Vous êtes sur la page 1sur 3

www.concurseiroweb.blogspot.

com

Gestão de contratos
Segundo a lei 8666/93, o administrador público deve organizar e implantar
em órgãos públicos um sistema de gestão de contratos, isso inclui o ger-
enciamento,
o acompanhamento e a fiscalização, da execução até o recebimento
do objeto do contrato.
Etapas da gestão de contratos:
1. O gerenciamento do contrato;
1.1 A fiscalização do contrato;
1.2 O recebimento do contrato.
Resumo gestão de contratos
É um serviço administrativo que compreende a gestão geral dos contratos
exercida por um setor ou por um funcionário que trata das questões
gerais
relacionadas aos contratos, como por exemplo: o controle de prazos de
vencimento ou renovação de contratos, as questões ligadas ao equilíbrio
econômico-financeiro, documentação, pagamentos, etc.
•  O administrador público deve se resguardar de responsabilidades no
que diz respeito a contratos e para isso deverá adotar as seguintes medi-
das:
• Criar uma comissão permanente de licitação, propiciando a especializa-
ção,
ou comissões especiais de licitação, para casos que necessitem de
conhecimentos específicos;
•  Implantar um serviço de gestão de contrato. A implantação de um
sistema
especifico de gestão, com estrutura física definida e de um sistema
de controle que pode ser informatizado permite a profissionalização e
forma especialistas na área, resguardando a responsabilidade do adminis-
trador;
•  Designar um fiscal para cada contrato. O fiscal deverá ser um fun-
cionário
da Administração, preferencialmente de cargo efetivo (servidor
www.concurseiroweb.blogspot.com
www.concurseiroweb.blogspot.com
estável, comissionado ou empregado público), designado pelo administra-
dor
através de portaria ou termo próprio, com o conhecimento do
contratado, ou ainda previsto no próprio contrato.
• A fiscalização é um dever da administração.
•  Nomear um funcionário ou comissão para receber o objeto de cada
contrato, com o objetivo de assegurar que o objeto que está sendo rece-
bido
corresponda exatamente ao que foi contratado.
•  Designar uma comissão permanente de sindicância e de processo dis-
ciplinar,
com objetivo de apurar fatos e responsabilidades de forma segura;
•  Providenciar no sentido de que os servidores responsáveis pela fiscal-
ização
dos contratos ou pelo recebimento dos objetos contratados sejam
treinados para o exercício das atividades pertinentes;
•  Providencias junto a área de RH, um treinamento para preparar os em-
pregados
da empresa contratada para trabalhar dentro da repartição
pública e dar-lhes conhecimento dos hábitos e posturas nos recintos ofici-
ais;
•  Orientar os servidores ou empregados públicos sobre como deverão
se relacionar com as empresas contratadas que exercem serviços tercei-
rizados.
Não lhes compete dar ordens, instruções ou repreendê-los,
nem atribuir-lhes tarefas particulares, pois eles não são seus empregados.
Eventuais observações ou queixas devem ser levadas ao fiscal do
contrato ao qual cabe adotar as providências necessárias.
OBS.:
A fiscalização do contrato exercida por um representante da administra-
ção
especialmente designado poderá contar com a contratação de terceiros
para assistí-lo e subsidiá-lo de informações referentes a essa atribuição.
www.concurseiroweb.blogspot.com
www.concurseiroweb.blogspot.com
A designação de um representante é obrigatória.
O acompanhamento e a fiscalização da execução do contrato são ob-
rigatórios
a todos os contratos que não se esgotem em um único ato.

www.concurseiroweb.blogspot.com

Centres d'intérêt liés