Vous êtes sur la page 1sur 7

c

Ê Ê Ê 
 
  
O verbo concorda com o sujeito em número e pessoa.
Ex: Bancários iniciam campanha eleitoral.
Ê   
 Ê! 
Quando o sujeito composto vier anteposto ao verbo, o verbo irá para o plural.
Ex: O milho e a soja subiram de preço.
Obs.: Quando os núcleos do sujeito forem sinônimos, o verbo poderá ficar no singular ou no plural.
Ex: Medo e terror nos acompanha (acompanham) sempre.
Quando os núcleos do sujeito vierem resumidos por tudo, nada, alguém ou ninguém, o verbo ficará no singular.
Ex: Dinheiro, mulheres, bebida, nada o atraía.
Quando o sujeito for formado por núcleos dispostos em gradação (ascendente ou descendente) o verbo ficará no
singular ou no plural.
Ex: Uma briga, um vento, o maior furacão não os inquietava (inquietavam).
" #Ê! 
Quando o sujeito composto vier posposto ao verbo, o verbo irá para o plural ou concordará apenas com o núcleo
do sujeito que estiver mais próximo.
Ex: Chegou o pai e a filha. Chegaram o pai e a filha.
$ #Ê! 
Quando o sujeito composto for formado por pessoas gramaticais diferentes, o verbo irá para o plural na pessoa
que tiver prevalência. 1º , 2º , 3º. 2º , 3º.
Ex: Eu, tu e ele fizemos o exercício.
Tu e ele fizeste / fizeram.
% #Ê! 
Quando os núcleos do sujeito vierem ligados pela conjunção "ou" , o verbo ficará no singular se houver idéia de
exclusão. Se houver idéia de inclusão o verbo irá para o plural.
Ex: Pedro ou Antônio será o presidente do clube. (Exclusão)
Laranja ou mamão fazem bem a saúde. (Inclusão)
Ê    
 #Ê! 
Com a expressão "um dos que" o verbo ficará no singular e no plural. O plural é construção dominante.
Ex: Você é um dos que mais estudam (estuda).
" #Ê! 
Quando o sujeito for constituído das expressões "mais de", "menos de", "cerca de" o verbo concordará com o
numeral que segue as expressões.
Ex: Mais de uma pessoa protestou contra a lei.
Mais de vinte pessoas protestaram contra a decisão.
Obs.: Com a expressão "mais de um"pode ocorrer o plural:- Quando o verbo dá idéia de ação recíproca (troca de
ações).
Ex: Mais de uma pessoa se abraçaram.- Quando a expressão "mais de um" vem repetida.
Ex: Mais de um amigo, mais de um parente estavam presentes.
ÿ

$ #Ê! 

Se o pronome interrogativo ou indefinido estiver no singular o verbo só concordará com ele. Se esses pronomes
estiverem no plural o verbo concordará com ele ou com o pronome pessoal.
Ex: Qual de nós?
Alguns de nós.
Qual de nós viajará?
Quais de nós viajarão (viajaremos)?
% #Ê! 
Quando o sujeito for um coletivo o verbo ficará no singular.
Ex: A multidão gritava desesperadamente.
Obs.:
- Quando o coletivo vier seguido de um adjunto no plural, o verbo ficará no singular ou poderá ir para o plural.
Ex: A multidão de torcedores gritava (gritavam) desesperadamente.
& #Ê! 
Quando o sujeito de um verbo for pronome relativo "que", o verbo concordará com o antecedente deste
pronome.
Ex: Sou eu que pago.
' #Ê! 
Quando o sujeito de um verbo for um pronome relativo "quem", o verbo concordará com o antecedente ou ficará
na 3º pessoa do singular concordando com o sujeito quem.
Ex: Sou eu quem paga (pago).
( #Ê! 
Quando o sujeito for formado por nome próprio que só tem plural, não antecipado de artigo, o verbo ficará no
singular; se o nome próprio vier antecipado de artigo o verbo irá para o plural.
Ex: Minas Gerais possui grandes fazendas.
Os Estados Unidos são uma nação poderosa.
) #Ê! 
Os verbos impessoais ficam sempre na 3º pessoa do singular.
Ex: Faz 5 anos...
Havia crianças na fila.
Obs.:
- Também fica na 3º pessoa de singular o verbo auxiliar que se põe junto a um verbo impessoal formando uma
locução verbal.
Ex: Deve haver crianças na fila.
- O verbo existir não é impessoal.
Ex: Existiam crianças na fila.
Devem existir crianças na fila. (O verbo auxiliar de um verbo pessoal concordará com o sujeito).
* #Ê! 
Com os verbos "dar", "bater", "soar" se aparecer o sujeito"relógio"a concordância se fará com ele; se não
aparecer com o sujeito "relógio" a concordância se fará com o número de horas.
Ex: O relógio deu cinco horas.
Deram cinco horas no relógio da matriz. ... relógio da matriz: Adjunto adverbial de lugar.
-

