Vous êtes sur la page 1sur 29

SISTEMA ÚNICO DE SAUDE DO ESTADO DE SÃO PAULO COMISSÃO DE RESIDENCIA MEDICA HOSPITAL IPIRANGA RESIDENCIA EM CLÍNICA MÉDICA

SISTEMA ÚNICO DE SAUDE DO ESTADO DE SÃO PAULO COMISSÃO DE RESIDENCIA MEDICA HOSPITAL IPIRANGA RESIDENCIA

CARDIOMIOPATIA DILATADA

APRESENTADOR: Ben-Hur Lincoln Machado Nunes

18.03.2014

Sumário

  • Caso Clínico/Introdução

  • Historia Natural

  • Prognostico

  • Patologia

  • Etiologia

Sumário  Caso Clínico/Introdução  Historia Natural  Prognostico  Patologia  Etiologia

Caso Clínico/Introdução

Caso Clínico/Introdução  ASS, 37 anos, obeso mórbido (peso corporal 130 kg), chega a Unidade de
  • ASS, 37 anos, obeso mórbido (peso corporal 130 kg), chega a Unidade de Saúde do Novo Tempo, em Luzilândia (PI), apenas para “renovar as receitas dos anti-hipertensivos”. É hipertenso e diabético alguns anos. Durante interrogatório complementar, acrescenta dispneia durante caminhadas de aproximadamente 200 m. Faz uso losartana 100mg/dia, AAS 100mg/dia, insulina NPH 60UI/dia e omeprazol 20 mg/dia (devido epigastralgia). Exame físico: Bom estado geral, consciente, eupneico. PA 180x120 mmHg. AC: BNF, RR2T com sopro mais audível na borda esternal esquerda, protomesossistolico, intensidade 2+/6+ sem irradiação.

  • Exames complementares (únicos disponíveis na cidade): ECG:

vários critérios de sobrecarga de VE; Raio X de tórax: Aumento da

silhueta cardíaca, campos pulmonares sem anormalidades.

Prognóstico

Prognóstico
Prognóstico

Prognóstico

Prognóstico

Patologia/Histopatologia

Patologia/Histopatologia

Etiologias

  • Miocardiopatias Inflamatorias

    • Infecciosas -> VIRAL, BACTERIANA, CHAGAS

    • NÃO-Infecciosas

      • *Cardiomiopatia periparto

      • *Doenças do Colágeno

  • Tóxicas

    • Álcool

    • Catecolaminas (cocaína, anfetaminas

  • ...

    )

    Etiologias  Miocardiopatias Inflamatorias  Infecciosas -> VIRAL, BACTERIANA, CHAGAS  NÃO-Infecciosas  *Cardiomiopatia periparto 

    Etiologias

    • Metabólicas

      • *”Beri-beri”

      • Obesidade

      • Endocrinopatias: *tireoidopatias; feocromocitoma

  • Genéticas/Familiares

    • Genes associados a distrofinas

    • *Hemocromatose

  • Etiologias  Metabólicas  *”Beri - beri”  Obesidade  Endocrinopatias: *tireoidopatias; feocromocitoma  Genéticas/Familiares 

    Etiologias

    • “Overlap”:

      • Hipertrofica -> Dilatada

      • Dilatada -> Restritiva

  • Tako-Tsubo (ou por “estresse”)

    • Diferencial com IAM

  • Etiologias  “Overlap”:  Hipertrofica -> Dilatada  Dilatada -> Restritiva  Tako- Tsubo (ou por
    Quadro Clínico PULMÃO TEC. TEC. VE VD
    Quadro Clínico
    PULMÃO
    TEC.
    TEC.
    VE
    VD

    Quadro Clínico

    • Exame físico

      • Ictus cordis aumentado e desviado;

      • Sopros (valvopatias secundarias);

      • Ortopnéia;

      • Edema de membros;

      • Estertores pulmonares (e *sinais de derrame pleural);

      • Hepatomegalia;

      • Lembrar do S3 e S4:

        • S3 indica mau-prognóstico do paciente!

    Quadro Clínico  Exame físico  Ictus cordis aumentado e desviado;  Sopros (valvopatias secundarias); 

    Complementares

    • Raio X de Tórax

    • Eletrocardiograma

    • Ecodopplercardiografia

    • Radionuclídeo

    • Ressonância Magnetica

    • Exames invasivos: Biópsia

    Complementares  Raio X de Tórax  Eletrocardiograma  Ecodopplercardiografia  Radionuclídeo  Ressonância Magnetica 
    Índice Cardiotorácico
    Índice
    Cardiotorácico

    Complementares

    Complementares  Indicações de biopsia  Insuficiência cardíaca fulminante* *(Definida como insuficiência de evolução rápida, menor
    • Indicações de biopsia

      • Insuficiência cardíaca fulminante*

    *(Definida como insuficiência de evolução rápida, menor que duas semanas com ventrículo dilatado e comprometimento hemodinâmico)

    • Bloqueio AV e arritmias precoces

    • Outras: lesão por antraciclinas (antineoplasicos), eosinofilia, tumores cardíacos ...

    Complementares

    ... )
    ...
    )
    • Não esquecer de procurar a etiologia:

      • Dosagem de enzimas cardíacas (diagnostico diferencial)

      • Dosagem de metanefrinas urinarias

      • Sorologias (Chagas, Toxoplasmose, Citomegalovirus, hepatites

      • Eletrólitos

      • Provas de função e lesão hepáticas

      • Glicemia

      • Hemograma

      • ( ) ...

    Tratamento

    Tratamento  Clínico e Cirurgico  Tratamento clínico de suporte é semelhante as outras causas de
    • Clínico e Cirurgico

    • Tratamento clínico de suporte é semelhante as outras causas de insuficiência cardíaca

    • Não esquecer de tratar etiologia de base

    • Cirurgico

      • Valvopatias

      • Alterações pericárdicas

      • Restaurar geometria cardiaca/reconstrução ventricular – “reversão do remodelamento”.

    Tratamento

    Tratamento  Como qualquer outra insuficiência cardiaca...  Bloqueadores neuro-humorais (devem ser incluídos no esquema sempre
    • Como qualquer outra insuficiência cardiaca...

      • Bloqueadores neuro-humorais (devem ser incluídos no esquema sempre que possível tentativa de reversão do remodelamento):

        • IECA

        • BRA

        • Beta-Bloqueadores

        • Antagonistas da aldosterona

  • Outros como diuréticos, digitalicos

  • Tratamento

    • Pensando nas complicações:

      • Antiarritmicos

      • Anticoagulação oral (lembrar do paciente com FE < 30%)

      • Correção de distúrbios hidroeletrolíticos ...

      • Equipamentos especiais:

        • Cardiodesfibriladores implantáveis

        • Marcapasso cardíaco

        • E outros dispositivos extracardiacos

    Tratamento  Pensando nas complicações:  Antiarritmicos  Anticoagulação oral (lembrar do paciente com FE <

    Referências

    Referências 1. BONOW, O. M., et al , Braunwald’s Heart Disease: A Textbook Of Cardiovascular Medicine,
    • 1. BONOW, O. M., et al, Braunwald’s Heart Disease: A Textbook Of Cardiovascular Medicine, 9 ed, Elsevier/Saunders, 2012.

    • 2. LONGO, D. L., et al, Harrison’s Principles Of Internal Medicine, 18 ed, McGraw Hill, 2012.