Vous êtes sur la page 1sur 55

CURSO: A LICITAÇÃO NA

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
MUNICIPAL

INTRODUÇÃO

Em uma primeira abordagem seria importante frisarmos que o presente


trabalho não busca equacionar todas as duvidas ou transmissão de todos os
conhecimentos para o regular funcionamento de uma comissão de
Licitação, uma vez que é sabido por todos que a matéria é muito extensa e
controversa, trazendo dúbia interpretação administrativa e jurídica. O
presente trabalho servirá como mera orientação preliminar de toda a nossa
caminhada nos próximos anos de governo Municipal.

A Doutrina de tratado muito bem de demonstrar os caminhos a se seguirem


quando da feitura dos tortuosos caminhos processuais, o que é importante
ter em mente é o instinto da boa fé e da boa preservação da coisa pública,
devendo-se velar pelo sagrado princípio constitucional da ampla defesa e
direito de resposta, bem como ao princípio administrativo da guarda da
coisa pública a resposta para muitos atos que serão praticados e se
eternizarão que está ansiosa por se ver perpetuar no poder, mas sim a idéia
de honestidade e da clareza das condutas públicas.

Modelos foram enviados, pois levam à mera cópia e, despertando o


comodismo do agente responsável pela licitação, tolhem o uso de sua
capacidade pessoal na solução de problemas> E problemas são comuns em
toda licitação. A própria definição de objeto da licitação já envolve um
problema a ser solucionado e se não for adequadamente estudado, pode
levar a restrição da competitividade, a transgressão ao princípio da
isonomia, a desvios de poder e a mais variada gama de ilegalidade.

Fundamental é que não se padronize a solução de problemas que pareçam


iguais, ou até idênticos, mas apenas o processo de procura da solução
1
juridicamente mais adequada. Ainda que todos os problemas admitissem
sempre a mesma solução, aquele se limitasse a adota-la automaticamente,
a cada oportunidade em que o problema se concretizasse, provadamente
não erraria, mas com certeza jamais evoluiria.

Devem, portanto, se evitadas frases irracionais e retrogradas do tipo:


“sempre foi assim e nunca houve problema, o Município vizinho fez dessa
forma e ninguém questionou”, e tantas outras que ilidem o processo da
Administração Pública, impedindo-a de acompanhar a evolução de uma
sociedade que se mostra a cada dia mais complexa e, em conseqüência,
mais exigente.

1 - POR QUE LICITAR?

Para os noviços seria salutar esta indagação. Por que licitar? Por que tanta
burocracia? Por que não poderia a administração publica exercer o mesmo
direito da esfera privada e seus procedimentos?

Poderíamos responder a estas indagações com uma simples resposta. A


administração publica deve sempre e sempre buscar a melhor proposta
para os seus fins, cuja seleção da melhor proposta obedece a critérios
objetivos previamente determinados, proporcionando aos interessados
isonomia de condições de participação no certame licitatório.

A legislação que regulamenta esta obrigação, que se deve sempre licitar


são basicamente, as seguintes:

1.1 - CONTITUIÇÇÃO FEDERAL – Art. 22, inc. XXVII; Art. 37, inc. XXI e Art.
173, § 1º, inc. III.

1.2 - LEI 8.666, DE 21 DE JUNHO DE 1993, COM ALTERAÇÕES DAS


Leis 8.833/94, 9.648/98 e 9.854/99.

1.3 - DECRETO 2.295 DE 04/08/97 – Regulamenta os casos em que


poderá haver a Dispensa de Licitação por comprometimento da Segurança
Nacional.

2 - LICITAÇÃO NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL

Art. 22. Compete privativamente à União legislar sobre:


XXVII - normas gerais de licitação e contratação, em todas as
modalidades, para as administrações públicas diretas,
autárquicas e fundacionais da União, Estados, Distrito Federal
e Municípios, obedecido o disposto no artigo 37, XXI, e para as
empresas públicas e sociedades de economia mista, nos
termos do artigo 173, § 1º, III;
Com redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de
04/06/98, DOU 05/06/98, em vigor desde a publicação.

2
Art. 37. A administração pública direta e indireta de qualquer
dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos
Municípios obedecerá aos princípios de legalidade,
impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência e,
também, ao seguinte:
XXI - ressalvados os casos especificados na legislação, as
obras, serviços, compras e alienações serão contratados
mediante processo de licitação pública que assegure igualdade
de condições a todos os concorrentes, com cláusulas que
estabeleçam obrigações de pagamento, mantidas as condições
efetivas da proposta, nos termos da lei, o qual somente
permitirá as exigências de qualificação técnica e econômica
indispensáveis à garantia do cumprimento das obrigações.

3 - DOS PRINCÍPIOS DA LICITAÇÃO

O regular procedimento licitatório é acompanhado de uma diversidade de


princípios que estão inscritos no Art. 3º da Lei 8.666/93. Tal diploma legal
relata os princípios constitucionais da legalidade, da impessoalidade, da
moralidade, da igualdade e da publicidade, trazendo outros princípios legais
que seriam o da publicidade administrativa, da vinculação ao instrumento
convocatório e do julgamento objetivo.
Com relação as três últimos princípios seria importante frizarmos alguns
fundamentais:

3.1 - Princípio da Probidade Administrativa => “Probidade”, decorre


de “probo”, ou seja, “honesto”. O principio da probidade administrativa,
guarda, a despeito de sua autonomia, intima relação com o principio da
moralidade administrativa, tendo atualmente em nosso pais a Lei 8.429/92,
que dispõe sobre as sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de
enriquecimento ilícito no exercício de mandato, cargo, emprego ou função
na administração publica direta, indireta ou fundacional, esta é a chamada
dos crimes do colarinho branco. Foi basicamente sobre esta legislação que
foi “pego” o “gatuno” maior, Sr, Dr. “Collor de Mello”.

3.2 - Principio da Vinculação ao Instrumento Convocatório => Este


princípio nada mais é que o desdobramento dos princípios da igualdade, da
legalidade e da probidade administrativa. Exigidas as condições para o
fornecimento ou execução do objeto licitatório, não pode a Administração
descumprir as exigências ou desrespeitar as condições por ela mesma
estabelecidas, razoes pelas quais ensejou-se a participação dos respectivos
proponentes.

3.3 - Princípio do Julgamento Objetivo => O julgamento das propostas


deve decorrer das exigências previamente solicitadas, não admitindo
critérios subjetivos para definição da melhor proposta. È o princípio da
igualdade e probidade, dentre outros.

4 - ESTRUTURA DA LEI DE LICITAÇÕES

CAPITULO SEÇOES
3
I I – PRINCÍPIOS
DISPOSIÇOES GERAIS II – DEFINIÇÕES
ARTS. 1 A 19 III – OBRAS E SERVIÇOS
IV – SERVIÇOS TÉCNICOS
PROFISSIONAIS
V – COMPRAS
ALIENAÇOES
II I –MODALIDADE LIMITES E DISPENSA
LICITAÇÃO II – HABILITAÇÃO
ARTS. 20 a 53 III – REGISTROS CADASTRAIS
IV – PROCEDIMENTO E JULGAMENTO
III I – DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
CONTRATOS II – FORMALIZAÇÃO DOS CONTRATOS
ARTS. 54 A 80 III – ALTERAÇÃO DOS CONTRATOS
IV – EXECUÇÃO DOS CONTRATOS
V – INEXECUÇÃO E RESCISÃO DOS
CONTRATOS
IV I – DISPOSIÇÕES GERAIS
SANÇÕES II – SANÇÕES ADMINISTRATIVAS
ADMINISTRATIVAS E TITELA III – CRIMES PENAIS
JUDICIAL ARTS. 81 A 108 IV – PROCESSO E PROCEDIMENTO
JUDICIAL
V
RECURSOS
ADMINISTRATIVOS
ART. 109
VI
DISPOSIÇÕES FINAIS E
TRANSIÇÕES
ARTS. 110 A 125.

5 - DAS MODALIDADES DE LICITAÇÃO

As modalidades existentes de licitação são as seguintes, com as suas


diferenças básicas:
(É importante frisar que Licitação seria a procura da melhor proposta para a
Administração Publica e Modalidade seria uma das formas de se processar
esta procura.)

5.1 - CONCORRENCIA => Qualquer interessado pode participar do


processo, desde que na fase inicial de habilitação comprovem possuir os
requisitos mínimos de qualificação no Edital. Destina-se a aquisição de bens
ou serviços de maior valor ou para a alienação de bens públicos, hipótese
esta também realizada por Leilão, e Concessão de Direito de Uso de Serviço
ou Bem Público.

5.2 - TOMADA DE PREÇOS => Qualquer interessado pode participar do


processo licitatório, desde que esteja devidamente cadastrado ou que
atenderem a todos as exigências para cadastramento até o terceiro dia
anterior à data de recebimento da proposta devendo estar devidamente
qualificado.
4
5.3 - CONVITE => É a modalidade de licitação mais simples, destinada as
contratações de pequeno valor, constituindo-se na solicitação escrita a pelo
menos três interessados do ramo, registrados ou não, para apresentação
das propostas. Salientando-se que essa modalidade não exige publicação
em veiculo de impressa oficial ou não, bastando para sai divulgação
afixação do instrumento convocatório (carta – convite) em local de fácil
acesso á eventuais interessados na participação do certame.

5.4 - CONCURSO => È a modalidade de licitação entre quaisquer


interessados para escolha de trabalho técnico, cientifico ou artístico,
mediante a destinação de prêmios ou remuneração aos vencedores.
Não confundir esta modalidade com o “Concurso” destinado ao provimento
de cargos e função no serviço público, que é a sua única forma regular de
acesso.

6 - TIPOS DE LICITAÇÃO

A Lei 8.666/93 em seu Art. 45 § 1º, I, II, II IV prevê os seguintes tipos de


licitação.

6.1 - MENOR PREÇO => Este tipo visa selecionar o vencedor da licitação
pelo critério de menor preço, seja ele unitário ou global.
Compreende-se por “menor preço”, aquela proposta que concilia a melhor
qualidade do produto com o menor valor monetário. O estabelecimento de
relação custos X benefícios exige a estipulação de parâmetros de qualidade
do referido produto no instrumento convocatório, em observância aos
princípios da vinculação ao instrumento convocatório e do julgamento
objetivo, ambos previstos no Art, 3º da Lei 8.666/93.

6.2 - MELHOR TECNICA => O tipo melhor técnica é utilizado


exclusivamente para aquisição de serviços de natureza predominantemente
intelectual. O Art. 46 caput, da Lei 8.666/93, elenca de forma exemplificada
hipóteses para a utilização deste tipo licitatório, onde é a característica
principal deste tipo licitatório.

6.3 - TECNICA E PREÇOS => Este tipo proporciona a aferição da melhor


proposta, relacionando tanto seu aspecto “preço” quanto seu aspecto
“técnico”.
Orienta de forma objetiva, ou seja, através de critério estipulado no Art. 46,
§ 2º, inc. II da Lei 8.666/93, a seleção da melhor proposta, observada a
relação custos X benefício. Também, é utilizado para serviços de natureza
predominante intelectual.

6.4 - MAIOR LANCE OU OFERTA => Tipo utilizado para a alienação de


bens ou concessão de direito real de uso.

7 - PRAZOS DE PUBLICAÇÃO DOS INSTRUMENTOS CONVOCATÓRIOS

5
Constitui-se pressuposto de validade do ato administrativo a sua publicação,
em reverência ao princípio da publicidade: Ato administrativo sem a ciência
pública ou dos respectivos interessados, é ato nulo de pleno direito.
O Art. 6º, inc. XIII da Lei 8.666/93, dispõe que para os Estados, Direito
Federal e Municípios, Órgão Oficial de publicação, será o que a Lei
respectiva definir.

7.1 - Modalidade convite => mínimo de 05 (cinco) dias úteis


antecedentes à data de recebimento das propostas. No caso a publicação
poderá ser feita onde a Lei Orgânica Municipal determina como Órgão
Oficial de Imprensa. Normalmente os quadros de avisos das Prefeituras e
Câmaras, conforme o caso.
Deve se alertar para a possibilidade de admissão de interessados não
apresentados que tiverem manifestado seu interesse até 24:00 horas antes
da apresentação das propostas, os quais devem estar cadastrados na
especialidade correspondente ao objeto da licitação (Art. 22 § 3º).

7.2 - Modalidade Tomada de Preços =>


7.2.1 - 30 dias consecutivos: quando a licitação for do tipo melhor técnica
ou técnica e preços;
7.2.2 - 15 dias consecutivos: quando não se referir aos tipos constantes do
item I retro citado.

7.3 - Modalidade Concorrência =>


7.3.1 - 45 dias consecutivos: quando o contrato a ser celebrado contemplar
o regime empreitada integral ou quando a licitação for do tipo técnica e
preço ou melhor técnica;
7.3.2 - 30 dias consecutivos: quando não se referir aos tipos de regime
constantes do item I retro citado;

7.4 - Modalidade Leilão => 15 dias consecutivos;

7.5 - Modalidade Concurso => 45 dias consecutivos.

