabricados destacam-se máquinas para a indústria madei- Brasileira – Empresa localizada no município de São José,
reira e peças de ferro fundido. Em 2009 a empresa produziu onde conta com 1.227 trabalhadores. No ano de 2009 a em-
773 máquinas pequenas, médias e grandes, além de 1,7 mil presa produziu 5,9 milhões de peças e obteve um faturamen-
toneladas de ferro fundido e faturou R$ 18,6 milhões. to de R$ 326,4 milhões. Os principais produtos que fabrica
são centrais telefônicas e aparelhos telefônicos (convencio-
Sanmak Indústria de Máquinas S/A – Localizada no mu- nais e sem fio). É líder no mercado nacional de centrais te-
nicípio de Blumenau, conta com 97 trabalhadores. Fabrica lefônicas (60% de participação), telefones (32%) e centrais
selecionadoras eletrônicas de grãos. No ano de 2009 obteve condominiais (62%). Fundada em 1976, atua nas áreas de
um faturamento de R$ 23,7 milhões e produziu 225 máqui- telecomunicações, segurança eletrônica e informática com

49
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

presença em todo o território nacional e em diversos países digitais, duchas multitemperatura, aquecedor solar e bebe-
da América Latina e da África. Ocupa a primeira posição no douro eletrônico.
ranking nacional dentro de seu setor de atuação.
Solar Instrumentação, Monitoração e Controle Ltda. –
NH Indústria e Comércio Ltda. – Localizada no municí- Empresa localizada em Florianópolis, onde conta com cinco
pio de Rio do Sul, onde emprega 361 trabalhadores. É fa- funcionários. Em 2009 registrou um faturamento de R$ 250
bricante de alto-falantes, caixas acústicas e amplicadas. mil e seu volume de produção foi de 87 unidades. Os princi-
No ano de 2009 produziu 924,8 mil peças e obteve um pais produtos fabricados são estações para coleta de dados
faturamento de R$ 59,8 milhões. A empresa se destaca automáticas e sensores meteorológicos.
ocupando a terceira posição em nível nacional na fabri-
cação de alto falantes e a segunda em caixas acústicas CS Eletrônica Automação e Telefonia Ltda. – Localizada
e amplificadas. no município de São José e emprega 52 funcionários. Seus
principais produtos são centrais de alarmes, eletrificadores
Dígitro Tecnologia Ltda. – A Dígitro Tecnologia é uma de cerca, sensores, receptores e controles remotos para
sociedade por cotas de responsabilidade limitada, com alarme, iluminação de emergência e alarme de incêndio. Em
controle acionário 100% catarinense. Localiza-se em Flo- 2009 registrou um volume de produção de 104,6 mil peças
rianópolis, onde conta com 648 colaboradores. Dentre os e um faturamento de R$ 2,9 milhões.
produtos que fabrica pode-se citar sistemas de inteligência,
PABX, easy call e converge. Em 2008 produziu desenvolvi- KCEL Motores e Fios Ltda. – Empresa localizada em Join-
mento de soluções e softwares e faturou R$ 96,3 milhões. ville, onde conta com 122 funcionários. Em 2009 registrou
Possui certificação ISO 9001 desde 1996 e é a primeira um faturamento de R$ 104 milhões. Seus principais produtos
empresa do país com a certificação TL 9000, norma in- são motores elétricos e fios condutores.
ternacional de gestão da qualidade específica na área de
telecomunicações. Outras – ABB Ltda., União Motores Elétricos Ltda., Waltec
Eletro-Eletrônica Ltda.
Automatic Ind. e Com. de Equipamentos Elétricos Ltda. –
Localizada no município de Luzerna, onde conta com 180
colaboradores. No ano de 2009 registrou um faturamento Veículos Automotores/Autopeças
de R$ 40 milhões. Dentre os principais produtos fabricados,
destacam-se painéis de comando, cubículos de média ten- Zen S/A Indústria Metalúrgica – Instalada na cidade de
são, montagens elétricas industriais e montagens elétricas Brusque, onde emprega 799 colaboradores. No ano de 2009
de PCHs em sistema chave na mão. produziu 6,6 milhões de unidades, obtendo um faturamen-
to de R$ 115 milhões. Sua produção está voltada para a
Equisul Indústria e Comércio Ltda. – Situa-se no municí- linha automotiva: impulsores de partida, mancais e polias.
pio de São José, onde emprega 53 pessoas. Os principais A empresa destaca-se por ser líder de mercado no Brasil e
produtos fabricados são sistemas ininterruptos de energia na América Latina dentro do seu setor de atuação. Exporta
elétrica singelos e modulares, nas configurações monofási- para mais de 60 países. Ganhou o Prêmio Ser Humano SC
cos e trifásicos de 600 VA até 500 kVA, tais como: no-breaks, 2009, pela ABRH.
retificadores, inversores, fontes e software de gerenciamento.
No ano de 2009 a empresa obteve um faturamento de R$ Tupy S/A – ver Metalurgia Básica – Produtos de Metal.
15 milhões e produziu 8.330 equipamentos de energia. A
empresa destaca-se por ser exportadora para vários países Metalúrgica Riosulense S/A – Localizada na cidade de Rio
da América do Sul, como Argentina, Uruguai, Chile e Bolívia. do Sul, onde possui 982 empregados. Em 2009 a empresa
Possui certificação NBR ISO: 9001 desde 1999 e conta com registrou um volume de produção de 19,3 milhões de peças
uma filial em São Paulo. o que em toneladas líquidas contabiliza 7.442.030. O fatura-
mento no mesmo ano foi de R$ 113,9 milhões. Os principais
Thermosystem Indústria Eletroeletrônica Ltda. – Localiza- produtos fabricados são guias, sedes e tuchos de válvulas,
se na cidade de Tubarão, onde emprega 402 colaboradores. camisas de cilindro, suportes, anéis e peças especiais para
Seus principais produtos são duchas eletrônicas, duchas montadoras.

50
Perfil das Indústrias

Becker Implementos Rodoviários Ltda. – Localizada no nos de molas para suspensão de caminhões e similares.
município de Criciúma, onde emprega 36 trabalhadores.
Principais produtos fabricados: carreta carga seca, caçam- Outras – Carrocerias Linshalm Ltda., Tecnofibras S/A, Vanzin
bas basculantes, semirreboque e porta-contêiner. No ano de Industrial Auto Peças Ltda., Wiest S/A.
2009 a empresa produziu 398 unidades e contabilizou um
faturamento de R$ 7,5 milhões.
Madeira
ZM S/A – Situada no município de Brusque, onde conta com
672 colaboradores. Em 2009 produziu 25,7 milhões de pe- Sincol S/A - Indústria e Comércio – Localizada em Caçador,
ças, gerando um faturamento de R$ 143,4 milhões. Dentre conta com 1.204 colaboradores. Seu faturamento em 2009
os principais produtos fabricados podemos citar solenoides, foi de R$ 87,4 milhões, com uma produção de 867 mil m2 de
relés, parafusos de roda e peças conformadas a frio. produtos acabados. O principal produto fabricado é porta de
madeira. Ocupa o primeiro lugar em nível nacional e também
Busscar Ônibus S/A – Empresa localizada na cidade de na América Latina dentro de seu segmento de atuação.
Joinville, registrando 4.000 funcionários em 2009. Atua na
fabricação, desenvolvimento, montagem e comercialização Rohden Artefatos de Madeira Ltda. – Situada no municí-
de carrocerias e ônibus rodoviários, dois pisos, urbanos e pio de Salete, onde conta com 468 empregados. Concentra
micros, além de peças para automóveis, tratores e cami- sua produção em portas de pínus elliotti. No ano de 2009
nhões. Através de sete filiais e sete representantes de ven- obteve um faturamento de R$ 23,9 milhões e um volume
das nos diferentes estados, a empresa cobre todo o terri- de produção de 498,8 mil m2. A empresa se destaca por
tório nacional. Além de subsidiárias no México e Colômbia, ocupar a primeira posicão em nível nacional, segunda na
conta com representantes para os mercados da América Ámerica Latina e a quarta em nível mundial dentro do seu
Latina, Europa, África e Oriente Médio. Possui também acor- segmento de atuação.
do de desenvolvimento com empresa de transportes nos
Estados Unidos. Rohden Portas e Painéis Ltda. – Localizada no município
de Pouso Redondo, onde emprega 280 trabalhadores. É fa-
Carroçarias Argi Ltda – Localiza-se no municipio de Jaraguá bricante de portas de pínus elliotti. Em 2009 obteve um fa-
do Sul, onde emprega 114 trabalhadores. Em 2009 produziu turamento de R$ 13,7 milhões com a produção de 234,9 mil
866 unidades, gerando um faturamento de R$ 13,5 milhões. m2. A empresa se destaca por ocupar a primeira posicão em
Fabrica principalmente, carrocerias carga seca, carrocerias nível nacional, a segunda na Ámerica Latina e a quarta em
frigoríficas, carrocerias lonadas, equipamentos de refrigera- nível mundial dentro do seu segmento de atuação.
ção e realiza reformas de carrocerias.
Manoel Marchetti Indústria e Comércio Ltda. – Instalada no
Royal Ciclo Indústria de Componentes Ltda. – Localizada município de Ibirama, onde conta com 617 funcionários. No
no município de Rio do Sul, onde emprega 283 colabora- ano de 2009 seu volume de produção foi de 27,4 mil m3 e seu
dores. No ano de 2009 obteve um volume de produção de faturamento R$ 36,7 milhões. Seus principais produtos fabri-
234.270 unidades de guidão, 3,5 milhões de unidades de cados são portas lisas, maciças, decorativas, pré-fabricados
selim, 7,7 milhões de pares de pedais e 1,6 milhão de des- de madeira, carretéis de madeira e madeiras beneficiadas. A
cansos, sendo esses seus principais produtos. No mesmo empresa destaca-se por ocupar a quarta posição no ranking
ano seu faturamento foi de R$ 32,4 milhões. A empresa des- nacional dentro do seu setor de atuação. Possui a certifica-
taca-se por ocupar a primeira posição no ranking nacional ção ISO 9001, é participante do PNQM (Programa Nacional
e na América Latina e a segunda posição em nível mundial de Qualidade da Madeira) e membro da ABIMCI.
na fabricação de pedais.
Industrial Madeireira S/A – Situa-se na cidade de Videira,
Tercílio Marchetti S/A Indústria e Comércio – Localiza-se onde conta com 264 colaboradores. Em 2009 seu volume de
na cidade de Rio dos Cedros, onde conta com 115 traba- produção foi de 15,3 mil m³ e seu faturamento de R$ 20,4 mi-
lhadores. Em 2009 produziu 5 mil toneladas, gerando um lhões. Dentre seus principais produtos destacam-se os com-
faturamento de R$ 32 milhôes. Dentre os principais produtos pensados de pínus, compensados plastificados e painéis de
fabricados destacam-se molas semielipticas, grampos e pi- pínus amarrados. A empresa desaca-se por estar entre as 50

51
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

maiores em volume de produção e entre as cinco de melhor produção de palets. No ano de 2009 obteve um faturamento
qualidade em seu segmento de atuação, no mercado nacional. de R$ 2 milhões e um volume de produção de 1.993 m3.
Possui certificação europeia (CE) e brasileira PNQM.
Indústria de Madeiras Tozzo S/A – Localiza-se na cidade
Goede Lang & Cia Ltda. – Situada no município de Pomero- de Passos Maia. Em 2009 contava com 42 empregados em
de, onde conta com 52 funcionários. Os principais produtos seu quadro. Sua produção no mesmo ano foi de 2,8 mil m3
fabricados são portas, batentes, venezianas e molduras. e seu faturamento R$ 2,9 milhões. Produz madeira serrada
Seu volume de produção em 2009 foi de 1,9 milhões de m³ em bruto, painéis, flat jamps etc.
e seu faturamento de R$ 3,5 milhões.
Outras – Battistella Indústria e Comércio Ltda., Empresa
Hachmann Indústria e Comércio Ltda. – Localizada no mu- Industrial e Comercial Fuck S/A, Frame Madeiras Especiais
nicípio de Capinzal, onde conta com 45 colaboradores. No Ltda., Madeireira EK Ltda., Palmasola S/A Madeiras e Agri-
ano de 2009 seu volume de produção foi de 4,5 mil tonela- cultura, Madecal Agro-Industrial Ltda., Madeireira Schmitt
das, obtendo um faturamento de R$ 5,2 milhões. Os princi- Ltda., Madebal-Madeireira Baldissera Ltda., Laminados AB
pais produtos que fabrica são pasta mecânica, resíduos de Ltda., Madêmer Madeiras Ltda., Compensados e Lamina-
pínus, toras de araucária e maravalha. dos Lavrasul S/A.

Madeireira Seleme Ltda. – Possui 160 empregados e está


localizada na cidade de Caçador. Em 2009 produziu 36 mil Mobiliário
toneladas e obteve um faturamento de R$ 10 milhões. Pro-
duz componentes para móveis e molduras para construção Mannes Ltda. – Situada na cidade de Guaramirim, onde
civil. A empresa extrai a matéria-prima de florestas próprias conta com 518 colaboradores. No ano de 2009 a empresa
renováveis. faturou R$ 105,6 milhões e contabilizou um volume de pro-
dução de 21.869 unidades de estofados, 440.680 unidades
Madepar Indústria e Comércio de Madeiras Ltda. – Situada de colchões, 392.276 peças automotivas, 226.002 unidades
no município de Lages, onde emprega 562 trabalhadores. de travesseiros, 3.715 toneladas de blocos e aglomerados
É fabricante de portas. No ano de 2009 produziu 244.7 mil de espumas e 20.052 unidades de blocos de 2 e 5 metros,
unidades e obteve um faturamento de R$ 23,2 milhões. A em- cilindros e aglomerados de espumas.
presa destaca-se por ocupar a terceira posição no ranking
nacional dentro do seu segmento de atuação. Fábrica de Móveis Neumann Ltda. – Possui 70 empregados
e está localizada no município de São Bento do Sul. Seus
Imaribo S/A Indústria e Comércio – Instalada na cidade principais produtos são móveis planejados (cozinhas e dor-
de Monte Carlo, onde conta com 316 colaboradores. Den- mitórios). No ano de 2009, obteve um faturamento de R$ 10,2
tre os principais produtos fabricados destacam-se madeira milhões e um volume de produção de 106,7 mil m2.
serrada para exportação, pallets e quadradinho. Em 2009
obteve um faturamento de R$ 32,6 milhões e um volume de Renar Móveis S/A – Localizada no município de Fraiburgo,
produção de 90,3 mil m .3
onde conta com 232 colaboradores. A empresa é fabricante
de móveis de madeira. Em 2009 contabilizou um faturamento
Indústrias de Madeiras Faqueadas Ipumirim S/A – Si- de R$ 18,6 milhões e um volume de produção de 6 mil m3.
tuada no município de Ipumirim, onde conta com 304 tra-
balhadores. No ano de 2009 a empresa produziu 201.600 Indústria e Comércio de Móveis Henn Ltda. – Empresa
peças de portas e 9.600 m3 de molduras, obtendo um fa- localizada no município de Mondaí, onde conta com 501 tra-
turamento de R$ 16,3 milhões. Seus principais produtos balhadores. Dentre os principais produtos fabricados desta-
são portas internas de madeira e molduras de pínus. A em- cam-se móveis de madeira para quartos e salas. No ano de
presa desta-se por ocupar a décima segunda posição no 2009 obteve um volume de produção de 732,6 mil unidades
ranking nacional dentro de seu segmento de atuação. e um faturamento de R$ 136,6 milhões.

Possamai & Cia. Ltda. – Instalada na cidade de Ascurra, Indústria de Móveis 3 Irmãos S/A – Situada no município
onde emprega 46 funcionários. Concentra suas atividades na de Campo Alegre, onde emprega 253 colaboradores. Pro-

52
Perfil das Indústrias

duz móveis com predominância em maderia (rack, console, e indiretos. Produz madeira, papéis e cartões para embala-
balcão, cômoda, mesa, cadeira, oratório, estante e arca). Em gem, embalagens de papelão ondulado e sacos industriais.
2009 produziu 107,8 mil unidades e faturou R$ 18,3 milhões. A receita líquida do grupo em 2009 foi de R$ 3 bilhões com
uma capacidade de produção de 2 milhões de toneladas/
Enele Indústria de Estofados Ltda. – Localizada no municí- ano. Maior produtora, exportadora e recicladora de papéis
pio de São Lourenço do Oeste, onde possui 189 empregados. brasileira. É líder nos mercados de papéis e cartões para em-
Seus principais produtos são estofados e móveis. No ano de balagens, embalagens de papelão ondulado e sacos indus-
2009 apresentou um faturamento de R$ 18,4 milhões e um triais, além de comercializar madeira em toras. Fundada há
volume de produção de 67.412 peças. 111 anos, possui 17 unidades industriais no Brasil e uma na
Argentina. Foi pioneira no Brasil em ter suas florestas e seus
Móveis Rudnick S/A – Está instalada na cidade de São processos produtivos certificados pelo Forest Stewardship
Bento do Sul, onde emprega 683 colaboradores. Seus prin- Council (FSC) – Conselho de Manejo Florestal, confirmando
cipais produtos são móveis de madeira de uso residencial que a empresa desenvolve suas atividades dentro dos mais
(cozinhas, dormitórios, salas de jantar etc.). No ano de 2009 elevados padrões socioambientais.
obteve um faturamento de R$ 92,8 milhões e um volume de
produção de 451,9 mil caixas. Cia. Canoinhas de Papel – Situada no município de Canoi-
nhas, onde possui 455 funcionários. No ano de 2009 teve um
Indústrias de Móveis Rotta Ltda. – Localiza-se no município volume de produção de 33.832 toneladas e um faturamento
de Caçador e emprega 320 trabalhadores. Principais produ- de R$ 121,9 milhões. Dentre os produtos que fabrica estão
tos que fabrica: domitórios e armários. Em 2009 sua produção papel higiênico, toalhas e guardanapos de papel.
foi de 200 mil m e o faturamento R$ 14 milhões.
2

Iguaçu Celulose e Papel S/A – Está instalada nos municí-


Serpil Móveis Ltda. – Localizada no município de Pinhal- pios de Campos Novos e Frei Rogério. A unidade de Campos
zinho, onde conta com 200 empregados. No ano de 2009 Novos emprega 507 pessoas e produziu, em 2009, 88,9 mil
atingiu um faturamento de R$ 15 milhões e um volume de toneladas, com um faturamento de R$ 92,8 milhões. Frei Ro-
produção de 180 mil unidades. Seus principais produtos são gério conta com 50 funcionários, uma produção de 4,2 mil
roupeiros, bicamas, armários e colchões. toneladas e um faturamento de R$ 3,2 milhões. Os principais
produtos fabricados por essas unidades são: papel kraft na-
Outras – Fábrica de Móveis Rio Negrinho Ltda., Fritz Mó- tural e extensível, sacos multifoliados e pasta mecânica.
veis Ltda., Indústria de Móveis América Ltda., Indústrias
Artefama S/A, Móveis James Ltda., Móveis Serraltense Primo Tedesco S/A – Situada na cidade de Caçador, onde
Ltda., Móveis Waely Ltda., Móveis Weihermann S/A, Arte emprega 364 colaboradores. Seus principais produtos são:
Real Móveis Ltda., Móveis e Esquadrias Seiva Ltda. papel kraft natural, papel kraft liner e papel sack kraft. No
ano de 2009 seu faturamento foi de R$ 89,1 milhões com a
produção de 76,8 mil toneladas.
Papel e Papelão
Adami S/A Madeiras – Situada no município de Caçador,
Trombini Industrial S/A – Localizada no município de Frai- onde emprega 1.400 funcionários. É fabricante de caixas
burgo, onde conta com 478 colaboradores. Em 2009 pro- de papelão ondulado, madeiras brutas, molduras, portas e
duziu 69.030 toneladas de papel kraft liner, kraft natural e madeiras beneficiadas. Em 2009 obteve um faturamento de
extensível e 44.750 toneladas de celulose kraft fibra longa R$ 282,2 milhões e uma produção de 18 milhões de m2 de
(90/100). Seu faturamento líquido em 2009 foi de R$ 120 mi- papelão ondulado e 8.000 m3 de madeiras beneficiadas.
lhões. Dentre os principais produtos fabricados destacam-se
papel kraft natural, kraft liner e papel extensível e celulose Heidrich S/A Cartões Reciclados – HCR – Localizada na
kraft fibra longa. cidade de Taió, onde conta com 308 empregados. Dentre os
principais produtos fabricados destacam-se: papelão palmi-
Klabin S/A (Grupo) – Suas unidades catarinenses estão loca- lha para calçados e papelão gráfico para encadernações.
lizadas nas cidades de Otacílio Costa, Correia Pinto, Lages e No ano 2009 a empresa registrou um faturamento de R$ 29,4
Itajaí. Possui um total de 12,3 mil empregados, sendo diretos milhões e um volume de produção de 1,8 mil toneladas.

53
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Celulose Irani S/A – Localizada no município de Vargem Buschle & Lepper S/A – Localizada no município de Bal-
Bonita, onde conta com 1.744 colaboradores. Em 2009 pro- neário Barra do Sul, onde emprega 97 funcionários. Dentre
duziu 184.868 toneladas de papel, 15.223 m de móveis e
3
os principais produtos que fabrica estão óxido de magné-
42.860 toneladas de embalagem. Nesse mesmo ano obte- sio, hidróxido de magnésio e carbonato de magnésio. No
ve um faturamento de R$ 304,2 milhões. Dentre os princi- ano de 2009 produziu 2,4 mil toneladas e obteve um fatu-
pais produtos fabricados, podemos destacar: papel kraft, ramento de R$ 10,5 milhões. Destaca-se por ser a única
móveis de madeira, caixa e chapa de papel ondulado. A deste gênero na América Latina.
empresa se destaca por ocupar a sexta posição no ranking
nacional ABPO. Resitol Indústria Química Ltda. – Instalada no município de
Palmeira, conta com 32 trabalhadores. Dentre seus produtos
Outras – Bonet Papéis Ltda., CVG-Cia. Volta Grande de destacam-se tall oil bruto e esterol bruto. No ano de 2009
Papel, Fábrica de Papelão Timbó Ltda., Indústria de Cartão produziu 11,2 mil toneladas de tall oil bruto e 260,26 tone-
Sbravati Ltda., Indústrias Novacki Ltda., Kimberly Clark Bra- ladas de esterol bruto. Seu faturamento nesse mesmo ano
sil S/A, Rigesa, Celulose, Papel e Embalagens Ltda., Avelino foi de R$ 11,9 milhões. Destaca-se por ser líder no ranking
Bragagnolo S/A Indústria e Comércio, Celulose Irani S/A. nacional dentro de sua linha de produção.

Colorminas Colorifício e Mineração S/A – Empresa situada


Couros Peles e Produtos Similares na cidade de Içara, onde conta com 215 funcionários. Sua
produção em 2009 foi de 348 toneladas e seu faturamento
Curtume Viposa S/A Indústria e Comércio – Situa-se em foi de R$ 71,7 milhões. Dentre seus principais produtos des-
Caçador, onde emprega 776 trabalhadores. Seus principais tacam-se frita, granilha, engobe e base serigráfica.
produtos são couros acabados, sapatos de segurança, wet
blue, cabedais e peças para automóveis. Em 2009 atingiu Farben S/A Indústria Química – Situa-se na cidade de Içara
um faturamento de R$ 139 milhões, produzindo 107 mil pares e emprega 300 trabalhadores. Dentre seus principais pro-
de sapatos de segurança, 784 mil pares de cabedais, 4.837 dutos destacam-se tintas, vernizes para indústria moveleira,
mihões de m2 de wet blue, 1.363 milhões de m2 de couros e tintas e complementos para o setor automotivo e repintura,
418 mil peças para acessórios de veículos. tintas industriais, esmaltes e vernizes para a linha imobiliária.
Em 2009 produziu 25,1 milhões de litros e gerou um fatura-
Outras – Bonato Couros S/A, Curtume Zunino Ltda., Cardeal mento de R$ 126 milhões.
Indústria e Comércio de Couros Ltda.
Roveda Indústria Química Ltda. – Situa-se no município de
Caçador, onde emprega 23 colaboradores. Seus principais pro-
Química dutos são breu, terebentina, resinas fumáricas e maleicas. Em
2009 seu volume de produção foi de 844 toneladas e obteve um
WEG Indústrias S/A – Localiza-se na cidade de Guaramirim, faturamento de R$ 4,2 milhões. A empresa se destaca por ser a
onde emprega 710 trabalhadores. Os principais produtos única na fabricação desses produtos em Santa Catarina.
que fabrica são tintas e resinas. No ano de 2009 obteve um
faturamento de R$ 286,7 milhões e um volume de produção Outras – Anjo Química do Brasil Ltda., Indústria de Fósforos
de 36,5 mil toneladas. A empresa se destaca por ocupar a Catarinense Ltda., Inquil Ltda., Quimisa S/A Indústria e Co-
segunda posição no ranking nacional dentro de seu seg- mércio, S/A Fósforos Gaboardi, União Fosforeira Ltda.
mento de atuação.

Laboratório Catarinense S/A – Situa-se no município de Produtos de Matérias Plásticas


Joinville, onde emprega 219 colaboradores. Principais pro-
dutos que fabrica: Melagrião Xarope, Figatil, Camomila Ca- Amanco Brasil Ltda. – Empresa localizada no município
tarinense, Bálsamo Branco e Elixir Paregórico. Em 2009 seu de Joinville, onde conta com 945 trabalhadores. No ano de
volume de produção foi de 5,1 milhões de unidades e obteve 2009, seu volume de produção foi de 26.449 toneladas e
um faturamento de R$ 50,0 milhões. A empresa se destaca atingiu um faturamento de R$ 386,9 milhões. Seus principais
por ser pioneira no Brasil na pesquisa de fitoterápicos. produtos são: conexões, acessórios e tubos.

54
Perfil das Indústrias

Inplac Indústria de Plásticos S/A – Localiza-se na cidade total de 406 trabalhadores. Em 2009 seu volume de produ-
de Biguaçu, onde conta com 901 colaboradores. Dentre ção foi de 79,7 milhões de unidades e teve um faturamento
seus principais produtos destacam-se embalagem plástica de R$ 45,8 milhões. Foi fornecedora ouro da Natura e prata
flexível valvulada para acondicionamento de fertilizantes, cal de O Boticário em 2008.
calcário, argamassa, produtos químicos e alimentícios e filme
técnico. Em 2009 a empresa apresentou um faturamento de Ind. e Com. de Embalagens Maxiplast Ltda. – Situada na
R$ 175 milhões com uma produção de 18,5 mil toneladas. cidade de Caçador, onde conta com 482 trabalhadores.
É líder nacional e na América Latina na fabricação de fertili- Dentre os principais produtos fabricados destacam-se sa-
zantes. Possui filial administrativa e comercial em Charlotte, cos plásticos e ráfia. No ano de 2009 a empresa obteve um
Carolina do Norte, nos Estados Unidos. A empresa foi eleita faturamento de R$ 99,4 milhões e um volume de produção
por cinco anos consecutivos como Melhor Fornecedor de de 13,8 mil toneladas.
Embalagens do Brasil para o Agronegócio e por três anos
consecutivos como Melhor Impressão Flexografia para Em- Canguru S/A Ind. e Com. Plásticos – unid. 01 (matriz) –
balagens Flexíveis do país. Situada na cidade de Criciúma, onde conta com 580 funcio-
nários. Seus principais produtos fabricados são embalagens
Indústria de Plásticos do Vale do Itajaí Ltda. – Localizada flexíveis, de plásticos rígidos e de produtos recicláveis. Em
no município de Gaspar, onde conta com 364 colaboradores. 2009 obteve um faturamento de R$ 106,2 milhões e um vo-
Em 2009 produziu 4,9 mil toneladas e atingiu um faturamento lume de produção de 5,4 mil toneladas.
de R$ 74,3 milhões. Os principais itens fabricados são pro-
dutos em plásticos para uso doméstico, linha de utensílios Canguru S/A Ind. e Com. Plásticos – unid. 05 (Inza) – Lo-
de cozinha e linha de limpeza. calizada no município de Criciúma, onde emprega 230 co-
laboradores. Dentre os principais produtos fabricados des-
Incoplastic Ind. e Com. de Plásticos e Papéis Ltda. – Insta- tacam-se copos, potes e pratos descartáveis de plástico.
lada na cidade de Joaçaba, onde emprega 60 funcionários. No ano de 2009 obteve um volume de produção de 3,4 mil
Dentre os principais produtos fabricados destacam-se papel toneladas e um faturamento de R$ 40,3 milhões.
para impressão multiuso A4 e demais formatos nas marcas
“Incopy Clear” 100% reciclado pós-consumo; “Aquatro Clear” Termotécnica Ltda. – Dispõe de fábricas em Joinville (SC),
e “Fibery”, além de embalagens de papel e sacolas plásticas. onde localiza-se a sede; Goiânia (GO), Sumaré (SP), Rio
No ano de 2009 obteve um volume de produção de 6,4 mil Claro (SP), Indaiatuba (SP), São José dos Pinhais (PR) e
toneladas, obtendo um faturamento de R$ 25,6 milhões. A Manaus (AM). A localização das fábricas visa a proximi-
empresa se destaca por fabricar papel A4 100% reciclado, dade aos principais centros produtivos e consumidores,
com certificação FSC. otimizando a logística. Seus principais produtos são: em-
balagens, artefatos para a construção civil e produtos de
Copaza Descartáveis Plásticos Ltda. – Situa-se na cidade consumo de EPS (isopor). Em 2009 empregou 479 trabalha-
de Içara, onde possui 547 empregados. Atingiu um faturamen- dores e registrou um faturamento de R$ 84 milhões somente
to de R$ 114,5 milhões em 2009 e sua produção foi de 13,2 na região de Santa Catarina. A empresa é líder nacional e
mil toneladas de copos e potes descartáveis de plástico. na América Latina em seu segmento de atuação. Fabrica
a própria matéria-prima. Está com um programa nacional
Arteplas Artefatos de Plásticos S/A – Empresa localiza- de reciclagem de EPS e pretende, até o final de 2010 levar
da em Itajaí, onde conta com 450 colaboradores. Em 2009 esse conceito a todas as Unidades da Federação onde
atingiu um volume de produção de 6.000 toneladas e um fa- possui planta industrial.
turamento de R$ 32 milhões. Produz cordas e fios técnicos
industriais de fibras sintéticas. A empresa destaca-se por Tubozan Indústria Plástica Ltda. – Situada no município de
ocupar a primeira posição em nível nacional nesse segmen- Siderópolis, onde emprega 155 trabalhadores. Produziu no ano
to. Produz a partir de plásticos reciclados. de 2009 13,7 mil toneladas, e atingiu um faturamento de R$
68,3 milhões. Os principais produtos que fabrica são tubos e
AB Plast Manufaturados Plásticos Ltda. – Situa-se em conexões de esgoto, tubos e conexões soldáveis, tubo defofo,
Joinville. Os principais produtos que fabrica são frascos, tubo coletor de esgoto, e tubo de irrigação em PVC. A empresa
potes, estojos e tampas em resinas plásticas. Emprega um destaca-se por ocupar a quarta posição no ranking nacional

55
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

dentro de seu setor de atuação. Os produtos são desenvolvi- obteve um volume de produção de 15,8 mil toneladas e seu
dos para atender desde instalações domésticas até grandes faturamento foi de R$ 385,8 milhões.
obras de infraestrutura em saneamento, além de redes de ir-
rigação e telecomunicações e produtos personalizados para Marisol Indústria do Vestuário Ltda – Empresa situada no
a indústria. Fabricados rigorosamente em conformidade com município de Jaraguá do Sul, onde conta com 2.506 colabo-
as Normas Brasileiras para tubos de PVC, a empresa hoje se radores. Em 2009 obteve um faturamento de R$ 245,4 milhões
orgulha pela certificação no Programa Brasileiro de Qualida- e registrou um volume de produção de 6,3 milhões de peças
de e Produtividade do Habitat (PBQP-H), um programa do confeccionadas e 3,2 milhões de pares de meias. Seus prin-
governo federal que organiza o setor civil com base em dois cipais produtos são conjuntos, camisas/camisetas, calças,
princípios: melhoria da qualidade do habitat e a modernização vestidos, jaquetas, bermudas, meias e acessórios.
produtiva. Em 2009 conquistou o quarto lugar na pesquisa da
Revista Revenda em todo o Brasil. Cia. Hering – Situada município de Blumenau, onde empre-
ga 6.100 colaboradores. Dentre seus principais produtos
Indústria de Brinquedos Rabaker Ltda. – Situada no municí- destacam-se camiseta de malha, camisas e calças de tecido
pio de Pomerode, onde conta com 59 colaboradores. No ano plano, roupas íntimas e jaquetas. No ano de 2009, obteve um
de 2009 seu faturamento foi de R$ 6,3 milhões e seu volume faturamento de R$ 876,9 milhões e um volume de produção
de produção foi de 850.661 unidades. Seus principais pro- de 38 milhões de peças. A empresa destaca-se por ocupar
dutos são brinquedos de plásticos: carrinhos de fricção. a primeira posição no ranking nacional e na Ámerica Latina e
o segundo em nível mundial dentro de seu setor de atuação.
Interfibra Industrial S/A – Localiza-se na cidade de Joinville, A marca Hering é conhecida em todo Brasil e no Mercosul.
onde conta com 234 colaboradores. No ano de 2009 obteve A empresa completou 130 anos de existência e seu capital
um faturamento de R$ 16,7 milhões e um volume de produção é 100% nacional.
de 1.567 toneladas. Dentre os principais produtos fabrica-
dos destacam-se artefatos de materiais plásticos reforçados Círculo S/A – Instalada na cidade de Gaspar, onde conta
com fibra de vidro, como tanques (reservatórios) e tubos e com 1.052 funcionários. No ano de 2009 seu volume de pro-
conexões de baixa e alta pressão. A empresa destaca-se por dução foi de 3,6 mil toneladas, obtendo um faturamento de
ser pioneira e a maior fabricante no segmento do plástico R$ 115,9 milhões. Seus principais produtos são fios algodão,
reforçado (compósito) na América Latina. acrílico e polipropileno para trabalhos manuais e agulhas.

