Vous êtes sur la page 1sur 112

Hipóteses de escrita

FICA O RECADO: DEVEMOS RESPEITAR CADA FASE E CONTRIBUIR


PARA OS AVANÇOS, EXERCÍCIOS DE CÓPIAS E ESCRITA DE
PALAVRAS VÁRIAS VEZES NÃO DEVEM SER USADOS, SE NÃO:
Deveríamos escrever na lousa com letra
de forma até O 100% dos alunos
estarem na fase alfabética
 SÃO PAULO, 3 DE MARÇO DE 2010
 NOME
 PROFESSORA:
 HOJE O DIA ESTÁ:

 AGENDA:


COMO ORGANIZAR MINHA SALA
QUE FASE É ESTA?
:

HIPÓTESE PRÉ SILÁBICA


 Características:
 - Escrever e desenhar têm o mesmo significado;
 - Não relaciona a escrita com a fala;
 - Não diferencia letras e números;
 - Reproduz traços típicos da escrita de forma
desordenada;
- Supõe que a palavra representa o objeto e não seu
nome (realismo nominal);
- Usa as letras do nome para escrever tudo;
- Não aceita que seja possível escrever com menos
de 3 letras;
- Leitura global: lê a palavra como um todo.
Conflitos:

- Que sinais eu uso para escrever palavras?


- Conhecer o significado dos sinais escritos
Avanços:

- Diferenciar o desenho da escrita;


- Perceber as letras e seus sons;
- Identificar e escrever o próprio nome;
- Identificar o nome dos colegas;
- Perceber que usamos letras diferentes em
diferentes posições
Atividades
favoráveis:
Iniciar pelos nomes dos
alunos escritos em crachás,
listados no quadro e/ou em
cartazes.
Organizar os nomes em
ordem alfabética, ou em
“galerias” ilustradas com
retratos ou desenhos;

ANA JOÃO DIANA PAULO ANA MARCIO


DATA DE ANIVERSÁRIO

 JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL MAIO JUNHO
 4- MARIA 13- RENAN 11- KAREN 7- JULIANA 05- SIDNEY 11-
JOEL
 13- JOYCE 25- DIEGO 24- BRUNO 22- CHRISTOPHER
 14- MARIO 13- LETHICIA 26- MANUELA
 19- FELIPE 27-BRUNA 30- DEBORA
 22- CAROLINE


 JULHO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO
 1- VICTORIA 6- DANIEL 12-CLAUDINEI 2- MATEUS 03- GABRIELA
 05- AMANDA 10- GABRIELLA 21- ISABELLA 11- PALOMA 11-DAVI
 24-ADRIANO 22- KELVIN 23- DIÓGENES


 GRÁFICO



Identificar o próprio nome e depois o de
cada colega, percebendo que nomes
maiores podem pertencer às crianças
menores e vice-versa;

JOÃO
HENRIQUE
ANA
FRANCISCA
DANIELA
PEDRO
Criar jogos com os nomes: “lá vai
a barquinha”, dominó, memória,
boliche, bingo;
-Escrita de listas em que
isto tenha significado: o que comemos no
lanche,numa festa de aniversário, etc...

A- ANTA

B-BALEIA
C-CACHORRO

D-
E-ELEFANTE

F-FOCA
G-GATO

H-HIPOPÓTAMO
I-

J-JACARÉ
L-LEÃO
Lista de frutas
 ABACATE JACA
ABACAXI KIWI
AÇAI
LARANJA
LIMÃO
ACEROLA
MAÇÃ
AMEIXA MANGA
BANANA
MARACUJÁ
MELANCIA
CAJU
MELÃO
CAQUI MEXERICA
CARAMBOLA
MORANGO
NECTARINA
CEREJA
PÊRA
COCO PÊSSEGO
FIGO PITANGA
FRAMBOESA
TOMATE
GOIABA