7.6 - Publicação por meio de Imprensa Oficial => A publicação por


meio da Imprensa Oficial (no caso do Estado de Minas Gerais o jornal “Minas
Gerais”, se o Município não possuir órgão de imprensa oficial) é obrigatória
nos seguintes casos:

7.6.1 - Avisos contendo os recursos de editais de todas as modalidades,


exceto de Convite;

7.6.2 - Convocação para a audiência pública obrigatória para licitações


únicas, simultâneas ou sucessivas de valor total estimado superior a cem
vezes o valor acima do qual é obrigatória a Concorrência para obras e
serviços de engenharia; (Art. 39)

7.6.3 - Revogação da licitação (Art. 109, § 1º);

7.6.4 - Anulação da licitação (Art. 109, § 1º);

6
7.6.5 - Rescisão de contrato por inexecução de clausulas, especificações,
projetos ou prazos (Art. 109, § 1º);

7.6.6 - Resultado da fase de habilitação, salvo se os licitantes tiverem todos


estado presentes ao ato em que foi tomada a decisão de habilitação ou
inabilitação (Art. 109, § 10);

7.6.7 - Resultado da fase de julgamento, salvo se todos os proponentes


tiverem estado presentes ao ato em que foi pro ferida a decisão (art. 109, §
10);

7.6.8 - Dispensa de licitação (Art. 26);

7.6.9 - Inexigibilidade de licitação (Art. 26);

7.6.10 - Resumo do instrumento de contrato e de seus adiantamentos (Art.


61, § Único);

7.6.11 - Retificação ou alteração de qualquer dos atos enumerados nos


subitens anteriores.
8 - FASES DE PROCEDIMENTO L1C1TATORIO

Na legislação específica que trata da Licitação Pública não existe nenhuma


divisão de seus procedimentos, nem dos externos aos internos, tão quanto
dos internos para os externos.

Entretanto convencionou-se dividir em FASE HABILITATÓRIA e FASE


CLASSIFICATÓRIA.

8.1 - FASE HABILITATÓRIA => Na fase habilitatória verifica a


Administração a capacidade, qualificação e condição necessária para a boa
prestação de serviço ou o fornecimento de bens pelo futuro contratado, de
molde a proporcionar a segurança necessária solicitada pela pessoa pública.

A fase habilitatória consubstancia-se pela apresentação da proposta, donde


dela consta às documentações exigidas do Art. 28 ao 31 da Lei 8.666/93,
quais sejam, documentações comprobatórias da habilitação jurídica, da
qualificação jurídica, da qualificação técnica, da qualificação econômico-
financeira e da qualificação fiscal dos proponentes licitatórios.

Esta divisão de fases permite se “parar” momentaneamente os processos


licitatórios para verificar quem vai para a próxima fase. Quem não for para a
7
próxima fase pode interpor recursos que estão prescritos em capítulo
próprio da Lei Licitatória Federal.

8.2 - FASE CLASSIFICATÓRIA => A fase classificatória é fase atribuída


para a análise das propostas de preço e de técnica, quando for o caso.
Nesta fase a Administração avaliará, conforme os critérios estabelecidos no
instrumento convocatório, a proposta mais vantajosa para a eventual
contratação.

Os procedimentos para as fases de habilitação e classificação encontram-se


no Art. 38 da Lei 8.666/93.

9 - ADJUDICAÇÃO

Adjudicar é dar a alguém aquilo que lhe é de direito. O proponente


selecionado será adjudicado o objeto Iicitatório. Significa dizer que em seu
beneficio cria-se o direito de ser ele o contratado, havendo interesse da
Administração, à contratação. A adjudicação é pressuposto da contratação.

10 - HOMOLOGAÇÃO
Homologar é dar a confirmação de legalidade. A homologação é ato de
prerrogativa do ordenador de despesas o pessoal por ele designada, como
conseqüência da análise de legalidade que a autoridade competente
deposita sobre o processo administrativo de compras/alienação.

11 - RESSALVAS À REGRA DE SE LICITAR

A regra é se constituir o devido e legal processo de licitação com a


“disputa” dos licitantes. Todavia, em virtudes de hipóteses previstas e
orientadas pela Lei, poderá o Administrador deixar de instaurar o
procedimento licitatório. São as ressalvas no Art. 17 (licitação dispensada;
Art.24 (dispensa de licitação) e do Art. 25 (inexigibilidade de licitação),
todos da Lei 8.666/93, a saber):

11.1 - Licitação Dispensada: As hipóteses de licitação dispensada


encontram-se relacionadas no art. 17 da Lei 8.666/93. São os casos
pertinentes à alienação de bens imóveis e móveis dentro dos casos
enumerados naquele dispositivo.

11.2 - Dispensa de Licitação: O artigo 24 da Lei 8.666/93, elenca todas


as hipóteses em que haverá a dispensa de licitação. Salienta-se que as
referidas hipóteses não são exemplificativas, mas, ao contrário, são
8
exaustivas, ou seja, somente nos casos prescritos é que o Administrador
poderá dispensar a licitação.

11.3 - InexigibiIidade de Licitação: O Art. 25 da Lei de Licitação


estabelece que sempre que houver inviabilidade de competição, a licitação
será inexigível. É disposição exemplificativa, ao reverso da dispensa de
licitação. Muito embora esteja tal dispositivo bem descritivo é importante
frisar que sempre que houver a impossibilidade de competição entre
fornecedores, estar-se-á defronte àinexigibi1idade de licitação, observando-
se as orientações inseridas no Art. 26, Par. Único, da Lei 8.666/93.

12 - RECURSOS ADMINISTRATIVOS

O direito da ampla defesa e ao contraditório é direito previsto no Art. 5º da


Constituição Federal tendo sido assimilado pela Lei 8666/93 em seu Art.
109.

A Lei estabelece os seguintes recursos:

12.1 - Recurso (nas formas e prazos previstos)

12.2 - Representação (nos casos, formas e prazos previstos);

12.3 - Pedido de Reconsideração (nos casos, formas e prazos previstos).


O dispositivo do Recurso da Representação merece comentário especial,
uma vez que a lei a aborda de forma genérica:

A Representação será própria quando do ato da Administração


gerar eventual conseqüência em prejuízo ao interessado, cujo
teor se relacione com o objeto da licitação ou do contrato,
desde que não caiba recurso hierárquico.

Estas hipóteses dizem respeito a todo ato lesivo que seja proveniente da
própria Autoridade Superior que aprecia os recursos interpostos em grau
inferior, mas que nesta hipótese não teria como reformar a decisão, por ter
sido o ato recorrido de competência da autoridade maior. A exemplo, se
aplicada multa contratual, pela Autoridade Superior, em face de equivocada
inadimplência do contratado, este prejudicado servir-se-ia da
“representação” corno forma de invalidade, argüindo-se a ilegalidade do
ato.

Embora não laça parte do procedimento Licitatórios (deve tramitar em


processo autônomo e “apartado” ao processo licitatório), o recurso tem rito
próprio definido pela Lei, cuja observância é obrigatória sob pena de
invalidade do ato, sendo o andamento o seguinte:
9
1º - Intimação do ato ou lavratura da ata, formalizando-se a ciência,
pelo interessado, da decisão contra a qual poderá recorrer. Se o interessado
não se fez representar na sessão em que se deu a decisão contra a qual
poderá recorrer, deve ser intimado, mediante publicação da Imprensa
Oficial;

2º - Vista dos autos do procedimento licitatório ao (s) interessado (s),


sem a qual não se inicia a contagem do prazo para recurso;

3º - Observância do prazo de cinco dias úteis para interposição do


recurso (em caso de convite o prazo será de apenas 02 - dois dias úteis);

4º - Entrega do requerimento do recorrente à comissão ou ao


responsável pela licitação, dentro do prazo;

5º - Suspensão do procedimento licitatório se o recurso for relativo à


habilitação, inabilitação ou ao julgamento de propostas (art. 109, § 3º);

6º - Intimação dos demais licitantes para oferecerem, se quiserem,


impugnação ao recurso interposto (Art. 109, § 3º);

7º - Observância de novo prazo de cinco dias úteis ( Convite - 02 dias


úteis) para eventuais impugnações ( Art. 109, § 3º);

8º - Havendo impugnações, a comissão ou o responsável pela


licitação tem o prazo de cinco dias úteis (inclusive no caso de Convite )
para:
a) - Reconsiderar a decisão ou
b) - Manter sua decisão e fazer subir o recurso, devidamente
informado, à autoridade superior. -.

9º - A autoridade superior, dentro do prazo de cinco dias úteis


(inclusive no caso de convite), terá duas alternativas:
a) - Manter a decisão contra a qual foi interposto o recurso ou
b) - Ordenar a retificação da decisão, caso esta tenha sido irregular.

10º - Divulgar a decisão relativa ao recluso.

13 - CRITERIOS PARA CONTAGEM DOS PRAZOS

10
O prazo é contado em dias consecutivos sempre que a Lei não estabelecer
que deva ser em dias úteis;

O primeiro dia do prazo é o primeiro dia útil seguinte ao do início,


inclusive quando se tratar de prazo em dias consecutivos;

O último dia (dia do vencimento) de qualquer prazo deve ser dia de


expediente normal na repartição ou entidade responsável pelo contrato ou
licitação;

Tratando-se de prazos dentro dos quais algo deve ser feito, a prática do ato
a que ele se refere deve ocorrer no máximo até o dia vencimento;

Exemplo: se no dia 8, quinta-feira, os interessados são intimados do


resultado da fase de habilitação de determinada Concorrência, esta data
será o dia do inicio, o dia 9, sexta-feira, será o primeiro dia do prazo e o dia
15 (5º dia útil) será o dia do vencimento; se o recurso não for interposto, no
máximo, no dia 15, o interessado perde o direito de faze-lo;

Tratando-se de prazos dentro dos quais algo não pode ser feito, a prática do
ato pertinente pode ocorrer somente a partir do dia seguinte ao do
vencimento e jamais no dia do vencimento.

14 - CONTRATOS ADMINISTRATIVOS

Os contratos administrativos regulam-se pelas cláusulas da Lei 8.666/93 e


pelos preceitos de direito público.
A eles se aplicam, supletivamente:
1º) Os princípios da teoria geral do contrato;
2º) As disposições do direito privado.

A licitação antecede necessariamente o contrato, e está para este assim


como o concurso público está para a nomeação de servidor público, na
acertada analogia lembrada pelo Prof. Adilson Abreu Dallari.

Segundo o Prof. Celso Antônio Bandeira de Mello, os requisitos do contrato


administrativo são:

“a) Receber tal qualificação por lei;


b) Ter por objeto a própria execução de um serviço público;
c) conter cláusulas exorbitantes.”

11
Alguns Artigos da Lei 8.666/93 contém parâmetros decisivos sobre o
contrato. Os principais são os Art. 55 (cláusulas necessárias); 56 (garantias);
57 (prazo); 58 (prerrogativas); 59 (nulidade); 60 (formalização); 65
(alteração); 66 ao 76 (execução; e 77 a 80- inexecução).
A definição de contrato encontra-se no parágrafo único do art. 20 da Lei
8.666/93.

Procurando visualizar o paralelismo e a diferenciação entre o contrato de


direito privado e o contrato administrativo, de direito público, teríamos:

Contrato de Direito Privado Contrato Administrativo


Sacralidade Mutabilidade
Liberdade de contratar Limitação à liberdade de contratar
( Art. 2º )
Igualdade jurídica das partes Desigualdade jurídica das partes
( Art. 55, I, XII )

Em suma Contrato Administrativo é "... o acordo de vontades cm que o


Estado é parte, destinado à execução de um serviço público ou de um fim
de interesse público, contendo cláusulas exorbitantes e derrogatórias do
direito comum".

14.1 - CLÁUSULAS NECESSÁRIAS DO CONTRATO ADMINISTRATIVO

Cláusulas necessárias — conteúdo Dispositivos Auxiliares


1 – Objeto Art. 38
2 - Regime de execução e forma de Art. 10
fornecimento
3 - Preço e condições de pagamento Art. 5”; 40, XI e XIV, a e c; 82; Art 11,
critérios de reajuste § 1” e 15, da Lei 8.880/94
4 - Prazo de início e conclusão Art. 6”, Xl; 73 a 76
5 - Crédito pelo qual correrá a despesa Art. 6” e 60 da Lei 4.320/6

6 – Garantias 4Art. 56
7 - Direitos/responsabilidades, Art. 79, 81 a 88
penalidades e valores da multa
8 - Casos de rescisão Art. 78
9 - Reconhecimento de direitos Art. 78Art. 42
10 - Condições para importações Art. 78Art. 42
11 - Vinculação do ato de dispensa Art. 78Art. 42
12 - Legislação Aplicável Art. 121
13 - Manutenção das condições da Art. 13, §3”,27a 31
habilitação
A minuta do contrato constitui anexo obrigatório do edital (Art. 40, 2º, III,
combinado com o Art. 62, § 1º) ou do ato convocatório.
O TCU recomenda que, nos contratos de execução continuada ou parcelada,
12
a cada pagamento efetuado pela administração contratante haverá de
ocorrer a verificação da regularidade dos contratados para com a
seguridade social (Decisão 705/94, DOU de 06/12/94, pág.: 18.674).