Plasc – Plásticos Santa Catarina Ltda. – Instalada no mu- Buettner S/A Indústria e Comércio – Conta com 1.326 tra-
nicípio de Biguaçu, onde conta com 250 colaboradores. Em balhadores no município de Brusque. Em 2009 fabricou 5,6
2009 seu faturamento foi de R$ 75,6 milhões e seu volume mil toneladas, atingindo um faturamento de R$ 156,7 milhões.
de produção foi de 5.601 toneladas. Seus principais produ- Os principais produtos que fabrica são nas linhas de cama,
tos fabricados são rótulos para refrigerantes e sacos para mesa e banho.
embalagens para fraldas e absorventes.
Altenburg Indústria Têxtil Ltda. – Localizada no município
Outras – Cipla Materiais de Construção S/A, Copobras In- de Blumenau, onde conta com 745 colaboradores. É fabri-
dústria de Embalagens Ltda., Coposul Copos Plásticos do cante de edredons, roupas de cama, colchas, travesseiros,
Sul Ltda., Plásticos Cremer S/A, SBDE - Soc. Bras. de Emba- protetores de colchão, protetores de travesseiros, linha de
lagens e Descartáveis Ltda., Tigre S/A – Tubos e Conexões, felpudos, almofadas e mantas. No ano de 2009 obteve um
Videplast Indústria de Plásticos Ltda., Minaplast Máquinas faturamento de R$ 202 milhões e um volume de produção
Ind. e Artefatos Plásticos Ltda. de 13,6 milhões de peças, 4,5 mil metros de tecidos pespon-
tados e 13,6 milhões de m² de mantas de poliéster. Nesse
mesmo ano inaugurou a segunda loja própria Altenburg Store
Têxtil e Vestuário em São Paulo. Também teve início as atividades da Unida-
de Viscoelástico, produto que vem complementar a linha de
Karsten S/A – Situada no município de Blumenau, onde conta travesseiros. A Altenburg conquistou em 2009, pelo sétimo
com 3.271 trabalhadores. Os principais produtos que fabri- ano consecutivo, o Prêmio Mérito Lojista, concedido pela
ca são têxteis linha cama, mesa e banho. No ano de 2009 CNDL nos segmentos Cama e Edredom. A eleição foiefe-

56
Perfil das Indústrias

tuada por meio de pesquisa realizada entre 26 Federações 24,4 milhões. Destaca-se por possuir 100% de seu capital
Estaduais e mais 1.200 Câmaras de Dirigentes Lojistas e nacional.
seus associados.
Kyly Indústria Têxtil Ltda. – Localizada na cidade de Pome-
Fiação São Bento S/A – Situa-se na cidade de São Bento do rode, onde conta com 900 colaboradores. No ano de 2009
Sul, onde conta com 744 trabalhadores. É fabricante de fios obteve um faturamente de R$ 166,2 milhões e um volume de
de algodão e mescla. Em 2009 produziu 14.208 toneladas produção de 10,9 milhões de unidades. Produz confecções
e obteve um faturando de R$ 102,4 milhões. para vestuário infantil.

Buddemeyer S/A – Possui  uma unidade fabril no município Dudalina S/A – Situa-se no município de Blumenau, onde
de São Bento do Sul e uma fiação e unidade de tinturaria e emprega 1.173 funcionários. Em 2009 seu volume de pro-
acabamento no município de Campo Alegre. Dentre os prin- dução foi de 2.293 mil peças, atingindo um faturamento de
cipais produtos que fabrica estão toalhas de felpa, roupões R$ 145,1 milhões. A empresa produz as marcas próprias
e roupa de cama. Em 2009 seu volume de produção foi de Dudalina, Individual e Base, além de produzir para as prin-
3.903 toneladas, atingindo um faturamento de R$ 174 mi- cipais marcas brasileiras, exportando ainda para os países
lhões. Atua neste município desde 1951. do Mercosul e Europa. As camisas em tecido plano são o
  principal produto da Dudalina. Além das camisas, a empresa
Marcatto Indústria de Acessórios Ltda. – Empresa loca- fabrica t-shirts, malhas polo, calças e bermudas, comerciali-
lizada no município de Jaraguá do Sul, onde emprega 141 zando ainda boxers, jaquetas, perfumes, acessórios, trajes,
funcionários. Seus produtos são chapéus, bonés e bolsas. sapatos e tricôs.
Em 2009 produziu 757,9 mil peças e faturou R$ 16,3 milhões.
A empresa destaca-se por ocupar a primeira posição no Teka – Tecelagem Kuehnrich S/A – Instalada na ciadade
ranking nacional na produção de chapéus femininos de ve- de Blumenau, onde emprega 4.398 funcionários. Dentre seus
rão. É a empresa mais antiga no setor, com 87 anos. principais produtos destacam-se os artigos para cama, mesa,
banho, vestuário e decoração. No ano de 2009 obteve um
Companhia Fabril Lepper – Em 2010, a Lepper completou faturamento de R$ 349,8 milhões e um volume de produção
103 anos dedicados à fabricação de artigos têxteis. Situa- de 15,3 mil toneladas. A empresa destaca-se por possuir pro-
se em Joinville, onde conta com um amplo leque de produ- dução verticalizada, sendo conhecida mundialmente como
tos para cama, mesa e banho. Sua atuação se divide em produtora de artigos de cama, mesa e banho.
licenciados, voltados em sua grande maioria ao universo
infantil, marca própria e artigos promocionais. É uma das M.F. Sulfabril S/A – Situada no município de Blumenau, on-
principais empresas desse setor, sendo líder na comerciali- de conta com 1.076 colaboradores. Empresa fabricante de
zação de roupões. No ano de 2009 obteve um faturamento artigos de malharia circular confeccionados. No ano de 2009
de R$ 164 milhões e um volume de produção mensal apro- obteve um faturamento de R$ 83,4 milhões e um volume de
ximado de 450 toneladas de produtos elaborados com alta produção de 5,8 milhões de peças.
tecnologia. A empresa conta com mais de mil funcionários
em seu quadro. Confecções Bonin Ltda. – Localizada em Jaguaruna, fabri-
ca camisas masculinas. Em 2009 produziu 326,2 mil peças,
Zanotti S/A – Situada no município de Jaraguá do Sul, onde gerando um faturamento de R$ 1,7 milhão. Em dezembro de
emprega 1.646 colaboradores. No ano de 2009 fabricou 2,5 2009 contava com 105 funcionários.
milhões de quilômetros de fitas elásticas e rígidas, e obteve
um faturamento de R$ 235,2 milhões. A empresa destaca- Fábrica de Tecidos Carlos Renaux S/A – Situada no muni-
se por ocupar a primeira posição no ranking nacional e na cípio de Brusque, emprega 922 colaboradores. Seus prin-
América Latina dentro do seu segmento de atuação. cipais produtos são tecidos planos de algodão. No ano de
2009 obteve um volume de produção de 6,7 milhões de
Tapajós Têxtil Ltda. – Situada na cidade de Indaial, conta metros lineares e seu faturamento foi de R$ 72,1 milhões. A
com 309 funcionários. Seus produtos são: camisas e blusas empresa destaca-se por fabricar produtos de alta qualida-
femininas, vestidos, saias e fios acrílicos. Em 2009 sua pro- de e seus lançamentos acompanham sempre as tendências
dução foi de 1.650 mil peças, com um faturamento de R$ da moda.

57
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Cativa Têxtil Ind. e Com. Ltda. – Instalada no município de zada na cidade de Caçador, onde conta com 56 trabalhado-
Pomerode, onde emprega 673 funcionários. No ano de 2009 res. Em 2009 produziu 138.769 pares de cabedais de couro,
obteve um faturamento de R$ 119,5 milhões e um volume de obtendo um faturamento de R$ 933,5 mil.
produção de 6,9 milhões de peças. Dentre seus principais
produtos destacam-se: vestuário nas linhas adulto, juvenil e Haco Etiquetas Ltda. – Instalada nos municípios de Blume-
infantil, todos masculinos e femininos. nau, Criciúma e Massaranduba, onde conta com 880 cola-
boradores. No ano de 2009 obteve um faturamento de R$
Malharia Diana Ltda. – Situa-se no município de Timbó, on- 103,7 milhões e um volume de produção de 1.008 toneladas.
de emprega 613 colaboradores. Seus principais produtos Dentre seus principais produtos destacam-se: etiqueta teci-
são fios e produtos confeccionados (camisas de uso mas- da, cadarços e etiquetas estampadas. A empresa se desta-
culino e blusas de uso feminino). No ano de 2009 registrou ca por ocupar a primeira posição no ranking nacional e na
um volume de produção de 1.267 mil peças confecciona- América Latina e a segunda em nível mundial dentro de seu
das e 399,1 toneladas de fios, obtendo um faturamento de segmento de atuação.
R$ 38,6 milhões.
Outras – Cremer S/A – Produtos Têxteis e Cirúrgicos, Döh-
Fábrica de Rendas e Bordados Hoepcke S/A – Empresa ler S/A Comércio e Indústria, Luli Indústria e Comércio de
localizada na cidade de São José, onde conta com 136 tra- Confecções Ltda., Indústria e Comércio de Confecções
balhadores. Seus principais produtos são bordados em pe- Damyler, Nanete Têxtil Ltda., Karlache Comércio e In-
ças, tiras ou em motivos (inclusive as etiquetas bordadas). dústria Têxtil Ltda., Calças Calcutá Indústria e Comércio
Em 2009 produziu 519.538 metros, obtendo um faturamento Ltda., Fiação São Bento S/A, Industrial Appel Ltda., Haco
de R$ 2,5 milhões. Etiquetas Ltda.

Companhia Indústrial Schlosser S/A – Localizada no mu-


nicípio de Brusque, onde emprega 607 colaboradores. Os Produtos Alimentares
principais produtos fabricados são tecidos planos, fios car-
dados e open end. No ano de 2009 seu volume de produção BRF Brasil Foods S/A – Emprega 15.238 funcionários em
foi de 6,1 milhões de metros, obtendo assim um faturamento suas unidades de Santa Catarina. O volume de produção em
de R$ 58,4 milhões. A empresa obteve um grande cresci- 2009 no estado foi de 701.280 toneladas e seu faturamen-
mento na produção de serviços de fiação, beneficiamento e to foi de R$ 3 bilhões. Seus principais produtos são frangos
tinturaria, devido principalmente ao nível de qualidade dos inteiros e cortes de frangos, suínos e bovinos congelados,
mesmos. presuntos, mortadelas, salsichas, linguiças e outros produtos
defumados; hambúrgueres, empanados, quibes, almônde-
Villa Confecções Ltda. – Instalada no município de Blume- gas; lasanhas, pizzas, pão de queijo, tortas e folhados con-
nau, conta com 113 funcionários. No ano de 2009 obteve um gelados; leite; farelo de soja e farinha de soja micronizada,
faturamento de R$ 12,8 milhões e um volume de produção de bem como ração animal. A empresa destaca-se por ocupar
1.069 mil peças. Dentre seus principais produtos destacam- o primeiro lugar no ranking nacional dentro de seu setor
se camisetas de malha, camisas polo de malha e blusas de de atuação. Possui unidades produzindo no Reino Unido
malha femininas. e Holanda.

Néki Confecções Ltda. – Localizada na cidade de Schroe- Seara Alimentos S/A – Instalada na cidade de Itajaí, on-
der, onde emprega 312 colaboradores. A empresa concentra de conta com 19.953 colaboradores. Dentre seus princi-
sua produção na fabricação de roupas adulto e infantil. pais produtos destacam-se peito, coxa e sobrecoxa de
frango desossada, carré, pernil e paleta suína, salsicha,
Industrial Acrilan Ltda. – Empresa localizada no muni- salame, linguiça, empanados, formados, assados e fri-
cípio de Timbó, onde conta com 474 empregados. Em tos. No ano de 2009 obteve um volume de produção de
2009 seu volume de produção foi de 3 mil toneladas de 894.917 toneladas e um faturamento de R$ 3 bilhões.
fios sintéticos. A empresa destaca-se por ocupar a segunda posição
nos rankings nacional e mundial dentro de seu setor de
Indústria de Calçados Machiavelli Ltda. – Empresa locali- atuação.

58
Perfil das Indústrias

Companhia Hemmer Indústria e Comércio – Empresa da empresa concentra-se em ingredientes para alimentos,
situada no município de Blumenau, onde conta com 225 sendo principalmente aromas, produtos para sorvetes, con-
trabalhadores. Seus principais produtos são conservas de dimentos e aditivos e desidratados. Ocupa a segunda posi-
pepinos, chucrute e outros vegetais, mostarda preparada, ção no ranking nacional e na América Latina dentro do seu
molhos, figos, xaropes e sardinha em salmoura. No ano de segmento de atuação. Possui o maior parque fabril  do ramo
2009 fabricou 5.110 toneladas de produtos e obteve um fa- na América do Sul, sendo a empresa nacional de maior des-
turamento de R$ 56,6 milhões. Nesse mesmo ano a empre- taque e faturamento, concorrendo com companhias de ordem
sa importou 354,9 toleladas de matérias-primas, totalizando mundial num segmento de alta tecnologia e pesquisa.
US$ 543 mil.
National Starch & Chemical Industrial Ltda. – Empresa
Cooperativa Central Oeste Catarinense – A Aurora Alimen- localizada na cidade de Trombudo Central, onde conta com
tos, com sua matriz em Chapecó, é uma Cooperativa Cen- 180 colaboradores. É fabricante de amidos e subprodutos
tral, composta de 15 cooperativas filiadas, com mais de 70 do milho. No ano de 2009 produziu 46.470 toneladas. A em-
mil familías associadas, abrangendo 557 municípios e conta presa destaca-se por possuir unidades produzindo nos Es-
com 13,1 mil funcionários em todas as suas unidades. Atua tados Unidos, Inglaterra, Alemanha, México, Austrália, China
na área de alimentos nos segmentos de suínos, aves, lácte- e Tailândia.
os, massas e bovinos. Principais produtos: frangos inteiros
e cortes de frangos; suínos congelados, temperados e res- Chocoleite Indústria de Alimentos Ltda. – Situa-se na ci-
friados; presuntos, mortadelas, salsichas, linguiças e outros dade de Jaraguá do Sul, onde conta com 90 colaborado-
produtos defumados; fatiados, hambúrgueres, empanados res. Sua produção está voltada para achocolatados líquidos
e quibes, almôndegas; lasanhas, pizzas, pão de queijo, lei- e em pó, creme de leite, leite longa vida e pasteurizado e
te UHT, bebida láctea, iogurtes, queijo, creme de leite, entre queijos. No ano de 2009 registrou uma produção de 10 mil
outros. Em 2009 atingiu um faturamento bruto de R$ 2,7 bi- toneladas e um faturamento de R$ 25 milhões. É pioneira no
lhões e sua produção foi de 291 mil toneladas in natura de país na fabricação de achocolatado líquido. Em 2010 com-
carne suína, 251 mil toneladas de industrialização de carne pleta 50 anos.
suína, 205 mil toneladas in natura de carne de aves, 39 mil
toneladas de industrialização de carne de aves, 850 mil to- Cooperativa Agroindustrial Alfa – Possui unidades em Cha-
neladas de ração, 2,7 mil toneladas de massas, 246 milhões pecó e São José do Cedro, onde emprega 175 trabalhadores.
de litros de leite recebidos e 96 mil toneladas de produtos Principais produtos que fabrica: farinha de trigo, óleo de soja
derivados de lácteos. bruto degomado, farelo de soja, farelo de trigo e rações. Em
2009 seu volume de produção foi de 457,0 mil toneladas,
Companhia Lorenz – Situa-se na cidade de Indaial, onde obtendo um faturamento de R$ 375 milhões.
emprega 81 colaboradores. Dentre os produtos que fabri-
ca estão conservas, doces e molhos. No ano de 2009 seu Frigorífico Riosulense S/A – Instalado no município de Rio
volume de produção foi de 4,3 mil toneladas, obtendo um do Sul, onde conta com 1.561 colaboradores. Sua produção
faturamento de R$ 12,3 milhões. está voltada para derivados de suínos e de bovinos. No ano
de 2009, registrou um volume de produção de 107,8 mil to-
Costa Sul Pescados Ltda – Localizada no município de Na- neladas e um faturamento de R$ 454,9 milhões.
vegantes, onde conta com 560 colaboradores. Dentre seus
principais produtos destacam-se filé de peixe s em pele, filé Fricasa Alimentos S/A – Empresa situada no município de
de peixe com pele, camarão, peixes inteiros, em postas e Canoinhas, onde conta com 368 trabalhadores. Seus prin-
empanados. Em 2009 obteve um faturamento de R$ 62 mi- cipais produtos são apresuntados, congelados, defumados,
lhões e um volume de produção de 12 mil toneladas. mortadelas, temperados e outros. No ano de 2009 produziu
10.195 toneladas de produtos e obteve um faturamento de
Duas Rodas Industrial Ltda. – Empresa fundada em 1925, R$ 45,8 milhões.
em Jaraguá do Sul. Hoje possui além da unidade matriz,
fábricas em Sergipe, Manaus, Argentina, Chile e Colômbia, Outras – Femepe – Empresa de Pescados Ltda., Lacticínios
empregando 1.200 pessoas (grupo). O faturamento registra- Tirol Ltda., Parati S/A, Pesqueira Pioneira da Costa S/A, Ty-
do em 2009 foi de R$ 400 milhões. O portfólio de produtos son do Brasil S/A, Cooperativa Regional Agropecuária Vale

59
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

do Itajaí, Indústria Agro Comercial Cassava S/A, Bunge Ali- Vinícola San Michele Ltda. – Está localizada no município
mentos S/A. de Rodeio, onde emprega seis colaboradores. É fabricante
de vinhos. Em 2009 produziu um total de 150 mil garrafas
e obeteve um faturamento de R$ 1,6 milhão. A empresa se
Bebidas destaca na produção de mudas certificadas de videira.

Alibras – Alimentos Brasileiros Ltda – Empresa localizada Outras – Companhia Brasileira de Bebidas, Vonpar Re-
no município de Chapecó, onde conta com 70 funcionários. frescos S/A, Bebidas Thomsen Ltda., Água da Serra In-
Em 2009 obteve um faturamento de R$ 10,3 milhões e um dustrial de Bebidas Ltda., Vinícola São Pasqual Ltda.,
volume de produção de 7,2 milhões de litros. Produz cerve- Vinícola Monte Vecchio Ltda., Vinhos Bom de Taça Ltda.
jas e refrigerantes. ME, Ives Adélio Mascarello ME, Vinícola Zanella Ltda.,
Vinícola Megiolaro Ltda., Vinícola Hermes Ltda., Vinícola
Vinhos Duelo Ltda. – Localiza-se no município de Pinheiro São Pedro Ltda., Coop. Agropecuária Videirense, Granja
Preto, onde conta com 52 colaboradores. É fabricante de Monte Carvalho Ltda., Vinhos Iomerê Ltda., Indústria de
bebidas alcoólicas como caninha, coquetéis e vinhos. No Vinhos Salto Veloso Ltda., Piccoli Indústria e Comércio de
ano de 2009 produziu 7,8 milhões de litros, obtendo um fa- Vinhos Ltda., Irmãos Piccoli Ltda., Vinhos Menegolla Ltda.,
turamento de R$ 12,9 milhões. Vínicola Farina Ltda. ME.

Vonpar Refrescos S/A – Possui unidades nos municípios de


Antônio Carlos, Blumenau, Chapecó, Içara e Joinville, onde Editorial e Gráfica
conta com 1.121 colaboradores. É fabricante de refrigeran-
tes das marcas Coca-Cola, Fanta, Sprite e Guaraná Kuat. No Gráfica Meyer Ltda – Localizada no município de Joinville,
ano de 2009 obteve um faturamento de R$ 741 milhões e um onde conta com 65 colaboradores. Registrou um faturamento
volume de produção de 262,3 mil metros cúbicos. de R$ 11,6 milhões em 2009. Seus principais produtos são
embalagens/cartão duplex.
Vinícola Zago Ltda. – Localizada no município de Videi-
ra, onde conta com quatro colaboradores. Seu principal Impressora Ipiranga S/A – Empresa fabricante de impres-
produto de comercialização é vinho dos tipos tinto seco e sos promocionais e embalagens. Localizada no município
suave, branco seco e suave, rosado seco e suave, branco de Joinville, conta com 50 pessoas em seu quadro de fun-
Niágara seco e suave, tinto Bordô seco e suave, branco cionários. No ano de 2009 obteve um faturamento de R$ 5,5
seco moscato e carbernet. No ano de 2009 seu volume de milhões e um volume de produção de 393 toneladas.
produção foi de 604 mil litros, registrando um faturamento
de R$ 700 mil. 43 S/A Gráfica e Editora – Situada no município de Blume-
nau, conta com 299 funcionários. Empresa fabricante de
Vínícola Panceri Ltda. – Situada no município de Tangará, embalagens e rótulos de papel. No ano de 2009 obteve um
onde conta com 12 funcionários. Seus principais produtos faturamento de R$ 69 milhões e um volume de produção de
são: vinho fino tinto seco das variedades Merlot, Cabernet 7.800 toneladas.
Sauvingnon e Teroldego; vinho fino branco seco Chardon-
nay e Sauvignon Blanc; vinho tinto de mesa seco e suave Baumgarten Gráfica Ltda. – Está localizada na cidade de
das variedades Bordô e Isabel; vinho de mesa branco seco Blumenau, onde conta com 309 trabalhadores. Dentre seus
e suave da variedade Niágara, espumante Moscatel, espu- principais produtos fabricados destacam-se rótulos, autoa-
mante brüt, grappa e suco de uva integral, em garrafas de desivos, in-mould, termoencolhíveis, roll labels e bandejas
375 ml, 750 ml, 4.600 ml e 5.000 ml. No ano de 2009 obteve em cartão termoformado. No ano de 2009 seu volume de
um volume de produção de 146.4 mil litros e um faturamento produção foi de 18,4 milhões de m² e 1.875 toneladas e um
de R$ 316 mil. Destaca-se por ocupar a terceira posição no faturamento de R$ 142,7 milhões. A empresa se destaca por
ranking do agronegócio nacional. Foi a primeira vinícola de ser uma das maiores e mais modernas gráficas da Améri-
Santa Catarina a exportar vinhos para o mercado externo e ca Latina em seu segmento. Fornece a grandes empresas
a trabalhar com uvas e vinhos produzidos em altitudes de nacionais e multinacionais. Em 1º/01/2011 completará 130
1.000 e 1.200 metros. anos de história.

60
Perfil das Indústrias

Outras – A Notícia S/A Empresa Jornalística, Avenida Gráfica volume de produção de mais de 4.500 mil unidades. É fabri-
e Editora Ltda., Encadernação e Gráfica Odorizzi Ltda., Grá- cante de retificadores/carregadores, inversores de frequên-
fica Estrela Ltda., RBS-Zero Hora Editora Jornalística S/A. cia para motores trifásicos, UPS até 2 MVA, equipamentos
e soluções para o setor naval, off-shore e industrial. A em-
presa destaca-se por ter o CRCC Petrobras e a certificação
Diversos ISO 9001-2008. Ocupa a quarta posição em seu segmento
em nível nacional.
Olsen Indústria e Comércio S/A – Está situada na cidade
de Palhoça onde possui 180 empregados. Produz equipa- 4S Informática, Indústria e Comércio Ltda. – Está ins-
mentos odontológicos e médicos. Ocupa a posição entre os talada no município de Florianópolis, onde emprega 25
principais fabricantes do segmento nos mercados nacional colaboradores. No ano de 2009 produziu 1.262 unidades,
e internacional. obtendo um faturamento de R$ 4,8 milhões. Dentre seus
principais produtos destacam-se sistemas de automação
Mormaii Ind., Com. Imp. e Exportação de Artigos Esporti- e exibição de comerciais, servidores de vídeo, gerador de
vos Ltda. – Situa-se em Garopaba e emprega 190 trabalha- caracteres, master switchers, distribuidores de áudio e ví-
dores. Fabrica roupas esportivas. Está entre as 10 maiores deo, comutadores de áudio e vídeo e matrizes de comuni-
do mundo em seu segmento de atuação. cação. Empresa com 24 anos de experiência no mercado,
a 4S ocupa posição de destaque, com um trabalho pioneiro
Kavo do Brasil Indústria e Comércio Ltda. – Indústria loca- sempre atento para as mudanças e inovações que o mer-
lizada no município de Joinville, faz parte do grupo Danaher cado necessita.
Corporation (EUA). Seus principais produtos são instrumen-
tos e equipamentos odontológicos. Possui 370 empregados. Directa Automação Ltda. – Localiza-se na cidade de Flo-
Sua matriz está na Alemanha. rianópolis, onde emprega 23 funcionários. Em 2009 teve um
volume de produção de 210 coletores e um faturamento de
Condor S/A – Empresa localizada na cidade de São Bento R$ 2,9 milhões. Dentre os principais produtos fabricados
do Sul, onde emprega 1.001 colaboradores. Seus principais destacam-se os coletores de dados industriais e sistemas
produtos são escovas, vassouras e pincéis. Em 2009 obteve para chão de fábrica (CEP, CCF, CRP, DNC e outros). Des-
um faturamento de R$ 227,4 milhões. taca-se por ser uma empresa que atua em gestão integrada
de chão de fábrica.

Automação e Informática Cianet Indústria e Comércio S/A – Situada no município de


Florianópolis, onde conta com 52 colaboradores. No ano de
Cebra Conversores Estáticos Brasileiros Ltda. – Situa- 2009 obteve um faturamento de R$ 6 milhões e um volume de
se no município de Florianópolis, onde projeta, desenvolve produção de 15 mil unidades. Dentre seus principais produ-
e fabrica  fontes de alimentação chaveadas e conversores tos estão equipamentos de comunicação para internet banda
estáticos, produtos de alto conteúdo tecnológico. Possui 80 ultralarga e telefonia VOIP (switches, conversores, centrais
colaboradores com uma equipe de desenvolvimento com- telefônicas VOIP e conversores de fibra óptica). A empresa
posta por três engenheiros com mestrado em eletrônica de destaca-se por ocupar a primeira posição em ranking nacio-
potência e um engenheiro com doutorado em Compatibili- nal na produção de equipamentos HPNA.
dade Eletromagnética e Suscetibilidade Elétrica. Em 2009
seu faturamento chegou a R$ 7 milhões, com um volume de Reivax S/A Automação e Controle – Localizada em Flo-
produção de 61,3 mil unidades. rianópolis, emprega 173 funcionários. Em 2009 a empresa
produziu 182 cubículos de controle e automação e registrou
Dígitro Tecnologia Ltda. – ver Material Elétrico, Eletrônico um faturamento de R$ 31,2 milhões. Principais produtos
e de Comunicação. que fabrica: regulador de tensão, regulador de velocidade
e regulador integrado de tensão e velocidade, sistemas de
Provolt Tecnologia Eletrônica Ltda. – Situa-se no municí- automação e proteção, painéis elétricos e serviços espe-
pio de Blumenau e atualmente conta com 38 colaboradores. cializados para o controle da geração de energia elétrica.
Em 2009 seu faturamento chegou a R$ 3,5 milhões, com um A empresa ocupa a terceira colocação no ranking nacional

61
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

em seu setor de atuação. Atende a todo mercado das Amé- laboradores. No ano de 2009 produziu 778 kits (unidades/
ricas e possui escritórios nos Estados Unidos. Desenvolve licenças), gerando um faturamento de R$ 7,6 milhões. Atua
tecnologia própria em um processo de constante inova- no desenvolvimento e comercialização de software para en-
ção,  através de parceria com a UFSC e apoio do Bndes, genharia.
Finep e Fapesc.
Outras – ATMC Automação e Comunicação Ltda., Pixeon
MN Tecnologia e Treinamento Ltda. – Localiza-se em Floria- Comércio e Desenvolvimento de Software Ltda., Procel Infor-
nópolis, onde emprega 18 funcionários. Em 2009 a empresa mática, ALTOQI – S3 Eng. Tecnologia Aplicada à Engenharia
atingiu um faturamento de R$ 1,2 mil atuando na capacitação S/A, Specto Painéis Eletrônicos Ltda., Digicart Ind. e Com.
de 2.285 profissionais de todo o Brasil. Principais serviços: Qi- de Circuitos Impressos Ltda., Abirush Automação e Sistemas
Sat - canal de e-learning da engenharia - www.qisat.com.br, Ltda., Selgron Industrial Ltda., Reason Tecnologia S/A, CSP
QiTec - cursos e palestras presenciais dos software AltoQi – Controle e Automação Ltda., Floripa Tecnologia Indústria
e representação comercial dos software AltoQi para órgãos e Comércio Ltda., Contronics Automação Ltda., Ilha Service
públicos. Destaca-se no mercado por ser a única empresa Serviços de Informática Ltda.
que desenvolve e comercializa cursos presenciais e a dis-
tância dirigidos exclusivamente a engenheiros do segmento
de projetos prediais de todo o Brasil. Construção Civil

Automatiza Ind. e Com. de Equipamentos Eletrônicos Obraservice Engenharia e Consultoria Ltda. – Instalada
Ltda. – Concentra suas atividades no município de Palho- no município de Blumenau, onde conta com 15 colaborado-
ça, empregando 60 funcionários. No ano de 2009 obteve res diretos e 1.500 terceirizados. No ano de 2009 construiu
um faturamento de R$ 6 milhões e um volume de produção 7.850 m², gerando R$ 3,2 milhões de faturamento. Tem co-
de 60 mil unidades. Dentre seus principais produtos desta- mo principal segmento de atuação as edificações, pontes e
cam-se controles de acesso, fechaduras eletromagnéticas, indústrias. A empresa destaca-se por possuir a certificação
fontes de alimentação e catracas. A empresa destaca-se PBQPH (Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade
por ser a principal fabricante de fechaduras eletromagné- do Habitat).
ticas do Brasil.
Camilo & Ghisi Ltda. – Localizada no município de Tubarão,
Automatisa Sistemas Ltda. – Empresa localizada em São onde conta com 300 funcionários diretos e 100 terceirizados.
José, conta com 56 colaboradores. Em 2009, completou oi- Seu principal segmento de atuação são as edificações. No
to anos de atividades, registrou um faturamento de R$ 9,4 ano de 2009 obteve um faturamento de R$ 11,9 milhões e
milhões e um volume de produção de 100 unidades. Com construiu 31,4 mil m².
o foco no desenvolvimento e fabricação de equipamentos
inteligentes para corte e gravação a laser, a Automatisa é a Frechal Construções e Incorporações Ltda. – Localizada
pioneira no Brasil no segmento de baixa potência (até 200 na cidade de Blumenau, onde conta com 32 colaborado-
W) e líder no mercado no segmento de equipamentos laser res diretos e 150 terceirizados. Atua na área de edificações
para as indústrias de confecções e vestuário. A empresa atua No ano de 2009 obteve um faturamento de R$ 20 milhões,
fortemente com inovação, tendo nos últimos anos depositado e construiu 34 mil m². A empresa distribuiu, nesse mesmo
três patentes e mais de 30% de seu faturamento está volta- ano, cerca de 7.000 mudas de árvores e folhetos educativos
do à PD&I. As máquinas de corte e gravação a laser já são em escolas públicas e particulares, incluindo palestras de
reconhecidas na Ámerica Latina e Europa. Além dos equipa- sustentabilidade.
mentos, oferece também uma série de soluções para atuar
de forma compartilhada com seus clientes. Foi contemplada Macodesc Material de Construção Ltda. – Situada na ci-
com o Prêmio Finep de Inovação Tecnológica Regional Sul dade de São Miguel do Oeste, conta com 93 funcionários
2007 na categoria Pequena Empresa, e com o Prêmio Anpro- diretos e 150 terceirizados. Seus principais segmentos de
tec 2008 na categoria Melhor Empresa Incubada. atuação são edificações comerciais, residenciais, industriais
e obras públicas. No ano de 2009 a empresa registrou um
S3 Eng. Tecnologia Aplicada à Engenharia S/A – Locali- faturamento de R$ 9,5 milhões e um volume em construção
zada no município de Florianópolis, onde emprega 82 co- de 50,4 mil m².

