Vous êtes sur la page 1sur 23
Parasitas
Parasitas
Parasitas

Biliões de Parasitoses

Biliões de Parasitoses

Exame Parasitológico

Protozoários

Helmintas

Trofozoítos: forma activa que se alimenta e

reproduz muito activamente, instalando a

infecção em pouco tempo

Quistos: forma de resistência, é eliminado

para o meio pelas fezes

Ovos

Verme

Fragmentos do verme

Amebas

Protozoários

Entamoeba histolytica, Entamoeba coli

Amebas Protozoários Entamoeba histolytica, Entamoeba coli  Anaeróbios, alimentam-se de bactérias, leucócitos ou

Anaeróbios, alimentam-se de bactérias, leucócitos ou hemácias (por fagocitose)

Parasita extracelular. E. histolytica pode aderir à membrana plasmática das células do hospedeiro; citotoxicidade depende de contacto

Via fecal-oral por ingestão de quistos na água e alimentos contaminados, moscas e baratas e via sexual (oral-anal)

Distribuição mundial, preferencialmente em países tropicais

Espécies hospedeiras - Homem, macacos

Período de incubação - variável (1 a 14 semanas)

Infecção crónica - meses a anos

Portadores excretam milhares de quistos nas fezes (até 45 milhões)

Amebas

Protozoários

Entamoeba histolytica, Entamoeba coli

Ingestão de quistos:

água ou alimento

contaminado com fezes /

via sexual (oral-anal) / moscas e baratas

Quistos: resistentes à

passagem pelo estômago.

Exposição ao pH ácido e

às enzimas digestivas:

promove o

desenquistamento

Instalação da infecção

no cólon: adesão,

destruição tecidual,

dispersão

promove o desenquistamento  Instalação da infecção no cólon: adesão, destruição tecidual, dispersão

Amebas

Protozoários

Entamoeba histolytica, Entamoeba coli

Amebíase
Amebíase
Entamoeba histolytica, Entamoeba coli Amebíase • Inf. assintomática • Diarreia, obstipação e

Inf. assintomática

Diarreia, obstipação e mau-estar

Desinteria amebiana - cólicas, colite e diarreia

sanguinolenta

Amebíase extraintestinal cavidade peritoneal, febre,

hepatomegalia ou nos pulmões, cérebro e coração

Prevenção

extraintestinal – cavidade peritoneal, febre, hepatomegalia ou nos pulmões, cérebro e coração Prevenção

Flagelado

Protozoários

Giardia lamblia

Flagelado Protozoários Giardia lamblia  Distribuição mundial – protozoose cosmopolita  Infantários, escolas

Distribuição mundial protozoose cosmopolita

Infantários, escolas e hospitais são os principais pontos

de aparecimento da endemia

Parasita de animais domésticos (cães e gatos) e diversos

animais selvagens, aves e répteis ( reservatórios)

Na água os quistos podem conservar sua viabilidade durante dois meses ou mais

Transmissão Fecal-Oral (10-25 quistos)

em

A principal

fonte

de

contaminação

consiste

reservatórios de água, alimentos / via sexual (oral-anal)

Flagelado

Protozoários

Giardia lamblia

Flagelado Protozoários Giardia lamblia • P.I. 1- 4 s • Inf. Assintomática (50%) • Diarréia gordurosa,
Flagelado Protozoários Giardia lamblia • P.I. 1- 4 s • Inf. Assintomática (50%) • Diarréia gordurosa,

P.I. 1- 4 s

Inf. Assintomática (50%)

Diarréia gordurosa, aquosa e com odor fétido (Esteatorreía)

Dor epigástrica

Síndrome de má absorção

Giardíase

Protozoários Cryptosporidium  Distribuição mundial, prevalência de 10%  Zoonose  Resevatório – gado

Protozoários

Cryptosporidium

Protozoários Cryptosporidium  Distribuição mundial, prevalência de 10%  Zoonose  Resevatório – gado