Atenção para o Art. 2º da Lei 9.012 de 30/03/95, que exige comprovação da


quitação com o FGTS para contrato de serviços e transação comercial de
compra e venda.

A duração dos contratos fica adstrita à vigência dos respectivos créditos,


que, via de regra, seguem o exercício financeiro (ano civil).
A Lei 8.666/93 em seu Art. 57 abre, no entanto, exceções à anualidade,
admitindo prorrogações, desde que previstas no instrumento convocatório.

Alerta para a obrigatória menção ao nome das partes, seus representantes


devidamente credenciados, finalidade (objeto da licitação), ato que
autorizou a lavratura, número do processo da licitação
(dispensa/inexigibilidade), sujeição à Lei 8.666/93 e as cláusulas contratuais
certamente já divulgadas no Edital (Art. 40, § 20, III).

A ausência de preâmbulo no contrato constitui vício sanável, conforme


orientação do TCU (DOU de 7/8/90, pág. 14.995). A publicação do extrato no
Diário Oficial é condição de eficácia da avenca, devendo ser providenciada
vela Administração até o 50 dia útil do mês seguinte ao da assinatura, para
ocorrer no prazo de vinte dias.

Incumbe o contratado do pagamento de encargos trabalhistas,


previdenciários, fiscais e comerciais, isentando a Administração desse ônus
também no caso de inadimplência do contratado.

Dando nova redação ao Art. 31 da Lei 8.212/91, a Lei 9.711/98 institui a


retenção, pela empresa contratante, de 11% (onze por cento) do valor bruto
nas Notas Fiscais, Faturas e Recibos emitidos por empresas prestadoras de
serviços.
O art. 64 da Lei Federal 9430/96 traz normas quanto a exigência de
documentos de recolhimento de prestadores de serviço a União, pode ser
aplicado subsidiariamente aos Municípios.

Ainda a Lei Complementar 84/96 trata da obrigação de recolher, no


pagamento do autônomo aos Municípios, 1,5% pura o INSS.

Importante observação está intimamente ligada à regra do Art. 55, XIII, da


13
Lei de Licitação.

15 - AS FRAUDES EM LICITAÇÃO

As fraudes em licitação foram objeto de tratamento especifico no Código


Penal,. Art. 326 (violação do sigilo da proposta de concorrência), 335
(impedimento, perturbação ou fraude de concorrência), e ainda tipificados
na Lei 8.137/90 como crimes contra a ordem econômica.

A Lei 8.666/93 trata do assunto especificamente no Art. 89 a 99, podendo-


se compilar no quadro explicativo abaixo:

CRIME ART. DA LEI MULTA + DETENÇÃO

Dispensar ou inexigir fora 89 3 a 5 anos


da hipóteses e
formalidades
Frustrar ou fraudar a 90 2 a 4 anos
competição, mediante
ajuste ou outro
expediente
Patrocinar interesse 91 6 meses 2 anos
privado em licitação ou
contrato ( invalidados
pelo Judiciário)
Dar causa a modificação 92 2 a 4 anos
ou vantagem em favor do
adjudicatário na
execução do contrato;
preterir ordem
cronológica do
pagamento das faturas
Impedir, perturbar, 93 6 meses a 2 anos
fraudar qualquer ato do
procedimento licitatório
Devassar o sigilo da 94 2 a 3 anos
proposta, ou
proporcionar o ensejo a
Terceiro
Afastar ou procurar 95 2 a 4 anos + pena pro
afastar licitante violência
(violência, ameaça,
fraude ou
oferecimento de
vantagem)
Fraudar licitação com 96 3 a 6 anos
prejuízo da Fazenda

14
Pública (5 hipóteses de
fraude - Art. 96)
Admitir à licitação ou, 97 6 meses a 2 anos
contratar, empresa ou
profissional inidôneo
Obstar, suspender ou 98 6 meses a 2 anos
alterar indevidamente
registros cadastrais

Beneficiários: incidem nas mesmas penas (§ Único dos Art. 89, 92, 95, 97)
Multa fixada na sentença: percentuais - da vantagem ilícita ( Art. 9º) Do
valor do contrato.

"Tráfico de Influência":
"Art. 332 - Solicitar, exigir, cobrar ou obter, para si ou para
outrem, vantagem ou promessa de vantagem, a pretexto de
influir em ato praticado por funcionário público no exercício da
função."
"Pena - Reclusão, de dois a cinco anos, e multa."
"Parágrafo único - A pena é aumentada da metade, se o
agente alega ou insinua que a vantagem é também destinada
ao funcionário.”

16 - SISTEMA OPERACIONAL

O Setor de Licitação faz parte de um conjunto de Setores que poderíamos


denominar de SISTEMA OPERACIONAL, dentro das normas internas que em
caso de uma averiguação mais profunda teríamos que encontrar neste
Setor:

1º) Assegurar-se de que o processo foi autuado, protocolado e numerado


(Art. 38 );

2º) Verificar se a numeração das folhas do processo está correta; (Art. 38);

3º) Fazer constar no Edital todas as condições obrigatórias do Art. 40);

4º) Assegurar-se de que o quadro comparativo de preços está devidamente


preenchido;

5º) Assegurar-se de que as atas estejam devidamente rubricadas e


assinadas por todos os membros da Comissão de Licitação ou por sua
maioria;

6º) Assegurar-se de que a adjudicação de proposta que n~o corresponde a


de menor valor foi devidamente justificada ( Art. 45);

15
7º) Assegurar-se de que foi apresentada prova de regularidade com o INSS
e o FGTS quando da contratação - (Art. 29, IV);

8º) Assegurar-se de que houve empenho prévio de despesa e que o seu


conteúdo corresponde ao objeto da compra ou serviço;

9º) Enquadrar a despesa na classificação correta;

10º) Assegurar-se de que as Notas Fiscais de execução de serviços ou


recebimento de material foram devidamente atestadas por servidor
competente;

11º) Assegurar-se de que a emissão de ordem bancária para pagamento da


despesa foi realizada depois da entrega das mercadorias.

17 - MODELOS DE INSTRUMENTOS OPERACIONAIS

17.1 - MODELO DE EDITAL CARTA CONVITE

EDITAL DE CONVITE N.º _____/2002


PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º _____/2002

A Prefeitura Municipal de _____________________, com endereço à Rua


___________ - Minas Gerais, CNPJ: _________________ isento de inscrição
estadual, através da Comissão Permanente de Licitação, designada pela
Portaria nº _____/2002, torna público a abertura do Processo Licitatório
Administrativo n.º _____/2002 na modalidade Carta Convite Nº
_____/2002, do tipo menor preço por unitário, regido pela Lei Federal nº
8.666, de 21.06.93, e pelas demais condições fixadas neste edital.
16
ENTREGA DOS ENVELOPES “DOCUMENTAÇÃO” E “PROPOSTA”:
LOCAL: Prefeitura Municipal de _____________ – Sala da Comissão
Permanente de Licitação
DIA: Até _____ de ___________ de 2002
HORA: Até as 14:00 horas

ABERTURA DOS ENVELOPES “DOCUMENTAÇÃO”:


LOCAL: Prefeitura Municipal de _____________ – Sala da Comissão
Permanente de Licitação
DIA: _____ de ___________ de 2002
HORA: 14:30 horas

I – DO OBJETO
1 – Calçamento e pavimentação de ruas, na sede e distrito do
município de _____________ que serão destinados à Secretaria Municipal de
________, conforme especificações dos Anexos deste edital.

2 – Constituem anexos deste instrumento convocatório, dele fazendo parte


integrante:
2.1 – Anexo I – Especificação do objeto, e;
2.2 – Anexo II – Modelo de Proposta de Preços.

II – ÁREA SOLICITANTE
Secretaria Municipal de ________.

III – DAS CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO


1 – As empresas não convidadas, interessadas em participar da licitação,
deverão formalizar a manifestação de interesse até 24 (vinte e quatro)
horas antes da data prevista para entrega dos envelopes, que deverá ser
entregue na Comissão Permanente de Licitação e deverão apresentar a
cópia autenticada do Certificado de Registro Cadastral – CRC, expedido
por órgão ou entidade da Administração Pública, até o horário de início dos
trabalhos de abertura dos envelopes de habilitação.
2 – Para consulta e conhecimento dos interessados, o Convite permanecerá
afixado no quadro de avisos localizado no hall de entrada do Edifício – Sede
da Prefeitura Municipal de _____________, Estado de Minas Gerais, cuja cópia
poderá ser obtida na Comissão Permanente de Licitação, na sede da
Prefeitura Municipal de _____________, no horário de 12:00 horas às 18:00
horas.

3 – Não poderá participar da presente licitação:


3.1 – que incorrer nas penalidades previstas no art. 87, incisos III e IV, da Lei
nº 8.666/93;
3.2 – que estiver sob processo de falência ou concordata;
3.3 – que estiver em consórcio.

4 – A observância das vedações deste item é de inteira responsabilidade da


licitante, que pelo descumprimento, sujeita-se às penalidades cabíveis.

IV – DA APRESENTAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO E PROPOSTA


17
1 – Os documentos de habilitação e a proposta de cada licitante deverão ser
apresentados em envelopes distintos, indevassáveis e colados, sob
pena de desqualificação, contendo em sua parte externa, além da
razão social e endereço do licitante, os seguintes dizeres:

“DOCUMENTAÇÃO”
CONVITE Nº _____/2002
ABERTURA ___/___/2002 – ÀS 14:30 HORAS
COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

“PROPOSTA”
CONVITE Nº _____/2002
ABERTURA ___/___/2002 – ÀS 14:30 HORAS
COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

V– DA ENTREGA E ABERTURA DOS ENVELOPES


1 – A Prefeitura Municipal não se responsabilizará por envelopes
“Documentação” e “Proposta” endereçados via postal ou por outras formas,
entregues em local diverso da Comissão Permanente de Licitação, e que,
por isso, não cheguem na data e horário previstos no preâmbulo deste
instrumento convocatório.

2 – Na sessão de abertura dos envelopes “Documentação” poderão ser


abertos os envelopes “Proposta”, desde que todos os licitantes participantes
desistam por escrito do direito de interpor recurso quanto à fase de
habilitação.

2. 1 – A abertura dos envelopes “Propostas”, será feita no mesmo local


indicado no preâmbulo, em data e hora a serem comunicados com
antecedência de, no mínimo, 24 (vinte quatro) horas, caso não sejam
abertos na sessão de abertura dos envelopes “Documentação”.

3 – A licitante que se fizer representar no ato de abertura dos envelopes, ou


na ocorrência da situação prevista no art. 45, δ 2º, da Lei Federal nº
8.666/93 deverá apresentar correspondência, credenciando seu
representante, a qual deverá ser entregue no ato pelo próprio preposto, o
que o tornará apto a praticar os atos necessários ao procedimento
licitatório.

VI – DA DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO
1 – As licitantes deverão apresentar os documentos abaixo relacionados, em
original ou cópia legível autenticada por cartório competente, com vigência
plena até a data fixada para abertura dos envelopes “Documentação”:
1.1- Cartão Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) do estabelecimento
que participará da licitação;
1.2- Certificado de Regularidade relativo ao Fundo de Garantia por
Tempo de Serviço – FGTS, emitido pela Caixa Econômica Federal;
1.3- Certidão Negativa de Débito (CND) para com o Instituto Nacional
de Seguridade Social – INSS;
18
1.4- Contrato Social ou Ato constitutivo da empresa;
1.5- Alvará de Localização e Funcionamento;
1.6- Cartão de Inscrição Estadual ou Municipal.
1.7- Declaração de mão de obra infantil Art. 7º, /inciso XXXIII da
Constituição Federal.
2 – Serão admitidas fotocópias sem autenticação cartorial, desde que os
respectivos documentos originais sejam apresentados na reunião de
abertura dos envelopes de habilitação, para a devida autenticação.

3 – A ausência de documento e a apresentação de habilitação em desacordo


com o previsto no item 1 deste Título inabilitará a proponente,
impossibilitando a abertura do envelope de proposta de preços respectivo.

4 – Após a fase de habilitação, não cabe desistência de proposta, salvo por


motivo justo decorrentes de fato superveniente e aceito pela Comissão.

VII – DA PROPOSTA DE PREÇOS


1 – A proposta deverá ser apresentada em uma via, manuscrita desde que
legível, datilografada ou processada em computador, com identificação do
proponente e assinada pelo seu representante legal, devidamente
identificado e qualificado, ou poderá ser preenchida no modelo de proposta
(Anexo II), dela constando obrigatoriamente:
1.1- Descrição completa dos materiais cotados;
1.2- Marca dos materiais cotados;
1.3- Preço Unitário e preço total do item cotado;
1.4- O prazo de entrega do objeto licitado deverá ser de no máximo
10 (dez) dias, a contar da autorização de fornecimento
expedido pela Prefeitura Municipal de _____________;

1.5- Indicação do prazo de validade da proposta, que deverá ser de,


no mínimo, 60 (sessenta) dias, a contar da data de
apresentação da mesma.

2 – A licitante poderá apresentar proposta referente ao(s) item(s) que


for(em) de sua conveniência.

3 – Os preços deverão ser expressos em numeral e em moeda corrente do


país.

