Vous êtes sur la page 1sur 6

Tabelas de Honorários de Serviços de Arquitetura

REGISTRADA NO CREA-RS (PROCESSO PROTOCOLO N° 350663/94

RESP.
1 PROJETO DE
TÉCNICA
ARQUITETURA
OBSERVAÇÕES
ARQUITETURA DE
PELA
OBRAS NOVAS (R$/m²)
EXECUÇÃO
Galpões, Depósitos, A < 100 m²
Telheiros, Oficinas, 0,14 . D . CUB
Garagens D = 0,128
100 m² < A < 6000 m²
Indústrias, Ginásios de
Esportes, Postos de 0,16 . D CUB 10 % D = 0,13 - 0,01 x A
Serviços
1000
Habitações Coletivas, A > 6000 m²
Edifícios de Escritórios, 0,22 . D . CUB do
Prédios Administrativos D = 0,070
A = Área real global (conforme
Residências, Escolas 0,32 . D . CUB custo
definição da NB 140)
Rodoviárias, Aeroportos,
CUB = Custo Unitário Básico
Bibliotecas, Centros
Ponderado da Construção
Comerciais, Teatros, 0,35 . D . CUB real
Civil. (conforme disposições
Museus, Cinemas,
da NB 140 da ABNT,
Supermercados
Bancos, Estúdios de
0,40 . D . CUB da como prescreve a Lei 4.591)
Rádio, TV
Para atividade omissa, adotar
Hotéis, Clubes, Creches 0,50 . D . CUB obra o valor daquela que tiver
programa semelhante
Hospitais 0,60 . D . CUB

HORA TÉCNICA
duração do trabalho:
HORA TÉCNICA (CUB)
experiência profissional:
1. até A. - aplicável para horas
faixa |1|2|3|4|
40h até 5 anos efetivamente trabalhadas;
| A |0,07|0,06|0,05| 2. de 41 até B. de 6 até - faixa de duração em
0,04| 80h 14 anos semanas de 40h;
| B |0,09|0,08|0,07| 3. de 81 até C. acima de - para serviços de duração
0,06| 120h 15 anos superior a 160 horas, repetir
| C |0,11|0,10|0,09| 4. de 121 até o procedimento para o
0,08| 160h excedente

- nestes índices estão


computados os custos indiretos
de um pequeno escritório
(estrutura mínima)

3
HONORÁRIOS OBSERVAÇÕES
OUTRAS ATIVIDADES
PROFISSIONAIS
A<
Orçamento e
1,00 µ CUB/m² 500 µ = 0,0025
cronograma

500
µ = 0,0025 - 0,0005
m² <
Qualificação de A
0,50 µ CUB/m² A<
materiais
6000
1000

A>
Caderno de encargos 0,25 µ CUB/m² 6000 µ = 0,0007

Especificações Técnicas 0,40 µ CUB/m²
0,20 . CUB/anuidade Quadros da NB 140: (NBR
Quadros da NB 140
autônoma 12721)
Conforme tabela de hora Quadros I, II e V 0,10
Estudos de viabilidade
técnica CUB/unid. autônoma
Conforme tabela de hora Quadros III, e IV 0,07
Fiscalização
técnica CUB/unid. autônoma
Quadros VI, VII e VIII 0,03
Administração 15% do custo real da obra
CUB/unid. autônoma
Conforme tabela de hora
Assessoria
técnica
Conforme tabela de hora
Consultoria
técnica
Levantamentos Conforme tabela específica
Topográficos do Sind. dos Engenheiros
Conforme tabela específica
Projeto Estrutural
do Sind. dos Engenheiros
Conforme tabela específica
Projeto hidrossanitário
do Sind. dos Engenheiros
Projeto elétrico e Conforme tabela específica
telefônico do Sind. dos Engenheiros
Perícias e avaliações Conforme tabela do IGEL

4 HONORÁRIOS

ARQUITETURA DE OBRAS EXISTENTES OU


PROJETADAS
PLANEJAMENTO LOCAL E PAISAGISMO
Conforme escopo de serviços
a) Reformas e ampliações, arquitetura de interiores,
na qual o custo do arquiteto é
restauração
calculado pela Tabela de Hora
Técnica e os demais
b) Desmembramentos, Loteamentos, Campings,
intervenientes de acordo com
Condomínios, Sítios de Recreio, Estudos Paisagísticos,
o definido no Sindicato da sua
Jardins, Praças, Parques
categoria.

