Vous êtes sur la page 1sur 34
INSTITUTO HEITOR DE LIMA CUNHA Estatística Aplicada a Educação Aluno (a): Prof. Jairo Leite Nascimento

INSTITUTO HEITOR DE LIMA CUNHA

Estatística Aplicada a Educação

Aluno (a):

Prof. Jairo Leite Nascimento

Araguaína/TO

IHELC Instituto Heitor de Lima Cunha

Estatística Aplicada a Educação

Ementa:

O que é estatística, estatística descritiva e indutiva, população e amostra, arredondamento, tabela de frequência para dados qualitativos, frequência relativa, tabela de frequência para dados quantitativos, frequência acumulada, objetivo da frequência acumulada, gráfico, gráfico de barras, gráfico de colunas, gráfico de setores, gráfico de frequência acumulada, pictograma, tabela de frequência para dados contínuos, número de classes, diagrama de ramos e folhas, ordenação de dados, representação gráfica a partir do diagrama de ramos e folhas, medidas de tendência central, mediana, moda, média, média ponderada, medidas de tendência central na tabela de frequência, medidas de tendência central na tabela de frequência para dados contínuos, quartil, quartis em dados não agrupados, primeiro e terceiro quartil, fórmula prática para cálculo da posição e cálculo do quartil.

Objetivo:

Possibilitar uma visão ampla sobre coleta e interpretação de dados estatísticos. Produzir gráficos e tabelas utilizando dados pertinentes à profissão para que por meio deles se possam organizar projetos pedagógicos.

Metodologia Aplicada:

Aula expositiva;

Slides sobre o conteúdo abordado. Recursos:

Chamex;

Apostila;

Multimídia.

Avaliação:

Prova individual escrita.

O que é ESTATÍSTICA?

Estatística é a ciência que estuda as técnicas necessárias para coletar, organizar, apresentar, analisar e interpretar os dados, a fim de extrair informações a respeito de uma população. Normalmente se faz uma pesquisa para termos um conhecimento mais detalhado sobre um determinado assunto. Ex. Ao fazermos um questionário aos alunos de uma escola desejamos saber alguns aspectos da nossa clientela. Ao termino da pesquisa o gestor terá uma quantidade enorme de dados (respostas) dos questionários. Seria muito difícil analisar esses dados sem organizá-los de maneira clara (tabulada) para tornar possível tirar conclusões.

Estatística Descritiva e Indutiva.

A Estatística pode ser dividida, basicamente, em duas partes que se inter- relacionam: a Estatística Descritiva e a Estatística Indutiva.

A Estatística Descritiva

Trabalha com organização e apresentação dos dados.

A Estatística Indutiva

Trabalha com análise e interpretação dos dados.

Para ilustrar usaremos os resultados de uma pesquisa sobre a idade de alunos do ensino médio e EJA (Educação de Jovens e Adultos) em uma determinada escola.

28

25

70

18

50

64

38

18

36

19

33

36

20

18

38

72

23

35

53

22

22

46

65

20

18

21

58

25

62

20

31

59

24

42

27

28

40

21

29

20

24

23

16

38

27

23

51

23

74

22

36

29

30

17

34

18

37

32

33

27

37

43

31

21

26

17

15

30

33

31

26

45

47

42

41

19

44

40

22

41

21

45

27

23

52

19

54

16

21

17

33

53

61

25

21

68

21

23

19

33

Outro dado da pesquisa refere-se a uma avaliação geral da escola.

 

O

B

O

O

B

R

B

O

B

B

B

O

B

B

B

B

B

R

O

B

B

P

O

B

B

O

O

B

P

O

B

B

B

B

O

B

O

B

O

O

O

B

B

B

R

B

O

O

O

B

B

O

O

B

R

B

B

B

P

B

B

R

O

B

O

O

O

B

O

B

R

B

B

B

B

B

R

B

B

B

B

O

B

P

O

B

B

B

R

O

O

O

O

P

B

B

O

O

O

B

Legenda: O= Ótima; B= Boa; R= Regular e P= Péssima.

Seria impossível ao gestor tirar conclusões apenas observando estes dados. Você não concorda? Para organizar e apresentar estes dados de forma clara para que se possam tomar decisões seriam necessárias algumas tabulações do tipo:

Construção de uma tabela de frequência;

Tabela 1.1 Tabela de Frequência para a idade dos alunos.

Faixa Etária (anos)

Frequência

Freq. Relativa

Porcentagem %

10

|----20

15

0,15

15

20

|----30

35

0,35

35

30

|----40

22

0,22

22

40

|----50

12

0,12

12

50

|----60

8

0,08

8

60

|----70

5

0,05

5

70

|----80

3

0,03

3

Soma (∑)

100

1,00

100

Tabela 1.2 tabela de Frequência para a avaliação geral da escola.

Avaliação Geral

Frequência

Freq. Relativa

Porcentagem %

Ótima

34

0,34

34

Boa

53

0,53

53

Regular

8

0,08

8

Péssima

5

0,05

5

Soma (∑)

100

1,00

100

Construção de um histograma, para o caso da idade dos alunos;

Número de alunos por faixa etária 40 30 20 10 0 10 |----20 20 |----30
Número de alunos por faixa etária
40
30
20
10
0
10 |----20
20 |----30
30 |----40
40 |----50
50 |----60
60 |----70
70 |----80
Idade (anos)
frequência

Construção de um gráfico de setores, para o caso da avaliação geral.

70 |----80 Idade (anos) frequência  Construção de um gráfico de setores, para o caso da

Conclusões.

Ao observar as tabelas e gráficos gerados, o gestor poderá concluir que a maioria dos alunos da escola se encontra na faixa de 20 a 30 anos e que tem a sua escola como uma boa escola. Portanto com a estatística descritiva foi possível organizar e apresentar os dados de maneira muito simples e cara, tornando possível a análise e interpretação de dados pela estatística indutiva.

População e Amostra.

