Vous êtes sur la page 1sur 8

Escola profissional Cândido Guerreiro

Curso Profissional Técnico de Construção civil


2º Ano

Área de integração

Ano lectivo: 2009/2010

Trabalho realizado por: Bruno Silva nº 3


Rodrigo Guerreiro nº16
Página 1 de 8
Índice

Índice..............................................................................................................2
Introdução......................................................................................................3
Conceito de Família........................................................................................4
Tipos de Família.............................................................................................5
Dinâmicas Familiares.....................................................................................6
A alteração das funções da família e a sensação de crise da família.............6
Formas de assistência às famílias..................................................................7
Abono de familia para crianças e jovens.....................................................7

Bolsa de estudo ..........................................................................................7

Subsídio de funeral.....................................................................................7

Acção social – Rendimento Social de Inserção............................................7

Conclusão.......................................................................................................8
Bibliografia..................................................................................................... 8

Página 2 de 8
Introdução

Neste trabalho vamos abordar sobre a evolução do conceito de familia,


dentro deste tema vamos abordar sobre o conceito de familia,m tipos de
familias, dinâmicas familiares, a alteração das funcões da familia e a sensação
da crise da familia, por fim vamos abordar sobre formas de assistência as
familias.

Página 3 de 8
Conceito de Família

A família é um grupo social primário, constituído por um conjunto de


pessoas ligadas entre si, por meio da descendência (matrimónio ou adopção).
A família é uma instituição social e, enquanto tal, é uma formação social
onde se desenvolve um conjunto sistemático e persistente de relações onde
surgem estatutos, papéis e práticas estruturadas. Em sentido jurídico, é um
conjunto de pessoas unidas pelo casamento, parentesco, afinidade e adopção
com o objectivo de cuidar da educação dos filhos e é, ainda, uma unidade
económica, pelo menos de consumo.

Exemplo de uma familia nuclear (pais e filhos)

Página 4 de 8
Tipos de Família

Família monoparental: cada vez mais comum no mundo


moderno, é constituída por apenas um dos pais e os seus filhos. Os motivos
são vários: inexistência de casamento, separação do casal, falecimento de um
dos cônjuges,…

Família nuclear: é a unidade familiar básica, composta de


marido/pai, mulher/mãe e filhos. Estes últimos podem ser de descendência
biológica do casal ou adoptados.

Família consanguínea: composta por duas ou mais unidades


nucleares, estendendo-se além de duas gerações e baseada em laços de
sangue, incluindo pais, avós, tios, sobrinhos,…

Família composta: é o resultado da poligamia, sendo a mais


comum um marido e várias esposas, desempenhando o homem o papel de
esposo e pai em várias famílias nucleares. O oposto, uma mulher e vários
esposos, chama-se poligamia e é muito raro.

Família extensa: engloba um maior número de parentes.

Exemplo de uma familia bem organizada pelo patriarca

Página 5 de 8
Dinâmicas Familiares

Com o passar dos temos modernos, na dinâmica familiar vai sendo


muito diferente, pois as famílias começaram a dividir-se por diversos factores
entre os quais factores económicos e factores culturais.
Nos tempos antigos o patriarca como o seu nome indica “Pai” era a base
da família o que lhe garante o sustento económico, a transmissão de valores,
regras e tradição.
Mas com o avançar dos tempo moderno o patriarca ficou indefinido, pois
os diversos factores fazem com que a família se destrua emocionalmente como
socialmente, pois por vezes a família deixa de ser comandada pelo pai e passa
a mãe a assumir esse papel.

A alteração das funções da família e a sensação de crise da


família

Com o passar dos anos a sociedade envoluiu de forma negativa, as


pessoas perdem as tendências do casamento, comprovado pelo censos de mil
novecentos e noventa e um e dois mil e um, representando um crescimento do
divórcio em cinco pontos percentuais.
Devido á crise economica também se deve uma diminuição no número
de elementos de uma família, sendo que em mil novecentos e noventa e um, a
média de pessoas de uma família era de três e em dois mil e um a media de
pessoas por uma família era de duas pessoas.
Com o passar do tempo também acabou por aparecer uma protecção
aos filhos desses mesmas pessoas que se casavam que é a protecção social
que garante a protecção de varios elementos de um casamento.

Página 6 de 8
Formas de assistência às famílias

As várias formas de assistência as famíçias portuguesas são:

Abono de familia para crianças e jovens

Prestação atribuida mensalmente, com o objectivo de compensar os


encargos familiares e ao sustento de crianças e jovens.

Bolsa de estudo

Prestação mensalmente para combater o abandono escolar, melhorando


assim o aproveitamento do aluno, tem direito a uma bolsa o aluno que esteja
inserido no escalão um ou dois de rendimentos familiares.

Subsídio de funeral

Prestação para compensar o requerente de uma só vez sempre que seja


apresentada um falecimento de um familiar.

Acção social – Rendimento Social de Inserção

Apoio para as familias e indivíduos mais pobres constituido por uma


prestação em dinheiro e um programa de inserção para os ajudar a integrar
socialmente e profissionalmente.

Página 7 de 8
Conclusão

Com este trabalho concluimos o que é uma família, também


aprendemos sobre alguns tipos de familias nomeadamente familia
monoparental, família composta. Ficamos a conhecer a forma de uma família
comunicar entre si e alguem a comandar no caso do patriacado. Verificamos
que a crise económica pode de certa forma afectar os vários tipos de
casamento dando origem assim a uma opção pela união de facto. Com este
trabalho tambem percebemos quais os apois que existem para ajudar as
famílias portuguessas nomeadamente o abono ode família.

Bibliografia

Ficha de actividade, estrutura familiar e dinâmica social, área de integração

A família portuguesa- tendências actuais, área de integração

Sebentas de integração, a família

http://www1.seg-social.pt/default.asp, dia 14 de Outubro de 2010, 22:00 horas

Página 8 de 8