II. SERVIÇOS DE ARQUITETURA

1. ARQUITETURA DE OBRAS NOVAS - prestação de serviço no


qual o arquiteto aplica sua capacitação para a criação e execução
da obra arquitetônica.
1.1 PROJETO DE ARQUITETURA - concepção da obra a ser
executada, compreendendo para o seu desenvolvimento as
seguintes etapas:
a) Estudos Preliminares - estudos do problema para determinação
da viabilidade de um programa e do partido a ser adotado;
b) Anteprojeto - definição clara da solução e de sua implantação
no terreno, representado através de plantas, cortes esquemáticos
e volumetria, de acordo com os estudos preliminares elaborados;
c) Projeto - solução a nível de plantas, cortes e fachadas,
devidamente cotados, contendo uma concepção clara de estrutura
e das instalações em gela. Consideram-se incluídos todos os
elementos gráficos e descritivos exigidos pelos municípios para
aprovação.
d) Coordenação - supervisão dos trabalhos visando a coordenação
de todos os projetos, incluindo a estrutura, as instalações
hidráulicas, sanitárias, elétricas, telefônicas, etc.
e) Detalhamento - desenhos de execução da obra através de
plantas e fachadas com as respectivas elevações e cortes,
incluindo todos os acabamentos de alvenaria, paredes leves,
escadas, revestimentos, coberturas, etc., com indicações de
estrutura, das instalações e do equipamento, desenhos de
execução de elementos tais como: escadas, lareiras,
churrasqueiras, etc., indicações para execução das esquadrias tais
como: dimensões, funcionamento, acabamento, etc.
1.2 RESPONSABILIDADE TÉCNICA PELA EXECUÇÃO -
responsabilidade e encargos técnicos e legais decorrentes de
organização, do desenvolvimento e da eficiência dos trabalhos,
desde o início até a conclusão de obra, compreendendo:
a) Planejamento e verificação do andamento da obra;
b) Orientação técnica para aquisição de materiais e
c) Coordenação de mão-de-obra contratado pelo proprietário.
2. ARQUITETURA DE OBRAS EXISTENTES OU PROJETADAS -
prestação de serviço de mesma natureza do item 1 somente que
se aplica a obras existentes ou projetadas, incindindo em toda ou
em partes. Compreende a formulação de soluções para a
adequação à finalidade desejada.
3. PLANEJAMENTO LOCAL E PAISAGISMO - prestação de
serviço na qual o arquiteto aplica sua capacitação profissional na
solução de problemas de planejamento, desde a arquitetura
paisagística, no traçado de jardins e praças, incluindo loteamentos
e desmembramentos, até os conjuntos habitacionais. (conjunto
arquitetônico)
4. OUTRAS ATIVIDADES PROFISSIONAIS - prestação de
serviço na qual o trabalho não é primordialmente criativo.
Compreende aspectos técnicos, legais, administrativos, etc.
4.1 ORÇAMENTO PADRONIZADO - documento onde se
registram as operações de cálculo de custo da construção
somando todas as despesas correspondentes à execução de todos
os serviços previstos nas especificações técnicas.
4.2 CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO - documento em que
se registram pela ordem de sucessão em que serão executados, os
serviços necessários a realização da construção e os respectivos
prazos, previstos em função dos recursos e tecnologias que se
supõe serão disponíveis.
4.3 QUANTIFICAÇÃO DE MATERIAIS - relação discriminada e
quantificada dos insumos da obra.
4.4 CADERNO DE ENCARGOS - documento que define o
relacionamento entre as partes, estabelecendo de forma objetiva
seus direitos e obrigações, nas diversas fases da construção.
4.5 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS - documento que relaciona
precisa, completa e ordenadamente os materiais de construção,
suas características e métodos de ensaio. Paralelamente descreve
como quando e onde empregá-los.
4.6 QUADROS DA NB 140 - informações para arquivo no registro
de imóveis e para obtenção de "Habite-se", segundo os modelos
de quadros dessa norma.
4.7 ESTUDOS DE VIABILIDADE - constitui-se na averiguação
das potencialidades de um terreno, atendendo as exigências da
legislação municipal e as necessidades do programa a ser
implantado.
4.8 FISCALIZAÇÃO DA OBRA - visitas periódicas de observação,
com a finalidade de acompanhamento da correta execução da obra
de acordo com o projeto, bem como a verificação do seu
andamento conforme o cronograma.
4.9 ADMINISTRAÇÃO DA OBRA - compreende os serviços
relacionados na Responsabilidade Técnica pela Execução (item
1.2) e a contratação da mão-de-obra, compra de materiais e
pagamento e controle de ambos.
4.10 ASSESSORIA - prestação sistemática do trabalho
profissional de orientação técnica, por tempo ou prazo
determinado ou por finalidade específica.
4.11 CONSULTORIA - exame de problema técnico, com base em
dados fornecidos pelo cliente, e conseqüente solução.

