Vous êtes sur la page 1sur 12

Lúcio Sousa

41012 - ANTROPOLOGIA GERAL II

Conteúdos e objectivos específicos

Universidade Aberta

2010
Sinopse:

Em articulação com a disciplina de Antropologia Geral I, que pretende dar uma visão
geral da antropologia social e cultural contextualizando-a no âmbito das Ciências
Sociais, a Antropologia Geral II analisa os principais contributos teóricos para a disciplina
e aborda dois temas chave da pesquisa antropológica: o campo do parentesco e o campo
da antropologia política. O programa termina com a análise das morfologias sócio-
espaciais.

Atendendo aos pressupostos do programa os objectivos gerais da disciplina são:


 Reconhecer os principais contributos teóricos na disciplina;
 analisar e interpretar o campo do parentesco;
 examinar os contributos do campo da antropologia política;
 caracterizar o estudo das morfologias sócio-espaciais.

Competências:

No final desta unidade curricular o/a estudante deverá ser capaz de:
 entender os principais desenvolvimentos teóricos da ciência antropológica.
 reflectir de forma crítica sobre a relação entre culturas e a diversidade das suas
práticas, em particular, no campo do parentesco.
 conhecer os principais conceitos da antropologia política, articular os conceitos
adquiridos em diversos contextos sociais de intervenção.

1
Conteúdos:

1. Os principais desenvolvimentos teóricos da ciência antropológica


1.1 As principais teorias e escolas
1.2 Os fundadores da etnografia: F. Boas e B. Malinowski
1.3 A Contribuição teórica da “escola de sociologia francesa”:
E. Durkheim e M. Mauss

2. O campo do parentesco
2.1 Os símbolos dos diagramas de parentesco
2.2 Abreviações
2.3 As nomenclaturas
2.4 O casamento e a aliança matrimonial
2.5 Descendência e filiação
2.6 A linhagem, a linhada e o clã
2.7 A parentela
2.8 A residência matrimonial
2.9 A família nuclear
2.10 A herança e a sucessão

3. O campo da antropologia política


3.1 A organização política das sociedades: política e poder
3.2 Perspectivas teóricas sobre a organização política
3.3 Sistemas de organização política
3.4 O processo político e o controlo da sociedade

4. O estudo das morfologias sócio-espaciais


4.1 Uma proposta de estudo das morfologias rurais europeias
4.2 A estruturação dos elementos de parentesco
4.3 A estruturação dos elementos dos sistemas agrários
4.4 Correlações entre a organização social e a paisagem agrícola
4.5 Um exemplo etnográfico português

2
Metodologias de ensino:

O processo de ensino e aprendizagem desenvolver-se-á num regime de ensino a distância


baseado numa pedagogia online. O seu acompanhamento privilegiará a comunicação
assíncrona. Estrutura-se em torno de tópicos, cujo conteúdo corresponde às unidades
temáticas apresentadas nos conteúdos.

Avaliação:

A avaliação assenta desejavelmente no regime de avaliação contínua baseada na


realização de um conjunto de e-fólios (documentos digitais) e num trabalho escrito, P-
fólio (prova presencial), cuja valorização é creditada no Cartão de Aprendizagem do
estudante. Os estudantes que não possam seguir esta modalidade de avaliação podem
optar pela realização de um Exame Final presencial.

Para saber com vão decorrer os trabalhos lectivos consulte cuidadosamente o Plano de
Unidade Curricular (PUC).

3
Unidade 1 – Os principais desenvolvimentos históricos da ciência antropológica

Objectivos gerais da Unidade

No final do processo de aprendizagem desta unidade o estudante deverá estar apto a


compreender:
 o percurso histórico geral da antropologia social e cultural;
 a contribuição das várias escolas, as suas diferenças e sobreposições teóricas;
 as propostas teóricas e metodológicas dos principais precursores;
 as orientações teóricas e práticas das principais etnologias nacionais.

