Vous êtes sur la page 1sur 197
Catarina Castro Dermofarmácia Cosmética 1

Catarina Castro

1. Conceitos e princípios básicos de Dermofarmácia e Cosmética 2.Generalidades sobre a pele 2.1Correlações de

1. Conceitos e princípios básicos de Dermofarmácia e Cosmética 2.Generalidades sobre a pele 2.1Correlações de elementos 2.2 Funções da pele 2.3.Anexos da pele

2.3.1.Unhas

2.3.2.Pêlos

2.3.3.Glândulas sebáceas

2.3.4.Glândulas sudoríparas

da pele 2.3.1.Unhas 2.3.2.Pêlos 2.3.3.Glândulas sebáceas 2.3.4.Glândulas sudoríparas Dermofarmácia Cosmética 2
da pele 2.3.1.Unhas 2.3.2.Pêlos 2.3.3.Glândulas sebáceas 2.3.4.Glândulas sudoríparas Dermofarmácia Cosmética 2
da pele 2.3.1.Unhas 2.3.2.Pêlos 2.3.3.Glândulas sebáceas 2.3.4.Glândulas sudoríparas Dermofarmácia Cosmética 2
2.4.1- Pele normal 2.4.2.Pele seca 2.4.3.Pele gorda 2.4.4. Pele mista 2.4.5.Pele sensível 2.4.5.1.Couperose 2.5.A Pele

2.4.1- Pele normal

2.4.2.Pele seca

2.4.3.Pele gorda 2.4.4. Pele mista

2.4.5.Pele sensível

2.4.5.1.Couperose

2.5.A Pele da criança 2.5.1.Correlações de elementos 2.5.2 Anexos da pele

2.5.A Pele da criança 2.5.1.Correlações de elementos 2.5.2 Anexos da pele Dermofarmácia Cosmética 3
2.5.A Pele da criança 2.5.1.Correlações de elementos 2.5.2 Anexos da pele Dermofarmácia Cosmética 3
2.5.A Pele da criança 2.5.1.Correlações de elementos 2.5.2 Anexos da pele Dermofarmácia Cosmética 3
2.5.3 Particularidades funcionais 2.5.4.Higiene do bébé 2.6. Cosméticos e higiene infantil 2.7.Alguns problemas da pele

2.5.3 Particularidades funcionais

2.5.4.Higiene do bébé

2.6. Cosméticos e higiene infantil

2.7.Alguns problemas da pele do bébé

2.7.1.Eritema das fraldas 2.7.2 Tratamento

2.7.3. Crosta láctea

2.8. A Pele e o seu envelhecimento

2.8.1 Alterações da pele

2.8.2

Diferenças entre a pele do homem e da mulher

2.8.3.

Tratamentos específicos

Diferenças entre a pele do homem e da mulher 2.8.3. Tratamentos específicos Dermofarmácia Cosmética 4
Diferenças entre a pele do homem e da mulher 2.8.3. Tratamentos específicos Dermofarmácia Cosmética 4
Diferenças entre a pele do homem e da mulher 2.8.3. Tratamentos específicos Dermofarmácia Cosmética 4
3. Hidratação 3.1 Conceito 3.2 Origens da perda de água 3.4 Cuidados a ter para

3. Hidratação

3.1 Conceito

3.2

Origens da perda de água

3.4

Cuidados a ter para evitar a desidratação

3.5 Substâncias com propriedades hidratantes

4. Produtos cosméticos e de higiene corporal

4.1 Função de cosmético

4.2. Leites de limpeza 4.2.1Como aplicar um leite de limpeza

4.1 Função de cosmético 4.2. Leites de limpeza 4.2.1Como aplicar um leite de limpeza Dermofarmácia Cosmética
4.1 Função de cosmético 4.2. Leites de limpeza 4.2.1Como aplicar um leite de limpeza Dermofarmácia Cosmética
4.1 Função de cosmético 4.2. Leites de limpeza 4.2.1Como aplicar um leite de limpeza Dermofarmácia Cosmética
4.3.Cremes 4.3.1.Regras gerais para a escolha de um creme cosmético 4.3.2 Creme de dia 4.3.3.Cremes

4.3.Cremes

4.3.1.Regras gerais para a escolha de um creme cosmético 4.3.2 Creme de dia 4.3.3.Cremes de noite 4.3.4.Matérias-primas específicas dos cremes

5. Antitranspirantes e desodorizantes

5.1 Conceitos básicos

5.2.Formas de apresentação

6. Cosmética capilar

6.1. Conceitos gerais

6.2 Alopécia

5.2.Formas de apresentação 6. Cosmética capilar 6.1. Conceitos gerais 6.2 Alopécia Dermofarmácia Cosmética 6
5.2.Formas de apresentação 6. Cosmética capilar 6.1. Conceitos gerais 6.2 Alopécia Dermofarmácia Cosmética 6
5.2.Formas de apresentação 6. Cosmética capilar 6.1. Conceitos gerais 6.2 Alopécia Dermofarmácia Cosmética 6
6.3 Ciclo de vida do cabelo 6.4.Caspa 6.5. Tratamento capilar nas alopécias 6.6.Champôs 7.Radiação solar

6.3 Ciclo de vida do cabelo

6.4.Caspa

6.5. Tratamento capilar nas alopécias

6.6.Champôs

7.Radiação solar e protecção

7.1 Bronzeado

7.2 Fototipos

7.3. Fotoprotecção

8.Celulite

8.1. Conceito

8.2. Histologia da célula adiposa

8.3.Factores

Fotoprotecção 8.Celulite 8.1. Conceito 8.2. Histologia da célula adiposa 8.3.Factores Dermofarmácia Cosmética 7
Fotoprotecção 8.Celulite 8.1. Conceito 8.2. Histologia da célula adiposa 8.3.Factores Dermofarmácia Cosmética 7
Fotoprotecção 8.Celulite 8.1. Conceito 8.2. Histologia da célula adiposa 8.3.Factores Dermofarmácia Cosmética 7
Objectivos Fornecer ao formando uma visão geral das disfunções cutâneas , promover o estudo de

Objectivos

Fornecer ao formando uma visão geral das disfunções cutâneas, promover o estudo de

preparações que exercem acção terapêutica

na pele, estudo de preparações destinadas

à protecção, higiene e correcção (aspecto

e odor) da superfície cutânea e seus

anexos.

higiene e correcção (aspecto e odor) da superfície cutânea e seus anexos . Dermofarmácia Cosmética 8
higiene e correcção (aspecto e odor) da superfície cutânea e seus anexos . Dermofarmácia Cosmética 8
higiene e correcção (aspecto e odor) da superfície cutânea e seus anexos . Dermofarmácia Cosmética 8
Dermofarmácia - Ciência que se preocupa com os cosméticos elaborados, fabricados e distribuídos com os

Dermofarmácia - Ciência que se preocupa com os cosméticos elaborados, fabricados e distribuídos com os preceitos farmacêuticos. Entende-se que o

farmacêutico como técnico de saúde tem toda a

capacidade e os conhecimentos necessários para

aconselhar devidamente os produtos a serem utilizados na melhoria da saúde.

para aconselhar devidamente os produtos a serem utilizados na melhoria da saúde. Dermofarmácia Cosmética 9
para aconselhar devidamente os produtos a serem utilizados na melhoria da saúde. Dermofarmácia Cosmética 9
para aconselhar devidamente os produtos a serem utilizados na melhoria da saúde. Dermofarmácia Cosmética 9
 Produto cosmético e de higiene corporal Toda a substância ou preparação destinada a ser

Produto cosmético e de higiene corporal

Toda a substância ou preparação destinada a ser posta em contacto com as diversas

partes do corpo humano (epiderme, sistema

piloso e capilar, unhas, lábios, orgãos genitais externos, dentes e mucosas bucais) tendo em vista limpá-los e protegê-los a

fim de os manter em bom estado, modificando o seu aspecto ou corrigindo os seus odores corporais.

os manter em bom estado, modificando o seu aspecto ou corrigindo os seus odores corporais. Dermofarmácia
os manter em bom estado, modificando o seu aspecto ou corrigindo os seus odores corporais. Dermofarmácia
os manter em bom estado, modificando o seu aspecto ou corrigindo os seus odores corporais. Dermofarmácia
2.1Correlações de elementos A pele é o maior orgão do corpo humano, atingindo até 16%

2.1Correlações de elementos

A pele é o maior orgão do corpo humano,

atingindo até 16% do peso corporal. Anatómicamente é composta por 3 camadas, epiderme, derme e hipoderme.

do peso corporal. Anatómicamente é composta por 3 camadas, epiderme, derme e hipoderme. Dermofarmácia Cosmética 11
do peso corporal. Anatómicamente é composta por 3 camadas, epiderme, derme e hipoderme. Dermofarmácia Cosmética 11
do peso corporal. Anatómicamente é composta por 3 camadas, epiderme, derme e hipoderme. Dermofarmácia Cosmética 11
Dermofarmácia Cosmética 12
Dermofarmácia Cosmética 12
Dermofarmácia Cosmética 12
Dermofarmácia Cosmética 12
Epiderme  camada mais externa da pele  células epiteliais ( queratinócitos: são produzidas na

Epiderme

camada mais externa da pele

células epiteliais (queratinócitos: são produzidas na

camada mais inferior da epiderme (camada basal), e evoluem

até à superfície sofrem processo de queratinização, que dá origem à camada córnea (fina película de células mortas).

melanócitos ( produzem melanina), células de defesa imunológica

células de merkel ( sistema sensorial).

 células de defesa imunológica  células de merkel ( sistema sensorial). Dermofarmácia Cosmética 13
 células de defesa imunológica  células de merkel ( sistema sensorial). Dermofarmácia Cosmética 13
 células de defesa imunológica  células de merkel ( sistema sensorial). Dermofarmácia Cosmética 13
Derme  A derme dá solução de continuidade à camada basal. É constituída por: 

Derme

A derme dá solução de continuidade à camada basal. É constituída por:

fibras de colagénio, fibras elásticas e fibras de reticulina, numa rede na qual estão envolvidos vasos sanguíneos e linfáticos, elementos nervosos, foliculos pilosos, glândulas sebáceas, canais excretores das glândulas sudoríparas e órgãos sensoriais.

sebáceas, canais excretores das glândulas sudoríparas e órgãos sensoriais . Dermofarmácia Cosmética 14
sebáceas, canais excretores das glândulas sudoríparas e órgãos sensoriais . Dermofarmácia Cosmética 14
sebáceas, canais excretores das glândulas sudoríparas e órgãos sensoriais . Dermofarmácia Cosmética 14
Hipoderme  considerada uma camada da pele, embora a sua estrutura, localização e função sejam

Hipoderme

considerada uma camada da pele, embora a sua estrutura, localização e função sejam bastante

particulares. Trata-se de um tecido complexo de

união aos órgãos internos que cobre e protege de forma mais directa. A existência de células gordas adipósitos” tornam este tecido muito propício a

pequenas alterações, que são um problema para a estética, a tão conhecida celulite

a pequenas alterações, que são um problema para a estética, a tão conhecida celulite Dermofarmácia Cosmética
a pequenas alterações, que são um problema para a estética, a tão conhecida celulite Dermofarmácia Cosmética
a pequenas alterações, que são um problema para a estética, a tão conhecida celulite Dermofarmácia Cosmética
PELICULA HIDROLIPÍDICA  Espécie de unto que cobre toda a superfície da pele , protegendo-a

PELICULA HIDROLIPÍDICA

Espécie de unto que cobre toda a superfície da pele, protegendo-a das agressões do meio externo principalmente em relação às variações do grau

higrométrico “protecção em relação há desidratação”.

O manto hidrolipidico é constituído, basicamente, por uma solução aquosa proveniente do suor, por uma solução untuosa proveniente da segregação sebácea e por resíduos da própria transformação das células

epidérmicas na sua ascensão contínua para a superfície.

