Vous êtes sur la page 1sur 5

Cerimonial religioso

Texto: Kathia Pompeu • Ilustração: Ricardo Rocha

182

Cerimonial religioso Texto: Kathia Pompeu • Ilustração: Ricardo Rocha 182
Cerimonial religioso Texto: Kathia Pompeu • Ilustração: Ricardo Rocha 182
Cerimonial religioso Texto: Kathia Pompeu • Ilustração: Ricardo Rocha 182

PASSO A PASSO DO CORTEJO

Rico em tradições e costumes, o casamento atravessa os séculos alimentando o sonho romântico de casais apaixonados. Um ritual permeado de detalhes que só fazem aumentar seu encanto. Entre as principais passagens está o cortejo que abre a cerimônia com toda pompa e circunstância que a ocasião merece. Um momento de grande impacto cênico, onde noivos e demais envolvidos na boda obedecem às regras da liturgia que valorizam ainda mais esse momento sublime. Com muitas particularidades, apresentar um cortejo perfeito exige conhecimento prévio de seus preceitos. E com o intuito de colaborar nessa tarefa, selecionamos as mais freqüentes dúvidas em relação ao assunto e convidamos quatros experientes organizadores de eventos para elucidá-las. Com a palavra Amarilis Vianna, Beth Kos, Flávia Cavaliere, Lúcia Gershony.

É recomendável ensaio para o cortejo?

Pessoalmente, não gosto de en-

saios. Acho que um pouco da emoção

se perde. Um cerimonial bem organi-

zado supre essa necessidade, direcio- nando todos os envolvidos no cortejo, no dia do casamento. Vale ressaltar, também, que para as crianças – da- minhas e pajens – o ensaio não traz muitos benefícios, por que a igreja vai estar vazia, não tem música, nem foto, nem vídeo, não tem estresse, não tem roupa apertando. Enfim, é uma outra realidade que pode, inclusive, criar uma falsa expectativa para o dia da ce- rimônia e intimidá-las a participar do cortejo. (Beth Kos)

Quem recebe os convidados na che- gada à cerimônia?

Em uma cerimônia judaica, o noivo, ao lado de seus pais e da mãe da noiva, fica na entrada da sinagoga recepcionando os convidados. Já nu-

ma cerimônia católica, cabe à equipe do cerimonial essa função, enquanto

o noivo, seus pais e a mãe da noiva

estão na sacristia com os padrinhos

e aguardando o início da cerimônia. (Beth Kos)

Ainda prevalece o costume dos con- vidados assistirem a cerimônia reli- giosa em lados específicos na igreja ou templo?

Essa era uma prática mais tradicio- nal, que já não se aplica. Atualmente os convidados se acomodam no es- paço da cerimônia com mais espon- taneidade, escolhendo o posiciona- mento que for mais conveniente. No entanto, se for de interesse dos noivos manter esse costume, a tra- dição indica que do lado esquerdo do corredor central, os bancos são destinados aos convidados da noiva; e do lado direito, aos convidados do noivo. Porém, lados contrários po- dem ser preenchidos na medida em que isto se fizer necessário para que todos tenham assento. Para facilitar essa distribuição, uma pessoa do ce- rimonial pode ficar encarregada de receber os convidados à entrada e orientá-los quanto ao lado que de- vem ocupar, indagando se são con- vidados do noivo ou da noiva. Da mesma forma, alguns lugares mais nobres, como os assentos da primei- ra fila, podem ser reservados com uma etiqueta, para acomodação de convidados mais importantes ou mais idosos. (Flávia Cavaliere)

O atraso da noiva é uma tradição que deve ser seguida? Sim ou não – e por quê?

