Vous êtes sur la page 1sur 25

O QUE É A ESTATÍSTICA?

Tradução para Português de “LA ESTADÍSTICA y SU


HISTORIA”
(Hamlet Mata Mata Prof. Del TECNOLÓGICO DE EL TIGRE -
VENEZUELA)

De acordo com Allen (1996), Chao (1996), Yule e Kendal (1986) e González Rivas
(1993); A estatística é uma ciência (outros pesquisadores consideram um conjunto de
métodos) que é responsável pela coleta, classificação, apresentação, organização,
análise e interpretação de um conjunto de fenômenos (naturais, econômicos, político ou
social) em uma metódica e numérica, para tirar conclusões de fato, de uma só vez para
que você possa tomar decisões vinculativas. De acordo com a definição acima de
estatísticas é responsável pela coleta, análise, classificação e interpretação de um
conjunto de dados em uma investigação determinado.
De acordo com alguns pesquisadores a estatísticas é um ramo da matemática que
necessário para coletar, organizar e analisar dados numéricos e ajuda a resolver
problemas o planejamento de experimentos e decisões. Além disso, podemos dizer que
é um ramo da matemática que usar um conjunto de métodos e técnicas responsável pela
coleta, organização, visualização, análise e interpretação dos dados natural, econômico,
político, social, etc, para apresentar os resultados obtidos e extrair conclusões válidas
com base nessa análise, para que possamos tomar uma decisão.
A principal função da estatística é desenvolver princípios e métodos para ajudar
decisões de lidar com a incerteza. De fato, muitos autores definem estatísticas atuais
como um método de tomada de decisões contra a incerteza. As estatísticas podem
apresentar apenas os resultados referentes ao grupo de estudo, ou se pode generalizar
para grupos maiores.
O grande número de informações estatísticas que é oferecido ao público, por uma razão
ou outra, escapa a compreensão, e uma incerteza coletiva mente que parte da estatística
é boa e qual é ruim. Sem dúvida, não podemos aceitar qualquer informação sem
problema crítico. Às vezes, completamente conclusões errôneas são baseados em dados
concretos. Por exemplo, ao mesmo tempo um prefeito afirmou que a cidade X foi o
mais saudável do país, como a sua taxa de mortalidade foi menor do país. Apesar de
concordar com sua afirmação de que não ser saudável significa não estar mortos, há
outros fatores que não foram levados em consideração: como a cidade não tinha
hospital, seus habitantes tiveram de ser hospitalizados em outra cidade e se o paciente
morresse a morte seria registrada no local onde certamente ocorreu morte e não na
cidade de origem do falecido. Os seguintes são alguns dos outros casos erradas,
baseadas em dados estatísticos, outras informações foram precisas: as Estatísticas
indicam que houve menos acidentes de aeronaves em 1920 do que em 1990, para
Assim, era mais seguro para voar em 1920 do que 1990, a análise estatística errou
embora a estatística é verdadeira. Como há mais acidentes de carro de dia do que a noite
então é mais seguro dirigir à noite, outro erro para fazer tal afirmação, como se pode ver
nem sempre com a estatística se pode ser feitas declarações tendo em conta alguns
dados estatísticos validados, sem antes não se analisar outras variáveis relacionadas a
estatísticas.
Você tem que fazer uma declaração antes de iniciar um estudo formal de aplicação as
técnicas estatísticas; vai esclarecer que os procedimentos estatísticos de sucesso envolve
mais do que algumas observações sobre o desenvolvimento, realizar algumas operações
e chegar a certas conclusões. Há muitas incógnitas no desenvolvimento de um estudo
estatístico, tais como a maneira pela qual coletar dados e como planejar uma
investigação ou um estudo em todo, é de suma importância. Como em qualquer outra
ciência, em estatísticas devem tomar cuidado adequado em qualquer fase de qualquer
pesquisa, desde a concepção e planejamento do problema, que às vezes é trabalho mais
difícil, à fase de planejamento e projeto, até coleta, organização, tabulação, análise e
interpretação dos dados, se não tem em conta essas fases não é capazes de chegar a uma
conclusão útil ou válida. Em geral, nem mesmo uma longa e elegante operação
matemática ou dados estatísticos, mesmo com equipamentos mais caros e sofisticados
de computador do mundo pode salvar estudos mal elaborados ou experimentos. Na
verdade, estatísticos profissionais insistem que mesmo os mais simples estudos por
amostragem se realizados em estrita conformidade com as regras definidas, de modo
que não existe uma justificação para chamar estatístico um estudo que não cumpre essas
normas.
Quando coloquialmente se fala da estatística, pensam geralmente de uma relação de
dados numéricos apresentados de forma ordenada e sistemática. Essa idéia é o resultado
conceito popular que existe no longo prazo e que cada vez mais é generalizado devido à
influência do nosso meio, tal que hoje é quase impossível no meio de radiodifusão,
jornais, rádio, televisão, etc. não paramos diariamente por qualquer informação
estatística sobre acidentes de trânsito, taxas de crescimento populacional, o turismo, as
tendências políticas, etc. As palavra estatística tem muitas vezes se referido ao
quantitativo ou numérico. Também foram amplamente referidos métodos que lidam
com informação. No entanto, esta deveria ser esclarecidas e chamar a informaçãoe
dados métodos estatísticos para a coleta, as técnicas de estatística. Quando um leitor tem
poucos fatos numérico, você pode utilizar a informação digital ao máximo, sem perder
ou pensar muito para analisar os fatos. Exemplo: Luís é 25 e Louise é 18.
Um leitor pode facilmente interpretar as informações acima, em muitos aspectos
diferentes. Por exemplo, o Luís é um jovem de 25 anos, mas é de 5 anos superior a
Luisa, no entanto, quando um leitor tem um grande volume de fatos numérico, você
pode encontrar a informação que lhe é de pouco valor, já que não pode interpretar a
questão, ao mesmo tempo. Exemplo, Luis tem 25 anos, Luisa tiene18 anos, Maria tem
16 anos, James tem 26 anos, Peter tem 19 anos, e assim sucessivamente até , O estudo
de 1000 alunos selecionados a qualquer momento.
O grande volume de informação digital cria a necessidade de métodos sistemáticos, que
pode ser usado para organizar, apresentar, analisar e interpretação a informação de
forma eficaz. Desta forma é possível tirar conclusões decisões válidas e razoáveis
tomadas pelo uso de métodos. Métodos estatísticos são desenvolvidos principalmente
para atender a essa necessidade.
Somente quando entramos mais específicos como o campo de Pesquisa de Ciências
Sociais, Administração, Contabilidade, Medicina, Biologia, Psicologia, etc,começam a
perceber que a estatística não só é algo mais, mas que se torna a única ferramenta que
atualmente permite a luz para obter resultados e, portanto, benefícios em qualquer tipo
de estudo, cujos movimentos e relações, por sua variabilidade intrínseca, não podem ser
abordadas a partir da perspectiva de leis deterministas. Poderíamos, a partir de uma
visão mais ampla, definir a estatística como a ciência que estuda como deve ser
utilizada a informação e como um guia para a ação em situações práticas envolvendo
incerteza.
A Estatística lida com os métodos e procedimentos para a escolher, classificar,resumir,
encontrar regularidades e analisar os dados, sempre e quando a variabilidade e incerteza
é uma das causas dos mesmos, bem como fazer inferências a partir deles, a fim de
ajudar a tomada de decisões e na formulação de previsões. Estatística pode ser definida
como um método de pesquisar fenômenos que são produzidos em massa. Tenta
estabelecer a ligação, formação ou uma estrutura de série e sua evolução temporal e
relação entre os diferentes desses fenômenos; por conseguinte, seu objetivo é a análise e
interpretação dos dados numéricos. A estatística é uma ciência auxiliar moderna que
facilita o estudo de muitos dados, para achar conclusões válida e fazer previsões
razoáveis delas; permitindo uma visão clara e mais fácil avaliação, assim como
descrever e comparar.
