Vous êtes sur la page 1sur 30

Plano de Curso

Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial

ANEXO II
Matriz Curricular:
Ementas das Disciplinas do Curso Superior de
Tecnologia em Automação Industrial

Setembro de 2007
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: CALCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL Código: MAT1


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

1° ANO 05 158 190


Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

REINALDO GOLMIA DANTE 01


Objetivo / Competências:
Escolher métodos adequados para cálculo diferencial e integral.
Aplicar o processo de derivação e integração na solução de problemas.
Escolher um procedimento para solução de um problema envolvendo várias variáveis.
Montar um sistema de equações diferenciais ordinárias para representar um processo de controle.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:

Revisão de Funções. Limite e continuidade. Noções do Cálculo Diferencial e Integral. Derivada e


suas aplicações. Integral e suas aplicações. Funções Transcendentes. Funções vetoriais e suas
aplicações. Derivadas parciais e diferenciabilidade. Integrais múltiplas. Equações Diferenciais e
suas aplicações. Transformadas de Laplace. Séries de Fourier.

Bibliografia básica:
GEORGE B. THOMAS, ROSS L. FINNEY, MAURICE D. WEIR e FRANK R. GIORDANO. Cálculo
– vol. 1, 10ª ed., São Paulo: Pearson, 2002.

GEORGE B. THOMAS, ROSS L. FINNEY, MAURICE D. WEIR e FRANK R. GIORDANO. Cálculo


– vol. 2, 10ª ed. São Paulo: Pearson, 2002.

DENNIS G. ZILL E MICHAEL R. CULLEN. Equações Diferenciais - Volume 1 – 3ª ed –


São Paulo: Pearson, 2001.
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: ALGEBRA LINEAR Código: MAT2


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

1° ANO 02 63 76
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

REINALDO GOLMIA DANTE 01


Objetivo / Competências:

Conhecer, aplicar e interpretar conceitos básicos em álgebra linear aplicados à automação

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:

Definição, construção e operações com matrizes; definição de espaço e subespaço vetorial;


definições e operações com vetores no plano e no espaço; produto escalar, produto vetorial e
vetores ortogonais; combinação linear, dependência e independência linear; transformações
lineares; núcleo e imagem de uma transformação linear; definição, classificação e resolução de
sistemas de equações lineares; estudo da reta e do plano; matriz de uma transformação linear;
operadores lineares; auto valores e auto vetores; bases no plano e no espaço; diagonalização de
operadores de matrizes

Bibliografia básica:

BOLDRINI, J. L.; COSTA, S. I. R.; FIGUEIREDO, V. L.; WETZLER, H. G. Álgebra linear. 3ed.
Editora Harbra, 1986.

LAY, D. C. Álgebra linear e suas aplicações. 2ed. Rio de Janeiro: LTC Editora, 1999.
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: ELETRICIDADE E CIRCUITOS ELÉTRICOS Código: ELE1


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

1° ANO 03 95 114
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

ANA CLAUDIA DAROZ DOS SANTOS 01


Objetivo / Competências:
Conhecer eletrostática para calcular seus efeitos em isolantes e condutores elétricos.
Conhecer eletrodinâmica para calcular parâmetros em circuitos elétricos.
Conhecer eletromagnetismo para calcular o armazenamento e transferência da energia elétrica.
Avaliar a consistência de um circuito elétrico para calcular valores de corrente e tensão.
Montar e simplificar um circuito elétrico para facilitar a sua solução.
Especificar valores de componentes para determinar condição ótima de funcionamento de um
circuito elétrico.
Definir parâmetros de testes para obter valores em redes elétricas múltiplas.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


Carga e matéria. O campo elétrico. A lei de gauss. Potencial elétrico. Capacitores e dielétricos.
Corrente e resistência elétrica. A força eletromotriz e circuitos elétricos. O campo magnético. A lei
de ampère. A lei de faraday. Indutância. Circuitos de corrente alternada.
Conceitos básicos e bipolos elementares. Associações de bipolos e leis de kirchhoff. Técnicas de
simplificação e teoremas gerais de redes lineares. Estudo de redes de primeira ordem. Regime
permanente senoidal. Potência e energia em regime permanente senoidal. Redes polifásicas.

Bibliografia básica:

HALLIDAY, DAVID E RESNICK, R.: Física - Vol. 3, 5ª ed, Livros Técnicos e Científicos Editora.

BOYLESTAD, R. L., Introdução à Análise de Circuitos, 10ª ed, Pearson Education, 2004

ORSINI, L.Q.; CONSONNI, D. Curso de Circuitos Elétricos, Vol. 1 e 2, 2ª ed, Edgard. Blücher
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS Código: ELE2


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

1° ANO 03 95 114
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

SILMÁRIO BATISTA DOS SANTOS 01


Objetivo / Competências:

Conhecer as formas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica.


Efetuar cálculos para dimensionamentos de materiais elétricos.
Elaborar projetos de eletrificação predial e industrial.
Conhecer e especificar materiais elétricos.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:

Sistemas de geração/transmissão/distribuição de energia elétrica. Elementos de projetos de


eletrificação. Cálculos elétricos. Distribuição dos circuitos elétricos/prediais/industriais.
Dimensionamentos de condutores e dutos para eletrificações prediais/industriais. Correção do
fator de potência. Luminotécnica. Transformadores. Dimensionamento e especificações de
materiais elétricos. Circuitos de força e comando para motores

Bibliografia básica:

MAMEDE , J. . Instalações Elétricas Industriais, 3ª ed Editora LTC

NISKIER J. & MACINTYRE ,A.J. Instalações Elétricas, , 4ª ed Editora LTC

CREDER, H. Instalações Elétricas, 14ª ed, Editora LTC


Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO BÁSICA Código: INF1


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

1° ANO 03 95 114
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

ANA LUCIA GRICI ZACARIN 01


Objetivo / Competências:
Escolher o melhor método para solucionar um problema.
Especificar um algoritmo para sistematizar a solução de um problema.
Selecionar um procedimento computacional para executar um algoritmo.
Aplicar conceitos de algoritmos para um bom desempenho do programa.
Escolher formato gráfico para melhorar a aparência visual do programa.
Aplicar técnicas de solução de problemas para solucionar possíveis falhas de operação dos
programas de computador.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


Processo de solução de problemas – PDCA. Características básicas do solucionador de
problemas. Identificação e definição de problemas. Instrumentos de análise e busca das
alternativas de solução. Habilidades para tomada de decisão. Planejamento da solução.
Implementação das soluções. Análise e avaliação dos resultados. Algoritmo: introdução.
Constantes, variáveis e tipos de dados. Operadores e funções. Modelo geral de um algoritmo.
Estruturas seqüenciais. Estruturas de decisão. Estruturas de repetição. Vetores e matrizes.
Estrutura de dados – arquivos. Relatórios. Metodologias de programação: introdução.
Programação modular. Interpretador de linguagem algorítmica. Técnicas de projeto de algoritmos.