4 – Os preços deverão ser cotados considerando-se o objeto licitado


incluídos os valores de quaisquer gastos ou despesas com tributos,
embalagens, fretes, ônus previdenciários e trabalhistas, seguros e
outros encargos ou acessórios.

VIII – DO JULGAMENTO
1 – Para o julgamento da proposta mais vantajosa, levar-se-á em conta,
como fator determinante, o menor preço unitário, desde que observadas
as especificações, prazos de entrega e outras condições estabelecidas neste
instrumento convocatório e a legislação pertinente.

2 – Será desclassificada a proposta que:


19
2.1- não atenda aos requisitos deste instrumento convocatório;
2.2– não se refira à integralidade do item cotado;
2.3– apresente preço Unitário simbólico, de valor zero, superestimado ou
manifestamente inexeqüível, incompatível com os preços e insumos de
mercado, assim considerados nos termos do disposto no art. 44 e art. 48,
inciso II, da Lei Federal nº 8.666/93;
2.4- apresente preço baseado em outra(s) proposta(s), inclusive com o
oferecimento de redução sobre a de menor valor;
2.5- contenha em seu texto rasuras, emendas, borrões, entrelinhas,
irregularidade ou defeito de linguagem capazes de dificultar o
julgamento.

3 – Em caso de empate entre duas ou mais propostas, o desempate far-se-à,


nos termos do δ 2º do art. 45 da Lei Federal nº 8.666/93.

4 – Na análise das propostas não serão consideradas ofertas e


outras informações não solicitadas neste instrumento ou em
diligências.

5 - No julgamento das propostas a Comissão Permanente de Licitação


poderá, a seu critério, solicitar o assessoramento técnico de órgãos ou de
profissionais especializados.

6 – Fica reservado à Prefeitura Municipal o direito de solicitar amostra do


produto ofertado, para a verificação de sua adequação às especificações
constantes deste instrumento.

IX – DO PRAZO DO FORNECIMENTO
1 – O licitante vencedor efetuará a entrega dos materiais ora licitados em
45 (quarenta e cinco) dias úteis após recebimento da autorização de
fornecimento do Município de _____________.

2 – A Prefeitura Municipal reserva-se o direito de não receber os serviços em


desacordo com o previsto neste instrumento convocatório e aplicar o
disposto no art. 24, inciso XI da Lei Federal nº 8666/93.

3 – A contratada é obrigada a substituir, de imediato, às suas expensas, os


materiais em que se verificarem defeitos e outros.

X – DO PAGAMENTO
1 – O pagamento decorrente da concretização do objeto desta licitação será
efetuado pela Secretaria Municipal de Fazenda, por processo legal, após o
fornecimento do objeto licitado e a comprovação de sua entrega nas
condições exigidas e apresentação dos documentos fiscais devidos.

2 – Em caso de irregularidade na emissão dos documentos fiscais, o prazo


de pagamento será contado a partir de sua reapresentação, desde que
devidamente regularizados.

XI – DAS SANÇÕES

20
1 – Pelo descumprimento total ou parcial das condições previstas na
proposta ou no contrato; a Prefeitura Municipal poderá aplicar à
adjudicatária ou contratada as sanções previstas no art. 87, da Lei nº
8.666/93, sem prejuízo da responsabilização civil e penal cabíveis.

2 – Ficam estabelecidos os seguintes percentuais de multas:

2.1 – 0,3% (três décimos por cento) por dia, até o 30º (trigésimo) dia de
atraso, sobre o valor do fornecimento não realizado na etapa;
2.2 – 20% (vinte por cento) sobre o valor do fornecimento e/ou execução
não realizado, no caso de atraso superior a 30 (trinta) dias, com o
conseqüente cancelamento do contrato;
2.3 – 10% (dez por cento) sobre o valor do contrato, no caso da
adjudicatária, injustificadamente, desistir do mesmo.

3 – O recolhimento das multas referidas nos sub-itens 2.1, 2.2 e 2.3 deverá
ser feito, através de guia própria da Prefeitura Municipal no prazo máximo
de 03 (três) dias úteis a contar da data em que for aplicada a multa.

XII – DOS RECURSOS

1 – Das decisões da Comissão Permanente de Licitação caberão recursos,


nos termos do art.109 da Lei Federal nº 8666/93, após a divulgação dos
resultados.

2 – Quaisquer recursos relativos a esta licitação deverão ser interpostos no


prazo legal, dirigidos à Prefeito Municipal, AOS CUIDADOS DA COMISSÃO
PERMANENTE DE LICITAÇÃO, e protocolizados no setor de Protocolo da
Prefeitura Municipal.

3 – Interposto recurso, dele será dada ciência às licitantes, que poderão


impugná-lo no prazo de 02 (dois) dias úteis.

XIII – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS


1 – A dotação orçamentária destinada ao pagamento do objeto licitado está
prevista e indicada no processo pela área competente da Prefeitura
Municipal, a saber: __________________.

2 – Para atender a seus interesses, a Prefeitura Municipal reserva-se o


direito de alterar quantitativos, sem que isto implique alteração dos preços
Globais ofertados, obedecidos os limites estabelecidos no Art. 65 da Lei
Federal nº 8.666/93.

3 – Fica reservado a Prefeitura Municipal o direito de promover diligências


conforme disposto no § 3º, do Art. 43, da Lei nº 8.666/93, cujos documentos
deverão ser apresentados em original ou em cópia autenticada por cartório.

4 – Se a empresa considerada vencedora deixar de assinar o contrato ou o


termo equivalente no prazo de 5 (cinco) dias úteis, contados da data do
recebimento da convocação, sem que tenha solicitado prorrogação de prazo
mediante justificativa, por escrito, e aceita pela Prefeitura Municipal,
21
poderão ser convocadas as licitantes remanescentes, na ordem de
classificação, para fazê-lo em igual prazo e nas mesmas condições
propostas pela primeira classificada, podendo optar por renovar a licitação,
nos termos do Art. 64, § 2º, da Lei Federal nº 8.666/93.

5 – As decisões do Presidente e da Comissão Permanente de Licitação serão


afixadas no mural da Prefeitura Municipal, podendo ser aplicado o disposto
no § 1º do Art. 109 da Lei nº 8.666/93.

6 – Melhores informações poderão ser obtidas através do telefone: (0**___)


_______ ou à Rua _________ - Centro - _____________ - Minas Gerais, no horário
de 12:00 as 16:00 horas.

7 – Fica eleito o foro da comarca de __________ – MG para solucionar


quaisquer questões oriundas desta licitação.

_____________, ____ de ____________ de 2002.

______________________________
Presidente de CPL

22
ANEXO I

PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º _____/2002

CONVITE N.º _____/2002

ESPECIFICAÇÃO DO OBJETO

A presente licitação tem como objeto: ___________________________.

Quant. Unid. Descrição dos materiais Valor Valor Preço


Item
e serviços Unit. Total Médio

______________________________________
Presidente da CPL

23
ANEXO II

PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º _____/2002

CONVITE N.º _____/2002

Razão social:____________________________________________________
Endereço:_______________________________________________________
CNPJ:___________________________________________________________
Representante legal:_____________________________________________
Assinatura:______________________________________________________
Prazo de validade da proposta:___________________________________
Prazo de entrega:________________________________________________
Data da abertura:_______________________________________________
Horário da abertura dos envelopes:______________________________

MENOR PREÇO UNITÁRIO

Quant. Unid. Descrição dos materiais e Vlr. Vlr.


Item
serviços Unit.. Total.

VALOR TOTAL: R$_______________,____


(_____________________________________________________)

Carimbo da empresa:

18 - MODELO DE EDITAL TOMADA DE PREÇOS

24
PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º ______.
MODALIDADE : TOMADA DE PREÇOS
N. _______.
EXECUCAO DE OBRA PUBLICA

O Município de __________- MG, com sede administrativa a Rua _________,


bairro Centro está promovendo licitação na modalidade de TOMADA DE
PREÇOS, prevista no art. 22 da Lei 8.666/93, com as alterações
introduzadas pela Lei 8.883/94 de 08/06/94 e pela Lei 9.648/98, de 28/05/98
– pela Lei n. 9.444/87 – do Estado de Minas Gerais – de 25/11/87 e pelas
disposições deste Edital e seus Anexos sob as condições abaixo:

1 – Condições Gerais

1.1- Às 16:00 horas do dia 12 de julho de 2002 será realizada a sessão de


Recebimento dos Envelopes de n. 01 (Documentos de Habilitação ) e n.
02 ( Proposta de Preços ) e Abertura dos Envelopes de n. 01
( Documentos de Habilitação ), na sala de Licitações a Rua _________,
Bairro Centro, na cidade de __________.

1.1.1 – Os envelopes n. 01, contendo a documentação de Habilitação, e n.


02, contendo a Proposta de Preço, deverão ser entregues, conjuntamente,
diretamente a Comissão de Licitações no inicio da Sessão de Recebimento e
Abertura dos Envelopes, no endereço acima descrito, na hora designada no
item anterior, sendo que nenhuma proposta será recebida pela Comissão
após a hora marcada, salvo atraso plenamente justificado, a critério da
Comissão, ate, no máximo, o inicio da abertura do Envelope n. 01 de
Habilitação;

1.2 – Os cadernos de Licitação, contendo o presente Edital e seus Anexos,


poderão ser examinados no horário de 08:00 as 11:30 horas, nos dias úteis,
na sala da Comissão de licitação, no endereço supra mencionado e serão
fornecidos aos interessados, no endereço acima. Informações poderão ser
solicitadas a Comissão de Licitação pelo Telefone: (0xx) _________;

1.3 - O custeio da realização das Obras e ou Serviços resultantes da


presente licitação será atendido com os recursos provenientes do Programa
de Investimentos de Minas Gerais, sustentado pelo Fundo para o
Desenvolvimento Regional com Recursos da Desestatização - FRD, no
âmbito da Resolução nº940/98 de 15/12/98, da Diretoria do Banco Nacional
de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, e com recursos próprios
do Município, através da Dotação Orçamentária ________, aprovado pela Lei
Municipal n. _________.

1.5 - O prazo de execução das obras e ou serviços será de ______ dias,


contados da emissão da primeira Ordem de Serviço.

1.5.1 – Os prazos para execução das obras e serviços contratados serão


consignados nas Ordens de Serviço a serem emitidas pela Prefeitura
Municipal;

25
1.5.2 – O prazo de validade das propostas será de 60 ( sessenta ) dias a
contar da data da sua entrega.

1.6 - O fornecimento dos materiais e/ou Serviços será contratado sob o


regime de empreitada por menor preço unitário/global com pagamentos
mediante medição das Obras e ou Serviços executados e entrega dos
materiais.
1.7 – O objetivo da presente Licitação e selecionar, dentre as policitantes
que se apresentarem, a proposta considerada mais vantajosa, de acordo
com os critérios estabelecidos neste Edital, visando a execução dos
serviços, e fornecimento de materiais, para as obras e serviços de
_______________.

2 – Da Apresentação dos Invólucros

2.1 - A Proposta deverá ser apresentada da seguinte forma:

a) capa com dados na ordem seguinte:

. TOMADA DE PREÇOS nº _____


. Nome da cidade e local da obra
. Número do Envelope e Título:
Envelope nº 01 - Habilitação
Envelope nº 02 - Proposta de Preços
. Razão Social do licitante e Endereço;

b) as folhas do texto deverão ser numeradas de 1/n a n/n, impressas de um


só lado em espaço dois;

c) o texto poderá ser em fotocópia e todas as folhas deverão ter o carimbo


do licitante e a assinatura do responsável técnico ou diretor.

2.2 - A Proposta será composta de 02 (dois) envelopes:

a) envelope nº 01 - que deverá conter os Documentos de Habilitação,


listados no ítem seguinte deste Edital de Licitação, a serem apresentados
em única via.

b) envelope nº 02 - que deverá conter a Proposta de Preços e o Cronograma


Físico-financeiro, conforme modelos fornecidos.

2.3 - O envelope nº 01 conterá os seguintes documentos:

2.3.1 - Certificado de Registro Cadastral, emitido pela Secretaria de Estado


de Recursos Humanos e Administração de Minas Gerais ou por outro órgão
ou entidade da Administração Pública Federal ou Estadual, em vigor na data
de abertura desta licitação, observado o disposto no parágrafo segundo do
artigo 32, § 2º da Lei 8.666/93, no que diz respeito à superveniência de fato
impeditivo à habilitação.

26
2.3.2 - Prova de quitação com a Fazenda Federal, inclusive de sua
Procuradoria, Fazenda Estadual, Fazenda do município sede do licitante,
INSS e FGTS;

2.3.3 - Declaração de que concorda e aceita todas as condições


estabelecidas na presente licitação;

2.3.6 - Certidões negativas de pedido de falência, concordata, protestos de


títulos do licitante, fornecidas pelos Cartórios Distribuidores da sede do
licitante, relativa aos últimos 5 anos expedido nos últimos 60 (sessenta)
dias antecedentes à entrega da Proposta;

2.3.7 - Declaração de que o licitante teve acesso aos locais do projeto, não
podendo, em conseqüência, manifestar desconhecimento das condições
necessárias à elaboração da Proposta;
2.3.8 - Declaração do licitante de que se compromete a atender às
determinações da Supervisão da Promotora da Licitação, no prazo máximo
de 72 horas, após a respectiva comunicação.
2.3.9 – Comprovante de residência e domicílio da empresa e dos sócios,
consistindo em: Fatura quitada de água, luz ou telefone, de no máximo 60
(sessenta) dias.
2.3.4 – Declaração de mão de obra infantil – Art. 7º, inc. XXXIII da
Constituição Federal.

