Vous êtes sur la page 1sur 4

PLANTAS

Caroline Tannus)

MEDICINAIS

Aparelho Respiratório:

SISTEMA

Vias aéreas superiores;

Vias aéreas inferiores.

RESPIRATÓRIO

(Prof. ª

Doenças: Imuno-alérgica. Infecciosa, Tumoral e Inflamatória.

Antitussígenos ou Béquicos:

- Papoula – Papaver somniferum

Entre os alcalóides constituintes, apresenta a codeína, que atua na supressão do reflexo da tosse no centro bulbar.

A codeína em doses terapêuticas ocasiona náuseas. O uso concomitante com anti-histamínicos pode ocasionar sonolência e associada a anti-colinérgicos pode conduzir a constipação intestinal.

Por se tratar de um derivado da morfina, possui um leve efeito analgésico e pode levar a dependência.

- Louro-cereja – Prunus laurocerasus

As folhas trituradas por ação enzimática libera o ácido cianídrico, aldeído benzóico e glicose. Atua no centro da tosse e tem um efeito coadjuvante espasmolítico.

Altas doses pode ocasionar paralisia do centro bulbar, por conta do ácido cianídrico. Para combater a tosse ou como estimulante da respiração a droga é usada para preparar a água destilada de louro- cereja (1:1000). Uso 20 gotas, 3-4 vezes ao dia.

- Amendoas-amargas – Prunus amygdalus

Água destilada das amêndoas amargas (1:1000). A dose é de 20-40 gotas, 2-4 vezes ao dia.

Antitussígenos – Espasmolíticos:

- Tomilho – Thymus vulgaris

Usado nos casos de tosse irritativa e espasmódica, bronquite e asma. A ação antitussígena deve se ao sinergismo do seu óleo essencial e flavonoides derivados do luteol. O carvacrol e o timol apresentam ação antisséptica.

Doses: Infuso 5% Óleo essencial 1-2 gotas, 3x Extrato (10:1), 0,5-1g/dia, 2-3 tomadas

- Grindélia – Grindelia robusta Nutt

Originária da América do Norte. As sumidades floridas são usadas para fins medicinais. A saponina Grindelina e as mucilagens tem ação antitussígena em tosses irritativas ou antiespasmódica.

Doses: Xarope 5% Encapsulado 1-2g diárias

Mucolíticos – emolientes:

- Guaco – Mikania Glomerata S.

Arbusto lenhoso e trepador, originário da América do Sul, em especial do Brasil, Uruguai e Argentina.

As folhas contém óleo essencial resinas, flavonóides, saponinas, entre outros.

O guacosídeo libera o princípio cumarina, responsável pela ação expectorante. As frações dos extratos hidroalcoólicos tem demonstrado efeito antiespasmódico.

Doses. Infuso ou decocção 2%: tomar 50-200mI/dia Tintura: 50-20ml por dia Extrato fluido: 1-4ml/dia

-

Tussilagem - Tussilago farfara L.

Foi introduzida no Brasil trazida da Europa e África.

Apresenta ação fluidificante, expectorante, emoliente e antitussígeno.

As mucilagens ativam o transporte muco-ciliar de maneira significativa.

Os alcalóides pirrolizidínicos limita o uso prolongado. Doses: Infuso 5% Extrato fluido: 15-20g divididos ao dia

- Pulinonária – Pulmonária officinalis

Originária da Eurásia e da costa oeste dos EUA. As folhas ou a planta inteira, apresenta mucilagens e saponinas que promove ação balsâmica

e

emoliente na tosse e bronquite.

presença dos alcalóides pirrolizidínicos limita o uso.

A

Doses: Infuso (10g/l), 2-3x ao dia Decocção (15-30g/l), 2-3x dia

- Alcaçuz – Clycyrriza Glabra

Originaria do Mediterrâneo, sendo encontrado no oeste da Argentina e da patagônia.

Kmprcga-sc a raiz, que contém saponina glicirrizina (expectorante e antitussígena) e o flavonóide ácido glicirrético (antiinflamatório).

Contra indicada em Hipertensão Arterial, Diabetes do tipo II e Insuficiência Renal.

Doses: Decocção a 5% Extrato seco (7:1), 0,2-1g/dose, 2-3x

- Eucalipto – Eucalyptus globulus

Originária da Austrália. As folhas contém os óleos essenciais cineol e eucaliptol, exercendo efeitos antisséptico, balsâmico e expectorante.

Indicada na faringite, bronquite, gripe e como coadjuvante na asma.

Doses: Infuso 2-5%, 2-3xícaras Extrato fluido 1-4g/dia Extrato seco (5:1) 1g diária Óleo essencial 1-3 gotas, 2-3x

-

Sabugueiro – Sambugus nigra L.

Origem euro-asiática. Nas flores encontram-se flavonoides e mucilagens que proporcionam efeitos demulcentes e diaforéticos, úteis no resfriado, gripes e bronquites.

O uso do fruto com semente em altas doses é tóxico respiratório.

Doses: Infuso 5-10%, 2-3 xícaras/dia Extrato fluido (1g=50gotas), 1-3g 3x

Anti-asmático:

- Paliteira – Ammi visnaga

Planta originária do Mediterrâneo. São usados os frutos e as sementes. Constituídos por furanocromonas, que apresentam ação vasodilatadora coronariana e espasmolítica das vias urinárias e bronco dilatadora.

Doses: Infuso 2,5% - 2x Extrato fluido (1:1), 15-30 gotas, 3x Tintura (1:5), 50-100 gotas,3x Pó 200-1000mg/dia, 3 tomadas

- Embaúba – Cecropia adenopus

Árvore americana, que cresce do México até a Argentina. Usada popularmente como antiasmático e expectorante.

As Tolhas contém o princípio isovitexina, o qual demonstrou atividade espasmolítica in vitro no músculo liso.

Doses: Infuso a 40% Decocção da casca 60% Tintura 20%