Bibliografia básica:

AUGUSTO, JOSÉ N.G. MANZANO. FIGUEIREDO, JAYR DE OLIVEIRA. Algoritmos – Lógica


para Desenvolvimento de Computadores. 20ª ed. Editora Érica.

T.H. CORMEN, C.E. LEISERSON, R.L. RIVEST, C. STEIN, Algoritmos, 2ª ed tradução, Editora
Campus.

SCHERR , R.A . CORTES, P.L. Conhecendo e Trabalhando com o Visual Basic 6.0. 9ª ed,
Editora Érica

PETROUTSOS, E. Dominando o Visual Basic 6: a Bíblia. Makron Books


Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: INGLES INSTRUMENTAL Código: HUM1


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

1° ANO 02 63 76
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

PATRICIA HORTA 01
Objetivo / Competências:

Ler e interpretar textos em inglês de diferentes origens, sobretudo os derivados da área industrial.
Reconhecer os recursos expressivos da linguagem, de modo a facilitar a compreensão dos textos
em inglês. Adquirir vocabulário específico para a compreensão e interpretação dos textos da área
industrial. Reconhecer o hábito de ler como a técnica de leitura mais eficaz na compreensão de
textos e como a forma mais eficiente de apreensão de informações. Tornar-se leitor ativo, capaz
de conscientemente escolher textos e de interagir com eles de forma crítica e seletiva por meio de
técnicas dinâmicas de leitura. Ser capaz de produzir enunciados corretos e apropriados ao
contexto das rotinas industriais, a partir da leitura e da interpretação de textos em inglês.
Conhecer e usar a língua inglesa como instrumento de acesso a informações relevantes. Aplicar
normas técnicas e especificações de catálogos, manuais e tabelas em projetos, em processos de
fabricação, na instalação de máquinas e de equipamentos e na manutenção industrial.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:

Principais estruturas gramaticais; formas expressivas mais usuais nas redações técnicas; análise
de terminologias específicas das áreas técnicas de: tecnologia mecânica, eletroeletrônica,
informática, automação industrial.

Bibliografia básica:

BÁSICA:
ALMEIDA, Rubens Queiroz. As palavras mais comuns da Língua Inglesa. São Paulo: Novatec,
2002
RICHARDS, Jack C. New Interchange. Cambridge: Cambridge University Press, 2002.
COMPLEMENTAR:
GUANDALINI, Eiter O. Técnicas de leitura em inglês. São Paulo: Texto novo, 2002.
HELGENSEN, Marc; ADAMS, Keith. Office file: workplace English. Essex: Longman, 1999.
COMFORT, Jeremy; HICK, Steve. Basic Technical English. Oxford: Ed. Oxford University
Press, 2001.
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: QUÍMICA DE PROCESSOS Código: QUIM


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

1° ANO 03 95 114
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

RUBENS FRANCISCO VENTRICI DE SOUZA 01


Objetivo / Competências:
Escolher os componentes a serem utilizados para preparar uma solução química.
Selecionar o equipamento mais adequado para separar substâncias químicas.
Escolher o método apropriado para separar substâncias químicas.
Utilizar corretamente as equações de balanço de massa e energia para identificar quantidades
envolvidas no processo químico.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


Estrutura Atômica. Tabela Periódica. Ligações Químicas. Estequiometria. Ácidos e Bases.
Soluções. Cinética e Equilíbrio Químico. Hidrocarbonetos Alifáticos e Aromáticos. Funções com
ligações simples. Funções contendo oxigênio em ligação dupla.
Sistemas de unidade e análise dimensional. Balanços materiais. Balanços energéticos. Balanços
material e energéticos combinados. Balanços em processos no estado não-estacionário.

Bibliografia básica:

RUSSEL, J.B. Química Geral. Vol. 1 e 2, 2a.edição, Makron Books do Brasil Editora Ltda

LEVENSPIEL, OCTAVE. Engenharia das Reações Químicas.. Edgard Blucher.


Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: FÍSICA Código: FIS1


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

1° ANO 04 127 152


Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

DANIEL PETEAN 01
Objetivo / Competências:
Escolher uma solução matemática para solucionar um problema de física mecânica.
Conhecer os princípios físicos dos movimentos para compreender as dinâmicas dos processos
industriais.
Escolher uma solução matemática para solucionar um problema de física térmica e ótica.
Conhecer os princípios físicos da termodinâmica para compreender as dinâmicas dos processos
industriais.
Conhecer os princípios físicos de ótica para compreender o funcionamento de sensores e
dispositivos óticos.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


Dimensão das grandezas físicas. Sistemas de unidades. Cinemática em uma dimensão.
Cinemática vetorial. Movimento circular uniforme e não uniforme. Conceito de força. As leis de
Newton. Aplicações diversas das leis de Newton. Trabalho e energia. Conceito de energia
potencial. Conservação de energia. Movimento harmônico simples. Sistemas de partículas. Centro
de massa. Conservação do momento linear. Corpos rígidos. Rotação em torno de um eixo fixo.
Movimento de inércia. Torque. Momento angular e sua conservação. Oscilações e ondas.
Gravitação. Estática e dinâmica de Fluidos.
Temperatura. Calor. Primeira e segunda lei da temodinâmica. Teoria dos gases. Ondas
eletromagnéticas. Propagação da luz. Interferência e difração ótica. Polarização.
Física do estado sólido.

Bibliografia básica:

HALLIDAY, DAVID E RESNICK, R.: Física - Vol. 1 - Livros Técnicos e Científicos Editora.

HALLIDAY, DAVID E RESNICK, R.: Física - Vol. 2 - Livros Técnicos e Científicos Editora.

