Vous êtes sur la page 1sur 5

24/3/2011

Cirurgia

Generalidades sobre Cirurgia  O tratamento de um paciente através de sua


finalidade, classifica-se em:
Paliativa: tem como objetivo aliviar a dor e
compensar outros distúrbios com a finalidade de
minorar o sofrimento do paciente, mas sem remover
a sua totalidade, a causa da doença. Ex.:
Universidade de Caxias do Sul colostomia.
Enfermagem Cirúrgica Radical: o órgão ou uma parte do corpo é
EnfªMarice Michelon Boeira removido parcial, total ou um segmento. Ex.:
2011 amputação, ooforectomia.

Cirurgia Cirurgia

 Plástica: divide-se em:  Diagnóstico: caracteriza-se pela extração


 Reparadora: quando a parte afetada é de fragmentos de tecidos para exame
reparada ou restabelecida. microscópico para fins diagnósticos. Ex.:
 Estética: é aquela cirurgia que embeleza, biópsia
que modifica traços que podem estar
causando um certo grau de desconforto ao
paciente.

1
24/3/2011

Tempo de Preparação de uma Tempo de Preparação de uma Cirurgia


Cirurgia
 Eletiva: são aquelas cirurgias que têm um  Urgência: cirurgias que devem ser
tempo programado para a realização e de realizadas num prazo de 24 horas
acordo com as conveniências do paciente e aproximadamente e que permite uma
do cirurgião. Prótese de quadril. avaliação rápida e um preparo mínimo
 Emergência: trata-se daquela cirurgia que necessário do paciente. Ex.: apendicectomia
deve ser realizada de imediato quando o
paciente corre risco de vida. Ex.: rompimento
da artéria femural.

Cirurgias Quanto ao Cirurgias Quanto ao


Potencial de Contaminação Potencial de Contaminação
 Inicialmente, classificar de acordo com a Limpas:
presença ou ausência de intercorrência.  Eletivas, primariamente fechadas e sem drenos
 A natureza da intercorrência determina a  Feridas não traumáticas e não infectadas, sem
classificação da cirurgia. sinais inflamatórios
 Não há abordagem de vísceras ocas
 Não ocorrem penetração no trato digestivo
urinário ou respiratório.

2
24/3/2011

Cirurgias Quanto ao Cirurgias Quanto ao


Potencial de Contaminação Potencial de Contaminação
Exemplos: Potencialmente contaminadas:
 Artroplastia de quadril  Tecidos colonizados por flora microbiana pouco
 Cirurgia cardíaca
numerosa, em tecidos cavitários com
comunicação com o meio externo
 Herniorrafia de todos os tipos
 Há abordagem dos tratos digestivo, respiratório
 Neurocirurgia superior e inferior, genitourinário e orofaringe sob
 Procedimentos cirúrgicos ortopédicos (eletivos) situações controladas, sem sinais de processo
inflamatório
 Mastoplastia
 Cirurgias limpas com drenagem
 Mastectomia parcial e radical

 Cirurgia de ovário

 Cirurgia vascular

Cirurgias Quanto ao Cirurgias Quanto ao


Potencial de Contaminação Potencial de Contaminação
 Histerectomia abdominal Contaminadas:
 Cirurgia do intestino delgado (eletiva)  Feridas traumáticas recentes (menos de 04
 Cirurgia de vias biliares sem estase ou obstrução horas), abertas
biliar  Contaminação grosseira durante cirurgia do trato
 Cirurgia gástrica e duodenal digestivo
 Feridas traumáticas limpas – ação de cirurgia até  Manipulação de via biliar ou genitourinária na
10 horas após o traumatismo presença de bile ou urina infectadas
 Colecistectomia + colangiografia  Quebras maiores de técnica
 Cirurgias cardíacas prolongadas com circulação  Inflamação, mas não secreção purulenta
extracorpórea

3
24/3/2011

Cirurgias Quanto ao Cirurgias Quanto ao


Potencial de Contaminação Potencial de Contaminação
Exemplos:  Fraturas expostas com atendimento após 10
 Cirurgia de cólons horas
 Debridamento de queimaduras  Feridas traumáticas com atendimento após
 Cirurgia de vias biliares em presença de obstrução 10 horas de ocorrido o traumatismo
biliar
 Anastomose bilio-digestiva
 Cirurgia gástrica – câncer, úlcera gástrica

 Cirurgia duodenal por obstrução duodenal

Cirurgias Quanto ao
Potencial de Contaminação
Exemplos:
3. Infectadas  Cirurgia de reto e ânus com pus
 Presença de secreção purulenta  Cirurgia abdominal em presença de pus e
 Tecidos desvitalizados conteúdo de cólon
 Corpos estranhos  Nefrectomia com infecção
 Contaminação fecal
 Presença de visceras perfuradas
 Trauma penetrante há mais de 04 horas

4
24/3/2011

Intercorrência

Não Sim

Tecidos Tecidos
estéreis colonizados Acidente intra-operatório Pus
Necrose
Inflamação aguda
Sujidade
Trauma limpo < 4 horas Trauma limpo>
Infecção à distância 4 horas
Dreno

Cirurgia
Cirurgia Cirurgia Cirurgia
Potencialmente
limpa contaminada infectada
Contaminada
Fluxograma para classificação das cirurgias quanto ao potencial de contaminação
Fonte: Fernandes, 2000.

Cirurgias Quanto ao
Potencial de Contaminação
 Os acidentes intraoperatórios, por exemplo
lesão de víscera oca, perfuração de luvas,
evacuação na sala, cirurgias de urgência
sem preparo adequado, reoperação por
deiscência, permitem classificar o
procedimento como contaminado.