+ #Ê! 

Quando o sujeito for formado por um pronome de tratamento o verbo irá sempre para 3º pessoa.
Vossa Excelência leu meus relatórios?
 #Ê! 
Quando "se" funcionar como partícula apassivadora o verbo concordará normalmente com o sujeito da oração.
Ex: Pintou-se o carro.
Alugam-se casas.
" #Ê! 
Quando o "se" funcionar como Índice de Indeterminação do Sujeito o verbo ficará sempre na 3º pessoa do
singular.
Ex: Precisa-se de secretária.
Vive-se bem aqui.
$ #Ê! 
O verbo parecer, seguido de infinitivo admite duas construções:
- Flexiona-se o verbo parecer e não se flexiona o infinitivo.
- Flexiona-se o infinitivo e não flexiona-se o verbo parecer.
Ex: Os prédios parecem cair.
Os prédios parece caírem.
Ê  
a- Quando, em predicados nominais, o sujeito for representado por um dos pronomes TUDO, NADA, ISTO,
ISSO, AQUILO: o verbo ser ou parecer concordarão com o predicativo.
Ex.: Tudo são flores./Aquilo parecem ilusões.
Poderá ser feita a concordância com o sujeito quando se quer enfatizá-lo.
Ex.: Aquilo é sonhos vãos.
b- O verbo ser concordará com o predicativo quando o sujeito for os pronomes interrogativos QUE ou QUEM.
Ex.: Que são gametas?/ Quem foram os escolhidos?
c- Em indicações de horas, datas, tempo, distância: a concordância será com a expressão numérica
Ex.: São nove horas./ É uma hora.
Em indicações de datas, são aceitas as duas concordâncias pois subentende-se a palavra dia.
Ex.: Hoje são 24 de outubro./ Hoje é (dia) 24 de outubro.
d- Quando o sujeito ou predicativo da oração for pronome pessoal, a concordância se dará com o pronome.
Ex.: Aqui o presidente sou eu.
Se os dois termos (sujeito e predicativo) forem pronomes, a concordância será com o que aparece primeiro,
considerando o sujeito da oração.
Ex.: Eu não sou tu
e- Se o sujeito for pessoa, a concordância nunca se fará com o predicativo.
Ex.: O menino era as esperanças da família.
f- Nas locuções é pouco, é muito, é mais de, é menos de junto a especificações de preço, peso, quantidade,
distância e etc, o verbo fica sempre no singular.
Ex.: Cento e cinqüenta é pouco./ Cem metros é muito.
g- Nas expressões do tipo ser preciso, ser necessário, ser bom o verbo e o adjetivo podem ficar invariáveis,
(verbo na 3ª pessoa do singular e adjetivo no masculino singular) ou concordar com o sujeito posposto.
 