JABUTICABA


- Desenhar e escrever o que desenhou;
Usar o nome em situações
significativas: marcar atividades,
objetos, utilizá-lo em jogos, bilhetes,
etc...
 AUTÓGRAFO PARA OS COLEGAS
 CRACHÁ

Escreva seu nome de diferentes
formas
Ouvir leitura feita diariamente pela
professora e poder recontá-la;
Ter contato com diferentes
portadores de texto;
Lendo textos:
informativos (jornais, obras de referência,
cartas, contas etc.), deles extraindo
informações;
instrucionais (receitas, jogos, montagem
de objetos), executando as ações aí
solicitadas;
de convencimento (propaganda, cartaz,
anúncio), reconhecendo sua
intencionalidade;
e de enredamento (narrativas, poemas,
contos etc.), por prazer lúdico e
estético;
Freqüentar a biblioteca,
banca de jornais, LER
PLACAS etc...
Reconhecer e ler o próprio nome
em situações significativas,
chamadas, jogos,...

  NOME QUEM ESCOLHEU O MEU NOME? POR QUE ESCOLHEU O MEU NOME?
LETTICIA MAMÃE PORQUE SIGNIFICA QUEM TRAZ
ALEGRIA

GRÁFICO
Utilizar letras móveis para
pesquisar nomes, reproduzir o
próprio
 nome ou dos amigos;

A M A N D A

A N A

Conversar sobre a função da
escrita;
Bingo de letras;
Produção oral de histórias;
Escrita espontânea;
Textos coletivos tendo o
professor como escriba;
Aumentar o repertório de
letras;
Leitura dos nomes das crianças
da turma, quando isto for
significativo;

 TER UMA LISTA DE CHAMADA NA SALA E


OUTRA COM A CRIANÇA PARA MARCAR
QUEM VEIO

Produzir textos de forma não
convencional;
Recitar textos memorizados:
poemas, parlendas,
músicas,...

REI, CAPITÃO,
SOLDADO, LADRÃO.
MOÇA BONITA
DO MEU CORAÇÃO
JOGO DA MEMÓRIA
Identificar personagens conhecidos a partir de
seus nomes, ou escrever os seus nomes de
acordo com sua possibilidade;
COM AUXÍLIO DE UM COLEGA
Atividades em que seja
preciso reconhecer a letra
inicial e a letra final;

F ____
Atividades que apontem para a
variação da quantidade de
letras;


QUANTAS PALAVRAS VOCÊ CONSEGUE
FORMAR COM ESSAS LETRAS?
Completar usando a letra
inicial e final;
Associar palavras e objetos;
Memorizar palavras
globalmente;
Distinguir letras e números;

Circule as letras

 A 1 B 2 C 3 D
E 4 5 G H 8

RECORTE E COLE AS LETRAS:
Familiarizar-se com os aspectos
sonoros das letras através das
iniciais de palavras significativas;

NOMES DOS COLEGAS


NOMES DAS PERSONAGENS DE DESENHOS
ANIMADOS
Relacionar discurso oral e
texto escrito;
 CANTE A MÚSICA E VÁ TROCANDO PELO NOME DOS COLEGAS
DE SUA SALA
 “ A CANOA VIROU,
 FOI PRO FUNDO DO MAR,
 FOI POR CAUSA DO _____________________
 QUE NÃO SOUBE REMAR.
 SE EU FOSSE
 UM PEIXINHO
 E SOUBESSE NADAR
 EU TIRAVA O ___________________________
 DO FUNDO DO MAR.”
 DESENHE O QUE ACONTECEU NA MÚSICA
Distinguir imagem de
escrita;

ARANHA
Observar a orientação
espacial dos textos;
A BOCA DO SAPO
O SAPO ESTAVA NA BEIRA DO RIO.

PASSOU O BODE E DISSE:

- SAPO, VOCÊ TEM UMA BOCA MUITO

GRANDE.
O SAPO RESPONDEU:

- NÃO, MINHA BOCA É PEQUENA.

E O BODE FALOU:

BOCA PEQUENA É A BOCA DO TATU.