Distribuição mundial, prevalência de 10%

Zoonose

Resevatório gado bovino, ovino e caprino

Ocisto é ubiquitário em meios aquáticos

Ocisto muito resistente (cloração e ozonação) persiste no

meio ambiente durante meses

Transmissão Fecal-Oral (10 ocistos)

A principal fonte de contaminação consiste em

reservatórios de água, alimentos / via sexual (oral-anal) /

contacto com animais infectados

Protozoários

Cryptosporidium parvum

Forma assintomática

Indivíduos saudáveis

Enterocolite com diarreia aquosa auto-limitada (10-14d)

Potencialmente fatal em indivíduos imunocomprometidos (+ 50 defecações/dia)

Flagelado

Protozoários

Trichomonas vaginalis

Distribuição cosmopolita

Mais de 170 Milhões de casos

Homem é o hospedeiro natural

Depende do hospedeiro para a síntese de nutrientes essenciais (nucleotídeos, ácidos gordos e aminoácidos)

Extracelular - adere ao epitélio

Transmissão por via sexual / fomites (contacto

indirecto (toalhas, sabonetes) / durante o parto

- adere ao epitélio  Transmissão por via sexual / fomites (contacto indirecto (toalhas, sabonetes) /
- adere ao epitélio  Transmissão por via sexual / fomites (contacto indirecto (toalhas, sabonetes) /

Flagelado

Protozoários

Trichomonas vaginalis

É uma IST considerada uma uretrite não gonocócica

Provoca inflamação e erosão das células escamosas

do epitélio do tracto genital

Infecção assintomática nos homens

Mulheres - vaginite com prurido e dor

Homens - uretrite com prostatite

Diagnóstico

Pesquisa de trofozoítos na descarga vaginal ou uretral

Hemoflagelado

Protozoários

Leishmania donovani: parasita do sangue e tecidos

Reservatório: Cão, raposa,

roedores

Vector: Mosquito do género

Phlebotomus e Lutzomia

Transmissão: Picada do mosquito

fêmea

Por picada transmitem as formas

promastigotas

12 milhões de casos

600 000 mil novos casos/ano

mosquito fêmea  Por picada transmitem as formas promastigotas  12 milhões de casos  600
mosquito fêmea  Por picada transmitem as formas promastigotas  12 milhões de casos  600

Hemoflagelado

Protozoários

L. donovani e L. infantum

Calazar cutâneo
Calazar cutâneo
Protozoários L. donovani e L. infantum Calazar cutâneo • P.I. semanas- 1 ano • Mais frequente

P.I. semanas- 1 ano

Mais frequente em crianças e idosos;

Portugal 85% são crianças

Febre, diarreia, anemia, calafrios

Patologia - Leishmaniose visceral ou Kala-

Azar

Hepato-esplenomegália

Hiper pigmentação da pele e aparecimento de

granulomas

Perda de peso

Aumento dos órgãos atingidos

• Hiper pigmentação da pele e aparecimento de granulomas • Perda de peso • Aumento dos

Esporozoário

Protozoários

Plasmodium (vivax, malariae, ovale e falciparum)

Malária (Paludismo)
Malária (Paludismo)

Metabolismo aeróbio obrigatório, muito activo

Ciclos alternados, entre um hospedeiro artrópode e um

vertebrado

Muito móveis, sem flagelos ou cílios

Centenas de espécies, parasitas de mamíferos, aves e répteis

Transmissão: Picada de fêmeas hematófagas do mosquito Anopheles e via sanguínea (malária transfusional, toxicodependentes), via vertical (malária congénita)

300-500 milhões de casos

1-3 milhões de mortes/ano;

85% em África

via vertical (malária congénita)  300-500 milhões de casos  1-3 milhões de mortes/ano;  85%

Esporozoário

Protozoários

Plasmodium (vivax, malariae, ovale e falciparum)

Esporozoário Protozoários Plasmodium (vivax, malariae, ovale e falciparum)

Protozoários

Plasmodium (vivax, malariae, ovale e falciparum)