A composição desta película é bastante complexa e varia de acordo com o tipo de pele, mas principalmente com as características intrínsecas do indivíduo.

o tipo de pele , mas principalmente com as características intrínsecas do indivíduo. Dermofarmácia Cosmética 16
o tipo de pele , mas principalmente com as características intrínsecas do indivíduo. Dermofarmácia Cosmética 16
o tipo de pele , mas principalmente com as características intrínsecas do indivíduo. Dermofarmácia Cosmética 16
Dermofarmácia Cosmética 17
Dermofarmácia Cosmética 17
Dermofarmácia Cosmética 17
Dermofarmácia Cosmética 17
2.2. Funções da pele  Protecção : é um orgão barreira, divide o meio interno

2.2. Funções da pele

Protecção: é um orgão barreira, divide o meio interno do externo.

Barreira microbiológica a pele possui alguma flora saprófita que impede a colonização por outros microorganismos patogénicos. No entanto em

condições adversas esta flora saprófita pode tornar-se

patogénicas a ( alteração do PH).

Barreira química - protege contra a agressão diária de diversas substâncias químicas (solventes, detergentes).

contra a agressão diária de diversas substâncias químicas (solventes, detergentes). Dermofarmácia Cosmética 18
contra a agressão diária de diversas substâncias químicas (solventes, detergentes). Dermofarmácia Cosmética 18
contra a agressão diária de diversas substâncias químicas (solventes, detergentes). Dermofarmácia Cosmética 18
 Barreira contra as radiações – os pigmentos pertencentes à família das melaninas conseguem absorver

Barreira contra as radiações os pigmentos pertencentes à família das melaninas conseguem

absorver parte das radiações que incidem na pele. A quantidade de melanina condiciona o nível de protecção solar, a cor da pele, as diferenças entre

raças. Barreira térmica a temperatura corporal é cerca de 37ºc, variando de acordo com a zona corporal. Barreira eléctrica o extracto córneo tem menos água que o meio interno logo o menos condutor.

– o extracto córneo tem menos água que o meio interno logo o menos condutor. Dermofarmácia
– o extracto córneo tem menos água que o meio interno logo o menos condutor. Dermofarmácia
– o extracto córneo tem menos água que o meio interno logo o menos condutor. Dermofarmácia
 Sensorial: a pele tem terminações nervosas modificadas na extremidade que percepcionam os estímulos do

Sensorial: a pele tem terminações nervosas

modificadas na extremidade que percepcionam os

estímulos do meio externo. Temos assim diversos tipos de receptores que nos transmitem as sensações de tacto, frio/calor, textura, dor, etc.

Termorregulação: efectuada pela activação / desactivação das glândulas sudoríparas (anexos da pele) consoante as condições do meio externo.

Para a produção de suor estas glândulas vão

buscar calor ao sangue diminuindo a temperatura corporal.

de suor estas glândulas vão buscar calor ao sangue diminuindo a temperatura corporal. Dermofarmácia Cosmética 20
de suor estas glândulas vão buscar calor ao sangue diminuindo a temperatura corporal. Dermofarmácia Cosmética 20
de suor estas glândulas vão buscar calor ao sangue diminuindo a temperatura corporal. Dermofarmácia Cosmética 20
 Comunicação – relacionada com a percepção de estímulos.  Metabolismo – elevada capacidade

Comunicação relacionada com a percepção de estímulos.

Metabolismo elevada capacidade metabólica sendo que algumas substâncias são eliminadas de um modo tão extenso. Produz algumas substâncias que são incorporadas nas células epiteliais (melanina), produção de fibras do tecido conjuntivo e substância fundamental.

( melanina ), produção de fibras do tecido conjuntivo e substância fundamental. Dermofarmácia Cosmética 21
( melanina ), produção de fibras do tecido conjuntivo e substância fundamental. Dermofarmácia Cosmética 21
( melanina ), produção de fibras do tecido conjuntivo e substância fundamental. Dermofarmácia Cosmética 21
2.3.1.Unhas  Localizadas na falange distal dos dedos.  É composta por placas de queratina

2.3.1.Unhas

2.3.1.Unhas  Localizadas na falange distal dos dedos.  É composta por placas de queratina fortemente

Localizadas na falange distal dos dedos. É composta por placas de queratina fortemente

aderidas, apartir da diferenciação de células epiteliais

da raiz. O crescimento da unha é muito mais rápido na criança que no adulto. A cutícula serve de protecção à entrada de microorganismos.

que no adulto.  A cutícula serve de protecção à entrada de microorganismos. Dermofarmácia Cosmética 22
que no adulto.  A cutícula serve de protecção à entrada de microorganismos. Dermofarmácia Cosmética 22
que no adulto.  A cutícula serve de protecção à entrada de microorganismos. Dermofarmácia Cosmética 22
2.3.2.Pêlos  São estruturas delgadas feitas de queratina que se desenvolvem no folículo piloso. 

2.3.2.Pêlos

São estruturas delgadas feitas de queratina que se desenvolvem no folículo piloso. Existem em quase todo o corpo excepto em regiões bem delimitadas como a palma das mãos e plantas dos pés variam em espessura e ritmo de crescimento.

como a palma das mãos e plantas dos pés  variam em espessura e ritmo de
como a palma das mãos e plantas dos pés  variam em espessura e ritmo de
como a palma das mãos e plantas dos pés  variam em espessura e ritmo de
Crescimento é descontínuo alternando com fases de repouso. Período de vida do pêlo:  Fase

Crescimento é descontínuo alternando com

fases de repouso. Período de vida do pêlo:

Fase anagénica: dura 5 a 8 anos cerca de 80% dos cabelos. Dá origem ao cabelo ao seu

crescimento e maturidade.

Fase catagénica: dura cerca de 3 semanas cerca de 0.1% dos cabelos, (fase de paragem)

Fase telogénica: algumas semanas cerca de 15% dos cabelo, (degeneração progressiva do cabelo ou pêlo).

semanas – cerca de 15% dos cabelo, (degeneração progressiva do cabelo ou pêlo). Dermofarmácia Cosmética 24
semanas – cerca de 15% dos cabelo, (degeneração progressiva do cabelo ou pêlo). Dermofarmácia Cosmética 24
semanas – cerca de 15% dos cabelo, (degeneração progressiva do cabelo ou pêlo). Dermofarmácia Cosmética 24
2.3.3.Glândulas sebáceas  Localizadas praticamente no corpo todo,  com prevalência na face, couro cabeludo

2.3.3.Glândulas sebáceas

2.3.3.Glândulas sebáceas  Localizadas praticamente no corpo todo,  com prevalência na face, couro cabeludo e

Localizadas praticamente no corpo todo, com prevalência na face, couro cabeludo e porção superior do tronco,

não existem nas palmas das mãos e pés. Desembocam na porção terminal do folículo piloso. A sua secreção é uma mistura complexa de lípidos que deixam a pele oleosa.

 A sua secreção é uma mistura complexa de lípidos que deixam a pele oleosa. Dermofarmácia
 A sua secreção é uma mistura complexa de lípidos que deixam a pele oleosa. Dermofarmácia
 A sua secreção é uma mistura complexa de lípidos que deixam a pele oleosa. Dermofarmácia
Dermofarmácia Cosmética 26
Dermofarmácia Cosmética 26
Dermofarmácia Cosmética 26
Dermofarmácia Cosmética 26
2.3.4.Glândulas sudoríparas  Localizadas praticamente no corpo todo, são estruturas tubulosas simples,  formando

2.3.4.Glândulas sudoríparas

2.3.4.Glândulas sudoríparas  Localizadas praticamente no corpo todo, são estruturas tubulosas simples,  formando

Localizadas praticamente no corpo todo, são estruturas tubulosas simples, formando um enovelado imerso na derme. Sua secreção é suor.

tubulosas simples,  formando um enovelado imerso na derme.  Sua secreção é suor. Dermofarmácia Cosmética
tubulosas simples,  formando um enovelado imerso na derme.  Sua secreção é suor. Dermofarmácia Cosmética
tubulosas simples,  formando um enovelado imerso na derme.  Sua secreção é suor. Dermofarmácia Cosmética
Dermofarmácia Cosmética 28
Dermofarmácia Cosmética 28
Dermofarmácia Cosmética 28
Dermofarmácia Cosmética 28
2.4.1- Pele normal É a pele cuja fisiologia se processa correctamente sem excessos, seja pela
2.4.1- Pele normal É a pele cuja fisiologia se processa correctamente sem excessos, seja pela

2.4.1- Pele normal

É a pele cuja fisiologia se processa correctamente

sem excessos, seja pela falta de água seja pela falta de gordura.

Exame visual:

tez clara, vascularização ideal, luminosa,

uniforme,

textura lisa.

tez clara,  vascularização ideal,  luminosa,  uniforme,  textura lisa. Dermofarmácia Cosmética 29
tez clara,  vascularização ideal,  luminosa,  uniforme,  textura lisa. Dermofarmácia Cosmética 29
tez clara,  vascularização ideal,  luminosa,  uniforme,  textura lisa. Dermofarmácia Cosmética 29
Exame táctil :  fresca,  suave,  espessa,  firme Atendimento :  higiene

Exame táctil:

fresca,

suave,

espessa,

firme

Atendimento:

fresca,  suave,  espessa,  firme Atendimento :  higiene suave para manter pH e

higiene suave para manter pH e flora;

protector solar

Evitar: sabões com demasiada frequência;

água calcária;

 protector solar  Evitar : sabões com demasiada frequência;  água calcária; Dermofarmácia Cosmética 30
 protector solar  Evitar : sabões com demasiada frequência;  água calcária; Dermofarmácia Cosmética 30
 protector solar  Evitar : sabões com demasiada frequência;  água calcária; Dermofarmácia Cosmética 30
2.4.2.Pele seca  É uma pele muito frágil  apresenta desconforto constante ,  rídulas

2.4.2.Pele seca

É uma pele muito frágil

apresenta desconforto constante,

rídulas de desidratação, pouca % de lípidos e água.

de desidratação,  pouca % de lípidos e água . Atendimento :  limpar suavemente com

Atendimento:

limpar suavemente com engordurantes e hidratantes ( leites, cremes, loção ,agua termal).

Restaurar a hidratação do estrato córneo para evitar disfunções e irritações( máscara, hidratante e nutritiva, exfoliante).

para evitar disfunções e irritações( máscara, hidratante e nutritiva, exfoliante). Dermofarmácia Cosmética 31
para evitar disfunções e irritações( máscara, hidratante e nutritiva, exfoliante). Dermofarmácia Cosmética 31
para evitar disfunções e irritações( máscara, hidratante e nutritiva, exfoliante). Dermofarmácia Cosmética 31
Evitar :  contacto repetido com a água (pele torna-se áspera e rugosa);  a
Evitar :  contacto repetido com a água (pele torna-se áspera e rugosa);  a

Evitar:

contacto repetido com a água (pele torna-se áspera e rugosa);

a utilização de tensioactivos detergentes e certos

solventes, ( incapacidade de defesa da barreira

córnea).

roupa sintética

demasiado apertada;

agressores climáticos.

córnea).  roupa sintética  demasiado apertada;  agressores climáticos. Dermofarmácia Cosmética 32
córnea).  roupa sintética  demasiado apertada;  agressores climáticos. Dermofarmácia Cosmética 32
córnea).  roupa sintética  demasiado apertada;  agressores climáticos. Dermofarmácia Cosmética 32
2.4.3.Pele gorda  Pele com actividade exagerada das glândulas sebáceas que produzem quantidades anormais de

2.4.3.Pele gorda

2.4.3.Pele gorda  Pele com actividade exagerada das glândulas sebáceas que produzem quantidades anormais de sebo

Pele com actividade exagerada das glândulas sebáceas que produzem quantidades anormais de sebo cutâneo (mistura de lípidos, ceras, hidrocarbonetos, fosfolípidos, colesterol) o que lhe confere uma certa capacidade emulsiva. Como o

sebo é produzido em excesso, este espalha-se à

superfície da epiderme dando origem à pele brilhante e untuosa ao tacto.

espalha-se à superfície da epiderme dando origem à pele brilhante e untuosa ao tacto . Dermofarmácia
espalha-se à superfície da epiderme dando origem à pele brilhante e untuosa ao tacto . Dermofarmácia
espalha-se à superfície da epiderme dando origem à pele brilhante e untuosa ao tacto . Dermofarmácia
Factores :  problemas de origem genética ,  modificações hormonais,  tensão (stress) 

Factores :

problemas de origem genética,

modificações hormonais,

tensão (stress)

agressões químicas

exposição aos raios U.V.