Confeccionar gráficos de colunas com os
nomes seriados em ordem de
tamanho(número de letras).

GRÁFICO: A PRIMEIRA LETRA DO NOME

A P B
Fazer atividades utilizando palavras do
universo dos alfabetizandos: rótulos de
produtos conhecidos ou recortes de
revistas (propagandas, títulos,palavras
conhecidas).
Trabalhar com textos conhecidos
de memória, para ajudar na
conservação da escrita.

ATIREI O PAU NO GATO

ATIREI O PAU NO GATO TÔ TÔ


MAS O GATO TÔ TÔ
NÃO MORREU REU REU
DONA CHICA CÁ
ADMIROU-SE SE
DO BERRO, DO BERRO QUE O
GATO DEU
MIAU !!!!!!
Que fase é esta?
HIPÓTESE SILÁBICA

Características:
- Usa uma letra para representar cada

fonema;
- Atribui ou não valor sonoro à letra;

- Pode usar muitas letras para escrever e,

ao fazer a leitura, apontar uma letra para


cada fonema;
- Ao escrever frases, pode usar uma letra

para cada palavra.


Conflitos vividos pela criança:
- A escrita está vinculada à pronúncia das
partes da palavra?
- Como ajustar a escrita a fala?

- Qual a quantidade mínima de letras para

escrever?
Avanços:

- Atribuir valor sonoro às letras;


-Aceitar que não é preciso muitas letras para

se escrever, apenas o necessário para


representar a fala;
-Perceber que palavras diferentes são escritas

com letras em ordens diferentes


BINGO DE SÍLABAS
BI. BI BI
BI BI BI
BI BI
BI BI BI
BI BI
BI BI BI
BI BI
BI BI BI
Atividades favoráveis:

Comparar e relacionar escritas


de palavras diversas;
Escrever pequenos textos
memorizados: parlendas,
poemas, músicas, trava-línguas..

ATEIOPUNAOTT
AOKOOAOOEUEUEU
OAIAKK
IOUCC
OBOU
QOATODU
IAU IAU
Completar palavras com letras para
evidenciar o seu som: CAMELO
C....M....L.... ou .....A.....E.....O
MEU DIÁRIO
Relacionar personagens a partir
do nome escrito;

CINDERELA
BRANCA DE NEVE
PINÓQUIO
Reconhecer letras em um
pequeno texto conhecido;
 O RATO ROEU

 O RATO ROEU A ROUPA DO REI DE ROMA,


O RATO ROEU A ROUPA DO REI DA RÚSSIA,
O RATO ROEU A ROUPA DO RODOVALHO…
O RATO A ROER ROÍA.
E A ROSA RITA RAMALHO
DO RATO A ROER SE RIA.
A RATA ROEU A ROLHA
DA GARRAFA DA RAINHA.
Leitura de textos
conhecidos;

Pinóquio
Chapeuzinho
vermelho
Branca de neve
A bela e a fera

Cruzadinhas;
Caça-palavras;
Completar lacunas em textos e
palavras;
 Estas são as vogais:
 A E I O u
 ABAIXO TEMOS OS NOMES DE ALGUNS DE NOSSOS
COLEGAS DE TURMA. VAMOS COMPLETAR COM AS
VOGAIS?
 __NN__ CL__R__
 __RIS
 BR__N__
 C__ __ __
 PÂM__L__
 M__R__A
 C__M__L__
Construir um dicionário
ilustrado, desde que o tema
seja significativo;

ANIMAIS:
ANTA ARARA AVESTRUZ
BALEIA BODE BÚFALO
CACHORRO CAMELO CAVALO
DINOSSAURO DRAGÃO
ELEFANTE... ELEFOA
Evidenciar rimas entre
palavras
 UM, DOIS,
 FEIJÃO COM ARROZ
 TRÊS, QUATRO,
 FEIJÃO NO PRATO
 CINCO, SEIS,
 MOLHO INGLÊS
 SETE, OITO,
 COMER BISCOITO
 NOVE, DEZ,
 COMER PASTÉIS.
Jogos variados para
associar o desenho a seu
nome;
 OS ALUNOS ESTÃO COMPETINDO.
ESCREVA NA TABELA ABAIXO OS
NOMES OBSERVANDO A ORDEM DE
CHEGADA:









