Vous êtes sur la page 1sur 12

Bloco 2 – Estratégia de Produção e

Planejamento da Capacidade

ESTRATÉGIA DA PRODUÇÃO E
PLANEJAMENTO DA CAPACIDADE
• Estratégia: plano de decisões e ações, que
envolvem riscos e que posicionam a organização
em seu ambiente, tendo o objetivo de fazê-la
atingir seus objetivos de longo prazo

• A estratégia de produção tem como um de seus


papéis principais implementar e operacionalizar a
estratégia empresarial macro, podendo ser a
responsável principal pela implementação ou
servir de apoio, sendo uma de suas
impulsionadoras

OBJETIVOS DE DESEMPENHO DA
PRODUÇÃO
• Os 5 objetivos das operações produtivas
necessários para satisfazer aos stakeholders
(sociedade, consumidores, fornecedores,
acionistas e empregados) são:
1) Qualidade
2) Rapidez
3) Confiabilidade
4) Flexibilidade
5) Custo

FATEC-BP
Prof. Dr. Celso Hara
2011
1
Bloco 2 – Estratégia de Produção e
Planejamento da Capacidade

1) OBJETIVO QUALIDADE PARA UM HOSPITAL:


• ___________________________________________
• ___________________________________________
• ___________________________________________
• ___________________________________________

2) OBJETIVO RAPIDEZ PARA UM HOSPITAL:


• ___________________________________________
• ___________________________________________
• ___________________________________________
• ___________________________________________

3) OBJETIVO CONFIABILIDADE PARA UM HOSPITAL:


• __________________________________________________
• __________________________________________________
• __________________________________________________
• __________________________________________________

4) OBJETIVO FLEXIBILIDADE PARA UM HOSPITAL:


• __________________________________________________
• __________________________________________________
• __________________________________________________
• __________________________________________________
• __________________________________________________

FATEC-BP
Prof. Dr. Celso Hara
2011
2
Bloco 2 – Estratégia de Produção e
Planejamento da Capacidade

5) OBJETIVO CUSTOS PARA UM


HOSPITAL:

• ____________________________
____________________________
____________________________
• ____________________________
____________________________
____________________________
• ____________________________
____________________________
____________________________

PLANEJAMENTO DA CAPACIDADE
• Capacidade: quantidade máxima de produtos e
serviços que podem ser produzidos numa unidade
produtiva (fábrica, departamento, armazém, loja, posto
de atendimento médico etc.), num dado intervalo de
tempo
• Alguns dos fatores mais influentes na capacidade
são:
- instalações
- composições dos produtos ou serviços
- projeto do processo
- fatores humanos
- fatores operacionais
- fatores externos

FATEC-BP
Prof. Dr. Celso Hara
2011
3
Bloco 2 – Estratégia de Produção e
Planejamento da Capacidade

MEDIDAS DA CAPACIDADE
• Há 2 formas de se medir a capacidade de uma
unidade produtiva – através de produção e através
de insumos:
1) Medida através de produção:
• Siderúrgica: toneladas de aço / mês
• Companhia de papel: toneladas de papel / semana
• Companhia de eletricidade: Megawatts / hora
2) Medida através de insumos:
• Companhia aérea: número de assentos / vôo
• Hotel: número de quartos (ou hóspedes)
• Escolas: número de vagas preenchidas

AVALIAÇÃO ECONÔMICA DE
ALTERNATIVAS DE CAPACIDADE
• Aplica-se aqui o método da análise custo – volume ou
ponto de equilíbrio (break even point)
• Estabelece-se uma relação entre receitas, custos e
volumes de produção (quantidade produzida)
• Objetivo fundamental: verificar como se comportam os
custos e a receita (conseqüentemente os lucros) sob
diferentes alternativas de volume de produção
• Costumam-se dividir os custos em: fixos (incorrem em
períodos pré-determinados e constantes, independente
da quantidade produzida) e variáveis (também chamados
custos diretos sobre o produto), que só incorrem direta e
proporcionalmente com o volume produzido

FATEC-BP
Prof. Dr. Celso Hara
2011
4
Bloco 2 – Estratégia de Produção e
Planejamento da Capacidade

MÉTODO DO PONTO DE EQUILÍBRIO


• CT = custo total associado à produção de q
unidades do produto
• CF = custo fixo total (independente de q)
• CVu = custo variável (direto) unitário, ou seja, o
custo para se fazer uma unidade
• R = receita total associada à produção e venda
de q unidades do produto ou serviço
• L = lucro obtido com a venda de q unidades
• PV = preço de venda unitário

CT = CF + q · CVu R = q · PV

MÉTODO DO PONTO DE EQUILÍBRIO


• Chama-se ponto de equilíbrio ao valor q
da produção, tal que exista a igualdade
entre custos totais e receita total, ou seja,
a produção para a qual o lucro é zero
• Para se determinar quanto vale essa
produção q em função dos custos e do
preço unitário de venda, basta igualar as
equações de CT e de R, obtendo-se:
CF
q
PV - CVu

FATEC-BP
Prof. Dr. Celso Hara
2011
5
Bloco 2 – Estratégia de Produção e
Planejamento da Capacidade