Suponha que estamos interessados em estudar a altura dos alunos de uma sala de aula. Para conhecermos essa característica, devemos medir a altura dos alunos. Essas informações obtidas são chamadas de dados. Neste caso, os dados são numéricos: 1,66m, 1,81 m, 1,55m, 1,46m, etc. Como o interesse abrange somente uma determinada sala de aula, todos os alunos dessa sala formam a população da pesquisa. Qualquer parte dessa população forma uma amostra. Por exemplo, se a sala é composta por 50 alunos, todos os 50 alunos formam a população. Se coletarmos informações de apenas 10 alunos, esses 10 alunos formam uma amostra. Nem sempre população significa um conjunto de pessoas, pode referir-se a conjuntos de quaisquer tipos de objetos ou itens, como peças, giz, roupas, etc.

População

É

o todo, ou seja, é o conjunto de todos os elementos que tem uma

característica em comum. Trabalha com dados populacionais

Amostra

É

um subconjunto da população que terá a função de representar o

todo. Trabalha com dados amostrais

Um levantamento estatístico (pesquisa) que abrange todos os elementos de uma população é denominado censo. Temos, por exemplo, o censo demográfico para fazer o levantamento de todos os habitantes de um país.

Amostragem.

Como a maioria das populações é enorme (indivíduos ou objetos), somos obrigados a fazer análise estatística através de amostras. O processo de obter as amostras é denominado amostragem. A fase de coleta de dados é uma parte importante nesse processo, pois, se a amostra não contiver informações adequadas, todo o tratamento estatístico realizado posteriormente não trará informações conclusivas sobre a população investigada. Além disso, podem-se tomar decisões erradas quando a amostra não é adequada.

Amostra representativa

Caracteriza bem a população em estudo

Amostragem aleatória ou casual simples

É o método mais simples de obter uma amostra, todos os elementos da população têm a mesma chance de serem escolhidos. Um dos procedimentos para realizar esse tipo de amostragem é enumerar cada indivíduo ou objeto da população e, através de sorteio de números, escolher os indivíduos ou objetos que formarão a amostra.

Variável

Característica dos elementos de uma população ou de uma amostra, que pode assumir diferentes valores, sejam numéricos ou não numéricos, e que sejam interessantes ao estudo.

Variável qualitativa Não pode ser medida numericamente. Ex: cor dos olhos, Cor dos cabelos, marca de bebida.

Variável Quantitativa Pode ser medida numericamente Ex: peso, altura, número de faltas de cada aluno, número de gols em cada jogo, etc.

Ordinal:

Nominais:

Discretas

Contínua

Tem uma relação entre eles. Ex: Colocação -1º lugar, 2º lugar, 3º lugar Conceito: ótimo, bom, regular e péssimo

São identificados por um nome. Ex: Cor dos olhos azul, castanho, preta e verde Marcas de carro Fiat, Chevrolet, Ford, etc

O valor muda em saltos ou passos, não admitindo valores intermediários entre cada salto ou passo.

Admite infinitos valores dentro de um intervalo. Ex: -altura das pessoas: 1,48m, 1,52m, 1,65m, 1,70m, 1 ,83m, etc. -Peso dos recém- nascidos: 2,8kg, 3,0 kg, 3,2kg, 3,5kg, etc.

Ex: -número de carros vendidos: O, 1, 2, 3, 4, 5,

   

-número de filhos dos casais:0, 1, 2 ,3 ,4, 5,

Arredondamento.

Normalmente necessitamos arredondar os valores das variáveis contínuas para facilitar o trabalho e quando um valor muito exato não seja necessário. Ex: Para trabalhar com o peso de bebês têm-se indivíduos com os seguintes pesos: 3,29kg; 3,26kg; 3,16kg; 4,25kg; 3,45kg sendo que a soma dos pesos seria 13,96kg e a média seria 2,792kg. Este valor poderia ser arredondado na maioria das pesquisas dependendo do objetivo. Para fazer este arredondamento devemos seguir algumas regras:

Quando o primeiro algarismo após aquele que vai ser arredondado for 0,1, 2, 3 ou 4 despreza-se este algarismo e conserva-se o anterior. Ex: 5,733958 = 5,73 78,846970= 78,8. Quando o primeiro algarismo após aquele que vai ser arredondado for 5, 6, 7, 8, ou 9 aumentamos uma unidade no algarismo anterior. Ex: 5,735958 = 5,74 78,886970 = 79,9

Exercícios
Exercícios

Sobre população e amostra

1. Em uma fruteira, existem 10 bananas, 5 laranjas, 4 pêras e 8 maçãs. Identifique
1. Em uma fruteira, existem 10 bananas, 5 laranjas, 4 pêras e 8 maçãs. Identifique
se é uma população ou uma amostra:
População
Amostra
Comprimento de 8 bananas
Peso das peras
Acidez de todas as frutas

2.

Para cada item abaixo, identifique se é uma população ou uma amostra:

População Amostra Tamanho de 6 televisores de uma grande loja de eletrodomésticos.
População
Amostra
Tamanho de 6 televisores de uma grande loja de
eletrodomésticos.
de 6 televisores de uma grande loja de eletrodomésticos. Peso de todos os bebês que nasceram

Peso de todos os bebês que nasceram entre Oh e 6h, no mês.

Peso de todos os bebês que nasceram entre Oh e 6h, no mês. Número de páginas
Peso de todos os bebês que nasceram entre Oh e 6h, no mês. Número de páginas
Peso de todos os bebês que nasceram entre Oh e 6h, no mês. Número de páginas
Peso de todos os bebês que nasceram entre Oh e 6h, no mês. Número de páginas
Peso de todos os bebês que nasceram entre Oh e 6h, no mês. Número de páginas

Número de páginas de 50 livros de uma grande livraria.

Altura de todos os alunos de uma sala de aula

Altura de todos os alunos de uma sala de aula
Altura de todos os alunos de uma sala de aula
Altura de todos os alunos de uma sala de aula
Altura de todos os alunos de uma sala de aula

Peso de 50 laranjas de uma grande plantação.

