Vous êtes sur la page 1sur 10

LINHAS GERAIS - 04/06

1- PROPÓSITO DA EXISTÊNCIA - pessoal


- coletivo - auxiliar o reino animal; recebe auxílio do espiritual
5 REINOS - humano, 4º, deve ira para o 5º.
5º reino - seres realizados, não mais humanos;
HIERARQUIAS auxílio em cada fase, para cada civilização - grupo
Escolas, métodos, raios, departamentos
Discípulos e Mestres para distribuir força, energia e conhecimento à humanidade.
LINHAGENS ESPIRITUAIS: contemplativos; curadores; espelhos; governantes; guerreiros; sábios e
profetas; sacerdotes.
2- plano interno - vida espiritual, da alma;
contatos; realizações - já é Divino.
- vigília - consciência objetiva - limitada aos sentidos.

3- PARA RETORNO: 3 iluminações


1ª de aspirante para discípulo;
2ª de discípulo para iniciado;
3ª de iniciado para Mestre (sai da jurisdição da Hierarquia Planetária e do Conselho)
REINO ESPIRITUAL
Seres Iluminados, ascensos
- concluíram a etapa humana (neste ou noutro planeta)

ILUMINAÇÃO - conceito oriental;


ASCENSÃO - universalidade de conceitos espirituais, síntese,adaptação, renovação sobre o processo de
desenvolvimento.

FASES da universalidade de conceitos:


- Blavatski - Teosofia - Anne Besant - Leadbeater...
-Alice Bailey - Escola Arcana - Torkon - Rudolf Steiner - Antroposofia...
- Trigueirinho - Joshua (?)
4- O ASSUNTO : INICIAÇÕES

DOIS TIPOS:

EXTERNAS - INTERNAS
EXTERNAS - impulsos que produzem limpezas e aberturas para:
- conhecer determinados conceitos pela intuição (abre para o entendimento);
- vivenciar determinadas fases internas;
- aprimorar a energia para receber as verdadeiras iniciações.
INTERNAS - verdadeiras iniciações concedidas pelas Hierarquias e seus representantes.
É possível acontecer uma interna enquanto uma externa se realiza. O contato com a hierarquia tem com
intermediário um Mestre encarnado ou discípulo avançado.

5- ORIGEM:
1° MOMENTO: Atlante, que se espalharam mais atualmente...
2º MOMENTO: mais remotas - outras civilizações.
RAÇAS:
HIPERBÓREA; LEMURIANA 1; LEMURIANA 2; ATLANTE; ARIANA.
CADA UMA destas raças teve seu próprio método d desenvolvimento, técnicas próprias e iniciações que,
em seu tempo, eram externas, especialmente as atalntes.
Recolheram-se. Hoje, qualquer lugar pode ser o Templo. Mas o homem deve estar SAGRADO...
TRADIÇÃO é a perpetuação destas cerimônias pelos grupos esotéricos. Serão novamente físicas, quando
os seres mais sutis.

6- FASES - ler caminho espiritual - p. 48 glossário esotérico.


- caminho probatório
- carma (?)
FOLHA

7- HOJE:
* O PLANETA;
* O SER HUMANO;
* NOVOS MÉTODOS.

8- FIM.
OS OITO QUOCIENTES ESPIRITUAIS - SEGUNDO JOSHUA DAVID STONE

1 QUOCIENTE DE LUZ
Luz da alma, criada por pensamentos, sentimentos e demonstrações da presença de Deus na vida diária,
práticas e meditações - pode-se pedir para que cresça.
2 QUOCIENTE DE AMOR
Demonstração de amor incondicional na vida cotidiana e nos relacionamentos.
3 QUOCIENTE DE SABEDORIA
Sabedoria psicológica e espiritual de Deus.
4 QUOCIENTE DE PODER
Poder pessoal e de entrega ao Eu Espiritual - poder espiritual.
5 QUOCIENTE DE TRANSCENDÊNCIA DO EGO NEGATIVO
Vigilância para impedir o ego inferior, separatista e negativo, do medo e ignorância de dominar, e visar
o pensamento do Cristo e do Buda.
6 QUOCIENTE DE CRISTO E BUDA
Pensar com a mente de Cristo e Buda é ter apenas amor incondicional, perdão, isenção de julgamento,
lições, alegria, felicidade, paz interior...
7 QUOCIENTE DE SERVIÇO E LIDERANÇA ESPIRITUAL
Praticar a presença de Deus em todos os momentos da vida, para todas as pessoas. Servir.
8 QUOCIENTE DE INTEGRAÇÃO E EQUILÍBRIO
Integração,equilíbrio e síntese de tudo sobre o eu e o mundo; entre mentes, eus (masculino, feminino);
integração dos sete raios
ASCENSÃO INTEGRADA, É ATINGIR OS OITO QUOCIENTES, E MANIFESTAR O EQUILÍBRIO NA
MANIFESTAÇÃO DOS RAIOS...

