Vous êtes sur la page 1sur 8

TREVISA INVESTIMENTOS SA

Conheça a empresa:
http://www.youtube.com/watch?v=c6zlFlQEch0

Visite o site da empresa:


http://www.trevisa.com.br

A Trevisa foi fundada em 1930 com a denominação Luchsinger,


Madörin & Cia Ltda atuando por várias décadas, e de forma pioneira, como
importante player do setor de fertilizantes no Brasil. Em 2000, após a venda da
Adubos Trevo para a norueguesa Norsk Hydro, passou a focar seus negócios
em navegação e reflorestamento, dois setores com ótimas perspectivas.

Hoje a Companhia participa do mercado de capitais como uma empresa


tradicional, tendo suas ações negociadas na Bovespa.

É um nome que representa expertise em suas áreas de atuação e


mantém uma ótima relação com o mercado. São oito décadas de uma holding
brasileira que está sempre em busca de novos projetos, inovações e
desenvolvimento para suas três empresas controladas: a Navegação Aliança, a
Trevo Florestal, mais conhecida como Treflor e a Trevisa Operadora Portuária.
A Companhia também se dedica a locação de áreas comerciais no seu prédio
sede localizado em Porto Alegre, RS. A Trevisa é a organização responsável
por manter o modelo de gestão e direcionar os negócios de suas controladas.

A empresa e suas controladas possuem uma variada carteira de


clientes, comprometidas em manter projetos de longo prazo com cada um
deles. Conquistando e justificando sua confiança, a Trevisa alcançou uma
posição de destaque no mercado do Rio Grande do Sul, especificamente nos
ramos da navegação e do reflorestamento. A empresa atua focada nestes
setores com características diferentes o que se constitui numa prática eficiente
para a redução de riscos e rentabilidade compatível. Mesmo atuando de forma
independente, todas as empresas seguem um modelo de gestão coeso, guiado
por um planejamento estratégico atento às tendências de mercado no Brasil e
no mundo.

A Trevisa, ao longo de sua trajetória, atuou em diversos setores de


atividade, mas continuou sendo amparada por valores como a
responsabilidade ambiental, social e ética, o foco no cliente, a confiança em
seus colaboradores e o trabalho em equipe. A empresa, através de suas
controladas, investe na seleção, capacitação e treinamento de profissionais
aptos ao desenvolvimento coletivo, como pessoas e como integrantes
fundamentais do modelo de gestão.

Em 2010, ano em que a Trevisa completa 80 anos de atividade, a sua


controlada Navegação Aliança inaugura mais uma embarcação da Série
Fundadores, reafirmando a sua disposição em ser uma referência nos setores
em que atua e cumprindo o seu papel como agente do desenvolvimento de
nossa sociedade.

CONTROLADAS:

1. NAVEGAÇÃO ALIANÇA

A maior frota da Bacia Sul do Brasil.


A Navegação Aliança, empresa controlada pela Trevisa, desponta como
um dos principais atores no setor de logística de transporte hidroviário do Rio
Grande do Sul. Operando em diversos portos e terminais, principalmente em
Rio Grande, Porto Alegre, Estrela e Taquari, a empresa conta com a maior
frota própria em atividade na Bacia Sul. São 17 embarcações com capacidade
estática de 53 mil toneladas de carga, seguindo um sistema de trabalho que
prima pela responsabilidade e pela sustentabilidade.

Área de Atuação
A Navegação Aliança tem sua área de atuação concentrada na Bacia
Sul. Operando principalmente na Lagoa dos Patos e nos rios Gravatai e
Taquari, faz o transporte de fertilizantes, grãos, celulose, cavaco de madeira e
carga geral em container. Liga as cidades de Rio Grande, Pelotas, Porto
Alegre, Taquari e Estrela.
Frota
A Navegação Aliança conta com uma frota de 17 embarcações. Juntas,
elas equivalem a mais de dois mil caminhões ou 50 mil toneladas de carga.