HALLIDAY, DAVID E RESNICK, R.: Física - Vol. 4 - Livros Técnicos e Científicos Editora.
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: LABORATÓRIO INTEGRADO 1 Código: LAB1


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

1° ANO 04 127 152


Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:
Professores das disciplinas
02
PARTE 1 – FÍSICA
PARTE 2 – ELETRICIDADE E CIRCUITOS
ELÉTRICOS
PARTE 3 – INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
INDUSTRIAIS
PARTE 4 – LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO
BÁSICA
Objetivo / Competências:
Criar um estilo sistemático de procedimentos para trabalhar com máquinas.
Escolher procedimentos de segurança para manter integridade física pessoal e das máquinas.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


PARTE 1 – FÍSICA:
Cinemática, Dinâmica da partícula, Colisão, Rotação, Dinâmica da rotação, Equilíbrio corpos
rígicos, Fluídos, Ondas mecânicas, Ondas sonoras.
Temperatura, Calor, Gases, Máquinas térmicas, Luz e cor, Reflexão, Refração, Interferência e
difração, Polarização.
PARTE 2 – ELETRICIDADE E CIRCUITOS ELÉTRICOS:
Campo Elétrico, Potencial Elétrico, Capacitor, Corrente elétrica e resistência elétrica, Força
eletromotriz, Circuito elétrico, Campo magnético, Fluxo magnético, Indutância.
Circuitos resistivos (Leis de Kirchoff), Circuito RC com excitação CC, Circuito RL com excitação
CC, Circuito RLC com excitação CC, Sistemas de Corrente Alternada: gerador, Circuito RC com
excitação AC, Circuito RL com excitação AC, Circuito RLC com excitação AC, Circuitos acoplados
magneticamente.
PARTE 3 - INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS:
Ambiente de edição 2D (AutoCAD), Área de trabalho, Entidades geomátricas, Camadas e
dimensionamento, Edição básica, Ambiente de edição 3D (Autocad, Trispectives), Primitivas
geométricas, Edição avançada, Animação.
Fiação e suportes (dutos e calhas), Circuitos básicos residenciais, Quadro de Distribuição de
Corrente Alternada (QDCA), Proteção (aterramento e fusíveis), Comunicação (telefonia e dados),
Interface Homen-Máquina (IHM), Iluminação, Painel de comando simples, Painel de comando
automático.
PARTE 4 - LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO BÁSICA:
Ambiente de programação (VisulAlg, Qbasic), Variáveis, Estrutura sequencial, Estruturas de
decisão, Estruturas de repetição, Vetores e matrizes, Arquivos, Programação modular,
Programação estruturada.
Ambiente de edição (Microsoft Visual Basic), Formulários e controle, Menus, Active X,
Propriedades personalizadas, Controles dinâmicos, Verificação de dados, Distribuição de
aplicações, Compilação.

Bibliografia básica:
PARTE 1 – FÍSICA

HALLIDAY, DAVID E RESNICK, R.: Física - Vol. 1 - Livros Técnicos e Científicos Editora.

HALLIDAY, DAVID E RESNICK, R.: Física - Vol. 2 - Livros Técnicos e Científicos Editora.

HALLIDAY, DAVID E RESNICK, R.: Física - Vol. 4 - Livros Técnicos e Científicos Editora.

PARTE 2 – ELETRICIDADE E CIRCUITOS ELÉTRICOS

HALLIDAY, DAVID E RESNICK, R.: Física - Vol. 3, 5ª ed, Livros Técnicos e Científicos Editora.

BOYLESTAD, R. L., Introdução à Análise de Circuitos, 10ª ed, Pearson Education

PARTE 3 – INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS

FRENCH, T. e VIERCK, C. Desenho Técnico e Tecnologia Gráfica , Editora Globo

NISKIER J. & MACINTYRE ,A.J. Instalações Elétricas, 4ª ed, Editora LTC

CREDER, H. Instalações Elétricas, 14ª ed, Editora LTC

PARTE 4 – LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO BÁSICA

AUGUSTO, JOSÉ N.G. MANZANO. FIGUEIREDO, JAYR DE OLIVEIRA. Algoritmos – Lógica


para Desenvolvimento de Computadores. 20ª ed. Editora Érica.

T.H. CORMEN, C.E. LEISERSON, R.L. RIVEST, C. STEIN, Algoritmos, 2ª ed tradução, Editora
Campus.

SCHERR , R.A . CORTES, P.L. Conhecendo e Trabalhando com o Visual Basic 6.0. 9ª ed,
Editora Érica

PETROUTSOS, E. Dominando o Visual Basic 6: a Bíblia. Makron Books


Curso: TÉCNICO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL – INTEGRADO

Componente curricular: CONTROLE DE PROCESSOS Código: CON1


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

2° ANO 05 158 190


Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

JOÃO BAPTISTA SILVEIRA CASCALDI 01


Objetivo / Competências:
Estudar um sistema dinâmico para simulação e análise.
Escolher um controlador para um sistema dinâmico.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


Conceitos fundamentais. Ações de controle básicas. Resposta de freqüência. Critérios de
estabilidade e lugar das raízes. Posicionamento de pólos. Noções de estado. Análise de
estabilidade. Projeto de controladores PID. Aplicações industriais.

Bibliografia básica:

OGATA, KATSUHIKO Engenharia de Controle Moderno, 4ª ed, Pearson Education

DORF, RICHARD C.; BISHOP, ROBERT H.. Sistemas de Controle Modernos. 8ª ed, Editora
LTC

E. M. HEMERLY. Controle por Computador de Sistemas Dinâmicos. 2ª ed, Edgard-Blücher

PLÍNIO CASTRUCCI, LÉO BATISTA Controle Linear - Método Básico - Vol. 1, 2ª Ed, Edgard-
Blücher

PLÍNIO CASTRUCCI, ROBERTO MOURA SALES Controle Digital - Vol. 3, 1ª Ed, Edgard-Blücher
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: ELETRONICA ANALÓGICA Código: ELT1


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

2° ANO 04 127 152


Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

LACYR JOÃO SVERZUT 01


Objetivo / Competências:
Escolher componentes eletrônicos comerciais para atender às exigências de projeto.
Utilizar circuitos eletrônicos padronizados para facilitar o projeto de um aparelho específico.
Analisar circuitos eletrônicos para identificar possíveis erros ou falhas de funcionamento.
Conhecer técnicas de montagem de placas de circuito impresso para finalizar um circuito
eletrônico.
Escolher dispositivos integrados lineares para montar circuitos e controlar um processo.
Analisar um circuito eletrônico para verificar seu funcionamento e falhas
Dimensionar circuitos de comando em tiristores (Estágios de ataque, circuitos de sincronismo,
CI´s de comando integrados).