Peso de 50 laranjas de uma grande plantação.
Peso de 50 laranjas de uma grande plantação.
Peso de 50 laranjas de uma grande plantação.
Peso de 50 laranjas de uma grande plantação.
sala de aula Peso de 50 laranjas de uma grande plantação. Marca de 300 automóveis estacionados
sala de aula Peso de 50 laranjas de uma grande plantação. Marca de 300 automóveis estacionados
sala de aula Peso de 50 laranjas de uma grande plantação. Marca de 300 automóveis estacionados
sala de aula Peso de 50 laranjas de uma grande plantação. Marca de 300 automóveis estacionados
sala de aula Peso de 50 laranjas de uma grande plantação. Marca de 300 automóveis estacionados

Marca de 300 automóveis estacionados nas ruas de uma grande cidade.

Salário de todos os funcionários de uma empresa.

Salário de todos os funcionários de uma empresa.
Salário de todos os funcionários de uma empresa.
Salário de todos os funcionários de uma empresa.
Salário de todos os funcionários de uma empresa.

Idade de todos os frequentadores de um clube.

Idade de todos os frequentadores de um clube.
Idade de todos os frequentadores de um clube.
Idade de todos os frequentadores de um clube.
Idade de todos os frequentadores de um clube.
uma empresa. Idade de todos os frequentadores de um clube. Preço de 20 pares de sapatos
uma empresa. Idade de todos os frequentadores de um clube. Preço de 20 pares de sapatos
uma empresa. Idade de todos os frequentadores de um clube. Preço de 20 pares de sapatos
uma empresa. Idade de todos os frequentadores de um clube. Preço de 20 pares de sapatos
uma empresa. Idade de todos os frequentadores de um clube. Preço de 20 pares de sapatos

Preço de 20 pares de sapatos de uma grande loja de calçados

Cor de todas as camisas vendidas no mês.

Cor de todas as camisas vendidas no mês.
Cor de todas as camisas vendidas no mês.
Cor de todas as camisas vendidas no mês.
Cor de todas as camisas vendidas no mês.
loja de calçados Cor de todas as camisas vendidas no mês. Sexo de todos os animais

Sexo de todos os animais participantes de uma exposição.

Sexo de todos os animais participantes de uma exposição. Tempo de 8 nadadores em um campeonato

Tempo de 8 nadadores em um campeonato mundial de natação.

Tempo de 8 nadadores em um campeonato mundial de natação. Doenças que 100 crianças, de uma
Tempo de 8 nadadores em um campeonato mundial de natação. Doenças que 100 crianças, de uma
Tempo de 8 nadadores em um campeonato mundial de natação. Doenças que 100 crianças, de uma
Tempo de 8 nadadores em um campeonato mundial de natação. Doenças que 100 crianças, de uma
Tempo de 8 nadadores em um campeonato mundial de natação. Doenças que 100 crianças, de uma

Doenças que 100 crianças, de uma grande cidade, já tiveram.

Sobre variáveis

1. Preencha as lacunas com seus dados e identifique o tipo de variável (qualitativa ou quantitativa) em cada item. No caso de ser quantitativa, indique se é discreta ou contínua.

Variável

Seus dados

Qualitativa/Quantitativa

Discreta/contínua

Peso (kg)

     

Cor dos cabelos

     

Altura (m)

     

Sexo

     

Idade (anos)

     

Número de irmãos

     

Preferência musical

     

Número do sapato

     

Cor dos olhos

     

Grau de instrução

     

Sobre Arredondamento

1. Represente

com

três

arredondamento:

casas

decimais

os

seguintes

números

fazendo

o

5,145316

-47,609901

0,578692

1,134078

0,245703

126,04782

2049,67882

-0,0376891

-0,999547

Tabulação de Dados.

Uma tabela é constituída por dados organizados em linhas e colunas e têm por objetivo fornecer rápidas e seguras informações a respeito das variáveis em estudo, permitindo-nos determinações administrativas e pedagógicas mais coerentes e significativas. Nunca podemos esquecer-nos de colocar o título em uma tabela, pois ele é o conjunto de informações, as mais completas possíveis, respondendo às questões: O quê? Quando? Onde? E deve ficar no topo da tabela.

Tabela de Frequência Para Dados Qualitativos.

O primeiro passo para organizar a tabela é a contagem de cada conceito, percorrendo a sequência do inicio ao fim, de um a um, riscando os conceitos já contados. Anotamos estes dados na coluna da frequência. Portando, frequência de um dado é o número de ocorrências ou repetições deste dado.

Frequência relativa.

É a razão (divisão) entre a frequência deste dado e o número total de dados (soma de todas as frequências)

Frequência relativa

_

Frequencia do dado

_

_

Número total de dados

_

_

_

Para expressar a frequência relativa em termos de porcentagem (%) basta multiplicar a frequência relativa por 100. A soma das frequências relativas deve necessariamente resultar em 1,00, e a soma das porcentagens deve resultar em 100%, salvando-se pequenas variações devido ao arredondamento.

salvando-se pequenas variações devido ao arredondamento. Exercícios Sobre tabela de frequência. 1. As cores dos 20
Exercícios
Exercícios

Sobre tabela de frequência.

1. As cores dos 20 carros que passaram em uma determinada rua foram anotadas, resultando nos seguintes dados:

Branca

Verde

Cinza

Branca

Preta

Preta

Cinza

Verde

Branca

Preta

Cinza

Branca

Branca

Cinza

Branca

Preta

Verde

Cinza

Branca

Branca

Organize esses dados em forma de tabela de frequência.

2.

Em uma pesquisa de rua sobre a primeira língua estrangeira que a pessoa aprenderia se tivesse oportunidade, obtiveram-se os seguintes dados coletados de 50 entrevistados:

I

I

N

E

I

I

I

F

N

N

I

I

N

N

I

A

O

I

I

O

N

I

A

I

I

F

I

F

O

N

N

I

F

E

E

I

E

I

I

O

J

O

I

E

J

I

F

I

F

A

Onde: I=Inglês; E=Espanhol; A=Alemão; J=Japonês; Francês: N=Nenhuma; O=Outras.

