Vous êtes sur la page 1sur 20
Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Medianeira Engenharia de Alimentos Química Analítica prof. Éder Flores Volumetria

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Medianeira

Engenharia de Alimentos

Química Analítica

prof. Éder Flores

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Medianeira Engenharia de Alimentos Química Analítica prof. Éder Flores Volumetria

Volumetria de Precipitação

Novembro, 2010

Volumetria de precipitação

Método volumétrico que se baseia na formação de um composto que se caracteriza por ser pouco solúvel.

Principais aplicações:

a) determinação de haletos como Cl-, Br- e I- b) determinação de íons metálicos como Ag + , K + , Pb 2+ , Hg 2+

Características importantes: para que uma reação possa ser usada para fins quantitativos, é necessário que

ocorra em curto tempo e que o composto seja

suficientemente insolúvel no meio reacional.

Curvas de titulação

O titulante mais importante e utilizado é o AgNO 3 . O método é então chamado de argentimetria ou métodos argentimétricos.

Exemplo:

determinação

do

teor

de cloretos

utilizando a precipitação com Ag + , usando solução de NaCl 0,1 mol L -1 e AgNO 3 0,1 mol L -1

A curva de titulação é construída relacionando o valor de pAg ou pCl em função do volume gasto de titulante.

Curvas de titulação

No

início

da

titulação

o

volume

de

titulante

adicionado é igual a zero, portanto:

pCl antes da adição de AgNO 3 :

[Cl - ]= 0,1mol L -1 pCl = 1,0

Kps = [Ag + ][Cl - ] = 1,82 x 10 -10 -log[Ag + ] - log[Cl - ]=-log (1,82 x 10 -10 )

pAg + pCl = 9,74

pAg = 9,74 pCl

pAg = 8,74

Curvas de titulação

No ponto de equivalência, ou seja, após a adição de 50 mL de AgNO 3 :

[Ag + ] = [Cl - ] pAg + pCl = 9,74

2pCl = 9,74

pCl = pAg = 9,74/2

pCl = pAg = 4,96

Curvas de titulação

Após o ponto de equivalência, ou seja, após a adição de 51 mL de AgNO 3 :

Adição de 51 ml de AgNO 3 0,1M = 51 x 0,1 = 5,1 mmols de Ag + Quantidade de AgCl formado = 5,0 mmols AgCl Quantidade restante de Ag + = 5,1 5,0 = 0,1 mmols Ag +

[Ag + ] após a adição: 0,1mmols/(50+51)mL = 9,9 x 10 -4 M pAg = -log(0,00099) = 3,00 pCl = 9,743,00 = 6,74

Curvas de titulação

7.00 pCl pAg 0.00 1.00 2.00 3.00 4.00 5.00 6.00 volume de titulante (mL) 8.00 9.00
7.00
pCl
pAg
0.00
1.00
2.00
3.00
4.00
5.00
6.00
volume de titulante (mL)
8.00
9.00
0
20
40
60
80
100

Curvas de titulação

Curvas de titulação

Fatores que afetam a titulação

O

perfil

das

curvas

de

titulação

sofre alteração

significativa em função das concentrações dos reagentes, o que

pode afetar a identificação do ponto final da reação.

Fatores que afetam a titulação O perfil das curvas de titulação sofre alteração significativa em função

Fatores que afetam a titulação

Fatores que afetam a titulação

Fatores que afetam a titulação

A

solubilidade

do

precipitado

formado

é

outro fator

importante, onde se observa que a variação de pAg em torno do

ponto de equivalência é tanto maior quanto menor a solubilidade.

Kps(AgI) =8,3 x 10 -17 Kps(AgCl) = 1,8 x 10 -10

60 PE (AgI) PE (AgCl) pAg (AgI) 6.00 2.00 0.00 pAg (AgCl) volume de titulante (mL)
60
PE (AgI)
PE (AgCl)
pAg (AgI)
6.00
2.00
0.00
pAg (AgCl)
volume de titulante (mL)
100
4.00
80
40
20
0
16.00
14.00
12.00
10.00
8.00

Fatores que afetam a titulação

Fatores que afetam a titulação

Identificação do ponto final da titulação

Argentimetria

Três métodos importantes:

  • 1. Formação de um precipitado colorido - Mohr

  • 2. Formação de um composto colorido solúvel - Volhard

  • 3. Uso de indicadores de adsorção - Fajans

Identificação do ponto final da titulação

Formação de um precipitado colorido - método de Mohr

Determinação de cloreto e brometo

Princípio da precipitação fracionada Indicador K 2 CrO 4 : forma precipitado colorido Ag 2 CrO 4 ppt de cor vermelha Kps (AgCl) = 1,8 x 10 -10 Kps (Ag 2 CrO 4 ) = 1,7 x 10 -12 A titulação deve ser realizada em pH 6,5 a 9 para garantir que ion cromato permanece com base conjugada. Lembrar que em pH ácido, haverá o deslocamento do equilíbrio no sentido da formação do ácido crômico e assim será gasto um maior volume de titulante, aumentando o erro da titulação.

Identificação do ponto final da titulação

Identificação do ponto final da titulação

Identificação do ponto final da titulação

Formação de um composto solúvel colorido - método de Volhard:

Determinação de cloreto, brometo e iodeto

Titulação do excesso de Ag + com SCN - , formando precipitado AgSCN de Kps = 7,1 x 10 -13 .

Indicador FeCl 3 ou Fe(NO 3 ) 3 ou Fe 2 (SO 4 ) 3 : forma complexo colorido solúvel [FeSCN] 2+ (marrom-avermelhado)

Fe 3+ + SCN - ↔ [FeSCN] 2+

Titulação deve ser realizada em pH 7, pois em pH ácido existe a

possibilidade de formação de ácido tiociânico HSCN e em pH básico poderá precipitar Fe 3+ como hidróxido.

Identificação do ponto final da titulação

Uso de indicadores de adsorção - método de Fajans:

Corante ácidos (fluoresceína e eosina) ou básicos (rodamina 6G) Exemplo: uso de fluoresceína na titulação de Cl - com Ag + Antes da adsorção: amarelo-esverdeado Após a adsorção: magenta

Identificação do ponto final da titulação Uso de indicadores de adsorção - método de Fajans: Corante

Identificação do ponto final da titulação

Uso de indicadores de adsorção - método de Fajans:

Identificação do ponto final da titulação Uso de indicadores de adsorção - método de Fajans:

Aplicações dos métodos argentimétricos

Daniel C. Harris

Bilbiografia

Skoog

Baccan