Vous êtes sur la page 1sur 107

DISCIPLINA: MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL I PROFESSOR: RONALDO CAVALCANTE

O

1-Importância da disciplina

acadêmico

se

descuida do

assunto, dando mais importância às cadeiras consideradas mais difíceis.

Não adianta somente saber calcular uma estrutura, senão souber dosar o concreto para obter a resistência prevista

Da qualidade dos materiais empregados irá depender a solidez, a durabilidade, o custo e o acabamento da obra

 Da qualidade dos materiais empregados irá depender a solidez, a durabilidade, o custo e o

Noções de ciência dos materiais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DOS MATERIAIS

Os materiais estão intimamente ligados à

existência e humana.

à

evolução

da

espécie

Dentre os materiais mais comuns, pode-se citar: madeira, cimento, pedra, aço, plástico, vidro, borracha, alumínio, cobre e papel.

Os

materiais

são

analisados

e

desenvolvidos dentro

do

ramo

do

conhecimento denominado de "Ciência e

Engenharia de Materiais"

A

ciência

dos

materiais

está

associada

à

geração

de

conhecimento

básico

sobre

a

estrutura interna, propriedades e processamento de materiais.

Tendo como objetivo, compreender

a natureza dos materiais, estabelecendo conceitos e teorias

que

permitam

relacionar

a

estrutura dos materiais com suas

propriedades e comportamento.

Evolução Histórica

A própria História da humanidade foi dividida pelos materiais (Idade da Pedra e Idade do Bronze)

Nos primórdios, o material era usado como encontrado, sem ser trabalhado

Com o tempo, alguns materiais passaram a ser modelados (pedra, madeira e barro)

Materiais naturais usados na Antiguidade

Materiais naturais usados na Antiguidade

Materiais naturais usados na Antiguidade II

Materiais naturais usados na Antiguidade II

Ciência e Engenharia de Materiais

Ciência e Engenharia de Materiais

Quadro 1 – Níveis de estudo/informações sobre os materiais

Quadro 1 – Níveis de estudo/informações sobre os materiais

Importância do estudo da escolha dos materiais

Importância do estudo da escolha dos materiais

CLASSIFICAÇÃO DOS MATERIAIS

Os

materiais

utilizados

na

engenharia são classificados em três classes principais:

  • 1. Materiais metálicos,

  • 2. Materiais poliméricos (plásticos) e

Em adição

a

estes

três

tipos, um

estudo mais abrangente deve incluir

um

outro

atualmente,

tecnológica:

tipo,

grande

que

exibe,

importância

4.

Os

materiais

conjugados.

compósitos

ou

Materiais Metálicos

Os materiais metálicos são substâncias inorgânicas compostas por um ou mais elementos metálicos e podem, também, conter elementos não-metálicos.

Exemplos de materiais metálicos: aço, cobre, alumínio, níquel e titânio. Elementos não-metálicos como carbono, nitrogênio e oxigênio podem estar contidos em materiais metálicos.

Os

metais

tem

uma estrutura

cristalina, na qual os átomos estão

arranjados de maneira ordenada.

Em

geral,

são

bons

térmicos e elétricos.

condutores

Quase

todos

os

metais são

mecanicamente resistentes, dúcteis e muitos mantém esta resistência mesmo em altas temperaturas.

1856: invenção de forno, permitindo a produção de aço em larga escala, tornando-o mais competitivo.

1856: invenção de forno, permitindo a produção de aço em larga escala, tornando-o mais competitivo.

MATERIAIS POLIMÉRICOS (PLÁSTICOS)

A maioria dos materiais poliméricos consiste de cadeias moleculares orgânicas (carbono) de longa extensão.

Estruturalmente, a maioria destes materiais não são cristalinos, porém alguns exibem

uma mistura de cristalinas.

regiões cristalinas e não-

A

resistência

mecânica

e

ductilidade

dos

materiais poliméricos varia enormemente.

Devido à natureza da estrutura interna,

maioria

dos

plásticos conduzem

a

eletricidade e calor de maneira

extremamente

precária.

Isto

permite

que os mesmos sejam freqüentemente

utilizados como isolantes, tendo grande

importância na

confecção de

dispositivos e equipamentos eletrônicos.

Em geral, os materiais poliméricos têm baixo peso específico e apresentam

temperatura

de

relativamente baixa.

decomposição

Quadro 3 –Consumo de polímeros por habitante em diversos países e regiões (Padilha, 1997).

Quadro 3 –Consumo de polímeros por habitante em diversos países e regiões (Padilha, 1997).
Cabeça de Ancoragem e Bainha – Utilizado na ligação dos cabos de aço protentidos

Cabeça de Ancoragem e Bainha – Utilizado na ligação dos cabos de aço protentidos

Materiais Compósitos ou Conjugados

Os materiais compósitos ou conjugados são combinações de dois ou mais materiais.

A maioria destes materiais consiste de um elemento de reforço envolvido por uma matriz, constituída de resina colante, com o objetivo de obter características específicas e propriedades desejadas.

Os componentes não se dissolvem um no outro e podem ser identificados, fisicamente, por uma interface entre os mesmos, bem definida.

Os materiais compósitos podem ser de vários tipos e os mais comuns são os fibrosos (fibras envolvidas por uma matriz) e os particulados (partículas envolvidas por uma matriz).

Existe ainda uma infinidade de tipos de elementos de reforços, bem como matrizes usadas industrialmente. Dois tipos notáveis de materiais compósitos, usados intensamente na indústria, são: fibra de vidro em matriz de epóxi e fibra de carbono também em matriz de epóxi.