 agressões químicas  exposição aos raios U.V . Uma pele oleosa devido a razões de

Uma pele oleosa devido a razões de ordem interna ou simplesmente por higiene inadequada, pode

originar:

inflamação (Acne vulgaris) que poderá ser agravada com o aparecimento de borbulhas e infecção localizada (acne poliforme).

ser agravada com o aparecimento de borbulhas e infecção localizada (acne poliforme). Dermofarmácia Cosmética 34
ser agravada com o aparecimento de borbulhas e infecção localizada (acne poliforme). Dermofarmácia Cosmética 34
ser agravada com o aparecimento de borbulhas e infecção localizada (acne poliforme). Dermofarmácia Cosmética 34
Atendimento :  Limpeza sem agressão;  Utilizar produtos suaves e não comedogénicos (geles, leites

Atendimento:

Atendimento :  Limpeza sem agressão;  Utilizar produtos suaves e não comedogénicos (geles, leites

Limpeza sem agressão;

Utilizar produtos suaves e não comedogénicos (geles, leites desmaquilhantes fluidos);

Diminuir a secreção sebácea e a hiperqueratose superficial (loção adstringente ou agua termal); Fechar os poros ( exfoliante 1 2 vezes/semana);

Mascara adstringente e purificante.

os poros ( exfoliante 1 – 2 vezes/semana);  Mascara adstringente e purificante. Dermofarmácia Cosmética 35
os poros ( exfoliante 1 – 2 vezes/semana);  Mascara adstringente e purificante. Dermofarmácia Cosmética 35
os poros ( exfoliante 1 – 2 vezes/semana);  Mascara adstringente e purificante. Dermofarmácia Cosmética 35
Evitar :  Espremer pontos negros;  Produtos demasiado deslipidizantes e irritantes (loções canforadas, ácidos,

Evitar:

Evitar :  Espremer pontos negros;  Produtos demasiado deslipidizantes e irritantes (loções canforadas, ácidos,

Espremer pontos negros;

Produtos demasiado deslipidizantes e irritantes (loções canforadas, ácidos, com elevada % de

álcool);

Práticas de higiene demasiado frequentes;

Cremes gordos e comedogénicos;

Exposição solar intensa.

demasiado frequentes;  Cremes gordos e comedogénicos;  Exposição solar intensa. Dermofarmácia Cosmética 36
demasiado frequentes;  Cremes gordos e comedogénicos;  Exposição solar intensa. Dermofarmácia Cosmética 36
demasiado frequentes;  Cremes gordos e comedogénicos;  Exposição solar intensa. Dermofarmácia Cosmética 36
2.4.4. Pele mista  Brilho na zona t (testa, nariz e queixo) mantém-se como no

2.4.4. Pele mista

2.4.4. Pele mista  Brilho na zona t (testa, nariz e queixo) mantém-se como no caso

Brilho na zona t (testa, nariz e queixo) mantém-se como no caso das peles gordurosas, mas

simultaneamente apresenta superfícies sem

gordura com tendência a ficarem secas e irritadas (maçãs do rosto).

Higiene e tratamento: limpar, equilibrar, esfoliar e tratar as duas áreas em separado e com os produtos adequados.

equilibrar, esfoliar e tratar as duas áreas em separado e com os produtos adequados. Dermofarmácia Cosmética
equilibrar, esfoliar e tratar as duas áreas em separado e com os produtos adequados. Dermofarmácia Cosmética
equilibrar, esfoliar e tratar as duas áreas em separado e com os produtos adequados. Dermofarmácia Cosmética
2.4.5.Pele sensível A pele sensível não é um tipo característico de pele mas um estado

2.4.5.Pele sensível

2.4.5.Pele sensível A pele sensível não é um tipo característico de pele mas um estado funcional

A pele sensível não é um tipo característico de pele mas um estado funcional reactivo enquadrado por determinados parâmetros fixos:

Espessura da pele (fina); Coloração (clara); Intensidade de fluxo sanguíneo (capilaridade superficial); Secreção sebo-sudorípara (diminuída); Sistema neurosensitivo (exacerbado); Sistema imunitário cutâneo específico afectado (alergenicidade).

(exacerbado);  Sistema imunitário cutâneo específico afectado (alergenicidade ). Dermofarmácia Cosmética 38
(exacerbado);  Sistema imunitário cutâneo específico afectado (alergenicidade ). Dermofarmácia Cosmética 38
(exacerbado);  Sistema imunitário cutâneo específico afectado (alergenicidade ). Dermofarmácia Cosmética 38
Principais indicadores de superfície para uma pele sensível:  O grau de hidratação, que normalmente
Principais indicadores de superfície para uma pele sensível:  O grau de hidratação, que normalmente

Principais indicadores de superfície para uma

pele sensível:

O grau de hidratação, que normalmente esta diminuído;

A aprovação sebácea que é reduzida;

A emulsão hidrolipídica, que tem uma acção ineficaz, pelo que a protecção da epiderme é nula, tornando exacerbada a reacção da pele aos elementos agressores.

da epiderme é nula, tornando exacerbada a reacção da pele aos elementos agressores . Dermofarmácia Cosmética
da epiderme é nula, tornando exacerbada a reacção da pele aos elementos agressores . Dermofarmácia Cosmética
da epiderme é nula, tornando exacerbada a reacção da pele aos elementos agressores . Dermofarmácia Cosmética
Podemos considerar que uma pele sensível é:  Uma pele reactiva sujeita a rosácea ,
Podemos considerar que uma pele sensível é:  Uma pele reactiva sujeita a rosácea ,

Podemos considerar que uma pele sensível é:

Uma pele reactiva sujeita a rosácea,

Uma pele que não suporta nada: fica avermelhada, com ardor em contacto com elementos externos ou

internos.

Esta sensibilidade deve-se a uma hiper-reactividade do sistema microcirculatório papilar dérmico e uma hiper-reactividade irritativa e alergénica devido a

causas específicas de ordem externa: calor, frio,

vento, radiações UV e causas específicas de ordem interna: hormonais, digestivas e emocionais.

UV e causas específicas de ordem interna: hormonais, digestivas e emocionais . Dermofarmácia Cosmética 40
UV e causas específicas de ordem interna: hormonais, digestivas e emocionais . Dermofarmácia Cosmética 40
UV e causas específicas de ordem interna: hormonais, digestivas e emocionais . Dermofarmácia Cosmética 40
Um produto para pele sensível deve conter:  Calmamantes, suavizantes,  Produtos que reduzem o
Um produto para pele sensível deve conter:  Calmamantes, suavizantes,  Produtos que reduzem o

Um produto para pele sensível deve conter:

Calmamantes, suavizantes, Produtos que reduzem o fluxo sanguíneo superficial. Produtos protectores das agressões ambientais:

radiações, poluição. Produtos que evitam a desidratação superficial exagerada. Produtos que não contenham na sua composição ingredientes irritantes ou alergénicos.

Produtos que não contenham na sua composição ingredientes irritantes ou alergénicos . Dermofarmácia Cosmética 41
Produtos que não contenham na sua composição ingredientes irritantes ou alergénicos . Dermofarmácia Cosmética 41
Produtos que não contenham na sua composição ingredientes irritantes ou alergénicos . Dermofarmácia Cosmética 41
2.4.5.1.Couperose Surge normalmente numa pele sensível resultante de um problema de micro circulação cutânea. Sinais:

2.4.5.1.Couperose

2.4.5.1.Couperose Surge normalmente numa pele sensível resultante de um problema de micro circulação cutânea. Sinais:

Surge normalmente numa pele sensível resultante de

um problema de micro circulação cutânea.

Sinais:

intolerância a produtos de higiene,

ao clima surgindo vermelhidão numa pele frequentemente fina.

picada,

arde,

repuxa,

os vasos cutâneos tornam-se visíveis.

fina.  picada,  arde,  repuxa,  os vasos cutâneos tornam-se visíveis. Dermofarmácia Cosmética 42
fina.  picada,  arde,  repuxa,  os vasos cutâneos tornam-se visíveis. Dermofarmácia Cosmética 42
fina.  picada,  arde,  repuxa,  os vasos cutâneos tornam-se visíveis. Dermofarmácia Cosmética 42
Exame visual:  eritematosa;  telangiectasias;  vénulas Exame táctil:  quente Dermofarmácia Cosmética

Exame visual:

eritematosa; telangiectasias;

vénulas

Exame táctil:

quente

visual:  eritematosa;  telangiectasias;  vénulas Exame táctil:  quente Dermofarmácia Cosmética 43
visual:  eritematosa;  telangiectasias;  vénulas Exame táctil:  quente Dermofarmácia Cosmética 43
visual:  eritematosa;  telangiectasias;  vénulas Exame táctil:  quente Dermofarmácia Cosmética 43
visual:  eritematosa;  telangiectasias;  vénulas Exame táctil:  quente Dermofarmácia Cosmética 43
Evitar :  radiações solares e solários;  fontes de calor;  dietas picantes; 

Evitar:

radiações solares e solários;

fontes de calor;

dietas picantes;

sabões e exfoliantes;

alcool;

tabaco; Atendimento:

e exfoliantes;  alcool;  tabaco; Atendimento :  leite, loçao ou agua termal;  secar

leite, loçao ou agua termal;

secar sem dermoabrsão;

mascara hidratante;

creme de dia protector;

creme de noite com venotopicos.

 mascara hidratante;  creme de dia protector;  creme de noite com venotopicos . Dermofarmácia

 Dermofarmácia Cosmética 45
 Dermofarmácia Cosmética 45
 Dermofarmácia Cosmética 45
 Dermofarmácia Cosmética 45
Dermofarmác ia Cosmética 46
Qual o seu tipo de pele? coloque um lenço de papel sobre o rosto, fazendo

Qual o seu tipo de pele?

coloque um lenço de papel sobre o rosto, fazendo

uma pressão ligeira com as mãos. Retire e observe:

Se o papel ficar impregnado de gordura, a sua pele

é oleosa.

Se os sinais de gordura forem insignificantes, o sua pele é normal.

Se não houver vestígios de gordura, a sua pele é seca.

Se as zonas gordurosas corresponderem à zona T (testa, nariz e queixo), a sua pele é mista.

as zonas gordurosas corresponderem à zona T (testa, nariz e queixo), a sua pele é mista.
as zonas gordurosas corresponderem à zona T (testa, nariz e queixo), a sua pele é mista.
as zonas gordurosas corresponderem à zona T (testa, nariz e queixo), a sua pele é mista.
OS ERROS MAIS COMUNS  Usar produtos não adaptados ao nosso tipo de pele. 

OS ERROS MAIS COMUNS

Usar produtos não adaptados ao nosso tipo de

pele. Não limpar a pele à noite

Durante a noite, a pele intensifica os mecanismos

de regeneração celular. Deixar os poros sujos e obstruídos toda a noite compromete esse processo de regeneração, favorecendo o envelhecimento precoce e o aparecimento de borbulhas e imperfeições.

favorecendo o envelhecimento precoce e o aparecimento de borbulhas e imperfeições . Dermofarmácia Cosmética 48
favorecendo o envelhecimento precoce e o aparecimento de borbulhas e imperfeições . Dermofarmácia Cosmética 48
favorecendo o envelhecimento precoce e o aparecimento de borbulhas e imperfeições . Dermofarmácia Cosmética 48
 Solução: Limpe a pele do rosto todos os dias antes de ir para a

Solução: Limpe a pele do rosto todos os dias antes

de ir para a cama, retirar a maquilhagem e eliminar

os resíduos de sujidade e poluição acumulados ao longo do dia. De seguida, aplique o creme de noite, que favorece a reparação nocturna da pele. Esquecer o pescoço

O pescoço tem uma pele tão sensível como a do rosto e, por conseguinte, igualmente sujeita a

rugas, manchas e flacidez.

Solução: Aplicar no pescoço o mesmo creme que usa no rosto, estendendo a aplicação à zona do decote, igualmente sensível e exposta às agressões.

estendendo a aplicação à zona do decote, igualmente sensível e exposta às agressões. Dermofarmácia Cosmética 49
Não tratar o contorno de olhos  O contorno dos olhos é a zona mais

Não tratar o contorno de olhos

O contorno dos olhos é a zona mais frágil e sensível do rosto e quase não produz colagénio, pelo que a falta de cuidados adequados faz com que seja a primeira zona a denunciar sinais de

envelhecimento (olheiras, papos e rugas).