Ex.: É necessário aqueles materiais./ São necessários aqueles materiais.


h- Na expressão é que, usada como expletivo, se o sujeito da oração não aparecer entre o verbo ser e o que,
ficará invariável.Se aparecer, o verbo concordará com o sujeito.

Ex.: Eles é que sempre chegam atrasados./ São eles que sempre chegam atrasados.
Adriana Cristina Mercuri Pinto Graduada em Letras Especialização em Lingüística Aplicada
ƒ sujeito simples - verbo concorda com o suj. simples em pessoa e número
Ex.: uma boa Constituição é desejada por todos os brasileiros / de paz necessitam as pessoas
ƒ sujeito coletivo (sing. na forma com idéia de pl) - verbo fica no singular, concordando com a palavra
escrita não com a idéia
Ex.: o pessoal já saiu
 ,-
quando o verbo se distanciar do suj coletivo, o verbo poderá ir para o pl concordando com a idéia de quantidade
(silepse de número) - a turma concordava nos pontos essenciais, discordavam apenas nos pormenores
ƒ sujeito é um pron de tratamento - verbo fica na 3ª pess
Ex.: Vossa Senhoria não é justo / Vossas Senhorias estão de acordo comigo
ƒ expressão mais de + numeral - verbo concorda com o numeral
Ex.: mais de um candidato prometeu melhorar o país / mais de duas pessoas vieram à festa
 ,. 
mais de um + se (idéia de reciprocidade) - verbo no plural (mais de um sócio se insultaram)
mais de um + mais de um - verbo no plural (mais de um candidato, mais de um representante faltaram à reunião)
ƒ expressões perto de, cerca de, mais de, menos de + suj. no pl. - verbo no plural
Ex.: perto de quinhentos presos fugiram / cerca de trezentas pessoas ganharam o prêmio / mais de mil vozes
pediam justiça / manos de duas pessoas fizeram isto
nomes só usados no plural - a concordância depende da presença ou não de artigo
1. sem artigo - verbo no singular (Minas Gerais produz muito leite / férias faz bem)
2. precedidos de artigo plural - verbo no plural ("Os Lusíadas" exaltam a grandeza do povo português / as
Minas Gerais produzem muito leite)
 ,-
para nomes de obras literárias, admite-se também a concordância ideológica (silepse) com a palavra obra
implícita na frase ("Os Lusíadas" exalta a grandeza do povo português)
ƒ expressões a maior parte, grande parte, a maioria de (= suj. coletivo partitivo) + adj. adnominal no pl. -
verbo concorda com o núcleo do sujeito ou com o especificador (AA)
Ex.: a maior parte dos constituintes se retirou (retiraram) / grande parte dos torcedores aplaudiu (aplaudiram) a
jogada / a maioria dos constituintes votou (votaram)
 ,-
quando a ação só pode ser atribuída à totalidade e não separadamente aos indivíduos, usa-se o singular (um
bando de soldados enchia o pavimento inferior)
ƒ quem (pronome relativo sujeito) - verbo na 3ª pessoa do sing. concordando com o pronome quem ou
concorda com o antecedente
Ex.: fui eu quem falou (falei) / fomos nós quem falou (falamos)
ƒ que ( pronome relativo sujeito) - verbo concorda sempre com o antecedente
Ex.: fomos nós que falamos
*