Organize esses dados em forma de tabela de frequência.

3. Em uma turma de 36 alunos de educação física, foi perguntado a cada aluno sobre o esporte preferido, resultando nos seguintes dados:

N

V

N

F

A

T

N

V

V

B

F

F

F

V

V

N

T

T

N

V

V

N

A

T

T

N

N

B

T

F

V

N

F

T

V

N

Onde: F=futebol; V=vôlei; A=atletismo; B=basquete; N=natação; T=tênis. Organize esses dados em forma de tabela de frequência.

4.

Para avaliar a satisfação de alunos e professores quanto a uma palestra que ocorreu na escola foram preenchidos 48 avaliações com os seguintes dados:

Ótimo

Ótimo

Regular

Bom

Bom

Bom

Ótimo

Bom

Bom

Ótimo

Ótimo

Péssimo

Bom

Bom

Bom

Regular

Ótimo

Bom

Bom

Bom

Bom

Ótimo

Regular

Regular

Ótimo

Bom

Bom

Ótimo

Regular

Bom

Bom

Bom

Bom

Péssimo

Ótimo

Ótimo

Bom

Bom

Ótimo

Ótimo

Bom

Bom

Ótimo

Ótimo

Bom

Bom

Bom

Bom

Organize esses dados em forma de tabela de frequência.

Tabulação de Dados.

Os dados quantitativos também podem ser agrupados em frequência para construir uma tabela de distribuição de frequência.

Tabela de Frequência Para Dados Quantitativos.

Ex: Uma pesquisa sobre o número de irmãos de cada aluno, em uma sala de 20 alunos, obteve-se os seguintes dados:

1

3

0

5

2

1

1

0

0

1

4

3

1

0

1

2

2

1

3

1

Fazendo-se a contagem podemos construir a seguinte tabela:

Nº de irmãos

Frequência

Frequência

Porcentagem (%)

relativa

0

4

0,20

20

1

8

0,40

40

2

3

0,15

15

3

3

0,15

15

4

1

0,05

5

5

1

0,05

5

20

1,00

100

Frequência Acumulada

Para dados quantitativos discretos podemos definir a frequência acumulada, que é a soma das frequências dos dados menores ou iguais ao dado considerado. Assim podemos também definir:

Frequência relativa acumulada

_

_

Frequencia acumulada

_

número total de dados

_

_

_

porcentage m _ acumulada ( frequência _ relativa _ acumulada ) 100

Vamos repetir a tabela anterior acrescentando a frequência acumulada.

a tabela anterior acrescentando a frequência acumulada. Nº de irmãos Frequência Frequência Frequência

Nº de irmãos

Frequência

Frequência

Frequência

Porcentagem

acumulada

relativa

acumulada

acumulada

%

0

4

4

0,20

20

1

8

4+8=12

0,60

60

2

3

4+8+3=15

0,75

75

3

3

4+8+3+3=18

0,90

90

4

1

4+8+3+3+1=19

0,95

95

5

1

4+8+3+3+1+1=20

1,00

100

Objetivo da Frequência Acumulada.

Com os dados de frequência acumulada podemos obter informações do tipo:

Baseados na tabela que acabamos de construir, quantos alunos têm até 3 irmãos? O resultado fica totalmente claro (seta no quadro) basta ver a frequência acumulada para o nº 3 (número de irmãos) e a porcentagem seria 90% dos alunos têm até 3 irmãos.

e a porcentagem seria 90% dos alunos têm até 3 irmãos. Exercícios Sobre Tabela de Frequência
Exercícios
Exercícios

Sobre Tabela de Frequência Acumulada.

1. Um dentista anotou o número de clientes atendidos por dia, durante um período de 30 dias, e obteve os seguintes dados:

4

6

7

4

4

5

4

6

5

5

4

5

7

5

5

4

7

5

6

5

4

5

5

6

5

7

4

6

6

7

Organize esses dados em forma de tabela de frequência.

2.

Uma fábrica de uniformes verifica, periodicamente, a quantidade de seus produtos. Em cada verificação, o encarregado retira uma amostra de 45 camisas, ao acaso, e o número de defeitos de cada camisa é anotado. Em uma dessas verificações, obtiveram-se os seguintes dados:

0

0

0

2

0

0

1

0

0

0

0

1

0

0

0

2

0

0

3

0

0

0

0

2

0

1

0

0

0

2

1

0

0

0

2

0

0

0

3

2

0

0

1

0

1

Organize esses dados em forma de tabela de frequência.

3.

Em uma escola contou-se durante uma hora o número de ligações telefônicas recebidas por minuto e obtiveram-se os seguintes dados:

1

2

3

1

2

2

1

2

0

1

1

3

2

3

2

3

0

3

3

1

2

2

3

4

0

1

0

2

2

2

3

0

3

1

1

3

2

2

4

2

0

2

3

5

1

2

3

1

1

2

2

4

3

0

3

2

0

3

2

1

Organize esses dados em forma de tabela de frequência.

4.

Os seguintes dados correspondem ao número de dependentes por família, por 20 famílias:

2

0

3

1

1

2

0

1

0

2

1

2

2

2

0

3

2

1

2

2

Organize esses dados em forma de tabela de frequência.

Gráfico.

Após obtermos a tabela de distribuição de frequência podemos construir gráficos para melhor visualizar os dados da tabela. Existem diversos tipos de gráficos e devemos escolher baseados no tipo de dado e na finalidade da apresentação.

Gráfico de Barras.