O atraso da noiva não deve ultra- passar 30 minutos. Mais do que obe- decer a um costume, o objetivo deste atraso é também garantir a chegada

183183183

de todos os convidados e, em conse- qüência, ter a igreja completa para a cerimônia. (Lúcia Gershony)

munhas do casamento, logo devem as-

sistir toda a cerimônia – intercalando um casal de padrinhos da noiva e um

a

entrar. Após a pausa suficiente para

Como deve ser apresentada a entra- da da noiva?

do noivo, sucessivamente, sendo de

 

A

entrada da noiva é o ápice do

Na sua opinião, o início do cortejo deve ser anunciado?

padrinhos da noiva o primeiro casal

cortejo para a cerimônia, o momen- to mais esperado por todos. Pede um

em igreja, o portal é fechado para a

Não existe nenhum tipo de regra ou tradição específicas para iniciar um

que o corredor fique livre, geralmen- te com uma música diferente, entram

mãe da noiva de braços com o pai

a

clima especial. Em uma cerimônia

sua chegada que – além de preservar

cortejo nupcial. Em geral, é a música

do noivo, e se colocam próximo do

a

imagem dela descendo do carro e

que determina esse momento. Bastam

altar, do lado esquerdo, voltados para

se arrumando – tem um significado

os primeiros acordes para que todos os convidados presentes à cerimônia

os convidados. Novamente livre o cor- redor central, entra o noivo, de braço

litúrgico, representando a passagem do profano para o sagrado.

saibam que está se iniciando o ritual.

direito dado à sua mãe. Chegados ao

 

É

também a hora das fanfarras e da

(Lúcia Gershony)

altar, ficam posicionados à direita – e

música escolhida exclusivamente para

A

ordem de entrada em um cortejo

passam a aguardar os demais partici- pantes. Depois é a vez das daminhas

entrada triunfal da noiva, de braços dados com o pai. (Flávia Cavaliere)

a

de

casamento é igual para rituais ca-

e

pajens. Finalmente, o grande mo-

tólicos e judaicos?

Num casamento ortodoxo judai- co entram primeiro o noivo com seus

pais, depois os familiares mais próxi- mos (irmãos, avós e tios) e em seguida

a noiva com seus pais. Nos casamen-

tos judaicos em geral, o mais usual é

o noivo entrar primeiro com sua mãe,

seguidos do pai do noivo com a mãe da noiva, depois os familiares. Pode até existir alguns “padrinhos” em se- guida – que não existem na tradição judaica mas que são incorporados, co- mo uma homenagem a amigos espe- ciais. Em seguida, damas de honra e, finalmente, a noiva com seu pai. Já no casamento católico, era usual

o noivo aguardar a noiva no altar, jun-

to aos seus pais, a mãe da noiva e os padrinhos. Hoje, o mais praticado

é um cortejo iniciado pelos pa-

drinhos – porque eles são as teste-

184

mento: a entrada da noiva com o pai. (Beth Kos)

Qual a melhor maneira de organizar a entrada das daminhas e pajens?

Esta é uma escolha da noiva, mas

eu sempre recomendo que as crianças entrem sozinhas, com uma música só para elas. Nem sempre as daminhas

e pajens têm idade suficiente para se

comportarem de acordo com o ritual. Às vezes choram, ficam tímidos etc. Então, se houver algum imprevisto, is- so não compromete a entrada da noiva que merece toda a atenção só para ela. (Beth Kos)

Qual o lado que se posiciona o pai da noiva no cortejo e por quê?

O pai da noiva entra do lado es-

querdo, ou seja, dando o braço di-

reito para a sua filha. Isso, porque

o noivo estará esperando a noiva do

lado direito do altar – o que facilita

a passagem para as mãos do futuro

marido, num movimento discreto e tranqüilo. Ao chegar ao altar, o pai deverá cumprimentá-la com um bei- jo. A noiva passa o buquê para a mão esquerda, e o pai dirige-se para o la- do esquerdo do altar para ficar ao lado da mulher. (Flávia Cavaliere)

Na ausência do pai da noiva, quem entra com ela?

Fica a critério da noiva. Em geral

é um parente próximo – do sexo mas-

culino, claro – como um tio, irmão, primo. Ou, ainda o padrasto ou um amigo íntimo da família. Algumas noivas, na ausência da figura paternal, preferem entrar sozinhas na cerimô- nia. (Lúcia Gershony)

E no caso da noiva ter pai vivo, mas ter sido criada por um padrasto. Com qual dos dois ela entra?