62
Perfil das Indústrias

Bolfe Engenharia e Construção Ltda. – Situada na ci- AMV Incorporações Ltda. – Empresa situada no município
dade de São Miguel do Oeste, emprega 44 funcionários de Blumenau e região, onde conta com dois funcionários
diretos e três terceirizados. Em 2009 a empresa registrou diretos e 5 terceirizados. Trabalha com edificações e lotea-
uma produção de 1,9 mil m² e um faturamento de R$ 1,9 mentos. Em 2009 obteve um faturamento de R$ 750 mil.
milhão. Seus principais segmentos são as edificações/
incorporações. Incorporadora de Imóveis Tropical Ltda. – Situada no
município de Blumenau, onde conta com cinco funcioná-
IARA Empreendimento Imobiliários Ltda. – Localizada na rios diretos e 20 terceirizados. Trabalha na área de edi-
cidade de Florianópolis, conta com dois colaboradores dire- ficações. No ano de 2009 obteve um faturamento de R$
tos e 180 terceirizados. Seus principais segmentos de atua- 1,5 milhão.
ção são edificações, condomínios multifamiliares. No ano de
2009, a empresa obteve um faturamento de R$ 2 milhões e Conak Construções e Empreendimentos Ltda. – Instalada
um volume de produção de 3.500 m². no município de São Miguel do Oeste, conta com 135 cola-
boradores. Constrói unidades comerciais e residenciais. No
Haacke Empreendimentos Imobiliários Ltda. – Empresa ano de 2009 obteve um faturamento de R$ 12,8 milhões e
localizada no município de Balneário Camboriú, onde conta um volume de produção aproximado de 8.500 m².
com 110 colaboradores diretos e cinco terceirizados. No ano
de 2009 produziu 9,8 mil m² e obteve um faturamento de R$ Sermontec Construção Civil e Serviços de Montagens
5,4 milhões. Tem como principal segmento de atuação incor- Técnicas Ltda. – Situa-se no município de Blumenau, on-
poração de imóveis. Está inserida no PBQPH. de conta com 29 colaboradores diretos. No ano de 2009
seu faturamento foi de R$ 781,2 mil, com um volume de
Concrebloc Ind. e Com. de Artefatos de Cimento Ltda. – produção de 120 mil m². Dentre seus principais segmentos
Localizada no município de Lages, emprega 18 colaborado- de atuação destacam-se: universidades, shopping, igreja,
res. Atua na produção de pré-moldados de concreto, como hospital, centro clínico, supermercado, lojas, indústrias e
lajes, tubos, paver, blocos e outros. No ano de 2009 obteve empresas, portos, centro comerciais, centro de eventos,
um faturamento de R$ 1,5 milhão. construtoras, cinemas etc. Além de Santa Catarina, a em-
presa atua em outros estados como São Paulo, Paraná e
Pré-Moldados Artelaje Ltda. – Situa-se na cidade de Gua- Mato Grosso do Sul.
raciaba, onde emprega 74 funcionários diretos e cinco ter-
ceirizados. No ano de 2009 obteve um faturamento de R$ 5 Castelo Engenharia, Consultoria e Administração Ltda. –
milhões. Seu principal segmento de atuação é na produção Está situada no município de Blumenau, onde emprega cin-
de pré-moldados em concreto (estruturas pré-fabricadas co colaboradores diretos e 110 terceirizados. Seu principal
para pavilhões, lajes treliçadas, blocos e pisos intertravados segmento de atuação é administração de obras. Em 2009
de concreto, postes de concreto para redes elétricas e te- construiu 3 mil metros quadrados.
lefonia e outros artefatos de cimento de menor porte). Além
de Santa Catarina, a empresa possui unidades nos estados Acital IsolamentosTérmicos e Acústicos Ltda. – Concen-
do Rio Grande do Sul e Paraná. Neste, obteve a cetificação tra suas atividades no município de Blumenau, onde conta
de qualidade do Qualicert, na área de postes de concreto com oito colaboradores diretos e dois terceirizados. Seus
para redes elétricas padrão Copel. principais segmentos de atuação são material para isola-
mento térmico industrial e comercial, isolamento acústico,
Profor Construtora e Incorporadora Ltda. – Instalada no drywall e vedação de telhados. Em 2009, a empresa obteve
município de Itapema, emprega 40 funcionários diretos. Atua um faturamento de R$ 2,6 milhões.
no segmento de edificações. No ano de 2009 obteve um
faturamento de R$ 2,3 milhões e um volume de produção Acistop Construção Civil Ltda. – Instalada na cida-
de 6,7 mil m². de de Blumenau, emprega 20 colaboradores diretos e
10 terceirizados. Possui mão de obra especializada em
Prandi Construção Civil Ltda. – Localizada na cidade de isolamento térmico industrial e comercial e isolamente
Lages, emprega 12 funcionários diretos e cinco terceirizados. acústico. No ano de 2009 obteve um faturamento de
Produz estruturas de concreto e obras industriais. R$ 1,3 milhão.

63
SANTA
SANTACATARINA
CATARINA Perfil das Indústrias
EM
EMDADOS
DADOS 2010
2010

Construtora e Incorporadora J A Russi Ltda. – Está insta- Outras – Seta Engenharia S/A, Embraed Empresa Brasileira
lada na cidade de Itapema onde emprega 90 colaboradores de Edificações Ltda., Construtora Fontana Ltda., Criciúma
diretos e 30 terceirizados. No ano de 2009 a empresa cons- Construções Ltda., CBEMI Construtora Brasileira e Minera-
truiu 20 mil m² e obteve um faturamento de R$ 12 milhões. dora Ltda., Construtora Ece Ltda., SETEP Construções Ltda.,
Atua no segmento de edificações. Hantei Construções e Incorporações Ltda., Açotec Enge-
nharia e Construções S/A, Construtora Fetz Ltda., Carlessi
Athena Construções Ltda. – Concentra suas atividades no Engenharia Comércio e Construções Ltda., Cosate Cons-
município de Tubarão, onde emprega 30 colaboradores di- truções Saneamento e Engenharia Ltda., Corbetta Cons-
retos e 30 terceirizados. Atua no segmento de edificações. truções e Empreendimentos Imobiliários, Planecon Plane-
Em 2009 produziu 9,8 mil m² e faturou R$ 1,7 milhão. A em- jamento e Construções Ltda., Beco-Castelo Construtora e
presa se destaca por ter a certificação ISO 9001:2008 e pelo Incorporadora de Imóveis, Scala Engenharia e Construção
PBQP-H nível A. Ltda., Planaterra Terraplenagem e Pavimentação Ltda., Em-
preendimentos Imobiliários Zita Ltda., Cepar Construção
Construtora Realce Ltda. – Está instalada na cidade de São e Comércio Ltda., BJS Construções e Empreendimentos
José do Cedro, onde emprega cinco colaboradores diretos Ltda., Mendes e Sibara Engenharia Ltda., Construtora Oli-
e quatro terceirizados. No ano de 2009 a empresa construiu veira Ltda., Construtora Azza Ltda., JCV Construção e In-
600 m² e obteve um faturamento de R$ 300 mil. Atua no seg- corporação Ltda., Presul Pré-Moldados de Concreto Ltda.,
mento de edificações. Prosil Assessoria Projetos e Construções Ltda., Astor Kist
& Cia. Ltda., Jat Engenharia e Construções Ltda., D’Marco
Construtora Stein Ltda. – Está situada no município de Empreendimentos Imobiliários Ltda., Dellagnelo Constru-
Blumenau, onde possui 85 colaboradores diretos e 174 tora e Incorporadora Ltda., Koerich Holding Ltda., Etaplan
terceirizados. No ano de 2009 a empresa obteve um fa- Engenharia & Construção Ltda., Rosecon J. R. Empreendi-
turamento de R$ 33,4 milhões. Atua no segmento de edi- mentos Imobiliários Ltda.
ficações industriais, comerciais, residenciais e obras de
arte. Além de Santa Catarina, a empresa atua nos esta-
dos do Rio de Janeiro e no Paraná. Destaca-se pelo Gran
Prix da Construção Troféu Emílio Baumgart; 500 Grandes
na Construção – Revista “O Empreiteiro”; Top Of Mind;
PBQP-H Certificado em 2000, além de destaques empre-
sariais e profissionais.

Piastra Construção e Incorporação Ltda. – Localizada na


cidade de Blumenau, onde conta com oito colaboradores
diretos e 300 terceirizados. No ano de 2009 seu faturamento
foi de R$ 12 milhões, com um volume de produção de 26 mil
m². Pode-se citar como principal segmento de atuação as
edificações habitacionais. A empresa se destaca por pos-
suir nível A PBQP-H.

64
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

População e Área
População e Área

TABELA 01
População estimada, área e densidade demográfica nos municípios catarinenses em 2009
Regiões e municípios População residente em Área (km2) Densidade
1º de julho de 2009 Demográfica1
(hab/km2 )
SANTA CATARINA 6.118.743 95.346,1 64
1 - Oeste Catarinense 1.198.990 27.365,7 44
1.1 São Miguel do Oeste 177.497 4.242,2 42
Anchieta 6.683 228,6 29
Bandeirante 3.095 146,3 21
Barra Bonita 2.120 93,5 23
Belmonte 2.790 93,6 30
Descanso 8.898 285,6 31
Dionísio Cerqueira 15.399 377,7 41
Guaraciaba 10.857 330,6 33
Guarujá do Sul 4.870 100,6 48
Iporã do Oeste 8.405 202,4 42
Itapiranga 16.015 280,1 57
Mondaí 9.515 201,0 47
Palma Sola 8.145 331,8 25
Paraíso 4.200 178,6 24
Princesa 2.687 86,2 31
Riqueza 5.126 190,3 27
Romelândia 5.760 223,7 26
Santa Helena 2.484 81,0 31
São João do Oeste 6.269 163,7 38
São José do Cedro 14.155 279,6 51
São Miguel do Oeste 35.249 234,4 150
Tunápolis 4.775 132,9 36
1.2 Chapecó 402.987 6.045,9 67
Águas de Chapecó 6.354 139,1 46
Águas Frias 2.641 75,1 35
Bom Jesus do Oeste 2.065 67,9 30
Caibi 6.392 171,7 37
Campo Erê 9.737 478,7 20
Caxambu do Sul 4.963 140,6 35
Chapecó 174.187 624,3 279
Cordilheira Alta 3.531 83,8 42
Coronel Freitas 10.520 234,2 45
Cunha Porã 11.079 220,3 50
Cunhataí 1.948 54,5 36
Flor do Sertão 1.700 58,7 29
continua...

66
População e Área

Regiões e municípios População residente em Área (km2) Densidade


1º de julho de 2009 Demográfica1
(hab/km2 )
Formosa do Sul 2.683 99,6 27
Guatambu 4.610 204,7 23
Iraceminha 4.328 164,4 26
Irati 2.033 69,8 29
Jardinópolis 1.881 68,1 28
Maravilha 23.099 169,4 136
Modelo 3.862 92,7 42
Nova Erechim 4.381 64,4 68
Nova Itaberaba 4.222 137,6 31
Novo Horizonte 2.954 151,7 19
Palmitos 16.596 350,7 47
Pinhalzinho 15.692 128,3 122
Planalto Alegre 2.767 62,6 44
Quilombo 11.259 279,3 40
Saltinho 4.178 156,5 27
Sta. Terezinha do Progresso 3.062 119,0 26
Santiago do Sul 1.443 73,6 20
São Bernardino 2.633 145,0 18
São Carlos 10.938 159,0 69
São Lourenço do Oeste 23.015 369,5 62
São Miguel da Boa Vista 2.026 71,9 28
Saudades 8.929 205,6 43
Serra Alta 3.277 90,4 36
Sul Brasil 3.150 112,7 28
Tigrinhos 1.768 57,4 31
União do Oeste 3.084 93,1 33
1.3 Xanxerê 151.240 4.805,9 31
Abelardo Luz 16.899 955,4 18
Bom Jesus 2.427 63,6 38
Coronel Martins 2.583 107,4 24
Entre Rios 3.104 105,2 30
Faxinal dos Guedes 10.585 339,6 31
Galvão 3.444 121,9 28
Ipuaçu 6.881 261,4 26
Jupiá 2.185 91,7 24
Lajeado Grande 1.485 65,9 23
Marema 2.275 103,6 22
Ouro Verde 2.179 189,3 12
Passos Maia 4.555 614,4 7
Ponte Serrada 11.724 564,0 21
São Domingos 9.611 383,7 25
Vargeão 3.685 166,5 22
Xanxerê 42.174 377,6 112
Xaxim 25.444 294,7 86
1.4 Joaçaba 322.199 9.136,1 35
Água Doce 6.959 1.313,0 5
Arroio Trinta 3.638 94,3 39
Caçador 70.720 981,9 72
Calmon 4.265 639,5 7
continua...

67
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Regiões e municípios População residente em Área (km2) Densidade


1º de julho de 2009 Demográfica1
(hab/km2 )
Capinzal 18.996 334,0 57
Catanduvas 9.119 198,0 46
Erval Velho 4.195 207,7 20
Fraiburgo 36.469 546,2 67
Herval d´Oeste 19.323 222,4 87
Ibiam 2.060 147,3 14
Ibicaré 3.458 150,5 23
Iomerê 2.643 114,7 23
Jaborá 4.129 191,1 22
Joaçaba 25.322 232,4 109
Lacerdópolis 2.266 68,5 33
Lebon Régis 12.134 940,7 13
Luzerna 5.528 116,8 47
Macieira 1.787 260,0 7
Matos Costa 2.826 432,1 7
Ouro 7.231 206,2 35
Pinheiro Preto 3.048 65,7 46
Rio das Antas 6.237 317,2 20
Salto Veloso 4.367 105,0 42
Tangará 8.611 389,2 22
Treze Tílias 6.004 185,2 32
Vargem Bonita 4.279 298,6 14
Videira 46.585 377,9 123
1.5 Concórdia 145.067 3.135,6 46
Alto Bela Vista 2.071 103,6 20
Arabutã 4.048 132,2 31
Arvoredo 2.241 90,7 25
Concórdia 70.393 797,3 88
Ipira 4.771 150,3 32
Ipumirim 7.400 247,0 30
Irani 9.754 321,6 30
Itá 6.552 165,5 40
Lindoia do Sul 4.662 195,0 24
Paial 1.830 85,8 21
Peritiba 2.977 96,4 31
Piratuba 4.446 145,7 31
Presidente Castello Branco 1.779 76,9 23
Seara 17.827 312,5 57
Xavantina 4.316 215,1 20
2 Norte Catarinense 1.187.158 15.937,5 74
2.1 Canoinhas 247.489 9.420,1 26
Bela Vista do Toldo 6.145 534,6 11
Canoinhas 54.645 1.144,8 48
Irineópolis 10.748 591,3 18
Itaiópolis 20.551 1.295,3 16
Mafra 52.933 1.404,2 38
Major Vieira 7.675 526,0 15
Monte Castelo 8.328 561,7 15
Papanduva 17.670 759,8 23
continua...

68
População e Área

Regiões e municípios População residente em Área (km2) Densidade


1º de julho de 2009 Demográfica1
(hab/km2 )
Porto União 33.408 851,2 39
Santa Terezinha 9.363 716,2 13
Timbó Grande 7.315 596,9 12
Três Barras 18.708 438,1 43
2.2 São Bento do Sul 132.860 1.900,1 70
Campo Alegre 11.713 496,1 24
Rio Negrinho 44.633 908,4 49
São Bento do Sul 76.514 495,6 154
2.3 Joinville 806.809 4.617,3 175
Araquari 23.080 401,8 57
Balneário Barra do Sul 7.791 110,4 71
Corupá 13.380 405,0 33
Garuva 14.281 501,4 28
Guaramirim 31.910 268,1 119
Itapoá 11.489 257,2 45
Jaraguá do Sul 139.017 532,6 261
Joinville 497.331 1.130,9 440
Massaranduba 14.500 373,3 39
São Francisco do Sul 40.030 492,8 81
Schroeder 14.000 143,8 97
3 Serrana 421.210 22.231,9 19
3.1 Curitibanos 121.865 6.505,9 19
Abdon Batista 2.805 235,6 12
Brunópolis 2.943 335,5 9
Campos Novos 29.133 1.659,6 18
Curitibanos 39.045 952,3 41
Frei Rogério 2.673 157,8 17
Monte Carlo 9.144 162,8 56
Ponte Alta 5.228 566,8 9
Ponte Alta do Norte 3.677 401,0 9
Santa Cecília 15.928 1.145,3 14
São Cristóvão do Sul 5.087 349,0 15
Vargem 3.187 350,1 9
Zortéa 3.015 190,1 16
3.2 Campos de Lages 299.345 15.726,0 19
Anita Garibaldi 9.191 588,6 16
Bocaina do Sul 3.128 496,3 6
Bom Jardim da Serra 4.383 935,2 5
Bom Retiro 8.594 1.055,5 8
Campo Belo do Sul 8.212 1.027,4 8
Capão Alto 3.358 1.335,3 3
Celso Ramos 2.720 207,4 13
Cerro Negro 4.045 416,8 10
Correia Pinto 14.842 651,6 23
Lages 167.805 2.644,3 63
Otacílio Costa 16.587 846,6 20
Painel 2.357 742,1 3
Palmeira 2.456 292,2 8
Rio Rufino 2.518 282,6 9
continua...

69
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Regiões e municípios População residente em Área (km2) Densidade


1º de julho de 2009 Demográfica1
(hab/km2 )
São Joaquim 25.122 1.885,6 13
São José do Cerrito 10.624 946,2 11
Urubici 10.825 1.019,2 11
Urupema 2.578 353,1 7
4 Vale do Itajaí 1.439.792 13.102,2 110
4.1 Rio do Sul 203.485 5.267,4 39
Agronômica 4.925 135,9 36
Aurora 5.560 206,9 27
Braço do Trombudo 3.419 89,7 38
Dona Emma 3.583 181,0 20
Ibirama 17.469 246,7 71
José Boiteux 5.054 405,5 12
Laurentino 5.757 79,5 72
Lontras 9.660 198,4 49
Mirim Doce 2.583 336,3 8
Pouso Redondo 14.510 359,5 40
Presidente Getúlio 14.392 295,6 49
Presidente Nereu 2.324 224,7 10
Rio do Campo 6.135 506,2 12
Rio do Oeste 7.033 245,6 29
Rio do Sul 59.962 258,4 232
Salete 7.737 179,3 43
Taió 17.522 693,0 25
Trombudo Central 6.520 102,8 63
Vitor Meireles 5.756 371,6 15
Witmarsum 3.584 150,8 24
4.2 Blumenau 654.453 4.753,0 138
Apiúna 10.996 493,5 22
Ascurra 6.945 111,7 62
Benedito Novo 10.335 385,4 27
Blumenau 299.416 519,8 576
Botuverá 4.345 303,0 14
Brusque 102.280 283,4 361
Doutor Pedrinho 3.432 375,8 9
Gaspar 55.489 386,4 144
Guabiruba 17.316 173,6 100
Indaial 50.917 430,5 118
Luiz Alves 9.506 260,1 37
Pomerode 26.788 215,9 124
Rio dos Cedros 10.170 555,7 18
Rodeio 11.215 130,9 86
Timbó 35.303 127,3 277
4.3 Itajaí 526.375 1.551,5 339
Balneário Camboriú 102.081 46,5 2.195
Barra Velha 19.861 140,2 142
Bombinhas 13.695 34,5 397
Camboriú 57.793 214,5 269
Ilhota 12.149 253,4 48
Itajaí 172.081 289,3 595
continua...

70
População e Área

Regiões e municípios População residente em Área (km2) Densidade


1º de julho de 2009 Demográfica1
(hab/km2 )
Itapema 36.629 59,0 621
Navegantes 57.324 111,5 514
Penha 22.263 58,8 379
Piçarras 14.845 99,1 150
Porto Belo 14.228 92,8 153
São João do Itaperiú 3.426 151,9 23
4.4 Ituporanga 55.479 1.530,3 36
Agrolândia 9.661 207,1 47
Atalanta 3.402 94,5 36
Chapadão do Lageado 2.882 124,5 23
Imbuia 5.738 121,9 47
Ituporanga 21.496 337,0 64
Petrolândia 6.188 306,2 20
Vidal Ramos 6.112 339,1 18
5 Grande Florianópolis 960.660 6.999,4 137
5.1 Tijucas 88.225 2.127,6 41
Angelina 5.396 499,9 11
Canelinha 10.168 151,4 67
Leoberto Leal 3.674 291,2 13
Major Gercino 2.869 285,7 10
Nova Trento 12.025 402,1 30
São João Batista 24.419 220,7 111
Tijucas 29.674 276,6 107
5.2 Florianópolis 848.224 2.488,6 341
Antônio Carlos 7.466 229,1 33
Biguaçu 56.395 324,5 174
Florianópolis 408.161 433,3 942
Governador Celso Ramos 12.704 93,1 136
Palhoça 130.878 394,7 332
Paulo Lopes 7.255 450,4 16
Santo Amaro da Imperatriz 18.436 310,7 59
São José 201.746 113,2 1.782
São Pedro de Alcântara 5.183 139,6 37
5.3 Tabuleiro 24.211 2.383,2 10
Águas Mornas 4.503 360,8 12
Alfredo Wagner 10.274 732,3 14
Anitápolis 3.267 542,4 6
Rancho Queimado 2.893 286,4 10
São Bonifácio 3.274 461,3 7
6 Sul Catarinense 910.933 9.709,4 94
6.1 Tubarão 372.145 4.657,8 80
Armazém 7.650 173,5 44
Braço do Norte 29.317 221,3 132
Capivari de Baixo 21.059 53,2 396
Garopaba 16.710 114,7 146
Grão Pará 6.278 328,1 19
Gravatal 10.793 168,5 64
Imaruí 11.677 542,2 22
Imbituba 38.882 184,8 210
continua...

71
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Regiões e municípios População residente em Área (km2) Densidade


1º de julho de 2009 Demográfica1
(hab/km2 )
Jaguaruna 16.418 329,5 50
Laguna 51.691 440,5 117
Orleans 21.731 549,8 40
Pedras Grandes 4.515 171,8 26
Rio Fortuna 4.648 300,3 15
Sangão 11.121 83,1 134
Santa Rosa de Lima 2.103 203,0 10
São Ludgero 10.951 107,6 102
São Martinho 3.281 224,5 15
Treze de Maio 6.791 161,1 42
Tubarão 96.529 300,3 321
6.2 Criciúma 362.890 2.089,4 174
Cocal do Sul 15.229 71,2 214
Criciúma 188.557 235,6 800
Forquilhinha 21.928 181,9 121
Içara 57.103 292,8 195
Lauro Müller 14.173 270,5 52
Morro da Fumaça 16.128 82,9 195
Nova Veneza 13.177 293,6 45
Siderópolis 12.967 262,7 49
Treviso 3.692 157,7 23
Urussanga 19.936 240,5 83
6.3 Araranguá 175.898 2.962,2 59
Araranguá 59.537 303,8 196
Balneário Arroio do Silva 8.808 93,8 94
Balneário Gaivota 7.959 147,7 54
Ermo 1.857 63,9 29
Jacinto Machado 11.051 428,7 26
Maracajá 6.185 63,4 98
Meleiro 7.063 186,6 38
Morro Grande 2.775 256,5 11
Passo de Torres 5.690 95,1 60
Praia Grande 7.318 278,6 26
Santa Rosa do Sul 8.241 151,4 54
São João do Sul 7.174 182,7 39
Sombrio 25.553 142,7 179
Timbé do Sul 5.260 333,4 16
Turvo 11.427 233,9 49
Fonte: IBGE
Cálculo feito com base nas colunas anteriores.
Obs.: 293 municípios, 6 regiões e 20 microrregiões.

72
População e Área

Fonte: IBGE

TABELA 02
Área e população residente em Santa Catarina por situação do domicílio e sexo em 2008
Discriminação SC BR %
SC/BR
Área (km2) 95.442 8.547.403 1,12
População residente (mil pessoas) 6.091 189.953 3,21
Urbana 5.031 159.094 3,16
Rural 1.061 30.858 3,44
Homens 2.989 92.433 3,23
Mulheres 3.102 97.520 3,18
Fonte: IBGE/PNAD e SPG
Obs: em julho de 2010 ainda não disponível a PNAD de 2009

TABELA 03
Participação da população economicamente ativa (PEA) na população residente de Santa Catarina,
com 10 anos ou mais, em 2008
População %
com 10 anos ou mais PEA/Resid.
Especificação (Mil pessoas)
Residente Economicamente
ativa
TOTAL 5.796 3.442 59,39
Urbana 4.796 2.785 58,07
Rural 1.000 657 65,70
Homens 2.851 1.920 67,34
Mulheres 2.945 1.522 51,68
Fonte: IBGE/PNAD
Obs: em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2009

73
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 04
Distribuição da população catarinense e brasileira com 10 anos ou mais de idade, por faixa de
rendimento médio mensal em salários mínimos, em 2008
Faixa salarial % da população
Santa Catarina Brasil
Até 1/2 S.M. 2,91 8,11
Mais de 1/2 a 1 S.M. 12,61 16,82
Mais de 1 a 2 S.M. 26,04 21,43
Mais de 2 a 3 S.M. 11,66 8,37
Mais de 3 a 5 S.M. 10,58 6,58
Mais de 5 a 10 S.M. 6,15 4,09
Mais de 10 a 20 S.M. 1,91 1,59
Mais de 20 S.M. 0,56 0,59
Sem rendimento (1) 26,94 31,10
Sem declaração 0,63 1,32
Total 100,00 100,00
Fonte: IBGE/PNAD
(1) Inclui as pessoas que receberam somente em benefícios
Obs: em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2009

TABELA 05
Estados com maiores expectativas de vida em 2001 e 2008
Brasil e estados Anos de idade
2001 2008
Distrito Federal 69,1 75,6
Santa Catarina 71,6 75,5
Rio Grande do Sul 71,8 75,3
Minas Gerais 70,7 74,9
São Paulo 70,2 74,5
Paraná 70,6 74,4
Espírito Santo 70,5 74,0
Mato Grosso do Sul 70,7 74,0
Goiás 69,8 73,6
Rio de Janeiro 67,8 73,4
Mato Grosso 69,5 73,4
Brasil 68,9 73,0
Fonte: IBGE
Obs: em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2009

74
População e Área

TABELA 06
Estados com menores taxas de analfabetismo das pessoas de 15 anos ou mais de idade em 2001 e 2008
Estados e Brasil % de analfabetos
2001 2008
Distrito Federal 5,5 4,0
Amapá 7,1 4,1
Santa Catarina 5,9 4,4
Rio de Janeiro 5,6 4,4
São Paulo 6,0 4,7
Rio Grande do Sul 6,2 5,0
Paraná 8,6 6,6
Mato Grosso do Sul 10,3 8,1
Amazonas 7,7 8,3
Minas Gerais 11,7 8,6
Brasil 12,4 10,0
Fonte: IBGE
Obs: em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2009

TABELA 07
Distribuição dos domicílios catarinenses segundo algumas características em 2008
Discriminação Número Partic. % no
(mil unidades) total de domicílios
Total de domicílios 1.956 100,00
Com abastecimento de água 1.930 98,67
Canalização interna 1.930 98,67
Rede geral 1.544 78,94
Outro 386 19,73
Com esgoto sanitário 1.943 99,34
Rede coletora 551 28,17
Fossa séptica 1.044 53,37
Outro 348 17,79
Com iluminação elétrica 1.952 99,80
Com telefone 1.748 89,37
Somente celular 693 35,43
Somente fixo 158 8,08
Celular e fixo 897 45,86
Com microcomputador 848 43,35
Com acesso à internet 655 33,49
Fonte: IBGE/PNAD
Obs: em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2009

75
SANTA CATARINA
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010
EM DADOS 2010
Carvão Mineral e Cimento
Carvão Mineral e Cimento

Carvão Mineral e Cimento

TABELA 08
Produção de carvão mineral bruto (ROM) de 2007 a 2009
Estados Produção ROM (t)
2007 2008 2009
Santa Catarina 7.228.895 9.522.597 8.208.063
Rio Grande do Sul 4.507.268 4.881.637 4.585.050
Paraná 408.401 415.227 351.930
Brasil 12.144.564 14.819.461 13.145.043
SC/Brasil (%) 59,52 64,26 62,44
Ranking de SC 1º 1º 1º
Fonte: SIECESC e ABCM

TABELA 09
Produção de carvão mineral energético (vendável) de 2007 a 2009
Estados Produção (t)
2007 2008 2009
Santa Catarina 2.777.962 3.091.529 2.777.116
Rio Grande do Sul 3.138.390 3.335.374 3.077.343
Paraná 82.002 91.830 92.905
Brasil 5.998.354 6.518.733 5.947.364
SC/Brasil (%) 46,31 47,43 46,69
Ranking de SC 2º 2º 2º
Fonte: SIECESC e ABCM

76
Carvão Mineral e Cimento

TABELA 10
Consumo de carvão em 2008 e 2009
Estados Consumo (t)
2008 2009
Santa Catarina 3.185.491 2.637.321
Paraná 91.830 92.905
Rio Grande do Sul 3.510.434 3.057.107
Total Região Sul 6.787.755 5.787.333
SC/Região Sul (%) 46,93 45,57
Fonte: SIECESC e ABCM

TABELA 11
Consumo de cimento portland em 2008 e 2009
Estados Consumo em mil toneladas
2008 2009 ¹
Santa Catarina 2.654 2.660
Paraná 3.001 3.104
Rio Grande do Sul 2.719 2.712
Ajustes 2 180 240

Total Região Sul ajustada 8.554 8.716


Total Brasil 51.489 51.670
SC/Região Sul (%) 31,03 30,52
Fonte: Sindicato Nacional da Indústria do Cimento
1 Dados preliminares sujeitos a revisão
2 Inclui estimativa do cimento despachado no país por misturadores e fábricas integradas não associadas e importação

TABELA 12
Produção de cimento portland em 2008 e 2009
Estados Produção em mil toneladas
2008 2009 1
Santa Catarina 406 364
Paraná 5.313 5.332
Rio Grande do Sul 2.034 1.940
Ajustes 2 180 240
Total Região Sul 7.933 7.876
Total Brasil 51.884 51.480
SC/Região Sul (%) 5,12 4,62
Fonte: Sindicato Nacional da Indústria do Cimento
1 Dados preliminares sujeitos a revisão
2 Inclui estimativa do cimento produzido no país por misturadores e fábricas integradas não associadas

77
SANTA CATARINA
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010
EM DADOS 2010
Produção Agrícola e Extração Vegetal
Produção Agrícola e Extração Vegetal

Produção Agrícola e Extração Vegetal

TABELA 13
Produção agrícola catarinense, safras 2008/2009 e 2009/2010
Área plantada (ha) Produção (t)
Produto 08/09 09/10 Variação 08/09 09/10 Variação
% %
Alho 1.577 1.425 -9,6 11.553 12.610 9,1
Arroz 148.900 150.447 1,0 1.034.216 1.043.101 0,9
Banana (1) 32.178 30.553 -5,1 665.448 655.636 -1,5
Batata 1ª safra 6.679 5.327 -20,2 120.562 81.955 -32,0
Batata 2ª safra 1.712 - - 30.314 - -
Cebola 21.271 21.789 2,4 454.348 463.452 2,0
Feijão 1ª safra 89.500 61.704 -31,1 131.386 145.727 10,9
Feijão 2ª safra 39.613 31.915 -19,4 47.139 42.297 -10,3
Fumo 125.557 126.500 0,8 247.758 245.000 -1,1
Maçã (1) 19.817 19.626 -1,0 622.501 650.000 4,4
Mandioca (1) 31.025 29.971 -3,4 568.849 550.818 -3,2
Milho 648.509 586.536 -9,6 3.265.243 3.772.197 15,5
Soja 385.418 440.479 14,3 993.993 1.393.563 40,2
Tomate 2.464 2.736 11,0 154.268 182.475 18,3
Trigo 122.937 120.148 -2,3 275.195 304.535 10,7
Fonte: IBGE/GCEA/SC/LSPA (maio de 2010)
(1) A área é a destinada à colheita no ano.