MÉTODO DO PONTO DE EQUILÍBRIO


• Na equação anterior, abaixo de q unidades
produzidas, haverá prejuízo, ao passo que,
acima de q, o lucro será positivo
• Se o interesse for na quantidade
produzida que corresponde a um certo
valor prefixado L do lucro, a quantidade q
a ser produzida que corresponde a esse
lucro é:
L  CF
q
PV - CVu

CT
CUSTOS RECEITA

CV R

CF

VOLUME VOLUME

CUSTOS R
E
CT
RECEITA

Ponto de Equilíbrio

VOLUME
q

FATEC-BP
Prof. Dr. Celso Hara
2011
6
Bloco 2 – Estratégia de Produção e
Planejamento da Capacidade

EXERCÍCIO: PONTO DE EQUILÍBRIO


• Uma planta industrial apresenta custos fixos de R$ 1
milhão mensais e custos diretos médios de
produção da ordem de R$ 150,00 por unidade
produzida.
• O custo médio refere-se a uma linha de produtos
semelhantes, cuja composição deverá permanecer
aproximadamente constante. O preço médio de
venda do produto pode ser assumido como R$
190,00 a unidade. Determinar:
a) o ponto de equilíbrio para a planta
b) a produção necessária para proporcionar um lucro
mensal de R$ 160.000,00

EXERCÍCIO: RESOLUÇÃO

FATEC-BP
Prof. Dr. Celso Hara
2011
7
Bloco 2 – Estratégia de Produção e
Planejamento da Capacidade

PLANEJAMENTO DE EQUIPAMENTO
DE MÃO DE OBRA
1) Necessidades de equipamentos: produtos
manufaturados
m = máquinas necessárias
t = tempo de cada operação expresso em min.
N = número de operações (repetições) ao dia
h = tempo disponível da máquina (em horas)
e = eficiência (em %)

tN t (min/oper. ) N (núm. oper.)


m 
60 h e 60 (min/hora) h (horas/máq .) e (%)

EXERCÍCIO: PLANEJAMENTO DE
EQUIPAMENTOS - MANUFATURA
• Uma peça deve passar por 3 diferentes operações O1, O2 e O3, a
serem processadas em 3 máquinas M1, M2 e M3, com os seguintes
tempos:

Operação Máquina Duração (min.)

O1 M1 0,48
O2 M2 0,10
O3 M3 0,24

• As máquinas estão disponíveis para utilização durante um turno


diário de 8 horas. Existe por outro lado a necessidade de se
processar 5.000 peças por dia. Determinar o número de máquinas
de cada tipo que deve ser alocado às operações, assumindo que
essas máquinas estarão paradas 10% do tempo para reparos e
manutenção

FATEC-BP
Prof. Dr. Celso Hara
2011
8
Bloco 2 – Estratégia de Produção e
Planejamento da Capacidade

EXERCÍCIO: RESOLUÇÃO

EXERCÍCIO: RESOLUÇÃO
(CONTINUAÇÃO)

FATEC-BP
Prof. Dr. Celso Hara
2011
9
Bloco 2 – Estratégia de Produção e
Planejamento da Capacidade

PLANEJAMENTO DE PESSOAL
• Exemplificando através de planejamento de
pessoal para o caso de postos de atendimento
ao público:
- existem k atividades, cada uma das quais pode
ser feita por qualquer atendente (essa hipótese
pode ser relaxada mais tarde – ver mais adiante)
- Ni é a demanda diária para a atividade i, ou seja,
o número de vezes que a atividade é cumprida
- ti é a duração média da atividade i (em minutos)
- e é a eficiência média do pessoal (fração do
tempo útil dedicada às atividades)
- T é a duração do dia do trabalho (em horas)

PLANEJAMENTO DE PESSOAL
• Considerando-se então todas as k atividades, o número
total de n atendentes necessários será:

n
 ti Ni ( i  1, 2, ..., k)
60 T e
• Por outro lado, se cada diferente atividade requerer seus
próprios atendentes, que não podem então por qualquer
motivo se deslocar para outras atividades, o número de
atendentes ni que se precisa para a atividade i será:

ti Ni
ni 
60 T e

FATEC-BP
Prof. Dr. Celso Hara
2011
10
Bloco 2 – Estratégia de Produção e
Planejamento da Capacidade

EXERCÍCIO: PLANEJAMENTO DE
PESSOAL
• Um posto de atendimento médico apresenta 3 diferentes
atividades ligadas ao pré-exame de mulheres em estado
de gravidez: o preenchimento de uma ficha (atividade
A1), que demora em média 8 minutos; uma entrevista
(atividade A2), que toma cerca de 10 minutos e, por
último, a pesagem e medida da pressão arterial que,
juntas (como atividade A3), consomem
aproximadamente 5 minutos. O posto atende a cerca de
100 mulheres por dia de 6 horas de trabalho. Supondo
que 20% do tempo de trabalho dos atendentes será
dedicado a momentos de descanso, a necessidades
pessoais e a outras atividades menores, determinar o
número de atendentes supondo que cada um deles
possa desempenhar as 3 atividades. Haverá alguma
alteração nesse número se for feita a restrição de que
cada um dos atendentes deve ligar-se a apenas uma das
atividades?

EXERCÍCIO: RESOLUÇÃO

FATEC-BP
Prof. Dr. Celso Hara
2011
11
Bloco 2 – Estratégia de Produção e
Planejamento da Capacidade

EXERCÍCIO: RESOLUÇÃO

FATEC-BP
Prof. Dr. Celso Hara
2011
12