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


Conceitos básicos de projeto. Semicondutores. Circuitos com diodos semicondutores. Circuitos
com transistores bipolares. Circuitos com FET. Amplificadores de potência e fontes de
alimentação. Amplificadores operacionais ideais. Circuitos com amplificadores operacionais.
Osciladores.
Semicondutores de potência.

Bibliografia básica:

R. BOYLESTAD E L. NASHELSKY, Dispositivos Eletrônicos e Teoria de Circuitos, 8ª ed, Pearson


Education, 2004

AHMED, A; Eletrônica de Potência, Pearson Education.


Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: ELETRONICA DIGITAL Código: ELT2


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

2° ANO 03 95 114
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

DANIEL PETEAN 01
Objetivo / Competências:
Escolher componentes eletrônicos comerciais para atender às exigências de projeto.
Utilizar circuitos eletrônicos padronizados para facilitar o projeto de um aparelho específico.
Analisar circuitos eletrônicos para identificar possíveis erros ou falhas de funcionamento.
Conhecer técnicas de montagem de placas de circuito impresso para finalizar um circuito
eletrônico.
Analisar um processo para verificar o tipo de controle a ser empregado
Escolher dispositivos digitais integrados para montar circuitos e controlar um processo
Analisar um circuito eletrônico para verificar seu funcionamento e falhas
Determinar a escolha do hardware apropriado em função da aplicação industrial
Conhecer as limitações, vantagens e desvantagens na utilização das diversas famílias de
microprocessadores em função de sua aplicação industrial.
Escolher um microcontrolador adequado para uma aplicação
Escolher um método de programação para desenvolver o programa em Assembly

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


Circuitos combinacionais. Circuitos seqüenciais. Conversores
Introdução aos microcontroladores. Microcontrolador pic16f84. Conjunto de instruções.
Programação em linguagem Assembly. Mplab. Microcontrolador 8051. O compilador C.

Bibliografia básica:

A. S. SEDRA, K.C.SMITH, Microeletrônica, 5ª ed, Makron Books Ltda

MALVINO, A.P., LEACH, D.P. Eletrônica vol 1 e 2, 4ª ed, Makron Books.

PEREIRA, FÁBIO. Microcontroladores PIC: programação em C, 6ª ed, Editora Érica

NICOLOSI, DENYS EMÍLIO CAMPION, Microcontrolador 8051 – Detalhado, 7ª ed, Editora Érica

LOURENÇO, ANTÔNIO C., CRUZ, EDUARDO C. A., FERREIRA, SOBRINHA R. E JUNIOR,


SALOMÃO C., Circuitos Digitais – Estude e Use. São Paulo: Ed. Érica, 2002.
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Código: INF2


AVANÇADA
Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

2° ANO 03 95 114
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

ANA LUCIA GRICCI ZACARIN 01


Objetivo / Competências:
Aplicar conceitos de algoritmos para um bom desempenho do programa.
Escolher formato gráfico para melhorar a aparência visual do programa.
Aplicar técnicas de solução de problemas para solucionar possíveis falhas de operação dos
programas de computador.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


Paradigma de desenvolvimento de software: orientação a objetos. Desenvolvimento de sistemas
de automação industrial. Estudo de uma linguagem orientada a objetos. Introdução a Plataformas
para Desenvolvimento de Programas (.Net, Java, etc...). Visão geral de uma linguagem utilizada
numa Plataforma para Desenvolvimento de Programas. Acesso a bancos de dados. Interface de
programação de aplicativos (API) para interface gráfica com o usuário ( Windows Forms, Swing,
etc...). Instalação e distribuição de programas.
Bibliografia básica:

B. STROUSTRUP, A Linguagem de Programação C++. 3a ed, Editora Artmed/Bookman

DEITEL, HARVEY, DEITEL, PAUL, STEINBUHLER, KATE, C# Como Programar, Pearson


Education
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: SISTEMAS DE FLUÍDOS Código: MEC1


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

2° ANO 03 95 114
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

WHISNER FRAGA MAMEDE 01


Objetivo / Competências:
Analisar processos de transporte de fluidos para determinar valores quantitativos de massa,
volume, vazão e pressão.
Especificar procedimentos de teste para identificação de valores de transporte de fluidos.
Analisar processos térmicos para determinar valores quantitativos de temperatura e fluxo térmico.
Analisar processos de mistura para determinar valores de difusão.
Escolher componentes hidráulicos e pneumáticos para projetar um sistema de acionamento e
controle.
Analisar um sistema de acionamento hidráulico e pneumático para verificar seu funcionamento e
falhas.
Escolher uma metodologia de projeto de um acionamento hidráulico e pneumático para facilitar
sua execução.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


Fenômenos de transporte – introdução. Mecânica dos fluidos. Estática dos fluidos. Equações de
transporte. Conservação de massa e energia. Perdas de carga. Escoamentos externos.
Termodinâmica. Transmissão de calor. Condução de calor. Convecção. Radiação térmica.
Processos de mistura
Sistemas hidráulicos: características básicas dos sistemas hidráulicos; componentes e simbologia
da hidráulica; circuitos hidráulicos fundamentais. Especificação.
Sistemas Pneumáticos: princípios físicos; preparação do ar comprimido; conversores de energia e
válvulas pneumáticas; circuitos pneumáticos.Sistemas eletrohidráulicos; elementos e comandos
eletrohidráulicos; circuitos eletrohidráulicos; hidráulica proporcional, servoválvulas. Sistemas
eletropneumáticos; componentes dos circuitos elétricos; comparação entre circuitos pneumáticos
e eletropneumáticos; circuitos eletropneumáticos; pneumática proporcional. Elementos finais de
controle.

Bibliografia básica:

FOX, R. W.; MCDONALD, A. T. Introdução à mecânica dos fluidos. 6ª ed. Editora LTC

VAN WYLEN Fundamentos da Termodinâmica , 6ª ed trad. Editora Edgard Blucher.