A estatística também é definida como parte da matemática que lida com estudo, análise
e classificação dos dados coletados em uma experiência, quando resultados desta não
pode ser explicado pela lei natural conhecida, ou seja, quando o sido estudados não tem
um certo conhecimento, ou quando o mesmo fenômeno é aleatória. Outras definições dá
a estatística que é uma técnica especial adequados para o estudo quantitativo dos
fenômenos de massa ou de entendimento colectivo de os tais fenômenos de massa,
medida, natural econômico, social, etc, cujas exige uma massa de observações de outros
fenômenos mais simples chamada indivíduo ou indivíduos. De forma prática, a
estatística fornece métodos científicos para coleta, organização, representação abstrata e
análise de dados ou fatos que se prestam à avaliação numérica, tais como: fenômenos
sociais, econômicos, políticos, culturais, etc Uma vez que só através da utilização de
métodos estatísticos é possível triagem, classificação, apresentação e levantamento de
dados precisos, os factos e ocorrência massiva, que estão sujeitos à explicação da
ciência, o que permite uma melhor compreensão do estudo que está sendo executada.
Portanto, pode ser classificada em Estatística Descritiva, quando os resultados da
análise não se pretende ir além do conjunto de dados, e inferêncial, quando o alvo o
estudo é derivar as conclusões a que um maior conjunto de dados.
A estatística descritiva: descrever, analisar e representar um grupo de dados usando
métodos numéricos e gráficos para sintetizar e apresentar as informações em elas. Pode
ser definida como um método que contém a coleção, apresentação, organização e
resumo de uma série de dados. O resumo acima pode ser tabular, gráfica ou numérica.
A análise apresentada limitou-se a dados coletados e não pode ser feita qualquer
inferência ou quaisquer generalizações, sobre a população de que essas estatísticas.
Um ramo de estatísticas mais acessíveis à maioria da população é Descritiva. Esta é
exclusivamente dedicada à gestão e tratamento Mecânica de informação para
apresentação através de tabelas e gráficos, bem como obter alguns parâmetros úteis para
explicação das informações.
Estatística Descritiva é a parte da estatística que conhecemos nos cursos do ensino
secundário, ministrado nos seguintes níveis e, em geral, não se torna uma análise mais
aprofundada da informação. É uma primeira aproximação informação e, por isso
mesmo, como arquivo de informações com qualquer leitor, seja especializada ou não.
No entanto, isso não significa que falta de metodologia ou algo semelhante, mas ao
contrário, ser um acessível a maioria da população humana, é extremamente importante
a considerar de modo evitar equívocos, imprecisões ou erros.
A análise estatística descritiva analisa, estuda e descreve todos os indivíduos população,
o seu objetivo é recolher informação, analisar, processar e simplificar garantir que ele
pode ser interpretado de forma fácil e rápida e, portanto, pode efetivamente utilizado
para a finalidade desejada. O processo seguido pela estatística descritiva para o estudo
de uma determinada população consiste das seguintes etapas:
  Seleção de personagens dignos de serem estudados.
  Através de vistoria e medição, obtendo o valor de cada indivíduo na caracteres
selecionados.
  Desenvolvimento de tabelas de freqüência, usando a classificação adequada do
indivíduo dentro de cada personagem.
  A representação gráfica dos resultados (gráficos estatísticos.)
  coleção de parâmetros estatísticos, os números que resumem os aspectos mais
relevantes para uma distribuição estatística.
 Por exemplo: se um pesquisador aplica um teste de aptidão para um grupo de
formandos de um Instituto Superior recentemente contratado por uma empresa, entre o
que você pode fazer com os resultados dos testes que resultam do uso de estatísticas
descritivas são o seguinte: fixar a pontuação ou classificação de forma que apenas dê
uma olhada nos dados para obter uma visão global do mesmo, construir tabelas, gráficos
e tabelas estatísticas para mostrar o comportamento dos dados ou você pode converter
em faixas ou percentuais por comparações, etc.
Estatística inferêncial: é o ramo da estatística que pode basear-se cálculo das
probabilidades e apartir de dados de exemplo, fazem estimativas, decisões, previsões ou
outras generalizações sobre um conjunto maior de dados. Pode ser definido como o
ramo da estatística que torna possível estimar característica de uma população ou de
tomar uma decisão sobre uma população basear apenas nos resultados da amostra.
A estatística inferêncial, por outro lado, refere-se ao ramo da estatística que tratam
processos inferênciais, que por sua vez, vê a teoria de estimação e de testes hipótese.
Um dos aspectos-chave da inferência estatística é o processo encontra-se na amostra
estatística utilizada para adquirir as conclusões sobre os reais parâmetros populacionais.
Os requisitos de métodos de inferência estatística são originários da necessidade de
amostragem. Ao se tornar muito grande população, é comumente muito caro, demorado
no tempo e difícil obter informações toda a população. As decisões relativas às
características da população devem ser baseadas em informações contidas em uma
amostra dessa população. Teoria fornece a probabilidade de ligação, determinando a
probabilidade de que resultados da amostra reflete os resultados a serem obtidos a partir
da população.
Pode-se ser visto essas idéias mais claras em tal uma votação política. Se pesquisador
deseja estimar a percentagem de votos que um candidato obteve em um escolha
específica, não haveria entrevista cada um dos milhares (ou até mesmo milhões) de
eleitores. Pelo contrário, ela deve selecionar uma amostra de eleitores. Baseado em
resultado da amostra, obtidas conclusões sobre a população de eleitores. Estes
resultados são susceptíveis de uma abordagem que associa especificamente esperança
ou a confiança que se sente que os resultados da amostra refletem o comportamento real
dos eleitores em toda a população.
A precisão de qualquer estimativa é de enorme importância. Esta precisão depende em
grande parte como tirar a amostra e atenção que você Nesta amostra forneceu uma
imagem de confiança da população, mas quase nunca amostra representa a população
em toda sua plenitude, e isso dá um erro amostra.
A estatística inferêncial complementa a descritiva e por isso pode inferir o
comportamento de um grande grupo (população) a partir do estudo de fração
dessa(amostra).A estatística inferêncial nos permite, entre outras coisas, analisar o
comportamento do mercado a partir da evolução da oferta e demanda, e também pode
visualizar o comportamento futuro de uma empresa permitindo a análise de eficiência
das empresas. Significa, também, estatística inferêncial que está processos inferenciais,
que por sua vez compreende a teoria da estimação e testes de hipóteses. Isso também
fornece conclusões ou inferências, com base em dados simplificados e analisados,
detectando relações que podem unir a eles, as leis que os regem e eliminar a influência
aleatória, indo além de qualquer controlo físico. Com base na amostra, tirar conclusões
ou fazer inferências ou de indução, como o universo ou população da qual a amostra foi
obtida. Para seu estudo são necessários compreensão mais profunda da teoria da
probabilidade e análise matemática e alguns dos conhecimentos gerados no processo
descritivo, para deduzir novos fatos ou relações com outros grupos observados set. Um
exemplo em que a estatística inferêncial é aplicado na predição dos resultados de um
eleições antes da conclusão da recontagem.