2.3.5 – Quanto à qualificação técnica exigir-se-á:

2.3.5.1 - Atestado de Capacidade Técnico-Profissional, passado por pessoa


jurídica de direito privado ou por órgão da Administração Direta ou Indireta
da União, dos Estados ou dos Municípios, em nome de profissional
comprovadamente integrante do quadro permanente da proponente como
empregado ou como sócio administrador da sociedade, comprovando ter o
referido profissional (inscrito no CREA como Responsável Técnico da
empresa), sido responsável técnico pela execução de obras e serviços da
mesma natureza dos aqui licitados, devendo ser acompanhado de
respectiva Certidão emitida pelo CREA, observado o abaixo mencionado e o
disposto nos subitens seguintes.

2.3.5.2 - Apresentação da “Declaração para execução de Obras e Serviços”


preenchida em impresso próprio da licitante, observando-se a minuta anexa
a este Edital;
_________________.

2.3.5.3 - Atestado de Capacidade Técnico-Operacional, passado por pessoa


jurídica de direito privado ou por órgão da Administração Direta ou Indireta
da União, dos Estados ou dos Municípios, em nome da Licitante,
comprovando ter a mesma executado obras e serviços da mesma natureza
dos aqui licitados, devendo ser acompanhado de respectiva Certidão
emitida pelo CREA; _______.
2.3.5.4 - A proponente deverá comprovar, também:
A) – O vínculo entre ela, proponente, e o profissional por ela indicado como
RT – Responsável Técnico;
27
A1) – A comprovação de vínculo empregatício se fará pela apresentação de
cópia da CTPS – Carteira de Trabalho e de Cópia da Guia de Recolhimento
do FGTS e Informações a Previdência Social ( GFIP ), com a respectiva
relação de funcionários, referente ao mês anterior ao da entrega da
proposta, devidamente quitada;
A 2 ) – No caso de sócio administrador, a comprovação se fará pela
apresentação do Contrato Social ou de Alteração Contratual da empresa;

2.3.5.5 - A comprovação da inscrição do responsável técnico – RT, no CREA,


se fará exclusivamente mediante a apresentação de cópia da Certidão de
Registro e Quitação de Pessoa Jurídica, em dia, emitida por aquele
Conselho;

(NOTA: as certidões poderão ser apresentadas em fotocópias desde que


devidamente autenticadas em cartório)
2.4 - A apresentação incompleta, errônea ou fraudulenta dos documentos
especificados no item 2.3 inabilitará o interessado, que não poderá
participar das fases subseqüentes desta licitação.

2.5 - Deverá constar no envelope nº 02 a Proposta de Preços, com o preço


global, prazos de validade da Proposta (mínimo de 60 dias) e de execução
das Obras e ou Serviços e o cronograma fisíco-financeiro, prevendo a
conclusão do objeto de licitação nos prazos previstos.

2.6 - Serão aceitas Propostas enviadas por correio ou outros meios, cabendo
a responsabilidade da entrega da documentação ao licitante.

2.7 – Declaração de não haver fato superveniente impeditivo à sua


habilitação;

3 – Dos preços

3.1. As licitante deverão propor preços para os itens relacionados na


Planilha de Orçamento anexa, finalizando com o total geral;

3.2. Nos casos em que a Comissão de Licitações constate a existência de


erros numéricos na proposta e/ou nas planilhas apresentadas pela
licitante, serão procedidas as correções necessárias, para apuração
do preço total, obedecidas as seguintes disposições:

A ) – Havendo divergência entre o total registrado sob forma numérica e o


valor apresentado por extenso, prevalecerá este último.

B ) – Havendo divergência entre o valor da proposta e o valor registrado na


planilha de orçamento, prevalecerá este último;

C ) – Havendo divergência entre o valor total e a somatória dos valores


parciais, a Comissão procederá à correção do valor total mantidos os
valores parciais;

28
D ) – Havendo divergência entre os preços unitários e os valores parciais, a
Comissão procederá à correção dos valores parciais mantidos os preços
unitários;

E ) – Havendo divergência entre o preço unitário registrado na planilha de


orçamento e o preço obtido no demonstrativo da composição de custos para
o mesmo serviço, a Comissão procederá à correção do valor constante da
planilha de orçamento, prevalecendo o preço demonstrado.

3.3. Entende-se por valor parcial o resultado da multiplicação do preço


unitário pelo quantitativo.

4 – Da Garantia

4.1 - A caução para garantia da proposta, prevista neste Edital, poderá ser
feita, exclusivamente, na modalidade de Moeda Corrente, que se
formalizará com a quitação de guia de Arrecadação própria, junto a
Secretaria Municipal da Fazenda do Município licitante, sob pena de
inabilitação;

4.2. Na guia de arrecadação deverá constar expressamente a identificação


da licitação à qual se refere a caução prestada e o nome do licitante;

4.3. A caução para garantia da Proposta, prestada pelos proponentes, à


exceção da caução prestada pela licitante vencedora, será devolvida
até 10 ( dez ) dias após a data da homologação do resultado da
licitação;

4.4. A caução para garantia da proposta da licitante vencedora será


devolvida até 05 ( cinco ) dias após a publicação do extrato do
contrato e prestação da garantia de execução do contrato;

4.5. Para garantia da execução do contrato a empresa vencedora da


licitação deverá prestar uma caução correspondente a 5% ( cinco por cento
) do valor do Contrato, perfazendo um total de R$ __________ ( _________ );

4.6. A caução de garantia do contrato acompanhará os eventuais ajustes do


valor e do prazo contratual, devendo ser complementada pela Contratada,
quando da celebração de Termos Aditivos ao contrato original;

4.7. A caução de garantia da proposta e do contrato não sofrerá qualquer


atualização monetária e será recolhida e contabilizada aos cofres públicos,
devendo ser mantida em conta analiticamente individualizada e de
movimentação exclusiva e restrita ao processo administrativo em foco;

4.8. A caução de garantia de Contrato será devolvida 30 ( trinta ) dias após


a emissão, pela Prefeitura Municipal, do “Termo de Recebimento Definitivo
de Obra/Serviços”, o que somente será feito após laudo técnico
circunstanciado;

29
4.9. A devolução das cauções não exime a contratada de suas
responsabilidades legais e contratuais

5 - ENVELOPE 02 – PROPOSTA

5.1. O envelope 02 – PROPOSTA – deverá conter a proposta propriamente


dita, redigida em português, de forma clara e detalhada, isenta de emendas
ou rasuras, devidamente datada, assinada ao seu final e rubricada nas
demais folhas, contendo, sob pena de desclassificação:

5.2. indicação da razão social, endereço completo e CGC do MF da


proponente;

5.3. número do processo e do Tomada de Preços;

5.4. especificação do objeto e declaração de que o mesmo atende


rigorosamente as características arroladas no objeto da licitação;

5.5. preço, em moeda corrente nacional, praticando no último dia previsto


para entrega da proposta, sem previsão de encargos financeiros ou
expectativa inflacionária, sendo permitido no decorrer da execução do
contrato o reajustamento do valor unitário dos produtos, desde que
devidamente comprovado através de documentos contábeis idôneos dos
fornecedores do contratado;

5.6. No preço proposto deverão estar incluídos todos os encargos e tributos


decorrentes do fornecimento;

5.7. Condições de pagamento: no mínimo em 30 (trinta) dias a contar do


recebimento parcial ou definitivo dos produtos e serviços;

5.8. Prazo de validade da proposta: 60 (Sessenta) dias, a contar da abertura


do envelope proposta;

5.9. Prazo de início de obra: no máximo em 02 (dois) dias, a contar da


assinatura do contrato e publicação de seu extrato;

5.9.1. Data, assinatura e identificação signatários.

6 - Abertura e Julgamento das Propostas

6.1 - No dia ___/___/2002 às 16:00 horas, no seguinte endereço (Rua


-------------- - -----------), a Comissão de Licitação procederá à abertura das
Propostas.

6.2 - O representante do licitante deverá ser devidamente credenciado caso


não seja diretor da mesma.

30
6.3 - Inicialmente, serão abertos os envelopes de habilitação, sendo cada
documento rubricado pelos membros da Comissão, pelos licitantes e
quaisquer cidadãos presentes.

6.4 - Os membros da Comissão terão prazo de até 2 (dois) dias úteis,


contados do dia da abertura dos envelopes de habilitação, para examinar os
documentos, habilitar os licitantes que os apresentarem na forma deste
Edital e lavrar a respectiva ata.

6.5 - A Comissão poderá, a seu exclusivo critério, se entender que há tempo


suficiente, promover a habilitação dos licitantes imediatamente após a
abertura dos envelopes.

6.6 - A Comissão, em ato público, promoverá a leitura da ata referida no


subitem 3.3 e logo após divulgará quais os licitantes que lograram
habilitação, devolvendo inviolados os envelopes de propostas dos licitantes
inabilitados.

6.7 - Em seguida, serão abertos os envelopes com as propostas dos


licitantes habilitados, que serão rubricadas pelos membros da Comissão e
pelos licitantes e quaisquer cidadãos presentes, marcando-se data para a
divulgação do julgamento.

6.8 - Os membros da Comissão terão prazo de até 2 (dois) dias úteis,


contados da abertura dos envelopes de propostas, para examiná-las, julgar
a licitação e lavrar a respectiva ata.

6.9 - A Comissão poderá, a seu exclusivo critério, se entender que há tempo


suficiente, promover a habilitação dos licitantes e o julgamento das
propostas no mesmo dia, caso haja a lavratura de Termo de Desistência ao
prazo de recurso previsto no Art. 109 da Lei de Licitação.

6.9.1 - A análise da documentação será baseada nos seguintes critérios:


a) não serão aceitos documentos ilegíveis com borrões e rasuras;
b) não serão consideradas a favor da empresa quaisquer informações além
dos elementos solicitados ou quaisquer vantagens especiais.

6.9.2 - Será julgada Proposta vencedora aquela que apresentar o menor


preço unitário.

6.9.3 - A Comissão de Licitação, após a análise e julgamento das Propostas,


emitirá parecer final que será submetido à homologação da autoridade
competente.

6.9.4 - A Comissão de Licitação tem autonomia para analisar todos os casos


omissos, interpretar e dirimir dúvidas que porventura possam surgir, bem
como aceitar ou não qualquer interpelação por parte dos participantes,
cabendo observar o seguinte:
31
A Comissão de Licitação, durante a análise de documentos e Propostas,
poderá solicitar de qualquer Licitante informações sobre a documentação
exigida, fixando o prazo que julgar necessário para o atendimento. Tais
informações não poderão alterar o preço nem as condições da Proposta.

6.9.5 – Serão desclassificadas as propostas que:


a) – contiverem qualquer limitação, reservas ou condições em desacordo
com o presente Edital e/ou com seus Anexos;

7 – Da Homologação

7.1. Da adjudicação e homologação

7.2. A comissão de julgamento fará a adjudicação à primeira classificada.

7.3. Caberá a autoridade que determinou a abertura da licitação a decisão


sobre a homologação do procedimento.

7.4. Da publicidade dos atos.

7.5. Da habilitação ou inabilitação, classificação ou desclassificação,


adjudicação e homologação, dar-se-á conhecimento através do órgão de
imprensa oficial do Município, via quadro de aviso instalado no hall da
Prefeitura Municipal.

8 - DO CONTRATO

8.1. Prazo para assinatura do contrato:

8.2. A proponente vencedora deverá assinar o contrato dentro de 02 (dois)


dias úteis, contados do comunicado a ser expedido ou pela publicação no
órgão de imprensa oficial.

8.3. Do prazo e local de entrega do objeto

8.4. A licitante se obriga a entregar o objeto no prazo de seu Cronograma


Físico Financeiro, contados a partir da assinatura do contrato;

8.5. Das condições de recebimento do objeto da licitação.

8.6. O objeto da licitação deverá ser recebido definitivamente mediante


recibo ou contra-ordem de autorização de fornecimento a ser expedido
pelas pessoas competentes da administração, nos termos do art. 73, II, b da
Lei 8.666/93, devendo ser registrado, via, fotografia e filmagem em VHS.

8.7. Do pagamento

8.8. O pagamento referente ao objeto desta licitação será efetuado pela


contratante através de cheque ou Ordem Bancária, no prazo de até 30
(trinta) dias, após o recebimento definitivo do bem ou parcela do mesmo,
32
conforme o Cronograma Físico Financeiro e à vista da documentação fiscal
fornecida pelo licitante, devidamente atestada pela contratada.