TABELA 14
Comparativo da safra 2009 catarinense com a nacional, segundo os principais produtos
Produção obtida (mil t) Posição de SC
Produto BR % sobre o BR
SC/BR safra 2009
Alho 88,19 14,46 4º
Arroz 12.609,06 8,2 2º
Banana 7.105,37 8,78 3º
Batata 3.452,45 4,37 7º
Cebola 1.373,28 33,08 1º
Feijão 3.478,78 5,13 7º
Fumo 856,58 28,92 2º
Maçã 1.220,50 51,00 1º
Mandioca 26.613,73 2,14 13º
Milho 51.041,63 6,4 7º
Soja 57.036,67 1,74 9º
Tomate 4.184,82 4,36 7º
Trigo 4.942,94 5,73 3º
Uva 1.345,72 5,02 6º
Fonte: IBGE, LSPA (out/09 e mar/10)

78
Produção Agrícola e Extração Vegetal

TABELA 15
Produção das principais culturas de extração vegetal catarinenses em 2007 e 2008 (Alimentícios)
Produto 2007 2008
SC BR % SC/BR SC BR % SC/BR
Erva-Mate (cancheada)
Quantidade (t) 40.559 225.957 17,95 39.637 219.773 18,04
Valor (R$ mil) 14.264 87.667 16,27 14.806 102.635 14,43
Pinhão 
Quantidade (t) 2.137 4.887 43,73 1.788 4.768 37,50
Valor (R$ mil) 2.367 5.473 43,25 2.527 6.229 40,57
Fonte: IBGE
Obs: em julho de 2010 ainda não estavan disponíveis os dados de 2009

TABELA 16
Produção dos principais produtos da extração vegetal catarinense em 2007 e 2008 (Madeiras)
Produto 2007 2008
SC BR % SC/BR SC BR % SC/BR
Carvão Vegetal
Quantidade (t) 6.874 2.530.425 0,27 4.885 2.221.990 0,22
Valor (R$ mil) 3.024 836.481 0,36 2.499 870.217 0,29
Lenha 
Quantidade (m3) 2.017.412 43.910.054 4,59 1.803.183 42.117.639 4,28
Valor (R$ mil) 54.335 555.032 9,79 54.857 568.836 9,64
Madeira em Tora 
Quantidade (m3) 142.763 16.388.609 0,87 125.655 14.127.359 0,89
Valor (R$ mil) 8.523 1.801.065 0,47 8.066 1.822.383 0,44
Fonte: IBGE
Obs: em julho de 2010 ainda não estavan disponíveis os dados de 2009

TABELA 17
Produção dos principais produtos da silvicultura catarinense em 2007 e 2008 (Madeiras)
Produto 2007 2008
SC BR % SC/BR SC BR % SC/BR
Carvão Vegetal
Quantidade (t) 8.538 3.806.044 0,22 7.459 3.975.393 0,19
Valor (R$ mil) 4.472 1.585.241 0,28 4.841 2.024.014 0,24
Lenha 
Quantidade (m3) 5.221.508 39.089.275 13,36 5.602.498 42.037.848 13,33
Valor (R$ mil) 140.436 1.112.621 12,62 162.130 1.258.005 12,89
Madeira em Tora 
Quantidade (m3) 15.421.821 105.131.741 14,67 14.479.971 101.261.900 14,30
Valor (R$ mil) 835.036 5.480.764 15,24 854.224 5.423.829 15,75
Para papel e celulose 
Quantidade (m3) 6.676.970 60.964.307 10,95 6.525.163 58.181.842 11,22
Valor (R$ mil) 266.385 2.836.487 9,39 304.797 2.760.266 11,04
Para outras finalidades 
Quantidade (m3) 8.744.851 44.167.434 19,80 7.954.808 43.080.058 18,47
Valor (R$ mil) 568.652 2.644.276 21,51 549.427 2.663.563 20,63
Fonte: IBGE
Obs: em julho de 2010 ainda não estavan disponíveis os dados de 2009

79
SANTA CATARINA Produção Agrícola e Extração Vegetal
EM DADOS 2010

80
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Produção Animal
Produção Animal

Produção Animal

TABELA 18
Abate de aves, suínos e bovinos em Santa Catarina em 2008 e 2009
Discriminação Quantidade abatida (mil unidades)
2008 2009 %
09/08
Aves 892.962 871.155 -2,4
Suínos 8.421 8.569 1,8
Bovinos 364 358 -1,6
Fonte: IBGE - Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
Obs: os dados divulgados são oriundos de estabelecimentos que estão sob inspeção sanitária federal, estadual ou municipal.

TABELA 19
Efetivo animal de Santa Catarina em 2008
Rebanho Número de cabeças em 2008
SC BR %
SC/BR
Bovino 3.864.724 202.287.191 1,91
Suíno 7.846.398 36.819.017 21,31
Equino 101.943 5.541.702 1,84
Bubalino 23.295 1.146.798 2,03
Coelhos 39.128 262.514 14,91
Ovino 256.965 16.628.571 1,55
Galinhas 17.707.255 207.711.504 8,52
Galos, frangos(as) e pintos 159.813.180 994.305.374 16,07
Codornas 204.796 8.978.316 2,28
Caprino 55.995 9.355.220 0,60
Fonte: IBGE
Obs: em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2009.

TABELA 20
Maiores estados produtores de carne suína do Brasil em 2009
Estados Produção Part. %
(mil toneladas) sobre BR
Santa Catarina 752 23,57
Rio Grande do Sul 586 18,37
Paraná 488 15,30
Minas Gerais 375 11,76
Mato Grosso 152 4,76
São Paulo 147 4,61
Goiás 138 4,33
Mato Grosso do Sul 80 2,51
Outros1 472 14,80
Total Brasil 3.190 100,00
Fonte: ABIPECS, Sips, Embrapa e Sindicatos RS e PR
1 Inclusive suinocultura de subsistência
Obs: estimativas

81
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 21
Maiores estados produtores de frango do Brasil em 2008 e 2009
Estados Cabeças abatidas Cabeças abatidas % Partic. %
(2009) (2008) 09/08 2009
Paraná 1.243.245.043 1.222.123.962 1,73 26,03
Santa Catarina 871.155.163 861.453.527 1,13 18,24
Rio Grande do Sul 758.951.412 726.134.564 4,52 15,89
São Paulo 659.382.378 730.527.523 -9,74 13,81
Minas Gerais 363.219.401 321.173.743 13,09 7,60
Goiás 271.309.056 247.197.049 9,75 5,68
Mato Grosso 150.321.936 122.608.053 22,60 3,15
Mato Grosso do Sul 128.614.492 128.315.410 0,23 2,69
Outros 330.034.358 816.022.081 -59,56 6,91
Total Brasil 4.776.233.239 5.175.555.912 -7,72 100,00
Fonte: UBA/ ABEF

82
Produção Animal

TABELA 22
Quantidade produzida dos derivados animais, em Santa Catarina, em 2008
Produtos 2008
SC BR % SC/BR
Leite (1.000 l) 2.125.856 27.579.383 7,71
Lã (kg) 256.317 11.642.072 2,20
Ovos de galinha (1000 dz) 209.522 3.074.447 6,81
Ovos de codorna (1000 dz) 3.195 157.781 2,02
Mel de abelha (Kg) 3.706.463 37.791.909 9,81
Casulos do bicho-da-seda (kg) 950 6.162.034 0,02
Fonte: IBGE
Obs: em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2009.

Tabela 23
Produção de pescado nacional por estado, em 2008 e 2009
Unidades da Federação 2008 2009
Total (t) Pesca Extrativa (t) Aquicultura (t) Total (t)
Marinha Continental Marinha Continental
Brasil 1.156.364,0 585.671,5 239.492,6 78.296,4 337.353,0 1.240.813,4
Acre 4.977,9 0,0 1.568,3 0,0 3.536,2 5.104,5
Amapá 15.281,7 6.869,0 10.391,9 0,0 652,7 17.913,7
Amazonas 79.240,3 0,0 71.109,9 0,0 10.234,7 81.344,6
Pará 151.422,4 90.225,9 42.082,5 246,1 3.673,9 136.228,4
Rondônia 9.247,5 0,0 3.603,4 0,0 8.178,1 11.781,5
Roraima 3.402,3 0,0 396,6 0,0 3.502,5 3.899,1
Tocantins 6.886,9 0,0 1.538,4 0,0 6.004,1 7.542,5
Alagoas 16.372,8 8.815,8 416,4 192,4 7.876,0 17.300,6
Bahia 103.427,2 81.884,0 17.687,0 6.023,1 14.007,7 119.601,7
Ceará 83.152,8 23.345,0 11.549,0 20.515,8 32.812,3 88.222,5
Maranhão 63.032,4 40.561,4 28.152,4 251,8 1.397,8 70.363,4

continua...

83
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Paraíba 11.487,9 8.809,2 1.813,5 1.461,4 1.111,0 13.195,1


Pernambuco 22.085,5 14.722,6 3.348,9 3.518,0 1.887,6 23.477,1
Piauí 10.455,8 2.959,7 1.783,0 1.639,8 3.508,1 9.890,6
Rio Grande do Norte 52.165,0 24.395,6 4.236,6 26.478,1 1.085,7 56.195,9
Sergipe 12.635,8 5.472,7 1.007,7 2.778,7 3.957,1 13.216,2
Espírito Santo 20.068,5 12.843,0 831,6 611,0 5.630,2 19.915,8
Minas Gerais 17.718,7 0,0 8.874,8 0,0 9.934,3 18.809,1
Rio de Janeiro 56.642,7 55.960,1 1.064,1 26,2 4.771,4 61.821,8
São Paulo 79.028,0 27.561,1 10.494,9 142,9 38.503,1 76.702,0
Paraná 30.049,0 5.973,0 1.822,6 1.101,4 30.878,8 39.775,8
Rio Grande do Sul 54.989,1 18.267,4 3.154,5 21,3 47.532,7 68.975,9
Santa Catarina 188.811,1 157.005,9 539,0 13.288,3 36.672,1 207.505,3
Distrito Federal 1.215,2 0,0 282,2 0,0 1.025,9 1.308,1
Goiás 14.716,5 0,0 1.332,2 0,0 15.964,3 17.296,4
Mato Grosso 32.071,7 0,0 5.560,0 0,0 30.510,8 36.070,8
Mato Grosso do Sul 15.779,3 0,0 4.850,9 0,0 12.504,0 17.354,9
Fonte: Ministério da Pesca e Aquicultura

84
Produção Animal

TABELA 24
Produção comercializada de moluscos cultivados em Santa Catarina de 2000 a 2009
Anos Toneladas Variação
% anual
2000 12.126 20,46
2001 12.259 1,10
2002 10.239 -16,48
2003 10.163 -0,74
2004 12.313 21,16
2005 14.176 15,13
2006 14.758 4,11
2007 11.294 -23,47
2008 13.107 16,05
2009 12.462 -4,92
Fonte: EPAGRI / CEDAP
Obs.: moluscos: mexilhões, ostras e vieiras

TABELA 25
Produção comercializada de camarões cultivados em Santa Catarina de 2001 a 2009
Anos Toneladas Variação
% anual
2001 564 -
2002 1.679 197,70
2003 3.442 105,00
2004 4.189 21,70
2005 2.762 -34,07
2006 500 -81,90
2007 344 -31,20
2008 299 -13,08
2009 172 -42,47
Fonte: EPAGRI / CEDAP
Obs.: a redução após 2004 foi decorrente da enfermidade conhecida por mancha branca, o que tirou de operação 82% dos produtores catarinenses.

TABELA 26
Produção pesqueira industrial de SC em 2008 e 2009, por cidades
Cidades kg %
2009 2008 09/08
Itajaí 71.620.792 74.454.344 -3,81
Laguna 14.393.487 11.567.586 24,43
Navegantes 38.217.612 39.263.625 -2,66
Porto Belo 8.617.908 8.826.686 -2,37
Florianópolis* 165.043 243.874 -32,32
TOTAL* 133.014.842 134.356.115 -1,00
Fonte: UNIVALI - SIESPE
*Obs: dados preliminares, pois as estatísticas de Florianópolis ainda não estão completas.

85
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010
Energia
Energia

Energia

TABELA 27
Consumo (vendas) de combustível em SC nos anos 2007, 2008 e 2009
Combustível m3 %
2007 2008 2009 09/08

Gasolina C¹ 1.339.062 1.375.978 1.451.703 5,50


Óleo Diesel 1.867.867 2.002.709 2.001.633 -0,05
Óleo Combustível 163.060 134.814 96.996 -28,05
Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) 439.625 448.969 440.685 -1,85
Querosene de Aviação 62.414 61.177 62.229 1,72
Álcool Hidratado 242.397 376.158 498.650 32,56
Fonte: Distribuidoras de Combustíveis autorizadas pela ANP
1. Dados preliminares

TABELA 28
Consumo de Gás Natural em SC nos anos 2008 e 2009
Discriminação m3/dia %
2008 2009 09/08

Industrial 1.198.998 1.211.874 1,07


Cerâmico 718.920 734.690 2,19
Têxtil 108.370 117.788 8,69
Metalmecânica 215.906 199.129 -7,77
Vidros e Cristais 110.510 108.083 -2,20
Outros 45.292 52.184 15,22
Automotivo (Gás Natural Veicular) 358.701 355.380 -0,93
Comercial 10.184 10.325 1,38
Residencial 206 595 188,83
Total 1.568.090 1.578.174 0,64
Fonte: SCGÁS

TABELA 29
Número de clientes de Gás Natural em Santa Catarina em 2008 e 2009
Discriminação 2008 2009 % 09/08
Industrial 154 177 14,9
Cerâmico 36 41 13,9
Têxtil 22 25 13,6
Metalmecânica 52 62 19,2
Vidros e Cristais 4 4 0,0
Outros 40 45 12,5
Automotivo (Gás Natural Veicular) 107 128 19,6
Comercial 119 163 37,0
Residencial 345 1.177 241,2
Total 725 1.645 126,9
Fonte: SCGÁS

86
Energia

TABELA 30
Consumo de energia elétrica¹ por classe, na área de concessão da Celesc, em 2008 e 2009 (Cativo + Livre)
Classes MWh % Partic.
2008 2009 09/08 % em 2009

Residencial 3.801.333 4.079.451 7,3 22,7


Industrial 8.254.476 7.843.023 -5,0 43,7
Comercial 2.513.779 2.692.731 7,1 15,0
Rural 1.739.058 1.265.416 -27,2 7,1
Poder Público 309.935 317.342 2,4 1,8
Iluminação Pública 447.305 449.814 0,6 2,5
Serviço Público 252.198 256.486 1,7 1,4
Próprio 12.980 12.645 -2,6 0,1
Revenda 416.794 1.028.864 146,9 5,7
TOTAL 17.747.858 17.945.774 1,1 100,0
Fonte: CELESC
1. Energia distribuída

87
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 31
Consumo de energia elétrica na área de concessão da Celesc, por gênero industrial, em 2008 e 2009
(Cativo + Livre)
Gênero MWh 09/08 Particip. %
2008 2009 (%) em 2009
Indústria Extrativa 137.160 130.087 -5,2 1,7
Extração de carvão mineral 90.002 82.900 -7,9 1,1
Extração de petróleo e serviços correlatos 212 259 22,3 0,0
Extração de minerais metálicos 1.112 793 -28,6 0,0
Extração de minerais não metálicos 45.834 46.134 0,7 0,6
Indústria de Transformação 7.919.286 7.496.649 -5,3 95,6
Fabricação de prod. alimentícios e bebidas 1.511.420 1.506.729 -0,3 19,2
Fabricação de produtos do fumo 37.744 40.149 6,4 0,5
Fabricação de produtos têxteis 1.168.540 1.119.469 -4,2 14,3
Confecção de art. do vestuário e acessórios 213.115 211.025 -1,0 2,7
Preparação de couros, art. couro, art. viagem e calçados 27.176 26.753 -1,6 0,3
Fabricação de produtos de madeira 386.433 385.590 -0,2 4,9
Fabricação de celulose e papel 935.682 894.060 -4,4 11,4
Edição, impressão e reprod. de gravações 38.982 39.631 1,7 0,5
Fabric. de coque, refino petróleo, elab. comb. nucleares e prod. álcool 2.606 2.865 9,9 0,0
Fabricação de produtos químicos 181.793 172.389 -5,2 2,2
Fabricação de art. de borracha e plástico 557.343 529.137 -5,1 6,7
Fabricação de prod. de minerais não metálicos 541.328 555.288 2,6 7,1
Metalúrgica básica 765.119 645.551 -15,6 8,2
Fabricação de produtos de metal excl. máq. e equip. 430.302 383.328 -10,9 4,9
Fabricação de máquinas e equipamentos 489.438 425.601 -13,0 5,4
Fabricação de maq. p/ escritório e informática 1.058 938 -11,3 0,0
Fabricação de maq. aparelhos e mat. elétricos 301.753 249.890 -17,2 3,2
Fábricação de material eletrônico e equip. de comun. 12.104 12.815 5,9 0,2
Fabric. de equip. e instrum. médico-hospitalares, óticos, automação 6.513 5.774 -11,3 0,1
Fábric. e mont. veíc. automot., reb.e carrocerias 62.586 55.294 -11,7 0,7
Fabricação de outros equipam. de transporte 10.637 11.569 8,8 0,1
Fabricação de móveis e indústrias diversas 190.052 176.817 -7,0 2,3
Reciclagem 47.563 45.985 -3,3 0,6
Eletricidade, gás e água quente 983 1.014 3,1 0,0
Captação, tratamento e distrib. de água 0 0 - 0,0
Construção 196.977 215.246 9,3 2,7
Total 8.254.407 7.842.996 -5,0 100,0
Fonte: CELESC

TABELA 32
Número de unidades consumidoras de energia elétrica, por classe, na área de concessão da Celesc,
em 2008 e 2009 (Cativo + Livre)
Classes 2008 2009 % 09/08 Partic. % em 2009
Residencial 1.717.734 1.770.126 3,1 77,9
Industrial 70.204 74.576 6,2 3,3
Comercial 175.730 181.205 3,1 8,0
Rural 222.663 226.173 1,6 10,0
Poder Público 17.903 16.987 -5,1 0,7
Iluminação Pública 387 401 3,6 0,0
Serviço Público 2.030 2.085 2,7 0,1
Próprio 378 363 -4,0 0,0
Revenda 6 39 550,0 0,0
TOTAL 2.207.035 2.271.955 2,9 100,0
Fonte: CELESC

88
Energia

TABELA 33
Balanço anual de energia elétrica da Celesc em 2008 e 2009
Discriminação MWh %
2008 2009 09/08
Energia injetada - MWh 19.343.933 19.585.828 1,3
Entrada no sistema de alta tensão > ou = 69 kV 18.904.164 19.113.951 1,1
Entrada no sistema de média e baixa tensão < 69 kV 439.769 471.877 7,3
Energia injetada - celesc Geração¹ 492.667 486.659 -1,2
Energia injetada - outras empresas² 1.453.604 1.568.213 7,9
Energia distribuída para o ACR - MWh 14.729.940 15.797.950 7,3
1-Residencial 3.801.333 4.079.451 7,3
2-Industrial 5.405.802 5.753.110 6,4
3-Comercial 2.456.507 2.634.820 7,3
4-Rural 1.736.370 1.265.416 -27,1
5-Poder Público 309.935 317.342 2,4
6-Iluminação Pública 447.305 449.814 0,6
7-Serviço Público 252.198 256.486 1,7
8-Próprio 12.980 12.645 -2,6
9-Revenda 307.511 1.028.864 234,6
Energia distribuída para o ACL - MWh 3.017.919 2.147.824 -28,8
1-Residencial - - -
2-Industrial 2.848.674 2.089.913 -26,6
3-Comercial 57.272 57.911 1,1
4-Rural 2.688 - -100,0
5-Poder Público - - -
6-Iluminação Pública - - -
7-Serviço Público - - -
8-Próprio - - -
9-Revenda 109.284 - -100,0
Energia distribuída total - MWh 17.747.859 17.945.774 1,1
1-Residencial 3.801.333 4.079.451 7,3
2-Industrial 8.254.476 7.843.023 -5,0
3-Comercial 2.513.779 2.692.731 7,1
4-Rural 1.739.058 1.265.416 -27,2
5-Poder Público 309.935 317.342 2,4
6-Iluminação Pública 447.305 449.814 0,6
7-Serviço Público 252.198 256.486 1,7
8-Próprio 12.980 12.645 -2,6
9-Revenda 416.794 1.028.864 146,9
Perda distribuição - MWh 1.596.074 1.640.054 2,8
Demanda máxima (MWh/h) 3.085 3.354 8,7
Número de UC total 2.207.035 2.237.163 1,4
1-Residencial 1.717.734 1.745.915 1,6
2-Industrial 70.204 73.512 4,7
3-Comercial 175.730 178.467 1,6
4-Rural 222.663 219.394 -1,5
5-Poder Público 17.903 16.987 -5,1
6-Iluminação Pública 387 401 3,6
7-Serviço Público 2.030 2.085 2,7
8-Próprio 378 363 -4,0
9-Revenda 6 39 550,0
Fonte: Celesc
Notas: ¹ - Energia gerada pelas usinas de propriedade da Celesc Geração, já inclusa na Energia injetada - MWh
² - Energia gerada por outros geradores + Copel, já inclusa na Energia injetada - MWh
ACR - Ambiente de contratação regulada
ACL - Ambiente de contratação livre

89
SANTA CATARINA Energia
EM DADOS 2010

TABELA 34
Número de consumidores de energia elétrica em SC, por gênero industrial, em 2008 e 2009 (Cativo + Livre)
Gênero 2008 2009 % Partic.
09/08 % em 2009
Indústria Extrativa 328 359 9,45 0,49
Extração de carvão mineral 45 67 48,89 0,09
Extração de petróleo e serviços correlatos 44 55 25,00 0,07
Extração de minerais metálicos 10 10 0,00 0,01
Extração de minerais não metálicos 229 227 -0,87 0,31
Indústria de Transformação 25.125 25.224 0,39 34,33
Fabricação de prod. alimentícios e bebidas 3.648 3.634 -0,38 4,95
Fabricação de produtos do fumo 32 31 -3,13 0,04
Fabricação de produtos têxteis 1.630 1.672 2,58 2,28
Confecção de art. do vestuário e acessórios 2.567 2.614 1,83 3,56
Preparação de couros, art. couro,art. viagem 467 446 -4,50 0,61
Fabricação de produtos de madeira 4.184 4.134 -1,20 5,63
Fabricação de celulose e papel 279 280 0,36 0,38
Edição, impressão e reprod. de gravações 557 557 0,00 0,76
Fabricação de coque, refino de petróleo e elab. de comb. 187 261 39,57 0,36
Fabricação de produtos químicos 367 384 4,63 0,52
Fabricação de art. de borracha e plástico 716 723 0,98 0,98
Fabricação de prod. de minerais não metálicos 1.738 1.757 1,09 2,39
Metalúrgica básica 488 515 5,53 0,70
Fabricação de produtos de metal excl. máq. e equip. 2.528 2.520 -0,32 3,43
Fabricação de máquinas e equipamentos 740 754 1,89 1,03
Fabricação de maq. p/ escritório e informática 11 10 -9,09 0,01
Fabricação de maq., aparelhos e mat. elétricos 146 153 4,79 0,21
Fábricação de material eletrônico e equip. comun. 53 53 0,00 0,07
Fabric. de equip. e instrum. médico-hospitalares 32 32 0,00 0,04
Fábric. mont. veículos automot., carrocerias e reboques 2.062 2.008 -2,62 2,73
Fabricação de outros equipam. de transporte 101 95 -5,94 0,13
Fabricação de móveis e indústrias diversas 2.362 2.358 -0,17 3,21
Reciclagem 230 233 1,30 0,32
Eletricidade, gás e água quente 114 134 17,54 0,18
Captação, tratamento e distrib. de água 0 0 0,00 -
Construção 44.637 47.749 6,97 64,99
Total 70.204 73.466 4,65 100,00
Fonte: CELESC

90
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Infraestrutura e Transporte
Infraestrutura e Transporte

Fonte: MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES – www.transportes.gov.br/bit/estados/port/sc.htm

91
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 35
Rodovias federais existentes em 2009
Discriminação Extensão (km)
Sentido norte/sul 
BR 101 trecho Norte (sob concessão) 216,5
BR 101 trecho Sul 249,5
BR 116 (sob concessão) 315,9
BR 153 119,8
BR 158 147,3, sendo km 0,0 ao km 48,4 pavimentados
e km 48,4 ao km 147,3 planejados
BR 163 3,6 km acesso ao Porto Seco de Dionísio Cerqueira
BR 163 122,6, sendo do km 0,0 ao km 64,1 km planejados e
do km 64,1 ao km 122,6 pavimentados
Sentido leste/oeste 
BR 280 228,2
BR 282 680,4 km
BR 283* 350,4 (transitória)
BR 285* 65,8 (transitória)
Sentido diagonal 
BR 386* 73,8 (transitória)
De ligação 
BR 470 358,9
BR 475* 214,4 (transitória)
BR 477* 213,9 (transitória)
BR 480* 155,8 (transitória)
BR 486* 182,4 (transitória)
Fonte: DNIT
* Rodovias que estão sendo administradas pelo Governo do Estado de SC

92
Infraestrutura e Transporte

TABELA 36
Distribuição, em porcentagem, da frota de autoveículos por Unidades da Federação em 2009
Estados Automóveis Comerciais leves Caminhões Ônibus Total
(%) (%) (%) (%) (%)
São Paulo 36,32 31,54 27,36 30,34 35,10
Minas Gerais 10,41 10,68 11,56 11,85 10,53
Paraná 8,29 8,34 10,94 6,56 8,42
Rio de Janeiro 8,63 6,24 4,74 9,32 8,11
Rio Grande do Sul 8,07 7,04 8,77 6,55 7,95
Santa Catarina 5,31 4,86 6,29 3,35 5,27
Goiás 3,09 4,24 3,97 3,06 3,29
Bahia 2,84 3,93 3,70 5,81 3,08
Pernambuco 2,25 2,50 2,93 3,23 2,33
Distrito Federal 2,50 1,98 0,85 1,94 2,33
Outros estados 12,29 18,65 18,89 17,99 13,59
Brasil 100,00 100,00 100,00 100,00 100,00
Brasil (mil unidades) 23.612 3.936 1.635 460 29.643
Fonte: ANFAVEA - Anuário da Indústria Automobilística Brasileira 2010. Estimativas.

TABELA 37
Licenciamento de autoveículos novos nos estados da Região Sul em 2009 (unidades)
Estados Automóveis Comerciais leves Caminhões Ônibus Total
Paraná 183.986 40.592 10.268 2.453 237.299
Santa Catarina 128.769 26.015 8.876 407 164.067
Rio Grande do Sul 155.053 32.610 7.648 1.117 196.428
Região Sul 467.808 99.217 26.792 3.977 597.794
Demais estados 2.006.956 434.761 83.081 18.648 2.543.446
Brasil 2.474.764 533.978 109.873 22.625 3.141.240
Fonte: ANFAVEA - Anuário da Indústria Automobilística Brasileira 2010

TABELA 38
Vendas internas no atacado de máquinas agrícolas automotrizes nos estados da Região Sul em
2009 (unidades)
Estados Cultivadores Tratores de Tratores de Colheitadeiras Retroescavadeiras Total
motorizados rodas esteira
Paraná 54 7.212 34 948 438 8.686
Santa Catarina 437 5.013 40 103 125 5.718
Rio Grande do Sul 131 11.151 23 954 27 12.286
Região Sul 622 23.376 97 2.005 590 26.690
Demais estados 1.137 22.061 521 1.812 3.091 28.622
Brasil 1.759 45.437 618 3.817 3.681 55.312
Fonte: ANFAVEA - Anuário da Indústria Automobilística Brasileira - 2010

93
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 39
Rede de aeródromos públicos em 2009
Discriminação Voo Regular Pavimento Dimensões da pista
  Operação visual diurna e noturna (VFR) 
São Miguel do Oeste (SSOE) D Asfalto 1.260 x 18 m
Joaçaba (SSJA) C Asfalto 1.260 x 18 m
Operação visual e por instrumentos diurna e noturna (VFR/IFR) 
Caçador (SBCD) C Asfalto 1.625 x 30 m
Chapecó A Asfalto 2.060 x 45 m
Criciúma/ Forquilhinha (SBCM) C Asfalto 1.488 x 30 m
Florianópolis(SBFL) A Asfalto 2.300 x 45 m
Joinville (SBJV) A Asfalto 1.640 x 45 m
Lages(SBLJ) D Asfalto 1.530 x 30 m
Navegantes(SBNF) A Asfalto 1.700 x 45 m
Operação somente vôo diurno (VFR Diurno) 
Blumenau (SSBL) D Asfalto 1.080 x 30 m
Curitibanos (SSKU) D Saibro 1000 x 30
Dionísio Cerqueira (SSDC) D Saibro 1.380 x 23 m
Itapiranga *(SSYT) D Cascalho 915 x 30 m
Laguna * (SSLA) D Saibro 1.500 x 23 m
Rio do Sul/ Lontras (SSLN) D Asfalto 1.100 x 23 m
São Francisco do Sul (SSSS) D Grama 700 x 35 m
São Joaquim *(SSSQ) D Cascalho 1.050 x 30 m
Três Barras (SSTB) D Asfalto 1.370 x 18 m
Videira (SSVI) D Asfalto 1.460 x 18 m
Mafra* (SSMF) D Grama 920 x 100 m
Concórdia (SSCK) D Asfalto 1480 x 18 m
Xanxerê (SSXX) D Saibro 760 x 45 m
Fonte: Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC)
* Interditado por falta de segurança operacional, na época da coleta das informações.
Legendas Voo Regular:
A - Operação de aeronaves com mais de 61 assentos
B - Operação de aeronaves entre 31 e 60 assentos
C - Operação de aeronaves até 30 assentos
D - Sem operação de voo regular

TABELA 40
Número de aeródromos em Santa Catarina em 2008 e 2009
Discriminação Número em 2008 Número em 2009
Privados 30 25
Helipontos 30 17
Públicos 22 22
Não pavimentados 7 8
Pavimentados 15 14
Operação visual diurna e noturna 3 2
Operação visual e por instrumentos diurna e noturna 5 7
Operação somente voo diurno 14 13
Aeródromos interditados 4 4
Total 52 47
Fonte: Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC)

94
Infraestrutura e Transporte

TABELA 41
Movimentação de cargas aéreas no aeroporto Hercílio Luz - Florianópolis de 1999 a 2009
Ano Embarque 1 (kg) Desembarque 2 (kg) Total
1999 1.152.897 2.317.728 3.470.625
2000 1.586.783 2.689.616 4.276.399
2001 1.897.713 2.527.520 4.425.233
2002 1.375.424 1.911.495 3.286.919
2003 2.065.858 2.060.901 4.126.759
2004 2.102.228 1.693.230 3.795.458
2005 2.458.103 1.990.553 4.448.656
2006 2.309.385 2.257.092 4.566.477
2007 2.328.670 2.408.802 4.737.472
2008 1.498.883 1.855.697 3.354.580
2009 3
3.329.171 3.965.499 7.294.670
Fonte: Infraero
1. Carga nacional embarcada + exportação
2. Carga nacional desembarcada + importação
3. Os valores de 2009 incluem carga postal (correios), não contabilizada nos anos anteriores

TABELA 42
Movimentação de cargas aéreas no aeroporto de Joinville de 2004 a 2009
Ano Cargas Domésticas (kg) Cargas Internacionais (kg) Total geral % Anual
Embarque Desembarque Importações Exportações
2004 492.885 266.671 1.231.385 4.504 1.995.445 54,86
2005 380.858 250.671 1.107.279 12.855 1.751.663 -12,22
2006 326.103 201.709 1.259.054 291 1.787.157 2,03
2007 334.217 189.651 1.223.114 4.696 1.751.678 -1,99
2008 423.098 286.292 1.792.927 2.162 2.504.479 42,98
2009 617.379 181.074 1.209.642 9.818 2.017.913 -19,43
Fonte: Infraero

TABELA 43
Movimentação de cargas no aeroporto de Navegantes de 2003 a 2009
Ano Cargas Domésticas (kg) Cargas Internacionais (kg) Total geral % Anual
Embarque Desembarque Importações Exportações
2003 344.150 198.562 465.333 251.786 1.259.831 -
2004 399.247 276.960 524.641 151.029 1.351.877 7,31
2005 458.174 394.120 898.151 105.812 1.856.257 37,31
2006 632.014 321.661 1.242.928 11.939 2.208.542 18,98
2007 556.948 257.379 1.983.474 7.530 2.805.331 27,02
2008 531.547 366.598 1.665.293 4.149 2.567.587 -8,47
2009 582.751 316.369 1.712.435 4.888 2.616.443 1,90
Fonte: Infraero

95
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 44
Movimentação de aeronaves nos aeroportos operados pela Infraero em Santa Catarina, de 2004 a 2009
Aeroportos Aeronaves em voos domésticos (unidades)
2004 2005 2006 2007 2008 2009
Florianópolis 27.923 26.396 27.906 33.968 36.882 37.070
Navegantes 9.080 9.718 9.095 8.748 11.638 12.068
Joinville 8.641 9.497 7.576 7.037 6.613 5.800
Criciúma/Forquilhinha - - - 1.660 2.307 2.552
Total 45.644 45.611 44.577 51.413 57.440 57.490
% SC s/Região Sul 23,4 22,3 21,8 22,6 23,5 14,0
Aeroportos Aeronaves em voos internacionais (unidades)
Florianópolis 1.304 1.971 2.371 2.483 2.582 2.720
Navegantes 32 146 150 58 67 56
Joinville 20 14 42 20 42 31
Criciúma/Forquilhinha - - - 0 70 22
Total 1.356 2.131 2.563 2.561 2.761 2.829
% SC s/Região Sul 8,9 14,5 15,8 14,4 14,9 14,1
Total doméstico mais
Internacional 47.000 47.742 47.140 53.974 60.201 60.319
Fonte: Infraero
Obs: pousos mais decolagens, excluindo os militares.

