Vous êtes sur la page 1sur 22

1

EDUCAÇÃO AMBIENTAL. Casa Forte. Falcão Ana Lúcia Carneiro Leão Apoio: Unidade de Poluição Atmosférica – UPA Projeto Gráfico e Arte: Rodrigo Braga Ilustração baseada no traço de Clériston. Elisabete.mail: cdicprh@fisepe.5877 – 3441.gov..br Disque Ecologia: 1523 2 .5585 – 3441.5409 Fax: (81) 3441. 3. ar. autor dos personagens. 32p. Tecnologia e Meio Ambiente Ricardo Augusto Pessoa Braga – Presidente da CPRH Unidade de Educação Ambiental – UEA Elaboração de texto: Elisabete Braga Martin Assueros Gomes Lúcia Maria Alves e Silva Ângela Maria Cirilo Maria Tereza Brandão Maria Etiene Alves Viana Carlos Alberto C. Joca descobre o . TÍTULO.pe. et al. Tecnologia e Meio Ambiente Companhia Pernambucana de Controle da Poluição Ambiental e de Administração dos Recursos Hídricos – CPRH Miguel Arraes de Alencar – Governador do Estado de Pernambuco Sérgio Machado Rezende – Secretário de Ciência. 2.32 CPRH – Rua Santana. 1. Governo do Estado de Pernambuco Secretaria de Ciência.3682 – 3441. Ficha catalográfica B 813 BRAGA.. I.6088 E. Recife CPRH. MEIO AMBIENTE. POLUIÇÃO DO AR. CDU: 372. Recife – PE Fone: (81) 3441. 367. 1997.

Apresentação J oca está fazendo história! Primeiro descobriu que meio ambiente não é algo distante e abstrato. percorreu com sua amiga Joaninha. por exemplo. mas que começa no meio da gente. Viajando das nascentes até o estuário. Assim estão todos convidados a viver essa nova estória. descobriram muitos conflitos de uso da água e a importância do respeito às regras da natureza para que o rio continue vivo. Ficam sabendo. Que é preciso a sociedade se organizar para defender tudo isso. Depois. que sem ele não dá pra viver mais de 5 minutos. Agora. Ricardo Braga Diretor Presidente da CPRH 3 . um dos mais importantes rios do nosso estado: o Ipojuca. e a fazer história com o Joca. Joca e Joaninha descobre o ar. Em conversas com a vovó aprendeu que a qualidade de vida das pessoas está associada à proteção das matas. das águas e da fauna.

4 .

5 .

6 .

7 .

8 .

9 .

10 .

11 .

12 .

13 .

14 .

15 .

16 .

17 .

18 .

• Um homem adulto médio possibilidade de morrer necessita. 2. aproximadamente 2.5 litros de baixos de contaminação? água e cerca de 15 quilos de ar? • A substituição de um ônibus a • Em dezembro de 1952. mas não economia de até 30% no consumo sobrevive a mais de 5 minutos de combustíveis.310kg / ano matou 4 mil pessoas? de poluentes na atmosfera? • Um pessoa pode viver 5 ou • Um sistema de transporte mais semanas sem alimentos. de precocemente do que os cerca de 1 quilo e meio de residentes em cidades com níveis alimentos sólidos. diariamente. em Londres. além de emitir sem ar? menos poluentes para a atmosfera? • Somente em 1966 a cidade de Tóquio teve mais de sessenta • A CPRH realiza o sinas graves de poluição. e é monitoramento da qualidade do uma cidade onde há quatro ar na Região metropolitana do vezes mais bronquite por mil Recife desde 1990? habitantes do que o resto do Japão? • A CPRH tem constatado que as maiores concentrações de • Moradores de cidades com poluentes atmosféricos são altas taxas de poluição têm registradas nas principais entre 15 e 17% mais avenidas de tráfego? 19 . a diesel por um a gás natural primeira ocorrência grave de resulta na diminuição de poluição do ar. 5 coletivo regulado representa uma dias sem água.

Cuidando do planeta terra: uma estratégia para o futuro da vida. São Paulo. CL – A Cultura. Milton. 110p. Mª Adelaide. 1985. Ecologia. 6 – UICN. 20 . PNUMA. Gás natural. 1991. 108p. 3 – INSTITUTO BRASILEIRO DE PETRÓLEO. O que é ecologia. Porto Alegre: Sagra. São Paulo: Abril Cultural. 246p. (Coleção primeiros passos. 57p. Vídeo Gás natural. Como defender a ecologia: tudo o que você pode fazer para salvar o meio ambiente. 1991. Rio de Janeiro: TV GLOBO. Ed. 2 – FUNDAÇÃO ROBERTO MARINHO. Antônio. 4 – LAGO. Rio de Janeiro: 1996. 1985. 3ª ed. 16). 5 – MENEGOTO. Referência bibliográfica 1 – AMARAL. 256p. São Paulo: Nova Cultural. 1985. Coord. WWF.