Vous êtes sur la page 1sur 3

CURSO DE MEDICINA - DISCIPLINA DE ANATOMIA

ANATOMIA APLICADA À CLÍNICA – 1º PERÍODO

MÓDULO DE MIOLOGIA
-MEMBRO SUPERIOR -
CASO 7A
(TEMPO DE APRESENTAÇÃO- 20 MINUTOS)

Uma mulher de 65 anos de idade apresentou queda


em cima do ombro direito, no caminho para sua consulta
ambulatorial, evoluindo com dor e impotência funcional
. Seu médico solicitou radiografias para investigação do
ombro, sendo diagnosticada fratura proximal do úmero,
em duas partes.

a) Cite as inserções e ações principais da musculatura


que possui fixação no úmero, divididas pelas
seguintes regiões: toracoapendicular anterior,
escapuloumerais e do braço (com exceção do
ancôneo).
b) Através da ação muscular, justifique o desvio
apresentado pelos fragmentos da fratura. Como seria o desvio no caso da fratura ser em três
partes?
c) Qual seria a ação muscular no caso de uma fratura diafisária ?

SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS
a) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.614-615,642-643.
b) ROCKWOOD, CA., MATSEN III, FA, WIRTH,MA.,HARRYMAN II, DT. Ombro, 2ª Edição. Revinter, 2002 Cap.9 – Fraturas do
Úmero Proximal - Anatomia. p.338-339 (SIA p1-2).
a) BUCHOLZ, RW., HECKMAN, JD. Lippincott Williams & Wilkins,2001. Rockwood & Green's Fractures in Adults, 5th Ed. Part
Of "24 - Fractures Of The Shaft Of The Humerus" - Biomechanics. p.976 (SIA p.1)

CASO 7B
(TEMPO DE APRESENTAÇÃO- 30 MINUTOS)

Um adolescente de 15 anos de idade apresentou queda


apoiando-se com a palma da mão no solo, evoluindo com dor
e impotência funcional em antebraço direito. Seu médico
solicitou radiografias para investigação, sendo diagnosticada
fratura diafisária do terço distal do rádio.
a) Cite as inserções e ações principais da musculatura que
possui fixação no úmero, divididas pelas seguintes
regiões: anterior e posterior do antebraço (inclua na
resposta o músculo ancôneo).
b) Através da ação muscular, justifique o desvio
apresentado pelos fragmentos da fratura. E se a fratura

É PROIBIDA A REPRODUÇÃO DESTE MATERIAL


SEM A PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DOS PROFESSORES
DA DISCIPLINA
CURSO DE MEDICINA - DISCIPLINA DE ANATOMIA
ANATOMIA APLICADA À CLÍNICA – 1º PERÍODO

fosse mais proximal?


c) Qual seria a ação muscular no caso de uma fratura diafisária da ulna?

SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS
a) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.657,662.
b) CRENSHAW, A.H. Cirurgia Ortopédica de Campbell, 8ªEd. Editora Manole Ltda., 1996 Vol.2 Cap. 25. Fraturas da Cintura
Escapular, Braço e Antebraço – Fraturas da Diáfise do Rádio e Ulna em Adultos. p.1107-1108 (SIA p1-2).
c) CRENSHAW, A.H. Cirurgia Ortopédica de Campbell, 8ªEd. Editora Manole Ltda., 1996 Vol.2 Cap. 25. Fraturas da Cintura
Escapular, Braço e Antebraço – Fraturas da Diáfise do Rádio e Ulna em Adultos. p.1107-1108 (SIA p2).

CASO 7C
(TEMPO DE APRESENTAÇÃO- 25 MINUTOS)

Paciente masculino, 40 anos, mecânico, procurou


ambulatório do Grupo de Cirurgia da Mão com história do
dedo indicador ficar “preso dobrado” enquanto está
trabalhando. Nestas situações, só consegue esticá-lo puxando
com outros dedos o dedo acometido, levando a dor e
impotência funcional. Ao exame, apresentava nódulo na
altura da articulação metacarpo-falângica do segundo dedo de
mão direita, doloroso `a palpação, e quando realizava a
flexão do dedo indicador, o mesmo ficava preso em flexão,
tendo que realizar a extensão passivamente através de outros
dedos (vide figura ao lado). Após análise, foi diagnosticado
dedo em gatilho e realizada infiltração local com corticóide,
com melhora dos sintomas.

a) Cite as inserções e ações principais da musculatura que


possui fixação na mão, divididas pelas seguintes regiões:
intrínsecos -tenar, hipotenar, adutor e central; extrínsecos
– flexores e extensores dos dedos.
b) Onde se localizam e qual as funções das bainhas
sinoviais e bainhas fibrosas digitais ? Quais são as
porções da bainha fibrosa nos dedos, e quais são as suas diferenças?
c) Através da descrição do túnel osteofibroso, explique o dedo em gatilho apresentado pelo
paciente.

Paciente masculino, 30 anos, foi avaliado por grupo


de cirurgia de Mão, com história de dor e impotência
funcional no quarto dedo de mão direita, após partida de
vôlei. Ao exame, apresentava incapacidade de estender a
articulação interfalângica distal (vide imagem ao lado).
Foram solicitadas radiografias, com visualização de fratura
por avulsão da falange distal, com angulação volar (ou
palmar) da falange distal, em torno de 20º, confirmando o
diagnóstico de dedo em martelo. Foi colocada tala de
alumínio em hiperextensão por seis semanas, com resultado
satisfatório do caso.

É PROIBIDA A REPRODUÇÃO DESTE MATERIAL


SEM A PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DOS PROFESSORES
DA DISCIPLINA
CURSO DE MEDICINA - DISCIPLINA DE ANATOMIA
ANATOMIA APLICADA À CLÍNICA – 1º PERÍODO

d) Cite as estruturas que compõem o “capuz dorsal” e expansão extensora do dedo, com suas
funções respectivas. Explique anatomicamente o dedo em martelo apresentado pelo paciente.

SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS
a) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.685-690.
b) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.690-691.
WILLIAMS, PL; WARWICK, R; DYSON, M; BANNISTER, LH. Gray Anatomia. 37ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,
1995. Cap. 5 Miologia. p.576-577.
c) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.690.
d) MOORE,KL; DALLEY II, AF. Anatomia orientada para clínica. 4ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. Cap. 6
Membro Superior. p.658,664-665.
WILLIAMS, PL; WARWICK, R; DYSON, M; BANNISTER, LH. Gray Anatomia. 37ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,
1995. Cap. 5 Miologia. p.579-580.

É PROIBIDA A REPRODUÇÃO DESTE MATERIAL


SEM A PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DOS PROFESSORES
DA DISCIPLINA