É tipo de gráfico em que barras horizontais com larguras iguais e comprimentos proporcionais à frequência de cada dado são desenhados lado a lado com algum espaçamento entre elas. Os valores da variável são colocados no eixo vertical, e as frequências, no eixo horizontal. Vamos considerar os dados resultantes de uma pesquisa realizada com 135 alunos sobre os tipos de filmes preferidos:

Tabela de frequência dos tipos de filmes preferidos pelos alunos da EE Nestor Afonso Rodrigues em 21/07/1989

Tipo de Filme

Frequência

Aventura

42

Drama

20

Policial

26

Romance

35

Terror

12

(soma)

135

Tipos de filmes preferidos pelos

alunos

Terror Romance Policial Drama Aventura 0 10 20 30 40 50 Tipos de Filmes
Terror
Romance
Policial
Drama
Aventura
0
10
20
30
40
50
Tipos de Filmes

Frequência

Gráfico de Barras Para Dados Discretos.

Vamos usar o exemplo de uma pesquisa sobre acidentes de trânsito ocorridos por dia na rodovia BR 198, durante o mês de dezembro.

Nº de

acidentes por

semana

Frequência

0

5

1

4

2

10

3

6

4

3

5

2

(soma)

30

Acidente por dia na BR198 (Ficticio)

5 4 3 2 1 0 0 2 4 6 8 10 12 Nº de
5
4
3
2
1
0
0
2
4
6
8
10
12
Nº de acidentes por
dia

Frequência

Roteiro Para Construção Do Gráfico de Barras.

1) Desenhe os eixos ortogonais de bom tamanho; 2) Divida o eixo vertical em tantas partes iguais quanto forem os valores da variável; 3) Coloque os valores da variável centralizados em cada divisão feita no eixo vertical, começando de baixo para cima, de acordo com a ordem que aparece na tabela de frequência; 4) No eixo horizontal marque um número inteiro maior que a maior frequência no extremo direito do eixo horizontal; 5) Divida o eixo horizontal em partes iguais e coloque um número correspondente para cada divisão; 6) Desenhe as barras horizontais com comprimentos correspondentes à frequência de cada dado; 7) Nunca se esqueça do título do gráfico, o nome da variável no eixo vertical e a frequência no eixo horizontal.

Gráfico de Colunas.

É muito semelhante ao gráfico de barras, porem os valores da variável são colocados no eixo horizontal, e as frequências, no eixo vertical. O roteiro para a construção também é muito semelhante. Ex. Entrevista com moradores da cidade de São Paulo sobre o estado de nascimento de cada um.

Estado

Frequência

AL

9

BA

21

MG

28

MT

13

MS

21

PE

10

PR

4

RJ

37

SC

4

SP

45

SE

13

∑ (soma)

205

estado de nascimento de moradores

da cidade de São Paulo (ficticio)

50 40 30 20 10 0 AL BA MG MT MS PE PR RJ SC
50
40
30
20
10
0
AL
BA
MG MT
MS
PE
PR
RJ
SC
SP
SE
Frequência

Estado onde nasceu

Gráfico de Múltiplas Colunas.

Quando temos duas ou mais séries de dados para uma mesma variável, pode ser interessante fazer uma comparação entre as séries em um mesmo gráfico de colunas, uma vez que a variável é a mesma. Como exemplo usaremos os resultados de um teste com 5 questões que foi aplicado em uma turma de 50 estudantes (30 alunos e 20 alunas). O número de acertos está resumido nas tabelas a seguir.

Tabelas de frequência do número de acertos dos alunos e das alunas respectivamente.

Nº de acertos dos alunos

Frequência

Frequência

Nº de acertos das alunas

Frequência

Frequência

Relativa

Relativa

1

1

0,03

1

1

0,05

2

4

0,13

2

3

0,15

3

8

0,27

3

5

0,25

4

12

0,40

4

8

0,40

5

5

0,17

5

3

0,15

30

1,00

20

1,00

Podemos construir um único gráfico de colunas com o acerto dos alunos e alunas.

freqüência

Resultado do teste

15

10

5

0

freqüência Resultado do teste 15 10 5 0 1 2 3 4 5 Número de acertos

1

2

3

4

5

Número de acertos

alunos alunas
alunos
alunas

Observa-se, aparentemente que o desempenho dos alunos foi melhor que o das alunas. Porém devemos lembrar que temos 30 alunos e 20 alunas, isto é: estamos comparando número diferente de dados. Nestas situações é mais seguro comparar as frequências relativas ou as porcentagens.

Vamos construir novamente o gráfico, agora com as frequências relativas.

Resultado do teste 0,5 Desta vez podemos notar que o desempenho das alunas é aproximadamente
Resultado do teste
0,5
Desta vez podemos notar
que o desempenho das alunas
é aproximadamente igual ao
dos alunos.
0,4
0,3
alunos
0,2
alunas
0,1
0
Portanto: é recomendável
usar as frequências relativas
ou as porcentagens no
gráfico comparativo de duas
ou mais séries de dados.
1
2
3
4
5
Número de acertos
Exercícios
freqüência relativa

Sobre gráfico de barras.

1. Uma pesquisa realizada entre 265 turistas, sobre o principal meio de transporte utilizado nas viagens, resultou nos seguintes dados já organizados em tabela de frequência:

Meio de transporte

Frequência

Avião

52

Carro

120

Navio

5

Ônibus

86

Trem

2

265

Construa um gráfico de barras com os dados da tabela acima.

Sobre gráfico de colunas.

1. Uma pesquisa com 30 alunos sobre o número de televisores em casa apresentou os seguintes dados da tabela de frequência a seguir:

Nº. de Televisores

Frequência

0

2

1

15

2

7

3

4

5

2

30

Construa um gráfico de colunas com esses dados.

2. No questionário para determinar o perfil dos alunos de uma escola que consta no “Projeto Político Pedagógico” foram obtidos os seguintes dados sobre o número de habitantes de casa em uma classe com 30 alunos.

6

5

4

4

5

3

4

4

2

5

4

6

4

3

2

5

4

4

3

6

6

5

4

5

4

6

3

6

4

5

Organize esses dados em uma tabela de frequência e construa um gráfico de colunas.