TABELA 45
Movimentação de passageiros nos aeroportos operados pela Infraero em Santa Catarina, de 2004 a 2009
Aeroportos Passageiros em voos domésticos
2004 2005 2006 2007 2008 2009
Florianópolis 1.299.756 1.443.912 1.496.338 1.790.209 1.922.773 1.995.911
Navegantes 386.836 490.894 463.629 419.067 395.674 593.845
Joinville 195.710 309.081 256.858 234.094 244.733 208.492
Criciúma/Forquilhinha - - - 13.714 8.973 9.780
Total 1.882.302 2.243.887 2.216.825 2.457.084 2.572.153 2.808.028
% SC s/Região Sul 21,9 21,9 21,0 21,1 20,4 17,9
Aeroportos Passageiros em voos internacionais
Florianópolis 82.821 104.921 133.803 157.801 157.569 112.472
Navegantes 315 5.966 3.143 46 69 55
Joinville 36 24 46 8 24 0
Criciúma/Forquilhinha - - - 0 109 93
Total 83.172 110.911 136.992 157.855 157.771 112.620
% SC s/Região Sul 17,4 24,9 27,0 26,5 24,6 19,7
Total doméstico mais
Internacional 1.965.474 2.354.798 2.353.817 2.614.939 2.729.924 2.920.648
Fonte: Infraero
Obs: pousos mais decolagens, excluindo os militares.

96
Infraestrutura e Transporte

TABELA 46
Modais de transporte utilizados nas exportações de Santa Catarina em 2008 e 2009
Modal de transporte 2009 2008 %
US$ FOB US$ FOB 09/08
Marítimo 5.635.942.528 7.275.126.932 -22,53
Rodoviário 617.745.009 812.252.157 -23,95
Aéreo 134.886.724 159.538.828 -15,45
Ferroviário 21.038.459 25.412.735 -17,21
Meios próprios 9.038.791 34.429.087 -73,75
Linha de transmissão 5.400.235 2.868.060 88,29
Tubo-Conduto 3.596.228 0 -
Postal 12.772 24.836 -48,57
Fluvial 0 875.370 -
Fonte: Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC)

TABELA 47
Modais de transporte utilizados nas importações de Santa Catarina em 2008 e 2009
Modal de transporte 2009 2008 %
US$ FOB US$ FOB 09/08
Marítimo 5.755.729.196 6.206.232.728 -7,26
Rodoviário 814.776.845 978.585.197 -16,74
Aéreo 551.683.456 601.862.247 -8,34
Fluvial 91.616.653 75.149.030 21,91
Ferroviário 38.241.449 46.745.456 -18,19
Lacustre 32.469.194 28.532.879 13,80
Meios Próprios 1.188.741 3.597.878 -66,96
Postal 13.679 9.084 50,58
Linha de Transmissão 0 9.356 -
Fonte: Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC)

TABELA 48
Movimentação de cargas nos portos de Santa Catarina, em 2009
Tipo de Carga São Francisco Itajaí Imbituba Navegantes Total dos
do Sul Portos
Carga Total (toneladas) 6.848.759 1.727.997 1.871.967 4.155.507 14.604.230
Carga Geral 2.833.992 1.726.956 403.403 4.155.507 9.119.858
Granéis Sólidos 3.868.337 0 1.393.759 0 5.262.096
Granéis Líquidos 9.887.677 1.041 68.429 0 9.957.147
Granel Líquido Terminais 0 69.951 0 0 69.951
Carga Geral Term.Braskarne 0 139.233 0 0 139.233
Carga Geral Teconvi 0 3.597.312 0 0 3.597.312
Carga Geral Trocadeiro 0 0 0 0 0
Carga Geral Portonave 0 2.052.893 0 0 2.052.893
Contêineres (TEUs) 190.321 195.176 20.063 398.935 804.495
Fonte: Portos de Imbituba, Itajaí, São Francisco do Sul e Navegantes

97
SANTA CATARINA Infraestrutura e Transporte
EM DADOS 2010

TABELA 49
Dados gerais dos portos de Santa Catarina - 2009
Discriminação Imbituba Laguna Itajaí Navegantes São Francisco
do Sul
Administração Cia. Docas de Cia. Docas do Superint. do Porto Portonave Secret. Transportes
Imbituba Estado de SP de Itajaí S/A Terminais e Obras de SC
Portuários de
Navegantes
Berço de atracação 4 10 4 4 5
Calado (m) 12 8 11 11 12
Extensão (m) 577 300 740 900 1005
Área aquática (m²) 750.000 800.000 1.300.000 1.300.000 60 milhões
Área terrestre (m²) 1.550.000 254.950 117.137 277.000 13.500
Pátio asfaltado/ 135.005 - 115.000 238.850 90.000
pavimentado
alfandegado (m²)
Retropátio asfaltado/ 76.000 2.000 25.500 270.000 80.000
pavimentado (m²)
Pátio/triagem de - 3.700 26.000 35.827 40.000
caminhões (m²)
Armazéns (m²) 51.704 1.600 11.200 1.000 8.000
Armazéns/de terc. - 392 94.500 0 70.000
(m²)
Pátio/de terc. (m²) - - 436.537 0 100.000
Cargas frigorificadas 525 - 628 1200 4.000 c/ 550
(tomadas) tomadas (380/440
volts)
Localização lat.28°14’S lat.28º29’S lat.26°54’S lat. S26º 53’ 39,3” lat.26º14’S
long.48°40’W long.48°46’W long.48°39’W long. W48º 39’ 35,9” long.48°37’59”W
Grãos arroz, milho,cevada, - - 0 farelo, soja e milho
malte, trigo
Contêineres cerâmica, carnes, - madeira e derivados, cerâmica, cerâmica,
fumo, couro, vinho e congelados congelados (frango, compressores,
máquinas. (frango, peixe, peixe, carnes em têxtil, congelados,
carnes em geral), geral), fumo, couro, autopeças, bobinas
pisos cerâmicos, máquinas, madeira e da aço.
máquinas e derivados.
acessórios, papel,
açúcar, fumo,Trigo,
motores, produtos
químicos, têxteis,
papel e pisos
cerâmicos.
Granéis sólidos fertilizantes, coque - - 0 malte de cevada,
de petróleo, sal, fertilizantes e trigo
bauxita, fluorita,
caroço de algodão
Granéis líquidos soda cáustica, ácido - soda cáustica 0 óleo vegetal
fosfórico
Cargas gerais congelados e açúcar pescado máquinas, motores 0 produtos
em sacos, calçados, e PKD siderúrgicos,
madeira madeira, peças
automotivas
Fonte: Portos de Imbituba, Laguna, Itajaí, São Francisco do Sul e Navegantes

98
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Turismo
Turismo

Fonte: Santur

99
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 50
Movimento estimado de turistas em Santa Catarina de julho de 2008 a junho de 2009
Turistas Número % sobre o total
Nacionais 20.519.188 95,1
Estrangeiros 1.067.290 4,9
Total 21.586.478 100,0
Fonte: SANTUR/Gerência de Planejamento.
Estudo da Demanda Turística.

TABELA 51
Estimativa da receita gerada pelo turismo em Santa Catarina, de julho de 2008 a junho de 2009
Turistas Valor (R$) % sobre o total
Nacionais 8.915.832.620,38 90,7
Estrangeiros 911.629.360,08 9,3
Total 9.827.461.980,46 100,0
Fonte: SANTUR/Gerência de Planejamento. Estudo da Demanda Turística.

TABELA 52
Permanência média dos turistas em Santa Catarina e gasto médio diário estimado por turista, de julho
de 2008 a junho de 2009
Turistas Dias Gasto diário (em R$)
Nacionais 5,59 77,66
Estrangeiros 10,62 80,45
Média 5,84 -
Fonte: SANTUR/Gerência de Planejamento.
Estudo da Demanda Turística.

TABELA 53
Principais mercados nacionais emissores de turistas para Santa Catarina de julho de 2008 a junho de 2009
Estados %
Santa Catarina 48,96
Paraná 23,83
São Paulo 11,68
Rio Grande do Sul 10,17
Rio de Janeiro 1,68
Minas Gerais 0,90
Mato Grosso do Sul 0,40
Distrito Federal 0,39
Goiás 0,27
Outros 1,72
Total 100,00
Fonte: SANTUR/Gerência de Planejamento.
Estudo da Demanda Turística.

100
Turismo

TABELA 54
Principais meios de hospedagem utilizados pelos turistas em Santa Catarina no período de julho de 2008
a junho de 2009
Meios de hospedagem %
Casa de amigos/ parentes 40,31
Hotel 39,45
Pousada 5,30
Casa própria 5,04
Casa ou apto. (aluguel) 4,33
Hosp./pensão/dormitório 4,20
Albergue/alojamento 0,98
Camping 0,39
Total 100,00
Fonte: SANTUR/Gerência de Planejamento.
Estudo da Demanda Turística.

TABELA 55
Principais veículos de propaganda que influenciaram na escolha do destino de viagem de julho de 2008
a junho de 2009
Veiculos de comunicação %
Amigos/parentes 44,41
Internet 16,60
Folhetos/fôlderes 16,41
Jornais 7,51
Revistas 6,86
Televisão 6,37
Rádio 1,78
Filmes 0,06
Total 100,00
Fonte: SANTUR/Gerência de Planejamento.
Estudo da Demanda Turística.

TABELA 56
Motivo da viagem a Santa Catarina no período de julho de 2008 a junho de 2009
Motivo da viagem %
Negócios 44,75
Família 24,65
Turismo 24,35
Estudos 3,07
Festas 1,33
Feiras 1,03
Congresso 0,46
Compras 0,26
Rodeio 0,10
Total 100,00
Fonte: SANTUR/Gerência de Planejamento.
Estudo da Demanda Turística.

101
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 57
Agências de turismo cadastradas no Ministério do Turismo, por estados, em 2008
Unidades da Federação Número Participação %
São Paulo 2.542 30,45
Rio de Janeiro 915 10,96
Minas Gerais 765 9,16
Rio Grande do Sul 661 7,92
Paraná 643 7,70
Bahia 424 5,08
Santa Catarina 393 4,71
Goiás 222 2,66
Distrito Federal 205 2,46
Pernambuco 182 2,18
Outros 1.396 16,72
Brasil 8.348 100,00
Fonte: Ministério do Turismo
Obs: inclui agências de viagens e agências de viagem e turismo.
Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2009

TABELA 58
Meios de hospedagem cadastrados no Ministério do Turismo, por estados, em 2008
Unidades da Federação Número Participação %
Rio de Janeiro 657 17,45
Minas Gerais 555 14,74
Paraná 315 8,37
Bahia 299 7,94
São Paulo 294 7,81
Rio Grande do Sul 263 6,99
Ceará 180 4,78
Goiás 157 4,17
Santa Catarina 113 3,00
Mato Grosso do Sul 127 3,37
Outros 805 21,38
Brasil 3.765 100,00
Fonte: Ministério do Turismo
Obs: inclui todos os tipos de meios de hospedagem, incluindo flats, apart-hotel e condohotel.
Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2009

102
Turismo

TABELA 59
Organizadoras de eventos (congressos, convenções e congêneres) cadastradas no Ministério do
Turismo, em 2008
Unidades da Federação Número Participação %
São Paulo 59 13,82
Rio de Janeiro 57 13,35
Distrito Federal 50 11,71
Minas Gerais 40 9,37
Paraná 32 7,49
Ceará 25 5,85
Goiás 22 5,15
Rio Grande do Sul 21 4,92
Bahia 14 3,28
Espírito Santo 14 3,28
Maranhão 14 3,28
Santa Catarina 13 3,04
Mato Grosso do Sul 13 3,04
Outros 53 12,41
Brasil 427 100,00
Fonte: Ministério do Turismo
Obs: em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2009

TABELA 60
Organizadoras de feiras, exposições e congêneres cadastradas no Ministério do Turismo, em 2008
Unidades da Federação Número Participação %
São Paulo 34 16,83
Rio de Janeiro 30 14,85
Distrito Federal 24 11,88
Minas Gerais 20 9,90
Paraná 16 7,92
Santa Catarina 13 6,44
Bahia 12 5,94
Maranhão 9 4,46
Espírito Santo 7 3,47
Goiás 6 2,97
Pará 6 2,97
Outros 25 12,38
Brasil 202 100,00
Fonte: Ministério do Turismo
Obs: em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2009

103
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 61
Prestadoras de serviços especializados para organização de eventos cadastradas no Ministério do
Turismo, em 2008
Unidades da Federação Número Participação %
Distrito Federal 36 16,07
Minas Gerais 30 13,39
Rio de Janeiro 25 11,16
Paraná 17 7,59
Santa Catarina 14 6,25
Goiás 13 5,80
Espírito Santo 13 5,80
São Paulo 11 4,91
Maranhão 11 4,91
Amazonas 9 4,02
Pernambuco 8 3,57
Mato Grosso 8 3,57
Outros 29 12,95
Brasil 224 100,00
Fonte: Ministério do Turismo
Obs: em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2009

TABELA 62
Principais destinos turísticos escolhidos na última viagem nacional
Unidades da Federação %
Bahia 11,6
São Paulo 10,9
Rio de Janeiro 9,4
Santa Catarina 9,0
Ceará 7,8
Minas Gerais 7,6
Paraná 6,2
Rio Grande do Sul 6,0
Pernambuco 5,9
Goiás 5,4
Outros 20,2
Total 100,0
Fonte: Ministério do Turismo
*Pesquisa realizada entre 17 de junho e 7 de julho de 2009 entre pessoas que viajaram nos últimos dois anos

TABELA 63
Principais destinos turísticos pretendidos para visitar nos próximos dois anos
Unidades da Federação %
Bahia 21,4
Pernambuco 11,9
Rio de Janeiro 11,3
Ceará 9,8
São Paulo 6,6
Minas Gerais 5,5
Rio Grande do Sul 5,5
Santa Catarina 4,5
Rio Grande do Norte 4,4
Paraná 3,2
Outros 15,9
Total 100,0
Fonte: Ministério do Turismo
*Pesquisa realizada entre 17 de junho e 7 de julho de 2009 entre pessoas que pretendem viajar nos próximos dois anos

104
Turismo

TABELA 64
Chegada de turistas internacionais ao Brasil por Unidades da Federação em 2008 e 2009
Unidades da Federação Nº de turistas
2008 2009
São Paulo 2.289.640 1.842.796
Rio de Janeiro 766.083 908.667
Paraná 605.217 663.237
Rio Grande do Sul 622.675 613.274
Bahia 178.571 143.509
Santa Catarina 104.974 127.826
Ceará 98.590 98.882
Pernambuco 87.715 88.818
Mato Grosso do Sul 49.508 58.395
Rio Grande do Norte 70.541 54.211
Outros 182.585 202.602
Brasil 5.050.099 4.802.217
Fonte: Departamento de Polícia Federal e Ministério do Turismo

TABELA 65
Chegada de turistas internacionais por Santa Catarina, segundo as vias de acesso, em 2008 e 2009
Vias de acesso Nº de turistas
2008 2009
Aérea 65.858 54.678
Terrestre 38.419 49.558
Marítima 697 23.590
Total 104.974 127.826
Fonte: Departamento de Polícia Federal e Ministério do Turismo

TABELA 66
Entradas de turistas internacionais por Santa Catarina, de acordo com os continentes de residência
permanente em 2008 e 2009
2008 2009 % s/total
Regiões
2009
América do Sul 97.180 121.349 94,93
Europa 4.258 3.652 2,9
América do Norte 618 2.013 1,57
Ásia 2.539 377 0,29
África 199 145 0,11
Amércia Central e Caribe 49 128 0,10
Oceania 131 159 0,12
Não especificados - 3 0,00
Total 104.974 127.826 100,00
Fonte: Departamento de Polícia Federal e Ministério do Turismo

105
SANTA CATARINA Turismo
EM DADOS 2010

TABELA 67
Chegada de turistas internacionais por Santa Catarina segundo alguns países de
origem em 2008 e 2009
Países Nº de turistas % s/total
2008 2009 2009
Argentina 72.854 105.951 82,89
Chile 19.814 10.832 8,47
Uruguai 1.189 2.593 2,03
Estados Unidos 420 1.702 1,33
Itália 445 1.449 1,13
Paraguai 1.938 1.428 1,12
França 207 430 0,34
Alemanha 342 347 0,27
Espanha 2.244 333 0,26
Inglaterra 322 331 0,26
Peru 1.202 244 0,19
Canadá 140 237 0,19
Outros 3.857 1.949 1,52
Total 104.974 127.826 100,00
Fonte: Departamento de Polícia Federal e Ministério do Turismo

TABELA 68
Capacidade de hospedagem* em Santa Catarina por categoria, em 2008
Categoria Hotéis Pousadas
Deluxe 2 8
Superior 83 111
Padrão Turista 249 196
Econômico 131 163
Total 465 478
Fonte: ABIH/SC
*Somente os hotéis associados da ABIH (cerca de 40% do total de SC)

TABELA 69
Taxa de ocupação média dos hotéis associados à ABIH por região turística e segmentação, em 2009
Região Turística Taxa de
ocupação (%)
Caminho dos Príncipes 38,81
Encantos do Sul 36,64
Grande Florianópolis 45,12
Grande Oeste 40,93
Costa Verdes Mares 37,42
Serra Catarinense 42,46
Vale Contestado 45,18
Vale Europeu 48,60
Segmentação  Taxa de
ocupação (%)
Águas Termais 41,09
Litoral Norte 59,03
Florianópolis - Praia 39,43
Florianópolis - Centro 55,24
Litoral Sul 30,21
Turismo Rural 38,66
Negócios Eventos 48,13
Fonte: ABIH

106
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Comércio Exterior
Comércio Exterior

Comércio Exterior

TABELA 70
Exportações catarinenses por capítulos da NCM em 2008 e 2009
Discriminação Valor (US$ FOB) % s/total %
2009 2008 2009 09/08

Carnes e miudezas, comestíveis 1.795.633.203 2.203.223.964 27,94 -18,50


Reat. nucleares, caldeiras, máquinas etc. mecânicos¹ 893.223.118 1.245.680.461 13,90 -28,29
Fumo (tabaco) e seus sucedaneos manufaturados 813.659.746 758.662.436 12,66 7,25
Máquinas, aparelhos e material elétrico, suas partes² 587.231.205 798.604.561 9,14 -26,47
Preparações de carne, de peixes ou de crustáceos etc. 402.337.547 440.274.650 6,26 -8,62
Madeira, carvão vegetal e obras de madeira 349.381.910 507.130.732 5,44 -31,11
Móveis, mobiliário médico-cirúrgico, colchões etc. 260.467.315 330.976.160 4,05 -21,30
Papel e cartão, obras de pasta de celul., de papel etc. 157.310.592 207.966.544 2,45 -24,36
Produtos cerâmicos 117.723.734 186.013.173 1,83 -36,71
Sementes e frutos oleaginosos, grãos, sementes etc. 98.156.080 186.690.032 1,53 -47,42
Veículos automóveis, tratores etc. suas partes 94.037.033 244.889.081 1,46 -61,60
Obras de ferro fundido, ferro ou aço 84.723.711 105.295.034 1,32 -19,54
Artefatos têxteis confeccionados, sortidos etc. 73.053.486 105.724.066 1,14 -30,90
Gorduras, óleos e ceras animais ou vegetais etc. 65.964.121 111.739.415 1,03 -40,97
Plásticos e suas obras 54.336.574 67.949.967 0,85 -20,03
Materias albuminoides, prod. à base de amidos etc. 47.683.775 42.389.912 0,74 12,49
Ferro fundido, ferro e aço 43.349.376 89.337.579 0,67 -51,48
Instrumentos e aparelhos de óptica, fotografia etc. 38.214.039 44.681.685 0,59 -14,47
Vestuário e seus acessórios, de malha 36.528.782 61.301.176 0,57 -40,41
Frutas, cascas de cítricos e de melões 35.220.284 53.671.749 0,55 -34,38
Preparações de produtos hortícolas, de frutas etc. 27.321.131 39.057.277 0,43 -30,05
Produtos químicos inorgânicos etc. 27.268.871 41.489.218 0,42 -34,27
Outros 324.788.786 437.779.133 5,05 -25,81
Total das exportações de SC 6.427.614.419 8.310.528.005 100,00 -22,66
Fonte: MDIC/SECEX
1 Motocompressores, blocos de cilíndros, cabeçotes para motores de explosão, refrigeradores etc.
2 Motores e geradores elétricos, conversores, condutores etc.

107
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 71
Exportações catarinenses para o Mercosul por capítulos da NCM em 2008 e 2009
Discriminação Valor (US$ FOB) % s/total %
2009 2008 2009 09/08

Reatores nucleares, caldeiras, máquinas etc. mecânicos¹ 147.254.116 172.132.401 22,56 -14,45
Papel e cartão, obras de pasta de celulose, de papel etc. 70.949.629 91.945.371 10,87 -22,84
Carnes e miudezas, comestíveis 49.853.176 57.615.543 7,64 -13,47
Máquinas, aparelhos e material elétrico, suas partes etc² 39.664.059 63.511.104 6,08 -37,55
Ferro fundido, ferro ou aço 37.160.914 72.266.756 5,69 -48,58
Obras de ferro fundido, ferro ou aço 29.302.254 41.399.381 4,49 -29,22
Produtos cerâmicos 25.449.034 34.677.462 3,90 -26,61
Artefatos têxteis confeccionados, sortidos etc. 24.932.441 37.763.229 3,82 -33,98
Preparações de carne, de peixes ou de crustáceos etc. 23.113.167 24.735.982 3,54 -6,56
Plásticos e sua obras 21.506.759 25.756.076 3,29 -16,50
Veículos automóveis, tratores etc. partes/acessórios 19.509.599 27.193.932 2,99 -28,26
Vestuário e seus acessórios de malha 17.805.774 29.574.148 2,73 -39,79
Frutas, cascas de cítricos e de melões 16.312.750 13.037.777 2,50 25,12
Café, chá, mate e especiarias 14.005.124 14.194.961 2,15 -1,34
Extratos tanantes e tintoriais, taninos e derivados etc. 8.470.780 8.543.849 1,30 -0,86
Gorduras, óleos e ceras animais ou vegetais etc. 8.359.365 12.899.485 1,28 -35,20
Móveis, mobiliário médico-cirúrgico, colchões etc. 7.677.977 9.860.253 1,18 -22,13
Algodão 5.373.760 12.288.154 0,82 -56,27
Alumínios e suas obras 5.039.265 5.237.795 0,77 -3,79
Vestuário e seus acessórios, exceto de malha 5.016.476 5.983.893 0,77 -16,17
Combustíveis minerais, óleos e ceras minerais 4.984.119 22.288.412 0,76 -77,64
Tecidos de malha 4.923.892 6.608.971 0,75 -25,50
Outros 66.070.890 72.303.121 10,12 -8,62
Total das exportações de SC p/ Mercosul 652.735.320 861.818.056 100,00 -24,26
Fonte: MDIC/SECEX
1 Motocompressores, blocos de cilindros, cabeçotes etc. de explosão, refrigeradores etc.
2 Motores e geradores elétricos, conversores, condutores etc.

108
Comércio Exterior

TABELA 72
Principais empresas exportadoras em 2009
Empresa 2009 2008 %
US$ FOB % s/total US$ FOB 09/08

Seara Alimentos S/A 622.625.671 9,69 739.756.693 -15,83


Weg Equipamentos Elétricos S/A 518.906.825 8,07 658.200.009 -21,16
Whirlpool S/A 505.642.735 7,87 623.936.641 -18,96
Sadia S/A 473.460.901 7,37 587.186.533 -19,37
Universal Leaf Tabacos Ltda. 378.904.548 5,89 286.857.150 32,09
BRF - Brasil Foods S/A 359.190.999 5,59 - -
Souza Cruz S/A 306.049.245 4,76 344.833.318 -11,25
Tupy S/A 167.793.133 2,61 347.780.767 -51,75
Cooperativa Central Oeste Catarinense 161.644.063 2,51 232.471.727 -30,47
Diplomata Industrial e Comercial Ltda. 119.683.154 1,86 196.519.009 -39,10
Perdigão Agroindustrial S/A 100.212.169 1,56 494.953.643 -79,75
Klabin S/A 95.241.267 1,48 134.913.364 -29,41
Frigorífico Riosulense S/A 88.043.448 1,37 104.586.485 -15,82
CTA Continental Tabaccos Alliance S/A 78.860.826 1,23 74.814.856 5,41
Bunge Alimentos S/A 76.089.228 1,18 150.067.643 -49,30
Agrovêneto S/A - Indústria de Alimentos 67.612.210 1,05 95.748.295 -29,39
Agrofrango Indústria e Comércio de Alimentos Ltda. 58.435.303 0,91 41.107.410 42,15
Premium Tabacos do Brasil Ltda. 49.448.338 0,77 10.695.298 362,34
Vossko do Brasil Alimentos Congelados Ltda. 47.754.435 0,74 40.150.950 18,94
Busscar Ônibus S/A 45.810.287 0,71 110.578.695 -58,57
ADM do Brasil Ltda 38.232.414 0,59 57.831.757 -33,89
Tyson do Brasil Alimentos Ltda. 34.970.378 0,54 32.221.135 8,53
ArcelorMittal Brasil S/A 32.834.922 0,51 12.054.258 172,39
Electro Aço Altona S/A 31.173.736 0,48 34.615.967 -9,94
Eliane S/A - Revestimentos Cerâmicos 30.614.048 0,48 48.108.628 -36,36
Gelnex Indústria e Comércio Ltda. 30.445.289 0,47 25.620.173 18,83
Indústrias Artefama S/A 28.039.054 0,44 32.250.736 -13,06
Celulose Irani S/A 26.692.515 0,42 39.432.615 -32,31
Indústria de Compensados Guararapes Ltda. 25.815.518 0,40 33.701.363 -23,40
Incasa S/A 25.712.121 0,40 40.118.135 -35,91
Frame Madeiras Especiais Ltda. 24.766.192 0,39 24.958.706 -0,77
Coteminas S/A 24.235.210 0,38 29.236.425 -17,11
Fischer S/A Comércio Indústria e Agricultura 24.089.615 0,37 5.323.983 352,47
Portobello S/A 23.423.092 0,36 42.174.759 -44,46
Zen S/A Indústria Metalúrgica 22.978.588 0,36 36.270.143 -36,65
Curtume Viposa S/A Indústria e Comércio 22.753.484 0,35 30.282.427 -24,86
Schultz S/A 21.755.747 0,34 59.806.753 -63,62
Netzsch do Brasil Indústria e Comércio Ltda. 20.195.362 0,31 20.117.242 0,39
Iguaçu Celulose e Papel S/A 19.739.151 0,31 21.803.246 -9,47
Compensados e Laminados Lavrasul S/A 19.469.397 0,30 26.147.586 -25,54
Demais empresas 1.578.269.801 24,55 2.383.293.482 -33,78
Total de Santa Catarina 6.427.614.419 100,00 8.310.528.005 -22,66
Fonte: MDIC/SECEX

109
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 73
Principais municípios exportadores de SC em 2009
Município 2009 2008 %
US$ FOB US$ FOB 09/08
Itajaí 2.625.910.598 2.965.127.542 -11,44
Joinville 1.317.567.401 1.712.482.688 -23,06
Jaraguá do Sul 605.023.464 827.266.171 -26,86
Blumenau 445.403.213 595.235.592 -25,17
Seara 151.351.057 183.143.238 -17,36
São Francisco do Sul 150.280.579 506.472.381 -70,33
Rio do Sul 146.726.916 168.047.688 -12,69
São Bento do Sul 133.500.776 162.705.195 -17,95
Xaxim 120.179.124 191.028.626 -37,09
Itapiranga 110.497.316 144.706.765 -23,64
Caçador 106.220.783 134.682.168 -21,13
Lages 95.333.947 100.153.363 -4,81
Araranguá 80.437.463 79.518.740 1,16
Forquilhinha 74.466.878 114.667.662 -35,06
Canoinhas 71.491.348 59.030.708 21,11
Brusque 70.053.599 115.452.743 -39,32
Nova Veneza 69.671.559 99.352.706 -29,87
Otacílio Costa 64.319.935 111.039.142 -42,07
Ipumirim 63.242.513 46.384.639 36,34
Pomerode 59.115.177 88.212.140 -32,99
Palmitos 58.518.953 90.416.728 -35,28
Criciúma 48.051.154 65.821.647 -27,00
São José 44.678.807 41.584.836 7,44
Timbó 43.446.851 52.680.036 -17,53
Rio Negrinho 42.537.926 95.025.073 -55,24
Presidente Getúlio 38.965.617 53.397.454 -27,03
Santa Cecília 37.161.694 50.166.066 -25,92
Mafra 36.924.058 40.905.023 -9,73
Gaspar 32.195.600 47.038.017 -31,55
Cocal do Sul 31.477.644 49.464.971 -36,36
Joaçaba 30.184.736 47.825.446 -36,89
Itá 29.831.988 25.677.677 16,18
Três Barras 28.467.854 37.488.583 -24,06
Videira 26.292.452 38.727.316 -32,11
Fonte: MDIC/SECEX
Obs: a base dos dados é o domicílio fiscal do exportador, ou seja, entram também valores de mercadorias produzidas em empresas de outros estados mas que possuem domicílio
fiscal em SC.