ETIMOLOGIA DA PALAVRA ESTATÍSTICA
A noção de "estatística" veio originalmente da palavra "estado", porque tem sido
tradicionalmente ocupado por todos os governos da civilização manter registros da
população que era dominada ou governada, incluindo registros que podem incluir:
nascimentos, mortes, os recenseamentos da população, as colheitas e os impostos
muitos outros tipos de coisas e atividades que foram e são importantes para uma
decisão. A contagem e mensuração desses eventos geravam vários tipos de dados
numéricos. Isso se tornou uma ferramenta diária para todos os tipos de profissionais que
entram em contacto com os dados quantitativos ou tirar conclusões a partir deles. Tais
técnicos requeriam com urgência familiarizarem-se com os princípios básicos dos
métodos relatórios estatísticos para avaliar as informações numéricas e outro grande
acumulo de informações para evitar a má utilização comum de estatísticas, como a
generalização e inferência que é básica no raciocínio estatístico. Estudantes de
diferentes áreas do conhecimento deviam ter um conhecimento de trabalho de métodos
estatísticos.
São heterogêneas as palavras que são citadas como pano de fundo para o termo
estatístico. Sem pretender ser exaustivo, mas se perguntar para descrever a maioria das
menções, poderá nomear os seguintes:
STATUS (latim), significando situação, posição, status.
STATERA (grego), que significa equilíbrio, medido pelas estatísticas ou pesar fatos.
STAAT (alemão), que se refere ao estado como uma expressão de unidade política
superior.
FINALIDADE DA ESTATÍSTICA
A estatística é uma ciência ou um método científico que hoje é considerado como uma
poderosa ajuda na investigação científica, que lhe permitirá aproveitar o material
quantitativo. Não existe ciência que os fenômenos não podem ser tratados
estatisticamente; por esta razão,a estatísticas denominou alguns pesquisadores (Rivas
Gonzalez) como língua de ciência. É essencial na formação de qualquer profissional
ambiente universitário ou técnico, uma vez que, Através deste diagnóstico pode ser feito
de qualquer pesquisa desejada executar. Este é indispensável para qualquer trabalho de
investigação exige a coleta de dados. Ela pode resumir os resultados de uma
investigação de uma maneira significativa e confortável. O mesmo pode-se inferir
conclusões gerais e dizer para onde a generalização pode ser prorrogada de uma
investigação particular. Da mesma maneira de prever o que vai acontecer algo a ter em
conta determinadas condições que foram testados com dados anteriores.
Nas ciências sociais, administrativas, políticas, educação, médicos e outros ciência para
analisar alguns dos fatores causais de eventos complexos que de alguma forma
confundir um investigador determinado. De acordo com o acima propostos métodos
estatísticos são, portanto, companheiros constantes de realização de pesquisas.
Estatística e sua aplicação, tem avançado de forma Nos últimos anos, que hoje tornou-se
essencial em todos os inquéritos qualquer que seja o caráter científico deste último.
HISTÓRIA DA ESTATÍSTICA
Desde o início da civilização existem maneiras simples de estatísticas, uma vez que
foram usados em desenhos antigos e peles de outros símbolos pedras, paus de madeira e
as paredes da caverna para contar o número de pessoas, animais ou algumas coisas que
foram importantes para as civilizações. O termo estatística é amplamente percebida e
entregues diariamente de diversos setores ativos da sociedade. No entanto, há uma
diferença entre o significado do termo quando utilizado na linguagem cotidiana,
geralmente precedem uma intimação caráter numéricos, e o que significa a estatística
como ciência.
A razão ou razões por trás do homem em um momento de desenvolvimento deve ter
conta de dados para fins estatísticos, pode ser encontrada quando se leva em conta é
difícil imaginar um organismo social, qualquer que seja o tempo, sem a necessidade,
quase instintivos, para coletar os fatos que aparecem como atos essenciais da vida, e
bem, para nos colocar em um estágio de desenvolvimento das estatísticas, podemos
especular que aritmética se tornou um estado para auxiliar o governador precisava saber
o a riqueza eo número de assuntos, incluindo, para efeitos de aumento de impostos ou
guerra orçamento.
Há evidências do uso de estatísticas em um nível rudimentar organizações idade social.
Por exemplo, nos monumentos egípcios há evidências de que movimentos de população
foram seguidos pelos censos. A citação da Bíblia, Moisés fez o recenseamento dos
israelitas no deserto, como Davi fez um censo. Na China, Confucio conta como um rei
chamado Yao, cerca de 3.000 anos ac, foi contar até país agrícola, industrial e
comercial.
Desde o início da civilização foram maneiras simples de estatísticas, uma vez que
ilustrações já utilizadas e outros símbolos de peles de animais, pedras, paus paredes de
madeira e caverna para contar o número de pessoas, animais ou coisas. Para no ano
3000 ac Os babilônios usavam pequenas tábuas de argila para coletar dados na produção
agrícola e as espécies vendidas ou alterados por escambo.
No século XXXI ac, muito antes das pirâmides, os egípcios analisados dados de
população e renda do país. O livro bíblico de Números e Crônicas (Números, o texto
sagrado, o quarto livro do Antigo Testamento, assim chamado porque capítulos iniciais
referem-se ao censo, ou numeração das tribos israelitas. A primeira seção é dedicada
quase exclusivamente a questões de estatística. O Livros Das Crônicas, dois livros do
Antigo Testamento para interpretar a história de Israel e Judéia, desde a criação de Adão
até meados do século VI aC. Considerados pelos cristãos como livros históricos da
Bíblia, são os dois últimos do cânon hebraico em quais estão incluídos os Escritos)
incluem, em parte, o trabalho estatísticas. O primeiro contém dois censos da população
de Israel e o segundo descreve o bem-estar material das diversas tribos judaicas; O livro
termina com disposições relativas à redistribuição de terras.
Na China existiam registros numéricos semelhantes com o anterior de 3000 aC. Os
antigos gregos realizaram censos, cuja informação era utilizada desde 594 a.c para
cobrar impostos. Apolônio de Perga, o matemático grego, chamado de "Grande
Geômetra, que viveu durante os últimos anos do século terceiro e início do século II aC
Ele nasceu em Perge, da Panfília (hoje Turquia), escreveu em aritmética e estatísticas.
O Império Romano foi o primeiro governo que recebe um grande volume de dados área
de população e renda de todos os territórios sob seu controle. Servio Tulio (578-534
aC), o sexto rei de Roma deu instruções a ser feita censo a cada cinco anos, com o
objetivo de planejamento tributário, prontidão militar, entre outros. A Bíblia diz que
São José e da Virgem Maria viajou para Belém para inscrever-se no segundo censo
romano, quando Jesus nasceu, sendo o tempo de Imperador romano Augusto. Cláudio,
Ápio (Siglo IV-III aC), orador, oficiais e escritor romano, chamado Blind (Caecus),
atuou como censor de 312 até 307 aC
Durante a Idade Média se realizaram apenas alguns censos abrangentes na Europa. A
caloringios reis Pipino el Breve (714-768) e CarlosMagno (742-814) ordenaram fazer
estudos detalhados sobre as propriedades da Igreja no ano 758 e 762 , respectivamente.
Após a conquista normanda da Inglaterra em 1066, o rei Guilherme I da Inglaterra,
encomendou um censo. As informações obtidas com este censo, realizado em 1086, está
incluído no Domesday Book. El Domesday Book, às vezes chamado simplesmente de
Domesday, é o texto de um estudo Estatística da Inglaterra, ordenou a execução do que
Guilherme I o Conquistador. Este pesquisa, realizada em 1086, foi de forma
sistemática o inventário país rústico riqueza e da renda determinam os proprietários
tinham a pagar ao rei. Este inventário foi realizado em uma escala sem precedentes na
Europa medieval. Os sistemas anteriores eram muito antigos e de avaliação foram
obsoleto.