 A PROFESSORA VAI ESCOLHER 8
AMIGOS E ORDENAR PELO
TAMANHO. ESCREVA

Circular ou marcar letras
iguais ao seu nome ou
palavra-chave.
-Contar a quantidade de palavras
em uma frase.
Reconhecer a primeira letra das
palavras no contexto da sílaba
inicial;
Relacionar textos
memorizados com sua
grafia;
PARLENDA: BORBOLETINHA
Propor atividades em dupla (um dita
e outro escreve), para reescrita de
notícias, histórias,pesquisas,
canções, parlendas e trava-línguas.
Fazer listas e ditados
variados (dos alunos
ausentes e/ou presentes, de
livros de histórias, de
ingredientes para uma
receita, nomes de animais,
questões para um projeto).
SILÁBICA-ALFABÉTICA
SILÁBICO-ALFABÉTICO

Características:

-Compreende que a escrita


representa os sons da fala;
-Percebe a necessidade de mais de
uma letra para a maioria das
sílabas;
-Reconhece os sons das letras;
-Pode dar ênfase dos sons só das
vogais ou só das consoantes:
BOLA= AO ou BL;
-Atribui o valor do fonema em

alguma letras: CABELO = KBLO


Conflitos vividos pela criança
nesta etapa:
 -Como fazer a escrita dela ser lida por outras
pessoas?
-Como separar as palavras na escrita se isso
não acontece na fala?
-Como adequar a escrita à quantidade
mínima de caracteres?
Avanços:

 -Usar mais de uma letra para representar o


fonema quando necessário;

-Atribuir o valor sonoro das letras;


Atividades favoráveis:

 -Separar as palavras de um texto


memorizado;

CI RAN DA
- Ditado de palavras conhecidas


sílabas e letras das palavras do
texto;
 ESTAS SÃO AS VOGAIS:
 A E I I O U

 ABAIXO TEMOS OS NOMES DE ALGUNS DE NOSSOS
COLEGAS DE TURMA. VAMOS COMPLETAR COM AS
VOGAIS?
 __NN__ CL__R__
 __RIS
 BL__ND__N
 C__ __ __
 PÂM__L__
 M­__YAR__
 C__M__L__
ALFABÉTICO
ALFABÉTICO:
 Características:
 -Compreende a função social da escrita:
 COMUNICAÇÃO;
 -Compreende o valor sonoro de todas ou quase
todas as letras;
 -Apresenta estabilidade na escrita das palavras;
 -Compreende que cada letra corresponde aos
menores valores sonoros das sílabas;
 -Procura adequar a escrita à fala;
 -Faz leitura com ou sem imagem;
 -Inicia preocupação com as questões
ortográficas;
 -Separa as palavras quando escreve frases;
 -Produz textos de forma convencional.
Conflitos vividos nesta etapa:

-Porque escrevemos de uma forma e


falamos de outra?
-Como distinguir letras, sílabas e frases?
-Como aprender as convenções da língua
escrita?
Avanços:

-Preocupação com as questões ortográficas


e textuais (parágrafo e pontuação);
-Usar a letra cursiva
Atividades
favoráveis:
Competição: quem escreve o
maior nº de palavras ou
frases

 Cadeira
 Carteira
 Janela
 Mesa
 Apagador
 Giz
 menino
Leitura, localização de
palavras ou frases, ordenar o
texto;

 COLOQUE A POESIA EM ORDEM.


