Vous êtes sur la page 1sur 45
E n g e n h a ri a d e P r o d u
E n g e n h a ri a
d e
P r o d u ç ã o
Introdução  LIGAÇÕES INTRAMOLECULARES: - Ocorrem entre os átomos para formar “moléculas”; - Responsáveis pelas propriedades
Introdução
LIGAÇÕES INTRAMOLECULARES:
-
Ocorrem entre os átomos para formar “moléculas”;
-
Responsáveis pelas propriedades químicas dos compostos;
São elas: iônica, covalente e metálica.
LIGAÇÕES (OU FORÇAS) INTERMOLECULARES:
-
Ocorrem entre as “moléculas”;
-
Responsáveis pelas propriedades físicas dos compostos;
-
São elas: íon-dipolo; dipolo-dipolo, dipolo-induzido e ligação
de hidrogênio.
Teorias das ligações químicas Teoria de Lewis Teoria da ligação de valência Teoria dos orbitais moleculares
Teorias das ligações químicas
Teoria de
Lewis
Teoria da ligação
de valência
Teoria dos orbitais
moleculares
Escrevemos o símbolo químico do elemento e ao redor colocamos pontos para representar os elétrons da
Escrevemos o símbolo químico do elemento
e ao redor colocamos pontos para
representar os elétrons da última camada
(camada de valência).
Teoria de
Lewis
Ao invés de pontos, podemos usar „x‟ ou „o‟
I.
Conte os elétrons de valência dos átomos
II. Coloque um par de elétrons em cada ligação.
R E G R A S
III. Complete os octetos dos átomos ligados ao
átomo central.
IV. Coloque todos os elétrons adicionais no átomo
E S T R U T U R A
central, em pares.
L E W I S
V.
Se o átomo central ainda tiver menos que um
octeto, você deve formar ligações múltiplas
para que cada átomo possua um octeto.
VALÊNCIA: I n d i c a a d i s p o s i ç
VALÊNCIA:
I n d i c a
a
d i s p o s i ç ã o
d o
á t omo
p a r a
f o rma r
c o rr e s p o n d e
o
n úme r o
d e
e l é tr o n s
q u e
um
l i g a ç õ e s .
á t omo
El a
p o d e
ganhar
o u
p e r d e r.
CAMADA DE VALÊNCIA:
Os
e l é tr o n s
d a
c ama d a
ma i s
e x t e r n a
d o
á t omo .
Teoria da ligação
de valência
Quando há interação entre os átomos para formar ligações, apenas os
elétrons mais externos entram em contato.
As configurações eletrônicas mais externas são USUALMENTE
importantes.
Ligação Química Forma-se uma Ligação Química entre dois átomos se o arranjo resultante dos dois núcleos
Ligação Química
Forma-se uma Ligação Química entre dois átomos se o
arranjo resultante dos dois núcleos e seus elétrons tem
menos energia do que a energia total separados
o Se a diminuição de energia pode ser pela
transferência completa de um ou mais
o Se a diminuição de energia poder ser
atingida pelo COMPARTILHAMENTO DE
elétrons de um átomo para outro, formam-se
ELÉTRONS, os átomos unem-se por uma
íons
e
o
composto
mantém-se pela
ATRAÇÃO ELETROSTÁTICA entre os íons.
ligação covalente para formar moléculas
discretas.
TRANSFERÊNCIA DE ELÉTRONS ENTRE ÁTOMOS, QUE PERMANECEM UNIDOS POR FORÇAS ELETROSTÁTICAS ENTRE OS ÍONS DE CARGAS
TRANSFERÊNCIA DE ELÉTRONS ENTRE
ÁTOMOS, QUE PERMANECEM UNIDOS POR
FORÇAS ELETROSTÁTICAS ENTRE OS ÍONS DE
CARGAS OPOSTAS
Ligação Iônica Transferência do elétron: Na Cl
Ligação Iônica
Transferência do elétron:
Na
Cl
Ligação Iônica Formação dos íons: Na + Cl -
Ligação Iônica
Formação dos íons:
Na +
Cl -
Ligação Iônica Atração Eletrostática: Na + Cl -
Ligação Iônica
Atração Eletrostática:
Na +
Cl -
 O número de elétrons cedidos é igual ao número de elétrons recebidos:  Fórmula geral
O número de elétrons cedidos é igual ao número de elétrons
recebidos:
Fórmula geral de um composto iônico:
A x +
B y -
+
AyBx
Entre Lítio e Flúor
Entre Lítio e Flúor
COMPARTILHAMENTO DE ELÉTRONS ENTRE ÁTOMOS. *NÃO HÁ FORMAÇÃO DE ÍONS
COMPARTILHAMENTO DE ELÉTRONS ENTRE
ÁTOMOS.
*NÃO HÁ FORMAÇÃO DE ÍONS
ELÉTRONS PARTILHADOS Cada átomo “disponibiliza” um ou mais elétrons de valência para ser partilhado com outro
ELÉTRONS PARTILHADOS
Cada átomo “disponibiliza” um ou mais
elétrons de valência para ser partilhado
com outro átomo.
Ligação covalente Configuração dos Átomos:
Ligação covalente
Configuração dos Átomos:
Ligação Covalente Atração Quântica:
Ligação Covalente
Atração Quântica:
TIPOS DE LIGAÇÕES COVALENTES:  Por aproximação frontal dos orbitais atômicos:  Ligações σ (sigma) Forma
TIPOS DE LIGAÇÕES COVALENTES:
Por aproximação frontal dos orbitais atômicos:
Ligações σ (sigma)
Forma ligações fortes.
Apresentam simetria cilíndrica em torno do eixo de ligação.
Átomos podem rotar em torno do eixo da ligação.
Todas as ligações covalentes simples são sigma (primeira ligação
é sempre sigma).
30
 Por aproximação lateral dos orbitais atômicos:  Ligações π (pi)  São formadas entre átomos
Por aproximação lateral dos orbitais atômicos:
Ligações π (pi)
São formadas entre átomos que já possuem ligação σ.
Não permitem rotação dos átomos em torno do eixo
internuclear.
São mais fracas que as ligações σ.
Átomos grandes raramente formam duplas ligações – a
sobreposição é difícil.
31
Quantos pares de elétrons poderão dois átomos partilhar? Entre dois átomos poderá haver até três pares
Quantos pares de elétrons poderão dois átomos
partilhar?
Entre dois átomos poderá haver até três
pares de elétrons partilhados.
Um par de elétrons partilhado, diz-se que é
uma ligação covalente simples
Dois pares de elétrons partilhados, diz-se
que é uma ligação covalente dupla
Três pares de elétrons partilhados diz-se
que é uma ligação covalente tripla
Exemplos de ligações covalentes em diversas moléculas O Cl 2 2 H 2 H CO 2
Exemplos de ligações covalentes em diversas
moléculas
O
Cl 2
2
H
2
H
CO 2
2 O
N 2
O que são ligações covalentes polares e apolares? Nas ligações covalentes os elétrons poderão ser partilhados
O que são ligações covalentes polares e apolares?
Nas ligações covalentes os elétrons poderão ser partilhados de
forma igual ou de forma diferente, dependendo da capacidade
de atrair os elétrons de cada átomo
Ligação covalente apolar
– os átomos atraem os elétrons da
mesma forma e a nuvem electrônica é simétrica (ex: H 2 , O 2 , F 2 )
Ligação covalente polar – um dos átomos da ligação atrai os
elétrons mais intensamente do que o outro átomo o que provoca uma
nuvem electrônica assimétrica , com um pólo positivo (+) e um pólo
negativo (-). (ex: HF, CO, H 2 O)
-
+
  • REGRA DO OCTETO: “numa ligação química um átomo tende