110
Comércio Exterior

TABELA 74
Exportações catarinenses para países do Mercosul em 2008 e 2009
Discriminação 2009 Partic. 2008 Partic. %
US$ FOB % US$ FOB % 09/08
Argentina 409.326.111 62,71 547.590.406 63,54 -25,25
Paraguai 129.815.406 19,89 160.651.055 18,64 -19,19
Uruguai 113.593.803 17,40 153.576.595 17,82 -26,03
Total Mercosul 652.735.320 100,00 861.818.056 100,00 -24,26
Fonte: MDIC/SECEX

TABELA 75
Principais estados exportadores do Brasil em 2008 e 2009
Discriminação 2009 Partic. 2008 Partic. %
US$ FOB % US$ FOB % 09/08
São Paulo 42.463.734.797 27,76 57.330.948.590 28,96 -25,93
Minas Gerais 19.518.565.632 12,76 24.412.070.835 12,33 -20,05
Rio Grande do Sul 15.236.112.600 9,96 18.351.627.084 9,27 -16,98
Rio de Janeiro 13.519.419.301 8,84 18.696.976.571 9,45 -27,69
Paraná 11.222.828.161 7,34 15.225.737.271 7,69 -26,29
Mato Grosso 8.495.148.376 5,55 7.812.295.143 3,95 8,74
Pará 8.345.255.133 5,45 10.680.295.509 5,40 -21,86
Bahia 7.010.799.752 4,58 8.696.170.095 4,39 -19,38
Espírito Santo 6.510.240.948 4,26 10.097.273.419 5,10 -35,52
Santa Catarina 6.427.614.419 4,20 8.310.528.005 4,20 -22,66
Goiás 3.614.963.748 2,36 4.090.520.375 2,07 -11,63
Outros 10.630.059.938 6,95 14.238.000.012 7,19 -25,34
Total Brasil 152.994.742.805 100,00 197.942.442.909 100,00 -22,71
Fonte: MDIC/SECEX

111
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 76
Principais países compradores de produtos catarinenses em 2008 e 2009
Discriminação 2009 % 2008 % %
US$ FOB s/total US$ FOB s/total 09/08
Estados Unidos 745.697.539 11,60 1.138.616.610 13,70 -34,51
Países Baixos (Holanda) 526.706.531 8,19 554.527.227 6,67 -5,02
Argentina 409.326.111 6,37 547.590.406 6,59 -25,25
Japão 315.380.850 4,91 558.180.900 6,72 -43,50
Alemanha 272.001.037 4,23 369.384.913 4,44 -26,36
Hong Kong 254.077.537 3,95 231.100.692 2,78 9,94
Reino Unido 231.241.554 3,60 328.977.200 3,96 -29,71
Bélgica 199.567.830 3,10 163.827.195 1,97 21,82
África do Sul 189.352.924 2,95 204.936.741 2,47 -7,60
Rússia 159.038.229 2,47 248.189.624 2,99 -35,92
México 156.172.699 2,43 205.687.721 2,48 -24,07
Demais países 2.969.051.578 46,19 3.759.508.776 45,24 -21,03
Total exportado por SC 6.427.614.419 100,00 8.310.528.005 100,00 -22,66
Fonte: MDIC/SECEX

112
Comércio Exterior

TABELA 77
Exportações catarinenses e brasileiras de 1999 a 2009
Ano Brasil Santa Catarina Ranking de SC
US$ FOB US$ Variação Partic. %
FOB % anual s/ Brasil
1999 48.012.789.947 2.567.417.836 -1,45 5,35 5º
2000 55.118.919.865 2.712.493.326 5,65 4,92 6º
2001 58.286.593.021 3.031.171.592 11,75 5,20 5º
2002 60.438.653.035 3.160.456.173 4,27 5,23 6º
2003 73.203.222.075 3.701.853.788 17,13 5,06 6º
2004 96.677.838.776 4.862.607.905 31,36 5,03 6º
2005 118.529.184.899 5.594.238.525 15,05 4,72 8º
2006 137.807.469.531 5.982.111.911 6,93 4,34 9º
2007 160.649.072.830 7.381.839.477 23,40 4,60 8º
2008 197.942.442.909 8.310.528.005 12,58 4,20 9º
2009 152.994.742.805 6.427.614.419 -22,66 4,20 10º
Fonte: MDIC/SECEX

TABELA 78
Exportações catarinenses para Blocos Econômicos em 2008 e 2009
Discriminação 2009 2008 %
09/08
US$ FOB Part. % US$ FOB Part. %
s/ total s/ total
Nafta 982.219.373 15,28 1.469.538.615 17,68 -33,16
União Europeia 1.825.433.505 28,40 2.288.826.939 27,54 -20,25
Mercosul 652.735.320 10,16 861.818.056 10,37 -24,26
Tigres Asiáticos 448.467.385 6,98 418.216.595 5,03 7,23
Total dos Blocos Econômicos 3.908.855.583 60,81 5.038.400.205 60,63 -22,42
Demais países 2.518.758.836 39,19 3.272.127.800 39,37 -23,02
Exportações totais de SC 6.427.614.419 100,00 8.310.528.005 100,00 -22,66
Fonte: MDIC/SECEX

TABELA 79
Exportações catarinenses por fatores agregados de 1999 a 2009 (US$ FOB mil)
Ano Básicos Semi- Manufaturados Industrializados Operações TOTAL
manufaturados (B) (A+B) Especiais
(A)
1999 682.529 153.668 1.730.313 1.883.980 909 2.567.418
2000 694.713 133.826 1.883.362 2.017.188 592 2.712.493
2001 1.002.651 151.800 1.876.007 2.027.807 714 3.031.172
2002 970.312 156.126 2.033.216 2.189.342 802 3.160.456
2003 1.052.600 214.325 2.433.898 2.648.222 1.032 3.701.854
2004 1.462.919 166.243 3.232.137 3.398.380 1.309 4.862.608
2005 1.838.040 145.870 3.608.250 3.754.120 2.079 5.594.239
2006 1.748.970 154.926 4.076.282 4.231.208 1.934 5.982.112
2007 2.668.429 184.706 4.525.143 4.709.849 3.561 7.381.839
2008 3.296.387 190.091 4.819.050 5.009.141 5.000 8.310.528
2009 2.832.119 105.565 3.486.712 3.592.277 3.218 6.427.614
Fonte: MDIC/SECEX

113
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 80
Exportações catarinenses por categorias de uso em 2008 e 2009
Discriminação 2009 2008 %
Mil US$ FOB Part. % Mil US$ FOB Part. % 09/08
s/ total s/ total
Bens de Capital 1.253.637 19,50 1.659.881 19,97 -24,47
Bens de capital (exc. equip. de transp. uso industrial) 1.252.009 19,48 1.652.542 19,88 -24,24
Equip. de transporte de uso industrial 1.627 0,03 7.339 0,09 -77,83
Bens Intermediários 2.244.807 34,92 3.036.974 36,54 -26,08
Alimentos e bebidas destinados à indústria 165.226 2,57 301.359 3,63 -45,17
Insumos industriais 1.855.465 28,87 2.239.748 26,95 -17,16
Peças e acessórios de equip. de transporte 222.700 3,46 492.853 5,93 -54,81
Bens diversos 1.414 0,02 3.012 0,04 -53,05
Bens de Consumo 2.919.801 45,43 3.586.086 43,15 -18,58
Bens de consumo duráveis 379.872 5,91 488.912 5,88 -22,30
Bens de consumo não duráveis 2.539.928 39,52 3.097.173 37,27 -17,99
Combustíveis e Lubrificantes 6.149 0,10 22.586 0,27 -72,78
Demais Operações 3.218 0,05 4.999 0,06 -35,63
Total Exportado por Santa Catarina 6.427.614 100,00 8.310.528 100,00 -22,66
Fonte: MDIC/SECEX

TABELA 81
Número de empresas exportadoras por municípios catarinenses em 2008 e 2009
Município 2008 2009
Joinville 174 168
Blumenau 118 120
Itajaí 64 67
Florianópolis 61 62
Jaraguá do Sul 62 57
Brusque 52 54
São Bento do Sul 56 52
Criciúma 55 50
Lages 34 28
Chapecó 27 26
São João Batista 23 26
Rio Negrinho 28 25
Pomerode 23 25
São José 33 24
Rio do Sul 25 23
Caçador 22 22
Indaial 25 20
Curitibanos 24 19
Timbó 21 18
Tubarão 16 16
Gaspar 19 15
Mafra 16 14
Urussanga 14 13
Içara 13 13
Canoinhas 13 13
Palhoça 11 13
Guaramirim 12 12
Braço do Norte 16 11
continua...

114
Comércio Exterior

São Francisco do Sul 12 9


Videira 12 9
Fraiburgo 11 8
Demais municípios 439 428
Total 1.531 1.460
Fonte: MDIC/SECEX
Obs: critério domicílio fiscal

TABELA 82
Importações brasileiras por estados em 2008 e 2009
Discriminação 2009 Particip. 2008 Particip. %
US$ FOB % s/ total US$ FOB % s/ total 09/08
São Paulo 50.485.294.070 39,53 66.351.317.529 38,36 -23,91
Rio de Janeiro 11.641.164.566 9,12 14.422.524.295 8,34 -19,28
Paraná 9.620.726.368 7,53 14.570.222.035 8,42 -33,97
Rio Grande do Sul 9.471.454.723 7,42 14.524.822.701 8,40 -34,79
Minas Gerais 7.350.528.036 5,76 10.483.316.005 6,06 -29,88
Santa Catarina 7.285.068.168 5,70 7.940.723.855 4,59 -8,26
Amazonas 6.940.440.795 5,43 10.023.627.883 5,79 -30,76
Espírito Santo 5.484.438.768 4,29 8.606.604.285 4,98 -36,28
Bahia 4.664.434.565 3,65 6.309.577.149 3,65 -26,07
Goiás 2.852.749.737 2,23 3.050.197.095 1,76 -6,47
Mato Grosso do Sul 2.688.714.463 2,11 3.682.565.087 2,13 -26,99
Demais estados 9.219.922.751 7,22 13.019.269.695 7,53 -29,18
Total geral do BR 127.704.937.010 100,00 172.984.767.614 100,00 -26,18
Fonte: MDIC/SECEX

TABELA 83
Importações catarinenses, segundo os principais países, em 2008 e 2009
Discriminação 2009 Particip. 2008 Particip. %
US$ FOB % s/ total US$ FOB % s/ total 09/08
China 1.712.657.728 23,51 1.622.215.704 20,43 5,58
Argentina 869.689.252 11,94 946.058.741 11,91 -8,07
Chile 735.409.269 10,09 930.886.633 11,72 -21,00
Estados Unidos 618.312.995 8,49 673.398.016 8,48 -8,18
Alemanha 316.765.056 4,35 348.281.527 4,39 -9,05
Itália 206.202.854 2,83 186.862.148 2,35 10,35
Índia 197.916.274 2,72 276.439.643 3,48 -28,41
Coreia do Sul 196.124.909 2,69 182.223.898 2,29 7,63
Indonésia 173.715.606 2,38 162.969.569 2,05 6,59
Uruguai 165.043.521 2,27 175.822.479 2,21 -6,13
Taiwan 162.614.040 2,23 139.415.580 1,76 16,64
Demais países 1.930.616.664 26,50 2.296.149.917 28,92 -15,92
Total geral SC 7.285.068.168 100,00 7.940.723.855 100,00 -8,26
Fonte: MDIC/SECEX

115
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 84
Importações catarinenses e brasileiras de 1999 a 2009
Ano Brasil Santa Catarina Ranking de SC
US$ FOB US$ Variação Partic. %
FOB % anual s/ Brasil
1999 49.301.557.692 883.621.858 -30,46 1,79 9º
2000 55.850.663.138 957.170.420 8,32 1,71 9º
2001 55.601.757.122 860.394.086 -10,11 1,55 10º
2002 47.242.654.135 931.395.232 8,25 1,97 9º
2003 48.325.652.363 993.809.940 6,70 2,06 9º
2004 62.835.615.629 1.508.949.736 51,83 2,40 9º
2005 73.600.375.667 2.188.539.874 45,04 2,97 9º
2006 91.350.580.486 3.468.764.606 58,50 3,80 9º
2007 120.617.446.250 5.000.221.348 44,15 4,15 9º
2008 172.984.767.614 7.940.723.855 58,81 4,59 8º
2009 127.714.734.485 7.285.719.213 -8,25 5,70 6º
Fonte: MDIC/SECEX

TABELA 85
Importações catarinenses dos Blocos Econômicos em 2008 e 2009
Discriminação 2009 Particip. 2008 Particip. %
(US$ FOB) % s/total (US$ FOB) % s/total 09/08

Mercosul 1.134.567.475 15,57 1.269.884.485 15,99 -10,66


União Europeia 1.040.286.416 14,28 1.151.274.801 14,50 -9,64
Nafta 793.256.467 10,89 801.910.436 10,10 -1,08
Tigres Asiáticos 394.319.014 5,41 411.079.611 5,18 -4,08
Total dos Blocos 3.362.429.372 46,16 3.634.149.333 45,77 -7,48
Demais países 3.922.638.796 53,84 4.306.574.522 54,23 -8,92
Total geral de SC 7.285.068.168 100,00 7.940.723.855 100,00 -8,26
Fonte: MDIC/SECEX

TABELA 86
Importações catarinenses segundo os principais capítulos da NCM em 2008 e 2009
Discriminação Valores (US$ FOB) % s/total %
2009 2008 2009 09/08

Reatores nucleares, caldeiras, máquinas etc. mecânicos¹ 985.220.519 1.045.887.691 13,52 -5,80
Plásticos e suas obras 741.402.711 842.608.414 10,18 -12,01
Cobre e suas obras 714.779.238 1.033.349.102 9,81 -30,83
Máquinas, aparelhos e material elétrico, suas partes² 692.286.043 641.424.039 9,50 7,93
Ferro fundido, ferro e aço 336.698.622 291.155.435 4,62 15,64
Borracha e suas obras 307.691.621 377.005.582 4,22 -18,39
Fibras sintéticas ou artificiais, descontínuas 297.623.334 254.532.868 4,09 16,93
Filamentos sintéticos ou artificiais 244.757.695 232.033.358 3,36 5,48
Produtos químicos orgânicos 204.832.892 202.164.828 2,81 1,32
Instrumentos e aparelhos de óptica, fotografia etc. 200.685.444 199.018.114 2,75 0,84
Produtos químicos inorgânicos, etc. 157.998.042 250.954.137 2,17 -37,04
Cereais 142.426.943 186.149.826 1,96 -23,49
Outros 2.258.665.064 2.384.440.461 31,00 -5,27
Total das Importações de SC 7.285.068.168 7.940.723.855 100,00 -8,26
Fonte: MDIC/SECEX
1 Motores diesel para embarcações, rolamentos de esferas, máquinas, ferramentas para estampar e forjar metais, partes e acessórios de impressoras, etc.
2 Aparelhos videofônicos de gravação/reprodução, aparelhos radiofônicos/som, dispositivos elétricos para ignição, modens, etc.

116
Comércio Exterior

TABELA 87
Principais empresas importadoras em 2008 e 2009
Empresa 2009 2008 %
US$ FOB % s/total US$ FOB 09/08

Dow Brasil S/A 279.723.712 3,84 315.258.289 -11,27


Trop Comércio Exterior Ltda. 271.977.416 3,73 228.797.567 18,87
Cotia Vitória Serviços e Comércio S/A 262.607.808 3,61 393.670.338 -33,29
Copper Trading S/A 233.913.656 3,21 503.344.576 -53,53
SIDMEX Internacional Ltda. 231.497.669 3,18 57.650.814 301,55
First S/A 173.737.135 2,39 130.349.535 33,29
Diamond Business Trading S/A 163.541.170 2,25 118.668.339 37,81
Weg Equipamentos Elétricos S/A 131.701.839 1,81 127.001.216 3,70
Sertrading (BR) Ltda. 128.372.233 1,76 105.906.152 21,21
Columbia Trading S/A 117.906.305 1,62 48.580.669 142,70
Sainte Marie Importação e Exportação Ltda. 112.565.240 1,55 65.909.459 70,79
Companhia de Bebidas das Américas - AMBEV 109.355.342 1,50 107.004.814 2,20
Whirlpool S/A 97.919.131 1,34 123.905.201 -20,97
Estaleiro Navship Ltda. 96.301.075 1,32 117.369.324 -17,95
Brasil Mundi Importação e Exportação Ltda. 86.324.791 1,19 140.379.307 -38,51
Pirelli Pneus S/A 85.639.267 1,18 117.828.937 -27,32
Link Comercial Importadora e Exportadora Ltda. 80.877.944 1,11 84.151.462 -3,89
ST Importações Ltda. 75.168.601 1,03 75.233.467 -0,09
Bunge Alimentos S/A 72.634.834 1,00 84.959.778 -14,51
Reyc Comércio e Participações Ltda. 70.582.887 0,97 83.399.439 -15,37
SISTEX Comércio Importação e Exportação Ltda. 63.375.454 0,87 55.847.499 13,48
D&A Comércio Servicos Importação e Exportação Ltda. 61.681.483 0,85 59.137.422 4,30
Indústrias Têxteis Sueco Ltda. 58.776.029 0,81 45.171.992 30,12
AC Comercial Importadora e Exportadora Ltda. 57.312.779 0,79 94.109.441 -39,10
Próspera Trading Importação e Export. Ltda. 55.835.236 0,77 82.265.820 -32,13
Terra Nova Importações e Export. Ltda. 53.959.742 0,74 30.548.268 76,64
Sociedade Catarinense Comércio, Imp. e Export. 53.316.103 0,73 113.163.433 -52,89
Map Comércio Exterior Ltda. 50.918.951 0,70 60.855.048 -16,33
Capital Trade Importação e Export. Ltda. 48.130.514 0,66 47.765.769 0,76
Siemens Ltda. 45.704.968 0,63 52.423.357 -12,82
Tupy S/A 45.657.179 0,63 30.176.076 51,30
Cisa Trading S/A 45.159.900 0,62 69.997.287 -35,48
Guabifios Produtos Têxteis Ltda. 44.000.221 0,60 55.866.872 -21,24
Leardini Pescados Ltda. 43.477.741 0,60 18.071.070 140,59
Komlog Importação Ltda. 42.790.550 0,59 53.860.576 -20,55
CCQM - Comercial Catarinense Química e Metais Ltda. 41.844.398 0,57 64.434.917 -35,06
Server Company Comércio Internacional S/A 41.299.608 0,57 6.464.859 538,83
Intelbras S/A 41.178.532 0,57 51.636.532 -20,25
Seara Alimentos S/A 41.072.490 0,56 32.492.027 26,41
Savixx Comércio Internacional S/A 39.035.461 0,54 36.092.748 8,15
Demais empresas 3.426.376.507 47,04 3.850.974.159 -11,03
Total de Santa Catarina 7.283.251.901 100,00 7.940.723.855 -8,28
Fonte: MDIC/SECEX

117
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 88
Principais municípios importadores de Santa Catarina em 2008 e 2009
Município 2009 2008 %
US$ FOB US$ FOB 09/08
Itajaí 3.275.574.908 3.377.570.079 -3,02
Joinville 739.677.510 769.176.645 -3,84
Florianópolis 483.139.485 528.002.206 -8,50
Imbituba 315.838.406 514.895.984 -38,66
Blumenau 310.489.364 288.200.718 7,73
São José 286.286.510 326.749.774 -12,38
Jaraguá do Sul 225.000.003 251.382.738 -10,50
Navegantes 190.251.957 205.096.925 -7,24
São Francisco do Sul 188.339.521 146.412.638 28,64
Palhoça 167.190.759 192.996.734 -13,37
Pomerode 99.415.379 115.117.347 -13,64
Brusque 78.548.498 80.970.502 -2,99
Chapecó 51.876.159 72.061.133 -28,01
São Bento do Sul 48.867.980 38.757.255 26,09
Gaspar 46.724.751 68.943.383 -32,23
Guabiruba 46.051.102 65.968.209 -30,19
Mafra 43.607.356 106.468.495 -59,04
Içara 43.374.005 37.506.854 15,64
Garuva 38.635.735 23.415.439 65,00
Fonte: MDIC/SECEX
Obs: critério domicílio fiscal

118
Comércio Exterior

TABELA 89
Balança comercial catarinense de 1999 a 2009
Ano Exportação Importação Saldo
(US$ FOB) (US$ FOB) (US$ FOB)
1999 2.567.417.836 883.621.858 1.683.795.978
2000 2.712.493.326 957.170.420 1.755.322.906
2001 3.031.171.592 860.394.086 2.170.777.506
2002 3.160.456.173 931.395.232 2.229.060.941
2003 3.701.853.788 993.809.940 2.708.043.848
2004 4.862.607.905 1.508.949.736 3.353.658.169
2005 5.594.238.525 2.188.539.874 3.405.698.651
2006 5.982.111.911 3.468.764.606 2.513.347.305
2007 7.381.839.477 5.000.221.348 2.381.618.129
2008 8.310.528.005 7.940.723.855 369.804.150
2009 6.427.614.419 7.285.068.168 -857.453.749
Fonte: MDIC/SECEX

119
SANTA CATARINA Comércio Exterior
EM DADOS 2010

TABELA 90
Intercâmbio comercial catarinense com o Mercosul de 1999 a 2009
Ano Exportação Importação Saldo
(US$ FOB) (US$ FOB) (US$ FOB)
1999 375.840.484 211.934.803 163.905.681
2000 417.269.916 264.766.855 152.503.061
2001 366.909.548 212.481.029 154.428.519
2002 157.978.386 316.996.888 -159.018.502
2003 258.342.207 404.945.255 -146.603.048
2004 365.889.285 477.159.779 -111.270.494
2005 433.818.665 662.073.129 -228.254.464
2006 558.136.447 833.586.256 -275.449.809
2007 738.564.858 960.725.046 -222.160.188
2008 861.818.056 1.269.884.485 -408.066.429
2009 652.735.320 1.134.567.475 -481.832.155
Fonte: MDIC/SECEX

TABELA 91
Importações catarinenses por fatores agregados de 1999 a 2009
Ano Valor (US$ FOB mil)

Básicos Semi- Manufaturados (B) Industrializados TOTAL


manufaturados (A) (A+B)
1999 199.206 19.449 664.967 684.416 883.622
2000 217.244 19.721 720.205 739.926 957.170
2001 194.699 15.180 650.515 665.695 860.394
2002 202.565 21.293 707.538 728.831 931.396
2003 241.181 21.942 730.687 752.629 993.810
2004 187.295 159.423 1.162.232 1.321.655 1.508.950
2005 232.119 291.720 1.664.700 1.956.420 2.188.539
2006 352.287 536.269 2.580.212 3.116.481 3.468.768
2007 422.737 786.984 3.790.500 4.577.484 5.000.221
2008 617.310 1.266.526 6.056.888 7.323.414 7.940.724
2009 526.120 1.001.782 5.755.349 6.757.131 7.283.251
Fonte: MDIC/SECEX

TABELA 92
Importações catarinenses por categorias de uso em 2008 e 2009
Discriminação 2009 2008 %
Mil US$ FOB Part. % Mil US$ FOB Part. % 09/08
s/ total s/ total
Bens de Capital 1.566.496 21,51 1.638.412 20,63 -4,39
Bens de capital (exc. equip. de transp. uso industr.) 1.555.285 21,35 1.628.175 20,50 -4,48
Equip. de transporte de uso industrial 11.210 0,15 10.236 0,13 9,52
Bens Intermediários 4.425.153 60,76 5.211.504 65,63 -15,09
Alimentos e bebidas destinados à indústria 285.125 3,91 272.766 3,44 4,53
Insumos industriais 3.899.510 53,54 4.635.720 58,38 -15,88
Peças e acessórios de equipamentos de transporte 240.333 3,30 302.666 3,81 -20,59
Bens diversos 183 0,00 351 0,00 -47,86
Bens de Consumo 1.272.519 17,47 1.076.806 13,56 18,18
Bens de consumo duráveis 288.363 3,96 213.293 2,69 35,20
Bens de consumo não duráveis 984.155 13,51 863.513 10,87 13,97
Combustíveis e Lubrificantes 19.082 0,26 13.999 0,18 36,31
Total Importado por Santa Catarina 7.283.251 100,00 7.940.723 100,00 -8,28
Fonte: MDIC/SECEX

120
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Tributos
Tributos

Tributos

TABELA 93
Arrecadação do ICMS em Santa Catarina por setor de atividade econômica em 2008 e 2009
Setor Mil R$ correntes Variação % 09/08
2009 2008
Agropecuária 36.820 34.450 6,88
Indústria 2.295.659 2.085.489 10,08
Serviços 2.174.681 1.950.811 11,48
Comércio 3.942.888 3.775.659 4,43
Total 8.450.048 7.846.409 7,69
Fonte: Secretaria de Estado da Fazenda de SC

121
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 94
Arrecadação do ICMS em Santa Catarina por subsetor de atividade em 2008 e 2009
Produtos e Serviços Mil R$ correntes Particip. %
% s/total 09/08
2009 2008 2009
Combustíveis 1.642.141 1.590.836 19,43 3,23
Telecomunicações 917.724 865.503 10,86 6,03
Energia Elétrica e Gás 871.101 740.210 10,31 17,68
Alimentação 612.966 535.566 7,25 14,45
Farmacoquímicos 503.917 453.475 5,96 11,12
Bebidas 498.260 414.899 5,90 20,09
Vestuário e Calçado 383.334 380.526 4,54 0,74
Veículos e Peças 376.267 383.235 4,45 -1,82
Mecânica e Metalurgia 303.970 289.663 3,60 4,94
Utilidades Domésticas 244.425 259.823 2,89 -5,93
Têxtil 206.007 190.961 2,44 7,88
Transporte 184.088 178.922 2,18 2,89
Construção 181.562 189.019 2,15 -3,95
Borrachas e Plásticos 181.232 151.036 2,14 19,99
Fumo 138.504 127.101 1,64 8,97
Outros 1.204.553 1.095.639 14,25 9,94
TOTAL 8.450.051 7.846.414 100,00 7,69
Fonte: Secretaria de Estado da Fazenda de SC

TABELA 95
Arecadação de ICMS em Santa Catarina, em 2009, por mesorregiões
Mesorregiões Valor em R$ Mil % sobre o total Setores com maior arrecadação
Oeste 410.978 5,94 Laticínios e produção alimentícia
Norte 1.761.163 25,45 Plásticos, vestuário, metalmecânico, combustíveis, lubrificantes e móveis
Serrana 305.865 4,42 Bebidas, papel e celulose
Vale do Itajaí 1.568.538 22,67 Têxtil, vestuário, fumo, combustíveis e lubrificantes
Grande Fpolis 2.388.429 34,52 Energia, telecomunicações, bebidas e supermercados
Sul 483.840 6,99 Cerâmica, produtos químicos e supermercados
Total 6.918.813* 100,00 Combustíveis e telecomunicações
Fonte: Secretaria de Estado da Fazenda de SC
* Valor inferior à arrecadação total de SC pois as transferências provenientes de outros estados, devido a acordos de substituição tributária, não são computadas nas mesorregiões.

TABELA 96
Arrecadação do ICMS por estados e regiões em 2008 e 2009
Estados R$ mil correntes % Partic. %
2009 2008 2009/2008 s/total 2009

NORTE 12.828.456 * 12.446.202 * 3,07 5,62


Acre 429.221 * 400.292 * 7,23 0,19
Amazonas 4.378.853 4.619.595 -5,21 1,92
Pará 4.530.126 4.182.093 8,32 1,98
Rondônia 1.783.231 1.674.607 6,49 0,78
Amapá 417.908 353.147 18,34 0,18
Roraima 350.982 300.763 16,70 0,15
Tocantins 938.135 915.704 2,45 0,41
NORDESTE 33.892.547 * 32.058.239 5,72 14,85
Maranhão 2.514.517 2.350.325 6,99 1,10
Piauí 1.587.309 1.402.557 13,17 0,70
Ceará 5.134.390 4.719.283 8,80 2,25
continua...

122
Tributos

Rio Grande do Norte 2.417.496 2.256.485 7,14 1,06


Paraíba 2.100.909 1.927.353 9,00 0,92
Pernambuco 6.866.445* 6.208.668 10,59 3,01
Alagoas 1.697.015 1.614.352 5,12 0,74
Sergipe 1.431.626* 1.340.654 6,79 0,63
Bahia 10.142.840* 10.238.561 -0,93 4,44
SUDESTE 126.691.732* 124.372.695 1,86 55,51
Minas gerais 22.348.797 23.214.306 -3,73 9,79
Espírito Santo 6.670.459 7.001.267 -4,72 2,92
Rio de Janeiro 19.100.299 17.835.540 7,09 8,37
São Paulo 78.572.177* 76.321.581 2,95 34,43
SUL 34.813.847 34.535.789 0,81 15,25
Paraná 11.198.814 11.766.971 -4,83 4,91
Santa Catarina 8.528.362 7.943.664 7,36 3,74
Rio Grande do Sul 15.086.671 14.825.154 1,76 6,61
CENTRO-OESTE 20.006.943* 19.175.667 4,34 8,77
Mato Grosso 5.016.124 4.736.302 5,91 2,20
Mato Grosso do Sul 4.278.743 4.346.913 -1,57 1,87
Goiás 6.717.040* 6.143.391 9,34 2,94
Distrito Federal 3.995.036* 3.949.062 1,16 1,75
TOTAL BRASIL 228.233.525* 222.588.592* 2,54 100,00
Fonte: Ministério da Fazenda - CONFAZ/COTEPE
(*) Valor provisório

TABELA 97
Principais municípios catarinenses em arrecadação do ICMS em 2009
Município Valor em R$ mil Partic.% s/total
São Francisco do Sul 844.419 9,99
Itajaí 554.145 6,56
Joinville 478.279 5,66
Blumenau 434.616 5,14
Florianópolis* 391.412 4,63
Lages 238.835 2,83
Jaraguá do Sul 186.230 2,20
São José 184.851 2,19
Criciúma 122.330 1,45
Palhoça 121.358 1,44
Brusque 120.962 1,43
Chapecó 111.186 1,32
Demais 4.661.428 55,16
Total de SC 8.450.051 100,00
Fonte: DCOG/SEF
*Valor estimado. A CELESC e algumas empresas de telecomunicações centralizam seus recolhimentos em Florianópolis. Foram deduzidos valores relativos a essa centralização.

123
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 98
Arrecadação do ICMS, IPVA e Taxas, de 2000 a 2009, em Santa Catarina
Ano ICMS IPVA Taxas
Valor R$ mil % Anual Valor R$ mil % Anual Valor R$ mil % Anual
2000 4.941.152 14,33 309.040 - 122.903 -
2001 5.477.473 10,85 330.336 6,89 119.336 -2,90
2002 5.707.971 4,21 358.519 8,53 137.435 15,17
2003 6.410.359 12,31 366.842 2,32 137.074 -0,26
2004 6.600.465 2,97 398.559 8,65 139.068 1,45
2005 6.936.792 5,10 470.133 17,96 211.455 52,05
2006 7.087.381 2,17 554.476 17,94 236.610 11,90
2007 7.534.304 6,31 645.211 16,36 259.385 9,63
2008 8.369.456 11,08 738.433 14,45 303.045 16,83
2009 8.597.614 2,73 826.517 11,93 292.714 -3,41
Fonte: DCOG/SEF/SC
Obs: valores constantes corrigidos pelo IPCA-IBGE

TABELA 99
Desempenho das receitas tributárias em Santa Catarina, em 2008 e 2009
Tributos R$ correntes Var. % Partic. % 2009
2009 2008 09/08

ICMS 8.449.881 7.843.178 7,74 84,49


IPVA 812.696 691.340 17,55 8,13
IRRF 397.005 436.283 -9,00 3,97
TAXAS 287.695 283.976 1,31 2,88
ITCMD 53.429 55.481 -3,70 0,53
TOTAL 10.000.706 9.310.258 7,42 100,00
Fonte: DCOG - SEF

TABELA 100
Repasse do ICMS aos municípios catarinenses em 2009
Município ICMS Partic. %
Valor (R$ mil) s/total
Joinville 224.278 9,94
Blumenau 124.056 5,50
Itajaí 119.454 5,29
Jaraguá do Sul 94.643 4,19
Florianópolis 88.199 3,91
São José 53.370 2,37
Chapecó 48.225 2,14
Lages 44.947 1,99
Criciúma 44.881 1,99
Brusque 43.265 1,92
São Bento do Sul 28.569 1,27
Biguaçu 27.004 1,20
Guaramirim 26.764 1,19
Videira 26.330 1,17
Demais municípios 1.262.197 55,94
Total do Estado 2.256.182 100,00
Fonte: DCOG/SEF

124
Tributos

TABELA 101
Arrecadação das receitas federais em Santa Catarina, em 2009
Receitas SC 2009 Partic. % BR 2009 %
R$ s/total R$ SC/BR
Imposto sobre importação 1.278.154.435 9,5 16.091.944.137 7,9
Imposto sobre exportação 417.089 0,0 11.403.763 3,7
IPI - Total 1.589.310.800 11,8 30.752.587.525 5,2
IPI - Fumo 64.426.736 0,5 3.314.025.827 1,9
IPI - Bebidas 91.266.512 0,7 2.291.082.128 4,0
IPI - Automóveis 84.042 0,0 2.053.686.947 0,0
IPI - Vinculado à importação 605.951.399 4,5 8.409.710.835 7,2
IPI - Outros 827.582.112 6,1 14.684.081.787 5,6
Imposto sobre a Renda Total 3.607.676.826 26,8 191.596.504.152 1,9
Imposto de Renda - pessoa física 430.032.788 3,2 14.840.322.479 2,9
Imposto de Renda - pessoa jurídica 2.074.357.311 15,4 84.520.591.703 2,5
Entidades financeiras 12.452.923 0,1 13.611.660.174 0,1
Demais empresas 2.061.904.388 15,3 70.908.931.529 2,9
Imposto sobre a Renda - retido na fonte 1.103.286.727 8,2 92.235.589.969 1,2
IRRF - rendimentos do trabalho 788.274.581 5,8 52.176.571.294 1,5
IRRF - rendimentos do capital 156.267.505 1,2 22.927.028.934 0,7
IRRF - remessas para o exterior 66.283.826 0,5 10.656.547.103 0,6
IRRF - outros rendimentos 92.460.815 0,7 6.475.442.637 1,4
Imposto sobre operações financeiras 56.062.496 0,4 19.243.266.956 0,3
Imposto territorial rural 9.196.013 0,1 474.561.106 1,9
CPMF 6.469.289 0,0 284.786.602 2,3
COFINS 4.308.235.742 32,0 117.886.020.775 3,7
Contribuição para o PIS/PASEP 1.082.204.780 8,0 31.755.395.164 3,4
Contribuição social sobre o lucro líquido - CSLL 1.072.872.549 8,0 44.236.721.261 2,4
CIDE - Combustíveis 3.030 0,0 4.828.374.232 0,0
Contribuições para o FUNDAF 14.404.566 0,1 326.594.593 4,4
Outras receitas administradas 286.353.458 2,1 13.388.542.470 2,1
Receita administrada pela RFB 13.311.361.074 98,8 470.876.702.736 2,8
Demais receitas 168.272.616 1,2 26.509.609.127 0,6
TOTAL GERAL 13.479.633.690 100,0 497.386.311.863 2,7
Fonte: SRF - Sistema DW - Arrecadação
Obs: CPMF: a arrecadação é concentrada nas matrizes dos bancos, principalmente em SP
CIDE: quase 90% da arrecadação se concentra no Rio de Janeiro
Não inclui Receita Previdenciária

125
SANTA CATARINA Tributos
EM DADOS 2010

TABELA 102
Arrecadação da Receita Federal por estados em 2008 e 2009
Estados 2009 2008 Variação %
R$ mil R$ mil 09/08
São Paulo 204.151.379 207.686.075 -1,70
Rio de Janeiro 101.964.282 113.613.150 -10,25
Distrito Federal 50.454.719 38.355.508 31,54
Minas Gerais 26.555.017 28.545.945 -6,97
Paraná 21.686.569 22.814.980 -4,95
Rio Grande do Sul 21.978.882 22.061.331 -0,37
Santa Catarina 13.479.634 13.447.082 0,24
Espírito Santo 8.054.204 10.129.917 -20,49
Bahia 9.830.084 9.935.364 -1,06
Amazonas 6.283.046 7.156.454 -12,20
Pernambuco 7.228.568 6.775.693 6,68
Goiás 5.397.629 5.204.667 3,71
Ceará 4.845.815 4.482.913 8,10
Pará 2.544.117 2.411.119 5,52
Maranhão 1.886.862 2.142.272 -11,92
Mato Grosso 2.080.530 1.930.074 7,80
Mato Grosso do Sul 1.540.859 1.565.024 -1,54
Rio Grande do Norte 1.423.354 1.307.396 8,87
Paraíba 1.353.784 1.224.876 10,52
Sergipe 1.025.382 970.472 5,66
Alagoas 937.683 901.506 4,01
Piauí 843.698 752.163 12,17
Rondônia 686.396 635.407 8,02
Tocantins 482.298 460.897 4,64
Amapá 225.848 230.155 -1,87
Acre 244.750 204.213 19,85
Roraima 200.919 181.050 10,97
TOTAL BRASIL 497.386.312 505.125.703 -1,53
Fonte: IBPT - Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário

126
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Comércio
Comércio

Comércio

TABELA 103
Constituição de empresas em Santa Catarina em 2008 e 2009
Especificação SC
2008 2009 % 09/08
Total 28.639 28.583 -0,20
Registro de Empresário 9.331 9.941 6,54
Sociedades Limitadas 19.159 18.472 -3,59
Sociedades Anônimas 86 105 22,09
Cooperativas 53 43 -18,87
Outros tipos jurídicos 10 22 120,00
Fonte: JUCESC

TABELA 104
Extinção* de empresas em Santa Catarina em 2008 e 2009
Especificação SC
2008 2009 %
09/08
Total 11.872 10.855 -8,57
Registro de Empresário 5.574 4.713 -15,45
Sociedades Limitadas 6.279 6.122 -2,50
Sociedades Anônimas 13 11 -15,38
Cooperativas 5 4 -20,00
Outros tipos jurídicos 1 5 400,00
Fonte: JUCESC
* Liquidação, distratos e cancelamentos.