Sobre gráfico de colunas.

1. Em uma sala de aula com 25 alunos e 15 alunas, anotou-se o tamanho da camiseta de cada aluno e aluna, obtendo-se os seguintes dados resumidos nas tabelas de frequência a seguir:

Tamanho

Frequência

Tamanho

Frequência

P

7

P

8

M

11

M

4

G

5

G

2

GG

2

GG

1

25

15

Construa um gráfico de múltiplas colunas lembrando que a primeira tabela refere- se a alunos e a segunda a alunas.

Gráfico de Setores.

Também chamado de gráfico de pizza ou de torta. Representa a frequência de cada dado como uma fatia (um setor) proporcional de um círculo. É mais indicado para representar dados qualitativos, em que se quer ter a proporção de um dado em relação ao todo.

Ex: Pesquisa feita entre 60 alunos sobre os animais de estimação preferidos. Os resultados foram tabulados na tabela abaixo.

Animais

Frequência

Freq. Relativa

Porcentagem (%)

Cães

33

0,55

55

Gatos

12

0,20

20

Pássaros

5

0,08

8

Peixes

3

0,05

5

Outros

7

0,12

12

∑ (soma)

60

1,00

100

Roteiro para construção do gráfico de setor.

1) Calcule o ângulo do setor para cada dado, multiplicando a frequência relativa por 360° (ângulo da circunferência).

Animais

Freq. Relativa

Ângulo do Setor

Cães

0,55

0,55 X 360° = 198°

Gatos

0,20

0,20 X 360° = 72°

Pássaros

0,08

0,08 X 360° = 29°

Peixes

0,05

0,05 X 360° = 18°

Outros

0,12

0,12 X 360° = 43°

∑ (soma)

1,00

100,00

2) Desenhe uma circunferência de bom tamanho com a ajuda do compasso ou qualquer outro objeto circular. 3) Divida a circunferência em setores com ângulos correspondentes a cada dado com o auxílio de um transferidor.

Preferência quanto aos animais

de estimação

Outros

12% Peixes 5% Pássaros 8% Gatos 20%
12%
Peixes
5%
Pássaros
8%
Gatos
20%

Cães

55%

4) Identifique cada setor com seu respectivo dado e preencha com cores ou marcas para diferenciar cada setor. Não se esqueça do título.

Outros Gráficos.

Gráfico de Frequência Acumulada.

Dados de frequência acumulada, frequência relativa acumulada e porcentagem acumulada também podem ser apresentados em forma de gráficos. O gráfico de frequência acumulada, da mesma forma que a tabela de frequência acumulada, ajuda a responder imediatamente perguntas do tipo: quantos alunos tem até 3 irmãos? Quantos alunos tem até 5 faltas por mês? Quantos alunos tem até 2 televisores em casa?

Pictograma.

O pictograma é um gráfico representado por pequenos desenhos ou figuras que

expressam diretamente o significado da variável em estudo.

O pictograma constitui um dos processos gráficos que melhor fala ao público, pela

sua forma ao mesmo tempo atraente e sugestiva e, por este motivo é mais usado em mídias impressas ou pela TV.

Ex:

motivo é mais usado em mídias impressas ou pela TV. Ex: Exercícios Sobre gráfico de setores
motivo é mais usado em mídias impressas ou pela TV. Ex: Exercícios Sobre gráfico de setores
Exercícios
Exercícios

Sobre gráfico de setores ou de pizza.

1. Uma pesquisa realizada entre os 400 alunos de uma escola sobre a

preferência de frutas para a merenda escolar retornou com os seguintes resultados:

Fruta

Frequência

Banana

200

Abacaxi

25

Maça

100

Laranja

50

Outras

25

400

Construa um gráfico de setores com os dados da tabela acima.

Este e os demais exercícios de gráficos de setores podem ser feitos com o auxílio do computador.

2. Em uma pesquisa, 115 alunos foram entrevistados sobre bebidas

preferidas durante as refeições. Os resultados obtidos encontram-se na tabela abaixo:

Bebidas

Frequência

Água

18

Refrigerante

51

Suco

27

Chá gelado

7

Outros

12

115

Construa um gráfico de setores.

3. Os seguintes dados referem-se às preferências de cor dos uniformes, de 80 alunos de uma escola.

Cores

Frequência

Azul

7

Bege

14

Branca

45

Marrom

5

Outras

9

80

Sobre Pictograma

1. A tabela abaixo mostra o número de gols por partida de futebol do torneio

intercalasses. Construa um pictograma com estes dados

Número de gols

Frequência

0

1

1

1

2

3

3

5

4

2

12

Tabela de Frequência Para Dados Contínuos.

Como exemplo de dados contínuos usaremos os tempos que dezesseis alunos de Educação Física levaram para realizar um percurso em segundos.

43,1

41,4

43,7

42,0

43,9

42,3

43,2

42,6

41,7

44,6

43,0

42,1

43,2

40,3

43,5

42,5

Nota-se que a repetição de um dado contínuo quase nunca ocorre e se fossemos organizar estes dados da mesma maneira que organizamos os dados discretos a

maioria dos dados teria frequência 1 (unitária), não possibilitando a observação da distribuição de frequência.

A melhor maneira de trabalharmos dados contínuos é considerar intervalos de

valores da variável (dados).

No exemplo acima iremos dividir em 5 intervalos:

intervalo: de 40,0 a 40,9 segundos;

intervalo: de 41,0 a 41,9 segundos;

intervalo: de 42,0 a 42,9 segundos;

intervalo: de 43,0 a 43,9 segundos;

intervalo: de 44,0 a 44,9 segundos.

Para sabermos a frequência de cada classe faremos a contagem dos alunos que fizeram o percurso naquele intervalo de tempo.