Para ser registadas todas as propriedades feudais, tanto da Igreja e do leigos, o
Domesday Book tornou possível para Guilherme I para reforçar a sua autoridade exigem
um juramento de fidelidade a todos os proprietários, como o nobreza e clero, em cujos
inquilinos da terra viveram. O trabalho foi realizado por grupos de pessoal chamada
legati, que visitou cada município e conduzido um inquérito público.
As perguntas que esses funcionários realizavam aos representantes dos diversos cidades
e municípios eram os Eliensis inquisitio, as respostas dos informações compiladas no
livro de Domesday book. Domesday é o termo resultante a distorção do juízo final da
palavra Domesday(o dia do Juízo Final ou Universal) a obra foi assim chamado por
suas opiniões sobre a execução e avaliações, que eram irrevogáveis.
O manuscrito original foi composto por dois volumes. O primeiro e maior, Gran
Domesday, incluiu informações de toda a Inglaterra, com exceção de três condados do
leste (Essex, Suffolk e Norfolk), alguns municípios do norte, Londres (das quais há
registro não sobreviveu) e algumas outras cidades. A dados nesses três municípios que
formavam o segundo volume, que era conhecido como o el Pequeño Domesday.
Estes documentos foram usados com freqüência nos tribunais medievais, e textos
publicados são ocasionalmente usados hoje em processos relativos a As perguntas do
exame, ou genealogia. Os dois volumes foram publicados em um momento primeiro em
1783, e em 1811 ele publicou um índice em um volume separado, um volume adicional,
contendo os inquisitio Eliensis com os dados das terras de Ely, foi publicado em 1816.
Na América Latina, no momento do Bourbon monarcas Carlos III e Carlos IV,
movido por um impulso de controle burocrático e administrativo, procedeu a
recenseamentos da população na vice-reis. Em 1482 os Reis Católicos (Espanha) fez um
censo do seu reino, que foi seguido por outro depois da conquista do Granada.
No reinado de Filipe II (1527 - 1578) foi realizada sob a direção do Ambrósio
Morales, um grande trabalho de estatística, após sete anos trouxe apenas 636 relações
das 13.000 pessoas que foram, então, na península e que conservadas na biblioteca do
mosteiro de El Escorial. Da mesma forma ordenada censo da população nas colônias
dominou o reino no Novo Mundial.
O registro de nascimentos e óbitos começou na Inglaterra no início dos anos XVI, e em
1662 veio o primeiro estudo estatístico notável da população. Observações sobre as
contas de Londres de Mortalidade (Comentários sobre os itens morte, em Londres.) Um
estudo semelhante sobre a mortalidade começou no Breslau, Alemanha, realizada em
1691, foi usado pelo astrônomo Inglês Edmund Halley como base para o índice de
mortalidade em primeiro lugar. Na século XIX, com a generalização do método
científico para estudar todos os fenômenos das ciências naturais e sociais, os
pesquisadores reconheceram a necessidade reduzir a informação em valores numéricos
para evitar ambigüidade de descrições verbais.
No início do século XVII, na Alemanha, começou a pegar uma disciplina descrição
orientada das coisas mais marcantes de Estado, esta disciplina teve um sistematização
orgânica e respondeu aos princípios doutrinários. Ajustado para este estrutura,
Hermann Coring (1600-1681) introduz um curso de ciência política a fim de descrever
e discutir os casos de destaque do Estado.
Mais tarde Godofredo Achewald (1719-1772) trata de considerá-lo como disciplina
separada e em uma universidade apresenta o nome ESTATÍSTICA, responsável pela
descrição dos assuntos do Estado.
Paralela e contemporânea escola alemã na Inglaterra está desenvolvendo escola
conhecido da aritmética política e da escola na França probabilística. A escola da
"aritmética política" se destina a estabelecer número de pessoas que procuraram os
fenômenos sociais e políticos por evidências empíricas. Tenha como um ato meritório
criadores tentativa de encontrar leis quantitativas que regem comportamento social. Um
membro foi Graunt (1620-1674), que pesquisa realizada sobre as estatísticas da
população e, portanto, é designado como o iniciador da tendência conhecida como a
investigação estatística, que posição oposta à universidade alemã foi conhecida pelo
nome de estatística descritiva.
A escola probabilística, também conhecida como enciclopedicotemática, fundamentada
desenvolvimento no uso da matemática no cálculo da particularizado provavelmente
como uma ferramenta de pesquisa. O cálculo de probabilidades de nascer com Blas
Pascal (1623-1662) e Pedro de Fermat (1601-1665) na tentativa de soluções para os
problemas associados ao jogo proposto por Antonio Gambaud, mais conhecido pelo
seu nobre título de Chevalier de Mere. De Pascal foram muitos matemáticos ilustres
invocar a teoria da feita a teoria da probabilidade estatística e sua aplicação prática.
Pascal foi um filósofo, matemático e físico francês, considerado uma das mentes
história ocidental privilegiada intelectual, Pascal formulou a teoria matemática de
probabilidade, que se tornaram de grande importância nas estatísticas atuariais,
matemática e social. Muitos conjuntos de dados podem ser aproximadas com os grandes
precisão usando distribuições de probabilidade certo, seus resultados pode ser usado
para analisar dados estatísticos. A probabilidade é útil para verificar a confiabilidade da
inferência estatística e prever o tipo e quantidade de dados necessários em um
determinado estudo estatístico.
Sem querer encerrar os nomes de todos aqueles que contribuíram para o
desenvolvimento métodos estatísticos, é importante indicar as contribuições para
Adolph Quetelet que é creditado como o pai da estatística moderna para a sua
persistência em enfatizar a importância da aplicação de métodos estatísticos. Este
espaço é apenas reconhecer o trabalho de Antonio Cournout (1801-1877), que visa
integrar as leis da teoria das probabilidades para a análise estatística, isso deu a
excelência estatística, enquanto dotado de um rigoroso até à data ausente em seus
procedimentos.
Agora, se eu fosse apontar um fato que tem contribuído mais para o desenvolvimento o
que poderia ser chamado de estatística moderna, talvez a maioria dos estudiosos tema,
se não todos, concordariam em nota o aparecimento da distribuição normal. A equação
da curva associado a esta distribuição foi publicado em um momento primeiro em 1733
por De Moivre, mas devido à sua incapacidade de implementar sua resultados de
observações experimentais, sua obra permaneceu inédito até Karl Pearson encontrou-o
em uma biblioteca em 1924. No entanto, Laplace (1749 - 1827) e Gauss, Carl
Friedrich (1777-1855) cada um ganhou a seu lado mesmo resultado foi obtido Moivre.
Gauss foi um matemático alemão conhecido por suas diversas contribuições para
campo da física. Em teoria da probabilidade, o método desenvolvido importantes
mínimos quadrados e as leis fundamentais da distribuição de probabilidade.
O gráfico de probabilidade normal ainda é chamado de curva de Gauss ou Bezier
Normal, também conhecida como distribuição normal ou curva de Gauss, em sua honra;
distribuição é a média ou média das características de uma população, cujo gráfico
produz uma figura de sinos. Sua importância e seu grafo associado é devido à
freqüência enorme de ocorrência em todas as situações.