Um exemplo bastante familiar de material compósito é o concreto armado que, nada mais é, que uma matriz de concreto (cimento, areia e pedra) envolvendo o elemento de reforço, representado por barras de aço

Classificação dos materiais segundo desenvolvimento científico

Classificação dos materiais segundo desenvolvimento científico

Classificação dos materiais segundo desenvolvimento científico

Classificação dos materiais segundo desenvolvimento científico

Materiais Avançados

Materiais Avançados

Materiais não Convencionais

Materiais não Convencionais

Figura 11 –Residência construída em taipa de pilão (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS CONSTRUTORES COM TERRA, www.abcterra.com.br/construções)

Figura 11 –Residência construída em taipa de pilão (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS CONSTRUTORES COM TERRA, www.abcterra.com.br/construções)

Figura 12 –Residência construída com bambu (BAMBOO TECHNOLOGIES, www.bambootechnologies.com/bbhomes.ht

m)

Figura 12 –Residência construída com bambu (BAMBOO TECHNOLOGIES, www.bambootechnologies.com/bbhomes.ht m)

5-Propriedades gerais dos corpos

Propriedades do corpo são as qualidades exteriores que o caracterizam e o distinguem

As propriedades variam de material para material

5.1-Principais

propriedades

Extensão: propriedade dos corpos de ocupar um lugar no espaço.

Impenetrabilidade: propriedade que indica não ser possível que dois corpos ocupem o mesmo lugar no espaço

Inércia: propriedade que impede

os corpos de modificarem, seu estado inicial de repouso ou

i

Atração: propriedade da matéria atrair matéria(Lei da atração das massas)

Porosidade: propriedade que tem a matéria de não ser contínua, havendo espaço entre as massas

 Atração : propriedade da matéria atrair matéria(Lei da atração das massas)  Porosidade : propriedade

Divisibilidade: propriedade que os corpos tem de se dividirem em fragmentos

Indestrutibilidade:

propriedade que a matéria tem de ser indestrutível

5.2-propriedades dos corpos sólidos

Dureza: é a resistência que os corpos opõem ao serem riscados

Tenacidade: resistência ao choque ou a percussão

Maleabilidade ou plasticidade:

capacidade que os corpos tem em se adelgaçarem até formarem lâminas sem se romperem

Ductibilidade: capacidade de se reduzirem a fios, sem se romperem

Durabilidade: capacidade de se apresentarem inalterados com o tempo

Desgaste: perda de qualidades ou de dimensões com o uso contínuo

Elasticidade: é a tendência que os corpos apresentam a retornar à forma primitiva após a aplicação de um esforço

5.3- Esforços mecânicos

a.Tração

b.Compress

ão

c.Flexão

d.Torção

  • e. Flambagem

  • f. Cisalhamen to

5.3- Esforços mecânicos a. Tração b. Compress ão c. Flexão d. Torção e. Flambagem f. Cisalhamen

Propriedades físicas e mecânicas dos materiais

Propriedades físicas dos materiais

Propriedades físicas dos materiais

Massa específica

Massa específica

Massa específica

Massa específica

Massa específica

Massa específica

Propriedades elétricas

Propriedades elétricas

Propriedades elétricas

Propriedades elétricas

Propriedades elétricas

Propriedades elétricas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades térmicas

Propriedades mecânicas dos materiais

Tensão de engenharia

Tensão de engenharia

Tensão de engenharia

Deformação de engenharia

Deformação de engenharia

Elasticidade

Elasticidade

Lei de Hooke

Lei de Hooke

Módulo de elasticidade

Módulo de elasticidade

Coeficiente de Poisson

Coeficiente de Poisson

Coeficiente de Poisson

Coeficiente de Poisson

Relações existentes entre as variáveis

Relações existentes entre as variáveis

Relações existentes entre as variáveis

Relações existentes entre as variáveis

Relações existentes entre as variáveis

Relações existentes entre as variáveis

Plasticidade

Plasticidade

Plasticidade

Plasticidade

Diagrama tensão-deformação

Diagrama tensão-deformação

Diagrama tensão-deformação

Diagrama tensão-deformação

Diagrama tensão-deformação

Diagrama tensão-deformação

Diagrama tensão-deformação

Diagrama tensão-deformação

Ductilidade

Ductilidade

Ductilidade

Ductilidade

Ductilidade

Ductilidade

Tenacidade e resiliência

Tenacidade e resiliência

Fadiga

Fadiga

Viscosidade

Viscosidade

Viscosidade

Viscosidade

Viscosidade

Viscosidade

Viscosidade

Viscosidade

Viscosidade

Viscosidade

Viscoelasticidade

Viscoelasticidade

Viscoelasticidade

Viscoelasticidade

Fluência

Fluência

Fluência

Fluência

Fluência

Modelos viscoelásticos

Modelos viscoelásticos

Modelos viscoelásticos

Modelos viscoelásticos

Modelo de Maxwell

Modelo de Maxwell

Modelo de Maxwell

Modelo de Maxwell

Modelo de Kevin-Voigt

Modelo de Kevin-Voigt

Modelo de Kevin-Voigt

Modelos

Modelos

A importância da indústria da construção civil e dos materiais

A importância da indústria da construção civil e dos materiais

Importância da formação profissional e do ensino

Importância da formação profissional e do ensino

Importância da qualificação profissional

Importância da qualificação profissional