1

aluno fez o percurso com tempo de 40,0 a 40,9 segundos (1º intervalo);

2

alunos fizeram o percurso com tempo de 41,0 a 41,9 segundos (2º intervalo);

5

alunos fizeram o percurso com tempo de 42,0 a 42,9 segundos (3º intervalo);

7

alunos fizeram o percurso com tempo de 43,0 a 43,9 segundos (4º intervalo);

1

aluno fez o percurso com tempo de 44,0 a 44,9 segundos (5º intervalo).

Para indicar o intervalo usaremos o símbolo “|----”. Exemplo: a classe 40,0 a 40,9

, onde: 40,0 é o limite inferior da classe e 41 é o

limite superior da classe. Observe que o limite inferior está incluído no intervalo e o limite superior não está incluído.

será representada por:

40,0 |--- 41,0

Matematicamente seria:

(limite inferior) X < (limite superior)

Podemos agora construir a tabela de distribuição de frequência

Classe

Frequência

Freq. Relativa

Porcentagem (%)

40 |--- 41,0

1

0,06

6

41 |--- 42,0

2

0,13

13

42 |--- 43,0

5

0,31

31

43 |--- 44,0

7

0,44

44

44 |--- 45,0

1

0,06

6

∑ (soma)

16

1,00

100

Número de Classes.

O número de classes é arbitrário e depende do bom senso de quem organiza os

dados da pesquisa. Normalmente deve variar entre 5 a 20, dependendo do número de dados. Quanto maior o número de dados maior será o número de classes.

Exercícios Sobre tabela de frequência para dados contínuos. 1. Os pesos dos 24 alunos de
Exercícios
Exercícios

Sobre tabela de frequência para dados contínuos.

1. Os pesos dos 24 alunos de uma classe de 2º grau do colégio são (em quilos):

51

67

51

60

56

52

63

54

49

53

48

53

55

59

56

58

59

46

58

50

58

55

62

57

Organize esses dados em forma de tabela de frequência, agrupando os dados em classes.

2. No treino de atletismo, o tempo de percurso de 400 metros foi registrado para cada um dos 20 atletas, observando-se os seguintes dados (tempo em segundos):

61,2

57,3

63,1

69,6

58,9

65,7

71,2

67,4

60,5

72,3

69,8

62,7

68,3

69,4

75,0

73,1

68,2

66,3

62,3

63,5

Monte uma tabela de frequência, agrupando os dados em classes.

3. Uma pesquisa coletou os pesos de 36 alunos, obtendo-se os seguintes dados (pesos em quilos):

36,2

41,4

32,3

35,7

32,7

44,1

46,3

40,0

39,5

34,7

45,2

44,9

31,6

43,9

45,8

49,1

45,7

37,8

39,4

46,9

35,7

38,1

48,2

49,2

40,3

35,4

31,0

43,7

44,8

47,0

43,0

47,1

39,1

35,7

38,3

34,9

Monte uma tabela de frequência, agrupando os dados em classes.

4. Um radar da policia rodoviária registrou as velocidades de 50 veículos em uma rodovia, obtendo-se os seguintes dados (velocidade em km/h):

75,3

78,5

65,6

80,0

79,2

36,8

77,9

80,7

78,2

50,3

83,0

67,2

75,0

73,9

85,0

78,6

79,0

81,6

35,9

67,8

79,2

81,0

79,3

68,0

77,2

79,6

70,2

90,6

80,9

73,6

78,1

80,0

80,0

79,9

74,0

55,4

60,7

80,2

77,0

80,0

82,0

83,1

79,6

80,5

65,7

83,7

68,0

75,6

71,9

78,3

Monte uma tabela de frequência, agrupando os dados em classes.

Diagrama de Ramos e Folhas.

É técnica alternativa para organização e apresentação de dados quantitativos. A obtenção do diagrama é rápida e fácil. No diagrama de ramos e folhas, cada dado é separado em duas partes: Ramo é a parte da esquerda e Folhas a parte da direita. Em seguida as folhas são colocadas em seus respectivos ramos. Veja exemplo:

Vamos considerar o número de alunos presentes em 20 palestras.

68

82

75

43

59

80

69

60

73

54

51

93

70

32

63

61

76

87

65

71

Como todos os dados possuem dois algarismos, podemos dividir cada dado em algarismo da dezena e da unidade. Portanto o algarismo da dezena será o ramo e a unidade será a folha. Vamos usar o dado 68 como exemplo:

6 8 ramo folha
6 8
ramo
folha

Colocamos todos os ramos distintos em uma coluna, ou seja, verticalmente um abaixo do outro, em ordem crescente, e traçamos uma linha vertical, como representado abaixo nas etapas (a, b, c, d) da construção do diagrama de ramos e folhas. Em (a) colocamos apenas os ramos distintos; em (b) colocamos a primeira folha (8) do dado 68; em (c) colocamos a folha correspondente ao dado 82 e, finalmente em (d) apresentamos o resultado final do diagrama com todos os dados.

3

3

 

3

 

3 2

 

4

4

4

4 3

5

5

5

5 9

 

4

1

6

6

8

6

8

6 8

9

0

3

1

5

7

7

7

7 5

3

0

6

1

8

8

8

2

8 2

0

7

9

9

9

 

9 3

(a)

(b)

(c)

 

(d)

Observe que o número de folhas deve ser igual ao número de dados.

A organização dos dados em ramos e folhas corresponde ao agrupamento de

dados em classes. Portando, a partir do diagrama de ramos e folhas podemos montar

facilmente a tabela de distribuição de frequência.

Tabela de distribuição de frequência montada a partir do diagrama de ramos e

folhas:

Classe

Frequência

30

|--- 40

1

40

|--- 50

1

50

|--- 60

3

60

|--- 70

6

70

|--- 80

5

80

|--- 90

3

90

|--- 100

1

Soma (∑)

20

Ordenação de Dados.

O diagrama de ramos e folhas representa um método fácil e prático de ordenação

de dados. Após a construção do diagrama podemos ordenar as folhas em cada ramo em ordem crescente resultando em dados ordenados.