A PEDRINHA ROLOU
MOCINHO GOSTOU
CONTEI PRA MAMÃE

PISEI NA PEDRINHA

PISQUEI PRO MOCINHO

CONTEI PRO PAPAI

CHINELO CANTOU

MAMÃE NEM LIGOU


-Atividades a partir de um
texto:
 FESTA JUNINA

 SEXTA-FEIRA, HOUVE UMA FESTA JUNINA NA MINHA


ESCOLA.
 A TARDE ESTAVA _______________.
 EU COMI ______________ E BEBI ___________.
 EU BRINQUEI DE _________________ .
 A FESTA ESTAVA MUITO ANIMADA!
__________________________________________


• Pintar intervalos entre as
palavras;
 IARA
 ELAÉUMASEREIA,METADEMULHER(DA
CINTURAPRACIMA)EMETADEPEIXE(DA
CINTURAPRABAIXO).
POSSUILONGOSELINDOSCABELOS,AL
GUNS DIZEMQUEPARECEUMAÍNDIACOMCABE

LOSNEGROS,OUTROSDIZEMQUEPOSSUI

CABELOSLOIROSOUATÉRUIVOS.
ELAHIPNOTIZAOSHOMENSCOMOSEU
CANTOECOMOSEUOLHAR.
Completar letras que faltam
de uma palavra;
 COMPLETE AS PALAVRAS COM F OU V

___ORMA
__IM

__ÁCIL

U__A

JA__ALI

__ISTA

__ERMELHO

AL__ACE

__ÁBRICA

__ASO

__ASSOURA

__EBRE

__ITA

__ISITA

SOR__ETE

__IAGEM

CA__ALO

__ENTO
Produção de textos, ditados,
listas.

COZINHA DA TIA NASTÁCIA


Tia Nastácia é a cozinheira do Sítio do Picapau Amarelo e ajudou a carregar Lúcia quando era pequena.
Emília foi feita por Tia Nastácia.
Ela adora preparar deliciosas receitas.
Vamos ajudar Tia Nastácia a preparar uma saborosa salada de frutas?
SALADA DE FRUTAS
INGREDIENTES:
................................................................................................................................ ..........................................
...................................................................................... ....................................................................................
............................................ ..............................................................................................................................
.. ................................................................................................................................ .......................................
.........................................................................................
MODO DE PREPARAR:
................................................................................................................................ ..........................................
...................................................................................... ....................................................................................
............................................ ..............................................................................................................................
.. ................................................................................................................................ .......................................
......................................................................................... .................................................................................
.............................................. ............................................................................................................................
..................
Possibilitar o uso de
estratégias de leitura, além
da decodificação

Querida aluna Priscila


Fico muito feliz por ser a sua
professora.
Desejo a você todo sucesso e
felicidade, porque você merece o
que há de melhor. Lembre-se, você
é capaz, é inteligente, é estudiosa,
bonita e meiga.

Beijos
Professora
Considerar o “erro” como
construtivo e parte do
processo de
aprendizagem
Produção coletiva de diversos
tipos de textos.

São paulo, 12 de setembro de 2008



 Iara
Gostaríamos da saber se você é metade

mulher e metade peixe?


 Beijos

 3ºG
Análise lingüística das
palavras

Uso do dicionário

Reescrita de texto(individual /
coletiva)
.• Revisão de texto.

Ai a ciderera não truxe o


sapatinho i o pincipe foi
pocurala
Mas as irmans queria o
pincipe
Atividades de escrita: complete,
forca, enigma, STOP, cruzadinha,
lacunado, caça-palavra.
S S M S N N H H

R R I S Z Z D D
T
os pelas letras e descubra o que temos a dizer a você! Depois, T
numere G H
de acordo. E S F F
L L A S U U C S

