Vous êtes sur la page 1sur 4

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE QUÍMICA E BIOLOGIA


DISCIPLINA DE QUÍMICA DE COORDENAÇÃO
PROFESSOR MARCELA MOHALLEM OLIVEIRA

Filipe Matos
João Marcos Lenhardt da Silva
Michael Christmann
Rafael Martins de Paula

RELATÓRIO

Prática 2 – Síntese do cloreto de hexaminíquel(II).

CURITIBA
2010
2

1 INTRODUÇÃO

O estudo realizado na prática foi focado em um complexo em específico: o


cloreto de hexaaminoníquel (II), sendo assim é própria a exposição de
características deste complexo de forma a colaborar na familiarização com o
espécime estudado.

Este complexo possui fórmula [Ni(NH3)6]Cl2, sua geometria é octaédrica, ele


é aquiral, seu número de coordenação é 6, tendo 6 átomos doadores sendo estes
um nitrogênio de cada ligante amino. Sua constituição é resultado de um cátion
complexo que por associação eletrostática adquire carga neutra pela interação com
ânions cloreto sem que isto altere a estrutura do complexo inicial.

Os objetivos consistiam na síntese do cloreto de hexaaminoníquel (II) a partir


do cloreto de níquel hexahidratado e NH4OH e também no cálculo do rendimento do
produto obtido após purificação.

2 MATERIAIS E MÉTODOS

2.1 MATERIAIS

MATERIAIS REAGENTES

 Espátula  NiCl2.6H2O
 2 béqueres de 100 mL Pêra de sucção  NH4OH conc.
 1 béquer de 50 mL  NH4OH 6 mol/L
 2 pipetas graduadas de 10 mL  Gelo
 1 pêra de sucção  Acetona
 1 funil de Buchner médio com rolha  Água destilada
 1 kitassato
 Papel filtro
 1 vidro de relógio
 1 bomba a vácuo
 1 bandeja média de plástico
 1 bastão de vidro
3

2.2 MÉTODOS

Pesou-se 6 g de cloreto de níquel hexahidratado, NiCl2.6H2O, e dissolveu-se


ele em 10 mL de água. Em seguida, na capela, adicionaram-se 12 mL de NH4OH
concentrado resfriado. Depois dessa adição colocou-se a solução 20 minutos em
banho de gelo para obtenção de cristais.
Posteriormente, esses cristais foram lavados com 3 mL de uma solução de
NH4OH 6 mol/L também resfriada e logo em seguida com acetona.
Então, deixaram-se os cristais secarem a temperatura ambiente e após
secos calculou-se o rendimento obtido.

3 RESULTADOS E DISCUSSÕES

Ao adicionar-se ao cloreto de níquel hexahidratado, a solução de hidróxido


de amônio concentrado, a solução que era verde se tornou azul, isso porque os
compostos de Ni(+II) que contêm amônia como ligante possuem esta característica
(LEE,1999), no caso era o cloreto de hexaminoníquel(II). A reação ocorrida foi a
seguinte:

[ ( ) ] ( ) ( ) [ ( )] ( ) ()

A posterior adição de solução a de NH4OH 6 mol/L, ao filtrado, teve o papel


de capturar algum vestígio do cloreto de níquel. Já A acetona serviu para precipitar
possíveis complexos que ainda estariam em solução, porque o complexo era
insolúvel em soluções com baixo caráter polar.
A massa de produto esperada foi calculada pela seguinte relação
estequiométrica:

237,69 g/molNiCl2.6H2O 160,877 g/mol prod.


6,4963 gNiCl2.6H2O x
4

Efetuando-se essa regra de três encontra-se para “x”, 4,3969 g de produto,


no caso a massa medida de produto foi de 0,72545g, isso representa um rendimento
de 16,5%, porém houve um problema na reação não formando completamente esse
produto havia sobre o papel filtro uma quantidade razoável de cristais verdes. Isso
porque devido ao excesso de hidroxila, formou-se o hidróxido de níquel.

4 CONCLUSÃO

Tiveram dois fatores que influenciaram rendimento baixo do


hexaaminoníquel. O primeiro deles foi o fato de que tivemos de esperar para realizar
a filtragem do produto, enquanto isso o recipiente que continha os cristais ficou fora
de contato com á água gelada, assim aumentando a sua solubilidade e por
conseqüência a redução do precipitado. O segundo fator foi a qualidade do cloreto
de níquel hexahidratado que tinha um aspecto de molhado, assim interferindo na
síntese do hexaaminoníquel, havendo cristais verdes (cloreto) no filtrado.

5 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

LEE, J. D. Química inorgânica - não tão concisa. Tradução 5. ed. Inglesa. São
Paulo: Blucher, 1999.

VOGEL, A. I.; Química Analítica Qualitativa. 5ª Edição. São Paulo, SP: Editora Mestre Jou,
1981.