Solução: Use uma fórmula específica para esta zona. Aplique uma quantidade equivalente a um grão de arroz sobre a pele limpa, e espalhe com pequenos toques com a ponta do dedo anelar (sem esticar a pele), de dentro para fora. Aplique de manhã e à noite, antes do creme de rosto.

a pele), de dentro para fora . Aplique de manhã e à noite, antes do creme
a pele), de dentro para fora . Aplique de manhã e à noite, antes do creme
a pele), de dentro para fora . Aplique de manhã e à noite, antes do creme
2.5.1.Correlações de elementos A pele da criança é uma pele fina , frágil, sensível, imatura,

2.5.1.Correlações de elementos

2.5.1.Correlações de elementos A pele da criança é uma pele fina , frágil, sensível, imatura, pouco

A pele da criança é uma pele fina, frágil, sensível,

imatura, pouco protegida.

Epiderme Se por um lado é verdade que a camada córnea é

ligeiramente mais fina no recém-nascido do que no

adulto, a epiderme viva não apresenta qualquer diferença em relação à do adulto. No caso de prematuros, a epiderme no seu todo é bastante mais fina, necessitando de cerca de 15 dias para alcançar o

estado de maturação normal do recém-nascido.

de cerca de 15 dias para alcançar o estado de maturação normal do recém-nascido. Dermofarmácia Cosmética
de cerca de 15 dias para alcançar o estado de maturação normal do recém-nascido. Dermofarmácia Cosmética
de cerca de 15 dias para alcançar o estado de maturação normal do recém-nascido. Dermofarmácia Cosmética
Derme As diferenças morfológicas são mais acentuadas do que na epiderme. A derme é bastante

Derme

Derme As diferenças morfológicas são mais acentuadas do que na epiderme. A derme é bastante mais

As diferenças morfológicas são mais acentuadas do que na epiderme. A derme é bastante mais fina no recém-nascido. As fibras de colagénio e elastina são finas e imaturas.

mais fina no recém-nascido . As fibras de colagénio e elastina são finas e imaturas. Dermofarmácia
mais fina no recém-nascido . As fibras de colagénio e elastina são finas e imaturas. Dermofarmácia
mais fina no recém-nascido . As fibras de colagénio e elastina são finas e imaturas. Dermofarmácia
2.5.2 Anexos da pele Glândulas Sudoríparas O funcionamento destas glândulas é imaturo na criança ,
2.5.2 Anexos da pele Glândulas Sudoríparas O funcionamento destas glândulas é imaturo na criança ,

2.5.2 Anexos da pele

Glândulas Sudoríparas O funcionamento destas glândulas é imaturo na

criança, verificando-se assim uma ausência notável

de suor apócrino. O suor tem um papel importante na

eliminação das toxinas, na termo-regulação e na lubrificação da superfície cutânea. As glândulas sudoríparas apócrinas estão em repouso até à puberdade, o que explica a ausência de cheiro de sudação.

estão em repouso até à puberdade, o que explica a ausência de cheiro de sudação. Dermofarmácia
estão em repouso até à puberdade, o que explica a ausência de cheiro de sudação. Dermofarmácia
estão em repouso até à puberdade, o que explica a ausência de cheiro de sudação. Dermofarmácia
Glândulas Sebáceas Estão activas durante a vida fetal, mas entram em repouso após o nascimento.

Glândulas Sebáceas

Glândulas Sebáceas Estão activas durante a vida fetal, mas entram em repouso após o nascimento. Só

Estão activas durante a vida fetal, mas entram em

repouso após o nascimento. Só são reactivadas na puberdade por acção hormonal.

Desta forma, a pele do recém-nascido, gordurosa nos

primeiros três meses, torna-se seca, e por vezes,

muito seca.

A pele da criança apresenta, portanto, um défice em sebo o que faz com que os riscos de desidratação,

gretas e mesmo infecções, sejam mais frequentes do

que no adulto. Devido ao seu défice em sebo e em suor, a criança tem uma superfície lipídica mais fina, menos resistente ás agressões e mais permeável.

uma superfície lipídica mais fina, menos resistente ás agressões e mais permeável. Dermofarmácia Cosmética 54
2.5.3 Particularidades funcionais Função de protecção mecânica Podemos dizer que a protecção mecânica é tão
2.5.3 Particularidades funcionais Função de protecção mecânica Podemos dizer que a protecção mecânica é tão

2.5.3 Particularidades funcionais

Função de protecção mecânica

Podemos dizer que a protecção mecânica é tão eficaz na criança como no adulto, visto que está ligada à estrutura da epiderme viva apesar da coesão celular ser menor.

, visto que está ligada à estrutura da epiderme viva apesar da coesão celular ser menor.
, visto que está ligada à estrutura da epiderme viva apesar da coesão celular ser menor.
, visto que está ligada à estrutura da epiderme viva apesar da coesão celular ser menor.
Função de protecção química e metabólica A água e o álcool penetram, de maneira idêntica
Função de protecção química e metabólica A água e o álcool penetram, de maneira idêntica

Função de protecção química e metabólica

A água e o álcool penetram, de maneira idêntica na pele do recém-nascido e do adulto, o mesmo não

sucedendo com os ácidos gordos, para os quais a

pele do recém-nascido se revela muito mais permeável. Assim, é preciso ser prudente com a aplicação de tópicos sobre a pele do bebé, apesar

dela parecer apta a defender-se.

a aplicação de tópicos sobre a pele do bebé, apesar dela parecer apta a defender-se. Dermofarmácia
a aplicação de tópicos sobre a pele do bebé, apesar dela parecer apta a defender-se. Dermofarmácia
a aplicação de tópicos sobre a pele do bebé, apesar dela parecer apta a defender-se. Dermofarmácia
Espessura e qualidade da camada córnea O prematuro possui uma permeabilidade cutânea mais elevada do
Espessura e qualidade da camada córnea O prematuro possui uma permeabilidade cutânea mais elevada do

Espessura e qualidade da camada córnea

O prematuro possui uma permeabilidade cutânea

mais elevada do que o adulto

Fotoprotecção

É a função menos desenvolvida no recém-nascido. O número de melanócitos é elevado, mas há uma deficiente produção de melanina.

A pele do recém-nascido só atinge a sua maturidade

aos 2 anos.

produção de melanina . A pele do recém-nascido só atinge a sua maturidade aos 2 anos.
produção de melanina . A pele do recém-nascido só atinge a sua maturidade aos 2 anos.
produção de melanina . A pele do recém-nascido só atinge a sua maturidade aos 2 anos.
Função de protecção térmica Assegurado pela sua própria estrutura: sebo, camada córnea e tecido subcutâneo

Função de protecção térmica

Função de protecção térmica Assegurado pela sua própria estrutura: sebo, camada córnea e tecido subcutâneo que

Assegurado pela sua própria estrutura: sebo, camada córnea e tecido subcutâneo que isolam a pele do

calor e do frio.

A pele da criança tal como no adulto assegura a sua termo-regulação, essencialmente através da secreção sudoral.

no adulto assegura a sua termo-regulação, essencialmente através da secreção sudoral. Dermofarmácia Cosmética 58
no adulto assegura a sua termo-regulação, essencialmente através da secreção sudoral. Dermofarmácia Cosmética 58
no adulto assegura a sua termo-regulação, essencialmente através da secreção sudoral. Dermofarmácia Cosmética 58
Função de protecção infecciosa As funções de protecção do estrato córneo , face à infecção,

Função de protecção infecciosa

Função de protecção infecciosa As funções de protecção do estrato córneo , face à infecção, existem

As funções de protecção do estrato córneo, face à infecção, existem desde o nascimento: sendo a

renovação celular muito importante, pois permite

lutar activamente contra as agressões microbianas,

participando também nesta função a película hidrolipídica, o suor e o pH que, rapidamente, se

torna ácido.

função a película hidrolipídica, o suor e o pH que, rapidamente, se torna ácido . Dermofarmácia
função a película hidrolipídica, o suor e o pH que, rapidamente, se torna ácido . Dermofarmácia
função a película hidrolipídica, o suor e o pH que, rapidamente, se torna ácido . Dermofarmácia
2.5.4.Higiene do bébé  Limpar com suavidade e evitar um desenvolvimento importante da flora microbiana

2.5.4.Higiene do bébé

2.5.4.Higiene do bébé  Limpar com suavidade e evitar um desenvolvimento importante da flora microbiana da

Limpar com suavidade e evitar um desenvolvimento importante da flora microbiana da

pele.

Moderação e utilização exclusiva de produtos cuja tolerância e inocuidade tenham sido demonstradas e apresentem respeito pelo equilíbrio fisiológico;

Protecção máxima face às agressões;

respeito pelo equilíbrio fisiológico;  Protecção máxima face às agressões ; Dermofarmácia Cosmética 60
respeito pelo equilíbrio fisiológico;  Protecção máxima face às agressões ; Dermofarmácia Cosmética 60
respeito pelo equilíbrio fisiológico;  Protecção máxima face às agressões ; Dermofarmácia Cosmética 60
 O bebé deverá tomar um banho diário ( 37º ), com particular atenção para
 O bebé deverá tomar um banho diário ( 37º ), com particular atenção para

O bebé deverá tomar um banho diário ( 37º ), com

particular atenção para a lavagem eficaz das

pregas e da zona da fralda;

É aconselhado o uso de sabonetes gordos ou de pains ou syndets, que não alcalinizam a água do banho;

A prevenção das infecções, essencial no recém- nascido, passa igualmente, pela cicatrização do

umbigo e por uma desinfecção adequada do

mesmo, com um anti-séptico em solução aquosa (clorohexidina).

desinfecção adequada do mesmo, com um anti-séptico em solução aquosa (clorohexidina). Dermofarmácia Cosmética 61
desinfecção adequada do mesmo, com um anti-séptico em solução aquosa (clorohexidina). Dermofarmácia Cosmética 61
desinfecção adequada do mesmo, com um anti-séptico em solução aquosa (clorohexidina). Dermofarmácia Cosmética 61
 A lavagem frequente das mãos e o corte regular das unhas .  A
 A lavagem frequente das mãos e o corte regular das unhas .  A

A lavagem frequente das mãos e o corte regular

das unhas.

A muda da fralda frequente ( eritema das nádegas.) O rabinho deve ser limpo com um produto suave e gordo, de modo a respeitar o equilíbrio fisiológico cutâneo com princípios activos calmantes e cicatrizantes (aveia, amêndoas doces). passar com água, e secar bem tendo em atenção as pregas, para que não fiquem húmidas. A

posterior aplicação de um creme protector contendo óxido de zinco permitirá, isolar a epiderme das agressões.

creme protector contendo óxido de zinco permitirá, isolar a epiderme das agressões. Dermofarmácia Cosmética 62
 A higiene do couro cabeludo do bebé : Tendo em conta os cabelos finos

A higiene do couro cabeludo do bebé :

 A higiene do couro cabeludo do bebé : Tendo em conta os cabelos finos e

Tendo em conta os cabelos finos e frágeis do bebé, o

champô a utilizar deve lavar sem ser agressivo para o seu cabelo e couro cabeludo.

Um champô, para ser bem adaptado ao bebé, deve:

- Uma fraca proporção de tensioactivos e suaves; - Um pH próximo do pH lacrimal, para não arder nos olhos; - Uma embalagem de prática utilização, de modo a facilitar o uso bem controlado do produto.

embalagem de prática utilização, de modo a facilitar o uso bem controlado do produto. Dermofarmácia Cosmética
embalagem de prática utilização, de modo a facilitar o uso bem controlado do produto. Dermofarmácia Cosmética
embalagem de prática utilização, de modo a facilitar o uso bem controlado do produto. Dermofarmácia Cosmética
O papel da cosmética é de proteger e/ou embelezar a pele .  Sabonetes: poucos

O papel da cosmética é de proteger e/ou embelezar

a pele.