FESTO. Introdução a Pneumática. 2ª ed, Editora Festo

STEWART, H. L. Pneumatica e Hidraulica 3a ed, Editora Hemus


Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: GESTÃO ORGANIZACIONAL E DE Código: HUM2


PESSOAS
Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

2° ANO 02 63 76
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

ANTONIO LUÍS ZORZETTO 01


Objetivo / Competências:

Compreender a organização, princípios de gestão, objetivos e políticas, bem como as relações


com o ambiente externo.
Proporcionar através de visão multidisciplinar, visão estratégica, conhecimento das práticas
gerenciais e empresariais; um melhor desempenho profissional e das relações interpessoais.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:

A organização e administração; Modelos de administração; As necessidades de formação do


administrador; Chefia e liderança; Estrutura organizacional; Ambiente Organizacional; Ética e
responsabilidade social nas organizações; Teorias sobre motivação; Comunicação; A abordagem
sistêmica e as relações interpessoais; Processos interpessoais nos relacionamentos; O
desenvolvimento de habilidades interpessoais; Inteligências múltiplas e inteligência emocional;
Grupo e equipe; Identidade, Habilidade e Competência social; Teorias sobre tomada de decisão e
resolução de problemas; Qualidade de vida.

Bibliografia básica:

MAXIMIANO, Antônio César Amaru - Teoria Geral da Administração – Da Revolução Urbana a


Revolução Digital – 6ª edição – São Paulo: Atlas - 2006
ROBBINS, Stephen P. Comportamento Organizacional - 11ª edição – São Paulo: Pearson
Prentice Hall – 2006.
CHIAVENATO, Idalberto – Administração: Teoria, Processo e Prática – 4ª edição – São Paulo:
Campus – 2006.
CHIAVENATO, Idalberto – Recursos Humanos– 8ª edição – São Paulo: Atlas – 2004.
VALERIANO, Dalton L. – Gerência em Projetos – Pesquisa, Desenvolvimento e Engenharia –
São Paulo: Pearson Education -2004
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: SENSORES E TRANSDUTORES Código: INS1


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

2° ANO 03 95 114
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

RAFAEL MANFRIN MENDES 01


Objetivo / Competências:
Conhecer as normas e regras básicas de instrumentação para ler e escrever projetos técnicos.
Selecionar a seqüência de ensaio num instrumento para validar o seu uso.
Escolher técnicas de minimização de erros para corrigir falhas de leituras.
Escolher parâmetros técnicos para caracterização de escolha de instrumentos e acessórios.
Analisar a dinâmica do processo para escolher o melhor tipo de instrumento de medição.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


A instrumentação na indústria. Introdução ao processo de medidas. Tipos de instrumentos e
características de desempenho. Erros durante o processo de medida. Calibração dos sensores de
medição e instrumentos. Ruído de medição e processamento do sinal. Indicadores elétricos e
instrumentos de teste. Elementos de conversão variáveis. Transmissão de sinal. Computação
digital e dispositivos inteligentes. Redes de instrumentação / computador. Exibição, gravação e
apresentação de dados de medição. Especificação técnica de um instrumento. Confiança de
medição e sistemas de segurança. Instrumentação intrinsecamente segura.
Tecnologias de sensores. Medição de temperatura. Medição de pressão. Medição de fluxo
(vazão). Medição de nível. Medição de densidade. Medição de massa, força e torque.
Transdutores de movimento translacional. Transdutores de movimento rotacional.

Bibliografia básica:

SIGHIERI, LUCIANO E NISHINARI, AKIOSHI. Controle Automático de Processos Industriais:


Instrumentação. 2ª ed, Editora Edgard Blücher

FIALHO, ARIVELTO BUSTAMANTE. Instrumentação Industrial: Conceitos, Aplicações e


Análises. 5ª ed, Editora Érica
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: LABORATÓRIO INTEGRADO 2 Código: LAB2


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

2° ANO 06 190 228


Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:
Professores das disciplinas
02
PARTE 1 – ELETRÔNICA DIGITAL
PARTE 2 – ELETRÔNICA ANALÓGICA
PARTE 3 – SENSORES E TRANSDUTORES
PARTE 4 – SISTEMA DE FLUIDOS
Objetivo / Competências:
Criar um estilo sistemático de procedimentos para trabalhar com máquinas.
Escolher procedimentos de segurança para manter integridade física pessoal e das máquinas.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:

PARTE 1 – ELETRÔNICA DIGITAL


Portas lógicas combinacionais, Circuitos multiplexadores e demultiplexadores., Códigos e
decodificadores, Circuitos combinacionais com lógica programável, Circuito de controle de uma
máquina combinacional, Circuitos de memória e temporizadores, Contadores assíncronos e
síncronos, Circuito de controle de uma máquina seqüencial, Conversores ADC e DAC.
Montagem física com PIC16f84, Interface de entrada e saída, Teclado e LCD, Edição de um
programa, Compilação e depuração de um programa, Montagem física com 8051, Interface de
entrada e saída, Edição de um programa, Compilação e depuração de um programa.

PARTE 2 – ELETRÔNICA ANALÓGICA


Uso correto dos equipamentos, Diodo, Transistor BJT, Transistor FET, Amplificadores e fonte de
tensão, Amplificador Operacional, Circuitos AmpOp 1, Circuitos AmpOp 2, Osciladores.
Ensaio de diodos e SCRs, Ensaio de Triacs e Transistores, Conversores CA-CC não controlados,
Conversores CA-CC controlados, Conversores CC-CC, Conversores CA-CA tipo liga-desliga,
Conversores CA-CA tipo controle de fase, Conversores CC-CA, Circuitos de comando.

PARTE 3 – SENSORES E TRANSDUTORES


Procedimentos de ensaios, Ensaios básicos em instrumentos, Tratamento de erros de medidas,
Medição de resistência, Medição de tensão e corrente, Medição de indutância e capacitância,
Medição de frequência e fase, Transmissão de sinal, Dispositivos de exibição de dados.
Sensores resistivos, capacitivos e indutivos, Medição de temperatura, Medição de pressão,
Medição de vazão, Medição de nível, Medição de densidade, Medição de massa, força e torque,
Medição de movimento translacional e rotacional, Medição química (pH).

