Vous êtes sur la page 1sur 38

ISLA - Santarém

Curso de Pós-Graduação em Segurança e Higiene do Trabalho

Paulo Beaumont
1
SAÚDE OCUPACIONAL (SHST)

Principais disciplinas Áreas de actuação específicas


•Medicina do trabalho •Avaliação (individual e colectiva) da influência
dos factores de risco profissionais (“físicos” e
•Enfermagem do trabalho psicossociais) sobre a saúde dos trabalhadores

•Psicologia do trabalho •Avaliação da capacidade para o trabalho


•Adaptação do Trabalho ao Homem, tornando-o
•Ergonomia compatível com a saúde

•Higiene do trabalho •Identificação, análise, avaliação e controlo


dos riscos ambientais
•Melhoria das condições (psicossociais) do
•Psicossociologia
ambiente de Trabalho

•Segurança •Prevenção dos acidentes de Trabalho

2
Estádios da evolução das actuações relativas à
Segurança, Higiene e Saúde do Trabalho (SHST)

Formas de produção tempo


Artesanal Industrial

Trabalho fortemente Humanização


controlado pelo do Trabalho
trabalhador Segurança, Higiene e
Saúde no Trabalho
PREVENÇÃO DE RISCOS
PROFISSIONAIS
(Correctiva Æ Integrada)

PROTECÇÃO

•Trabalhador
como objecto
a proteger
•Crescente participação do trabalhador na gestão da
O trabalhador assegura a
sua própria segurança
?
•Intervenção do
Estado, restrita
e pontual
Prevenção
•O Estado assume
adequada evolução
do sistema
•Alargamento da acção do Estado a todos os níveis

3
A problemática dos Riscos Profissionais

A actividade humana
decorre de forma
contínua associada
a RISCOS

Isto pressupõe que,

uma situação considerada


segura NÃO significa
isenta de riscos

4
RISCO vs SEGURANÇA

Risco SEGURANÇA (do sistema)


Segurança
PERIGO (do sistema)

Risco potencial ou PERIGO


Risco máximo Refectivo > Rmáximo admissível
admissível

Zona (gama) de
Risco aceitável

5
Factores de riscos profissionais

6
Físicos
Psicossociais Químicos

Factores de
RISCOS
PROFISSSIONAIS

Organização
Biológicos
do trabalho Ergonómicos

7
Vibrações
Radiações
Iluminação

Factores de
RISCO Temperatura
FÍSICO

Humidade
Ventilação
Ruído

8
Aerossóis
e neblinas Poeiras

Fumos

Factores de
RISCO
QUÍMICO

Gases e
vapores

Líquidos
Sólidos

9
Vírus

Bactérias

Factores de
RISCO Fungos
BIOLÓGICO

Animais

Plantas

10
Concepção
de máquinas Trabalho
e ferramentas com visores
Concepção
do espaço
de trabalho

Factores de
RISCO
ERGONÓMICO
Transporte
próprio e
de cargas
Levantamento
Posturas de cargas

11
Isolamento Satisfação
pessoal

Contacto com
o problema

Factores de
RISCO
PSICOSSOCIAL

Relações pessoais
e hierárquicas
Carga física
Carga mental do trabalho
do trabalho

12
Horários

Destreza
(habilidade)

Factores de
RISCO relacionados Ritmos e
pausas
com a ORGANIZAÇÃO
do TRABALHO
Capacidade
(adaptação,
treino)
Monotonia/
repetitividade

13
Próprio
Mecânicos
sistema

Factores de riscos
profissionais
(Condições das instalações)

Incêndios e
Eléctricos
explosões

14
Modificações
ambientais Acidentes de
trabalho

Trabalho Saúde Patologias Doenças


trabalho profissionais

Doenças
RISCOS agravadas
PROFISSIONAIS pelo trabalho

15
O que é o RISCO?

A existência de RISCOS associados a qualquer


actividade humana coloca as seguintes questões:

Qual o nível Que riscos


exigível de reter e que riscos
segurança? segurar?
Quando se deverá Quando e
considerar um quanto investir
sistema seguro? em segurança?