Entre os contemporâneos de Quetelet e Gauss contribuiu para o avanço da estatísticas
como uma ciência foi Florence Nightingale (1820-1910) e Galton, Sir Francis (1822-
1911). Nightingale disse que os políticos e legisladores muitas vezes não porque seu
conhecimento de estatística era pobre. Galton foi um cientista britânico conhecido por
seu trabalho nos campos da antropologia e da património, considerado o fundador da
ciência da eugenia, interessou-se herança e biometria. As estatísticas compiladas sobre a
altura, tamanho, força e outras características de um grande número de pessoas. Ele
também desenvolveu técnicas medidas estatísticas fundamentais, especialmente quanto
ao cálculo do correlação entre os pares de atributos. Galton foi nomeado cavaleiro em
1909. Cientista Sir britânico Francis Galton e seu aluno Karl Pearson foram dois
grandes fundadores da biometria. Isso proporcionou uma maneira de analisar a herança
dos caracteres na população sem recorrer ao uso de experimentos de melhoramento.
A obra de Galton incentivou Karl Pearson (1857-1936) para aprofundar a sua
pesquisa e fundou o jornal A biometria, o que influenciou grandemente a
desenvolvimento estatístico. Pearson, matemático e filósofo da ciência britânico
conhecido por ter desenvolvido algumas das técnicas fundamentais da moderna
estatísticas e aplicar essas técnicas para os problemas da herança biológica.
Pearson nasceu em Londres e se formou pela Universidade de Cambridge em 1879.
Ele estudou direito logo após sua formatura, mas passou a maior parte de sua vida
trabalho no ensino de matemática aplicada, mecânica e genética do University College
Londres. No início de 1900, Pearson tornou-se interessado na obra de Francis Galton,
tentando encontrar relações estatísticas para explicar como características biológicas
estavam passando por sucessivas gerações. A investigação de Pearson lançou as bases
em grande parte do século estatística XX, definindo o significado de correlação, análise
de regressão e padrão típico. Em 1911, Pearson atingiu o cargo de Professor de eugenia
na Universidade College, analisou a recolha e análise das características da informação
como a inteligência, a criminalidade, a pobreza ea criatividade e seu relacionamento
genético com gerações. Pearson confiante na aplicação destes conhecimentos para
melhorar a raça humanos. Foi um autor muito prolífico em muitas questões científicas
matemáticos, e escreveu um livro muito influente sobre os métodos da ciência, chamado
a gramática da ciência (1892) Muitos métodos que fazem parte da Glossário de análise
estatística são o trabalho de Pearson e sua obra-prima foi a criação de Distribuição qui
quadrado.
Davenport, Charles Bento (1866-1944), zoólogo americano e eugenista, que
desempenhado um papel importante na introdução de métodos estatísticos na área da
biologia e da sua aplicação aos problemas de herança. Também tentou aplicar essas
idéias para melhorar a raça humana através da eugenia.
Mais tarde, graduou-se pela Universidade de Harvard em 1889 e doutorou-se em
zoologia em 1892. Lecionou em Harvard, até 1899, quando publicou o trabalho 13
métodos estatísticos, com especial referência à variação biológica, com base trabalho do
matemático britânico Karl Pearson em estatísticas biológicas.
Desde Pearson foi principalmente grande amostra, o A teoria correspondente não é
adequado para o estudo baseado em pequenas amostras. Entre os experimentadores que
viveu esse problema foi William Gossett (1876 - 1937), que estudaram com Pearson.
Gosset, que escreveu sob o pseudônimo "Aluno", concluiu a distribuição de T e, assim,
resolvido o problema para o estudo pequenas amostras.
Laplace, Pierre Simon, Marquês de (1749-1827), matemático e astrônomo francês,
conhecido por ter aplicado com sucesso a teoria da gravitação de Newton movimentos
dos planetas no Sistema Solar. Ele também trabalhou na teoria da probabilidade em sua
Teoria Analítica de probabilidade (1812) e teste filosófica em probabilidade. (1814)
Poisson, Siméon Denis (1781-1840), foi um matemático francês, nascido físico
Pithiviers (Loiret). Ele é conhecido especialmente por suas contribuições à teórica
eletricidade e magnetismo, mas também publicou vários livros sobre outros assuntos,
como o cálculo de variações, geometria diferencial e teoria da probabilidade. A
distribuição de Poisson é um caso especial da distribuição binomial nas estatísticas.
Babbage, Charles (1792-1871), matemático e inventor britânico que concebeu e
máquinas de calcular construída sobre princípios que foram avançados ao moderno
computador ou computador eletrônico. . Ingressou na Royal Society em 1816 e
participou na fundação da Sociedade Analítica, da Royal Astronomical Society e
Sociedade de Estatística.
Hollerith, Hermann (1860-1929), inventor americano nascido em Buffalo (Nova
York), estudou na Universidade de Columbia. Ele inventou um método de codificação
tokens ou cartões de dados que são registrados pelos dados de perfuração numéricas ou
alfabéticas. Este sistema provou ser muito útil em trabalhos estatísticos e foi muito
importante no desenvolvimento de computadores e computadores digitais. A máquina
de Hollerith foi utilizada em 1890 para realizar o censo dos Estados Unidos Juntos, leia
as informações através de alguns contatos elétricos.
Booth, Charles (1840-1916), proprietário, estadista britânico e sociólogo. Nascido em
Liverpool e é conhecido principalmente pelo seu relatório, Vida e Trabalho das pessoas
em Londres (Vida e Obra dos londrinos, em 17 volumes, 1891-1903), que revelou a
enorme pobreza na cidade. Ele foi presidente da Royal Statistical Society (Royal
Statistical Society), Grã-Bretanha 1892-1894.
Fisher, Sir Ronald (1890-1962), matemático britânico, foi influenciado por Karl
Pearson e Estudantes, e fez muitas contribuições importantes para as estatísticas,
especialmente na sua aplicação ao estudo das condições peculiares à agricultura,
biologia e genética. Suas teorias foram muito estatísticas mais precisas de experimentos
científicos. Seus projetos estatísticos, utilizados pela primeira vez em biologia,
rapidamente se tornaram importante e foram aplicados a experimentação agrícola
médicas e industrial. Fisher também ajudou a clarificar as funções executar mutação e
seleção natural da genética, particularmente na população humana. Ele é o autor da
distribuição F, aplicável a testes de hipóteses e os desvios de pequenas amostras.
Gallup, Jorge Horácio (1901-1984), analista de opinião pública e estadista Dos EUA.
Em 1935 fundou o Instituto Americano de Opinião Pública, que foi diretor, e em 1936
criou o Instituto Britânico de Opinião Pública. Gallup foi um pioneira na utilização de
métodos estatísticos para medir o grau de interesse que colocar o consumidor em ler os
anúncios de jornal e revista, e determinar o estado da opinião pública sobre um tema da
actualidade. Gallup realizou um trabalho investigação em muitas organizações, ganhou
inúmeros prêmios e escreveu vários livros. O tipo de pesquisa que leva o seu nome
(uma pesquisa de opinião público na arena política) alcançou grande celebridade.
Abraham Wald (1902-1950), que em seus livros e Estatística Análise Seqüencial
Funções de decisão, apresenta as realizações estatísticas orientados no domínio da
genética.
Neumann, John von (1903-1957), matemático húngaro-americano que nasceu ramo da
matemática chamado desenvolveu a teoria dos jogos. Viajou para a Unidos em 1930
para integrar o corpo docente da Universidade de Princeton. Desde 1933 ingressou no
Instituto de Estudos Avançados de Princeton (Nova Jersey). Von Neumann foi um
grande matemático. Notável por suas contribuições fundamentais para a teoria quântica,
em especial o conceito de anéis de operadores (atualmente conhecido como álgebra de
Neumann) e também por seu trabalho no início da matemática aplicada, principalmente
de estatísticas e análise numérica. É também conhecido pelo projeto de alta velocidade
computadores eletrônicos em 1952 projetou o primeiro computador que usei um
programa flexível de arquivamento, o MANIAC I.
