Vous êtes sur la page 1sur 2

Cadernos de Educação de Infância

Jul./Set. 2005
Ecos

ECOS

Kinderet – Os desafios da tecnologia no Pré-Escolar


A Emergência de Modelos Colaborativos de Formação

Beja, 25 a 27 de Maio de 2005

A Escola Superior de Educação de Beja realizou a Conferência Final do Kinderet –


Desafios da tecnologia do Pré-Escolar: A Emergência de Modelos de Formação
Colaborativa, que teve lugar nas instalações do Instituto Politécnico de Beja, de 25 a
27 de Maio de 2005.
Esta conferência, que teve como objectivo reflectir os resultados do Projecto
Europeu Kinderet, que juntou cinco instituições europeias especialistas na área da
formação contínua de Educadores de Infância, nas áreas de aplicação e utilização
de Tecnologias Educativas.
Este projecto, desenvolvido ao Abrigo do Programa Comunitário Leonardo da Vinci
II, teve como objectivo principal identificar e compreender as necessidades teórico-
práticas dos educadores e, na sequência, conceber um modelo colaborativo de
formação, adaptável aos distintos modelos e práticas existentes em cada contexto
nacional.
Nesta conferência, além dos resultados nacionais de cada país, foram apresentadas
comunicações de alguns investigadores da área, de onde se destacam o Professor
António Osório, da Universidade do Minho, a Professora Maria Clara Barbas, da
ESE de Santarém, o Professor Vito Carioca, da ESE de Beja e a apresentação de
algumas práticas referenciadas de Espanha e Portugal.
O Professor António Osório reflectiu o facto de a Tecnologia estar presente, de
forma constante, na vida das crianças de todas as idades, da televisão aos
brinquedos electrónicos, dos telemóveis aos computadores e, dessa forma,
constituir-se como um verdadeiro desafio à escola, aos pais e à sociedade em geral.
Apresentando as vantagens e desvantagens da presença das tecnologias e expondo
os resultados de três experiências concretas de utilização pedagógica das
tecnologias, deixou algumas questões emergentes da problemática em estudo, de
forma a dotar educadores e investigadores das competências necessárias para
corresponder a estes desafios.
1
Cadernos de Educação de Infância
Jul./Set. 2005
Ecos

A Professora Maria Clara Barbas reflectiu a evolução da perspectiva Polimédia para


uma perspectiva Hipermédia da Educação, e apresentou resultados do processo de
transição da formação na Escola Superior de Educação de Santarém, com a criação
de respostas ao nível da criação e construção de meios e materiais de ensino e os
“declinam” na sua prática pedagógica.
O Professor Vito Carioca falou das motivações e atitudes dos docentes, pondo a
tónica na ideia de que as dinâmicas geradas pelo desenvolvimento das tecnologias
impõem o assumir de uma atitude de contínua mudança e abertura à renovação de
saberes e a processos de auto e heteroformação constantes. Nesse sentido, com as
suas conclusões, refere que é condição prévia e factor de motivação a resolução de
problemas na sala de aula e o desenvolvimento de projectos de acção.
As práticas apresentadas por Maria Angeles Caballero, da Universidade
Comptulense de Madrid, sobre leitura e escrita através da Internet, de Soraia
Lourenço do Externato “O Barquinho”, e de Emília Cravinho, Mestranda da
Universidade do Minho, permitem-nos encontrar alguns espaços de práticas
pedagógicas com recurso a instrumentos tecnológicos avançados, tendo permitido
uma reflexão sobre os prós e contras da utilização de instrumentos tecnológicos sem
a devida apropriação prévia e preparação metodológica, quer por parte dos
profissionais, quer por parte das crianças.