Malária (Paludismo)
Malária (Paludismo)

P.I. 7- 40 d

Síndroma tipo gripal, com náuseas e

vómitos

Cefaleias e mialgias

anorexia

Febre (48h / 72h)

Arrepios, suores e tremores

Destruição renal e hepática

Anemia

Icterícia

Malária perniciosa (P.falciparum)

Obstrução dos capilares

Malária cerebral

Forma intestinal

• Malária perniciosa ( P.falciparum ) • Obstrução dos capilares • Malária cerebral • Forma intestinal
• Malária perniciosa ( P.falciparum ) • Obstrução dos capilares • Malária cerebral • Forma intestinal

Protozoários

Toxoplasma gondii

Protozoários Toxoplasma gondii Coccideo  Distribuição mundial  Protozoário intracelular obrigatório 

Coccideo

Distribuição mundial

Protozoário intracelular obrigatório

Hospedeiro definitivo gato e outros felinos

Hospedeiro intermediário Homem, outros mamíferos e

aves.

Transmissão:

e

Ingestão de ocistos presentes provenientes das fezes dos gatos

Ingestão de quistos de carne crua ou mal cozida.

Transplante de orgãos e transfusões sanguíneas.

Infecção transplacentária

Período de Incubação: 5 a 23 dias

no

ambiente

Coccideo

Protozoários

Toxoplasma gondii

Coccideo Protozoários Toxoplasma gondii

Coccideo

Toxoplasmose
Toxoplasmose

Protozoários

Toxoplasma gondii

Benignas e assintomáticas

Inf. Aguda febre, arrepios, mialgias, cefaleias, fadiga, linfoadenopatias

Inf. Crónica rash, hepatite, linfoadenopatias, miocardite,

encefalomielite e corioretinite

Inf. Congénita por via transplacentária

Imunodeprimidos

(SIDA)

Imunodeprimidos (SIDA)
Aborto, nado c/ malformações ou nado sadio c/ complicações posteriores
Aborto, nado c/ malformações ou
nado sadio c/ complicações
posteriores
transplacentária Imunodeprimidos (SIDA) Aborto, nado c/ malformações ou nado sadio c/ complicações posteriores

Flagelado

Protozoários

Trypanosoma: T. brucei gambiense / rhodesiense;

Flagelado Protozoários Trypanosoma: T. brucei gambiense / rhodesiense;

Flagelado

Protozoários

Trypanosoma: T. brucei gambiense / rhodesiense;

Patologia DOENÇA do SONO: sul de África

Período de incubação: Dias- semanas

Ulceração no local da picada

Febre, mialgias, artralgias e adenopatias

Envolvimento do SNC: letargia, tremores, meningoencefalite,

atraso mental, coma e morte

artralgias e adenopatias • Envolvimento do SNC: letargia, tremores, meningoencefalite, atraso mental, coma e morte
artralgias e adenopatias • Envolvimento do SNC: letargia, tremores, meningoencefalite, atraso mental, coma e morte
artralgias e adenopatias • Envolvimento do SNC: letargia, tremores, meningoencefalite, atraso mental, coma e morte

Flagelado

Protozoários

Trypanosoma: T. cruzi

Patologia DOENÇA das Chagas: sul da América

Assintomática, aguda ou crónica

Inf. aguda

• Assintomática, aguda ou crónica • Inf. aguda • Lesão eritmatosa e endurecida - Chagoma •

Lesão eritmatosa e endurecida - Chagoma

Rash e edema em redor dos olhos e face

Febre, calafrios, mialgias, e fadiga

Inf. crónica

Hepatoesplenomegalia, miocardite e aumento do esófago e

cólon.

Envolvimento do SNC: granulomas e meningoencefalite

Hepatoesplenomegalia, miocardite e aumento do esófago e cólon. • Envolvimento do SNC: granulomas e meningoencefalite
Hepatoesplenomegalia, miocardite e aumento do esófago e cólon. • Envolvimento do SNC: granulomas e meningoencefalite