É uma situação extremamente par-

ticular, e fica a total critério da noiva. No entanto, salvo algum problema de ordem familiar, o mais comum é

a noiva entrar com seu pai biológico. (Amarilis Vianna)

Qual a disposição dos pais e padri- nhos dos noivos no altar?

Enquanto a noiva e seu pai atraves-

sam o corredor central da cerimônia,

a mãe do noivo deve posicionar-se à

direita e um pouco para frente do al- tar. O noivo também se posiciona à direita numa posição um pouco mais direcionada para a ala central. Já o pai do noivo e a mãe da noiva se posicio- nam à esquerda do altar (veja a figura). Ao final do cortejo, o noivo recebe a noiva, cumprimenta o pai dela, que por sua vez se posiciona à esquerda, ao lado da mulher. Nesse momento, o pai do noivo vai para a direita, ao encontro da mãe do noivo. Quanto aos padrinhos, ao longo de seu cortejo se dirigem para o lado cor- respondente no altar: direito, do noivo, esquerdo, da noiva; e tomam lugar nas cadeiras especialmente dispostas para eles, ou, caso a igreja não comporte, ocupam os primeiros bancos reserva- dos aos padrinhos. Também é costume no Brasil os padrinhos esperarem os noivos no altar, sem passar pelo corte- jo. (Lúcia Gershony)

E no caso de pais separados e casa- dos novamente, como ficam esses pares no altar?

Esta é outra situação em que a sen- sibilidade dos noivos e a relação com os pais determinam a solução. Mas, de modo geral, este é o momento dos pais biológicos compartilharem diretamen- te com seus filhos, independente de terem formado novas famílias. Uma forma elegante de incluir os atuais par- ceiros dos pais no contexto da cerimô- nia é, por exemplo, convidá-los para serem padrinhos. (Amarilis Vianna)

14- Em qual posição ficam os noivos no altar?

O sacerdote assume seu lugar ten- do às costas o altar e à frente o genu- flexório onde estão posicionados, para

o início do ritual, a noiva à esquerda e

o noivo à direita. Nesse momento, as damas e os pa- jens podem ficar sentados embaixo, nas laterais do altar, em lugares reser- vados a eles. (Amarilis Vianna)

Posicionamento no altar Padrinhos da noiva Padrinhos do noivo Pai da noiva Pai do Mãe
Posicionamento no altar
Padrinhos da noiva
Padrinhos
do noivo
Pai da
noiva
Pai do
Mãe do
noivo
Mãe da
noivo
noiva
Noivo
Pai da
Noiva

15 –

como deve ser a ordem de saída do cortejo ?

Terminado o ritual religioso,

Terminadas as fotos com os pais diante do altar, o noivo dá o braço direito à noiva, e descem ao átrio, atravessando o templo rumo à porta principal. Os noivos são seguidos das

crianças, pais da noiva, pais do noivo

e os padrinhos de ambos. (Amarilis Vianna)

noivo; a mãe seguida do pai da noiva; a mãe do noivo seguida do pai. Esta ordem reflete o fato de que o convite para a cerimônia, hoje em dia, é feito pelo casal de noivos, portanto em to- das as etapas da celebração eles é que são os principais anfitriões. (Flávia

Cavaliere)

é que são os principais anfitriões. (Flávia Cavaliere) 16 - Qual a vantagem da fila de

16 - Qual a vantagem da fila de cum- primentos após a cerimônia?

É um costume válido para cerimô- nias sem recepção. Caso contrário, en- quanto parte dos convidados entra na

fila, a outra segue para a festa. Os noi- vos, no final, acabam não cumprimen- tando todo mundo e ainda chegam muito tarde na recepção. É mais acon- selhável ir direto para a comemoração

e aproveitar o ambiente descontraído

para agradecer a presença dos amigos e parentes ao longo da festa. Mas caso os noivos e seus pais fa- çam questão, a fila de cumprimentos pode ser disposta, no caso da cerimô- nia ter sido realizada numa igreja, de preferência na sacristia. Ou caso con- trário, numa área reservada especial- mente para essa finalidade. O formato mais usual na disposi- ção da fila é o seguinte: a noiva e o

185 185

186