ƒ sujeito é pron. interrogativo ou indefinido (núcleo) + de nós ou de vós - depende do pron. núcleo
1. pronome-núcleo no sing. - verbo no singular
Ex.: qual de nós votou conscientemente? / nenhum de vós irá ao cinema
1. pronome-núcleo no pl. - verbo na 3ª pessoa do plural ou concordando com o pronome pessoal
Ex.: quais de nós votaram (votamos) conscientemente? / muitos de vós foram (fostes) insultados
ƒ sujeito composto anteposto ao verbo - verbo no plural
Ex.: o anel e os brincos sumiram da gaveta
ƒ com núcleos sinônimos - verbos no singular ou plural (o rancor e o ódio cegou o amante / o desalento e
a tristeza abalaram-me)
ƒ com núcleos em gradação - verbo sing. ou plural (um minuto, uma hora, um dia passa/passam rápido)
ƒ dois infinitivos como núcleos - verbo no singular (estudar e trabalhar é importante
ƒ dois infinitivos exprimindo idéias opostas - verbo no plural (rir e chorar se alternam)
ƒ sujeito composto posposto - concordância normal ou atrativa (com o núcleo mais próximo)
Ex.: discutiram/discutiu muito o chefe e o funcionário
 ,-
se houver idéia de reciprocidade, verbo vai para o plural (estimam-se o chefe e o funcionário)
quando o verbo ser está acompanhado de substantivo plural, o verbo também se pluraliza (foram vencedores
Pedro e Paulo)
ƒ sujeito composto de diferentes pessoas gramaticais - depende da pessoa prevalente
1. eu + outros pronomes - verbo na 1ª pessoa plural (eu, tu e ele sairemos)
2. tu + eles - verbo na 2ª pessoa do plural (preferência) ou 3ª pessoa do plural (tu e teu colega
estudastes/estudaram?)
 ,-
se o sujeito estiver posposto, também vale a concordância atrativa (saímos/saí eu e tu)
ƒ sujeito composto resumido por um pronome-síntese (aposto) - concordância com o pronome
Ex.: risos, gracejos, piadas, nada a alegrava
ƒ expressão um e outro - verbo no singular ou no plural (um e outro falava/falavam a verdade)
 ,-
com idéia de reciprocidade - verbo no plural (um e outro se agrediram)
ƒ expressão um ou outro - verbo no singular (um ou outro rapaz virava a cabeça para nos olhar)
ƒ sujeito composto ligado por nem - verbo no plural (nem o conforto, nem a glória lhe trouxeram a
felicidade)
 ,-
aparecendo pronomes pessoais misturados, leva-se em conta a prioridade gramatical (nem eu, nem ela fomos
ao cinema)
ƒ expressão nem um nem outro - verbo no singular (nem um nem outro comentou o fato)
ƒ sujeito composto ligado por ou - faz-se em função da idéia transmitida pelo ou
1. idéia de exclusão - verbo no singular (José ou Pedro será eleito para o cargo / um ou outro conhece
seus direitos)
2. idéia de inclusão ou antinomia - verbo no plural (matemática ou física exigem raciocínio lógico / riso ou
lágrimas fazem parte da vida)
A