III. REMUNERAÇÃO

1. A remuneração do Projeto de Arquitetura, para cada atividade,


deve ser calculada em função da área a ser edificada, de acordo
com a tabela.
Uma vez iniciado o trabalho de cada uma das etapas do Projeto de
Arquitetura ficará assegurado ao arquiteto o direito de terminá-lo e
receber, além, da indenização estabelecida no item IV:
1.1 10% da remuneração calculada para o Projeto de Arquitetura
se o trabalho for interrompido nos estudos preliminares.
1.2 40% da remuneração calculada para o Projeto de Arquitetura
se o trabalho for interrompido no anteprojeto.
1.3 60% de remuneração calculada para o Projeto de Arquitetura
se o trabalho for interrompido no projeto.
2. A remuneração da Responsabilidade Técnica pela Execução
deve ser calculada pelo custo real da obra, apurado contabilmente.
3. Quanto a execução de uma obra for realizada por um arquiteto
que não o autor do projeto, ele terá o direito de aumentar em
30% a sua remuneração.
4. Para obras distantes de mais de 100 Km. o arquiteto terá o
direito de aumentar sua remuneração em 30%, independente das
despesas de viagem e estadia que ficarão por conta do
contratante.
5. Não estão incluídos na remuneração: levantamentos plani-
altimétricos; sondagens geológicas; cópias de plantas, taxas e
impostos; despesas de alterações introduzidas nos projetos já
aprovados pelo contratante; maquetes; despesas de viagens e
estadias.

IV. INDENIZAÇÃO

1. Se o trabalho for interrompido, caberá ao arquiteto uma


indenização de 25% de remuneração correspondente ao trabalho
não realizado, sem prejuízo da remuneração devida pelas etapas
vencidas.
2. Se o Projeto de Arquitetura for interrompido nos estudos
preliminares e/ou anteprojeto e se estes forem utilizados para
execução de obras, tal utilização será suscetível de incidência de
aplicação das disposições legais relativas à violação de direitos
autorais, sendo reparável tal prejuízo com o pagamento da
indenização correspondente a três vezes o valor do Projeto de
Arquitetura.
3. Nas hipóteses de plágio ou usurpação de direitos autorais,
caberá no mínimo ao arquiteto uma indenização correspondente a
quatro vezes o valor do projeto respectivo. Caso tratar-se de obra
construída inclui-se nesta indenização os valores de honorários
correspondentes a sua execução. Poderá ser exigida retratação.
4. Na hipótese de desrespeito aos direitos autorais com falsidade
ideológica, deturpação de concepção, métodos e processos, que
causem danos morais ou desprestígio profissional ao autor, caberá
no mínimo ao arquiteto uma indenização correspondente a onze
vezes o valor do projeto respectivo. Caso tratar-se de obra
construída, inclui-se nesta indenização os valores de honorários
correspondentes a sua execução. Poderá ser exigida retratação.