PARTE 4 – SISTEMA DE FLUIDOS


Componentes e simbologia da hidráulica; circuitos hidráulicos fundamentais. Especificação.
Preparação do ar comprimido; conversores de energia e válvulas pneumáticas; circuitos
pneumáticos.Sistemas eletrohidráulicos; elementos e comandos eletrohidráulicos; circuitos
eletrohidráulicos; hidráulica proporcional, servoválvulas. Sistemas eletropneumáticos;
componentes dos circuitos elétricos; comparação entre circuitos pneumáticos e
eletropneumáticos; circuitos eletropneumáticos; pneumática proporcional. Elementos finais de
controle.

Bibliografia básica:

PARTE 2 – ELETRÔNICA ANALÓGICA

R. BOYLESTAD E L. NASHELSKY, Dispositivos Eletrônicos e Teoria de Circuitos, 8ª ed, Pearson


Education

AHMED, A; Eletrônica de Potência, Pearson Education.

RASHID, M.H.; Eletrônica de Potência, Makron Books

PARTE 3 – SENSORES E TRANSDUTORES

SIGHIERI, LUCIANO E NISHINARI, AKIOSHI. Controle Automático de Processos Industriais:


Instrumentação. 2ª ed, Editora Edgard Blücher

FIALHO, ARIVELTO BUSTAMANTE. Instrumentação Industrial: Conceitos, Aplicações e


Análises. 5ª ed, Editora Érica

PARTE 4 – SISTEMA DE FLUIDOS

FOX, R. W.; MCDONALD, A. T. Introdução à mecânica dos fluidos. 6ª ed. Editora LTC

VAN WYLEN Fundamentos da Termodinâmica , 6ª ed trad. Editora Edgard Blucher.

FESTO. Introdução a Pneumática. 2ª ed, Editora Festo

STEWART, H. L. Pneumatica e Hidraulica 3a ed, Editora Hemus


Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: ESTATÍSTICA Código: MAT3


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

3° ANO 02 63 76
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

REINALDO GOLMIA DANTE 01


Objetivo / Competências:
Aplicar conceitos estatísticos para resolver problemas na área de controle e automação industrial.
Utilizar os modelos básicos de análise estatística, de forma especial os modelos de associação
entre uma variável e um conjunto de variáveis explicativas;
Analisar criticamente e avaliar a informação textual, numérica, estatística e gráfica;
Compreender as idéias estatísticas, de modo integrado, sistêmico e estratégico, bem como de
suas relações com o ambiente externo.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


Introdução à Estatística. Estatística descritiva. Probabilidades. Variáveis aleatórias. Distribuições
de variáveis aleatórias. Amostragem. Distribuições amostrais. Teoria da estimação. Teoria da
decisão. Teoria de Hipóteses. Regressão e Correlação linear.

Bibliografia básica:
MURRAY R. SPIEGEL. Probabilidade e estatística. São Paulo: Pearson, 1977.

HENRIQUE HIRSCHFELD. Engenharia Econômica e Análise de Custos, 7ª ed., São Paulo: Atlas.
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL Código: INS2


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

3° ANO 04 127 152


Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

NILTON MARTINS RODRIGUES JUNIOR 01


Objetivo / Competências:
Fazer a escolha apropriada dos sensores segundo sua correta aplicação
Fazer a escolha da tecnologia apropriada de rede para a interligação dos equipamentos de
Instrumentação Industrial
Escolher um modelo de válvula de acordo com a estratégia de controle adotada.
Selecionar elementos finais de controle.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


Transmissores discretos: definições básicas, chaves de limite, sensores indutivos, sensores
capacitivos, sensores fotoelétricos. Transmissores de corrente (4-20ma). Tecnologia hart.
Tecnologia modbus. Tecnologia profibus. Tecnologia foundation fieldbus. Desenvolvendo um
projeto fieldbus.
Elementos discretos. Válvulas de controle de fluxo..

Bibliografia básica:

IAN VERHAPPEN AND AUGUSTO PEREIRA Foundation Fieldbus, 2nd Edition, Editora ISA
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO Código: HUM3

Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

3º 2 63 76

Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

WAGNER LUIZ MASSAROTTO 01

Objetivo / Competências:
Familiarizar o educando com avaliações dos riscos inerentes as atividades industriais suas
causas, conseqüências, custos e elaborar técnicas eficazes na prevenção de acidentes.
Compreender as interfaces do trabalho com a saúde do trabalhador.
Interpretar e atender a legislação e as normas técnicas referentes à manutenção, saúde e
segurança do trabalho.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


Introdução à Segurança e Medicina do Trabalho; Legislação e Entidades; Saúde do Trabalhador;
Riscos Operacionais; Comissão Interna de Prevenção de Acidentes; Mapa de Risco; Sinalização
de Segurança; Segurança em Eletricidade; Prevenção e Controle de Riscos em Máquinas,
Equipamentos e Instalações; Caldeiras a Vapor: Instalações e Serviços em Eletricidade;
Equipamento de Proteção Coletiva; Equipamento de Proteção Individual; Prevenção e Combate a
Incêndios; Primeiros Socorros.

Bibliografia básica:
GONÇALVES, Edwar Abreu. Manual de segurança e saúde no trabalho. 2ed. ISBN: 85-361-
0444-9. São Paulo: Ed. LTR, 2003.

MANUAIS DE LEGISLAÇÃO ATLAS. Segurança e medicina do trabalho. 56ed. ISBN: 85-224-


4011-5. São Paulo: Ed. Atlas, 2005.

PRÓ-QUÍMICA. Manual para atendimento de emergências com produtos perigosos. 3ed.


ISBN: 85-85493-18-6. São Paulo: Associação Brasileira da Indústria Química – ABIQUIM, 1999.

SALIBA, Tuffi Messias; SALIBA, Sofia C. Reis. Legislação de segurança, acidente do trabalho
e saúde do trabalhador. 2ed. ISBN 85-361-0278-0. São Paulo: Ed. LTR, 2003.