J. Neyman, 1894 e S.S. Pearson, 1895, tinha uma teoria sobre a verificação ou testes
estatísticos de hipóteses, entre 1936 e 1938. A teoria estimulou pesquisas e houve vários
resultados de uso prático.
ESTATÍSTICAS NO NOSSO TEMPO
Hoje, a estatística tornou um método eficaz para descrever os valores de precisão
econômica, política, social, psicológica, biológica ou física, e serve como uma
ferramenta para correlacionar e analisar dados. O trabalho da especialista em estatística
não é mais apenas na coleta e tabulação de dados, mas especialmente na o processo de
"interpretação" da informação. O desenvolvimento da teoria da probabilidade
aumentou o escopo de aplicações da estatística. A Probabilidade é um ramo da
matemática que lida com a medição ou a determinação quantitativamente a
possibilidade de que um determinado evento ocorrer. A probabilidade baseia-se no
estudo da combinatória e base necessária para estatísticas. Muitas coleções de dados
pode ser aproximado com grande precisão, usando distribuições de probabilidade certo,
seus resultados podem ser usado para analisar dados estatísticos. A probabilidade é útil
para verificar confiabilidade das inferências estatísticas e prever o tipo e a quantidade de
dados necessários a um estudo particular estatística. Atualmente, a estatística tem
atingiu tal nível de sofisticação e especialização, sem dúvida, não existe uma disciplina
científica em que não se aplicam métodos estatísticos como ferramenta indispensável
para iniciar qualquer investigação maior. Tudo até a retirada tem a ver com a coleta,
tratamento, análise e interpretação de dados numéricos no domínio das estatísticas
inclui, por exemplo, o cálculo do aumento, em média, ganhos de importantes itens
empresa de vendas on-line nos últimos três anos; a coleção anual e apresentação de
dívida de curto prazo de três empresas de eletricidade, bem como uma percentagem da
sua dívida de longo prazo e avaliação da eficácia de dois diferentes programas de
computador, destinado a reduzir o número de danos pessoais no trabalho, tempo de
trabalho perdido em alto risco e análise das variações que ocorrem a partir de dados de
séries temporais econômica, o varejo, os preços no consumidor e no atacado e
distribuição dinheiro, os preços dos produtos comuns, a produtividade agrícola, e assim
por diante.
A palavra estatística por si só é usada de várias maneiras. Em um contexto significa um
conjunto de dados que pode ser encontrada nas páginas financeiras de diária ou
compêndio estatístico Venezuela. Mas em outra área, que se refere o todos os métodos
aplicados na coleta, organização, apresentação, análise e interpretação de qualquer tipo
de dados. Nesse último sentido, as estatísticas é um ramo da matemática aplicada, e é
neste campo da matemática que é o tema central deste curso.
Um dos mais discutidos nos últimos anos do século passado e Este milênio tem sido o
desenvolvimento de métodos estatísticos e conceitos. Durante muitos anos,
principalmente quanto ele recolhe de dados e estatísticas apresentação em tabelas e
gráficos, hoje evoluiu para o ponto onde a impacto é sentido em quase todas as áreas do
trabalho humano. Isso ocorre porque pós-moderna é que os dados estatísticos
diretamente relacionados com o problema de tomar decisões sob incerteza. Sem entrar
em detalhes, há elemento de incerteza em quase tudo atualmente desempenhado por
seres humanos. A característica fundamental da evolução recente das estatísticas tem
sido o mudar os métodos meramente descritivos usados para fazer outras
generalizações, ou dito de outra forma, uma mudança de estatística descritiva para
inferência dedutiva ou estatística. Para a estatística descritiva, qualquer processamento
de dados que é projetado para ser resumido ou descrever algumas das suas mais
importantes propriedades sem tentar inferir qualquer coisa que está além do escopo de
dados. Por exemplo, se o governo dos relatórios de Venezuela, com base no censo
decenal, que a população do país era de 22 milhões em 1990, pertence domínio da
estatística descritiva. Isto teria acontecido se calcularmos a % de crescimento em uma
década para outra. No entanto, isso não seria invejar o caso se tais dados para o sentido
da população da Venezuela em 2003 ou o crescimento percentual de 1980-2003.
A estatística descritiva é um ramo importante das estatísticas e continua sendo utilizada
amplamente na área comercial e outras áreas de atividade administrativa. No entanto, na
maioria dos casos, a informação estatística exemplo vem de observações feitas somente
em alguns elementos de um grande conjunto, ou a observação de eventos passados. O
tempo, custo ou a impossibilidade de fazer o contrário, muitas vezes requer um
procedimento deste tipo, mas nosso real interesse está em toda a gama de itens que veio
os eventos da amostra e futuro, não o passado. Generalizações qualquer conteúdo, além
da estatística descritiva, somos levados ao uso de diferença estatística na resolução de
muitos problemas de operações diárias planos de curto e longo prazo. Por exemplo, os
métodos inferência estatística são necessários para decidir se um grande lote de baterias
nove volts equipamentos de áudio para atender uma vida média garantida pelo
fabricante para determinar a menor dose eficaz e uma segurança máxima drogas anti-
inflamatórias novo no tratamento da inflamação local doloroso para estimar a demanda
de pneus novos para veículos, em rústica estação chuvosa, ou para prever a demanda
total de fibra de madeira necessária Venezuela para todos os usos em 2000.
No entanto, se você faz uma inferência estatística (uma generalização escapar dos
limites das nossas observações) deverá proceder com muito cautela. De fato, considerar
cuidadosamente se é possível algumas generalizações válidas inteiramente, e se for,
deve ser generalizado. No entanto, às vezes até mesmo quando eu agia com cautela ao
generalizar, podemos perder completamente as generalizações e reunir-se com algumas
dificuldades. Em De fato, um dos problemas básicos de inferência estatística é o
avaliação dos riscos envolvidos e, talvez errado generalizar fazer algo errado, com base
em dados analisados de uma amostra. A fato de que aqui é solicitado que seja dada
atenção aos erros estatísticos podem parece ser uma forma negativa para iniciar um
estudo, mas, na realidade, lembrete constante de que é possível tirar conclusões e ações
errado, eo desejo de controlá-lo, pode gerenciar corretamente o curso de A investigação
estatística.
A realidade é dura e inflexível e deve enfrentar em seus próprios termos. Vivemos hoje
em um mundo cheio de incógnitas e não há maneira de eliminar completamente riscos
de tomar decisões erradas. Sendo este o caso, o problema real agora é saber como
removê-los, mas como viver com elas sabiamente.
Quanto mais cedo você entender isso, será mais seguro e muito melhorada significa
porque as estatísticas é uma disciplina que vale bem a pena estudar. Uma das razões
estudo estatístico principal é que ele é dedicado diretamente ao problema universal
sobre como tomar decisões inteligentes em condições de incerteza ou No entanto, na
forma mais curta, o problema da tomada de decisão sob incerteza o que é muito comum
para que profissionais de contabilidade ou administração de empresas ..
