Vous êtes sur la page 1sur 8
PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO CHOÇA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PROGRAMA BARRA ALFABETIZADA Projeto: DIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO CHOÇA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PROGRAMA BARRA ALFABETIZADA

MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PROGRAMA BARRA ALFABETIZADA Projeto: DIA D Atividade Física na Terceira Idade 2ª

Projeto:

DIA D

Atividade Física na Terceira Idade

2ª Edição

Ano: 2011

Projeto Dia D’ Atividade Física na Terceira Idade

Prefeito Municipal

OBERDAM ROCHA DIAS

Secretário Municipal de Educação

MARCOS VIANA DE OLIVEIRA

Gestor do Programa Barra Alfabetizada

IVANILTON BRITO SANTOS

Coordenadores de turmas:

Alexandro de Jesus Eliene Sousa Fabiana Carvalho Maria Telma Naiara Viana Renata Lima Uelder Vieira Cunha

APOIO:

Secretaria Municipal de Saúde

Secretaria Municipal de Assistência Social

Educação de Jovens e Adultos

Câmara Municipal de Vereadores

Projeto Esporte na Escola

EMBASA

2ª Edição. 2011

Realização: Programa Barra Alfabetizada Secretaria Municipal de Educação Rua Régis Pacheco, 531, Centro, Barra do Choça. Contato: (77) 3436-1296 / 9941-3288 Blog: www.semedbc.com.br/barraalfabetizada e www.topabarradochoca.blogspot.com/ Barra do Choça Bahia Brasil.

RESUMO

Face aos constantes apelos veiculados pela mídia no sentido de estimular a prática regular de atividades físicas, verifica-se um despertar de interesse na busca de se alcançar forma física para a obtenção de silhueta bem delineada e corpo atrativo. No entanto, este estímulo ao cultivo da estética perfeita não contempla os reais benefícios que estas atividades trazem a saúde das pessoas. E ainda mais neste contexto, acaba ficando aquém, um grupo de indivíduos que está se tornando cada vez mais numeroso, diante do aumento significativo da expectativa de vida do povo brasileiro: “o grupo da terceira idade”. Dessa forma, o Projeto Dia D Atividade Física na Terceira Idade tem como objetivo primordial resgatar o direito do idoso ao bem estar bio-psico-social, utilizando a atividade física como ação estimuladora e promotora de integração, melhorando consequentemente a qualidade de vida dos idosos.

Palavras-chave: terceira idade, qualidade de vida, informação, atividade física, saúde.

INTRODUÇÃO

Segundo Lorda (1995), atualmente 70% das pessoas acima de 60 anos no Brasil são sedentárias. Esta estatística é assustadora se considerar as conseqüências deste sedentarismo, que variam desde o risco de infarto do miocárdio até acidentes vasculares e o câncer. Este problema se agrava nas pessoas de terceira idade, pois nesta fase de o organismo já não é mais como antes. Seus corpos não são mais tão flexíveis e seus movimentos não são mais ágeis, as articulações perdem mobilidade e elasticidade, as lesões, aumento de peso, maior lentidão, doenças crônicas, complicações cardiovasculares entre outros tantos problemas de saúde comuns nesta fase da vida.

Enfim a expectativa da aposentadoria à sensação de inutilidade, saúde frágil, diminuição da flexibilidade, massa muscular, força, estatura e lesões degenerativas variadas, dentre outros agravantes, fazem com que as pessoas da terceira idade tenham que buscar um novo sentido para suas vidas.

Existe um consenso entre os estudos realizados de que a atividade física constante traz benefícios incontestáveis para a prolongação dos anos de vida com uma melhor qualidade. Segundo Otto (1987), o idoso tem perda de até 5% da capacidade física a cada 10 anos e pode recuperar 10% através de atividades físicas adequadas. Estas atividades também atuam como antidepressivos, sendo benéficos para todas as idades e sexos.

A recreação é uma alternativa para adaptar-se melhor a esta fase, a participação é coletiva, estimula a solidariedade, é através do jogo e da dança que o idoso diminui as tensões, angústias, faz amigos e se diverte. É uma atividade alegre que o faz esquecer do dia a dia, buscar a socialização e gostar de estar com pessoas da mesma idade.

Conforme Okuma (1998. p. 73), “A atividade física regular incrementa o pico de massa óssea, ajudando na manutenção da massa óssea existente e diminuindo sua perda associada ao envelhecimento”. Problemas nas articulações, rigidez e perda da elasticidade podem gerar dor, problemas esses ocasionados pela falta de exercícios físicos. A atividade física melhora a elasticidade dos músculos, melhora a circulação sanguínea e o movimento das articulações.

Faz-se necessário diante dos comprovados benefícios trazidos pela atividade física à implantação de estratégias de prevenção, como a prática de exercícios regularmente e de programas de incentivo à prática de atividades de reabilitação junto à terceira idade, pois este direito é garantido ao idoso pela legislação (decreto Nº 1.948, de 03 de Julho de l996) que dispõe sobre a Política Nacional do Idoso.

Este trabalho colocar em pauta a necessidade de uma atividade física como condição essencial para uma melhor qualidade de vida da terceira idade aliado a uma programação que visa resgatar a autoestima dos participantes por meio de orientações e stands de beleza e saúde. Dessa forma, busca-se fazer transcender os limites que a idade lhes impõe.