VILELA, Rodolfo Andrade Gouveia. Acidentes do trabalho com máquinas – identificação de


riscos e prevenção. Coleção Cadernos de Saúde do Trabalhador, v.5. São Paulo: Instituto
Nacional de Saúde no Trabalho – Central Única dos Trabalhadores, 2000.
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: ACIONAMENTOS ELÉTRICOS Código: ELE3


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

3° ANO 03 95 114
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

SILMÁRIO BATISTA DOS SANTOS 01


Objetivo / Competências:
Conhecer as características operacionais das máquinas rotativas para definir sua aplicação nos
processos de controle.
Aplicar metodologia de dimensionamento de parâmetros para especificar as características
dimensionais da máquina.
Analisar cargas mecânicas para dimensionar o motor elétrico e a forma de acoplamento.
Escolher um método de acionamento de um motor elétrico para diminuir os efeitos de carga e
potência.
Escolher dispositivos do sistema de partida de um motor elétrico para realizar desenhos técnicos.
Escolher um método de controle de velocidade de um motor elétrico.
Escolher um modelo de retificador controlado para controlar a velocidade de um motor CC.
Escolher um modelo de conversor CA para controlar um motor de indução.
Aplicar técnicas de controle nos inversores de tensão monofásicos e trifásicos da através da
modulação por largura de pulsos único, múltiplos pulsos, senoidal, por deslocamento de fase e
outros.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


Princípios básicos. Tipos de carga mecânica. Princípios de conversão de energia. A máquina de
corrente contínua. A máquina síncrona. O transformador. A maquina de indução.
Sistemas de acionamentos e componentes. Acionamentos mecânicos e transmissão de potência
mecânica. Variações mecânicas e oscilações torcionais. Acionamentos elétricos, partida,
aceleração e controle de velocidade. Motores de corrente contínua, assíncronos e síncronos.
Aquecimento e proteção. Ciclos de trabalho, dimensionamento, volantes e estudo dinâmico.
Partida, frenagem e inversão.
Acionamento de um motor cc. Acionamento de um motor síncrono. Controle de motores de
indução com conversores a semicondutores do estado sólido. Conversores de freqüência.
Aspectos comerciais e técnicos da seleção e aplicação de modernos sistemas de acionamentos

Bibliografia básica:

DEL TORO, V. Fundamentos de Máquinas Elétricas, 1ª ed, Editora LTC

KOSOW, I. L. Máquinas Elétricas e Transformadores. Editora Globo.

RASHID, M.H.; Eletrônica de Potência, Makron Books


Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: CONTROLADORES INDUSTRIAIS Código: CON2


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

3° ANO 04 127 152


Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

RAFAEL MANFRIN MENDES 01


Objetivo / Competências:
Escolher um modelo de CLP para automatizar uma aplicação
Analisar uma instalação para verificar sua interconexão com CLP e falhas
Escolher uma metodologia de programação para facilitar a solução de um problema
Documentar um sistema automatizado para referências futuras
Analisar um sistema automático para compreender seu funcionamento e montar frases que o
descrevam.
Analisar um processo industrial contínuo para definir a estratégia de controle.
Escolher um controlador mais adequado ao processo industrial.
Escolher metodologias de programação para programar controladores de processo.
Analisar um processo controlado para identificar seu funcionamento e falhas.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


Estrutura Física do CLP. Sensores Lógicos. Atuadores Lógicos. Operação do CLP. Projeto por
álgebra booleana. Memorizadores, temporizadores, contadores e outros. Projeto por lógica
estruturada simples. Projeto baseado em fluxograma. Projeto baseado em estados. Números e
dados. Memória do CLP. Funções Lógicas Básicas da linguagem Ladder. Funções Lógicas
Avançadas da linguagem Ladder. Conroladores abertos. Programação por lista de instruções
(ILL). Programação por texto estruturado (STL). Gráfico de função sequencial (SFC).
Programação por blocos de funções (FBD). Entradas e saídas analógicas. Controle analógico.
Comunicação.
Controladores Analógicos: Circuitos básicos com Amplificadores Operacionais, Circuitos básicos
digitais, Circuitos básicos elétricos, Computação analógica. Controladores Digitais: Controladores
Configuráveis (single-loop, mono-loop), Controladores Programáveis (multi-loop). Controle
Analógico com CLP.

Bibliografia básica:

SILVEIRA, P. R. , SANTOS, W. E. Automação e Controle Discreto, 8ª ed, Editora Érica

ALEXANDRE CAPELLI - CLP - Controladores lógicos programáveis na prática, 1ª ed, Editora


Antena

MORAIS C. C.; CASTRUCCI P. L. Engenharia de Automação Industrial, 2ª ed, Editora LTC Livros
Técnicos e Científicos
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: SUPERVISÃO DE CONTROLADORES Código: CON3


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

3° ANO 03 95 114
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

JOÃO BAPTISTA SILVEIRA CASCALDI 01


Objetivo / Competências:
Especificar dispositivos comerciais com recursos de rede
Especificar sistemas comerciais de integração de redes industriais
Configurar dispositivos e aplicações de rede usando programas configuradores de rede
Especificar sistemas de tolerância a falhas em sistemas de redes industriais
Aplicar a legislação e normas da qualidade
Escolher padrões de figuras para confeccionar telas gráficas.
Organizar identificadores de instrumentos para representação de valores.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


Introdução às redes de computadores. Sistemas PAN, LAN, MAN e WAN. Evolução histórica.
Modelo RM-OSI/ISO. Formato de dados. Suíte de Protocolos TCP/IP. Meios de transmissão e
Interfaces de Comunicação de Dados Industriais. Tecnologias, Protocolos de comunicação,
Barramentos e padrões especiais para aplicações industriais. Redes inteligentes. Interconexão de
diferentes redes de comunicação de dados.
Introdução ao Conceito de Sistemas Supervisórios. Modelagem de Supervisórios como um
Sistema a Eventos Discretos – SED. Modos de trabalho. Tipos de variáveis. Atividades dos
Operadores. Ergonomia de Interfaces Humano-Computador – IHC. Planejamento de Sistemas
Supervisórios. Padrão Industrial de Desenvolvimento. Exemplos de implementação em plantas de
álcool e açúcar

Bibliografia básica:

TANENBAUM, A.S. Redes de Computadores. Editora Campus.