ESTATÍSTICAS NA ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE
Estatísticas pós-moderna é altamente refinados e agora está produzindo um importante
contribuição para a solução de muitos problemas de tomada de decisão condições de
incerteza. Além disso, está a fazer progressos substanciais e continuar na criação de
novos métodos que respondam às necessidades urgentes práticas em muitas áreas de
actividade. Por exemplo, nos campos da medicina e da saúde pública, a ciência da
bioestatística, recém-criado e rapidamente desenvolvimento, é a aplicação de métodos
matemáticos e estatísticos eficazes para o estudo certos problemas fundamentais
relacionados com o desenvolvimento, crescimento, doenças e mortes em populações
humanas, tais como os efeitos poluição do ar, a relação entre dieta e morte de doença
cardíaca e entre tabagismo e câncer de pulmão. Nessas áreas, como em muitos outros,
os métodos estatísticos fornecem um quadro para a observação problemas sistemáticos
na lógica. Na verdade, esses métodos são pós-moderna muitos casos, absolutamente
indispensável para o progresso ordenado e contínuo no sentido de atingir metas
importantes.
Dificilmente uma área é feito o impacto de métodos estatísticos é significado de forma
mais eficaz no ambiente empresarial e comercial em que um Normalmente, as decisões
devem ser feitas que afetam o benefício ea continuidade todos os níveis de todos os
tipos de organizações. De fato, seria difícil superestimar as contribuições que os
métodos estatísticos têm resultado em planejamento, organização, operação e controle
eficaz de todos os atividades administrativas e comerciais. Nos últimos 20 anos, a
implementação de métodos estatísticos trouxe mudanças radicais em todas as áreas
administração de empresas importantes: administração geral, contabilidade, pesquisa e
desenvolvimento, finanças, produção, vendas, propaganda e tudo mais.
Naturalmente, nem todos os inconvenientes destas áreas são estatísticos, mas uma lista
muito grande de pessoas que conseguem ser parcial ou totalmente utilizando métodos
estatísticos. Para estabelecê-las, vai relacionar alguns dos dificuldades que poderá
enfrentar alguns assuntos importantes:
Na área de administração geral, planejamento e gestão em longo prazo é de interesse,
deve ser prever a evolução da população vários países e analisados seus efeitos sobre os
mercados de consumo de mundo globalizado. Nos custos de investigação e de
engenharia devem ser estimados diferentes projectos e deve antecipar as exigências de
mão de obra, capacidade, computador tempo. Na área das finanças, ele deve determinar
o potencial de uso de capital, deve projetar as necessidades financeiras e deve estudou o
mercado de capitais, de modo que possam ser feitos de forma adequada planos de
financiamento para investimento de longo prazo.
Na produção, os problemas de natureza estatística surgir em relação aos aspectos o
arranjo e estrutura das plantas, tamanho e localização dos mesmos, planejamento,
inventário e controle de produção, manutenção, tráfego e movimentação de materiais e
controle de qualidade. Nos últimos anos, têm grande avanço com a medida estatística da
últimas áreas, é ou seja, a amostragem de inspeção e controle de qualidade. Na área de
vendas, externar muitos problemas estatísticos que exigem soluções. Por exemplo
prever as vendas de produtos novos e existentes para os mercados para os actuais e,
posteriormente, decorrentes, devem ser estabelecidos canais distribuição e devem ser
valorizados os requisitos da força de vendas.
Na publicidade, a introdução de campanhas triunfantes pode ser um trabalho inseguro.
Os orçamentos devem ser estabelecidos, é necessário criar atribuições para diversos
meios de comunicação e deve ser calculado ou previsto, a eficácia das campanhas com a
amostra do estudo resposta do público e outras técnicas estatísticas.
Até o momento temos lidado com as dificuldades de natureza estatística que pode face
de um negócio ou de importância industrial. No entanto, os problemas são semelhantes
representar, por exemplo, um empresário ferrovia tentando otimizar o uso de Milhares
de carros de frete, para um agricultor tentando decidir como alimentar o seu gado para
que suas necessidades nutricionais sejam atendidas ao menor custo possível abrir uma
empresa de investimento que quer decidir quanto de seu total de ativos deve manter
saldos de caixa funcional e quantas deve investir em ações ordinárias e títulos de curto
prazo, e uma indústria integrada gás, que produz e processa gás natural, petróleo bruto e
produtos petrolíferos Petróleo, que planeja expandir suas práticas para o futuro, e
também seu sistema transporte e fonte de energia de construção .
Não é necessário, fazer referências a grandes organizações a encontrar aplicações As
estatísticas do comércio. Em relação às pequenas empresas, os problemas tendem a
variar mais em grau do que no tipo de pessoas com seus principais concorrentes.
Por exemplo, nem o maior supermercado, lojas pequenas e têm um capital limitado e
espaço de armazém, e não pode dar ao luxo de comprometer estes recursos com
produtos inadequados. O problema do uso do capital e do espaço Armazenamento da
maneira mais eficaz é tão vital para a pequena loja de para os grandes, e só muito míope
pode pensar que a moderna ferramenta de gestão, incluindo as modernas técnicas
estatísticas são úteis apenas para grandes empresas. Na verdade, dificilmente precisa em
outros lugares, com mais urgência do que nas pequenas empresas, onde a cada ano não
milhares de unidades em funcionamento e onde milhares de novas unidades próximas
em operação, são projetados para falhar sob o capital insuficiente, o crédito inundações
excessivas no mercado com o produto errado, e em termos gerais falta de conhecimento
de mercado e de concorrência, que só é possível ver se você usar as ferramentas
fornecidas pela estatística.
Embora a intenção deste curso é direcionado principalmente para as estatísticas do
comércio objetivos administrativos e específicos são de apresentar os métodos e
conceitos estatísticas básicas para alunos que se formam a partir desta instituição com
estas As novas ferramentas profissionais serão capazes de tomar decisões racionais. É
bom notar que os funcionários e executivos da empresa não são os únicos pessoas que
devem tomar decisões que envolvem incerteza e risco.
Todos devem tomar essas decisões no campo profissional ou simplesmente como parte
da vida cotidiana. É verdade que algumas das decisões deve ter problema se relaciona
apenas com a preferência pessoal, por exemplo, escolher entre navegar na Internet ou
lendo um livro. No entanto, em muitos casos, inclui a probabilidade de estar certo no
sentido de que há uma perda real ou sanções, possivelmente apenas desconforto menor,
mas talvez seja algo tão ruim quanto perder uma fortuna, ou mesmo a vida, ou algo
entre eles, quando tomar uma decisão que não seja a mais adequada. Os métodos
estatísticos dizem respeito a problemas modernos ou decisões que envolvem riscos, não
só no indústria, comércio e vida cotidiana, mas também em outros campos, como
medicina, física, química, agricultura, alimentação, nutrição, economia, psicologia,
educação, política, ecologia, governo e assim por diante.
COMPUTADOR E ESTATÍSTICA
Os computadores tornaram viável para empresas, governo e outras organizações
modernas para o processo de uma grande coleção de dados. Para Coletor de impostos
pagos pelo Office, a nação venezuelana Venezuelanos usar computadores para compilar
o que milhões de correlativo Os advogados dos contribuintes usam computadores para
verificar os registros milhares de processos judiciais que podem fornecer o fundo úteis
sobre os casos que são preparação, os pesquisadores usaram computadores para obter
informações centenas de bancos de dados que fornecer dados estatísticos atuais e
históricas sobre economia, comércio e governo, e os benefícios obtidos pela estatística
capacidade dos computadores para realizar milhões de operações de cálculo grande
velocidade e precisão, freqüentemente abreviado com as soluções de gráficos flashy e
tabelas em cores.
QUAL A FINALIDADE DE UM ESTUDO ESTATÍSTICO?
A finalidade de um estudo estatístico consiste em retirar conclusões sobre a natureza da
população. Como a população grande e não pode ser estudado em sua totalidade em
maioria dos casos, as conclusões devem basear-se em consideração de só uma parte
dele, o que leva à justificação da necessidade e da definição diferentes técnicas de
amostragem.