Conteúdos pp. Objectivos específicos da unidade

 contextualizar a emergência de uma preocupação


teórica com a alteridade.
 identificar a emergência do evolucionismo sociológico.
 indicar o objectivo do evolucionismo sociológico.
 explicar a forma como o evolucionismo teoriza a
relação das sociedades modernas e "primitivas".
1.1 As principais teorias
 definir o conceito de desenvolvimento unilinear.
e escolas
93-98  criticar analiticamente os pressupostos hipotéticos em
que estão assentes as teorias evolucionistas.
O Evolucionismo
 identificar os principais autores e obras do
evolucionismo.
 indicar as principais temáticas estudadas pelos
evolucionistas.
 explicitar o contributo da escola evolucionista para a
antropologia.

 identificar as principais correntes teóricas associadas


com o difusionismo.
 explicar as diferenças teóricas entre a corrente
difusionista e o evolucionismo.
 indicar os principais postulados difusionistas.
O difusionismo 98-102  identificar alguns conceitos desenvolvidos pelos
difusionistas.
 analisar criticamente a teoria difusionista.
 analisar criticamente o hiper-difusionismo
 indicar a pertinência da noção de cultura e a sua
transmissão.

 identificar o propósito da antropologia funcionalista.


 identificar os principais autores e obras funcionalistas.
 analisar a contribuição teórica e metodológica de
Malinowski para antropologia.
 referir as críticas feitas às elaborações teóricas de
O funcionalismo 102 – 105
Malinowski
 identificar os postulados essenciais do funcionalismo.
 analisar as críticas feitas ao funcionalismo.
 avaliar a pertinência da análise funcionalista
actualmente.

4
 indicar as influências que afectaram formação do
estruturalismo
 identificar o objecto da análise estrutural
 explicitar a noção de estrutura na perspectiva
estruturalista.
O estruturalismo 106 – 110
 analisar as principais áreas temáticas privilegiadas por
Lévi-Strauss.
 identificar as críticas feitas à abordagem estruturalista.
 diferenciar a noção de estrutura entre Lévi-Strauss e
Radcliffe-Brown.

 caracterizar a prática antropológica generalizada até


finais do século XIX.
 identificar o papel desempenhado por Franz Boas e
1.2 Branislaw Malinowski na fundação da etnografia de
Os fundadores da 110 – 113 terreno
etnografia  explicitar as motivações teóricas que fundamentam a
postura do Franz Boas.
 explicitar as motivações teóricas que fundamentam a
postura do B. Malinowski.

 analisar a influência teórica de Emile Durkheim.


1.3  caracterizar as preocupações antropológicas de Emile
A contribuição teórica Durkheim.
113 – 116
da “escola de sociologia  explicitar a influência teórica de Marcel Mauss.
francesa”  caracterizar as preocupações antropológicas de Marcel
Mauss.

5
Unidade 2 – O campo do parentesco

Objectivos gerais da Unidade

No final do processo de aprendizagem desta unidade o estudante deverá estar apto a


entender:
 a relativa base biológica na construção social do parentesco;
 os mecanismos que estruturam os sistemas de parentesco e a sua importância
no estudo das sociedades;
 a diversidade dos sistema de parentesco;
 os tipos de terminologias e o seu papel na estruturação do parentesco;
 os determinantes sociais da aliança matrimonial;
 as características dos diferentes sistemas de filiação;
 os diferentes sistemas de filiação.

Conteúdos pp. Objectivos específicos da unidade

2  explicar a importância do estudo do campo do


O campo do parentesco parentesco.
 identificar a importância de L. Morgan no estudo das
terminologias de parentesco.
123 -  referir a contribuição de Murdok, Lévi-Strauss e
127 Radcliffe-Brown.
 distinguir os termos parentesco, família, familiares e
parentes.
 contrastar o parentesco biológico do parentesco
socialmente reconhecido.

 identificar os símbolos dos diagramas de parentesco.


 distinguir primos paralelos de primos cruzados.
 reconhecer os parâmetros de leitura dos diagramas
2.1 genealógicos.
Os símbolos dos 127- - a linha recta.
diagramas de 130 - as linhas colaterais.
parentesco - o grau de consanguinidade.
- o grau genealógico.
 exemplificar uma leitura concreta.

 definir sistema de notação.


 definir campo de aplicação.
 identificar e interpretar a notação das relações de
2.2 130-
parentesco em língua portuguesa.
As abreviações 136
 identificar os aspectos interdependentes de um sistema
de parentesco.

 definir nomenclatura de parentesco.


 explicitar termo de parentesco.
2.3 136-
 identificar o modo de utilização.
As nomenclaturas 147
 analisar a estrutura linguística dos termos de
parentesco.
 explicitar o campo de aplicação.

