Vous êtes sur la page 1sur 5

MEMORIAL DESCRITIVO

PROJETO ELÉTRICO

Tribunal de Justiça do Estado do Paraná

Projeto de Adequações Elétricas e de Telecomunicações para o prédio que abrigará os Juizados Especiais no CIC

Eletrogans Engenharia e Consultoria Ltda.

Fone: (41) 3077-5459 / 9169-2039

Responsável Técnico:

Dermeval Luiz Gans – CREA PR-7.135/D e-mail: contato@eletrogans.com.br

rev0 – dezembro de 2011 – emissão inicial

SUMÁRIO:

1

- DADOS BÁSICOS

2

- OBJETIVO

3

- LEVANTAMENTO DE CARGAS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

4 -

INSTALAÇÕES DE TELECOMUNICAÇÕES / CABEAMENTO ESTRUTURADO

1.

DADOS BÁSICOS

1.1 - DADOS DO CLIENTE

NOME:

Tribunal de Justiça do Estado do Paraná

OBRA:

Adequações Elétricas e Telecom p/ Instalações prédio CIC

LOCAL:

CIC – Cidade Industrial – Curitiba – PR

1.2 - DADOS DO PROJETISTA

NOME:

Dermeval Luiz Gans – CREA PR-7.135/D

ENDEREÇO: Rua Paula Gomes, 381 / 81, Curitiba – PR

FONE:

(41) 3077-5459 / 9169-2039

e-mail:

contato@eletrogans.com.br

2. OBJETIVO

Este memorial tem por objetivo esclarecer os principais pontos das adequações elétricas para ocupação do prédio do CIC, que abrigará os Juizados Especiais, em função das instalações já existentes na edificação e layout a ser utilizado pelo TJPR.

Este memorial segue as recomendações da norma ABNT NBR 5410:2004 (Instalações Elétricas de Baixa Tensão).

Faz parte deste projeto:

- Memorial Descritivo;

- Relação de Materiais; e

- Desenhos relacionados abaixo:

01 – Projeto Elétrico Pavimento Térreo

02 – Projeto Elétrico Pavimento Superior

03 – Projeto Elétrico – Unifilares

04 – Projeto Telecomunicações Pavimento Térreo

05 – Projeto Telecomunicações Pavimento Superior

3. LEVANTAMENTO DE CARGAS e INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

Foi verificada a entrada de energia da edificação. Consta de uma entrada padrão COPEL em baixa tensão, trifásica de 200A.

Conforme cargas a serem utilizadas discriminadas nos diagramas unifilares, viabilizou-se o aproveitamento desta entrada existente, tal qual seus quadros secundários que são alimentados a partir do QDG externo.

Serão reaproveitados todos os painéis elétricos e ramais alimentadores existentes, sendo necessário apenas algumas adequações de disjuntores em alguns quadros, conforme especificado nos diagramas unifilares.

Existem algumas partes da edificação, tal qual a iluminação externa, que não será modificada, sendo aproveitada toda a instalação já existente.

No

projeto

constam

os

painéis

existentes,

as

demandas

utilizadas

e

disponíveis em cada um deles, e o as adequações necessárias.

Será necessário a adequação dos circuitos nos ambientes descritos no projeto, e serão reaproveitadas as instalações de infra-estrutura já existentes, principalmente no que diz respeito aos pavimento térreo, sendo toda a instalação aparente, com reaproveitamento de todas as eletrocalhas e perfilados existentes, sendo necessário a readequação dos circuitos conforme novo projeto e necessidade do TJPR.

Para o pavimento térreo, basicamente serão refeitos os circuitos das áreas afetadas e a instalação de eletrodutos de PVC rígido de Ø3/4” para alimentação das novas tomadas, interruptores e novos pontos de cabeamento estruturado.

Para o pavimento superior, deverá ser instalada uma nova infra-estrutura acima do forro de PVC, sendo a alimentação das luminárias por meio de cabo múltiplo tipo PP 3x1,5mm² diretamente sobre o forro a partir das eletrocalhas e perfilados, e a descida de eletrodutos nos pontos especificados.

Todas as tomadas a serem instaladas, com exceção dos pontos elétricos para Ar Condicionado, deverão ser “duplas”, para instalação em caixa 2x4” e/ou condulete

Ø3/4”.

Os ambientes que não serão modificados, tais como banheiros e iluminação externa, continuarão sendo alimentados por seus respectivos painéis elétricos, sem prejuízo algum ao funcionamento dos mesmos.

4. INSTALAÇÕES DE TELECOMUNICAÇÕES – CABEAMENTO ESTRUTURADO

Toda a instalação de cabeamento estruturado será cat.5e, com conexões em Rack por meio de Patch Panels, e nos pontos de telecomunicações por meio de conectores fêmea RJ-45.

Todos os materiais de cabeamento estruturado metálico deverão pertencer a um único fabricante.

A infra-estrutura já existente de eletrodutos e eletrocalhas serão reaproveitadas, principalmente no que diz respeito a interligação entre os DG’s telefônicos, sendo aproveitados estes encaminhamentos e/ou as eletrocalhas existentes para interligação dos racks por meio de cabos telefônicos ou de dados.

Todos os pontos de cabeamento estruturado deverão ser certificados para que seja assegurado seu perfeito funcionamento ao longo do período em que o prédio estará sendo utilizado.

Foram previstos o fornecimento de réguas com extensão de tomadas (filtros de linha) com 3 tomadas, que deverão ser utilizados exclusivamente para ligação de microcomputadores, monitores e impressoras.

É proibido o cascateamento de filtros de linha, tal qual seu uso para finalidade

diferente da acima mencionada.

O rack principal será o “Rack 0” que é o maior existente, localizado dentro da

sala de audiência do pavimento térreo, e onde está localizado também o DG

telefônico de entrada da rua.

Está previsto o fornecimento de um rack 44U’s tipo servidor a ser instalado em local determinado pelo setor de TI do TJPR, para abrigar o servidor de dados do prédio.

Deverá ser consultado previamente o setor de TI do TJPR quanto ao modelo do Switch a ser fornecido para as edificações, para que se mantenha o padrão já utilizado por este órgão.