8.9. Do acréscimo ou da supressão


8.9.1. A contratada fica obrigada a aceitar, nas mesmas condições
contratuais, os acréscimos ou supressões que se fizerem, nos termos do §
1º do art. 65 da Lei 8.666/93.
8.9.2. Do Reajustamento do Valor Unitário do Contrato

Quando houver reajuste dos produtos constantes do Anexo I deste Edital, e


houver interesse da contratada em reajustar o seu contrato, deverá a
mesma apresentar Planilha demonstrativa do reajuste proposto, fazendo
anexar cópia de duas notas fiscais de fornecedores, que demonstre a
alteração pleiteada, devidamente instruído com requerimento
fundamentado;

9 – Da Execução das Obras

9.1 - As Obras e ou Serviços devem atender e satisfazer as condições do


projeto, bem como suas especificações técnicas, e serão fiscalizados e
supervisionados pela Promotora da Licitação.

9.2 - As Obras e ou Serviços, ora solicitados, serão liberados para execução


mediante Ordens de Serviço.

9.3 - A execução das Obras e ou Serviços deverá ser iniciada no máximo 02


(dois) dias após a emissão da primeira Ordem de Serviço, sob pena da
mesma ser suspensa e o objeto do Contrato ser adjudicado à empresa
segunda colocada, ou a outra pela ordem de classificação.

9.4 - A Contratada deverá manter Preposto, aceito pela Administração, no


local da obra para representá-la na execução das Obras e ou Serviço.

9.5 - A Contratada deve manter no local da Obra o "Livro de Ocorrência", o


qual diariamente deverá ser preenchido pelo Preposto da empresa e
rubricado pelo Supervisor.

9.6 - A Contratada deve manter no local da Obra e ou Serviço um projeto


completo, o qual deverá ficar reservado para o manuseio da fiscalização e
do pessoal do órgão setorial responsável da Contratante.

9.7 - A Contratada deve manter em todos os locais da Obra e ou Serviço um


seguro sistema de sinalização, principalmente nos trabalhos realizados em
vias públicas, de acordo com as normas de Segurança do Trabalho.

9.8 - Caso a Contratada não execute, total ou parcialmente, quaisquer dos


itens previstos no Contrato, a Contratante reserva-se o direito de executá-
los diretamente ou através de terceiros. Ocorrendo a hipótese mencionada,
a Contratada responderá pelos custos, através de glosas de créditos e/ou
cauções, e/ou pagamento direto à Contratante.

33
9.9 - Caso a Contratada pretenda servir-se de subcontratação deverá obter
prévia autorização da Contratante e o valor subcontratado não poderá
exceder a 40% (quarenta por cento) do valor do contrato.

9.9.1 - A Contratada responderá durante o prazo de 5 (cinco) anos, nos


termos do artigo nº 1.245 do Código Civil Brasileiro, pela solidez e
segurança da Obra executada, bem como pelo bom andamento das
mesmas, podendo a Contratante, por intermédio do Supervisor, impugná-las
quando contrariarem a boa técnica ou desobedecerem aos projetos e/ou
especificações.

10 – Das Medições e Pagamentos

10.1 - As medições deverão se basear nas Obras e ou Serviços efetivamente


realizados e serão elaboradas pelo Supervisor da Contratante, devidamente
acompanhado do Preposto da Contratada, podendo, ainda, ter a
participação de técnico do órgão setorial responsável, observando-se o
seguinte:

a) o impresso de medição será preenchido em 3 (três) vias com os ítens e


as respectivas quantidades;

b) o impresso será assinado pelo Preposto da Contratada e pelo Supervisor


da Contratante, ficando uma via com a Contratada, e as outras deverão ser
anexadas à fatura correspondente;

c) a Contratante fica isenta de responsabilidade sobre Obras e ou Serviços


inacabados em decorrência de caso fortuito ou força maior;

d) a avaliação/comprovação do andamento do cronograma da Obra e ou


Serviço será feita mensalmente por medição, em conformidade com o
estabelecido no contrato;

e) o controle físico do andamento da Obra e ou Serviço será efetuado


tomando-se como base o cronograma físico-financeiro.

10.2 - O pagamento será feito em parcelas mensais no valor correspondente


às Obras e ou Serviços efetivamente realizados, obedecido o disposto no
cronograma físico-financeiro, verificados e certificados pelo Supervisor,
cabendo observar:

a) a Contratada, até o dia 10 (dez) de cada mês, deverá emitir e apresentar


fatura em 3 (três) vias, da qual constem todas as Obras e ou Serviços
executados até o dia da medição;

b) a Contratante pagará à Contratada o valor total das faturas referentes à


cada medição aprovada pela Contratante no prazo máximo de 30 (trinta)
dias contados a partir da data em que as mesmas se tornarem exigíveis.

34
10.3 - Os valores contratuais atribuídos aos aspectos físicos e especificações
técnicas serão fixos e irreajustáveis, salvo nos casos expressamente
autorizados por lei e/ou contratualmente previstos.

10.4 - O recebimento das obras e ou Serviços ocorrerá depois da elaboração


de laudo a ser feito pelo Supervisor da Contratante.

11. Das Penalidades

11.1 - A recusa injusta da adjudicatária em assinar o Contrato, dentro do


prazo estabelecido pela Promotora da Licitação, caracteriza o
descumprimento total da obrigação assumida, sujeitando-a às penalidades
previstas na Lei 8.666/93.

11.2 - O atraso injustificado na execução do Contrato sujeitará a Contratada


à multa de mora fixadas nos itens 6.6 e 6.7 deste Edital.

11.3 - A aplicação da multa não impede que a Contratante rescinda


unilateralmente o Contrato e aplique as sanções previstas.

11.4 - A multa será descontada dos pagamentos ou cobrada judicialmente.

11.5 - Pela inexecução total ou parcial do Contrato, a Contratante poderá,


garantida ampla defesa, aplicar à Contratada as seguintes sanções:
a) Advertência;
b) Multa, na forma prevista neste Edital;
c) Suspensão temporária de participação em licitação e impedimento de
contratar com o Estado de Minas Gerais e com a Promotora da
Licitação, por prazo de até 02 (dois) anos;
d) Declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a
Administração Municipal, enquanto perdurarem os motivos
determinantes da punição ou até que seja promovida a reabilitação
perante a autoridade que aplicou a penalidade;
11.5.1 - As sanções previstas nas alíneas “a”, “c” e “d” poderão ser
aplicadas juntamente com a da letra “b”, facultada defesa ampla do
interessado.

11.6 - A Contratada deverá pagar à Contratante compensação por perdas e


danos, decorrentes de atraso em relação à data prevista para a entrega de
quaisquer equipamentos. Tal compensação será apurada aplicando-se à
licitante vencedora, multa de 0,1% (um décimo por cento) do valor do
contrato, por dia de atraso até o máximo acumulado de 15% (quinze por
cento). A Contratante poderá deduzir multas não pagas nos pagamentos
devidos. As obrigações da Contratada não serão afetadas pelo pagamento
das multas.

11.7- Será aplicada multa de 1% (um por cento) sobre o valor da


contratação, a cada violação do previsto nas seguintes alíneas, não
podendo exceder ao acumulado de 5% (cinco por cento) por alínea:

35
- Cometer qualquer infração às normas legais federais, estaduais e
municipais, respondendo ainda pelas multas aplicadas pelos órgãos
competentes em razão da infração cometida;
- Recusar-se a executar, sem justa causa, no todo ou em parte, o objeto do
contrato.

12 – RECURSO

Caberá recurso contra os atos da Comissão, da seguinte forma:

12.1 - Recebido com efeito suspensivo, no prazo de 05 (cinco) dias úteis,


contados da intimação do ato ou da lavratura da ata nos casos de
habilitação ou inabilitação do licitante, julgamento das propostas, anulação
ou revogação da licitação;

12.2 - Interposto o recurso, o fato será comunicado aos demais licitantes,


que poderão impugná-lo no prazo de 05 (cinco) dias úteis;

12.3 - O recurso deverá ser dirigido ao Presidente da Comissão Permanente


de Licitação da Promotora da Licitação, e esta poderá reconsiderar sua
decisão, no prazo de 05 (cinco) dias úteis, ou, nesse mesmo prazo, fazê-lo
subir, devidamente informado, à autoridade competente, que proferirá sua
decisão no prazo de 05 (cinco) dias úteis, contado de seu recebimento.

13 – Das Disposições Finais

13.1 - A Promotora da Licitação reserva-se o direito de anular e/ ou revogar


a licitação, por conveniência administrativa, sem que aos interessados caiba
indenização ou reclamação de qualquer espécie.

13.2 - Caso a vencedora desista da adjudicação das Obras e ou Serviços,


antes da assinatura do Contrato, a Promotora da Licitação poderá convocar
os licitantes remanescentes, na ordem de classificação, para fazê-lo em
igual prazo e nas mesmas condições propostas pelo primeiro classificado.

13.3 - Estas Condições, bem como os elementos nela referidos,


Especificações, Documentos de Habilitação, Documentos Técnicos e
Financeiros, Proposta Comercial, Cronogramas, Relação Quantitativa, etc.
serão partes integrantes do Contrato a ser celebrado entre a Licitante
vencedora e a Contratante.

13.4 - A apresentação da Proposta implica automaticamente no


conhecimento pleno e concordância com todas as condições expressas
neste Edital e seus anexos.

13.5 - A presente licitação é composta pelos seguintes documentos:

CÓPIA PROJETO BÁSICO E PLANILHAS


cópia do contrato de repasse de recurso celebrado com órgãos
Federais e Estaduais. (ESTE ITEM SOMENTE PREVALECERA CASO O
EDITAL FOR USADO PARA AS OBRA )
36
13.6 – O valor para aquisição do presente edital é de R$ ________ ( __________
)

__________/MG, ___ de _________ de 2002.

____________________________________________
Presidente da Comissão Permanente de Licitação
Município de __________
14 - MODELO DE CONTRATO PARA EXECUÇÃO DE OBRAS

CONTRATO Nº ...../....

CONTRATANTE: O ..........................., pessoa jurídica de direito interno,


com sede na Rua ......................, inscrito no CGC/MF sob nº ........., neste
ato devidamente representado por ...................., residente e domiciliado
nesta cidade, portador da cédula de identidade RG nº ............ e do
CPF/MF sob nº ..............., e

CONTRATADO:
....................................................................................................................
.......................
..................................................................................

Resolvem avençar o presente Contrato para execução de ................


(preencher com a caracterização do projeto) que entre si celebram de
acordo com as cláusulas e condições seguintes:

CLÁUSULA PRIMEIRA

O objeto do presente Contrato é a execução da(s) Obra(s)


de........................... (incluir definição sucinta do projeto), situada(s)
na(o) .................., na forma do estabelecido no Edital nº ........ e seus
anexos, bem como de acordo com a proposta apresentada pelo
CONTRATADO. Aplicam-se ao presente Contrato a Lei Federal nº
8.666/93 e alterações posteriores. O objeto do presente Contrato é
discriminado nos anexos próprios do edital de licitação e na proposta do
CONTRATADO, que integram o presente Contrato independentemente de
anexação ou transcrição.

Parágrafo Primeiro - O CONTRATADO obriga-se a executar as Obras e ou


Serviços atendendo às normas técnicas e legais vigentes, bem como às
condições e garantias técnicas referentes ao material aplicado.

Parágrafo Segundo - As definições dos termos do presente Contrato são


as seguintes:

37
a) Obras Civis ou Obras - é todo trabalho que resulte criação, alteração,
ampliação ou reparação de um bem, conforme especificado nos
documentos da licitação;

b) Serviços Conexos - significam, em contratos de Obras, serviços de


sondagens, testes de campo ou laboratório, etc, - incluindo-se aquisição
eventual de bens necessários à sua execução;

c) Projeto – o conjunto dos elementos necessários e suficientes à


execução completa da obra, de acordo com as normas pertinentes da
Associação Brasileira de Normas Técnicas;
d) Especificação Técnica ou Norma Técnica - elementos que descrevem
os procedimentos de execução e identificam os materiais e os
equipamentos a incorporar à obra, definidos para cada serviço que
compõe a obra. Inclui, também, os equipamentos utilizados na execução
das obras. O conjunto de Especificações Técnicas da Obra é parte
integrante do Projeto;

e) Comissão - entende-se como a comissão permanente ou especial


encarregada de promover a licitação;

f) CONTRATANTE, Promotor, Comprador - significa a entidade promotora


da licitação;

g) Fornecedor/CONTRATADO/Empreiteira - Significa o Licitante ao qual foi


adjudicado o objeto da licitação;

h) Defeito - é qualquer parte das Obras e ou Serviços não executada de


acordo com o Contrato;

i) Supervisor - é o engenheiro civil indicado formalmente pela


CONTRATANTE como responsável por supervisionar e fiscalizar a
execução das Obras e ou Serviços pela Empreiteira, atestando a
conformidade com os Projetos e Especificações Técnicas da Obra
certificando os pagamentos devidos, avaliando as variações do Contrato,
pedidos de extensões de prazos, etc;

j) Equipamento - significa máquinas, veículos e outros bens da


Empreiteira utilizados na execução das Obras e ou Serviços;

l) Instalação - significa qualquer parte integrante das Obras e ou Serviços


na qual ocorram processos mecânicos, elétricos, eletrônicos ou químicos;

m) Subcontratado - é a pessoa física ou jurídica que mantenha contrato


com a Empreiteira para executar parte das Obras e ou Serviços,
mediante prévia autorização da CONTRATANTE;

n) Canteiro - significa o local de execução das Obras e como tal definido


nos Documentos da licitação;

38
o) Preposto - é a pessoa física indicada pelo CONTRATADO e aceita pela
CONTRATANTE que será o seu representante na execução do objeto do
Contrato;

p) Eventos de Compensação - são eventos que, provocados ou de


responsabilidade da CONTRATANTE, mereçam compensação ao
CONTRATADO;

q) Compra - é toda aquisição de bens para aplicação nos projetos a


serem executados;

r) Licitante/Proponente - Significa o participante que apresenta uma


proposta para a execução de Obra licitada;

s) Proposta - Significa o conjunto completo de documentos


compreendendo proposta, habilitação, especificações técnicas, garantias
e outros apresentados pelo Licitante;

t) Contrato - Significa acordo entre o CONTRATANTE e o CONTRATADO


consubstanciado em instrumento jurídico formal.
CLÁUSULA SEGUNDA

Integram este contrato, no que couber, independente de transcrição, os


seguintes documentos, cujo teor são de conhecimento do CONTRATADO:
edital; condições gerais de contratação de Obras; proposta (habilitação e
condições/preços); cronograma físico-financeiro da execução das Obras;
especificações técnicas, plantas e estudos; projetos e outros anexos
constantes do edital ou juntados com a proposta vencedora.