6
 identificar casos de convergência entre termos
denotativos e termos classificatórios.
 explicar os principais tipos terminológicos
- identificar os diferentes diagramas de
parentesco.
- proceder a uma leitura interpretativa
de cada caso.

 identificar a abrangência da aliança.


 referir o papel do tabu do incesto.
 identificar as regras positivas e as regras negativas.
2.4  distinguir as estruturas elementares do parentesco e as
147-
O casamento e a estruturas complexas do parentesco.
153
aliança matrimonial  analisar o átomo do parentesco.
 definir avunculato.
 explicitar as relações avunculares.
 identificar os diferentes tipos de casamento.

 definir a noção de filiação.


 diferenciar a noção de genitor e de pai/mãe social.
 identificar as diferentes formas de filiação:
2.5 153-
- distinguir as diversas formas de filiação;
Descendência e filiação 160
- proceder a uma leitura interpretava dos
diversos diagramas de filiação.

 definir linhagem.
2.6
160-  definir linhada.
A linhagem, a linhada e
161  definir clã.
o clã
 definir parentela.
2.7 161-
 identificar a parentela bilateral num diagrama.
A parentela 162
 contextualizar as regras de residência matrimonial.
2.8
162-  identificar os diferentes modelos de residência
A residência
164 matrimonial.
matrimonial
 definir o conceito de família nuclear (designada ainda
de restrita, conjugal ou elementar).
 definir família extensa.
2.9 164-  definir família poligâmica (ou família composta)
A família nuclear 167  definir família indivisa ou alargada.
 analisar e comentar diagramas de cada um dos modelos
das famílias referidas.

 distinguir o conceito de herança do conceito de


sucessão.
2.10 168-  identificar categorias relevantes na atribuição da
A herança e a sucessão 170 herança e sucessão.
 analisar situações de herança e sucessão fora da família
nuclear.

7
Tema 3 O campo da antropologia política

Objectivos gerais da Unidade

 os objectivos da antropologia política;


 a diversidade dos tipos de organização política;
 a perspectiva de alguns antropólogos acerca do assunto;
 a relação entre organização social e política em determinados grupos;
 a noção de Nação e de Estado.
 as diferentes formas de Estado
 analisar as diferentes formas de controlo social;

Conteúdos Pág. Objectivos específicos da unidade

3.1 171-172  identificar os objectivos da antropologia política.


A organização política Texto de  descriminar o conceito de poder
das sociedades: política apoio  problematizar diferentes perspectivas do papel da
e poder Tema 31 antropologia política.

 identificar correntes teóricas que promoveram o


estudo da organização política.
 referir as contribuições evolucionistas para o estudo
172-176
3.2 da organização política.
Perspectivas teóricas  referir as contribuições funcionalistas para o estudo
Texto de
sobre a organização da organização política.
apoio
política  analisar as tipologias propostas
Tema 3
 explicitar a relação entre a organização social e a
organização política.
 referir as diferentes formas estruturais de
desigualdade política.

 explicitar os sistemas definidos como “sem-Estado”


177-179  identificar os tipos de sistemas sem-Estado.
3.3
Texto de  analisar as razões da existência ou ausência do
Sistemas de
apoio Estado
organização política
Tema 3  identificar os atributos de um Estado.
 indicar diferentes formas de Estado.
 distinguir a noção de Estado, Governo e Nação.

 problematizar o processo político em contexto


antropológico.
3.4 Texto de  nomear as qualidades que identificam o processo
O processo político e o apoio político.
controlo social Tema 3  identificar os mecanismos de controlo social.
 explicar os princípios de legitimação dos sistemas
políticos

1
O Texto de Apoio Tema 3 – O Campo da Antropologia política é de leitura complementar para os alunos que
optem por Exame final.

8
Unidade 4 – O estudo das morfologias sócio-espaciais

Objectivos gerais da Unidade

No final do processo de aprendizagem desta unidade o estudante deverá estar ser capaz
de entender:
 a estruturação social dos elementos do parentesco e a sua relação com o espaço
local;
 os principais sistemas agrários e a sua estruturação social;
 como utilizar um modelo de compreensão das formas de organização do espaço de
economia agrícola e as suas interdependências com a organização social;
 como aceder à lógica global local através da apreensão das correlações entre
configurações espaciais e organização social;
 a possibilidade de comparação dos resultados obtidos, designadamente pela
pertinência do estudo dos dois sistemas sociais universais das sociedades
camponesas ou rurais: o sistema de parentesco e a estrutura agrária.