TABELA 105
Comportamento do volume de vendas no comércio catarinense, por atividades, em 2009
Especificação SC BR
% 09/08 % 09/08
Comércio Varejista Total 6,8 5,9
Combustíveis e lubrificantes 2,4 0,8
Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo 6,6 8,3
Hipermercados e supermercados 6,5 8,1
Tecidos, vestuário e calçados 4,4 -2,8
Móveis e eletrodomésticos 4,6 2,1
Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos 23,6 11,8
Livros, jornais, revistas e papelaria 7,8 9,6
Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação 66,0 10,6
Outros artigos de uso pessoal e doméstico 1,0 8,4
Comércio Varejista Ampliado¹ 6,0 6,9
Veículos, motocicletas, partes e peças 6,4 11,1
Material de construção -2,5 -5,9
Fonte: IBGE - Pesquisa Mensal de Comércio
1 Além de incluir as atividades do comércio varejista, inclui as de veículos e construção.

127
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 106
Comportamento do volume de vendas do comércio varejista ampliado, por estados, de 2007 a 2009
Brasil e Unidades da Federação Variação %
2007 2008 2009
Brasil 13,5 9,9 6,9
Rondônia 28,7 19,0 9,3
Acre 23,0 13,0 9,2
Amazonas 14,5 5,7 -0,6
Roraima 9,0 12,4 10,8
Pará 18,0 3,1 2,9
Amapá 19,8 8,8 4,6
Tocantins 19,5 7,0 9,9
Maranhão 19,4 9,1 6,8
Piauí 6,4 11,9 15,8
Ceará 14,3 11,5 10,3
Rio Grande do Norte 12,8 9,3 4,5
Paraíba 13,5 8,5 4,2
Pernambuco 13,9 6,3 7,3
Alagoas 20,5 7,4 10,4
Sergipe 14,5 6,7 15,6
Bahia 12,4 8,9 7,3
Minas Gerais 12,2 9,1 6,7
Espírito Santo 15,6 17,2 6,8
Rio de Janeiro 8,5 7,3 6,1
São Paulo 14,5 11,4 7,9
Paraná 14,0 9,8 6,0
Santa Catarina 15,4 9,9 6,0
Rio Grande do Sul 10,9 9,6 4,6
Mato Grosso do Sul 18,9 13,7 6,9
Mato Grosso 14,9 15,2 6,0
Goiás 15,7 14,0 6,0
Distrito Federal 13,1 0,7 3,1
Fonte: IBGE

128
Comércio

TABELA 107
Número de estabelecimentos e trabalhadores no comércio catarinense em 2009
Discriminação Número de Número de
estabelecimentos* trabalhadores
Comércio de veículos automotores 1.597 13.997
Manutenção e reparação de veículos automotores 3.736 12.184
Comércio de peças e acessórios para veículos automotores 4.628 19.306
Comércio, manutenção e reparação de motocicletas, peças e acessórios 966 3.626
Representantes comerciais e agentes do comércio, exceto de veículos automotores e motoc. 931 3.805
Comércio atacadista de matérias-primas agrícolas e animais vivos 428 3.553
Comércio atacadista especializado em produtos alimentícios, bebidas e fumo 1.911 18.656
Comércio atacadista de produtos de consumo não-alimentar 2.121 11.367
Comércio atacadista de equipamentos e produtos de tecnologias de informação e comunicação 140 886
Comércio atacadista de máquinas, aparelhos e equipamentos, exceto de tecnologias de inform. 720 4.872
Comércio atacadista de madeira, ferragens, ferramentas, material elétrico 900 5.526
Comércio atacadista especializado em outros produtos 1.568 10.644
Comércio atacadista não-especializado 357 3.252
Comércio varejista não-especializado 6.459 66.776
Comércio varejista de produtos alimentícios, bebidas e fumo 4.742 20.665
Comércio varejista de combustíveis para veículos automotores 1.865 17.870
Comércio varejista de material de construção 6.091 34.580
Comércio varejista de equipamentos de informática e comunicação 8.460 34.578
Comércio varejista de artigos culturais, recreativos e esportivos 2.600 7.324
Comércio varejista de produtos farmacêuticos, perfumaria e cosméticos e artigos médicos 4.521 14.927
Comércio varejista de produtos novos não especificados anteriormente e de produtos usados 17.333 59.968
Total 72.074 368.362
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 - CNAE 2.0
*Estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram) = Rais Positiva.

129
SANTA CATARINA
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010
EM DADOS 2010

Número de Estabelecimentos e
Trabalhadores
Número de Estabelecimentos e Trabalhadores
Número de Estabelecimentos e Trabalhadores

TABELA 108
Número de estabelecimentos e trabalhadores, por atividade, em Santa Catarina, no ano 2009
Atividade Nº de Nº de
estabelecimentos* trabalhadores
Agricultura, pecuária, silvicultura, exploração florestal e serviços relacionados 8.084 42.535
Pesca, aquicultura e serviços relacionados 410 3.352
Indústrias Extrativas 398 7.071
Indústrias de Transformação 28.624 566.530
Fabricação de produtos alimentícios e bebidas 2.846 94.857
Fabricação de produtos do fumo 27 903
Fabricação de produtos têxteis 1.787 59.235
Confecção de artigos do vestuário e acessórios 6.872 102.727
Preparação de couros e fabricação de artefatos de couro 524 9.664
Fabricação de produtos de madeira 2.887 36.884
Fabricação de celulose, papel e produtos de papel 394 17.782
Impressão e reprodução de gravações 785 5.242
Fabricação de coque, refino de petróleo e elaboração de combustíveis 23 396
Fabricação de produtos quimicos 484 8.108
Fabricação de produtos famoquímicos e farmacêuticos 41 912
Fabricação de produtos de borracha e de material plástico 1.089 36.289
Fabricação de produtos de minerais não metálicos 2.094 29.919
Fabricação de vidro e produtos de vidro 62 1.675
Fabricação de cimento 6 215
Fabricação de artefatos de concreto, cimento, fobrocimento, gesso e mat.semelhantes 882 9.057
Fabricação de produtos cerâmicos 727 16.344
Aparelhamento de pedras e fabricação de outros produtos de minerais não metálicos 417 2.628
Metalurgia 337 16.588
Fabricação de produtos de metal - exceto máquinas e equipamentos 2.909 30.642
Fabricação de máquinas e equipamentos 1.342 31.807
Fabricação de equipamentos de informática e produtos eletrônicos 170 6.080
Fabricação de máquinas, aparelhos e materiais elétricos 316 25.723
Fabricação de veículos automotores, reboques e carrocerias 355 13.767
Fabricação de outros equipamentos de transporte exceto veículos 84 3.683
Fabricação de móveis 2.065 26.028
Fabricação de produtos diversos 481 4.908
Manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos 712 4.386
Produção e distribuição de eletricidade, gas e água 847 20.149
Construção 9.040 79.837
Comércio 72.074 368.362
Serviços 64.480 750.489
Organismos internacionais e outras instituições extraterritoriais 6 9
Total 183.963 1.838.334
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 - CNAE 2.0
*Estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram) = Rais Positiva.
Não inclui Rais negativa, ou seja, os estabelecimentos que iniciaram e terminaram o ano com zero empregados, não realizando nenhuma movimentação de pessoal no período.

130
Número de Estabelecimentos e Trabalhadores

TABELA 109
Número de estabelecimentos*, por atividade e tamanho, em Santa Catarina, no ano 2009
Atividade Micro Pequ. Médio Grande Total
Agricultura, pecuária e serviços relacionados a produção florestal 7.760 285 32 7 8.084
Pesca, aquicultura e serviços relacionados 378 26 6 0 410
Indústrias Extrativas 338 49 8 3 398
Indústria de Transformação 24.196 3.604 698 126 28.624
Fabricação de produtos alimentícios e bebidas 2.344 406 66 30 2.846
Fabricação de produtos do fumo 21 2 4 0 27
Fabricação de produtos têxteis 1.399 279 88 21 1.787
Confecção de artigos do vestuário e acessórios 5.854 882 120 16 6.872
Preparação de couros e fabricação de artefatos de couro 419 86 18 1 524
Fabricação de produtos de madeira 2.546 287 49 5 2.887
Fabricação de celulose, papel e produtos de papel 275 79 33 7 394
Impressão e reprodução de gravações 732 51 2 0 785
Fabricação de coque, refino de petróleo e elabor. combust. 18 5 0 0 23
Fabricação de produtos quimicos 409 54 21 0 484
Fabricação de produtos farmoquímicos e farmacêuticos 31 7 3 0 41
Fabricação de artigos de borracha e de material plástico 780 230 69 10 1.089
Fabricação de produtos de minerais não metálicos 1.824 234 33 3 2.094
Fabricação de vidro e produtos de vidro 41 18 3 0 62
Fabricação de cimento, artefatos de concreto, cimento,
fibrocimento e gesso 793 86 9 0 888
Fabricação de produtos cerâmicos 587 118 19 3 727
Aparelhamento de pedras e fabricação de outros produtos de
minerais não metálicos 403 12 2 0 417
Metalurgia básica 254 64 14 5 337
Fabricação de produtos de metal - exceto máquinas e equip. 2.618 256 32 3 2.909
Fabricação de máquinas e equipamentos 1.058 236 43 5 1.342
Fabricação equipamentos de informática e produtos eletrônicos 130 32 5 3 170
Fabricação de máquinas, aparelhos e materiais elétricos 227 59 23 7 316
Fabricação de veículos automotores, reboques e carrocerias 287 48 13 7 355
Fabricação de outros equipamentos de transporte, exceto veículos 59 13 11 1 84
Fabricação de móveis 1.809 213 42 1 2.065
Indústrias diversas 432 43 5 1 481
Manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos 670 38 4 0 712
Produção e distribuição de eletricidade, gas e água 668 134 42 3 847
Construção 8.128 834 75 3 9.040
Comércio 69.281 2.558 229 6 72.074
Serviços 60.260 3.367 680 173 64.480
Organismos internacionais e outras instituições extraterritoriais 6 0 0 0 6
Total 171.015 10.857 1.770 321 183.963
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 - CNAE 2.0
Micro: 0 a 19 empregados; Pequena: 20 a 99 empregados; Média: 100 a 499 empregados; Grande: 500 empregados ou mais.
*Estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram) = Rais Positiva.
Não inclui Rais negativa, ou seja, os estabelecimentos que iniciaram e terminaram o ano com zero empregados, não realizando nenhuma movimentação de pessoal no período.

131
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 110
Número de trabalhadores, por atividade e tamanho do estabelecimento, em Santa Catarina, no ano de 2009
Atividade Micro Pequeno Médio Grande Total
Agricultura, pecuária e serviços relacionados a produção florestal 20.547 11.063 5.223 5.702 42.535
Pesca, aquicultura e serviços relacionados 1.704 978 670 0 3.352
Indústrias Extrativas 1.833 1.987 1.078 2.173 7.071
Indústria de Transformação 117.786 145.864 141.861 161.019 566.530
Fabricação de produtos alimentícios e bebidas 11.614 16.673 15.011 51.559 94.857
Fabricação de produtos do fumo 96 132 675 0 903
Fabricação de produtos têxteis 6.773 12.013 18.230 22.219 59.235
Confecção de artigos do vestuário e acessórios 28.207 33.727 22.760 18.033 102.727
Preparação de couros e fabricação de artefatos de couro 1.798 3.414 3.703 749 9.664
Fabricação de produtos de madeira 11.973 11.513 9.962 3.436 36.884
Fabricação de celulose, papel e produtos de papel 1.646 3.751 7.548 4.837 17.782
Impressão e reprodução de gravações 3.091 1.785 366 0 5.242
Fabricação de coque, refino de petróleo e elabor.combustíveis 153 243 0 0 396
Fabricação de produtos quimicos 2.197 2.345 3.566 0 8.108
Fabricação de produtos farmoquímicos e farmacêuticos 177 254 481 0 912
Fabricação de produtos de borracha e material plástico 4.522 9.494 15.309 6.964 36.289
Fabricação de produtos de minerais não metálicos 10.875 8.935 7.015 3.094 29.919
Fabricação de vidro e produtos de vidro 256 785 634 0 1.675
Fabricação de cimento, artef. de concreto, cimento, fibrocim. e gesso 4.580 3.068 1.624 0 9.272
Fabricação de produtos cerâmicos 4.116 4.637 4.497 3.094 16.344
Aparelhamento de pedras e fabricação de outros produtos de minerais
não metálicos 1.923 445 260 - 2.628
Metalúrgica básica 1.366 2.695 3.777 8.750 16.588
Fabricação de produtos de metal - exceto máquinas e equ. 11.727 9.919 6.493 2.503 30.642
Fabricação de máquinas e equipamentos 5.770 10.333 7.318 8.386 31.807
Fabricação de equipamentos de informática e produtos eletrônicos 608 1.166 973 3.333 6.080
Fabricação de máquinas, aparelhos e materiais elétricos 1.148 2.839 4.746 16.990 25.723
Fabricação de veículos automotores, reboques e carrocerias 1.477 2.388 2.247 7.655 13.767
Fabricação de outros equipamentos de transporte, exceto veículos 359 586 1.978 760 3.683
Fabricação de móveis 8.136 8.875 8.217 800 26.028
Fabricação de produtos diversos 1.640 1.370 947 951 4.908
Manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos 2.433 1.414 539 0 4.386
Produção e distribuição de eletricidade, gas e água 3.056 5.634 8.540 2.919 20.149
Construção 30.488 31.826 14.109 3.414 79.837
Comércio 229.934 91.147 42.413 4.868 368.362
Serviços 198.933 129.245 139.952 282.359 750.489
Organismos internacionais e outras instituições extraterritoriais 9 0 0 0 9
Total 604.290 417.744 353.846 462.454 1.838.334
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 - CNAE 2.0
Micro: 0 a 19 empregados; Pequena: 20 a 99 empregados; Média: 100 a 499 empregados; Grande: 500 empregados ou mais.

132
Número de Estabelecimentos e Trabalhadores

TABELA 111
Número de estabelecimentos* por atividade econômica, em alguns municípios catarinenses
selecionados, em 2009
Município Agropecuária Indústria1 Construção civil Comércio Serviços Total
Araranguá 35 332 95 926 537 1.925
Balneário Camboriú 14 276 388 2.252 2.803 5.733
Blumenau 22 2.108 570 3.824 3.930 10.454
Braço do Norte 89 224 70 451 247 1.081
Brusque 16 1.260 164 1.629 1.084 4.153
Caçador 302 240 51 684 590 1.867
Camboriú 18 184 108 472 243 1.025
Canelinha 2 157 4 81 51 295
Chapecó 212 653 504 2.659 2.163 6.191
Concórdia 98 242 187 841 1.008 2.376
Criciúma 14 1.092 319 2.477 2.325 6.227
Florianópolis 52 630 657 5.402 9.009 15.750
Gaspar 13 915 52 565 446 1.991
Guabiruba - 274 22 114 58 468
Guaramirim 46 261 30 354 225 916
Ibirama 9 191 26 208 135 569
Içara 9 304 54 583 362 1.312
Ilhota 12 173 16 94 59 354
Indaial 22 744 114 737 467 2.084
Itajaí 183 630 215 2.595 2.374 5.997
Jaraguá do Sul 61 853 240 1.593 1.552 4.299
Joaçaba 32 155 61 536 684 1.468
Joinville 73 1.930 702 5.137 4.683 12.525
Lages 453 458 244 1.600 1.644 4.399
Mafra 107 195 59 539 393 1.293
Massaranduba 58 168 2 131 102 461
Morro da Fumaça 2 211 28 198 133 572
Navegantes 58 158 48 483 289 1.036
Palhoça 18 435 262 1.303 780 2.798
Pomerode 5 281 27 291 251 855
Presidente Getúlio 12 159 8 166 114 459
Rio do Sul 34 496 80 1.063 835 2.508
Rio Negrinho 90 255 25 429 354 1.153
Rodeio 13 176 4 100 73 366
Sangão 2 157 2 65 43 269
São Bento do Sul 33 480 89 791 767 2.160
São João Batista 6 372 10 226 153 767
São José 10 722 474 2.933 2.184 6.323
São Miguel do Oeste 40 158 109 598 504 1.409
Sombrio 5 237 15 463 200 920
Tijucas 17 188 47 374 245 871
Timbó 19 469 28 492 392 1.400
Tubarão 53 632 153 1.740 1.241 3.819
Videira 157 171 86 647 622 1.683
Xanxere 105 212 132 733 643 1.825
Demais Municípios 5.863 9.251 2.459 22.495 17.489 57.557
Total SC 8.494 29.869 9.040 72.074 64.486 183.963
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 - CNAE 2.0
*Estabelecimentos que movimentaram pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram)=Rais Positiva.
1 Extrativa Mineral, Transformação e Serviços Inds. de Utilidade Pública.
Obs:Municípios com 150 indústrias ou mais.

133
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 112
Número de trabalhadores, por atividade econômica, em alguns municípios catarinenses
selecionados*, no ano 2009
Município Agropecuária Indústria1 Construção civil Comércio Serviços Total
Araranguá 329 3.296 331 4.527 3.862 12.345
Balneário Camboriú 79 1.895 4.659 11.436 18.120 36.189
Blumenau 199 47.311 4.709 23.381 43.939 119.539
Braço do Norte 247 3.484 204 1.966 1.982 7.883
Brusque 69 23.654 1.432 8.611 8.761 42.527
Caçador 2.086 9.342 603 3.400 5.562 20.993
Camboriú 42 1.454 510 2.031 2.833 6.870
Canelinha 11 1.238 11 510 509 2.279
Chapecó 1.035 18.691 5.090 16.326 20.874 62.016
Concórdia 249 8.470 1.817 4.213 9.165 23.914
Criciúma 63 15.085 3.818 13.443 22.023 54.432
Florianópolis 302 11.511 6.538 35.771 189.194 243.316
Gaspar 23 12.211 562 2.784 3.759 19.339
Guabiruba - 3.476 97 666 636 4.875
Guaramirim 93 6.038 250 1.732 2.254 10.367
Ibirama 5 3.522 299 759 993 5.578
Içara 90 5.999 296 3.262 3.220 12.867
Ilhota 26 1.525 149 349 489 2.538
Indaial 51 11.432 1.295 3.598 4.962 21.338
Itajaí 1.574 11.670 1.994 16.346 33.662 65.246
Jaraguá do Sul 162 36.375 1.673 9.217 16.417 63.844
Joaçaba 132 2.228 240 3.376 9.701 15.677
Joinville 487 68.208 6.176 31.026 64.807 170.704
Lages 2.202 7.376 1.744 8.733 14.400 34.455
Mafra 566 3.491 249 2.852 3.774 10.932
Massaranduba 183 2.703 9 549 720 4.164
Morro da Fumaça 5 3.615 21 648 1.093 5.382
Navegantes 530 4.451 405 2.690 4.480 12.556
Palhoça 219 4.409 3.854 7.094 10.190 25.766
Pomerode 29 8.016 240 1.282 2.140 11.707
Presidente Getúlio 42 3.224 45 618 826 4.755
Rio do Sul 83 7.889 506 5.287 12.278 26.043
Rio Negrinho 730 5.951 68 1.471 3.053 11.273
Rodeio 20 2.420 24 323 455 3.242
Sangão 4 3.023 33 206 317 3.583
São Bento do Sul 85 13.815 446 3.624 6.837 24.807
São João Batista 8 6.378 44 880 1.107 8.417
São José 1.195 9.262 5.341 20.686 41.854 78.338
São Miguel do Oeste 188 2.785 720 2.724 3.426 9.843
Sombrio 12 2.569 29 1.807 1.504 5.921
Tijucas 34 2.119 341 3.606 2.210 8.310
Timbó 82 9.697 300 2.312 2.937 15.328
Tubarão 110 7.564 1.640 10.389 14.326 34.029
Videira 1.134 3.853 1.002 3.554 8.992 18.535
Xanxere 815 3.081 910 3.177 4.262 12.245
Demais Municípios 30.257 167.944 19.113 85.120 141.593 444.027
Total SC 45.887 593.750 79.837 368.362 750.498 1.838.334
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 - CNAE 2.0
1 Extrativa Mineral, Transformação e Serviços Ind. de Utilidade Pública.
*Selecionados municípios com 150 indústrias ou mais.

134
Número de Estabelecimentos e Trabalhadores

TABELA 113
Número de trabalhadores em Santa Catarina por atividade econômica e grau de instrução, no ano 2009
Escolaridade Agropecuária Indústria1 Construção civil Comércio Serviços Total
Analfabeto 755 2.071 760 635 2.469 6.690
Até o 5ª ano incompleto
do Ensino Fundamental 4.245 14.568 5.293 3.432 14.508 42.046
5ª ano completo do
Ensino Fundamental 8.723 42.639 8.920 9.560 36.573 106.415
Do 6ª ao 9ª ano
incompleto do Ensino
Fundamental 8.847 67.810 12.818 22.702 45.389 157.566
Ensino Fundamental
completo 10.292 125.035 19.021 61.549 97.973 313.870
Ensino Médio incompleto 3.434 69.306 6.423 44.780 45.047 168.990
Ensino Médio completo 8.081 220.256 22.541 191.567 249.530 691.975
Educação Superior
incompleta 504 20.849 1.337 17.959 46.373 87.022
Educação Superior
completa 994 30.888 2.711 16.058 208.276 258.927
Mestrado completo 10 286 10 110 3.555 3.971
Doutorado completo 2 42 3 10 805 862
Total SC 45.887 593.750 79.837 368.362 750.498 1.838.334
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 - CNAE 2.0
1 Extrativa Mineral, Transformação e Serviços Ind. de Utilidade Pública

TABELA 114
Número de trabalhadores em Santa Catarina por atividade e sexo, no ano 2009
Atividade Masculino Feminino Total
Agropec, extr. vegetal, pesca 34.604 11.283 45.887
Indústria1 373.191 220.559 593.750
Construção Civil 74.304 5.533 79.837
Comércio 202.527 165.835 368.362
Serviços 357.388 393.110 750.498
Total 1.042.014 796.320 1.838.334
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 - CNAE 2.0
1 Indústria Extrativa, Transformação e Serviços Industriais de Utilidade Pública

135
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 115
Número de trabalhadores por atividades, nas microrregiões de Santa Catarina em 2009
Microrregião Agropecuária Indústria¹ Construção Civil Comércio Serviços TOTAL
São Miguel do Oeste 1.184 12.021 1.128 7.083 10.907 32.323
Chapecó 2.391 38.591 9.023 25.186 33.404 108.595
Xanxerê 3.591 10.381 1.807 6.795 10.869 33.443
Joaçaba 11.223 32.744 2.606 16.804 36.288 99.665
Concórdia 1.097 14.873 2.392 6.472 14.441 39.275
Canoinhas 3.159 12.351 951 9.316 13.557 39.334
São Bento do Sul 896 21.190 639 5.384 10.416 38.525
Joinville 1.868 122.917 9.306 47.148 94.835 276.074
Curitibanos 3.511 7.111 367 5.134 7.644 23.767
Campos de Lages 7.325 11.617 2.342 12.511 21.973 55.768
Rio do Sul 729 26.929 1.049 10.316 20.124 59.147
Blumenau 997 129.251 9.000 44.998 70.367 254.613
Itajaí 3.016 24.967 9.837 40.947 71.676 150.443
Ituporanga 239 4.015 279 2.492 2.928 9.953
Tijucas 78 11.846 1.331 5.687 5.484 24.426
Florianópolis 2.109 29.729 18.241 68.288 248.615 366.982
Tabuleiro 86 571 31 789 1.383 2.860
Tubarão 1.404 27.570 3.594 22.445 32.390 87.403
Criciúma 443 44.147 4.517 21.014 32.779 102.900
Araranguá 541 10.929 1.397 9.553 10.418 32.838
Total SC 45.887 593.750 79.837 368.362 750.498 1.838.334
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 - CNAE 2.0
*Estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram) = Rais Positiva.
1 Indústria Extrativa, Transformação e Serviços Industriais de Utilidade Pública

136
Número de Estabelecimentos e Trabalhadores

TABELA 116
Número de estabelecimentos por atividades, nas microrregiões de Santa Catarina em 2009
Microrregião Agropecuária Indústria¹ Construção Civil Comércio Serviços TOTAL
São Miguel do Oeste 281 661 261 2.021 1.628 4.852
Chapecó 582 1.660 835 5.093 4.130 12.300
Xanxerê 582 548 248 1.840 1.485 4.703
Joaçaba 1.405 1.252 353 3.773 3.462 10.245
Concórdia 279 501 317 1.609 1.747 4.453
Canoinhas 647 675 177 2.031 1.506 5.036
São Bento do Sul 155 807 117 1.305 1.191 3.575
Joinville 463 3.705 1.071 8.338 7.563 21.140
Curitibanos 651 370 121 1.176 853 3.171
Campos de Lages 1.449 736 319 2.608 2.430 7.542
Rio do Sul 290 1.732 164 2.531 1.853 6.570
Blumenau 344 6.905 1.009 8.227 7.037 23.522
Itajaí 456 1.841 1.056 7.859 7.789 19.001
Ituporanga 78 290 91 649 399 1.507
Tijucas 43 860 128 883 588 2.502
Florianópolis 185 2.109 1.612 10.629 12.603 27.138
Tabuleiro 53 69 14 223 147 506
Tubarão 378 1.959 403 4.829 3.333 10.902
Criciúma 83 2.247 483 4.184 3.498 10.495
Araranguá 90 942 261 2.266 1.244 4.803
Total SC 8.494 29.869 9.040 72.074 64.486 183.963
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 - CNAE 2.0
*Estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram) = Rais Positiva.
1 Indústria Extrativa, Transformação e Serviços Industriais de Utilidade Pública

137
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 117
Número de estabelecimentos e empregados na indústria de transformação brasileira em 2009
Estados Número de Nº de
estabelecimentos* trabalhadores
Rondônia 1.965 29.527
Acre 409 5.462
Amazonas 1.501 99.939
Roraima 196 1.917
Para 3.212 80.685
Amapá 244 2.623
Tocantins 909 12.114
Maranhão 1.629 29.912
Piauí 1.672 23.671
Ceará 8.208 227.155
Rio Grande do Norte 2.681 64.655
Paraíba 2.486 64.305
Pernambuco 7.429 199.947
Alagoas 1.185 103.300
Sergipe 1.432 33.894
Bahia 8.492 190.215
Minas Gerais 36.805 710.396
Espírito Santo 6.157 103.547
Rio de Janeiro 14.700 348.515
São Paulo 83.718 2.443.680
Paraná 27.557 592.176
Santa Catarina 28.624 566.530
Rio Grande do Sul 33.132 632.989
Mato Grosso do Sul 2.547 72.654
Mato Grosso 4.874 87.522
Goiás 10.078 180.931
Distrito Federal 1.998 23.866
Total 293.840 6.932.127
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 - CNAE 2.0
*Estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram)=Rais Positiva.

138
Número de Estabelecimentos e Trabalhadores

TABELA 118
Número de estabelecimentos e empregados na indústria da construção civil catarinense em 2009
Atividade Nº de Nº de
estabelecimentos1 trabalhadores2
Incorporação de empreendimetos imobiliários 585 3.675
Construção de edifícios 4.791 38.886
Construção de rodovias e ferrovias 276 5.707
Construção de obras de arte especiais 29 874
Obras de urbanização - ruas, praças e calçadas 81 1.523
Obras para geração e distribuição de energia elétrica e para telecomunicações 102 4.954
Construção de redes de abastecimento de água, coleta de esgoto e
construções correlatas 49 1.018
Construção de redes de transportes por dutos, exceto para água e esgoto 2 189
Obras portuárias, marítimas e fluviais 14 681
Montagem de instalações industriais e de estruturas metálicas 83 829
Obras de engenharia civil não especificadas anteriormente 400 2.827
Demolição e preparação de canteiros de obras 44 210
Perfurações e sondagens 20 420
Obras de terraplenagem 372 2.822
Serviços de preparação do terreno não especificados anteriormente 15 58
Instalações elétricas 428 2.999
Instalações hidráulicas, de sistemas de ventilação e refrigeração 229 1.833
Obras de instalações em construções não especificadas anteriormente 100 672
Obras de acabamento 699 4.250
Obras de fundações 96 1.198
Serviços especializados para construção não especificados anteriormente 625 4.212
Total 9.040 79.837
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - RAIS 2009 - CNAE 2.0
1 Estabelecimentos que realizaram alguma movimentação de pessoal durante o ano (admitiram ou demitiram) = Rais Positiva.
2 Inclui apenas os trabalhadores do quadro das indústrias, pois as contratações via empreiteiras são registradas em serviços.