a ficar com oito elétrons na última camada configuração

eletrônica semelhante a de um gás nobre)”.

Na

F +
F
+
 REGRA DO OCTETO: “numa ligação química um átomo tende a ficar com oito elétrons na
F
F

[Na] + [

] -

LIGAÇÃO IÔNICA
LIGAÇÃO
IÔNICA
F
F

+

F
F
F F
F
F

LIGAÇÃO

COVALENTE

VÁRIOS ÁTOMOS LIGADOS ENTRE SI, OS ELÉTRONS LIGANTES ESTÃO LIVRES E MOVIMENTAM-SE PELA ESTRUTURA TRIDIMENSIONAL DO
VÁRIOS ÁTOMOS LIGADOS ENTRE
SI, OS ELÉTRONS LIGANTES ESTÃO
LIVRES E MOVIMENTAM-SE PELA
ESTRUTURA TRIDIMENSIONAL DO
METAL
 É uma ligação desorientada;  Modelo do mar de elétrons os cátions permanecem em um
 É uma ligação desorientada;
 Modelo
do
mar
de
elétrons
os cátions
permanecem em um arranjo regular e estão
cercados por um mar de elétrons.
 Grande
movimentação
eletrônica:
boa
condutividade térmica e elétrica, e alta
maleabilidade e ductibilidade.

O que é a ligação metálica?

  • É

a

ligação

quími ca

que

s e

e st a b e l e c e

e n tr e

o s

át omo s

 

de

di v e rs o s

me tais

(ex :

F e rr o ,

Z i n c o ,

Al umí n i o ,

e t c )

  • Ca r ac t e ri za -s e

pe l a

e x ist ê n c i a

de

í ons

posi t ivos

( át omo s

qu e

c ed e r am

e l é tr o n s)

dispo st o s

de

f o rm a

o rde nada

 
  • En tr e

o s

í o n s

po siti v o s

c ir cul am,

com

 

g r and e

l

ib e rd ade

de

mo v ime n t o ,

o s

e l é tr o n s

que

f o ram

c

edido s

pe l o s

át omo s

( é

de v ido

a

e st e

fat o

que

o s

me ta is

c o nduz em

b em

a

e l e tri c id ade ),

po r

iss o

s e

c

hama

a

e ss e

c o n j un t o

mar

de e lé t rons.