-----------------------------------------
A Hierarquia compreende diferentes departamentos, cada um regido por um Mestre Ascensionado e que,
a partir dele, irradia para o planeta a qualidade específica de um determinado Raio.
Estes Raios, que são emanações de diferentes qualidades da mesma Energia Cósmica, ativam
importantes centros no homem e nos seres de todas as dimensões, a depender de sua relação com essa
energia. Quanto mais elevado o ser humano ou o ser em geral, mais apto está a participar ou responder aos
estímulos dessas qualidades.
Os quadros a seguir mostram um breve esboço da relação entre os Mestres e os sete Raios principais,
chamados Raios Planetários.
QUADRO I
RAIO MESTRE COR CARACTERÍSTICA
Primeiro El Morya Vermelho Vontade-Poder
Segundo Kuthumi Azul Amor-Sabedoria
Terceiro Serapis Bey Amarelo Atividade Inteligente
Quarto Paulo Verde-esmeralda Harmonia dos Opostos
Quinto Hilarion Alaranjado Conhecimento e Ciência
Sexto Jesus Índigo Devoção e Entrega
Sétimo Saint Germain Violeta Ordem e Cerimonial

O quadro I mostra uma relação mais atualizada dos Raios, segundo informações obtidas em vasta
literatura esotérica.
Existem literaturas conflitantes, que relacionam os mesmos Raios com diferentes cores, ou remanejando
Mestres para departamentos diferentes.

Para o homem atingir a auto realização espiritual, precisa despertar as características que lhe permitam
manifestar núcleos de consciência ou corpos mais elevados.
A nomenclatura dos corpos tende a variar, conforme a fonte literária ou escola esotérica consultada.
Temos sete dimensões ou níveis de consciência: físico-etérico, astral (emocional), mental (concreto e abstrato),
intuitivo, espiritual, monádico e divino.
Para cada dimensão ou nível de consciência, atua-se com um núcleo ou corpo específico:
NÚCLEO OU CORPO NÍVEL OU DIMENSÃO
REGENTE Divino
MÔNADA Monádico
CORPO DE LUZ Espiritual
ALMA (corpo causal) Intuitivo
- abstrato (causal)
MENTAL Mental
- concreto
ASTRAL Astral
FÍSICO-ETÉRICO Físico-etérico

Os corpos físico-etérico, astral (emocional) e mental (concreto), constituem os corpos da personalidade.