COMO SE RELACIONA A ESTATÍSTICA E O MÉTODO CIENTÍFICO?
Enumerados nos seguintes aspectos:
Formulação de Hipóteses: A coleta de dados relevantes para o problema.
Obtenção de Dados: Isso é para que a aquisição de informações: Informações é
relevante para o problema, os resultados que ela obteve um grau de confiabilidade. A
quantidade de informação necessária, como coletar e aquisição de técnicas, de modo a
satisfazer os golos marcados, todos os problemas de domínio e os métodos estatísticos.
Comparação das informações obtidas com os seguintes pressupostos postulado:
Uma vez obtidos os dados que o papel das estatísticas se torna importante porque se
trata tempo para analisá-los. O primeiro passo para esta análise é organizá-los em seu
olhar e em sua descrição da destacando a mais característica, em outras palavras, o uso
de técnicas estatística descritiva.
QUAL É A DIRECÇÃO E OS DADOS ESTATÍSTICOS?
As primeiras técnicas de estatística consistiu, essencialmente, da organização dados,
apresentação gráfica e cálculo do montante que represente De modo geral, com o
objectivo dos destaques fosse fácil e facilmente apreendida. Esta parte da matéria é que
na terminologia moderna chamada estatística descritiva. O papel das estatísticas neste
processo é quantificar a incerteza que é indispensável para as conclusões finais.
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO
O método estatístico de observar um fenômeno, e como você não pode sempre manter
as mesmas condições pré-determinadas ou a vontade do pesquisador deixa agir
livremente, mas diferentes observações são registradas e analisadas suas variações.
Para a abordagem de pesquisa, como regra, siga as os seguintes passos:
ABORDAGEM DO PROBLEMA
Ao abordar uma investigação deve ser claramente definido o que é investigar e que está
a estudar alguma coisa. Ou seja, ele deve definir limites claros, concreto e inteligível em
ou fenômenos que serão estudados, para que deve considerar, entre outras coisas, a
revisão da literatura, para ver a sua acessibilidade e verificar os resultados obtidos em
estudos semelhantes, apresentar nossas proposições básicas para análise lógica, ou seja,
ele deve ser um localização histórica e teórica do problema.
DEFINIÇÃO DE METAS
Depois de ter claro o que se pretendeu investigar orçamento quanto deveríamos temos,
em outras palavras, precisamos consertar o que as nossas metas e objetivos. Estes
devem ser levantadas de modo que não há espaço para confusão ou ambiguidade e deve
também ser estabelecida a distinção entre curto, médio e longo prazo e e entre os
objetivos gerais e específicos.
FORMULAÇÃO DE HIPÓTESES
Uma hipótese é principalmente uma tentativa de explicação dos factos em apreço, e
formulação depende do conhecimento que o investigador tem sobre o pesquisas
populacionais. Uma hipótese estatística deve ser capaz de dominar esta deve ser
possível para testar a aceitação ou rejeição. Uma hipótese é formulada sobre um
parâmetro (média, proporção, variância, etc.) com a finalidade de rejeitá-la, é chamada
de hipótese nula e é denotado por Ho, a sua hipótese caso contrário, ele é chamado
Hipótese alternativa (H1).
DEFINIÇÃO DA UNIDADE DE OBSERVAÇÃO E UNIDADE MEDIDA
Unidade de observação, definido como cada um dos elementos constitutivos da
população de estudo deve ser definido previamente, com destaque para os
características, pois, afinal, é a eles que será medido. A unidade de observação pode ser
constituído por um ou vários indivíduos ou objetos respectivamente chamados simples
ou complexos. O critério para a unidade medição deve ser previamente definida e
unificada pela equipe de pesquisa inteira. Se estas são medidas de comprimento,
volume, peso, etc Deve ser estabelecida sob o unidade terá os comentários, quer nos
pés, polegadas, libras, kg, etc. Associados à unidade de critérios de medição devem ser
estabelecidos nas condições em que devem tornar as informações decisão.
DETERMINAÇÃO DA POPULAÇÃO E AMOSTRA
Estatisticamente, a população é definida como um conjunto de indivíduos ou objetos
ter uma ou várias características comuns. Esta definição não se refere apenas os seres
vivos, uma população pode ser constituída por habitantes de um país ou em um viveiro
de peixes, bem como os estabelecimentos comerciais do bairro ou unidades
habitacionais na cidade. Existem desde o ponto de vista da manipulação das populações
finito e infinito. Aqui o termo Infinito não está sendo levado com o rigor semântico da
palavra, por exemplo, peixes em uma lagoa é um conjunto finito, mas em termos
estatísticas podem ser consideradas como infinito.
Amostra: Um subgrupo da população para que a medição foi feita com para estudar as
propriedades do todo do qual é obtido. Existem vários métodos para calcular o tamanho
da amostra e também para ter os elementos a forma, a amostra deve ser representativa
da população e dos seus elementos escolhidos aleatoriamente para garantir a
objetividade da investigação.
A COBRANÇA
Uma das etapas mais importantes da pesquisa é o conjunto de informação, que tem que
ir, a menos que você tenha experiência com amostras como, uma ou várias amostras-
piloto que irá testar a questionários e você obter uma aproximação da variabilidade da
população, com Para calcular o tamanho exato da amostra levando a uma estimativa de
precisão parâmetros estabelecidos. Descubra onde e como as informações e O "custo"
pode ser alcançado, é determinar se o inquérito deve ser aplicada por telefone, correio
ou agentes diretos estão obrigados a recolher informação; definir o número ideal e
preparar a formação adequada.
CRITICAR,CLASSIFICAÇÃO E ORDENAÇÃO
Depois de reunir toda a informação relevante é necessária a depuração os dados
coletados. Para tornar a informação crítica é fundamental conhecimento da população,
pela pessoa que limpa a detectar mentiras nas respostas, a incompreensão das perguntas,
respostas fora, além de todos os Possíveis causas de nulidade ou anulação de uma
pergunta de um questionário inteiro. materiais separados "resíduos", com informações
refinadas é necessário estabelecer respectivas classificações com a ajuda de planilhas,
em que estabelecendo as necessárias cruzamentos entre as perguntas, respostas e ordem
modelos de apuramento preparados das diferentes variáveis envolvidas no investigação.
APURAMENTO(tabela)
Uma tabela é um resumo de informações relativas a uma ou mais variáveis, que oferece
claro para o leitor o que está a ser descrita, para uma fácil interpretação tabela deve ter
pelo menos: um título apropriado, que deve ser clara e concisa. A própria tabela com as
legendas internas e quantificação dos diferentes elementos das variáveis e notas de
rodapé fazer a caixa clara situação especial da tabela, ou dar o crédito à fonte da
informação.
APRESENTAÇÃO
A informação estatística fica mais claro quando apresentado sob a forma adequadas.
Gráficos, tabelas e gráficos facilitam a análise, mas os cuidados devem ser tomados com
as variáveis que serão apresentadas e como. É aconselhável para saturar um relatório
com gráficos e imagens redundantes, em vez de clareza, criar confusão. Além da
escolha de uma determinada tabela ou gráfico para mostrar os resultados devem feito
não só em termos de variáveis relacionadas, mas o leitor que é presidiu à revisão.
ANÁLISE
A técnica estatística fornece métodos e objetivos que convertem afirmações em
primeira mão especulações cuja confiabilidade pode ser avaliados e fornecer uma
premissa mensuráveis em tomar uma decisão.
PUBLICAÇÃO
Qualquer descoberta é digna de ser comunicada a uma audiência. Além disso, outros
alunos do mesmo problema que pode dar-lhes informações conhecimento e outros
pontos de vista sobre o assunto.