Sabonetes: poucos detergentes, para não secarem a pele. Para evitar a secura, por vezes são adicionados óleos ou substâncias emolientes;

Pains ou syndets: que de sabonete só têm a aparência. São constituídos por tensioactivos pouco agressivos, associados a adjuvantes gordos. Estes

produtos são aconselhados igualmente para peles secas;

a adjuvantes gordos . Estes produtos são aconselhados igualmente para peles secas; Dermofarmácia Cosmética 64
a adjuvantes gordos . Estes produtos são aconselhados igualmente para peles secas; Dermofarmácia Cosmética 64
a adjuvantes gordos . Estes produtos são aconselhados igualmente para peles secas; Dermofarmácia Cosmética 64
a adjuvantes gordos . Estes produtos são aconselhados igualmente para peles secas; Dermofarmácia Cosmética 64
 Champôs: no bebé, é preferível usar tensioactivos suaves que têm melhor tolerância e quando,

Champôs: no bebé, é preferível usar tensioactivos

suaves que têm melhor tolerância e quando, por

acidente, caem nos olhos não fazem chorar;

Leites de limpeza: muito utilizados, são no entanto responsáveis por 10% das alergias, quando existe predisposição familiar. Estas alergias são favorecidas por uma má utilização do produto. Os

leites de limpeza têm por fim substituir o sabonete

e, sendo produtos de limpeza, devem ser imperativamente retirados com água.

sabonete e, sendo produtos de limpeza, devem ser imperativamente retirados com água . Dermofarmácia Cosmética 65
sabonete e, sendo produtos de limpeza, devem ser imperativamente retirados com água . Dermofarmácia Cosmética 65
sabonete e, sendo produtos de limpeza, devem ser imperativamente retirados com água . Dermofarmácia Cosmética 65
sabonete e, sendo produtos de limpeza, devem ser imperativamente retirados com água . Dermofarmácia Cosmética 65
 Águas de colónia- mesmo isentas de álcool são, por vezes, mal toleradas.  Cremes

Águas de colónia- mesmo isentas de álcool são,

por vezes, mal toleradas.

Cremes gordos- permitem proteger a pele do vento, frio e sol.

vezes, mal toleradas.  Cremes gordos- permitem proteger a pele do vento, frio e sol. Dermofarmácia
vezes, mal toleradas.  Cremes gordos- permitem proteger a pele do vento, frio e sol. Dermofarmácia
vezes, mal toleradas.  Cremes gordos- permitem proteger a pele do vento, frio e sol. Dermofarmácia
vezes, mal toleradas.  Cremes gordos- permitem proteger a pele do vento, frio e sol. Dermofarmácia
2.7.1.Eritema das fraldas A higiene é tão importante como a utilização de produtos adequados, a

2.7.1.Eritema das fraldas

A higiene é tão importante como a utilização de

produtos adequados, a lavagem e mudança frequente das fraldas podem resolver este problema da maneira mais simples evitando cuidados e tratamentos

medicamentosos.

Trata-se de um fenómeno de irritação cutânea e de inflamação da zona, traduzindo-se, este, por lesões eritematosas.

Os riscos de infecção, por vezes graves, são elevados.

este, por lesões eritematosas. Os riscos de infecção, por vezes graves, são elevados. Dermofarmácia Cosmética 67
este, por lesões eritematosas. Os riscos de infecção, por vezes graves, são elevados. Dermofarmácia Cosmética 67
este, por lesões eritematosas. Os riscos de infecção, por vezes graves, são elevados. Dermofarmácia Cosmética 67
Dermofarmácia Cosmética 68
Dermofarmácia Cosmética 68
Dermofarmácia Cosmética 68
Dermofarmácia Cosmética 68
2.7.2 Tratamento  Mudas de fralda repetidas  Uma limpeza cuidadosa e suave aquando da

2.7.2 Tratamento

Mudas de fralda repetidas

Uma limpeza cuidadosa e suave aquando da mudança da fralda, com produtos perfeitamente adaptados;

Reconstituição do manto hidrolipídico de

superfície, isolante, necessário para manter a hidratação dos tecidos;

Um aporte de princípios activos que favorece a queratinização da epiderme.

O uso de anti-sépticos será reservado aos eritemas das nádegas constituídos por lesões húmidas com aparecimento de borbulhas

eritemas das nádegas constituídos por lesões húmidas com aparecimento de borbulhas Dermofarmácia Cosmética 69
eritemas das nádegas constituídos por lesões húmidas com aparecimento de borbulhas Dermofarmácia Cosmética 69
eritemas das nádegas constituídos por lesões húmidas com aparecimento de borbulhas Dermofarmácia Cosmética 69
2.7.3. Crosta láctea
2.7.3. Crosta láctea

Muito frequente no recém-nascido, a crosta do

leite é, no início, o resultado da persistência sobre o couro cabeludo do vernix caseosa (“películas gordurosas” que secam, em alguns dias e esfoliam

frequentemente sob a forma de pequenas

escamas). Frequentemente, aparece no couro cabeludo e no rabinho dando origem a uma dermite seborreica.

aparece no couro cabeludo e no rabinho dando origem a uma dermite seborreica. Dermofarmácia Cosmética 70
aparece no couro cabeludo e no rabinho dando origem a uma dermite seborreica. Dermofarmácia Cosmética 70
aparece no couro cabeludo e no rabinho dando origem a uma dermite seborreica. Dermofarmácia Cosmética 70
Manifestações clínicas  dermite cobre o couro cabeludo como uma verdadeira carapaça, constituída por células

Manifestações clínicas

dermite cobre o couro cabeludo como uma

verdadeira carapaça, constituída por células descamadas, sebo e suor. As crostas espessas e gordurosas dão origem a um eritema. Aglutinam os

cabelos ainda saudáveis, que virão a cair, formando

uma alopécia mais ou menos difusa, mas nunca definitiva. O prurido está sempre ausente.

Sem tratamento, as lesões propagam-se ao rosto, invadindo as pestanas e pálpebras, a nuca e o

pescoço, podendo ainda generalizar-se. Contrariamente, se tratada precocemente, esta dermite do couro cabeludo não deixa qualquer marca

se tratada precocemente, esta dermite do couro cabeludo não deixa qualquer marca Dermofarmácia Cosmética 71
se tratada precocemente, esta dermite do couro cabeludo não deixa qualquer marca Dermofarmácia Cosmética 71
se tratada precocemente, esta dermite do couro cabeludo não deixa qualquer marca Dermofarmácia Cosmética 71
2.7.3. Crosta láctea (cont.) Tratamento da crosta do leite  O principal ingrediente constituinte dos

2.7.3. Crosta láctea (cont.)

Tratamento da crosta do leite

O principal ingrediente constituinte dos óleos para bebés é o óleo mineral acompanhado de óleos

vegetais hidrófilos e emolientes. O óleo deve

apresentar características de fluidez e grande capacidade de espalhamento de forma a não ficar pegajoso ao toque.

de fluidez e grande capacidade de espalhamento de forma a não ficar pegajoso ao toque. Dermofarmácia
de fluidez e grande capacidade de espalhamento de forma a não ficar pegajoso ao toque. Dermofarmácia
de fluidez e grande capacidade de espalhamento de forma a não ficar pegajoso ao toque. Dermofarmácia
de fluidez e grande capacidade de espalhamento de forma a não ficar pegajoso ao toque. Dermofarmácia
2.8.1 ALTERAÇÕES DA PELE
2.8.1 ALTERAÇÕES DA PELE

Com o passar do tempo a pele, torna-se fina e translúcida, regenera-se mais devagar

tornando-se propensa à secura e ao prurido. As principais alterações estruturais da pele incluem secura (aspereza), enrugamento,

pigmentação.

alterações estruturais da pele incluem secura (aspereza), enrugamento, pigmentação. Dermofarmácia Cosmética 73
alterações estruturais da pele incluem secura (aspereza), enrugamento, pigmentação. Dermofarmácia Cosmética 73
alterações estruturais da pele incluem secura (aspereza), enrugamento, pigmentação. Dermofarmácia Cosmética 73
 A característica histológica mais evidente e consistente é o estreitamento da junção dermo -

A característica histológica mais evidente e

consistente é o estreitamento da junção dermo-

epidérmica .

A espessura real da epiderme, é, provavelmente, constante ao longo da vida mas a derme atrofia, e a sua espessura pode diminuir cerca de 20% nas pessoas idosas.

Isto contribui para que a pele dos idosos pareça mais fina e translúcida com o aparecimento das

arteríolas em certas zonas.

pareça mais fina e translúcida com o aparecimento das arteríolas em certas zonas. Dermofarmácia Cosmética 74
pareça mais fina e translúcida com o aparecimento das arteríolas em certas zonas. Dermofarmácia Cosmética 74
pareça mais fina e translúcida com o aparecimento das arteríolas em certas zonas. Dermofarmácia Cosmética 74
2.8.1 Alterações da pele (cont.)  Parece estar confirmada a relação entre a idade e

2.8.1 Alterações da pele (cont.)

Parece estar confirmada a relação entre a idade e a diminuição do número de melanócitos enzimaticamente activos. Embora não seja

conhecido se essas células desaparecem ou

simplesmente se tornam inactivas, parando de produzir pigmento;

a barreira protectora do organismo contra as

radiações U.V. fica diminuída.

Igualmente diminui o número de células de langerhans .

U.V. fica diminuída .  Igualmente diminui o número de células de langerhans . Dermofarmácia Cosmética
U.V. fica diminuída .  Igualmente diminui o número de células de langerhans . Dermofarmácia Cosmética
U.V. fica diminuída .  Igualmente diminui o número de células de langerhans . Dermofarmácia Cosmética
 Diminuição da taxa de renovação das células , ou seja, a migração da camada

Diminuição da taxa de renovação das células, ou seja, a

migração da camada basal para o topo da epiderme vai

sendo retardada.

Enquanto nos jovens, as células epidérmicas renovam a cada 21 dias, dando à pele jovem uma aparência macia e fresca, a partir dos 35 anos este processo começa a

levar o dobro do tempo e, progressivamente, torna-se

mais lento a cada década da vida.

Devido a este desacelerar, as células epidérmicas tendem a formar massas ou pequenos amontoados

dando à pele uma textura áspera e aparência escamosa.

A melanina também forma conjuntos irregulares, produzindo um aspecto manchado, próprio da pele dos idosos.

conjuntos irregulares , produzindo um aspecto manchado , próprio da pele dos idosos. Dermofarmácia Cosmética 76
conjuntos irregulares , produzindo um aspecto manchado , próprio da pele dos idosos. Dermofarmácia Cosmética 76
conjuntos irregulares , produzindo um aspecto manchado , próprio da pele dos idosos. Dermofarmácia Cosmética 76
2.8.1 Alterações da pele (cont.)  Este retardamento também se faz sentir no processo de

2.8.1 Alterações da pele (cont.)

Este retardamento também se faz sentir no processo de cicatrização.

Outras funções estão igualmente afectadas como sejam a função perceptiva, a produção de sudação

écrina e a produção de sebo cutâneo, sendo

escassos os casos de pele oleosa e acne nas pessoas idosas.

Finalmente, a epiderme tem menos 7- dihidrocolesterol o que leva a uma diminuição de vitamina D com possível incidência no equilíbrio do cálcio nos ossos (osteoporose)

de vitamina D com possível incidência no equilíbrio do cálcio nos ossos (osteoporose) Dermofarmácia Cosmética 77
de vitamina D com possível incidência no equilíbrio do cálcio nos ossos (osteoporose) Dermofarmácia Cosmética 77
de vitamina D com possível incidência no equilíbrio do cálcio nos ossos (osteoporose) Dermofarmácia Cosmética 77
As alterações patológicas mais comuns da pele envelhecida:  xerose ou secura da pele- causada

As alterações patológicas mais comuns da pele

envelhecida:

xerose ou secura da pele- causada por

anomalias de maturação na epiderme

determinando uma superfície irregular e ainda uma

diminuição da função barreira permitindo uma evaporação acelerada. A produção reduzida de sebo cutâneo não se proceder à formação da

película hidrolipídica que evita a perda de água por

perspiração percutânea.

prurido.

hidrolipídica que evita a perda de água por perspiração percutânea.  prurido . Dermofarmácia Cosmética 78
hidrolipídica que evita a perda de água por perspiração percutânea.  prurido . Dermofarmácia Cosmética 78
hidrolipídica que evita a perda de água por perspiração percutânea.  prurido . Dermofarmácia Cosmética 78
 queratose seborreica ,  hemangiomas ,  lentigo senelis,  hiperplasia sebácea,  queratose

queratose seborreica, hemangiomas ,

lentigo senelis,

hiperplasia sebácea,

queratose actínica e

lentigo maligno que pode progredir para o

melanoma.

 queratose actínica e  lentigo maligno que pode progredir para o melanoma. Dermofarmácia Cosmética 79
 queratose actínica e  lentigo maligno que pode progredir para o melanoma. Dermofarmácia Cosmética 79
 queratose actínica e  lentigo maligno que pode progredir para o melanoma. Dermofarmácia Cosmética 79
2.8.1 Alterações da pele (cont.) pálida, cor marfim e terrosa em certas zonas.
2.8.1 Alterações da pele (cont.)
pálida,
cor marfim e terrosa em certas zonas.