Etérico
Campo energético sutil que vitaliza e molda o físico. Manifesta-se de acordo com o tipo característico de
cada ser analisado. O nível de consciência atingido, a linhagem espiritual, o grupo interno ou a civilização
pertencente, modifica suas características. Em geral, as linhagens espirituais e as civilizações de onde se
originaram definem a cadeia energética ou circuito sutil de cada grupo de ser.
Emocional ou astral
O corpo astral ou emocional é o veículo de atuação na dimensão de mesmo nome. O astral é um nível
ou campo de livre atuação das mais variadas formas de sentimentos, desejos de todos os tipos, visões, bem
como de seres desencarnados de pouca ou média evolução, além de outros seres próprios de níveis profundos
desta dimensão.
Existe muita confusão entre os termos astral e espiritual. É comum recebermos informações sobre formas
de harmonizar o astral, desenvolver um bom astral, vasculhar no astral, aprender do astral, etc., como se o
desenvolvimento espiritual dependesse destas atitudes. Em geral, é o oposto que ocorre. As pessoas curiosas
entram neste mar de conceitos, ficam fascinadas e esquecem de focalizar o plano espiritual, que está bem
acima do astral. A busca de “informações” no astral, movida pela curiosidade, turva a consciência, impedindo
o seu crescimento. É desnecessário caminhar no astral para atingir o espiritual. No nível espiritual podemos
receber a Luz das Hierarquias. Podemos penetrar dimensões superiores através da entrega e da vontade pura
de servir. Nos níveis inferiores ao Espiritual as informações podem ser desvirtuadas pela própria personalidade
ou por seres que pertencem às esferas negativas. Estes, visam desviar o buscador que anseia por resultados.
A harmonização direta com planos superiores pode ser conseguida quando nos entregamos ao caminho
interior. Isto acontecerá plenamente quando estivermos totalmente isentos de expectativas, quando o desejo em
servir vier do encontro interno com esta necessidade, e não estiver impregnado com o desejo ainda egocêntrico
de “evoluir”.
Sobre este último ponto, é importante saber que a projeção ou viajem no astral é, atualmente, uma
prática obsoleta. O novo padrão que a humanidade pode atingir, através de um trabalho interno, permite uma
interação direta com os planos espirituais superiores, para obter as informações pertinentes ao seu próprio
processo de desenvolvimento ou de Serviço.
Se consultarmos a literatura esotérica difundida no século XX, veremos que todos os Mestres
Ascencionados ou lideres espirituais verdadeiros chamam a atenção de seus discípulos para os perigos do
envolvimento com os fenômenos e práticas do astral. Em especial, Djwhal Khul e Saint Germain dão ênfase,
nos seus ensinamentos, aos perigos e encantos que as práticas de contato com este plano e com os seres que
nele habitam podem causar.
Mental
Divide-se em mental concreto (análise, lógica, pensamento intelectual, científico) e mental abstrato
(criatividade, arte). Em um patamar adiante, abrange a intuição, a qual é uma expressão da alma através da
mente. O principal trabalho de desenvolvimento espiritual começa na mente. É analisando os aspectos do
pensamento que podemos adquirir o domínio das suas funções e dos demais corpos da personalidade.
Alma
A alma não se desfaz ao longo das encarnações, mas guarda os registros das experiências vividas. É
intermediária entre a vida externa, da personalidade e o mundo espiritual. A entrada no nível da alma
proporciona o descortinar ou a compreensão de que somos seres imortais vivendo em um mundo físico. Não
vivemos mais em conflito, e aceitamos que vida e morte são uma só e a mesma coisa. Varia apenas o estado
que estamos manifestando: no mundo físico, a vida material; no mundo espiritual, a vida imaterial. Registros
de todas as encarnações despertam e nos proporcionam uma compreensão real dos processos internos pelos
quais passam as pessoas à nossa volta. Paramos de julgar atos alheios, pois lembraremos de termos passado
pelos mesmos processos em vidas anteriores.
Corpo de Luz, Mônada e Regente
O Corpo de Luz é o veículo intermediário entre a alma e a Mônada. É a ponte entre a personalidade e o
plano espirutual. Algumas literaturas se referem a ele como o “veículo jóia” ou Merkabah.
De uma maneira bem simplificada, podemos definir a Mônada como a “alma” da alma. Em certos
escritos esotéricos é chamada Presença Divina Eu Sou. Com a Mônada desperta ou integrada, teremos a