Propomos a atividade física como forma de externar alegria, demonstrar afinidades, fortificar a vida associativa, esquecer o dia-a-dia, superar problemas, fortalecer os músculos, diminuir os riscos de problemas cardiorrespiratórios, estimular a percepção, coordenação de movimentos, dentre tantos outros, através da prática da atividade física e da autoestima de cada idoso participante.

GERAL:

OBJETIVOS

Melhorar a qualidade de vida do idoso por meio de atividades físicas que elevem a autoestima, saúde e bem estar geral.

ESPECÍFICOS:

Estimular a prática da atividade no cotidiano de cada idoso;

Desenvolver qualidades físicas, motoras e mentais;

Promover momentos de recreação e integração entre os participantes do projeto;

Instigar o autocuidado entre os participantes por meio do stand da beleza;

Estimular a funcionalidade geral;

Conscientizar sobre a importância do exercício físico para o bem estar;

Orientar sobre doenças que acometem a terceira idade;

Orientar sobre alimentação no envelhecimento.

METODOLOGIA

O projeto será desenvolvido no dia 09 de Outubro de 2011 (domingo), das 8:00 às 12:00 horas. Durante o projeto Dia D Atividade Física na Terceira Idade serão desenvolvidas várias atividades voltadas para a saúde e bem estar do idoso.

Destacaremos algumas ações previstas para programação do projeto:

Café da Manhã;

Serviços Básicos de Saúde;

Serviços de Beleza ao Idoso;

Alongamentos e caminhada;

Orientações voltadas para a Saúde do Idoso e uma Alimentação Saudável.

CRONOGRAMA DE ATIVIDADE

Horário

Atividade

Observação

7:30h às 8:00

Concentração

 

8:00h às 8:20

Abertura

 

8:40h às 8:50

Apresentação Cultural

 

8:50h às 9:30

Café da Manhã

 

9:00h às 9:30

Palestras com os temas:

 

Alimentação Saudável

Saúde do Idoso

 

Serviços Básicos de Saúde

 

9:30h às 11:00

Serviços de Beleza

Assistência ao Idoso

11:00h às 11:30

Alongamento e Caminhada

 

11:30h às 11:45

Encerramento do Projeto

 

ETAPAS DE EXECUÇÃO:

1) Mobilização e divulgação do projeto por meio da rádio comunitária, cartazes e avisos nas turmas do programa. 2) Preenchimento prévio da ficha de inscrição, com os dados pessoais dos participantes (idade, sexo, endereço, possíveis problemas de saúde, interesse afins etc.).

3)

Período de concentração no Ginásio de Esportes Oberdam Rocha;

4)

Entrega do crachá de identificação;

5)

Abertura oficial do projeto;

6)

Apresentação Cultural;

7)

Início das palestras com os temas: saúde do idoso e alimentação saudável;

8)

Café da Manhã para os idosos participantes do projeto;

9)

Serviços Básicos de Saúde (aferição de pressão, teste de glicemia etc.);

10) Serviços de Beleza ao Idoso (corte de cabelo, pranchinha e maquiagem);

11) Assistência ao idoso (assessoria jurídica e social) 12) Início das atividades físicas (alongamento e caminhada); 13) Encerramento do Projeto.

HUMANOS:

Equipe organizadora

Alfabetizadores;

Coordenadores;

Parceiros.

Profissionais da saúde

RECURSOS:

Médico e/ou enfermeiros;

(1) Equipe do PSF da Secretaria de Saúde.

Equipe do NASF Núcleo de Assistência a Saúde da Família (Fisioterapeuta e Nutricionista).

Profissionais da Beleza

Profissionais e Estagiários da escola de cabeleireiros.

Monitores das Atividades Físicas

Monitores do Projeto Esporte na Escola;

Voluntários.

Outros profissionais:

Área Jurídica (advogado e/ou promotor público);

Assistente Social.

MATERIAIS:

Transporte

Transporte para os alunos participantes da zona rural para o Ginásio Oberdam Rocha (distrito de Barra Nova, Santo Antônio I e II) Tipo de transporte: (1) Ônibus e (1) Van.

Transporte para a equipe da Escola de Cabeleireiros (Vitória da Conquista para Barra do Choça) Tipo de transporte: (1) Van.

Multimídia

Caixas de som;

Microfone.

Data Show e notebook;

Alimentação

Bolo, café, sucos, iogurte, pão, leite etc.

Água mineral.

Ornamentação e padronização

(50) Camisetas do projeto;

(2) Toldos;

(3) Banners de divulgação;

(50) Crachá de Identificação;

(500) bexigas.

Estrutura Física

Ginásio de Esportes Oberdam Rocha;

(100) Cadeiras.

PÚBLICO ALVO:

Idosos participantes do Programa Barra do Choça Alfabetização e da Educação de Jovens e Adultos do Município.

AVALIAÇÃO:

A avaliação do projeto realizar-se-á no decorrer das atividades propostas, considerando o envolvimento e o desempenho dos participantes, bem como da equipe mediadora. A avaliação será essencial para as futuras edições do projeto no município.