A diminuição da espessura da epiderme( vasos

superficiais).

rídulas tornam-se mais profundas e as rugas de expressão proporcionam um aspecto mais carregado no rosto.

O tecido cutâneo torna-se menos elástico e acumula gorduras e secreções localizadas contribuindo para o aparecimento de papos suboculares e pregas no colo e pescoço.

contribuindo para o aparecimento de papos suboculares e pregas no colo e pescoço . Dermofarmácia Cosmética
contribuindo para o aparecimento de papos suboculares e pregas no colo e pescoço . Dermofarmácia Cosmética
contribuindo para o aparecimento de papos suboculares e pregas no colo e pescoço . Dermofarmácia Cosmética
2.8.2 Diferenças entre a pele do homem e da mulher  As hormonas masculinas ,

2.8.2 Diferenças entre a pele do homem e da

mulher

As hormonas masculinas, mais importantes no

homem que na mulher, são responsáveis pelo

desenvolvimento piloso e pela maior secreção de sebo cutâneo donde resulta um pH mais baixo, ou seja, uma maior acidez na pele. Esta acidez e a maior espessura da camada córnea, leva a uma maior defesa em relação aos agentes externos e uma menor desidratação cutânea.

a uma maior defesa em relação aos agentes externos e uma menor desidratação cutânea . Dermofarmácia
a uma maior defesa em relação aos agentes externos e uma menor desidratação cutânea . Dermofarmácia
a uma maior defesa em relação aos agentes externos e uma menor desidratação cutânea . Dermofarmácia
 Se a pele feminina envelhece progressivamente a partir dos 25 anos, a masculina parece

Se a pele feminina envelhece progressivamente a partir dos 25 anos, a masculina parece estar mais

defendida até aos 30. O envelhecimento produz-se mais ou menos rapidamente, consoante a carga genética e ainda a actividade profissional de cada

um e por etapas bem definidas.

a carga genética e ainda a actividade profissional de cada um e por etapas bem definidas.
a carga genética e ainda a actividade profissional de cada um e por etapas bem definidas.
a carga genética e ainda a actividade profissional de cada um e por etapas bem definidas.
2.8.3. Tratamentos específicos Agressão Solar As radiações solares induzem o envelhecimento cutâneo , aumentando a

2.8.3. Tratamentos específicos Agressão Solar

As radiações solares induzem o envelhecimento cutâneo,

aumentando a produção cutânea de formas agressivas de oxigénio, os denominados radicais livres de oxigénio, que produzem lesões nas moléculas do tecido de suporte e no

ADN do núcleo celular.

que produzem lesões nas moléculas do tecido de suporte e no ADN do núcleo celular .
que produzem lesões nas moléculas do tecido de suporte e no ADN do núcleo celular .
que produzem lesões nas moléculas do tecido de suporte e no ADN do núcleo celular .
 A derme é, no entanto, pobre em caçadores de radicais livres endógenos e enzimáticos,

A derme é, no entanto, pobre em caçadores de radicais livres endógenos e enzimáticos,

pelo que se torna necessário procurar travar o envelhecimento, fornecendo substâncias

exógenas. São os produtos anti-radicalares

aqueles que ocupam um lugar de privilégio entre os produtos específicos na luta anti-

envelhecimento.

ocupam um lugar de privilégio entre os produtos específicos na luta anti- envelhecimento. Dermofarmácia Cosmética 84
ocupam um lugar de privilégio entre os produtos específicos na luta anti- envelhecimento. Dermofarmácia Cosmética 84
ocupam um lugar de privilégio entre os produtos específicos na luta anti- envelhecimento. Dermofarmácia Cosmética 84
2.8.3. Tratamentos específicos (cont.)  extractos biológicos,  extractos placentários de origem animal ou

2.8.3. Tratamentos específicos (cont.)

extractos biológicos,

extractos placentários de origem animal ou vegetal com fito-hormonas, colagénio, elastina

e outros princípios com acção biológica mais profunda como sejam, o ácido retinóico e seus derivados, os α-hidroxiácidos, os ácidos gordos essenciais.

A carência de ácidos gordos tem como consequência perturbações de queratinização

A carência de ácidos gordos tem como consequência perturbações de queratinização Dermofarmácia Cosmética 85
A carência de ácidos gordos tem como consequência perturbações de queratinização Dermofarmácia Cosmética 85
A carência de ácidos gordos tem como consequência perturbações de queratinização Dermofarmácia Cosmética 85
3.1 Conceito  Hidratação é uma palavra que engloba um enorme espectro de significados e

3.1 Conceito

3.1 Conceito  Hidratação é uma palavra que engloba um enorme espectro de significados e interpretações,

Hidratação é uma palavra que engloba um enorme espectro de significados e interpretações, resume- se então à existência de água na pele.

Um estado de desidratação cutânea pode levar a:

lesão das propriedades plásticas do estrato córneo devido a uma alteração do cimento intercelular (ceramidas)-

o que provoca alterações na permeabilidade

transcutânea-

perturbação da descamação normal.

alterações na permeabilidade transcutânea -  perturbação da descamação normal. Dermofarmácia Cosmética 86
alterações na permeabilidade transcutânea -  perturbação da descamação normal. Dermofarmácia Cosmética 86
alterações na permeabilidade transcutânea -  perturbação da descamação normal. Dermofarmácia Cosmética 86
3.2 Origens da perda de água Origem endógena  A água é encaminhada desde a

3.2 Origens da perda de água

Origem endógena

3.2 Origens da perda de água Origem endógena  A água é encaminhada desde a derme

A água é encaminhada desde a derme até à superfície cutânea através de uma difusão , a perspiração e uma perda sensível constituída pelo

suor (transpiração).

, a perspiração e uma perda sensível constituída pelo suor (transpiração) . Dermofarmácia Cosmética 87
, a perspiração e uma perda sensível constituída pelo suor (transpiração) . Dermofarmácia Cosmética 87
, a perspiração e uma perda sensível constituída pelo suor (transpiração) . Dermofarmácia Cosmética 87
Origem exógena  contacto com o meio ambiente , quando a atmosfera está com humidade

Origem exógena

Origem exógena  contacto com o meio ambiente , quando a atmosfera está com humidade elevada;

contacto com o meio ambiente, quando a atmosfera está com humidade elevada;

cosméticos hidratantes .

A película hidrolipídica, é uma emulsão formada com o sebo cutâneo e o suor misturados. Tem um papel fundamental na redução da evaporação superficial da água

epidérmica.

Esta propriedade varia com a idade e alguns estados fisiológicos.

água epidérmica.  Esta propriedade varia com a idade e alguns estados fisiológicos. Dermofarmácia Cosmética 88
água epidérmica.  Esta propriedade varia com a idade e alguns estados fisiológicos. Dermofarmácia Cosmética 88
água epidérmica.  Esta propriedade varia com a idade e alguns estados fisiológicos. Dermofarmácia Cosmética 88
3.3. Factores que favorecem a desidratação  o vento,  as mudanças bruscas de temperatura,
3.3. Factores que favorecem a desidratação  o vento,  as mudanças bruscas de temperatura,

3.3. Factores que favorecem a desidratação

o vento,

as mudanças bruscas de temperatura, a exposição excessiva ao sol e ao ar seco

substâncias químicas: tensioactivos

detergentes assim como os solventes orgânicos,

eliminam os lípidos cutâneos e, na sequência são

arrastados os factores hidrosolúveis, suprimindo toda a possibilidade de fixação ou de retenção de água pela camada córnea;

suprimindo toda a possibilidade de fixação ou de retenção de água pela camada córnea; Dermofarmácia Cosmética
suprimindo toda a possibilidade de fixação ou de retenção de água pela camada córnea; Dermofarmácia Cosmética
suprimindo toda a possibilidade de fixação ou de retenção de água pela camada córnea; Dermofarmácia Cosmética
 certas doenças:  Ictioses  psoríase  dermatoses  eczemas alteração na camada córnea

certas doenças:

Ictioses

psoríase

dermatoses eczemas

 Ictioses  psoríase  dermatoses  eczemas alteração na camada córnea perturbam a hidratação,

alteração na camada córnea

 dermatoses  eczemas alteração na camada córnea perturbam a hidratação, tornando-a incapaz de fixar e

perturbam a hidratação, tornando-a incapaz de fixar e reter água.

na camada córnea perturbam a hidratação, tornando-a incapaz de fixar e reter água. Dermofarmácia Cosmética 90
na camada córnea perturbam a hidratação, tornando-a incapaz de fixar e reter água. Dermofarmácia Cosmética 90
na camada córnea perturbam a hidratação, tornando-a incapaz de fixar e reter água. Dermofarmácia Cosmética 90
 Para além da perda das propriedades biomecânicas e biológicas, a pele desidratada apresenta igualmente
 Para além da perda das propriedades biomecânicas e biológicas, a pele desidratada apresenta igualmente

Para além da perda das propriedades biomecânicas

e biológicas, a pele desidratada apresenta

igualmente um problema estético, pois o seu aspecto é:

baço,

áspero,

sem elasticidade e

com tendência a descamar.

é:  baço,  áspero,  sem elasticidade e  com tendência a descamar . Dermofarmácia
é:  baço,  áspero,  sem elasticidade e  com tendência a descamar . Dermofarmácia
é:  baço,  áspero,  sem elasticidade e  com tendência a descamar . Dermofarmácia
3.4 Cuidados a ter para evitar a desidratação  Evitar exposições solares excessivas e sem
3.4 Cuidados a ter para evitar a desidratação  Evitar exposições solares excessivas e sem

3.4 Cuidados a ter para evitar a desidratação

Evitar exposições solares excessivas e sem protecção eficaz. Para impedir o envelhecimento

precoce da pele com o aparecimento da xerose, é

fundamental a utilização de produtos protectores solares

São desaconselháveis os detergentes formulados com teores excessivos de tensioactivos aniónicos ou, simplesmente, a utilização de produtos de higiene demasiadamente desengordurantes;

ou, simplesmente, a utilização de produtos de higiene demasiadamente desengordurantes ; Dermofarmácia Cosmética 92
ou, simplesmente, a utilização de produtos de higiene demasiadamente desengordurantes ; Dermofarmácia Cosmética 92
ou, simplesmente, a utilização de produtos de higiene demasiadamente desengordurantes ; Dermofarmácia Cosmética 92
 loções tónicas com elevado grau alcoólico , tanto pela sua acção desengordurante como pelo
 loções tónicas com elevado grau alcoólico , tanto pela sua acção desengordurante como pelo

loções tónicas com elevado grau alcoólico, tanto

pela sua acção desengordurante como pelo

possível efeito irritante;

humectantes, como a glicerina, não devem ser utilizadas isoladas sobre a pele, pois o seu grande poder higroscópico tanto pode tirar a água da atmosfera como da própria epiderme.

vaselina, quando utilizada quotidianamente, pode

irritar a pele, tornando-a mais descamativa;

Para a limpeza do rosto deverão ser utilizados produtos suaves e o menos irritante possível.

a limpeza do rosto deverão ser utilizados produtos suaves e o menos irritante possível. Dermofarmácia Cosmética
a limpeza do rosto deverão ser utilizados produtos suaves e o menos irritante possível. Dermofarmácia Cosmética
a limpeza do rosto deverão ser utilizados produtos suaves e o menos irritante possível. Dermofarmácia Cosmética
3.5 Substâncias com propriedades hidratantes:  Compostos higroscópico s constituintes do NMF (ureia); 
3.5 Substâncias com propriedades hidratantes:  Compostos higroscópico s constituintes do NMF (ureia); 

3.5 Substâncias com propriedades hidratantes:

Compostos higroscópicos constituintes do NMF (ureia);

Humectantes (glicerina); Substâncias com características oclusivas (vaselina, parafina)

A hidratação e o restabelecimento do equilíbrio

biológico conseguem-se recorrendo a produtos

cosméticos adequados para o efeito.

biológico conseguem-se recorrendo a produtos cosméticos adequados para o efeito. Dermofarmácia Cosmética 94
biológico conseguem-se recorrendo a produtos cosméticos adequados para o efeito. Dermofarmácia Cosmética 94
biológico conseguem-se recorrendo a produtos cosméticos adequados para o efeito. Dermofarmácia Cosmética 94
Dentro dos cremes mais aconselhados , evidenciam-se aqueles que apresentam um certo carácter oclusivo ,
Dentro dos cremes mais aconselhados , evidenciam-se aqueles que apresentam um certo carácter oclusivo ,

Dentro dos cremes mais aconselhados, evidenciam-se

aqueles que apresentam um certo carácter oclusivo,

emulsões A/O, mais fáceis de espalhar.