plenitude ao nosso alcance. É a certeza de sermos filhos criadores e descortina-se nossa verdadeira missão
cósmica. Os impulsos gerados para a consecução da mesma são revelados ou orientados pelas Hierarquias
superiores, que têm participação em nível galáctico e universal. Nossa mente é a mente do universo.
O nível divino é onde se encontram os regentes monádicos. O regente é o núcleo mais profundo do ser,
a oitava mônada. Denominado Homem Cósmico ou Regente-Avatar.
Quando realizamos purificações internas, preparamos nossos corpos para suportarem vibrações de
níveis mais elevados. Gradativamente, passamos a atuar com um corpo superior. Ter consciência da vida em
outros planos é fundamental para transcender o plano onde nos encontramos. O que se denomina Eu
Superior, é sempre o núcleo de consciência acima do qual nos encontramos. Como personalidade em
desenvolvimento e integração, o Eu Superior é a alma. Como alma em plena manifestação, o Eu Superior é a
Mônada.
Práticas espirituais que pensemos facilitar o processo, mas que já estejam ultrapassadas e que não
condigam com o que necessitamos internamente, podem bloquear as transformações. Para cada pessoa há
uma forma de abertura, devem vir dos sinais que recebemos de núcleos superiores.
A evolução do ser humano, até que atinja a Iluminação, a Maestria, a consecução mística, é um processo
gradativo, que ocorre ao longo de muitas encarnações, enquanto vai aprendendo a dominar os vários planos
ou dimensões de realidade. É conduzida pelas Hierarquias, através das chamadas Iniciações internas ou
planetárias que, atualmente, são sete. As Iniciações internas são as verdadeiras, e ocorrem quando o
candidato está pronto para o chamado das Hierarquias. Não são as mesmas concedidas pelas escolas
esotéricas, ordens iniciáticas ou sistemas de desenvolvimento espiritual. As deste último grupo são impulsos
para a compreensão das Iniciações internas. Auxiliam a romper véus entre o plano denso e o espiritual. as
transformações que causam são mérito próprio da pessoa que as recebe.
A seguir estão as principais transformações ocorridas durante o processo de retorno definitivo.
Primeira Iniciação: a personalidade vai sendo instruída mais diretamente pela alma. Os chamados pecados da
carne são dominados, havendo controle do corpo físico. É o nível da realização psicológica. Desperta o
Amor Incondicional e o serviço. O discípulo é aceito. É regida pelo sétimo Raio.
Segunda Iniciação: é o nível do domínio do corpo emocional, da morte do desejo. O Discípulo deve atingir a
harmonia e o equilíbrio dos conflitos internos, dominando suas relações e criações do pensamento. É
regida pelo sexto Raio.
Terceira Iniciação: é o nível de domínio do corpo mental. A personalidade é fundida com o fluxo do eu
superior. A alma toma conta de todo o ser. A Mônada é agora o instrutor ou Eu Superior. O mundo
espiritual, da alma, assume a posição dominante, e não o da matéria. É regida pelo quinto Raio.
Quarta Iniciação: reflete-se como o grande sacrifício, onde o egoísmo e a vida pessoal são renunciados em
favor de um todo mais amplo. A alma integra-se ao corpo de luz, polarizado no nível espiritual. Os três
centros inferiores atingem grande purificação. O ego é purificado. É a liberação da roda das
encarnações. Todo o conhecimento adquirido em suas vidas passadas está a sua disposição. É regida
pelo quarto Raio.
Quinta Iniciação: é a fusão com a própria Mônada. O Iniciado é chamado adepto. Alcançou um elevado
estado de perfeição. Reconhece perfeitamente a trajetória ou destino cósmico que lhe cabe cumprir. É
regida pelo terceiro e segundo Raios.
Sexta Iniciação: o adepto torna-se um Mestre Ascensionado. O corpo físico é substituído por um corpo de luz
(criado com a Luz que manifestou ao longo de suas encarnações). Para ascensionar, o adepto deve ter
51% do seu carma equilibrado. Ascensão é tornar-se um Cristo, um Buda, um Mestre Espiritual, um ser
realizado. A lei do carma não tem mais validade. A entrega é total. Atinge a compreensão do que é ser
um servidor do mundo. Compreende que toda pessoa é Deus caminhando na Terra. É regida pelo
segundo e primeiro Raios (síntese e poder por meio do amor).
Sétima Iniciação: é a fusão com o plano divino, com o Regente. É a volta ao Pai, a fonte original. Expressa a
síntese dos sete Raios, portanto, expressa o Amor-Sabedoria. É regida pelo segundo Raio.
A auto realização espiritual ocorre em três níveis: a auto realização da personalidade, a auto realização
ao nível da alma e a auto realização espiritual ou monádica.
6ª e7ª

