Vous êtes sur la page 1sur 15

VOCÊ NUNCA SE PERGUNTOU

POR QUE EXISTEM TANTAS


PESSOAS SE
CONTAMINANDO POR
DST/AIDS, MESMO COM O
FÁCIL ACESSO AO USO DA
CAMISINHA?
RESULTADOS DECEPCIONANTES DA
DISTRIBUIÇÃO DOS “PRESERVATIVOS”
A CAMISINHA E O FRACASSO MUNDIAL
 Segundo a ONU, a contaminação pelo HIV cresce em todas as regiões do
mundo (Agência Reuters - 21/11/2006);

 “Funcionária reconhece que a distribuição de preservativos não freou


avanço da AIDS na Espanha”(Agência ACI - 12/05/2005);

 Botswana (África) seguiu por muitos anos a política recomendada por


especialistas internacionais de promover o uso do preservativo. A taxa de contágio
do HIV no país está entre as que mais crescem no mundo. Em torno de 25% da
população está atualmente infectada. (ZENIT – 25/03/2007 – “ O calcanhar de
Aquiles dos Preservativos: Castidade e Fidelidade provando ser mais efetivas”,
referindo publicação no jornal Washington Post de fevereiro do mesmo ano).

 No Brasil, o Jornal de Brasília (Casos de AIDS se estabilizam no pais em


25/11/2003): “Os novos dados demonstram que a epidemia no Brasil está
estabilizada, com média de 22 mil casos novos da doença por ano”. O que
significa uma “epidemia estabilizada”? Que: todos os anos: 22 mil pessoas,
no mínimo, se contaminam por HIV/Aids no Brasil, sem que se reduza
significativamente esse número, apesar de amplo acesso aos “preservativos”.
SERÁ QUE PELA CAMISINHA “NÃO
PASSA NADA” MESMO?
...OU EXISTE ALGUMA
FALHA MUITO GRAVE
COM O “PRESERVATIVO” QUE
NÃO É VISÍVEL A OLHO NU?
VEJAMOS O QUE DIZ ALGUMAS
PESQUISAS NÃO COMENTADAS
PELA GRANDE MÍDIA:
AS FALHAS DA CAMISINHA

->Quando o investigador da FDA pôs à prova 89 preservativos em


uma máquina simuladora da relação sexual, pelo menos 29
deixaram passar partículas do tamanho do vírus da AIDS. A falha
foi de 33%”. (Ronald F. Carey, Ph.D., et al, "Effectiveness of Latex
Condoms as a Barrier to Human Immunodeficiency Virus-sized
Particles Under conditions of Simulated Use," Sexually Transmitted
Diseases 19:4 [July-August 1992], pp. 230-234.);

->Depois de 11 estudos sobre a efetividade do preservativo, Susan C.


Weller encontrou uma falha de 31% na proteção contra a
transmissão da AIDS. (Susan C. Weller, "A Meta-Analysis of Condom
Effectiveness in Reducing Sexually Transmitted HIV" Soc Sci Med
36:12 ( 1993), pp. 1635-1644);

-> “Os preservativos nunca foram considerados um método eficaz de


se evitar gravidez (eu disse gravidez e não AIDS). Os preservativos
têm uma taxa anual de sucesso de 85% na prevenção da gravidez. Há
uma falha de 15%.” (Elise F. Jones and Jacqueline Darroch Forrest,
"Contraceptive Failure Rates Based on the 1988 NSFG (National
Survey of Family I Growth):' Family Planning Perspectives 24:1
(January/February 1992), pp. 12, 18);
VOCÊ PERCEBEU QUE AS
PESQUISAS INDICAM TER A
CAMISINHA 15% DE FALHA PARA
EVITAR GRAVIDEZ...
MAS, VOCÊ SABIA QUE O
ESPERMATOZÓIDE É 450 VEZES
MAIOR QUE UM VÍRUS HIV? NÃO?!
VAMOS AUMENTAR O ZOOM
PARA VER ISSO MAIS DE PERTO,
ENTÃO:
“COMO UMA PENEIRA QUE NÃO CONSEGUE RETER
PEDRAS PODERÁ IMPEDIR A PASSAGEM DE GRÃOS
DE AREIA?”
EXISTE SOLUÇÃO PARA
ESSA EPIDEMIA?
UGANDA PROVA PARA O
MUNDO QUE SIM!
ÚNICA REDUÇÃO DRÁSTICA NO PERCENTUAL DE
SOROPOSITIVOS CONTAMINADOS NO MUNDO

->O índice de adultos com HIV na Uganda (África) era cerca de


18,8% há 15 anos. Em 2005, apenas 6,7% da população resultou
soropositiva. (COLIN MASON em “O Fracasso do Ocidente e o Sucesso de
Uganda”. Boletim 35 - PRI – HIV/AIDS: 10/10/2007).

COMISSÃO DE AIDS DA UGANDA

->Em 1986, o presidente da Uganda- Yoweri Museveni – montou a


unidade especial de estudos “Comissão de Aids da Uganda” com
o lema “Voltinhas Zero” que significa “fique com o seu parceiro”.
O trinômio “Abstinência-Castidade-Fidelidade” mobilizou todo o
país e o resultado foi, nas palavras do presidente, que “as pessoas
acordaram e pararam de se arriscar” (Revista Seleção “Reader’s
Digest” em reportagem de Janeiro de 2004 intitulada “Contra Aids”).
ABSTINÊNCIA SEXUAL

Em 1994, 61% dos meninos de uma escola entre 13 e 16 anos


tinham vida sexual ativa, esse número diminuiu para 5% em 2001.
(Seleções Reader’s Digest: “Contra Aids” – Jan/2004 )
CASTIDADE

Em 1994, 24% das meninas de uma escola entre 13 e 16 anos


tinham vida sexual ativa, esse número diminuiu para 2% em 2001.
(Seleções Reader’s Digest: “Contra Aids” – Jan/2004 )
FIDELIDADE MATRIMONIAL

Em 1995, pouco mais da metade dos adultos era fiel a seus


parceiros. Em 2000/2001 eram fiéis 97% dos homens casados
e 88% das mulheres casadas.
(Seleções Reader’s Digest: “Contra Aids” – Jan/2004 )
Parece que o Governo Brasileiro usa a
máxima de um nazista para induzir
a população ao erro:

“UMA MENTIRA REPETIDA MIL


VEZES TORNA-SE
VERDADE ABSOLUTA”

(Joseph Goebbels, Ministro Alemão


de Propaganda e Informação
no Governo de Hitler em 1933)

FAÇA A SUA PARTE E AVISE SEUS AMIGOS, REPETINDO


MIL VEZES A VERDADE! OBRIGADO.