2. Trevisa Operadora Portuária Ltda.

A partir de 2007, a Trevisa e a Navegação Aliança, através da


subsidiária Trevisa Operadora Portuária Ltda, passaram a operar no Porto de
Estrela, situado às margens do Rio Taquari-RS, com o objetivo de oferecer aos
seus clientes os serviços de movimentação e armazenagem de granéis como
fertilizantes, soja e milho.
Os armazéns têm capacidade para 50.000 toneladas, equipados com
aeração e termometria.
O porto de Estrela é um terminal hidro-rodo-ferroviário, cuja integração
dos modais de transporte permite o escoamento racional da produção agrícola
do Rio Grande do Sul.

3. TREVO FLORESTAL

A Trevo Florestal conta com uma área de 12 mil hectares ao sul de Rio
Grande. Despontando como uma das grandes representantes do setor de
reflorestamento regional, produz pinus e eucaliptos em cerca de 7.000 hectares
plantados em uma área própria, junto à Reserva Ecológica do Taim, no Rio
Grande do Sul. São aproximadamente 15 quilômetros de costa marítima
administrados com uma filosofia de harmonia entre os processos de trabalho,
meio ambiente e comunidade local. Renovação é a palavra de ordem.
Um dos principais objetivos de suas atividades é manter-se como uma
referência nacional no gerenciamento auto-sustentável de florestas plantadas,
gerando produtos florestais dos mais diversos segmentos com qualidade
através da melhoria contínua. A produção é direcionada aos principais
mercados consumidores nacionais e internacionais, portanto o desempenho de
cada atividade é controlado por rigorosos indicadores de qualidade e
produtividade.

PRINCIPAIS INDICADORES FUNDAMENTALISTAS

LP: 4,95
PSR: 0,56
LPA EM 2010: 2,57
VPA: 18,63
MARGEM BRUTA; 31,3%

PRINCIPAIS DADOS SOBRE OS INDICADORES DA EMPRESA

Acesse:

http://www.bmfbovespa.com.br/empresas/consbov/ArquivoComCabecalho.asp?
motivo=&protocolo=238564&funcao=visualizar&site=B

http://www.bmfbovespa.com.br/empresas/consbov/ArquivoComCabecalho.asp?
motivo=&protocolo=235536&funcao=visualizar&site=B

COMENTÁRIO DOS ADMINISTRADORES SOBRE A SITUAÇAO


FINANCEIRA DA COMPANHIA (Instrução CVM nº 480)

Em linhas gerais, o patrimônio da Companhia é composto por dezessete


embarcações utilizadas para navegação interior na Bacia do Sudeste, através
da sua controlada Navegação Aliança. Além das embarcações, a
controlada Trevo Florestal possui uma área de terras de 12,4 mil
hectares, sendo 4,7 mil florestados com pinus e 1,7 mil florestados com
eucalipto. Por fim, a Trevisa é proprietária de um prédio em Porto Alegre-RS,
onde se localiza a sua sede e são alugados conjuntos comerciais para
terceiros. Este patrimônio nos últimos três anos obteve a seguinte geração
de caixa da atividade operacional, expresso em R$ mil:
Cabe salientar que em 2008 o desempenho da Companhia foi afetado
pela crise financeira internacional, principalmente quanto aos insumos e
produtos relacionados ao agronegócio. Dentre esses destacamos o setor
de fertilizantes, cuja demanda no segundo semestre sofreu forte retração
com conseqüente redução no transporte hidroviário.

Capacidade de pagamento

Considerando que o endividamento da Companhia e suas controladas é


essencialmente de longo prazo, a diretoria entende que a capacidade de
pagamento é compatível com a sua geração de caixa. O índice de liquidez
corrente é superior a um, logo, os compromissos de curto prazo também estão
conforme a sua capacidade de pagamento. Os investimentos da Companhia
em ativos operacionais (novas embarcações ou reformas) visam melhorar o
desempenho operacional com redução de custos. Portanto, a médio e longo
prazos a capacidade de pagamento tende a melhorar em relação à situação
atual. O custo médio do endividamento da Companhia e de suas controladas é
da ordem de 10% a.a. e, portanto, compatível com o seu setor de atividade.