No nosso exemplo ficaria assim:

3

2

4

3

5

1

4

9

6

0

1

3

5

8

9

7

0

1

3

5

6

8

0

2

7

9

3

Podemos ainda, caso exista a necessidade, reagrupar os dados em sequência. No nosso exemplo ficaria da seguinte maneira:

32

43

51

54

59

60

61

63

65

63

69

70

71

73

75

76

80

82

87

93

Representação Gráfica a Partir do Diagrama de Ramos e Folhas.

Para construir um gráfico a partir deste diagrama, precisamos simplesmente desenhar um pequeno retângulo preenchido em torno de cada folha.

Em barras:

 

3

2

 

4

3

5

1

4

9

 

6

0

1

3

5

8

9

7

0

1

3

5

6

 

8

0

2

7

 

9

3

 

Ou em colunas:

 

9

 

8

6

 

5

5

 

9

3

3

7

4

1

1

2

 

2

3

1

0

0

0

3

3

4

5

6

7

8

9

Exercícios Sobre diagrama de ramos e folhas. 1. Construa o diagrama de ramos e folhas
Exercícios
Exercícios

Sobre diagrama de ramos e folhas.

1. Construa o diagrama de ramos e folhas para os seguintes dados:

22

19

42

8

14

10

35

27

5

15

 

2. Construa o diagrama de ramos e folhas para os seguintes dados, ordene as folhas e escreva os dados ordenados:

715

416

378

312

525

345

492

632

534

453

362

380

3.

As notas obtidas por 27 alunos na prova de Matemática foram:

 

5,2

6,8

7,5

8,3

5,1

8,5

7,4

7,2

7,0

3,8

5,9

7,6

7,5

4,6

9,2

7,5

8,1

6,4

5,3

4,8

6,7

7,7

6,5

6,1

7,0

8,6

5,5

Construa um diagrama de ramos e folhas e faça a representação gráfica.

4. Durante a aula de Educação Física, em uma escola, a pulsação (batida cardíaca por minuto) de 30 alunos foi medida, obtendo-se os seguintes dados:

68

72

65

69

75

84

92

102

74

72

63

82

66

73

78

112

63

71

73

84

69

67

70

76

80

95

68

90

77

69

Construa um diagrama de ramos e folhas para esses dados.

5. Para avaliar a cozinha da escola, os gestores pediram para que cada aluno desse uma nota de 0 a10. Os dados obtidos na pesquisa são os seguintes:

8,5

9,0

9,3

7,0

9,5

8,5

7,0

9,3

9,0

8,7

6,2

5,5

8,4

8,6

9,3

9,8

9,2

8,5

8,3

7,0

6,1

9,4

8,5

7,5

9,0

8,0

8,8

9,2

9,5

7,3

9,6

7,1

5,5

8,5

8,9

9,5

Construa um diagrama de ramos e folhas para esses dados e a representação gráfica.

Medidas de Tendência Central.

Dentre as medidas de posição destacamos as “medidas de tendência central” como as mais importantes para as análises estatísticas ligadas ao ambiente educacional. São valores que resumem o comportamento central dos dados e podem representar um conjunto de dados. As principais medidas são: a mediana, a média e a moda.

Mediana.

Mediana é o valor que divide um conjunto de dados ordenados ao meio. Como exemplo vamos usar o número de questões erradas em 13 provas de ciências:

3

1

2

0

2

5

0

1

2

2

4

3

1

Vamos colocar estes dados em sequência, ou seja, em ordem crescente.

0

0

1

1

1

2

2

2

2

3

2

4

5

Notamos que o sétimo elemento divide os dados ordenados ao meio

1º 2º 3º 4º 5º 6º 0 0 1 1 1 2
0
0
1
1
1
2

6 valores

7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 2 2 2 3 2 4 5 mediana
10º
11º
12º
13º
2
2
2
3
2
4
5
mediana
6 valores

Notamos então que a mediana é igual a 2 (dois).

Quando temos um número par de dados a situação seria a seguinte:

1º 2º 3º 4º 5º 6º 3 3 4 4 5 6
3
3
4
4
5
6

6 valores

Portanto a mediana seria igual a:

Mediana= (6 + 7) 2 = 6,5

Moda.

7º 8º 6 7 Valores centrais
6
7
Valores
centrais
9º 10º 11º 12º 13º 14º 7 8 8 9 9 10
10º
11º
12º
13º
14º
7
8
8
9
9
10

6 valores

A moda em um conjunto de dados é o valor que se repete mais, isto é, aquele

com maior frequência. Podem ocorrer mais de uma moda ou mesmo não existir moda se os valores não se repetirem ou têm a mesma frequência.

A moda é a única medida de tendência central que pode ser calculada para dados

qualitativos e quantitativos. Ex. Pesquisa de opinião de clientes de restaurante: B=Bom, M=Médio, R=regular e P=Péssimo. Restaurante 1 B,B,B,B,M,M,R,P - a moda é B Restaurante 2 B,B,B,M,M,M,R,P as modas são B e M (bimodal) Média.

A média mais usada é a média aritmética e é a soma dos dados dividida pelo

número de dados, ou seja:

Média = (soma dos dados) (número de dados)

Existem dois símbolos para representar a média: o símbolo

x é utilizado para

média amostral e o símbolo µ (leia-se mi) é utilizado para média populacional. Portanto a fórmula ficaria assim representada:

Para média amostral:

Para média populacional:

x = (x1 + x2 + x3 +

+ xn) / n

µ = (x1 + x2 + x3 +

+ xn) / N

Sendo n = número de dados da amostra

Sendo N = número de dados da população

Ex: Número de erros de uma prova de geografia (amostra):

3

1

2

0

2

5

0

1

2

2

4

3

1

A média de erros será dada por: x = (3+1+2+0+2+5+0+1+2+2+4+3+1) / 13

x = 26 / 13 = 2. Portanto a média de erros da prova foi 2.

Observe que o símbolo “ / ” é o mesmo que divisão “ ”, pois fração é uma forma de divisão.