3. idéia explicativa ou alternativa - concordância com sujeito mais próximo (ou eu ou ele irá / ou ele ou eu
irei)
ƒ expressão um dos que - verbo no singular (um) ou plural (dos que)
Ex.: ele foi um dos que mais falou/falaram
 ,-
se a expressão significar apenas um, verbo no singular (é uma das peças de Nelson Rodrigues que será
apresentada)
ƒ sujeito é número percentual - observar a posição do número percentual em relação ao verbo
1. verbo concorda com termo posposto ao número (80% da população tinha mais de 18 anos / dez por
cento dos sócios saíram da empresa)
2. o verbo concorda com o número quando estiver anteposto a ele (perderam-se 40% da lavoura)
3. verbo no plural, se o número vier determinado por artigo ou pronome no plural (os 87% da produção
perderam-se / aqueles 30% do lucro obtido desapareceram)
ƒ sujeito é número fracionário - verbo concorda com o numerador
Ex.: 1/4 da turma faltou ontem / 3/5 dos candidatos foram reprovados
ƒ sujeito composto antecedido de cada ou nenhum - verbo na 3ª pessoa do singular
Ex.: cada criança, cada adolescente, cada adulto ajudava como podia / nenhum político, nenhuma cidade,
nenhum ser humano faria isso
ƒ sujeito composto ligado por como, assim como, bem como (formas correlativas) - deve-se preferir o
plural, sendo mas raro o singular
Ex.: Rio de Janeiro como Florianópolis são belas cidades / tanto uma, como a outra, suplicava-lhe o perdão
ƒ sujeito composto ligado por com - observar presença ou não de vírgulas
1. verbo no plural sem vírgulas (eu com outros amigos limpamos o quintal)
2. verbo no singular com vírgulas, idéia de companhia (o presidente, com os ministros, desembarcou em
Brasília)
ƒ sujeito indeterminado + SE (IIS) - verbo no singular
Ex.: assistiu-se à apresentação da peça
ƒ sujeito paciente ao lado de um verbo na voz passiva sintética - verbo concorda com o sujeito
Ex.: discutiu-se o plano / discutiram-se os planos
ƒ locução verbal constituída de: parecer + infinitivo - verbo parecer varia ou o infinitivo
Ex.: as pessoas pareciam acreditar em tudo / as pessoas parecia acreditarem em tudo
 ,-
com o infinitivo pronominal, flexiona-se apenas o infinitivo (elas parece zangarem-se com a moça)
ƒ verbos dar, bater e soar + horas - verbos têm como sujeito o número que indica as horas
Ex.: deram dez horas naquele momento / meio-dia soou no velho relógio da igreja
ƒ verbos indicadores de fenômenos da natureza - verbo na 3ª pessoa singular por serem impessoais,
extensivo aos auxiliares se estiverem em locuções verbais
Ex.: geia muito no Sul / choveu por muitas noites no verão
 ,-
em sentido figurado deixam de ser impessoais (choveram vaias para o candidato)
1. haver = existir ou acontecer, fazer (tempo decorrido) é impessoal
Ex.: havia vários alunos na sala (=existiam) / houve bastantes acidentes naquele mês (=aconteceram) / não a
vejo faz uns meses (=faz) / deve haver muitas pessoas na fila (devem existir)
X

 ,. 
considera-se errado o emprego do verbo ter por haver quando tiver sentido de existir ou acontecer (J há um
lugar ali / L tem um lugar ali)
os verbos existir e acontecer são pessoais e concordam com seu sujeito (existiam sérios compromissos /
aconteceram bastantes problemas naquele dia)
1. verbo fazer indicando tempo decorrido ou fenômeno da natureza (impessoal)
Ex.: fazia anos que não vínhamos ao Rio / faz verões maravilhosos nos trópicos
ƒ verbo ser - impessoal quando indica data hora e distância, concordando com a expressão numérica ou a
palavra a que se refere (eram seis horas / hoje é dia doze / hoje é ou são doze / daqui ao centro são treze
quilômetros)
1. se estiver entre dois núcleos das classes a seguir, em ordem, concordará, preferencialmente, com a
classe que tiver prioridade, independente de função sintática.
pronome pessoal > pessoa > subst. concreto > subst. abstrato > pronome indef, demonstr ou interrog
Ex.: Tu és Maria / Maria és tu / Tu és minhas alegrias / Minhas alegrias és tu / Maria é minhas alegrias / Minhas
alegrias é Maria / As terras são a riqueza / A riqueza são as terras / Tudo são flores / Emoções são tudo
 ,-
RL registra que o singular também aparecem ("Tudo é flores no presente" Gonçalves Dias)
1. se o sujeito é palavra coletiva, o verbo concorda com o predicativo (a maoria eram adolescentes / a
maior parte eram problemas)
2. sujeito indica peso, medida, quantidade + é pouco, é muito, é bastante, é suficiente, é tanto, verbo ser no
singular (três mil reais é pouco pelo serviço / dez quilômetros já é bastante para um dia)
ƒ silepse de pessoa - verbo concorda com um elemento implícito
Ex.: a formosura de Páris e Helena foram causa da destruição de Tróia / os brasileiros somos improvisadores
(idéia de inclusão de quem fala entre os brasileiros