3ª, 4ª e5ª

1ª e2ª
FASES DO CAMINHO INICIÁTICO:
Conhecimento / sabedoria / entendimento:

conhecimento é racional, formal;


sabedoria é a intuição, do espírito;
entendimento - apropriar-se do conhecimento como base para a sabedoria

TRES TIPOS DE NÃO-INICIADOS:

homem comum, refratário ao espiritual;


aspirante preso aos compromissos;
discípulo entregue ao controle do eu superior.
Um Adepto é discípulo de consciência Solar.

Caminho Probatório - aspirante (câmara da ignorância / câmara de instrução)

Estabelece a estrutura para o reto viver, reto pensar e a conduta correta.


Enquanto o homem percorre o caminho de provação, aprende principalmente a conhecer-se a si mesmo,
a conhecer suas deficiências e a corrigi-las. Aprende a trabalhar como auxiliar invisível. Gradativamente
aprende a Sabedoria Divina, até ser reconhecido por um Mestre, ficando sob seus cuidados ou de um discípulo
adiantado para receber o ensinamento que lhe convém.

construção do caráter;
receptáculo para o Cristo;
gestação para a Iniciação;
grande compreensão do mundo material;
está aos cuidados dos discípulos do seu Mestre.

Discípulo (1ª e 2ª - atualmente não se exige muita concentração pessoal)

Compromete-se a fazer três coisas:


Servir à humanidade;
Colaborar com o Plano dos Grandes Seres da maneira que lhe for possível;
Desenvolver os poderes do ego (alma); expandir sua consciência para a alma; seguir os ditames do Eu
Superior.
Começa a transferir o centro de sua atividade de si mesmo para um grupo;
Tem dois objetivos:
Responder à vibração do seu Mestre;
Pureza de vida de forma prática, não teórica.
“O discípulo deve aprender a permanecer silencioso ante o mal, a calar ante os sofrimentos do mundo,
sem perder tempo com queixas inúteis e em demonstração de dor, mas trata de aliviar a carga do mundo. E
trabalhar sem perder energias em palavras. Todavia, deve falar quando um estímulo é necessário,
empregando a palavra com fins construtivos, expressando a força do mundo na medida que flui através dele.
Suas emoções inferiores, do plexo são transferidas ao coração, que desperta”.
“Há um período de solidão, reflexo desta transferência da consciência para a alma (ego - personalidade
integrada)”.

Iniciado 3ª iniciação
Certo tempo depois, passam as primeiras provações e o discípulo encontra-se frente à Câmara da
Iniciação.
É possível que alguém tenha recebido a primeira e segunda iniciações em uma vida anterior sem que se
recorde delas nesta. A pessoa pode esgotar certo carma e levar a cabo uma tarefa para a Loja se estiver livre
de preocupações esotéricas e introspecções místicas durante a vida terrena.
“O caminho do discipulado é difícil de pisar, e mais ainda o da iniciação. O iniciado é um guerreiro
coberto de cicatrizes, vencedor de muitas lutas. Não fala de suas realizações, porque está muito ocupado com
o trabalho depositado em suas mãos”.
AS CINCO FASES DA CERIMÔNIA DE INICIAÇÃO

1- Revelação Da Presença - de si mesmo, de sua alma (anjo solar), de sua mônada;


2- a Visão - do Plano divino na escala que lhe é permitido;
3- aplicação do Cetro do Iniciador (corpos, centros, e alma) - despertando o potencial;
4- juramento - com o propósito a que se destina o iniciado; sua ação e relação para com os demais
seres de todos os níveis e graus; guardar segredo;
5- revelação do Segredo e da Palavra - sons que lhe permitem abrir planos, dimensões e realizar seu
trabalho de maneira mais plena.
EFEITOS DO ÁLCOOL NO PSIQUISMO HUMANO

ENTORPECE A
MENTAL MENTE

DESPERTA OU
EMOCIONAL AFROUXA O
EMOCIONAL

DESPERTA
INSTINTOS
FÍSICO
DESPERTA
INFLUENCIAS
ASTRAIS

“ENTOPE” O
CANAL DE
LIGAÇÃO COM O
SUPERIOR,
IMPEDINDO O
CONTATO ENTRE A
MENTE SUPERIOR E
A INFERIOR

DETERMINADOS ALIMENTOS E SUBSTÂNCIAS TEM EFEITOS NOCIVOS PARA


O CONTATO COM O PLANO SUPERIOR
CAFÉ - ALHO - CARNES - ÁLCOOL - ETC.

Centres d'intérêt liés