SOARES, L.F.G.; LEMOS, G.; COLCHER, S. Redes de computadores: das LANs, MANs e WANs
às Redes ATM. Editora Campus
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: GESTÃO DA PRODUÇÃO E DA Código: HUM4


QUALIDADE
Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

3° ANO 02 63 76
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

ANTONIO LUIS ZORZETTO 01


Objetivo / Competências:

Conhecer técnicas fundamentais ao desempenho e melhoria da produtividade e qualidade nos


processos de produção envolvendo os recursos humanos, materiais, tecnológicos e ambientais.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:

Administração da produção; Projeto em gestão de produção, Projeto de Produtos e Serviços;


Projeto da rede de operações produtivas; Arranjo físico e fluxo;Tecnologia de processo; Projeto e
organização do trabalho; Planejamento e Controle; Melhoramento; Gerenciamento da qualidade
total; Custos da qualidade, Ferramentas da qualidade; Sistema de gestão da qualidade e a NBR
ISO 9000, Sistema de gestão ambiental e a NBR ISO 14000; Metodologia para análise e solução
de problemas
Bibliografia básica:

SLACK, Nigel; CHAMBERS Stuart; JOHNSTON, Robert – Administração da Produção - 2ª


edição – São Paulo: Atlas – 2007.
MARTINS, Petrônio G, LAUGENI, Fernando P. Laugeni – Administração da Produção – São
Paulo: Saraiva – 2003.
CAMPOS, Vicente Falconi – Controle da Qualidade Total – 2ª edição –São Paulo: INDG - 2004.
VALERIANO, Dalton L. – Gerência em projetos – Pesquisa, Desenvolvimento e Engenharia –
São Paulo: Makron Books – 2004.
OAKLAND, John S. – Gerenciamento da Qualidade Total – O caminho para aperfeiçoar o
desempenho – São Paulo: Nobel – 1994.
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: PROCESSOS INDUSTRIAIS Código: INS3


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

3° ANO 03 95 114
Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:

RUBENS FRANCISCO VENTRICI DE SOUZA 01


Objetivo / Competências:
Conhecer as estratégias de controle aplicadas aos diversos processos industriais.
Conhecer processos industriais de fabricação.
Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:
Classificação dos processos industriais. Processos de armazenamento e transporte de fluídos.
Processos elétricos, mecânicos, eletro-mecânicos. Processos térmicos (transferência de calor).
Processos de separação. Processos com reação química.

Bibliografia básica:

R. Norris Shreve, Joseph A. Brimk Jr. Indústria de processos químicos


PAYNE, J. H. Operações Unitárias na Produção de Açúcar de Cana. 1ª Ed. São Paulo: Editora
Nobel, 1989, 246p.
Curso: TECNÓLOGO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Componente curricular: LABORATÓRIO INTEGRADO 3 Código: LAB3


Ano/Semestre: Nº aulas p/ semana: c.h. – horas: c.h. – aulas:

3° ANO 06 190 228


Professor (es) responsável (eis) pela ementa: Nº de Professores:
Professores das disciplinas
02
PARTE 1 – INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL
PARTE 2 – ACIONAMENTOS ELÉTRICOS
PARTE 3 – CONTROLADORES INDUSTRIAIS
PARTE 4 – PROCESSOS INDUSTRIAIS
Objetivo / Competências:
Criar um estilo sistemático de procedimentos para trabalhar com máquinas.
Escolher procedimentos de segurança para manter integridade física pessoal e das máquinas.

Ementas / Bases Instrumentais e/ou Tecnológicas:


PARTE 1 – INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL
Instalação de sensores discretos (capacitivos e indutivos), Instalação de sensores discretos
(óticos), Instalação de transmissores de 4-20mA, Configuração de dispositivos Hart (pressão),
Configuração de dispositivos Hart (temperatura), Programação Profibus PA parte 1, Programação
Profibus PA parte 2, Programação FF parte 1, Programação FF
Acionamento de dispositivos discretos através de CLP, Manutenção em uma válvula de controle
de fluxo, Montagem de um posicionador de válvula de controle,

PARTE 2 – ACIONAMENTOS ELÉTRICOS


Princípios físicos de conversão de energia mecânica, Máquina de corrente contínua sem carga,
Máquina de corrente contínua com carga, Máquina síncrona sem carga
Máquina síncrona com carga,Transformador, Máquina de indução sem carga, Máquina de indução
com carga, Motor de passo.
Transmissão motor-carga, Partidas direta e estrela-triângulo, Partidas compensadora e reversora,
Partidas impedância série e fase dividida , Partidas especiais de motor de indução, Frenagem de
motores, Aquecimento de motores, Controle de velocidade do motor corrente contínua, Controle
de velocidade do motor indução.

PARTE 3 – CONTROLADORES INDUSTRIAIS


Interligação física do CLP, Projeto por álgebra boolena, Uso de temporizadores e contadores,
Projeto por sequencia de passos, Projeto por fluxograma, Projeto baseado em estados, Projeto
baseado em Grafcet, Controle analógico básico, Comunicação.
Controladores por Amplificadores Operacionais, Controlador configurável de temperatura (single-
loop), Ambiente de edição de um controlador programável (Conf600), Estratégias simples de
controle, Controle lead-lag, Controle cascata, Controle razão, Controle split-range, Controle
analógico com CLP.

PARTE 4 – SUPERVISÃO DE CONTROLADORES

Ambiente de edição de supervisório (iFix e WebStudio), Tags, Criação de tela gráfica, Animação
de objetos gráficos, Blocos da base de dados, Programação em VBA, Alarmes, Relatórios,
Executando a aplicação.
Bibliografia básica:

TANENBAUM, A.S. Redes de Computadores. Editora Campus.

SOARES, L.F.G.; LEMOS, G.; COLCHER, S. Redes de computadores: das LANs, MANs e WANs
às Redes ATM. Editora Campus

SILVEIRA, P. R. , SANTOS, W. E. Automação e Controle Discreto, 8ª ed, Editora Érica

ALEXANDRE CAPELLI - CLP - Controladores lógicos programáveis na prática, 1ª ed, Editora


Antena

MORAIS C. C.; CASTRUCCI P. L. Engenharia de Automação Industrial, 2ª ed, Editora LTC Livros
Técnicos e Científicos

DEL TORO, V. Fundamentos de Máquinas Elétricas, 1ª ed, Editora LTC

KOSOW, I. L. Máquinas Elétricas e Transformadores. Editora Globo.

IAN VERHAPPEN AND AUGUSTO PEREIRA Foundation Fieldbus, 2nd Edition, Editora ISA

ROMI. Manual de programação e operação cnc mach 9. Santa Bárbara d’Oeste: Indústrias Romi
S.A., 1995.

SILVA, Sidnei Domingues da. Cnc - Programação de comandos numéricos computadorizados –


torneamento. 3ed. ISBN: 85-7194-894-1. São Paulo: Ed. Érica, 2002.