Vous êtes sur la page 1sur 3

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO

PARÁ

LIBRAS
DECRETO Nº 5.626, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005.
Capitulo VI

Belém
2011
DECRETO Nº 5.626, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005.

CAPÍTULO VI

DA GARANTIA DO DIREITO À EDUCAÇÃO DAS PESSOAS SURDAS OU

COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA

Art 22. O artigo nos diz que as instituições federais de ensino tem o dever de garantir a inclusão dos
alunos com deficiência auditiva ou surdos por meio da organização de atividades inclusivas como. Mas
não nos diz sobre de onde viriam os recursos para implementação.

I – sobre as inciso primeiro : As instituições de ensino devem criar classes bilíngües abertas para surdos e
ouvintes, com professores bilíngües na educação infantil e nos primeiros anos do ensino fundamental .
Com insto os alunos surdos e com deficiência auditiva são inseridos ao convívio com os ouvintes e ao
mesmo tempo que os alunos especiais aprendem os conteúdos ministrados pelos professores interpretes
os alunos ouvintes aprende noções de Libras.

II- sobre as inciso segundo. As instituições de ensino devem também criar classes e escolas bilíngües
para os anos finais do ensino fundamental, médio e profissionalizante. Bem como a presença de
tradutores e interpretes para as disciplinas em que os professores não tem domínio da Libras.

§ 1o São denominadas escolas ou classes de educação bilíngüe aquelas em que a Libras e a modalidade
escrita da Língua Portuguesa sejam línguas de instrução utilizadas no desenvolvimento de todo o
processo educativo.

§ 2° É dever das instituições propiciar um complemento curricular para os alunos surdos em um turno
diferenciado. Utilizando para isto equipamentos tecnológicos que maximizem a aprendizagem do aluno.

§ 3o Com isto os alunos em conjunto com seus pais escolhem se querem estudas com o uso de libras ou
somente com a Língua Portuguesa de forma tradicional.

§ 4 ° Ou seja os alunos ouvintes tem também a garantia de ter uma complementação curricular em um
turno diferenciado da escolarização.

Art. 23. As instituições de ensino devem proporcionar aos alunos surdos e com deficiências auditivas, a
presença de um tradutor interprete de Libras tanto na sala de aula como em outros locais de convivo
educacionais. Bem como mecanismos tecnológicos que facilitem a educação do aluno.

§ 1° Pra que os professores se capacitem sobre as especificidades dos alunos especiais. As instituições de
ensino tem o dever de viabilizar a acesso dos professores à literatura e informações sobre as necessidades
dos alunos surdos.

§ 1° as instituições devem implementar estas medidas para assegurar os alunos surdos o acesso à
educação, comunicação e informação.

Art.24. As instituições de nível médio e superior principalmente as de formação e professores na


modalidade de ensina à distancia devem ter mecanismo tecnológicos de forma a viabilizar a educação e
inclusão das pessoas surdas.