Conteúdos pp. Objectivos específicos da unidade

 indicar o objectivo de estudo das morfologias


agrárias.
 identificar os aspectos estruturantes desta
abordagem
4.1  analisar o papel do parentesco no estudo das
Uma proposta de estudo morfologias agrárias.
185-189
das morfologias rurais  avaliar como a estrutura agrária reflecte o uso
europeias social dado a um determinado território.
 indicar a pertinência do estudo destes dois sistemas
do ponto de vista metodológico e heurístico.
 relacionar as estruturas locais com o universo
urbano envolvente.

 indicar a relevância do estudo das terminologias de


parentesco.
 identificar as relações jurídicas subjacentes aos
termos de parentesco.
 explicar a importância da notação terminológica
das relações de parentesco.
4.2
A estruturação dos  indicar a pertinência do estudo dos diferentes tipos
189-196 de filiação.
elementos do
parentesco  analisar o enquadramento social das alianças
matrimoniais.
 explicitar a estruturação social do espaço com o
tipo de residência.
 comentar o interesse do estudo da herança e
sucessão.

9
 definir estrutura agrária.
 definir sistema de cultivo.
 definir paisagem agrícola.
 enumerar as quatro bases mínimas de análise da
4.3
paisagem agrícola.
A estruturação dos
196-203  reconhecer os grandes tipos de organização agrária
elementos dos sistemas
e os estabelecimentos populacionais associados.
agrários
 distinguir espaço físico de território.
 definir morfologia social.
 explicar os elementos dados pelo estudo de um
dado sistema de cultivo.

 identificar transformações registadas nos espaços


4.4
rurais.
Correlações entre a
203-207  explicar as razões dessas transformações.
organização social e a
 indicar as mudanças ocorridas na organização
paisagem agrícola local
social.

 explicar os objectivos do autor.


Unidade 4.5  identificar os níveis de análise propostos.
Um exemplo etnográfico  explicitar as relações sociais presentes em cada
209-230
português espaço.
(O`Neil, 1991)  analisar as diferentes relações existentes entre os
diferentes espaços.

10
Bibliografia obrigatória:

Manual adoptado:

Armindo dos Santos, Antropologia Geral – Etnografia, Etnologia, Antropologia Social,


Universidade Aberta [259], 2002 [Capítulos 5, 6 e 7]

Texto de apoio:

Lúcio Sousa, Texto de apoio Tema 3: O campo da antropologia política (a disponibilizar


em PDF)

Leitura Complementar:

O manual apresenta uma extensa e pertinente bibliografia. Indicam-se de seguida outros livros,
disponíveis em português, e que se encontram com relativa facilidade em bibliotecas ou livrarias.

 Batalha, Luís, Antropologia - Uma perspectiva holística, ISCSP –UTL, 2005 [Capítulos 1, 4 e 6]
 Ghasarian, Christian, Introdução ao estudo do parentesco, Terramar, 1999
 Hoebel, Admson e Frost, Everett, Antropologia Cultural e Social, Cultrix, 2001 [Capítulo 18]
 Laburthe-Tolra, Philipe e Warnier, Jean-Pierre, Etnologia Antropologia, Editora Vozes, 1999
 Copans, Jean, A Antropologia Política, in: Copans, et all (ed) Antropologia Ciência das
Sociedades Primitivas?, edições 70, s.d.
 Santos, Armindo, Antropologia do Parentesco e da Família, Instituto Piaget, 2006

 Internet

Há um conjunto variado e extenso de sítios na Internet. De seguida indicam-se alguns locais onde
pode pesquisar:

 A B A - Associação Brasileira de Antropologia : http://www.abant.org.br/


 American Anthropological Association : http://www.aaanet.org/
 AnthroGlobe Articles : http://anthro-globe.com/bin/articles.cgi
 Anthropological Theories A Guide Prepared for Students by Students:
http://www.as.ua.edu/ant/Faculty/murphy/anthros.htm
 Antropologia : http://www.ics.ul.pt/guiavirtual/guias/g_antr.htm
 "Descodificando o parentesco", Luís Batalha: http://www.iscsp.utl.pt/~lbatalha
 Ethnologue, Languages of the World : http://www.ethnologue.com/
 ISCA Home Page : http://www.isca.ox.ac.uk/
 LSE Department of Anthropology : http://www.lse.ac.uk/collections/anthropology/
 OxLIP - Oxford Libraries Information Platform :
http://www.bodley.ox.ac.uk/oxlip/index.html
 SOAS Department of Anthropology and Sociology :
http://www.soas.ac.uk/departments/departmentinfo.cfm?navid=8
 The Anthropological Index of the Royal Anthropological Institute :
http://aio.anthropology.org.uk/aio/AIO.html
 WWW Virtual Library Anthropology : http://vlib.anthrotech.com/
 Kinship and Social Organization (excelente sítio para estudar o parentesco e organização
social com exemplos etnográficos):
 http://www.umanitoba.ca/faculties/arts/anthropology/kintitle.html

11