139
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Comportamento Industrial
Comportamento Industrial

Comportamento Industrial

TABELA 119
Comportamento da produção física industrial catarinense em 2008 e 2009
Indústria Variação %
2008 2009
SC BR SC BR
Indústria Geral -0,64 3,10 -7,75 -7,38
Indústria de Transformação -0,64 3,06 -7,75 -7,30
Alimentos 1,48 0,54 1,64 -1,66
Têxtil -0,74 -1,89 -3,86 -6,39
Vestuário e acessórios 2,00 3,18 -2,80 -7,88
Madeira -26,02 -10,23 -12,78 -17,68
Celulose, papel e produtos de papel 1,52 5,24 -1,61 -1,41
Borracha e plástico 7,22 2,15 -21,14 -9,32
Minerais não metálicos 3,82 8,27 0,35 -4,62
Metalúrgica básica 3,20 3,29 -28,63 -17,57
Máquinas e equipamentos -7,00 6,01 -1,19 -18,50
Máquinas, aparelhos e materiais elétricos -1,64 3,70 11,98 -19,92
Veículos automotores 4,12 8,14 -54,49 -12,37
Fonte: IBGE - Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física

TABELA 120
Comportamento da produção industrial por estados, de 2007 a 2009
Brasil e Unidades da Federação Variação %
2007 2008 2009
Brasil 6,0 3,1 -7,4
Amazonas 4,5 3,9 -8,9
Pará 2,7 5,6 -7,3
Ceará 1,2 2,5 -3,7
Pernambuco 4,8 4,1 -3,0
Bahia 2,0 2,4 -4,9
Minas Gerais 8,6 1,6 -13,1
Espírito Santo 7,5 5,6 -14,6
Rio de Janeiro 2,1 1,5 -3,8
São Paulo 6,2 5,2 -8,4
Paraná 6,7 8,6 -2,1
Santa Catarina 5,4 -0,6 -7,8
Rio Grande do Sul 7,4 2,4 -7,2
Goiás 2,3 8,5 0,0
Fonte: IBGE

140
Comportamento Industrial

TABELA 121
Comportamento anual da Produção e Vendas Industriais em Santa Catarina de 2000 a 2009
Ano Produção industrial Vendas industriais
% anual % anual
2000 4,20 -4,49
2001 3,73 5,89
2002 -8,21 -0,02
2003 -5,53 -11,85
2004 11,36 13,14
2005 0,04 -11,89
2006 0,23 -2,21
2007 5,42 8,10
2008 -0,64 6,98
2009 -7,75 -6,64
Fonte: IBGE e FIESC

TABELA 122
Comportamento das vendas e utilização da capacidade instalada na indústria catarinense de
transformação em 2008 e 2009
Gêneros Vendas Capac. Instalada
Variação % Percentual médio
real anual
2008 2009 2008 2009
Alimentos e bebidas 15,40 -11,05 90,80 87,72
Produtos têxteis 8,97 -3,44 87,81 85,27
Confecções, art. do vestuário e acessórios 9,21 4,66 75,39 77,26
Produtos de madeira -27,19 -17,41 77,92 76,14
Celulose, papel e produtos de papel 3,54 1,91 89,74 86,95
Produtos químicos -14,03 -3,18 86,92 86,91
Artigos de borracha e plástico 8,22 -13,62 77,69 77,83
Produtos minerais não metálicos 0,75 -4,41 86,99 86,38
Cerâmica para revestimento 0,02 -3,86 91,06 92,07
Metalurgia básica 3,78 -19,68 85,81 60,62
Prod. Metálicos - excl. máquinas 7,72 -23,87 76,84 70,19
Máquinas e equipamentos 7,57 18,97 89,41 89,57
Máquinas, aparelhos e mat. elétricos 5,15 -11,92 90,40 78,64
Material eletrônico e equip. comunicação 12,41 2,35 87,72 93,37
Veículos automotores, carrocerias e autopeças 14,40 -40,20 79,85 81,24
Móveis -10,86 5,20 78,53 80,50
Diversas -2,58 -17,94 80,11 74,92
Total 6,98 -6,64 83,52 81,74
Fonte: FIESC

141
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 123
Comportamento das vendas e da utilização da capacidade instalada na indústria de transformação
brasileira em 2008 e 2009
Estados Vendas Utilização da capacidade
variação % real1 instalada2
2008 2009 2008 2009
Amazonas 3,95 -8,10 84,15 79,97
Bahia 2,94 -14,21 85,16 79,34
Ceará 8,57 19,16 82,42 84,38
Espírito Santo 0,14 -15,74 82,92 78,18
Goiás 12,59 3,21 82,02 78,68
Minas Gerais 12,98 -6,24 84,90 81,65
Pernambuco -3,68 1,61 74,10 72,53
Paraná 8,82 -6,08 79,77 76,98
Rio de Janeiro 9,72 -13,44 80,04 80,26
Rio Grande do Sul 2,50 -10,04 86,25 79,68
Santa Catarina 6,68 -6,64 83,52 81,74
São Paulo 4,14 0,90 82,49 80,24
Brasil 5,72 -4,34 82,61 79,84
Fonte: CNI e FIESC - Pesquisa Indicadores Industriais
1 Acumulada no ano em relação ao ano anterior. Deflator: IPA da FGV.
2 Percentual médio no ano

TABELA 124
Comportamento do emprego em Santa Catarina, por atividades, em 2009
Atividades Nº de empregados Variação
Admitidos Demitidos Saldo %
no ano
Extrativa Mineral 1.915 2.491 -576 -7,34
Indústria de Transformação 281.436 279.062 2.374 0,41
Produtos de minerais não metálicos 14.406 13.690 716 2,39
Metalúrgica 20.256 21.434 -1.178 -2,40
Mecânica 16.436 17.132 -696 -1,53
Material Elétrico e Comunicação 6.137 7.109 -972 -4,47
Material de Transporte 5.255 6.119 -864 -5,28
Madeira e Mobiliário 29.804 30.856 -1.052 -1,61
Papel, Papelão e Editorial 10.424 9.961 463 1,72
Borracha, Fumo e Couros 9.652 10.210 -558 -3,38
Química, Perfum., Farm. e Veterinária 20.556 19.237 1.319 3,06
Têxtil e Vestuário 88.268 81.847 6.421 4,11
Calçados 5.750 5.842 -92 -1,20
Produtos Alimentares e Bebidas 54.492 55.625 -1.133 -1,06
Serviços Industr. Utilid. Pública 5.709 5.187 522 3,07
Construção Civil 73.880 70.561 3.319 4,93
Comércio 215.399 196.452 18.947 5,79
Serviços 286.796 260.278 26.518 5,47
Administração Pública 13.471 13.226 245 1,20
Agricultura e silvicultura 49.790 50.125 -335 -0,71
Total 928.396 877.382 51.014 3,27
Fonte: MTE - CAGED

142 142
Comportamento Industrial

TABELA 125
Evolução do emprego formal em alguns municípios catarinenses, em 2009
Municípios 2009
Saldo Variação %
admitidos-demitidos no ano
Araranguá 591 4,97
Balneário Camboriú 1.747 5,99
Biguaçu 807 9,74
Blumenau 3.274 3,00
Brusque 1.187 2,93
Caçador 495 2,58
Camboriú 150 2,87
Canoinhas 345 3,65
Chapecó 746 1,33
Concórdia -107 -0,49
Criciúma 1.809 3,62
Curitibanos -181 -2,72
Florianópolis 7.608 5,39
Fraiburgo 101 1,15
Gaspar 1.244 7,11
Içara 514 4,58
Imbituba 287 5,16
Indaial 1.418 7,46
Itajaí -621 -1,08
Jaraguá do Sul -524 -0,83
Joinville 4.906 3,17
Lages 232 0,73
Laguna 229 4,11
Mafra 188 1,90
Navegantes 1.085 11,26
Palhoça 1.407 6,83
Porto União 56 1,32
continua...

143
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Rio do Sul 387 1,64


Rio Negrinho -733 -6,76
São Bento do Sul 259 1,15
São Francisco do Sul 49 0,64
São José 4.320 6,00
São Miguel do Oeste 323 3,68
Tubarão 2.261 7,16
Videira 373 2,19
Xanxerê -55 -0,50
Fonte: CAGED-MTE/SPPE/CGET
Obs: municípios com mais de 30 mil habitantes

TABELA 126
Seguro Desemprego: número de segurados e valores emitidos em Santa Catarina nos anos de 2008 e 2009
Anos Segurados Valor emitido (R$)
2008 304.679 678.839.194,95
2009 319.493 844.739.585,64

TABELA 127
PIB catarinense de 2002 a 2008 (valores correntes)
Ano Pib total Per capita População Variação %
(R$ milhão) (R$) (hab) do pib total
2002 55.732 9.969 5.590.255 2,03
2003 66.849 11.764 5.682.236 1,05
2004 77.393 13.403 5.774.446 7,54
2005 85.316 14.543 5.866.568 1,56
2006 93.147 15.633 5.958.266 2,56
2007 104.623 17.834 5.866.487 6,00
2008¹ 118.963 19.655 6.052.587 5,85
Fonte: IBGE e SPG/DEGE/ Gerência de Estatística e EPAGRI
¹ Estimativas preliminares atualizadas em 18/11/2009
Obs.: em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2009.

144
Comportamento Industrial

TABELA 128
Participação dos setores no PIB catarinense de 2003 a 2007
Setores Participação % dos setores no PIB¹
2003 2004 2005 2006 2007
Agropecuária 10,8 9,7 8,3 6,9 7,2
Agricultura, silvicultura e exploração florestal 7,6 6,5 5,2 4,7 4,6
Pecuária e pesca 3,2 3,2 3,1 2,2 2,6
Indústria 32,8 35,9 34,0 34,4 35,7
Indústria Extrativa Mineral 0,3 0,4 0,4 0,3 0,3
Indústria de Transformação 24,2 26,0 24,5 24,4 24,2
Construção Civil 4,8 5,0 4,7 4,8 5,2
Produção e distribuição de eletricidade, gás, água, esgoto e limpeza urbana 3,5 4,5 4,4 4,9 6,0
Comércio e Serviços 56,5 54,4 57,6 58,7 57,1
Comércio e serviços de manutenção e reparação 13,1 13,4 14,8 15,7 14,8
Alojamento e alimentação 1,9 1,3 1,3 1,5 1,7
Transportes, armazenagem e correio 5,2 5,1 5,3 4,9 4,6
Serviços de informação 3,1 3,0 3,2 3,0 3,0
Intermediação financeira, seguros e previdência 4,0 3,5 4,2 4,5 4,7
Serviços prestados às famílias e associativos 2,4 2,0 2,3 2,2 1,9
Serviços prestados às empresas 3,2 4,0 3,5 3,9 3,1
Atividades imobiliárias e aluguéis 9,6 8,8 9,2 8,9 9,2
Administração, saúde e educação públicas e seguridade social 10,7 9,9 10,6 10,9 11,1
Saúde e educação mercantis 2,4 2,4 2,3 2,2 2,1
Serviços domésticos 0,9 1,0 0,9 1,0 0,9
Total 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0
Fonte: IBGE e SPG/ DEGE/ Gerência de Estatística.
1 Participação no valor adicionado bruto a preço básico
Obs.: em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2008 e 2009

145
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 129
PIB a preço de mercado corrente e PIB per capita por estados em 2007
Estados Pib total (corrente) Pib per
R$ milhão % s/Brasil capita (R$)

São Paulo 902.784 33,9 22.667


Rio de Janeiro 296.768 11,2 19.245
Minas Gerais 241.293 9,1 12.519
Rio Grande do Sul 176.615 6,6 16.689
Paraná 161.582 6,1 15.711
Bahia 109.652 4,1 7.787
Santa Catarina 104.623 3,9 17.834
Distrito Federal 99.946 3,8 40.696
Goiás 65.210 2,5 11.548
Pernambuco 62.256 2,3 7.337
Espírito Santo 60.340 2,3 18.003
Ceará 50.331 1,9 6.149
Pará 49.507 1,9 7.007
Mato Grosso 42.687 1,6 14.953
Amazonas 42.023 1,6 13.043
Maranhão 31.606 1,2 5.165
Mato Grosso do Sul 28.121 1,1 12.411
Rio Grande do Norte 22.926 0,9 7.607
Paraíba 22.202 0,8 6.097
Alagoas 17.793 0,7 5.858
Sergipe 16.896 0,6 8.712
Rondônia 15.003 0,6 10.320
Piauí 14.136 0,5 4.661
Tocantins 11.094 0,4 8.921
Amapá 6.022 0,2 10.254
Acre 5.761 0,2 8.789
Roraima 4.169 0,2 10.534
Brasil 2.661.345 100,0 14.465
Fonte: IBGE
*Obs.: em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os dados de 2008 e 2009

146
Comportamento Industrial

TABELA 130
Municípios catarinenses com maiores valores de PIB total em 2006 e 2007
Municípios PIB total a preço de mercado corrente PIB percapita
(R$ mil) R$
2006 2007 2006 2007
Joinville 10.697.887 11.474.511 21.566 23.561
Itajaí 6.297.432 7.982.841 37.465 48.909
Florianópolis 6.652.325 7.104.195 16.362 17.907
Blumenau 6.075.171 6.682.445 20.345 22.809
Jaraguá do Sul 2.963.659 4.199.229 22.488 32.308
Chapecó 3.045.668 3.524.610 17.578 21.387
São José 2.939.814 3.153.075 14.618 16.015
São Francisco do Sul 2.881.390 2.960.030 74.456 78.697
Criciúma 2.381.129 2.543.711 12.650 13.712
Brusque 1.902.367 2.068.595 21.314 21.783
Lages 1.987.181 2.038.990 11.801 12.619
Concórdia 1.229.176 1.390.478 18.362 20.677
Tubarão 1.221.930 1.377.567 12.817 14.882
São Bento do Sul 1.251.046 1.355.570 16.331 18.685
Videira 1.112.015 1.282.529 23.406 28.834
Santa Catarina 93.146.754 104.622.947 15.633 17.834
Fonte: IBGE
Obs.: em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis os PIBs de 2008 e 2009.

147
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

Tabela 131
PIB Industrial per capita por Unidades da Federação em 2007
Unidade da Federação PIB Industrial População PIB Industrial per capita
em 2007 (R$ mil) em 2007 (R$)
São Paulo 225.125.047,55 39.827.690 5.652
Santa Catarina 32.619.431,52 5.866.487 5.560
Espírito Santo 16.695.730,11 3.351.669 4.981
Rio de Janeiro 74.984.698,03 15.420.450 4.863
Amazonas 14.850.159,26 3.221.940 4.609
Rio Grande do Sul 40.923.746,27 10.582.887 3.867
Paraná 39.217.171,48 10.284.503 3.813
Minas Gerais 66.341.687,45 19.273.533 3.442
Sergipe 4.640.310,85 1.939.426 2.393
Distrito Federal 5.878.896,20 2.455.903 2.394
Goiás 15.511.668,81 5.647.035 2.747
Mato Grosso 6.227.408,34 2.854.642 2.182
Pará 13.779.837,20 7.065.573 1.950
Tocantins 2.430.473,81 1.243.627 1.954
Bahia 26.792.908,48 14.080.670 1.903
Mato Grosso do Sul 3.990.086,19 2.265.813 1.761
Rio Grande do Norte 4.869.164,31 3.013.740 1.616
Pernambuco 11.702.212,89 8.485.427 1.379
Rondônia 1.948.027,04 1.453.756 1.340
Alagoas 3.915.472,33 3.037.231 1.289
Ceará 10.409.021,52 8.185.250 1.272
Paraíba 4.463.767,60 3.641.397 1.226
continua...

148

continua...
Comportamento Industrial

Acre 773.488,91 655.385 1.180


Roraima 439.725,72 395.725 1.111
Amapá 556.780,22 587.311 948
Maranhão 5.058.847,08 6.118.995 827
Piauí 2.134.230,85 3.032.435 704
TOTAL 636.280.000,00 183.988.500 3.458
Fonte: IBGE
Obs.: Em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis as informações de 2008 e 2009

149
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 132
Participação dos segmentos de atividade na indústria de transformação catarinense e sobre igual
setor nacional, levando em consideração o Valor da Transformação Industrial (VTI) em 2007 e 2008
Gêneros % sobre % sobre % sobre
indústria indústria igual
sc-2007 sc-2008 setor
br-2008
Fabricação de produtos alimentícios 17,64 17,29 6,03
Abate e fabricação de produtos de carne 9,97 9,04 12,82
Preservação do pescado e fabricação de produtos do pescado 1,15 0,93 41,36
Fabricação de conservas de frutas, legumes e outros vegetais 0,29 0,21 1,30
Fabricação de óleos e gorduras vegetais e animais 0,65 1,19 3,42
Laticínios 0,86 1,02 3,10
Moagem, fabricação de produtos amiláceos e de alimentos para animais 3,28 3,39 8,53
Fabricação de outros produtos alimentícios 1,42 1,49 2,94
Outros 0,02 0,02 -
Fabricação de máquinas, aparelhos e materiais elétricos 9,12 9,76 16,12
Fabricação de geradores, transformadores e motores elétricos 4,47 5,59 29,82
Fabricação de equipamentos para distribuição e controle de energia elétrica 0,49 0,45 2,57
Fabricação de pilhas, baterias e acumuladores elétricos 0,04 0,05 1,92
Fabricação de lâmpadas e equipamentos de iluminação 0,07 0,06 3,18
Fabricação de eletrodomésticos 3,69 3,51 23,55
Fabricação de equipamentos e aparelhos elétricos não especificados anteriormente 0,37 0,10 1,97
Confecção de artigos do vestuário e acessórios 8,46 8,69 22,24
Confecção de artigos do vestuário e acessórios 8,38 8,62 22,98
Fabricação de artigos de malharia e tricotagem 0,07 0,07 4,56
Fabricação de produtos têxteis 7,36 7,54 19,18
Preparação e fiação de fibras têxteis 0,72 0,74 12,62
Tecelagem, exceto malha 2,65 2,45 16,45
Fabricação de tecidos de malha 1,07 1,31 31,73
Acabamentos em fios, tecidos e artefatos têxteis 1,20 1,29 38,27
Fabricação de artefatos têxteis, exceto vestuário 1,72 1,74 15,79
Fabricação de máquinas e equipamentos 8,32 7,35 6,48
Fabricação de motores, bombas, compressores e equipam. transmissão 3,29 2,32 9,46
Fabricação de máquinas e equipamentos de uso geral 1,95 1,50 4,82
Fabricação de tratores e de máquinas e equipamentos para agricultura e pecuária 0,94 1,15 6,16
Fabricação de máquinas-ferramenta 0,45 0,42 6,38
Fabricação de máquinas e equipamentos de uso na extração mineral e construção 0,24 0,37 2,34
Fabricação de máquinas e equipamentos de uso industrial específico 1,45 1,60 9,42
Fabricação de produtos de borracha e material plástico 6,46 6,56 8,77
Fabricação de produtos de borracha 0,65 0,67 2,84
Fabricação de produtos de material plástico 5,81 5,89 11,51
Fabricação de produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos 4,51 5,08 5,43
Fabricação de estruturas metálicas e obras de caldeiraria pesada 0,57 0,96 5,66
Forjaria, estamparia, metalurgia do pó e serviços de tratamento de metais 1,33 0,98 4,90
Fabricação de artigos de cutelaria, de serralheria e ferramentas - 0,49 3,54
Fabricação de produtos de metal não especificado anteriormente 1,91 2,33 6,62
Outros 0,70 0,32 -
Fabric.e montagem de veículos automot., reboques e carrocerias 4,62 4,95 2,14
Fabricação de peças e acessórios para veículos automotores 3,64 3,94 4,56
Recondicionamento ou recuperação de motores para veículos automotores 0,07 0,06 6,62
Fabricação de cabines, carrocerias e reboques para veículos automotores 0,91 0,94 8,23
Fabricação de celulose, papel e produtos de papel 5,37 4,78 6,43
Fabricação de embalagens de papel, cartolina, papel-cartão e papelão ondulado 1,94 1,87 10,21
Fabricação de papel, cartolina e papel-cartão 2,04 1,97 9,57
Fab. de produtos diversos de papel, cartolina, papel-cartão e papelão ondulado 1,35 0,92 5,32
Fabricação de celulose e outras pastas para fabricação de papel 0,03 0,03 0,14
continua...

150
Comportamento Industrial

Gêneros % sobre % sobre % sobre


indústria indústria igual
sc-2007 sc-2008 setor
br-2008
Fabricação de produtos de minerais não metálicos 4,44 4,73 6,43
Fabricação de produtos cerâmicos 2,53 2,85 16,47
Fabricação de vidro e de produtos do vidro 0,49 0,48 4,18
Fabricação de cimento 0,38 0,27 1,66
Fabricação de artefatos de concreto, cimento, fibrocimento, gesso e materiais semelhantes 0,82 0,97 7,29
Aparelhamento de pedras e fabr. de cal e outros prod. de min. não metálicos 0,22 0,16 1,08
Metalurgia básica 4,18 4,27 2,28
Fundição 1,62 1,81 20,98
Produção de tubos de aço, exceto tubos sem costura 0,48 0,59 6,50
Siderurgia 1,76 1,54 1,33
Metalurgia dos metais não ferrosos 0,32 0,33 1,05
Fabricação de produtos de madeira 3,88 3,11 11,77
Desdobramento de madeira 1,51 0,89 9,47
Fabricação de prod.de madeira, cortiça e material trançado, exceto móveis 2,37 2,22 13,04
Fabricação de produtos do fumo 3,27 3,01 18,17
Processamento industrial do fumo 3,27 3,01 37,74
Fabricação de produtos químicos 2,56 2,67 1,56
Fabricação de tintas, vernizes, esmaltes, lacas e produtos afins 0,93 1,05 7,51
Fabricação de produtos químicos orgânicos 0,50 0,47 2,04
Fabricação de produtos e preparados químicos diversos 0,45 0,46 2,72
Fabricação de produtos químicos inorgânicos 0,50 0,48 1,00
Fabr. de sabões, detergentes, prod. de limpeza., cosméticos, prod. de perfumaria e hig. pesssoal 0,09 0,14 0,56
Outros 0,09 0,07 -
Fabricação de móveis 2,10 2,10 9,02
Fabricação de bebidas 1,77 1,95 2,92
Fabricação de bebidas alcoólicas 1,11 1,34 4,07
Fabricação de bebidas não alcoólicas 0,67 0,61 1,81
Fabricação de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos 1,49 1,76 2,82
Fabricação de equipamentos de comunicação 0,28 0,55 2,96
Fabricação de aparelhos e instrumentos de medida, teste e controle; cronômetros e
relógios 0,95 0,96 11,52
Outros 0,26 0,25 -
Fabricação de produtos diversos 1,42 1,26 6,01
Fabricação de instrumentos e materiais para uso médico e odontológico e de artigos ópticos 0,75 0,59 7,61
Fabricação de produtos diversos 0,48 0,51 6,09
Fabricação de artefatos para pesca e esporte 0,06 0,04 5,89
Fabricação de brinquedos e jogos recreativos 0,11 0,10 4,96
Outros 0,02 0,02 -
Manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos 0,68 0,86 3,60
Manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos 0,59 0,76 3,48
Instalação de máquinas e equipamentos 0,09 0,09 5,07
Prep. de couros e fab. de artefatos de couro, calçados e art. viagem 0,78 0,82 2,25
Curtimento e outras preparações de couro 0,17 0,16 2,45
Fabricação de artigos para viagem e de artefatos diversos de couro 0,07 0,09 4,04
Fabricação de calçados 0,50 0,52 2,04
Fabricação de partes para calçados, de qualquer material 0,05 0,04 2,32
Impressão e reprodução de gravações 0,78 0,58 2,74
Fabric. de outros equipamentos de transporte, exceto veículos automotores 0,48 0,50 1,27
Construção de embarcações 0,33 0,35 6,39
Outros 0,15 0,15 -
Fabricação de produtos farmoquímicos e farmacêuticos 0,26 0,27 0,49
Fabricação de coque, de produtos derivados do petróleo e de biocombustíveis 0,04 0,09 0,03
Total Indústria de Transformação 100,00 100,00 4,72
Fonte: IBGE - PIA 2007 e 2008
VTI: diferença entre o valor bruto da produção e o custo das operações industriais
Obs: em julho de 2010 ainda não estavam disponíveis dados de 2009.

151
SANTA CATARINA
EM DADOS 2010

TABELA 133
Remuneração média mensal do trabalhador industrial de Santa Catarina em 2008 e 2009
Gêneros R$ correntes
2008 2009
Alimentos e bebidas 1.231,29 1.266,81
Têxtil 1.216,68 1.305,57
Vestuário e acessórios 1.130,62 1.208,55
Couro e calçados 963,15 1.042,23
Madeira 866,64 934,14
Celulose e papel 1.950,15 2.004,17
Edição e impressão 1.673,54 1.713,58
Química 1.714,77 1.996,76
Plástico 2.069,17 2.077,67
Minerais não metálicos 1.518,13 1.599,40
Cerâmica 1.520,82 1.636,97
Metalurgia básica 1.811,87 1.911,44
Prod. metálicos - excl. máquinas 2.029,32 2.331,95
Máquinas e equipamentos 1.653,79 1.687,53
Máq., aparelhos e mat. elétricos 1.821,98 1.999,80
Mat. eletrônico e equip. comunicação 2.308,93 2.576,12
Veículos automotores, autopeças 1.384,91 1.759,96
Móveis 997,90 1.079,19
Diversas 1.888,58 2.177,77
Média Ind. Transformação* 1.568,41 1.704,04
Fonte: FIESC/Pesquisa Indicadores Industriais (amostral)
Remuneração paga total: valor bruto dos salários com horas extras, 13º, abonos, aviso prévio, PPR, banco de horas etc. menos encargos arcados pelo empregador como parcela do
INSS, FGTS, SAT etc.
* Média dos valores acima, exceto cerâmica que é subitem.

152
Comportamento Industrial

TABELA 134
Faturamento médio mensal da indústria catarinense, por setor de atividade, em 2008 e 2009
Gêneros R$ mil correntes/mês
2008 2009
Alimentos e bebidas 345.044,87 323.494,55
Têxtil 181.357,28 172.891,72
Vestuário e acessórios 107.643,51 122.214,31
Couro e calçados 6.967,42 6.730,29
Madeira 50.787,10 41.295,23
Celulose e papel 178.229,51 175.123,90
Edição e impressão 17.209,92 15.476,71
Química 32.651,91 33.738,37
Plástico 107.400,37 100.674,39
Minerais não metálicos 166.518,74 170.018,97
Cerâmica 130.608,83 134.605,60
Metalurgia básica 222.786,83 171.715,70
Prod. metálicos - excl. máquinas 65.582,65 52.195,53
Máquinas e equipamentos 279.445,15 326.511,28
Máq., aparelhos e mat. elétricos 321.633,62 285.412,94
Mat. eletrônico e equip. comunicação 21.485,17 20.613,64
Veículos automotores 86.832,99 56.483,60
Móveis 40.262,80 43.539,71
Diversas 27.753,37 23.498,36
Total Ind. transformação* 2.259.593,21 2.141.629,20
Fonte: FIESC/Pesquisa Indicadores Industriais (amostral)
Obs.: valores obtidos a partir de 200 indústrias, aproximadamente.
* Somatório dos valores acima, exceto cerâmica que é subitem.

TABELA 135
Destino das vendas da indústria catarinense em 2008 e 2009
Gêneros % das vendas em 2008 % das vendas em 2009
Para o mercado Para o Para o mercado Para o
interno exterior interno exterior
Alimentos e bebidas 68 32 72 28
Têxtil 90 10 94 6
Vestuário e acessórios 93 7 96 4
Couros e calçados 34 66 42 58
Madeira 40 60 45 55
Celulose e papel 78 22 85 15
Edição e impressão 99 1 99 1
Química 93 7 94 6
Plástico 96 4 96 4
Minerais não metálicos 83 17 89 11
Cerâmica 83 17 89 11
Metalurgia básica 68 32 77 23
Prod. metálicos - excl. máquinas 95 5 96 4
Máquinas e equipamentos 85 15 91 9
Máq., aparelhos e mat. elétricos 65 35 65 35
Mat. eletrônico e equip. comunicação 97 3 98 2
Veículos automotores 75 25 73 27
Móveis 62 38 69 31
Diversas 82 18 83 17
Média Ind. Transformação* 78 22 81 19
Fonte: FIESC/Pesquisa Indicadores Industriais (amostral)
* Média dos valores acima, exceto cerâmica que é subitem.

153
SANTA CATARINA Comportamento Industrial
EM DADOS 2010

154
SANTA CATARINA Diretorias e Conselhos do Sistema FIESC
EM DADOS 2010

Sistema FIESC Suplentes


Flávio Henrique Fett
Alcantaro Corrêa – Presidente Tito Alfredo Schmitt
Glauco José Côrte – 1º Vice-Presidente Woimer José Back

Delegação junto à CNI


FIESC
Titulares
Alcantaro Corrêa – Presidente Alcantaro Corrêa
Glauco José Côrte – 1º Vice-Presidente Glauco José Côrte
Mario Cezar de Aguiar – Diretor1º Secretário
Maurício César Pereira – Diretor 2º Secretário Suplentes
César Murilo Barbi – Diretor 1º Tesoureiro Mario Cezar de Aguiar
Carlos Toniolo – Diretor 2º Tesoureiro João Stramosk

Vice-Presidentes para Assuntos Regionais


CIESC
Álvaro Luis de Mendonça – Alto Uruguai Catarinense
Germano Emílio Purnhagen – Alto Vale do Itajaí Alcantaro Corrêa – Presidente
Gilberto Seleme – Centro-Norte Glauco José Côrte – 1º Vice-Presidente
Anselmo Zanellato – Centro-Oeste Ester de Souza F. de Macedo – Diretora 1ª Secretária
Astor Kist – Extremo Oeste Adalberto Roeder – Diretor 1º Tesoureiro
Michel Miguel – Litoral Sul Aldo Nienkötter – Diretor 2º Tesoureiro
Albano Schmidt – Norte-Nordeste
Waldemar Antônio Schmitz – Oeste Conselho Consultivo
Arnaldo Huebl – Planalto Norte
Cândido Bampi Filho – Serra Catarinense Amilcar Nicolau Pelaez
Vítor Mário Zanetti – Sudeste Evandro Müller de Castro
Guido José Búrigo – Sul Fernandes Luiz Andretta
Rui Altenburg – Vale do Itajaí Jair Philippi
Durval Marcatto Júnior – Vale do Itapocu Jairo Becker
Lino Rohden
Vice-Presidentes para Assuntos Estratégicos Luciano Flávio Andriani
Luiz Antônio Botega
Alfredo Piotrovski Luiz Gonzaga Coelho
Carlos Vitor Ohf Marcio Anselmo Ribeiro
Ingo Fischer Odelir Battistella
Jorge Luiz Strehl Osmar Telck
Mário Lanznaster
Ovandi Rosenstock Conselho Fiscal

Diretores Titulares
Álvaro Weiss
Adolfo Fey Dario Luiz Vitali
Afonso Eliseu Furghestti Nivaldo Pinheiro
Aldo Apolinário João
Alexandre d’Avila da Cunha Suplentes
Bárbara Paludo Konstantinos Meintanis
Carlos Alberto Barbosa Mattos Salvador Ramiro Navidad
Carlos Ivanov Hristo Sônia Regina Hess de Souza
Célio Bayer
Charles Alfredo Bretzke
Conrado Coelho Costa Filho SESI
Diomício Vidal
Edvaldo Ângelo Conselho Regional
Flávio José Martins
Günter Knolseisen Alcantaro Corrêa – Presidente
Ida Áurea da Costa Glauco José Côrte – 1º Vice-Presidente
Jayme Antônio Zanatta Henrique de Bastos Malta – Representante da Fiesc junto ao Conselho
Johni Richter Regional do SESI
Luiz César Meneghetti
Maury Santos Júnior Representantes da Indústria
Moacir Antoninho Sartori
Murilo Ghisoni Bortoluzzi Titulares
Ney Osvaldo Silva Filho Cid Erwin Lang
Paulo Sérgio Arias José Fernando da Silva Rocha
Renato Rossmark Schramm Luís Carlos Guedes
Valter Ros de Souza Sérgio Luiz Pires

Suplentes
Conselho Fiscal Alfredo Ender
Amauri Alberto Buzzi
Titulares Carlos Kracik Rosa
Fred Rubens Karsten Ramiro Cardoso
Leonir João Pinheiro
Walgenor Teixeira
SANTA CATARINA Diretorias e Conselhos do Sistema FIESC
EM DADOS 2010

Representantes Institucionais Conselho Consultivo


Titulares
Titulares César Gomes Júnior
Luis Miguel Vaz Viegas – Representante do Ministério do Trabalho e Giordan Heidrich
Emprego Haroldo da Silva Bremen
Célio Goulart – Representante do Governo do Estado de Santa Catarina Heleny Mendonça Meister
Ari Oliveira Alano – Representante dos Trabalhadores da Indústria Hélio César Bairros
Isabel Christina Antunes Baggio
Suplentes Neivaldo Suzin
Carlos Artur Barboza – Representante do Ministério do Trabalho e
Emprego Suplentes
Antônio Carlos Poletini – Representante do Governo do Estado de Santa Álvaro Schwegler
Catarina Antônio Wiggers
Carlos Alberto Baldissera – Representante dos Celso Panceri
Trabalhadores da Indústria Eduardo Seleme
Guido Jackson Bretzke
Jaime Franzner
SENAI Paulo Rubens Obenaus

Conselho Regional Conselho Fiscal

Alcantaro Corrêa – Presidente Titulares


Glauco José Côrte – 1º Vice-Presidente João Paulo Schmalz
César Augusto Olsen – Representante da Fiesc junto ao Conselho Marcus Schlösser
Regional do SENAI Norberto Dias

Representantes da Indústria Suplentes


Ismar Lombardi
Titulares Luiz Eduardo Broering
Ademir Luiz Dalla Lana Maria Regina L. R. Alves
Cidnei Luiz Barozzi
José Suppi Representantes Institucionais
Nilton Gomes Paz
BRDE
Suplentes FAPESC
Humberto Barros Silva Fundação CERTI
Jader Jacó Westrupp SEBRAE/SC
Osvaldo Luciani Sistema ACAFE
Vincenzo Francesco Mastrogiacomo UDESC
UFSC
Representantes Institucionais
Diretoria Executiva do Sistema FIESC
Titulares
Luis Miguel Vaz Viegas – Representante do Ministério do Trabalho e FIESC / CIESC
Emprego
Consuelo Aparecida Sielski Santos – Representante do Ministério da Henry Uliano Quaresma – Diretor de Relações Industriais e Institucionais
Educação Fernando Pisani de Linhares – Diretor Administrativo e Financeiro
Ari Oliveira Alano – Representante dos Trabalhadores
da Indústria SENAI / SC

Suplentes Sérgio Roberto Arruda – Diretor Regional


Carlos Artur Barboza – Representante do Ministério do Trabalho e Marco Antônio Dociatti – Diretor de Desenvolvimento Organizacional
Emprego Antônio José Carradore – Diretor de Educação e Tecnologia
Rosângela Mauzer Casarotto – Representante do
Ministério da Educação SESI / SC
Carlos Alberto Baldissera – Representante dos
Trabalhadores da Indústria Hermes Tomedi – Superintendente
Daniel Thiesen Horongoso – Diretor de Administração e Finanças
Leocádia Maccagnan – Diretora de Operações Sociais
IEL
IEL / SC
Alcantaro Corrêa – Presidente
Glauco José Côrte – 1º Vice-Presidente Natalino Uggioni – Superintendente
Adalberto Roeder – Diretor Tesoureiro Fernando Pisani de Linhares – Diretor Administrativo e Financeiro
Israel José Marcon – Representante da Fiesc junto ao
Conselho Regional do IEL Diretoria Jurídica do Sistema FIESC

Carlos José Kurtz – Diretor Jurídico