Estes cremes formam uma película suficientemente impermeável de forma a impedir a água existente na camada córnea de se evaporar. Só nesse contexto se

deverão usar substâncias humectantes que

recorrendo à água contida no creme fixa-a nos tecidos adjacentes, sem retirar a água das camadas mais profundas. Para acompanhar este efeito hidratante são, por vezes, utilizadas substâncias específicas com carácter emoliente que tanto podem ser lipófilas como hidrófilas, e ainda extractos com características suavizantes e refrescantes.

como hidrófilas, e ainda extractos com características suavizantes e refrescantes. Dermofarmácia Cosmética 95
como hidrófilas, e ainda extractos com características suavizantes e refrescantes. Dermofarmácia Cosmética 95
como hidrófilas, e ainda extractos com características suavizantes e refrescantes. Dermofarmácia Cosmética 95
4.1 Função de cosmético O cosmético deve tratar a pele de maneira a prevenir a

4.1 Função de cosmético

O cosmético deve tratar a pele de maneira a prevenir

a sua deterioração e restabelecer o seu equilíbrio fisiológico quando este estiver sujeito a uma

perturbação.

O cosmético deve, por isso, limpar, corrigir, proteger, embelezar a pele e seus anexos e evitar, ao máximo,

o seu deterioramento com o envelhecimento.

a pele e seus anexos e evitar, ao máximo, o seu deterioramento com o envelhecimento. Dermofarmácia
a pele e seus anexos e evitar, ao máximo, o seu deterioramento com o envelhecimento. Dermofarmácia
a pele e seus anexos e evitar, ao máximo, o seu deterioramento com o envelhecimento. Dermofarmácia
Agente de limpeza :  elimina impurezas de origem externa e também produtos de degradação

Agente de limpeza:

elimina impurezas de origem externa e também produtos de degradação e de descamação provenientes da própria pele.

limpeza deve ser efectuada

provenientes da própria pele. limpeza deve ser efectuada  sem desengordurar em excesso,  sem promover

sem desengordurar em excesso,

sem promover a alcalinização e

sem desnaturar as proteínas cutâneas.

sabões de qualidade,

detergentes sintéticos pouco agressivos,

cremes,

leites e loções de limpeza.

pouco agressivos,  cremes,  leites e loções de limpeza. Formas de apresentação Dermofarmácia Cosmética 97
pouco agressivos,  cremes,  leites e loções de limpeza. Formas de apresentação Dermofarmácia Cosmética 97
pouco agressivos,  cremes,  leites e loções de limpeza. Formas de apresentação Dermofarmácia Cosmética 97

Formas de

apresentação

4.1 Função de cosmético (cont.) Agente correctivo :  Deve corrigir o estado da pele

4.1 Função de cosmético (cont.)

Agente correctivo:

Deve corrigir o estado da pele através de substâncias que permitam restabelecer o equilíbrio alterado.

Agente protector:

Proteger a pele permitir que os agentes atmosféricos, vento, sol, não alterem o estado funcional da epiderme.

As radiações solares levam a vasodilatação dos capilares superficiais que acabam em rosácea (couperose), o

espessamento da camada córnea, e a desidratação cutânea.

em rosácea (couperose), o espessamento da camada córnea , e a desidratação cutânea. Dermofarmácia Cosmética 98
O vento  evaporação rápida da água ao nível da camada córnea levando, igualmente, à

O vento

evaporação rápida da água ao nível da camada córnea levando, igualmente, à

desidratação superficial. A pele deve ser protegida pela permanência de uma película hidrolipídica

suficientemente eficaz de forma a reter a humidade da pele.

Agente de decoração- realçar a beleza ou

corrigir as deformidades e incorrecções estéticas

de decoração- realçar a beleza ou corrigir as deformidades e incorrecções estéticas Dermofarmácia Cosmética 99
de decoração- realçar a beleza ou corrigir as deformidades e incorrecções estéticas Dermofarmácia Cosmética 99
de decoração- realçar a beleza ou corrigir as deformidades e incorrecções estéticas Dermofarmácia Cosmética 99
4.2. Leites de limpeza  absorvem na sua fase oleosa as sujidades lipófilas e na

4.2. Leites de limpeza

4.2. Leites de limpeza  absorvem na sua fase oleosa as sujidades lipófilas e na sua

absorvem na sua fase oleosa as sujidades lipófilas e na sua fase hidrófila as sujidades hidrossolúveis.

Asseguram a limpeza ou retiram os produtos de

maquilhagem.

Um bom leite de limpeza:

não deverá nem ser irritante,

nem sensibilizante,

nem ser demasiado fluído,

nem demasiado espesso,

permitindo espalhar fácilmente, deixando a pele suave.

 nem demasiado espesso,  permitindo espalhar fácilmente , deixando a pele suave. Dermofarmácia Cosmética 100
 nem demasiado espesso,  permitindo espalhar fácilmente , deixando a pele suave. Dermofarmácia Cosmética 100
 nem demasiado espesso,  permitindo espalhar fácilmente , deixando a pele suave. Dermofarmácia Cosmética 100
4.2.Leite de limpeza (cont.)  Não untuosos  Fase oleosa - constitui cerca de 20%

4.2.Leite de limpeza (cont.)

4.2.Leite de limpeza (cont.)  Não untuosos  Fase oleosa - constitui cerca de 20% do

Não

untuosos Fase oleosa- constitui cerca de 20% do produto

produtos

deverá

conter

de

um

excesso

sendo os óleos mais utilizados, o óleo de vaselina

fluida entre outros.

Fase aquosa- representa 75% da sua composição total. A água a utilizar deve ser desmineralizada e purificada. Poderão ser adicionadas outras substâncias como o glicerol.

numa

Emulsionantes,

deverão

utilizados

ser

quantidade não superior a 5% e poderão ser de origem natural ou sintética

ser quantidade não superior a 5% e poderão ser de origem natural ou sintética Dermofarmácia Cosmética
ser quantidade não superior a 5% e poderão ser de origem natural ou sintética Dermofarmácia Cosmética
ser quantidade não superior a 5% e poderão ser de origem natural ou sintética Dermofarmácia Cosmética
4.2.1Como aplicar um leite de limpeza 1. O leite é espalhado com a ponta dos

4.2.1Como aplicar um leite de limpeza

4.2.1Como aplicar um leite de limpeza 1. O leite é espalhado com a ponta dos dedos.

1. O leite é espalhado com a ponta dos dedos.

2. Depois o excesso é retirado com um algodão.

3. Finalmente, é indispensável o enxaguamento

com água normal ou desmineralizada com uma loção tónica.

Com efeito, é preciso entender que a presença do leite sobre a pele

poderá levar a situações de intolerância:

leite sobre a pele poderá levar a situações de intolerância: vermelhidões, manchas. Dermofarmácia Cosmética 102

vermelhidões, manchas.

leite sobre a pele poderá levar a situações de intolerância: vermelhidões, manchas. Dermofarmácia Cosmética 102
leite sobre a pele poderá levar a situações de intolerância: vermelhidões, manchas. Dermofarmácia Cosmética 102
leite sobre a pele poderá levar a situações de intolerância: vermelhidões, manchas. Dermofarmácia Cosmética 102
4.3.Cremes - Conservar ou tornar a pele mais suave e fresca ; - Proteger a
4.3.Cremes - Conservar ou tornar a pele mais suave e fresca ; - Proteger a

4.3.Cremes

-Conservar ou tornar a pele mais suave e fresca;

-Proteger a pele contra os maus tractos e agressões

ambientais;

-Fornecer à pele substâncias gordas e água

superficial;

-Retardar a formação de rugas; -Limpar em profundidade a epiderme.

Não existe um creme para todos os tipos de pele, pois cada uma delas tem uma característica específica, que é necessário considerar respeitar, pois varia de indivíduo para indivíduo.

que é necessário considerar respeitar, pois varia de indivíduo para indivíduo . Dermofarmácia Cosmética 103
que é necessário considerar respeitar, pois varia de indivíduo para indivíduo . Dermofarmácia Cosmética 103
que é necessário considerar respeitar, pois varia de indivíduo para indivíduo . Dermofarmácia Cosmética 103
4.3.1. Regras de escolha de um creme cosmético * tipo de pele ( evitar a
4.3.1. Regras de escolha de um creme cosmético * tipo de pele ( evitar a

4.3.1.Regras de escolha de um creme cosmético

*tipo de pele (evitar a aplicação de um creme oleoso em pele oleosa, mesmo após limpeza adequada;)

*as bases de maquilhagem não devem conter muitas substâncias untuosas, sob pena de tornar a pele brilhante;

*pele seca necessita de um acréscimo de matérias

gordas e nutritivas;

*para suporte de maquilhagem ou pó de arroz serão

utilizados cremes semigordos.

; *para suporte de maquilhagem ou pó de arroz serão utilizados cremes semigordos . Dermofarmácia Cosmética
4.3.2 Creme de dia -ser hidratante ; - não irritar a pele ; -ter um
4.3.2 Creme de dia -ser hidratante ; - não irritar a pele ; -ter um

4.3.2 Creme de dia

-ser hidratante; -não irritar a pele; -ter um pH neutro ou ligeiramente ácido.

-poder ser espalhado com facilidade e ser bem

absorvido pela epiderme sem deixar manchas brancas; -não deixar e pele com aspecto oleoso e brilhante; -deixar, após a sua utilização, uma leve película que permita a aderência da maquilhagem; -não ser oclusivo, permitindo a passagem do suor e o contacto com gases e vapor de água;

não ser oclusivo , permitindo a passagem do suor e o contacto com gases e vapor
não ser oclusivo , permitindo a passagem do suor e o contacto com gases e vapor
não ser oclusivo , permitindo a passagem do suor e o contacto com gases e vapor
4.3.2. Creme de dia (cont. ) - não oxidar e ter boa apresentação, -ser lavável
4.3.2. Creme de dia (cont. ) - não oxidar e ter boa apresentação, -ser lavável

4.3.2. Creme de dia (cont.)

-não oxidar e ter boa apresentação, -ser lavável com água.

Aplicação do creme de dia

1. Limpeza do rosto. 2.Aplicação do creme de dia

A sua aplicação será efectuada em pequenas aplicações repetidas, sem fricção, mas com pequenos toques, com as

pontas dos dedos, até haver a sua absorção total.

, mas com pequenos toques , com as pontas dos dedos, até haver a sua absorção
4.3.3. Cremes de noite - ter composição semelhante , tanto quanto possível, ao sebo cutâneo;

4.3.3. Cremes de noite

-ter composição semelhante, tanto quanto possível, ao sebo cutâneo; -deixar na superfície da pele uma fina película pouco permeável à água; -ser espalhado com facilidade e não dar sensação pegajosa; -não deve conter substâncias irritantes; -ser bem absorvido pela pele; -ser neutro ou ligeiramente ácido; -ser estável e de conservação longa.

pela pele; -ser neutro ou ligeiramente ácido; -ser estável e de conservação longa. Dermofarmácia Cosmética 107
4.3.3.Cremes de noite (cont.) Os cremes gordos são aplicados à noite . Os cremes destinam-se,
4.3.3.Cremes de noite (cont.) Os cremes gordos são aplicados à noite . Os cremes destinam-se,

4.3.3.Cremes de noite (cont.)