Análise das Demonstrações Financeiras

Receita operacional

Em 2009, a Companhia e suas controladas apresentaram uma receita


bruta de R$ 42.434 mil, inferior em 3,15% em relação ao ano anterior no
montante de R$ 43.816 mil. Esta redução ocorreu na Trevo Florestal na ordem
de R$ 1.404 mil, na Trevisa Operadora Portuária na ordem de R$ 466 mil
compensada por um pequeno aumento de R$ 325 mil na Navegação Aliança.
O motivo da redução no faturamento da Trevo Florestal é oriundo da redução
na venda de madeira e, na Trevisa Operadora Portuária, pela edução de
produtos armazenados, ambos motivados pela crise econômica mundial.
Quanto a Navegação Aliança o faturamento manteve-se nos mesmos
níveis do ano anterior em decorrência de reajuste de preço. Houve uma
redução de 8,5% no volume transportado equivalente a 175 mil toneladas,
principalmente, em fertilizantes e cavacos.

Lucro bruto e margem bruta

O lucro bruto consolidado em 2009 no valor de R$ 12.584 demonstra


um crescimento de 8,53% sobre R$ 11.595 mil apurado em 2008. O aumento
foi de R$ 2.367 na Navegação Aliança, influenciado por reajuste de preço e
melhorias operacionais, contra uma redução de R$ 1.364 mil nas demais
empresas.

Lucro líquido do exercício

O lucro líquido do exercício foi de R$ 2.385 mil e no ano anterior o


resultado é representado por um prejuízo de R$ 3.448 mil. A melhoria no
resultado é influenciada por melhorias operacionais, melhor rentabilidade bruta
e redução das demais despesas de administração.

Componentes importantes da receita

A controlada Navegação Aliança atua no transporte de insumos e


produtos agrícolas (ex: fertilizantes, soja, cavacos de madeira e trigo). Em
2009 verificou-se uma redução do volume transportado de fertilizantes em
decorrência da crise internacional iniciada em 2008. Especificamente
quanto aos elevados estoques remanescentes do ano anterior. O volume de
cavacos de madeira também diminuiu em relação ao ano anterior em
decorrência do forte desaquecimento da economia japonesa. Embora tenha
ocorrido uma redução do volume transportado, a empresa renegociou o valor
dos fretes, permitindo, desta forma uma melhoria na margem operacional.

Resultados operacionais

Dentre os fatores operacionais destacamos a redução no valor do


combustível ocorrida em 2009, impactando positivamente na margem de
contribuição. O combustível é um insumo relevante na composição da margem
da controlada Navegação Aliança. No entanto, a maioria dos contratos com
clientes prevê o repasse automático de eventuais aumentos de preço. Com
relação aos custos fixos, destacamos a mudança de modelo de gestão
quanto à manutenção das embarcações. A empresa passou a realizar a
manutenção com empresa terceirizada em substituição a estrutura própria
localizada em seu estaleiro em Taquari - RS. Desta forma obtivemos uma
redução de custos além de maior flexibilidade e eficiência nos serviços.

Investimentos

A Companhia vem investindo, através da sua controlada Navegação


Aliança, na ampliação e renovação da sua frota. O quadro a seguir
apresenta os investimentos realizados de 2004 a 2009.

A partir de maio/2010 entrou em operação a embarcação Frederico


Madörin, cuja capacidade de transporte será de 4,7 mil ton de granéis sólidos
e cargas em pallets, aumentando a capacidade estática da frota de 48,8 mil ton
para 53,5 mil ton (9,6%).
A controlada Trevo Florestal vem replantando as áreas cortadas de
forma a manter a continuidade da operação no longo prazo. O investimento
anual é da ordem de R$ 400 mil. A empresa, a partir de 2007, investiu na
produção e comercialização de biomassa com aproveitamento de resíduos
florestais.