F E L E Z E E E T R E

D U N H E E T E H E E 4
3

2
-Jogos diversos como bingo
de letras e palavras, Forca,...
• Investir em conversas, debates diários,
leituras diárias, projeto didático, atividades
permanentes e sequência didática.
Orientações para
elaborar uma PROVA
DIAGNÓSTICA
As palavras escolhidas para se testar a
fase em que a criança está devem
obedecer a critérios :
Na lista, devem existir palavras :
monossílabas, dissílabas, trissílabas
polissílabas.
A lista deve ser feita por tema. Ex:
bicho, comida, etc.
Ordem – começar com palavras que não
sejam monossílabas.
Não repetir muito aa, oo. Ex: Borboleta
Ter um monossílabo ou dissílabo que
represente alguma coisa forte,
grande( ex: tigre) ; um tetrassílabo,
que represente por exemplo um animal
que seja frágil, pequeno ( ex:
pernilongo, borrachudo)
Começa –se pelo nome da criança.
Habilidade com a

leitura e a escrita
O conceito de letramento, muito
divulgado no Brasil, nas pesquisas da
área de educação pela professora
Magda Soares (entre outras), deixou de
lado o contraste entre pessoas que
sabem e que não sabem ler. O
letramento considera graus de
intimidade do indivíduo com materiais
de escrita e de leitura. Para não
assustar ninguém, é bom deixar claro
que o letramento é algo que está em
nosso dia-a-dia. Nada mais é do que
parte de nossa necessidade diária de
ação pela linguagem, especialmente
lendo e escrevendo.

Quando alguém sabe ler, mas não
consegue compreender sequer textos
curtos, essa pessoa pode ser
alfabetizada, mas tem um nível de
letramento muito baixo. Esse nível
pode aumentar à medida que o
indivíduo aprende a lidar com mais e
diferentes materiais de leitura e de
escrita. Quanto mais textos alguém é
capaz de ler e entender, mais letrado é.
Assim também funciona com a escrita.
Quanto mais material escrito alguém é
capaz de produzir, mais letramento
tem. E não adianta produzir apenas em
quantidade. É preciso ampliar o leque
de possibilidades, ou seja, ler muitas
coisas diferentes e saber o que fazer
com elas.

Por exemplo: você é capaz de ler bem
uma tirinha? Sabe lidar com o texto do
rótulo de uma lata de ervilhas?
Consegue produzir um bom bilhete para
um familiar? Pode se mover na cidade
lendo as placas de rua? Sabe como
procurar informações numa bula de
remédio? Então você tem letramento
suficiente para o dia-a-dia. O caixa
eletrônico do banco é mais uma
possibilidade de letramento. Já que está
numa máquina, ficou sendo chamado de
letramento digital. As pessoas que
entraram nesse tipo de letramento
podem atuar na linguagem por meio da
leitura e da escrita de textos produzidos
no e para o computador, estejam eles na
 Uma instituição de ensino é a responsável, em
grande medida, pelo aumento do letramento
das pessoas. É lá que o indivíduo deixa de ler e
escrever apenas os textos do dia-a-dia e passa
a ter contato com materiais elaborados de
maneira diferente, às vezes mais complexos e
menos comuns no cotidiano. Na escola,
aprendemos a escrever as famosas
dissertações. Na faculdade, chovem os
resumos, as resenhas e as tenebrosas
monografias. Os artigos científicos tornam-se a
leitura predileta de quem resolve se especializar
na carreira. E, mais tarde, para quem se
aprofunda, chegam as dissertações e teses. A
leitura literária faz parte da ampliação do
letramento. Tudo isso faz aumentar, também, a
quantidade e a qualidade das informações na
nossa memória, ou seja, nossa bagagem
cultural. Isso é letramento. E quando alguém
também domina os textos feitos na e para a
tela do computador, isso é letramento digital.
Quando o indivíduo entra numa agência
bancária e não consegue lidar com as
orientações escritas na máquina, é preciso
introduzi-lo nessa nova possibilidade de
leitura. As escolas, há vários anos, têm
oferecido computadores e laboratórios de
informática aos alunos para que todos
tenham acesso às novas maneiras de ler e
escrever. No entanto, nem sempre apenas
as máquinas bastam. É preciso que o
professor planeje uma nova maneira de
dar aulas, um novo jeito de ensinar, com
novas tecnologias. Isso é aumentar o
letramento e entrar no mundo das
possibilidades digitais.