16
IDENTIFICAÇÃO dos
RISCOS POTENCIAIS
(perigos)

As respostas às questões atrás Determinação da sua


formuladas é feita através de uma PROBABILIDADE de
ANÁLISE DE RISCOS ocorrência (frequência)

Quantificação
do IMPACTO (gravidade)

17
Determinação da sua
PROBABILIDADE de
ocorrência (frequência)

Risco = Probabilidade x Gravidade

Quantificação
do IMPACTO (gravidade)

18
Como desenvolver a
PREVENÇÃO dos RISCOS PROFISSIONAIS?

RISCO TRABALHADOR

19
ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL
de PREVENÇÃO dos RISCOS PROFISSIONAIS
(Eficácia decrescente de actuação face aos RISCOS PROFISSIONAIS)

1 ELIMINAR RISCO

2 ISOLAR RISCO

3 AFASTAR TRABALHADOR

4 PROTEGER TRABALHADOR

20
Risco Trabalhador

Risco Trabalhador

Risco Trabalhador

Risco Trabalhador

21
A GESTÃO DOS RISCOS PROFISSIONAIS

Eliminação Riscos
aceitáveis
Identificação
Controlo Prevenção
SEGURANÇA
Protecção

Custo do Monitoragem
Análise/ RISCO dos resultados
Avaliação
Perdas
Retenção
Despesas

Prémios Riscos NÃO


Financiamento aceitáveis
Transferência
Diversos

(Retroacção)

22
Por conseguinte,
a GESTÃO da HST tem 4 opções a tomar
(na realidade tem sómente três opções):

PREVENÇÃO
PROTECÇÃO

PREVENÇÃO
e PROTECÇÃO
NADA FAZER

23
Por conseguinte,
a GESTÃO da HST tem 3 opções a tomar

PREVENÇÃO
PROTECÇÃO

PREVENÇÃO
e PROTECÇÃO
NADA FAZER

24
Prevenção ou Protecção?

PREVENÇÃO Probabilidade

PROTECÇÃO Gravidade

25
Metodologia geral da Análise de Riscos

A análise pode ser aplicada a um sistema que já exista


ou que ainda estão na fase de planeamento ou projecto

Uma forma de análise de riscos também pode ser uma


síntese de experiências anteriores (p.e., as “check list’s”)

Qualquer análise de riscos não é uma actividade única mas, consiste


em várias acções que em conjunto constituem um procedimento.

A intenção de uma análise de riscos é conseguir uma


redução do nível de risco, consequentemente, um
aumento do nível de segurança

26
Etapas para desenvolvimento de uma análise de riscos

Planear

Estruturar

Identificar os perigos

Analisar e avaliar
os riscos

Propor medidas
de segurança

Sintetizar

27
HIGIENE DO TRABALHO

Conceitos

Campo Etapas de
de acção actuação

Bases de
Objectivo
actuação

28
Ambiente de trabalho
Campo
VS
de acção Saúde dos trabalhadores

Criar e manter condições de trabalho que não prejudiquem


Objectivo a saúde dos trabalhadores e que sejam as mais adequadas
à fisiologia e psicologia humanas

Bases de Conhecimento das causas específicas das afecções


actuação profissionais e das relações entre as afecções
e o grau de risco

Com a finalidade de atingir os objectivos em vista, a


Etapas de actuação do higienista do trabalho processa-se
actuação nas seguintes etapas:

29
Etapas de
actuação

Identificação e Controlo e/ ou
localização prevenção
dos riscos dos riscos
Quantificação Avaliação
da da
exposição exposição

30
Metodologia específica da Higiene do Trabalho para avaliação dos
riscos profissionais

Inquérito
Decisão final
preliminar

Estudo Interpretação
detalhado dos resultados

31
Inquérito Identificação e localização dos
preliminar riscos e das áreas problema

Listagem de medidas
de controlo em uso

Condições gerais
de HST

Listagem dos Número de


Prd químicos trabalhadores

Familiarização Identificação dos


com o sistema Identificação das agentes físicos
fontes de poluição

32
Estudo
detalhado

Estudo ambiental

Estudo biológico

33
Estudo ambiental
para quantificação
dos riscos

Selecção dos locais Recurso a valores de


e postos de trabalho referência

Medição dos factores


Medição do tempo
físicos e químicos
de exposição
de risco

34
Estudo biológico
Análise de sangue,
para avaliação da urina e/ ou ar
exposição individual de expirado para
indicadores biológicos:

Pesquisa e dosagem
dos metabolitos

Pesquisa e dosagem
do tóxico

Comparação dos
resultados com TLV
Caracterização de
perturbações precoces
(nível enzimáticos)

35
Interpretação
dos resultados

Tendo em conta os elementos obtidos nos


estudos anteriores e os referentes aos
exames médicos periódicos

36
Decisão final

Quanto à necessidade ou não de proceder


a medidas de controlo técnico

37
Segurança, Ambiente, Qualidade

Competitividade Qualidade

Produtividade
SHST
Ambiente em geral

38