Parágrafo único - Serão incorporados a este Contrato, mediante TERMOS


ADITIVOS, quaisquer modificações que venham a ser necessárias
durante a sua vigência, decorrentes das obrigações assumidas pelo
CONTRATADO, alterações nos projetos, especificações, prazos ou normas
gerais de serviços do CONTRATANTE.

CLÁUSULA TERCEIRA

O CONTRATANTE pagará ao CONTRATADO pela execução da Obra o valor


de R$ ............ (.............................................................).

Parágrafo Primeiro - O pagamento da importância contida nesta cláusula


correrá à conta dos recursos provenientes do Fundo para o
Desenvolvimento Regional com Recursos da Desestatização - FRD, no
âmbito da Resolução nº940/98 de 15/12/98, da Diretoria do Banco
Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, e os próprios
do CONTRATANTE, através da dotação orçamentária
nº...............................

Parágrafo Segundo - O valor ora ajustado será pago como reembolso das
medições realizadas, conforme previsto na Cláusula Quarta deste
Contrato. Concluído o objeto do presente Contrato, ou se o mesmo vier a
39
ser interrompido em caráter definitivo, a importância a ser paga pelo
CONTRATANTE ao CONTRATADO limitar-se-á ao valor das Obras e ou
Serviços efetivamente executados e medidos, sem necessidade de
aditamento contratual.

CLÁUSULA QUARTA

O pagamento das Obras e ou Serviços ora contratados será feito


mediante medição atestada pelo Supervisor do CONTRATANTE e
apresentação, pelo CONTRATADO, de faturas contendo, também, o
certificado da fiscalização ou Supervisão de que as Obras e ou Serviços
foram concluídos integralmente em conformidade com o Projeto e as
Especificações Técnicas.

Parágrafo Primeiro - Os pagamentos a que se referem esta cláusula


serão efetivados, de acordo com o constante do Cronograma Físico-
Financeiro aprovado, anexo ao presente Contrato. Havendo divergência
em relação a esse Cronograma, serão pagas as Obras e ou Serviços
executados e medidos.

Parágrafo Segundo - O CONTRATANTE efetuará os pagamentos em


parcelas mensais no valor correspondente às Obras e ou Serviços
efetivamente realizados pelo CONTRATADO, até o dia 30 (trinta) de cada
mês.

Parágrafo Terceiro - O CONTRATADO, até o dia 10 (dez) de cada mês,


deverá emitir e apresentar ao CONTRATANTE fatura em 3 (três) vias, da
qual constem discriminadamente por itens e detalhes, as Obras e ou
Serviços executados até o dia 30 (trinta) do mês anterior.

Parágrafo Quarto - Fica expressamente estabelecido que os pagamentos


incluem todos os custos diretos e/ou indiretos requeridos para a
execução da Obra e ou Serviço, de acordo com as condições estipuladas
nos Projetos e suas Especificações Técnicas e demais Documentos da
Licitação, anexos a este Contrato, e constituirão assim a remuneração
dos serviços do CONTRATADO.

CLÁUSULA QUINTA

Ao CONTRATADO serão aplicadas multas pelo CONTRATANTE, sem


prejuízo do disposto na Cláusula Décima Oitava deste Contrato e de
eventuais perdas e danos a serem apurados, na forma a saber:
0,1% (um décimo por cento) do valor global do Contrato, por dia que
exceder aos prazos estabelecidos;
De até 1 % (um por cento) do valor contratual, quando O CONTRATADO:

Mostrar-se negligente para com as obrigações estipuladas neste


instrumento;

Não executar a Obra perfeitamente de acordo com os dados técnicos


específicos que lhe forem fornecidos;
40
Dificultar os trabalhos da fiscalização;

Informar inexatamente o CONTRATANTE sobre as Obras e ou Serviços


contratados;

Transferir, total ou parcialmente a terceiros, sem prévia autorização por


escrito do CONTRATANTE, as obrigações do presente Contrato, ou
permitir que outros executem a Obra acobertada por sua razão social;
(6) Incorrer em quaisquer outras omissões ou negligências não
especificadas nos itens anteriores.

CLÁUSULA SEXTA

Quando da aplicação de multas, o CONTRATANTE notificará o


CONTRATADO que terá o prazo de 10 (dez) dias para recolher à
tesouraria do CONTRATANTE a importância correspondente, sob pena de
dedução dos pagamentos a serem realizados.

Parágrafo Único: Da aplicação de multas caberá recurso ao


CONTRATANTE no prazo de 05 (cinco) dias, a contar da data do
recebimento da respectiva notificação, mediante prévio recolhimento da
multa. O CONTRATANTE julgará, no prazo máximo de 05 (cinco) dias.
Considerada improcedente a aplicação da multa, a importância recolhida
pelo CONTRATADO será devolvida pelo CONTRATANTE, no prazo de 03
dias, contados da data da decisão.

CLÁUSULA SÉTIMA

As Obras e ou Serviços deverão ser iniciados, no máximo, dentro de


_02__ (_dois _) dias após a emissão da primeira Ordem de Serviço pelo
CONTRATANTE, sob pena do CONTRATADO incorrer na multa de 0,1%
(um décimo por cento) sobre o valor contratual, por dia de atraso no
início dos mesmos, sem prejuízo do disposto na Cláusula Décima Sétima
do presente Contrato.

CLÁUSULA OITAVA

O CONTRATADO obriga-se a entregar ao CONTRATANTE a Obra, objeto


deste Contrato, inteiramente concluída no prazo máximo previsto no
Contrato de Repasse de Recurso celebrado com o BDMG;

Parágrafo Primeiro - Os prazos poderão ser alterados quando:

Houver Serviços em excesso que alterem as quantidades, nos termos da


Cláusula Quarta;
Houver atraso no fornecimento de dados informativos, materiais e
quaisquer subsídios às Obras, que estejam sob responsabilidade do
CONTRATANTE;
Por motivos de força maior, compreendendo: greves, "lock out",
perturbações industriais, guerras, atos de inimigo público, bloqueio,
41
insurreições, epidemias, avalanches, terremotos, enchentes, explosões
ou quaisquer outros acontecimentos semelhantes e equivalentes a estes
que fujam ao controle seguro de qualquer das partes interessadas, as
quais não consigam impedir sua ocorrência.

Parágrafo Segundo - Enquanto perdurar a paralisação das Obras e ou


Serviços por motivos de força maior, ficarão suspensos os deveres e
responsabilidades de ambas as partes com relação às Obras e Serviços
contratados.

Parágrafo Terceiro - Os motivos de força maior deverão ser comunicados


formalmente pelas partes e devidamente comprovados no prazo máximo
de 48 (quarenta e oito) horas da ocorrência. Após a aceitação dos
motivos alegados o prazo será prorrogado.

Parágrafo Quarto - Caso o CONTRATADO não execute total ou


parcialmente quaisquer dos itens das Obras previstas neste Contrato, o
CONTRATANTE reserva-se o direito de executá-los diretamente ou
através de terceiros.

Nesta hipótese, o CONTRATADO responderá pelos custos, através de


glosas de créditos e/ou cauções, e/ou pagamento direto ao
CONTRATANTE.

CLÁUSULA NONA

O CONTRATADO obriga-se a:

assegurar na execução da Obra a proteção e conservação dos serviços


executados;

executar os serviços de sua responsabilidade conforme as


especificações ou normas técnicas;

permitir e facilitar ao Supervisor, a inspeção do local da Obra, a qualquer


hora, prestando as informações e esclarecimentos solicitados, por
escrito;

notificar ao Supervisor, no mínimo com 48 (quarenta e oito) horas de


antecedência, da concretagem dos elementos armados da estrutura, da
remoção de quaisquer formas de concreto e do início dos testes de
operação das instalações elétricas e hidráulicas, quando for o caso;

manter em todos os locais das Obras um confiável sistema de sinalização


e segurança, principalmente nos de trabalho em vias públicas, de acordo
com as normas de segurança do trabalho;

manter na Obra um projeto completo reservado ao manuseio do


Supervisor do CONTRATANTE;

42
colocar, também às suas expensas, placas de identificação da Obra,
conforme modelos fornecidos pelo CONTRATANTE ou autoridade pública,
as quais deverão ser fixadas no prazo máximo de 5 (cinco) dias,
contados da data da Ordem de Serviço, sob pena de incorrer em multa
de 0,1% (um décimo por cento) do valor contratual, por dia de atraso na
colocação;

participar ao Supervisor a ocorrência de qualquer fato ou condição que


possa atrasar ou impedir a conclusão da Obra e ou Serviço em parte ou
no todo;

manter na Obra, devidamente atualizado, Livro Diário de Ocorrências; (j)


providenciar a matrícula da Obra junto ao INSS, ao CREA-MG e outros
órgãos oficiais.

Parágrafo único - Correrão à conta do CONTRATADO todas as despesas e


encargos de natureza trabalhista, previdenciária, social ou tributária,
incidentes sobre as Obras e ou Serviços objeto deste Contrato.

CLÁUSULA DÉCIMA

Os materiais e mão-de-obra a serem empregados nas Obras e ou


Serviços, decorrentes deste Contrato, serão de primeira qualidade,
cabendo ao CONTRATANTE, por intermédio do Supervisor, impedir o
emprego daqueles que julgar impróprios, cabendo ainda ao
CONTRATADO colocar na Obra, em bom estado, o equipamento
necessário, na época prevista para seu funcionamento.

Parágrafo Primeiro - O Supervisor poderá determinar ao CONTRATADO


um reforço de equipamento ou substituição de unidades defeituosas,
caso venha a constatar que o mesmo é insuficiente para dar às Obras e
ou Serviços o andamento previsto.

CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA

O CONTRATADO manterá à frente das Obras e ou Serviços, um Preposto


qualificado e credenciado, com autoridade para atuar em seu nome,
representar junto à fiscalização e Supervisão e resolver problemas
referentes às Obras e ou Serviços executados.

Parágrafo Único – O Supervisor poderá solicitar ao CONTRATADO, por


escrito, a substituição de qualquer seu empregado, cuja permanência na
Obra seja julgada inconveniente.

CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA

A supervisão e fiscalização da execução das Obras e ou Serviços, objeto


deste instrumento, será feita pelo CONTRATANTE através do Supervisor.

CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA

43
Nenhuma alteração poderá ser feita no Projeto ou nas Especificações
Técnicas da Obra e ou Serviço, salvo motivo imperioso, plenamente
justificado pelo Supervisor e previamente autorizado, por escrito, pelo
CONTRATANTE.

Parágrafo único - Todas as dúvidas técnicas que porventura surgirem


durante a execução da Obra e ou Serviço e que, por suas características
e natureza, não puderem ser desde logo solucionadas pelo Supervisor,
serão dirimidas pelo CONTRATANTE.
CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA

O CONTRATADO responderá durante o prazo de 5 (cinco) anos, nos


termos do artigo nº 1.245 do Código Civil Brasileiro, pela solidez e
segurança da Obra executada, bem como pelo bom andamento das
mesmas, podendo o CONTRATANTE, por intermédio do Supervisor,
impugná-las quando contrariarem a boa técnica ou desobedecerem aos
projetos e/ou especificações.

CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA

O CONTRATADO assumirá integral responsabilidade por danos causados


ao CONTRATANTE ou a terceiros, decorrentes da execução das Obras e
ou Serviços ora contratados, inclusive acidentes, mortes, perdas ou
destruições, parciais ou totais, isentando o CONTRATANTE de todas as
reclamações que possam surgir com relação ao presente contrato,
inclusive as de natureza trabalhista, fiscal e previdenciária, ainda que
tais reclamações sejam resultantes de atos dos seus prepostos, ou de
quaisquer pessoas físicas ou jurídicas, empregados ou afastados, durante
a execução das Obras e ou Serviços.

CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA

Na hipótese de subcontratação o seu valor não poderá ultrapassar 40%


(quarenta por cento) do valor total do CONTRATO;

O CONTRATADO não poderá subcontratar o presente Contrato a


nenhuma pessoa Física ou Jurídica, sem autorização prévia por escrito do
CONTRATANTE;

Quando concedida esta, obriga-se o CONTRATADO a celebrar o Contrato


de subcontratação em inteira obediência aos termos deste Contrato e
sob sua inteira responsabilidade, reservando-se ainda ao CONTRATANTE
o direito de, em qualquer tempo, dar por terminado o subcontrato sem
que caiba ao Subcontratado, o direito de reclamar indenizações ou
prejuízos ao CONTRATANTE.

Parágrafo Primeiro - O CONTRATADO é o único responsável por todas as


Obras executadas pelo subcontratado, pelo faturamento em seu
exclusivo nome e por todos os demais eventos que envolver o objeto
proposto neste Contrato.

44
Parágrafo Segundo - A empresa subcontratada deverá apresentar os
mesmos documentos exigidos pelo CONTRATANTE ao CONTRATADO para
assinatura do presente contrato.

CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA

As Obras e ou Serviços serão recebidos pelo Supervisor da


CONTRATANTE, ficando o CONTRATADO responsável pelo bom
funcionamento das Obras e ou Serviços executados até o seu definitivo
recebimento, exceto por danos que sejam de responsabilidade do
CONTRATANTE.

Parágrafo Primeiro - O CONTRATANTE comunicará por escrito ao


Supervisor, a previsão de conclusão da Obra e ou Serviço, com
antecedência mínima de 48 (quarenta e oito) horas.

Parágrafo Segundo - O recebimento provisório não isenta o


CONTRATADO da responsabilidade decorrente de defeitos nas Obras e ou
Serviços.

Parágrafo Terceiro - Após a conclusão das Obras e ou Serviços, objeto


deste Contrato, ou quando declarada a rescisão do mesmo, será
procedida, pelo Supervisor, inspeção final de todas as Obras e ou
Serviços em consonância com os projetos, especificações e
documentação contratual.

Parágrafo Quarto - Para a liberação da última fatura é necessário, além


do que consta no processo de medição e faturamento:

laudo de recebimento de Obras emitido pela área responsável pela


mesma;

(b) apresentação de quitação junto ao INSS pela empresa empreiteira,


através de recolhimento da matrícula geral exclusiva para as Obras do
CONTRATADO.
(c) prova de “baixa” das Carteiras de Trabalho e termo de rescisão
contratual, devidamente homologado, dos empregados que atuaram na
obra;

CLÁUSULA DÉCIMA OITAVA

O CONTRATANTE reserva-se o direito de rescindir o Contrato


independentemente de interpelação judicial ou extrajudicial, sem que à
CONTRATADA caiba o direito de indenização de qualquer espécie, nos
seguintes casos: (a) quando a CONTRATADA falir, entrar em concordata
ou for dissolvida; (b) quando houver inadimplência de Cláusulas ou
condições contratuais e/ou desobediência a determinação da Supervisão
do CONTRATANTE por parte da CONTRATADA; (c) quando a
CONTRATADA transferir no todo ou em parte o Contrato sem prévia
anuência do CONTRATANTE; (d) quando houver atrasos da Obra pelo

45
prazo de 30 (trinta) dias corridos por parte da CONTRATADA, sem
justificativa aceita.
Parágrafo Primeiro - A rescisão do Contrato quando motivada por
qualquer dos itens acima, implicará na apuração de perdas e danos, sem
embargos da aplicação das demais providências legais e contratuais
cabíveis.

Parágrafo Segundo - O CONTRATANTE, por conveniência exclusiva, e


independentemente de cláusulas expressas, poderá rescindir
antecipadamente o Contrato desde que efetue os pagamentos apurados
devidos, relativos ao mesmo.

Parágrafo Terceiro - O Contrato poderá ser rescindido por solicitação do


CONTRATADO, no caso do não cumprimento pelo CONTRATANTE das
condições contratuais de pagamento.

Parágrafo Quarto - Declarada a rescisão do Contrato, que vigorará a


partir da data da sua declaração, o CONTRATADO obriga-se a entregar a
Obra inteiramente desembaraçada, não criando dificuldades de qualquer
natureza.

CLÁUSULA DÉCIMA NONA

Fica o BDMG, na qualidade de Gestor do Programa de Investimentos do


Estado de Minas Gerais, autorizado a promover, por seus servidores ou
prepostos, a fiscalização da execução do objeto do presente Contrato.
Para tanto, ser-lhe-á dado amplo acesso ao local do projeto, às
Instalações do CONTRATANTE e do CONTRATADO, bem como aos seus
documentos administrativos, técnicos e contábeis.

CLÁUSULA VIGÉSIMA

As partes CONTRATANTEs ficam obrigadas a responder pelo


cumprimento deste Contrato perante o Foro da Comarca de Santa Maria
do Suaçui não obstante qualquer mudança de domicílio do CONTRATADO
que, em razão disso, é obrigado a manter um representante com plenos
poderes para receber notificação, citação inicial e outras medidas em
direito permitidas.

CLÁUSULA VIGÉSIMA PRIMEIRA

Os casos omissos serão dirimidos de comum acordo entre as partes, com


base na legislação em vigor.

CLÁUSULA VIGÉSIMA SEGUNDA

As alterações posteriores que se façam necessárias no presente


instrumento serão efetuadas por "Termos Aditivos", que integrarão o
Contrato para todos os fins e efeitos de direito.

CLÁUSULA VIGÉSIMA TERCEIRA - CONHECIMENTO DAS PARTES


46
Ao firmar este instrumento, declara o CONTRATADO ter plena ciência de
seu conteúdo, bem como dos demais documentos vinculados ao
presente Instrumento e mencionados nas Cláusulas Primeira e Segunda
deste Contrato.

Justas e contratadas, firmam as partes este instrumento com as


testemunhas presentes ao ato, a fim de que produza seus efeitos legais.

Local e Data

----------------------------------------- --------------------------------------
ASSINATURA DO CONTRATANTE ASSINATURA DA CONTRATADA

TESTEMUNHAS

---------------------------- -------------------------

47
RELAÇÃO DE ANÁLISE DE PROCESSO LICITATÓRIO

MODALIDADE CONVITE
PROCESSO Nº _____/__________.

Há Ordem entre o processo e as numerações?


O Processo esta encapado e assinado?
Ordem do Processo


ATO SIM NÃO
ORDEM
01 Autuação (Art. 38 Caput)
02 Requisição (Art. 38 Caput)
03 Autorização Prefeito (Art. 38 Caput)
04 Parecer Prévio (Art. 38, inc. VI).
05 Parecer Técnico (Art. 38, inc. VI).
06 Parecer Serv. Fazendário
06-A Estimativa do Impacto Financeiro
07 Termo De Publicação
08 Certidão De Remessa Dos Convites
09 Recibos de Convites – Mínimo 03 Licitantes
9.a
9.b
9.c
10 Termo Conhecimento Minuta Contrato
10.a
10.b
10.c
Convites – Mínimo 03 – Observar Requisitos
11 do art. 40 da Lei 8.666/93.
11-A O Edital fora anexado no Quadro de Aviso -
foi feita a certificação
12 Documentos Habilitação (Arts. 27 a 32).
Empresa
12.a Certidão INSS
12.b Certidão Rec. Estadual
12.c Certidão Rec. Federal
12.d Procuradoria Nacional
48
12.e Certidão Negativa Protesto
12.f Cert. Negativa Criminal Sócios
12.g Alvará Localização – Prefeitura Sede
da Empresa
12.h Contrato Social
12.i Certidão FGTS
12.j Cartão do CNPJ
12.l Obs:
13 Documentos Habilitação
Empresa
13.a Certidão INSS
13.b Certidão Rec. Estadual
13.c Certidão Rec. Federal
13.d Procuradoria Nacional
13.e Certidão Negativa Protesto
13.f Cert. Negativa Criminal Sócios
13.g Alvará Localização – Prefeitura Sede
da Empresa
13.h Contrato Social
13.i Certidão FGTS
13.j Cartão do CNPJ
13.l Obs:
14 Documentos Habilitação
Empresa
14.a Certidão INSS
14.b Certidão Rec. Estadual
14.c Certidão Rec. Federal
14.d Procuradoria Nacional
14.e Certidão Negativa Protesto
14.f Cert. Negativa Criminal Sócios
14.g Alvará Localização – Prefeitura Sede
da Empresa
14.h Contrato Social
14.i Certidão FGTS
14.j Cartão do CNPJ
14.l Obs:
15 Atendeu ao requisito do objeto do edital
16 Foi atendido o prazo de remessa das
propostas
17 A abertura foi no prazo legal
18 Remeteu os documentos devidamente
autenticados
19 Estavam lacrados em envelopes e
preenchidos
20 Houve renúncia a prazo de recurso
20.a
20.b
20.c
21 Houve empresas inabilitadas

49
22 A Ata foi feita de forma correta – Ver ordem
do Art. 43 da Lei 8.666/93
23 Mapa de Apuração
24 Parecer Final
24-A Parecer do Sistema de Controle Interno
25 Homologação
25-A Declaração do Ordenador da Despesa
26 Contrato Administrativo
27 Extrato de Contrato – Publicação
28 Ordem de Serviço/Compra
29 A Nota de Empenho encontra-se realizada
no valor total do contrato

O processo esta com suas páginas enumeradas e rubricadas?

50
MODALIDADE: _____________/ Nº _____/__________.
PENDÊNCIAS DE ASSINATURAS
NUMERAÇÃO DE DOCUMENTOS

51
01 02 03 04 05 06 06-A 07 08 09 10 11 11-A 12 13 14 15

16 17 18 19 20 21 22 23 24 24-A 25 25-A 26 27 28 29

Modelos para usarem nos editais

DECLARAÇÃO DE USO DE MÃO DE OBRA INFANTIL

DECLARAÇÃO

(MODELO)

Declaro, para os fins de direito que esta empresa ( ) NÃO UTILIZA


MÃO DE OBRA INFANTIL, OU ( ) UTILIZA MÃO DE OBRA INFANTIL,
CONFORME DITAMES DA LEI FEDERAL Nº. 9.854 DE 27/10/99.

Esta DECLARAÇÃO é parte integrante na fase “HABILITAÇÃO”, conforme


exigência do Edital Modalidade ____________________________.

______________________, _____ DE ___________ DE 2.002.

52
Carimbo do CNPJ da empresa e assinatura do responsável legal

MODELO DE CARTA DE CREDENCIAMENTO

Pelo presente instrumento credenciamos o(a) Sr.(a)___________________, portador do


Documento de Identidade nº ____________________, para participar das reuniões
relativas ao Processo Licitatório nº , Tomada de Preço nº , o qual está autorizado a
requerer vistas de documentos e propostas, manifestar-se em nome da empresa,
interpor recursos ou manifestar por sua desistência, rubricar documentos e assinar
atas, a que tudo daremos por firme e valioso.

_____________________, ____ de _______________ de 2002.

53
Assinatura: _________________________________

Obs: Identificar o signatário e utilizar carimbo padronizado da empresa.

DOCUMENTAÇÃO PARA CADASTRO DE FORNECEDORES


(Lei de Licitação 8.666/93 e suas alterações - Artigos 28 a 31)

I - HABILITAÇÃO JURÍDICA:
1. Empresa Individual: Registro Comercial;
2. Sociedade Anônima: Ato Constitutivo registrado e Ata da Assembléia que elegeu
seus atuais Administradores;
3. Demais Sociedades Comerciais: Ato Constitutivo;
4. Estrangeiros em funcionamento no País: Decreto de autorização e Ato de registro
ou autorização para funcionamento expedida pelo órgão Competente, quando a
atividade o exigir.

II - REGULARIDADE FISCAL:
1. Prova de Inscrição junto ao CNPJ
2. Cartão de Inscrição Estadual:
3. Prova de Inscrição no Cadastro Municipal de Contribuintes da sede da Empresa;
4. Certidão Negativa de Débito para com a Fazenda:
• Federal;
• Estadual;
• Municipal
5. Certidão da divida ativa da união
6. Certidão Negativa de Débito para com o INSS
7. Certidão Negativa de Débito para com o FGTS

III - QUALIFICAÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA:


54
1. Balanço patrimonial e demonstrações contábeis do último exercício Social, já
exigíveis e apresentados na forma da lei, que comprovem a boa situação
financeira da empresa, vedada a sua substituição por balancetes ou balanços
provisórios.

2. Certidão Negativa de Falência ou Concordata expedida pelo Cartório distribuidor


da sede da pessoa jurídica;

NOTA:

1. A documentação deverá ser apresentada em cópia autenticada pôr cartório


competente (Artigo 32);
2. A documentação deverá ser entregue à Prefeitura, rua_______________ , de 12 às
18 horas, de Segunda a Sexta.
3. Não serão aceito documentação via fax (Artigo 3º § 3º da lei 8.666 de
21/junho/1993 e suas alterações).

55