Os cremes gordos são aplicados à noite. Os cremes destinam-se, de preferência, as peles secas, peles que precisam de matéria gorda, de forma a tornar o manto hidrolipídico mais estável e evitar uma descamação exagerada.

As pessoas com pele normal precisam de aplicar creme para reparar os danos provocados pela maquilhagem, e pelos vários agressores físicos e

químicos que actuaram durante o dia.

e pelos vários agressores físicos e químicos que actuaram durante o dia. Dermofarmácia Cosmética 108
e pelos vários agressores físicos e químicos que actuaram durante o dia. Dermofarmácia Cosmética 108
e pelos vários agressores físicos e químicos que actuaram durante o dia. Dermofarmácia Cosmética 108
Por vezes, existe a ideia de que, pelo facto da pele ser oleosa , deve

Por vezes, existe a ideia de que, pelo facto da pele

ser oleosa, deve utilizar-se, todas as noites loções

alcoólicas de teor elevado. Esse tratamento está totalmente contra indicado pois as loções adstringentes são irritantes tanto para as peles oleosas como para as secas, e fecham os poros

provocando quistos fechados.

A secreção exagerada de sebo cutâneo deve ser tratada com cremes contendo excipientes lipófilos

pois estes dissolvem o excesso de sebo,

incorporando-o no próprio excipiente e permitindo retirar facilmente esse excesso através de um processo físico.

excipiente e permitindo retirar facilmente esse excesso através de um processo físico. Dermofarmácia Cosmética 109
excipiente e permitindo retirar facilmente esse excesso através de um processo físico. Dermofarmácia Cosmética 109
excipiente e permitindo retirar facilmente esse excesso através de um processo físico. Dermofarmácia Cosmética 109
4.3.4.Matérias-primas específicas dos cremes  Vitaminas- úteis para o tratamento da pele, pois podem penetrar

4.3.4.Matérias-primas específicas dos

cremes

Vitaminas- úteis para o tratamento da pele, pois podem penetrar e influenciar o metabolismo das

células cutâneas.

A vitamina A (óleo de fígado de bacalhau), é isolada e incorporada na fase oleosa de cremes nutrientes.

A vitamina E contribui para descongestionar a pele. Tem um papel importante como antioxidante nas matérias-primas oleosas. É um importante inactivador dos radicais livres.

nas matérias-primas oleosas. É um importante inactivador dos radicais livres . Dermofarmácia Cosmética 110
nas matérias-primas oleosas. É um importante inactivador dos radicais livres . Dermofarmácia Cosmética 110
nas matérias-primas oleosas. É um importante inactivador dos radicais livres . Dermofarmácia Cosmética 110
 A vitamina B1 ou tiamina é importante para a pigmentação e para o cabelo

A vitamina B1 ou tiamina é importante para

a pigmentação e para o cabelo

enfraquecido.

A vitamina B6 é utilizada em dermatoses de

origem seborreica.

A vitamina C é absorvida pela pele e pela sua acção redutora é utilizada em cremes

despigmentantes.

absorvida pela pele e pela sua acção redutora é utilizada em cremes despigmentantes . Dermofarmácia Cosmética
absorvida pela pele e pela sua acção redutora é utilizada em cremes despigmentantes . Dermofarmácia Cosmética
absorvida pela pele e pela sua acção redutora é utilizada em cremes despigmentantes . Dermofarmácia Cosmética
4.3.4.Matérias-primas específicas dos cremes  Geleia real- É uma espécie de “papa”esbranquiçada

4.3.4.Matérias-primas específicas dos cremes

Geleia real- É uma espécie de “papa”esbranquiçada hidrossoluvel contendo cerca de 70% de água, lípidos, ácidos aminados,

oligoelementos, vitaminas do grupo B e vitamina C.

A geleia real

aumento da irrigação sanguínea.

aplicação nos produtos para desenvolvimento dos seios

anti-rugas.

.  aplicação nos produtos para desenvolvimento dos seios  anti-rugas . Dermofarmácia Cosmética 112
.  aplicação nos produtos para desenvolvimento dos seios  anti-rugas . Dermofarmácia Cosmética 112
.  aplicação nos produtos para desenvolvimento dos seios  anti-rugas . Dermofarmácia Cosmética 112
5.1 Conceitos básicos  As glândulas sudoríparas écrinas são constituídas por um tubo simples e

5.1 Conceitos básicos

5.1 Conceitos básicos  As glândulas sudoríparas écrinas são constituídas por um tubo simples e conduzem

As glândulas sudoríparas écrinas são constituídas por um tubo simples e conduzem o suor directamente para a superfície da pele.

Por outro lado, as glândulas sudoríparas apócrinas

estão sempre associadas a um folículo pilo-sebáceo e

conduzem o suor para o canal pilo-sebáceo. Só se desenvolvem a partir da puberdade.

e conduzem o suor para o canal pilo-sebáceo. Só se desenvolvem a partir da puberdade. Dermofarmácia
e conduzem o suor para o canal pilo-sebáceo. Só se desenvolvem a partir da puberdade. Dermofarmácia
e conduzem o suor para o canal pilo-sebáceo. Só se desenvolvem a partir da puberdade. Dermofarmácia
O suor exalado nas axilas sempre foi relacionado com o suor apócrino mas também existem

O suor exalado nas axilas sempre foi relacionado com o suor apócrino mas também existem glândulas écrinas nas axilas.

Os componentes responsáveis pelo cheiro

pungente do suor são substâncias resultantes

da degradação das substâncias orgânicas existente em quantidade no suor apócrino.

da degradação das substâncias orgânicas existente em quantidade no suor apócrino. Dermofarmácia Cosmética 114
da degradação das substâncias orgânicas existente em quantidade no suor apócrino. Dermofarmácia Cosmética 114
da degradação das substâncias orgânicas existente em quantidade no suor apócrino. Dermofarmácia Cosmética 114
Dermofarmácia Cosmética 115
5.1 Conceitos básicos (cont.) O suor é constituído por cerca de 99% de água .

5.1 Conceitos básicos (cont.)

5.1 Conceitos básicos (cont.) O suor é constituído por cerca de 99% de água . Outros

O suor é constituído por cerca de 99% de água. Outros componentes são o cloreto de sódio e o ácido láctico. No entanto, também foram caracterizados compostos

nitrogenados, glicose, ácidos gordos, elementos minerais e

ácido ascórbico.

Os antitranspirantes têm como função reduzir a transpiração. Esta redução deve ser de tal forma que não bloqueie completamente a sudação natural.

redução deve ser de tal forma que não bloqueie completamente a sudação natural. Dermofarmácia Cosmética 116
redução deve ser de tal forma que não bloqueie completamente a sudação natural. Dermofarmácia Cosmética 116
redução deve ser de tal forma que não bloqueie completamente a sudação natural. Dermofarmácia Cosmética 116
Os desodorizantes são, por sua vez, constituídos por veículos contendo bactericidas e bacteriostáticos . Ao
Os desodorizantes são, por sua vez, constituídos por veículos contendo bactericidas e bacteriostáticos . Ao

Os desodorizantes são, por sua vez, constituídos por

veículos contendo bactericidas e bacteriostáticos.

Ao limitar o desenvolvimento das bactérias à

superfície da pele, estas não podem degradar os

derivados proteicos do suor e, portanto, pode-se

evitar o desenvolvimento de odor corporal.

As substâncias humectantes, como a glicerina, são

utilizadas para diminuir a evaporação do álcool.

humectantes, como a glicerina, são utilizadas para diminuir a evaporação do álcool. Dermofarmácia Cosmética 117
humectantes, como a glicerina, são utilizadas para diminuir a evaporação do álcool. Dermofarmácia Cosmética 117
humectantes, como a glicerina, são utilizadas para diminuir a evaporação do álcool. Dermofarmácia Cosmética 117
5.2.Formas de apresentação  Loções : Os antitranspirantes e desodorizantes líquidos, constituídos por soluções

5.2.Formas de apresentação

5.2.Formas de apresentação  Loções : Os antitranspirantes e desodorizantes líquidos, constituídos por soluções

Loções: Os antitranspirantes e desodorizantes líquidos, constituídos por soluções aquosas de sais de alumínio, contêm quantidade maior ou menor de

etanol com a finalidade de favorecer a vaporização e

dissolver os perfumes. O glicerol, sorbitol permitem aumentar a viscosidade do preparado favorecendo a aderência do produto após a aplicação.

Os desodorizantes são soluções hidro-alcoólicas em que se solubilizou o princípio bactericida ou bacteriostático e nas quais se adicionaram emolientes e tensioactivos para dissolver os perfumes.

e nas quais se adicionaram emolientes e tensioactivos para dissolver os perfumes. Dermofarmácia Cosmética 118
e nas quais se adicionaram emolientes e tensioactivos para dissolver os perfumes. Dermofarmácia Cosmética 118
e nas quais se adicionaram emolientes e tensioactivos para dissolver os perfumes. Dermofarmácia Cosmética 118
 Aerossóis : São as formas mais populares, pois a sua aplicação é fácil e
 Aerossóis : São as formas mais populares, pois a sua aplicação é fácil e

Aerossóis: São as formas mais populares, pois a

sua aplicação é fácil e rápida. O gás propulsor deve

ser estável, por isso são utilizados os gases freon.

Roll-on: Os roll-on constituem uma forma de embalagem para as soluções líquidas muito viscosas. Estas soluções são acondicionadas em frascos com tampa formada por uma esfera de plástico, que rola sobre a pele resultando na aplicação de uma fina película do produto.

que rola sobre a pele resultando na aplicação de uma fina película do produto. Dermofarmácia Cosmética
que rola sobre a pele resultando na aplicação de uma fina película do produto. Dermofarmácia Cosmética
que rola sobre a pele resultando na aplicação de uma fina película do produto. Dermofarmácia Cosmética
Irritações por desodorizante: -reacções de fotosensibilização eczematiformes das mãos e do rosto com edema,

Irritações por desodorizante:

-reacções de fotosensibilização eczematiformes das

mãos e do rosto com edema, sensação de queimadura e prurido; -reacções cutâneas de irritação primária, pelos sais de alumínio e solventes;

-fenómenos de irritação brônquica e pulmonar, provocados pelos aerossóis e devido a substâncias

adstringentes, aos solventes, e em particular ao

cloreto de metileno e perfumes.

adstringentes, aos solventes, e em particular ao cloreto de metileno e perfumes. Dermofarmácia Cosmética 120
adstringentes, aos solventes, e em particular ao cloreto de metileno e perfumes. Dermofarmácia Cosmética 120
adstringentes, aos solventes, e em particular ao cloreto de metileno e perfumes. Dermofarmácia Cosmética 120
adstringentes, aos solventes, e em particular ao cloreto de metileno e perfumes. Dermofarmácia Cosmética 120
6.1. Conceitos gerais O cabelo é uma formação epitelial córnea . O seu crescimento é

6.1. Conceitos gerais

O cabelo é uma formação epitelial córnea. O seu

gerais O cabelo é uma formação epitelial córnea . O seu crescimento é regular, cerca de

crescimento é regular, cerca de 1/3 de mm por dia, seja 1cm por mês, ou ainda entre 10 a 15cm por

ano. A duração da vida de um cabelo é, em média,

6 anos.

Pode ser considerado como uma fibra natural, elástica e muito resistente, mas difere das fibras vegetais ou sintéticas pela presença de escamas

que dão origem à sua aspereza e resistência à

passagem do pente e que explica o empessamento

da cabeleira.

aspereza e resistência à passagem do pente e que explica o empessamento da cabeleira. Dermofarmácia Cosmética
aspereza e resistência à passagem do pente e que explica o empessamento da cabeleira. Dermofarmácia Cosmética
aspereza e resistência à passagem do pente e que explica o empessamento da cabeleira. Dermofarmácia Cosmética
6.1. Conceitos gerais  O cabelo seco apresenta-se como um isolante , carregando-se facilmente pela

6.1. Conceitos gerais

6.1. Conceitos gerais  O cabelo seco apresenta-se como um isolante , carregando-se facilmente pela electricidade

O cabelo seco apresenta-se como um isolante, carregando-se facilmente pela

electricidade estática por simples fricção.

A cabeleira normal é constituída por 100000 e 150000